Page 33

depois do meio dia no arpoador

paulo scott

você olha para a pessoa e ela diz as mesmas coisas equivocadas que disse das outras vezes e ela já está inebriada pelo quinto copo de cerveja e segurando firme a sua mão e falando daquela vez em que chovia sem parar que por um tempo as coisas deram muito certo e você comenta que entre vocês seja agora ou antes as coisas nunca deram muito certo então o garçom se aproxima e passa a conta diz que precisa mesmo fechar o restaurante a pessoa larga sua mão e fala que pode ser depois sem eloquência apesar da claridade reaprender o jeito o modo como busca o ar enquanto a troça e a cremação desaparecem em teu cabelo curto e tuas unhas alimentam as porcelanas onde cristalizaram nossas manhãs sem adequação sempre mapa voltando ao cimento das palavras dígrafo pairando entre plural e lentamente modo de trazer o ar sem o fogo da pressa apenas com essa tua desafinação que torna todos os telefones e cartas iguais ao dia em que fomos a senha das barcelonas do centro promessa copiada num parque sem cordões carpetes de finais de semanas e pré-verão nó e temperatura das barras de chocolate

33

Rubato  

Revista com espaço total dedicado à Literatura.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you