Page 36

O poder poético guardado nas coisas e no poema precisa ser aberto com chave ou soco.

MÁRCIO-ANDRÉ É ESCRITOR, artista sonoro e visual. Nasceu no Rio de Janeiro em 1978 e já lançou quatro livros de poesias e ensaios. Colaborou com diversos jornais e revistas, foi traduzido para dez idiomas e integrou diversas antologias. É professor e tradutor, além de performer literário. É também editor da revista literária Confraria do Vento e curador do Cidade a Travessa, evento literário e performático que acontece nas cidades de Lisboa, Rio de Janeiro e São Paulo. Poeta experimental, com obras na área da poesia visual e sonora, da instalação e da performance, realizou performances em inúmeros países. Em www.marcioandre.com pode-se encontrar seus vídeos, sons e textos. Por conta de sua Conferência Poético-Radioativa (2007) na cidade fantasma de Chernobyl, na Ucrânia, foi definido como "o primeiro poeta radioativo do mundo". Atualmente vive em Lisboa. Nessa entrevista, Márcio-André fala sobre a nova poesia brasileira, sobre seu trabalho e sobre o universo literário, suas experimentações e alcances.

36

Rubato  

Revista com espaço total dedicado à Literatura.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you