Page 32

mente estão fazendo novas leituras e novas conexões, produzindo continuamente novas obras, muitas das quais se esgotam em si mesmas, muitas das quais têm vida curta ou que só irão ganhar liga depois de outras experiências. Paulo Ferraz, que tem experiência e contato com os estudos acadêmicos, dá sua opinião: “Se não cabe à academia propor caminhos, tampouco cabe vedá-los. Não acredito em uma crítica prescritiva, que diga o que é certo ou não fazer. Creio que a academia pode sim abrir espaço para a presença de poetas, levá-los para expor suas experiências, debater sobre suas perspectivas ou sobre seus métodos de criação, ou que haja estímulo para que os estudantes criem suas revistas, que pratiquem tanto a criação quanto a crítica enquanto têm a total liberdade para errar”. Sim, é necessária uma aproximação tanto do público com a nova poesia quanto da academia com essa poesia. Uma vez mais temos que pensar que as ferramentas de conexão são importantes e úteis nessa comunicação. “A ponta do cume sempre é a poesia. Todos almejam a sublimidade. É onde todos os artistas querem chegar. Mesmo que você desconheça ou identifique a poesia em uma letra de música ou numa peça de teatro à poesia é o grande referencial para quem faz arte e ao mesmo é tempo a menos consumida. O importante é que ela quase sempre toca as pessoas que vão tocar e mudar o mundo”. — paulo scott

32

Rubato  

Revista com espaço total dedicado à Literatura.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you