Page 34

suprimindo com as mãos junto ao corpo a intimidade que se criou enquanto você dizia que eu era a pessoa mais estranha e ridícula da festa : pagando de vaticano entre os amigos que apenas queriam encontrar o sábado naquela fila de drinques e pássaros e talvez as minhas paredes onde tua mão esteve

Paulo Scott nasceu em Porto Alegre em 1966, mora atualmente no Rio de Janeiro e vive de seu trabalho como escritor. Publicou quatro livros de poemas (O monstro e o minotauro / Senhor escuridão / A timidez do monstro / Histórias curtas para domesticar as paixões dos anjos e atenuar os sofrimentos dos monstros), além de flertar com a prosa, o que já lhe rendeu um livro de contos e dois romances. Traduz do inglês, escreve e revisa textos de dramaturgia e roteiros, colabora com revistas, jornais e suplementos de cultura do país e mantém o blog pauloscott.wordpress.com. Já ganhou e foi indicado para inúmeros prêmios tanto de prosa quanto de poesia. Scott diz que a poesia é seu xodó e a forma de manter vivo e justificar sua existência. Scott tem um processo único de fazer poesia e isso reflete em seu trabalho denso e diferente.

34

Rubato  

Revista com espaço total dedicado à Literatura.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you