Issuu on Google+

Frederico Mombach

Ano I - 6ª Edição Setembro de 2013 Distribuição Dirigida Cachoeirinha e Gravataí

Ação Social Vitória da Solidariedade

Estética Como vou ficar?

UMA DÉCADA DE SAÚDE

A Prontomed completa neste mês de setembro 10 anos de atividades. Os sócios Guilherme da Costa Sampaio e Alcino Fabrício de Moraes comemoram a evolução do grupo e o bom atendimento realizado aos milhares de pacientes. mais matéria | 1


2 | mais matĂŠria


|EDITORIAL|

Onde o público e o privado se misturam A aprovação do fim do voto secreto pode ser muito mais importante para a história que se desenha daqui para frente do que possa parecer nesse momento. O Brasil sempre foi cercado pelo sentimento de impunidade e, principalmente, de que poucas coisas vêm a tona. A maioria das pessoas que agem errado passam a vida impunimente sem que suas ações venham a tona. O secreto não tem mais espaço nos dias de hoje. As redes sociais monitoram a rotina de cada um de nós. É a nova era em que o público e privado se misturam. A lição que fica é que a moralidade deve ser exercida 24 horas por dia. Quem escolhe seguir uma carreira pública deve saber que existe a obrigação da transparência, seja das suas ações, dos seus votos ou das suas contas. Que o fim do voto secreto represente também a responsabilidade das pessoas sobre suas ações e escolhas. Vale a regra para políticos. Vale a regra para todas as esferas públicas. Mas vale também para cada uma de nós. Fazer o certo. O Brasil é um país cheio de motivos para vivermos indignados. Há menos de um ano da Copa do Mundo, assistimos incrédulos o vexame que passaremos em rede mundial no setor de mobilidade urbana. Milhares de turistas terão a oportunidade de ver de perto o que sentimos diariamente. A solução, como alguns já comentam, é ser feriado nos dias de jogos para que jogadores, torcedores e turistas possam chegar no horário. Obras inacabadas, obras que nunca saíram do papel, obras superfaturas. Uma mídia mundial voltada para um país indignado e inseguro. O fim do voto secreto deveria representar a transparência de todas as ações públicas. Deveria representar o fim da impunidade e o começo da moralidade.

Até outubro! Boa leitura

Setembro - 2013 - Ano I - 6a Edição Circulação: 5 mil exemplares Impressão: Gráfica Odisseia Jornalista Responsável: Roselaine Vinciprova (MTB 11043) Coordenação: Roselaine Vinciprova roselaine@trcomunicacao.com Tadeu Battezini tadeu@trcomunicacao.com Contato: (51) 3041.2333 redacao@revistamaismateria.com.br Comercial: Tadeu Battezini - tadeu@trcomunicacao.com Sandra Santos - sandra@trcomunicacao.com Redação: Kamyla Jardim - jornalismo@trcomunicacao.com Rita Trindade - redacao@trcomunicacao.com Diretor de Arte: Fernando Junges - criacao@trcomunicacao.com Mateus Delazeri - criacao2@trcomunicacao.com Planejamento: Filipe Silva - administrativo@trcomunicacao.com Projeto Gráfico: Kamyla Jardim Mais Matéria é uma publicação mensal da TRCOM. - Av. Flores da Cunha, 1050 / 604 - Centro - Cachoeirinha/RS - Fone (51) 3041.2333 www.revistamaismateria.com.br Facebook - Revista Mais Matéria Todos os direitos reservados. Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Mais Matéria e são de inteira responsabilidade dos autores.

mais matéria | 3


|SUMÁRIO| Frederico Mombach

24

Entrevista

Uma Década de Saúde

4 | mais matéria


33

52

44

06. Curso Cursos Práticos de Aviação

28. Música

52. Estética

Blues com uma pitada

Como vou ficar?

de Rock ‘N’Roll

15. Política

Mobilização para derrubar

veto da Presidenta

20. Cidade As Marcas da Cidade

54. Psicologia 33. Design Uma casa moderna e contemporânea

42. 15 anos Do sonho à realidade

22. Tecnologia A Moda dos Aplicativos

44. Formatura Profissão: Fisioterapeuta

26. Cultura Feira do Livro contará com

grandiosa programação

46. Ação Social Vitória da Solidariedade

Ansiedade de Separação

56. Nutrição Leite: De mocinho à vilão

58. Ortopedia Artrose de Joelho

60. Coluna Vertebral A dor no Nervo Ciático

mais matéria | 5


|CURSO|

cursos práticos de Aviação

em cachoeirinha Divulgação

A

A Helikopter Escola de Aviação Civil está localizada em Cachoeirinha e possui moderna frota de helicópteros para treinamento prático e instrutores altamente qualificados. A escola dispõe de alojamentos com total infraestrutura para alunos que desejam imersão total no aprendizado e aprimoramento das técnicas relacionadas ao voo com helicópteros. O voo noturno é requerido pela ANAC para a habilitação plena de PPH, PCH e INVH. A Helikopter é a única escola no Sul com heliponto registrado para voos VFR diurno/noturno SSMU. A escola está com inscrições abertas para o curso de PPH, que é composto de duas fases: teórica e prática. Na fase teórica o aluno dominará os assuntos requeridos pela ANAC na prova de conhecimentos teóricos. Até junho de 2014 os alunos poderão ser autodidatas nas disciplinas exigidas na banca. A aprovação na banca da ANAC não é prérequisito para inicio das aulas de voo. A Helikopter não ministra aulas teóricas, apenas as práticas. Maiores informações podem ser obtidas nos sites: • Piloto Brasil • Portal Helicóptero • ANAC • Piloto Comercial

Aeronaves As aulas serão ministradas em modernos R22 Beta II, sigla dos helicópteros Robinson 22 serie Beta II. São aeronaves mundialmente reconhecidas por sua robustez e segurança para treinamento PPH, PCH e INVH.

6 | mais matéria

A escola dispõe de alojamentos com total infraestrutura para alunos que desejem imersão total no aprendizado e aprimoramento das técnicas relacionadas ao voo com helicópteros. Base de operação Uma vez que a Helikopter é uma escola exclusivamente de helicópteros, possui a condição única de uma Base Operacional em condições reais. As operações realizadas em pistas de aviões dispõem de áreas de pistas, áreas de taxi e sinalizações que diferem bastante das encontradas em condições reais de operação com helicópteros (helipontos isolados, referência espacial, etc). A base da Helikopter possui o único heliponto registrado para voo VFR noturno em escola no Sul. Cursos Práticos: PPH Piloto Privado Helicóptero PCH Piloto Comercial Helicóptero INVH Instrutor Helicóptero Ground School R22 Treinamento de solo R22 Ground School R44 Treinamento de solo R44 Mais informações: www.facebook.com/HelikopterEscolaHelicopteros


mais matĂŠria | 7


A ACC fortalecendo o desenvolvimento de Cachoeirinha Fone: 51 3471 2000 | Site: www.acccachoeirinha.com.br

COMPRAR É BOM, MELHOR AINDA COM DESCONTO

A

A Associação Comercial de Cachoeirinha está possibilitando aos colaboradores e funcionários das empresas associadas usufruírem de descontos em mais de 100 estabelecimentos comerciais da cidade. Para contar com todos os benefícios da Rede Credenciada basta solicitar o cartão de descontos em nome de cada funcionário e dependentes e apresentar nos estabelecimentos credenciados. Tanto para se cadastrar como para usufruir dos descontos não existe taxa. O objetivo da entidade é criar na cidade a cultura do desconto. “A Rede Credenciada fortalece o comércio local porque forma uma grande parceria entre os estabelecimentos e o público, possibilitando que todos obtenham vantagens”, revela o presidente da entidade, Darcy Zottis Filho.

Mais de 100 empresas fazem parte da Rede Credenciada dA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE CACHOEIRINHA. Para utilizar dos descontos basta solicitar o cartão fidelidade. benefício vale para funcionários e dependentes.

Confira alguns setores onde os associados obtêm desconto: ACADEMIA FLORICULTURAS ACESSÓRIOS l PRESENTES GRÁFICAS ADVOGADOS INFORMÁTICA AVIAMENTOS JARDINAGEM CALÇADOS LOCAÇÃO DE VEÍCULOS CHOCOLATARIA LAVANDERIA CLÍNICAS MÉDICAS MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

8 | mais matéria

COOPERATIVA DE CRÉDITO MÓVEIS CRECHES ÓTICAS E RELOJOARIA EVENTOS E DECORAÇÃO PAPELARIA E ARTESANATO ESCOLAS RESTAURANTES ESTÉTICAS SERVIÇOS ESTOFARIAS VESTUÁRIO ESCRITÓRIO CONTÁBIL Acesse o portal www.acccachoeirinha.com.br para mais informações


mais matĂŠria | 9


|ECONOMIA|

Alimentação pressiona IPC-S e índice avança para 0,16% na terceira prévia de agosto Das oito classes de despesas analisadas PELO ipc-s, seis apresentaram acréscimo em suas taxas de variação, com destaque para alimentação.

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) apresentou variação de 0,16% na terceira quadrissemana de agosto, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado é 0,11 pontos porcentuais acima do registrado na leitura anterior, quando o indicador apresentou variação de 0,05%. Das oito classes de despesas analisadas, seis apresentaram acréscimo em suas taxas de variação, com destaque para alimentação. A classe de despesa saiu do terreno negativo e passou para o positivo, ao deixar variação de -0,08% na segunda leitura do mês e ir para 0,03%. Em Alimentação, a FGV destaca o comportamento do item frutas (de

Confiança do comércio cai 2,8% no trimestre, indica FGV O Índice de Confiança do Comércio (Icom) da Fundação Getulio Vargas caiu 2,8% no trimestre encerrado em agosto, ante queda de 3,4% no trimestre encerrado em julho. Na comparação com agosto de 2012, o índice teve queda de 1%, inferior à registrada em julho (-3,9%) na mesma base de comparação. A principal contribuição para o resultado de agosto veio do indicador que mede o grau de satisfação em relação ao momento atual, que havia caído fortemente em julho, sob influência das manifestações populares. Segundo a FGV, a recuperação deste indicador sugere o retorno do setor a um ritmo de atividade moderado no terceiro trimestre de 2013. O Índice da Situação Atual (ISA-COM) registrou taxa interanual trimestral de -3,5% no mês, ante recuo de 4,6% em julho. Em termos interanuais mensais, as taxas do ISA-COM passaram de -7,7% em julho, para 0,8% em agosto. Já as perspectivas em relação aos meses seguintes não apresentaram grande mudança: a taxa interanual trimestral do Índice de Expectativas (IECOM) passou de -2,6% em julho, para -2,5%, agosto. Em termos mensais, houve uma piora relativa, com a taxa interanual passando de -1,6% para -2,2%, respectivamente.

10 | mais matéria

-3,83% para -2,00%). Mais cinco grupos, dos oito analisados, contribuíram para o avanço no indicador. Na categoria Vestuário (de -0,68% para -0,21%), a pressão veio do item roupas, que diminuiu a queda de -1,25% para -0,58%. Já o grupo Transportes (-0,25% para -0,10%) foi pressionado pela tarifa de ônibus urbano (-0,81% para 0,03%) e Educação, Leitura e Recreação (0,32% para 0,51%) teve como destaque o comportamento do item passagem aérea (-1,35% para 6,36%). Em Habitação, o destaque foi tarifa de eletricidade residencial (0,04% para 0,38%) e em Saúde e Cuidados Pessoais (0,38% para 0,43%) foram os artigos de higiene e cuidado pessoal (0,47% para 0,75%).

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 7,06% Após dois meses seguidos de alta, a cesta básica de Porto Alegre registrou queda de 7,06% em julho. Com o resultado, divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) o valor passou de R$ 329,16 em junho para R$ 305,91. A taxa verificada em julho de 2012 foi de 7,03%. No ano, a cesta está 3,92% mais cara e em doze meses registra alta de 1,98%. Na avaliação mensal, sete dos treze produtos que compõem o conjunto de gêneros alimentícios registraram queda. Destaque para os produtos in natura, em especial o tomate (-45,63%). Em sentido inverso, seis produtos tiveram alta, sendo as maiores variações no leite (6,91%) e na farinha de trigo (5,07%). No ano, a cesta acumula alta de 3,92%. De janeiro a julho, seis itens estão mais caros, com destaque para a batata (98,35%) e o leite (28,72%). Dentre os produtos que ficaram mais baratos, o óleo de soja registrou a maior queda (-23,28%). Em doze meses, a cesta está 1,98% mais cara. Nesse período, nove itens subiram de preço, sendo os maiores aumen-

Divulgação

tos verificados na batata (140,67%) e no leite (37,10%). Por outro lado, quatro produtos estão mais baratos: o tomate (-43,29%), o açúcar (-15,42%), o óleo (-12,7%) e o café (-0,37%). O valor da cesta básica representou 49,04% do salário mínimo líquido, contra 52,77% em junho de 2013 e 52,42% em julho de 2012. O trabalhador com rendimento equivalente a um salário mínimo necessitou em julho cumprir uma jornada de 99h 16min para adquirir os bens alimentícios básicos. Esta jornada é menor do que foi necessário em junho de 2013 (106h e 48min) e menor do que em julho de 2012 (106h 06min).


Teixeira afirma que onda de protestos mudou a atuação do legislativo Roselaine Vinciprova

O presidente da Câmara de Vereadores de Cachoeirinha, vereador Antônio Teixeira, convocou a imprensa para fazer um balanço das ações do primeiro semestre e anunciar a programação da Casa Legislativa para os próximos meses. “Estamos aproximando o poder legislativo das forças vivas da cidade, além de fortalecer a integração com funcionários e servidores da Casa. Temos que mostrar que não é somente no plenário que a Câmara funciona”, revelou Teixeira. A Câmara está investindo em um novo site, além da contratação de um novo serviço de internet para agilizar a transmissão das sessões de forma on line. Como conquistas deste ano o presidente anunciou a implantação do pregão eletronico, a normatização das diárias e a redução dos custos da casa que possibilitaram a redução no custo da passagem na cidade. Sobre a onda de manifestaçoes que atingiu o país, e a cidade, Teixeira garantiu que esse foi um ano atípico. “Acredito que tenha sido o ano de maior

Presidente da Câmara de Vereadores convocou a imprensa para apresentar balanço das ações e anunciar programação para o Último semestre. turbulência na história da Câmara. Tivemos três pedidos de cassação e as manifestações populares”, revelou. O presidente garantiu que toda essa movimentação mudou a forma de legislar. “Estamos mais criticos e procurando ser mais transparentes. É difícil não mudar depois do que aconteceu”, afirmou. Até o final do ano deve iniciar o trabalho de normatização das leis do municipio, a inauguração da galeria das mulheres no parlamento, a festa para crianças da comunidade e a entrega de titulos de cidadão benemérito.

Vereador Antônio Teixeira

mais matéria | 11


|NEGÓCIOS|

Lucro do Banrisul tem alta de 4,8% no segundo trimestre e chega a R$ 215 milhões De acordo com a instituição, o número é reflexo da elevação das receitas de comercialização de produtos, em boa parte associadas à ampliação de negócios com seguros, previdência, capitalização e na rede Banricompras.

Gadgets conversíveis ganham espaço

O lucro do Banrisul no segundo trimestre de 2013 atingiu R$ 215 milhões, alta de 4,8% na comparação com o mesmo período do ano passado. No semestre, o resultado positivo foi de R$ 419,7 milhões, similar ao registrado nos seis primeiros meses de 2012. De acordo com a instituição, o número é reflexo da elevação das receitas de comercialização de produtos, em boa parte associadas à ampliação de negócios com seguros, previdência, capitalização e na rede Banricompras.

“Consideramos que este resultado foi de bom para excelente, considerando que não abortamos planos de expansão e contratação de pessoas. Ao mesmo tempo, com concorrência mais aguçada e queda dos spreads”, afirmou o presidente do banco, Túlio Zamin. O saldo das operações de crédito do Banrisul finalizou o semestre em R$ 25,2 bilhões, alta de 10,2% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Setor pet deve crescer 8,1% no Brasil em 2013

Divulgação

Notebooks que viram tablets e tablets que são smartphones. Ter um aparelho que é uma coisa só já parece coisa do passado. Desde o início do ano, o mercado dos chamados gadgets híbridos ganhou espaço e começa a chegar com força no Brasil. Para 2014, são esperadas atualizações dos principais modelos, além da chegada de novas opções. Gigantes da tecnologia como Sony, Samsung e LG investem nas novas categorias e correm para ser a preferida dos consumidores. Basicamente, há dois tipos de híbridos, os conversíveis e os foblets. Conversíveis são notebooks e tablets em um único aparelho. Equipados com teclado e tela touchscreen, são indicados para quem busca desempenho de notebook e portabilidade de tablet. Já os foblets, são quase celulares gigantes. Com telas de cinco polegadas para cima, tem como público-alvo usuários que buscam telas maiores, mas funcionalidade de smartphone. Divulgação

12 | mais matéria

A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) projeta para 2013 um faturamento interno de R$ 15,4 bilhões, crescimento de 8,1% sobre 2012, que fechou com R$ 14,2 bilhões. O montante, de acordo com projeções, pode significar 0,34% do PIB 2013 do país. Em 2012, a indústria de produtos para animais de estimação chegou a ocupar 0,32% do PIB nacional, número superior àqueles das geladeiras e freezers (0,14%), componentes elétricos e eletrônicos (0,23%) e automação industrial (0,09%). Para 2013, a projeção do mercado pet mundial já chega a US$ 102 bilhões, sendo que o Brasil representa 8% desse montante, dividindo a segunda posição mundial com o Japão, atrás dos Estados Unidos. O crescimento do setor e o aumento do número de pessoas com animais de estimação em casa são resultado de hábitos positivos da população brasileira. Por conta disso, a Abinpet mantém o Grupo de Estudos Interação Humano e Animal (GE-INTERHA) para fomentar pesquisas

que demonstrem a importância dos animais de estimação para a qualidade de vida das pessoas. As informações da entidade são apuradas diretamente com os integrantes do setor, por meio do Painel Pet, banco de dados que existe desde 1980. Com essa ferramenta, é possível ter estatísticas e elaborar pesquisas complementares efetivas.


CAPITAL ESPIRITUAL Prof. Saul Sastre Diretor de Transportes Rodoviários - DAER/RS | www.saulsastre.com.br | saulsastre@terra.com.br

E

Estava caminhando pelo centro de Garopaba/SC quando me deparei com uma livraria, confesso que não posso passar em frente de um local que venda livros, pois já fico com uma grande expectativa de conhecer alguns títulos e lá estava um me esperando: “Capital Espiritual” de Danah Zohar. Há muito tempo eu já vinha atrás desse título em várias livrarias, e ele estava lá e em promoção.

Todas as três formas de inteligências são importantes para o dia a dia nos negócios, precisamos da racionalidade para tomar as decisões certas, assim como também precisamos da sociabilidade para poder nos relacionar. A própria essência da liderança tem haver com a habilidade emocional de fazer as pessoas darem o melhor de si, porém o tema espiritualidade vem chamando o interesse de diversos pesquisadores.

O assunto trata de uma nova forma de inteligência: a inteligência espiritual. Até a década de 60, a única forma de medir o quanto uma pessoa era inteligente (inteligência racional) era através do teste de QI, inclusive muito utilizado até os dias de hoje. Na década de 90, Daniel Golemann surpreendeu o mundo com a sua teoria sobre a Inteligência Emocional (QE), falando sobre emoções e habilidades que uma pessoa deve ter para se entender e, por consequência, entender as emoções alheias. Em 2004, Dana Zohar e Ian Marshall apresentaram o conceito de Inteligência Espiritual (QS), que tem a ver com o significado de ser humano e ao propósito de vida.

Segundo o sociólogo Sérgio Cortella, espiritualidade é pensar o sentido da vida para além do imediato, com o intuito de honrá-la, fazendo dela algo significativo, respondendo assim algumas perguntas: Porque nasci? O que quero fazer da minha vida? O que são valores significativos para mim? O inteligente espiritual sabe o que quer da sua vida e trabalha no longo prazo para assim, quando se for, deixar algum legado para a humanidade. A espiritualidade vem antes e a religião vem depois e cada um, com a sua crença, busca um sentido para a vida.

O quadro abaixo ilustra isso:

Me interessei pelo tema e estou pesquisando bastante sobre o assunto. Muitos livros já mudaram minha ótica sobre o mundo, esse foi mais um e sei que muitos outros virão, um simples passeio pelo centro de Garopaba, um livro e grandes mudanças pela frente...

Há muito tempo eu já vinha atrás dO LIVRO “Capital Espiritual” de Danah Zohar, e O ENCONTREI EM UMA LIVRARIA DO centro de Garopaba/SC . ele estava me esperando em promoção, PRONTO PARA MUDAR MINHA VISÃO SOBRE O MUNDO

mais matéria | 13


|SUSTENTABILIDADE|

Ministério do Meio Ambiente detecta crescimento de desmatamento seletivo na Amazônia o ministério detectou um crescimento da prática da fragmentação, que ocorre quando se corta árvores seletivamente, sugerindo uma mudança na dinâmica do crime ambiental.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou no dia 15 de agosto que não há aumento do desmatamento na Amazônia, mas o ministério detectou um crescimento da prática da fragmentação, que ocorre quando se corta árvores seletivamente, sugerindo uma mudança na dinâmica do crime ambiental. “O sistema de inteligência do ministério já detectou essa prática e estamos combatendo com novas estratégias de fiscalização”, disse a ministra. Segundo Izabella, o desmatamento da Amazônia foi reduzido para menos de cinco mil quilômetros quadrados. Em 2004, o desmatamento chegou a mais 27 mil quilômetros quadrados. “Todos os re-

Conferência do meio ambiente: microrregional da bacia hidrográfica do rio Gravataí reúne dez cidades Realizada nos dias 9 e 10 de agosto, a Conferência Microrregional de Meio Ambiente da Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí reuniu representantes de dez municípios da Grande Porto Alegre, incluindo a capital gaúcha. Foram eleitos os delegados que representaram essas cidades na etapa estadual, de 31 de agosto a 1º de setembro. Além disso, foram elencadas propostas para a gestão de resíduos sólidos a partir dos eixos estabelecidos pelo Ministério do Meio Ambiente, em debate por todo o Brasil. Participaram do encontro, realizado na sede da Cooperativa de Catadores (Cootracar), junto ao antigo Aterro Sanitário Santa Tecla, representantes das cidades de Glorinha, Gravataí, Alvorada, Viamão, Cachoeirinha, Porto Alegre, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Uruguaiana.

14 | mais matéria

cursos tecnológicos, humanos e financeiros foram alocados para a fiscalização. Não há corte de recursos. Ao contrário, é o maior contingente de fiscais que já trabalhou na Amazônia”, disse Izabella. Segundo a ministra, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) vai tornar disponível em breve em seu site as áreas embargadas (proibidas ao plantio para recuperação da área degradada). “Tem gente plantando em área embargada e apostando na impunidade. A regularização prevista no Código Florestal é para quem desmatou até 2008. Após 2008, tem multa. É inaceitável que as pessoas ainda busquem o caminho da ilegalidade”, ressaltou.

Cientistas descobrem como recarregar o celular usando urina Uma equipe de cientistas britânicos afirma ter conseguido desenvolver um mecanismo que consegue recarregar parcialmente a bateria de um telefone celular usando apenas urina. Em um artigo publicado pela revista da Real Academia de Química, os cientistas afirmam que conseguiram produzir energia elétrica suficiente para enviar mensagens de texto, usar a internet e fazer uma rápida ligação telefônica. De acordo com o artigo, os especialistas agora esperam poder desenvolver a tecnologia das baterias com combustível microbiano que permitam recarregar totalmente um celular. “Utilizar um produto de dejeto como fonte de eletricidade é notável. Estamos muito entusiasmados porque se trata da primeira vez que se consegue isso”, afirmou o cientista Loannis Leropoulos. Especialista em eletricida-

de microbiana, o estudioso participou dos estudos conjuntos entre as Universidades de Bristol e do Oeste da Inglaterra, além do Laboratório de Robótica de Bristol. “A beleza disso tudo é que não estamos nos apoiando na natureza errática do vento ou do sol: a urina é uma fonte sem fim”, disse. A tecnologia das baterias de combustível microbiano permite produzir eletricidade diretamente através da degradação da matéria orgânica, abrindo assim o caminho para o desenvolvimento de combustíveis de muito baixo custo e, inclusive, gratuitos, como a urina. Neste caso, a urina permite estimular os micróbios que geram eletricidade. “Fazer uma ligação é a operação que exige mais energia de um telefone celular, mas chegaremos ao ponto em que poderemos carregar a bateria para períodos longos” explicou o cientista.


mobilização para derrubar veto contra a cobrança dos 10% do FGTS

N

No dia 3 de julho a Câmara Federal aprovou o projeto de lei que extingue a cobrança da multa rescisória de 10% sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) paga pelos empregadores nas demissões sem justa causa. A multa paga pelas empresas ao governo foi instituída em 2001 para compensar perdas do Fundo por conta dos planos econômicos Verão, em 1989, e Collor I, em 1990. Os empregadores já pagam multa de 40% sobre o saldo do FGTS para o empregado demitido sem justa causa. O Deputado Federal, José Luiz Stédile, um dos que votaram a favor da extinção, afirma que não existe mais a necessidade desta compensação, ou seja, o motivo para esse recolhimento já foi extinto, mas principalmente, porque esse recurso não beneficia o trabalhador. O fim da multa é defendido por empresários que afirmam que as perdas do Fundo com os planos econômicos já foi compensada. Eles argumentam ainda que a contribuição não pode ser mantida de forma permanente, e que está sendo usada para compor receitas do Tesouro Nacional. Entretanto a Presidenta Dilma Roussef vetou o projeto no final no mesmo mês com o argumento que o projeto de lei vai contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, ao gerar impacto superior a 3 bilhões de reais por ano no FGTS sem dar “indicação das devidas medidas compensatórias”. A Centrais Sindicais também foram contra afirmando que a o fim da multa poderia incentivar as demissões. O Deputado José Stédile esteve no

Roselaine Vinciprova

Empresários apóiam a extinção dos 10% da multa

Centro das Indústrias de Cachoeirinha pedindo apoio aos empresários para que o veto da presidente Dilma seja derrubado. A mobilização contou com o apoio da Acigra de Gravataí e da Associação Comercial de Cachoeirinha. “O governo arrecada mal e gasta pior ainda. O empresário é tributado de forma arbitrária e não recebe o retorno necessário. Se ficarmos quietos não vamos derrubar o veto”, revelou Stédile. Os empresários receberam uma lista com o nome de todos os deputados para que façam pressão junto aos parlamentares. A expectativa é que o veto seja votado ainda no mês de setembro.

O Deputado José Stédile esteve no Centro das Indústrias de Cachoeirinha pedindo apoio Aos empresários para que o veto da presidente Dilma seja derrubado. A mobilização contou com o apoio da Acigra de Gravataí e da Associação Comercial de Cachoeirinha

mais matéria | 15


|RECURSOS HUMANOS|

IBGE revela panorama do mercado de trabalho brasileiro Segundo o levantamento, em 2011 o mercado de trabalho brasileiro manteve trajetória positiva para os indicadores de emprego, renda e informalidade.

O volume 21 do levantamento “Brasil em números”, editado anualmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado no dia 15 de agosto, apresenta informações básicas, de variados setores, para o estudo e conhecimento da realidade socioeconômica brasileira. Segundo o levantamento, em 2011 o mercado de trabalho brasileiro manteve trajetória positiva para os indicadores de emprego, renda e informalidade. Quase 50% dos empregados tinham entre 30 e 49 anos e jovens com

idade entre 20 e 29 anos representaram 25,6%. Com relação ao trabalho infantil, as regiões Norte e Nordeste apresentam dados preocupantes, sendo proporcionalmente duas vezes maior que a média do país, com 2,3% e 2%, respectivamente, enquanto nas demais regiões, o índice de pessoas entre 10 e 14 anos com alguma ocupação são inferiores a 1%. Além disso, de acordo com o estudo, apenas na região Sudeste mais da metade dos ocupados possui 11 ou mais anos de estudo (53,3%). Divulgação

Rio Grande do Sul tem pior geração de empregos do país A geração de empregos formais no Rio Grande do Sul foi a pior do país no mês de julho, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado no dia 21 de agosto, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). De acordo com o balanço, foram registradas 125.030 admissões e 128.674 demissões no período, que resultaram em saldo negativo de 3.644 vagas. O resultado se deve, principalmente, às demissões relacionadas a Indústria de Borracha e Fumo (-2.376 postos). Além de ser a mais negativa entre os estados brasileiros, a geração de empregos no Rio Grande do Sul foi a pior para o mês de julho desde 2006. O setor que apresentou o pior desempenho foi a Indústria de transformação, que registrou 2.070 demissões. O comércio (-1.166) também apresentou redução nos postos de trabalho. Entre as capitais, Porto Alegre só ficou atrás de Recife na criação de vagas. A capital gaúcha registrou saldo negativo de 2.280 empregos, em julho. Entre as regiões do país, apenas a Região Sul (-500) teve queda no número de postos de trabalho.

16 | mais matéria

Setores de atividades A distribuição por área de atuação no país é composta, principalmente, por comércio e reparação (17,8%), agricultura (15,7%), indústria (13,4%), educação, saúde e serviços pessoais (9,2%). As regiões Norte e Nordeste mantém na agricultura a maior parcela de seus ocupados, já com relação à indústria, no Nordeste representa, proporcionalmente, um terço da observada na Agricultura, e no Norte, pouco mais da metade. Embora a construção civil tenha apresentado crescimento no Brasil, o percentual de ocupados no setor é relativamente baixo (8,4%). Distribuição de Renda Globalmente, o Brasil possui uma das piores distribuições de renda. Em 2011, 58,8% da força de trabalho recebia mensalmente até dois salários mínimos, enquanto 5,8%, entre cinco e 10 salários mínimos, e 2,6% acima de 10 salários mínimos. Os trabalhadores sem carteira assinada obtiveram o maior crescimento no rendimento médio mensal, 6,1%. Sendo em Salvador a menor variação anual (4,9%) e a região metro-

politana de Belo Horizonte a maior (9,6%). Com relação aos trabalhadores com carteira assinada, Recife apresentou a maior taxa de crescimento (5,3%). Participação Feminina Apesar do crescimento contínuo nas últimas décadas, a desigualdade de gênero no mercado de trabalho brasileiro continua latente. Além das diferenças salariais e da concentração da força de trabalho feminina em alguns dos setores mais precários, a taxa de participação das mulheres se mantém bem inferior a dos homens, com 50,1% ante 70,8%. Considerando a faixa etária entre 25 e 49 anos, essa diferença aumenta para 30 pontos percentuais. Desocupação Entre 2004 e 2011 houve queda na taxa de desocupação superior à 5%. Historicamente, Salvador possui as piores taxas tendo, em 2011, 10% da sua população sem trabalho. Já São Paulo e Recife passaram de 12% em 2004 para 6% em 2011.


Networking, o que é isto afinal?! Madeleine Schein Diretora Executiva da Schein Gestão Empresarial e Diretora de Gestão Empresarial da ASBRAV

O

O mundo está globalizado, o mercado está altamente competitivo, confissionais de sua área, para manter contato e atualizar informações; tudo, nossas relações e negócios ainda são efetivados com pessoas da • Visite associações de classe e o sindicato de sua área. Associe-se e parnossa confiança. O famoso “boca a boca” continua sendo uma estratégia ticipe dos eventos. Esses locais oferecem boas chances de fazer contatos poderosa nas relações comerciais e profissionais, o tão comentado “necom outros profissionais que atuam no mesmo ramo; tworking”. • Responda todos os e-mails e as ligações que receber, mesmo que não Mas afinal, o que é isso? É a formação da rede de relacionamentos! É seja no mesmo dia. É importante dar retorno. uma atitude que valoriza a convivência em benefício de todos. • Faça contato com seus amigos nas datas comemorativas, como Natal, Fazer networking, trocar experiências, inAno Novo, ou Aniversário, por exemplo. Pode fazer isto formações e aprendizados, com pessoas diferenatravés de mensagens nas redes sociais, por e-mail ou tes, podem trazer benefícios em diversas áreas telefone; Fazer networking, da vida, sobretudo, na profissional. • Revise sua agenda de contatos e verifique se há pessoas trocar experiências, Muitos não se preocupam com o desenvolinteressantes com quem você não tem se comunicado. vimento da sua rede pessoal. Tendem a procu• Atualize sua rede de relacionamentos sobre mudanças informações e rar pessoas quando precisam. E a lógica do necomo de telefone, empresa, cargo e endereço; aprendizados, com tworking é outra: é como você cultiva relações. • Mantenha sua imagem “viva” na memória das pessoas. pessoas diferentes, Para essa construção são necessárias alguLigue ou faça contato através das redes sociais, para samas virtudes como simpatia, cordialidade, eduber como anda sua carreira e quais são seus objetivos, ou podem trazer benefícios cação, presença de espírito, elegância, entre simplesmente para parabenizar por resultados. em diversas áreas da outras. Dessa forma seremos sempre bem lem• Leia muito sobre sua área de atuação, notícias e assunvida, sobretudo, na brados. tos em geral. Você precisa ter conhecimento para elaboTal desenvolvimento ocorre no trabalho, no rar uma boa comunicação; profissional. dia a dia e nos eventos sociais. Evidentemente, • Viaje sempre que possível, isto proporciona conhecia participação no máximo de eventos possíveis mento e amplia seus horizontes. é primordial. Lembrando que não basta fazer networking, você precisa ter um bom Confira algumas dicas para fazer um bom networking e ampliar seus marketing pessoal. Vestuário adequado, português correto e o posiciocontatos: namento pessoal são decisivos. É preciso ser uma pessoa agradável e sa• Participe de eventos voltados para sua área de atuação, como cursos, seber se vender de forma positiva. minários, congressos e feiras, aproveitando essas ocasiões para se manMuitas vezes conhecemos pessoas interessantes e temos menos de ter atualizado e conhecer outros profissionais. um minuto para deixar nossa marca. Crie uma apresentação pessoal mar• Troque cartões de visita e faça anotações no verso do cartão para saber cante que possa ser expressa em no máximo 30 segundos. Reforce esta de quem se trata e fazer contatos futuros; imagem com um cartão pessoal bem elaborado. • Participe de encontros entre ex-colegas de escola, faculdade, ex-colegas de empresa e, também, de atividades de lazer. Nestes eventos, além de Faça tudo com muita sinceridade e amor à sua profissão! Nas relações você se divertir, é muito comum descobrir pessoas que estejam no mespessoais isso é fundamental. Não force sua essência! O mundo dá voltas! mo segmento de atividade que o seu e relacionar interesses comuns. Não despreze nenhum contato. Teste estas dicas e sua vida se transforPeriodicamente, agende um almoço, um happy hour ou café com os promará em menos de 6 meses. Sucesso!

mais matéria | 17


News Cachoeirinha Cesuca oferece Serviços de Assistência Jurídica Gratuita para o público O Cesuca – Faculdade Inedi, conta com mais um espaço que beneficiará não só alunos do curso do Direito, mas a comunidade local. A instituição inaugurou no dia 13 de agosto, no saguão da Faculdade, uma sala para prestar Serviços de Assistência Judiciária Gratuita – SAJUG. A iniciativa é uma oportunidade para aprendizagem e atendimento ao público carente. Segundo a coordenadora do SAJUG, Dra. Jaqueline Mielke Silva, a aproximação da teoria do direito com a realidade social está entre os principais benefícios da implantação deste serviço, além do atendimento gratuito de assistência jurídica à comunidade. O espaço contará com equipe de advogados para avaliar e deliberar as petições elaboradas pelos alunos, além de realizar as audiências.

A professora Jaqueline alerta que o atendimento será realizado somente para pessoas que possuem renda inferior a dois salários mínimos. As consultas acontecerão nas terças-feiras, a partir das 19h. “Durante o dia, serão realizadas conforme com as disponibilidades dos alunos”, salientou. De acordo com a doutora em Direito, neste semestre, a assessoria será apenas na área de Direito de Família, já no próximo ano, a assistência será em matérias cíveis residuais. Na medida em que os alunos vão aprofundando seus conhecimentos nas áreas do direito, os semestre posteriores também oferecerão serviços jurídicos gratuitos para a área criminal, assim como a mediação e arbitragem, por exemplo.

Ospa em Cachoeirinha

Divulgação

A OSPA realizou um concerto com entrada franca

Em parceria com a Prefeitura Municipal de Cachoeirinha, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre realizou um concerto com entrada franca no dia 27 de agosto, na Igreja Matriz. A regência ficou a cargo do maestro Tiago Flores, atual diretor artístico da Ospa. O repertório reuniu obras bastante conhecidas música tradicionais de concerto, escritas nos séculos XIX e XX. A apresentação iniciou com duas danças do balé “Quebra Nozes”, cuja música foi composta pelo russo Pyotr Ilyich Tchaikovsky (1840-1893). Na sequência, foram executadas as “Danças Eslavas nº2”, do tcheco Antonín Dvorák

18 | mais matéria

(1841-1904), impregnadas do espírito folclórico de sua terra natal e escritas em resposta às “Danças Húngaras” do alemão Johannes Brahms (1833-1897), que também compõem o programa do concerto. Completaram o repertório a abertura da ópera “O Barbeiro de Sevilha”, do italiano Gioachino Rossini (1792-1868); “Gymnopedie n° 1”, escrita para piano pelo francês Erik Satie (1866-1925) e depois orquestrada por seu conterrâneo Claude Debussy (1862-1918); e “Trenzinho do Caipira”, um dos movimentos das “Bachianas Brasileiras nº 2”, do brasileiro Heitor Villa-Lobos (1887- 1959).

A instituição inaugurou, no dia 13 de agosto, uma sala para prestar Serviços de Assistência Judiciária Gratuita – SAJUG. A iniciativa é uma oportunidade para aprendizagem e atendimento ao público carente.

Guarda Municipal de Trânsito realiza Operação Labirinto Na tarde do dia 21 de agosto, a Guarda Municipal de Trânsito de Cachoeirinha promoveu uma blitz de trânsito na Avenida Frederico Ritter. A ação, chamada de Operação Labirinto contou com o apoio da 1ª Delegacia de Polícia e teve como objetivo fiscalizar equipamentos e documentação dos condutores, além da busca por produtos ilícitos. A operação resultou na abordagem de 72 veículos, com a remoção de oito automóveis para o depósito, por estarem com o licenciamento atrasado. Um condutor, que estava com sua habilitação suspensa por excesso de pontos na carteira, foi conduzido à delegacia para registro da ocorrência de crime de trânsito. A operação foi considerada positiva pelos motoristas que passavam pelo local e será realizada com maior frequência de forma conjunta com os órgãos de segurança.


II Encontro de Contadores de Histórias Ao Pé do Ouvido Através de oficinas de contação de histórias e batepapos com os convidados, o encontro abordará o tema “Contar histórias com ARTE”, a fim de promover de forma significativa a reflexão sobre a importância de contar histórias.

Acontece nos dias 12 e 13 de setembro o II Encontro de Contadores de Histórias Ao Pé do Ouvido. O objetivo do evento é contribuir para a formação e qualificação de profissionais da área da educação, contadores de histórias, artistas, estudantes e demais interessados. Através de oficinas de contação de histórias e bate-papos com os convidados, o encontro abordará o tema “Contar histórias com ARTE”, a fim de promover de forma significativa a reflexão sobre a importância de contar histórias. Por seu viés artístico e potencialidade de formação de público, o evento se insere, também, na proposta de contribuir para o desenvolvimento cultural do município de Gravataí. Os autores convidados para o Encontro são: An-

tônio Schimeneck, Danilo Furlan, Eric Chartiot, João Luiz do Couto, Leila Pereira, Lucio Alves, Márcia Funke Dieter, Paulo Bocca, Rosane Castro, Sandra Lane e Vanessa Meriqui. O II Encontro de Contadores de Histórias Ao Pé do Ouvido tem a realização SESC Gravataí e Cena Produções Artísticas. A entrada é gratuita. O evento ocorrerá na Rua Anápio Gomes, 1241 - Sesc Unidade Gravataí.

Lideranças da cidade discutem sobre Hospital Regional O prefeito Marco Alba reuniu no dia 26 de agosto, representantes das principias entidades de Gravataí para criar um movimento pró Hospital Regional. A reunião ocorreu após anúncios de que a efetiva implantação do Hospital pode ocorrer em outra cidade através de um projeto de lei que altera o Plano Pluri Anual prevendo como local o Vale do Gravataí e não especificamente a cidade de Gravataí. A proposta da prefeitura é a união das entidades para um forte movimento para pressionar o Governo do Estado. O presidente da Acigra, José Luis Silveira, destacou algumas ações promovidas pela entidade sobre o assunto e reiterou a parceria da Acigra. Segundo Marco Alba, a instalação do Hospital em Gravataí já foi formalmente

apoiada pelos prefeitos da região, exceto Alvorada. O Prefeito ainda anunciou a aprovação na Câmara de Vereadores do Projeto de Lei que cria o Conselho Municipal de Desenvolvimento Social que contará com a participação de representantes de entidades, uma das demandas da Acigra durante as eleições. Assesoria de Imprensa ACIGRA

A proposta da prefeitura é a união das entidades para um forte movimento para pressionar o Governo do Estado.

Ao pé do ouvido é um encontro que reune contadores de histórias de todo Brasil. O objetivo é a formação e qualificação de pessoas que gostam de ouvir e contar histórias. A idealizadora do projeto, Rosane Castro, conta que gostaria de realizar mais edições em Cachoeirinha. “Ao pé do ouvido tem uma trajetória de cinco anos, gostaria muito de realizá-lo novamente em Cachoeirinha. Para que aconteça na cidade precisamos unir forças”, explica. Empresas interessadas em apoiar o evento, podem entrar em contato com Rosane pelo fone (51) 8190.3757 ou através do email castro.arte@gmail.com

85 anos da ACIGRA No dia 26 de agosto a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí – ACIGRA – comemorou seus 85 anos de história. A Acigra é a entidade empresarial mais antiga de Gravataí. A instituição foi criada em 1928. São oito décadas e meia de história e sucesso. A Associação atua representando e defendendo os interesses das empresas da cidade. A Entidade busca a manutenção e o aumento da representatividade dos setores empresariais, defendendo os interesses dos associados através da satisfação dos mesmos com os produtos e serviços contratados. A festa será no dia 25 de setembro às 19h30min no hotel Intercity Premium em Gravataí.

News Gravataí mais matéria | 19


|CIDADE|

As marcas da cidade

C

Chamada pelos próprios pichadores de “detona”, as pichações não chegam a explodir edificações, mas abalam as estruturas da cultura e limpeza das cidades, desconstruindo a harmonia das fachadas e ditando novos donos do local. Em muitas cidades e, até, em outros países, a pichação é reconhecida por seu engajamento político, utilizada como forma de expressão. Frases compõem muros com o intuito de despertar um movimento político social. Esta prática teve uma grande evolução após a Segunda Guerra Mundial, quando foi iniciada a produção de materiais em aerosol. Assim, tintas de spray podiam deixar tudo mais rápido e fácil para aqueles que costumavam pichar. Durante a revolta estudantil de Paris, por exemplo, os gritos de liberdade dos estudantes eram também passados para os muros com a pichação, garantindo que as pessoas lessem e pensassem sobre as propostas dos revolucionários. A ideia dos estudantes foi difundida pelo mundo, tanto que a escrita nos muros era totalmente intolerada durante os anos de ditadura militar brasileira, nos quais era banida qualquer liberdade de expressão. Cachoeirinha é um dos municípios com maior índice de pichação no Rio Grande do Sul. Velhos e novos prédios, estabelecimentos ou muros já apresentam a tinta dos pichadores. Entretanto, não são as pichações históricas, com contextos políticos sociais, e sim, aquelas que têm uma única função: marcar território. Os moradores de Cachoeirinha e comerciantes buscam alternativas para impedir a ação dos pichadores, entretanto as soluções existentes são caras e, na maioria das vezes, fogem dos orçamentos previstos para as obras dos estabelecimentos. Além do comércio e áreas residencias, os pichadores desrespeitam também monumentos e prédios públicos, tirando totalmente a beleza e a vida da cidade. Atualmente, as pichações são consideradas vandalismo,

20 | mais matéria

Texto e foto por kamyla jardim

pois não têm o objetivo de serem avaliadas como arte. A prática é uma rivalidade entre grupos que demarcam o território e competem entre si para ver qual pichador será mais destemido ao marcar lugares cada vez mais inatingíveis e altos. No Brasil, vigora uma lei que estipula pena de detenção de três meses a um ano e multa para quem pichar edificação ou monumento urbano. Todavia, muitos juízes vêm adotando a aplicação de penas alternativas, como o fornecimento de cestas básicas a entidades filantrópicas ou a prestação de serviços comunitários pelo infrator. Em Porto Alegre, por outro lado, policiais procuram enquadrar os pichadores também em formação de quadrilha, possibilitando penas maiores. De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Charlante Stuart, não há uma fiscalização específica para pichadores por parte da Prefeitura em Cachoeirinha: “A Guarda Municipal faz ronda em locais específicos, normalmente vigiando patrimônios públicos, e não temos tido pichações nestes locais”, afirma. O secretário de Segurança, Acácio Batista Ramos, complementa, explicando que a função da Guarda Municipal é vigiar os prédios e praças públicas, porém não tem o poder de prender nenhum infrator. “Quando a Guarda Municipal se depara com pichadores é feito a revista, a apreensão dos materiais utilizados na pichação e o contato com a Brigada Militar, para que, estes sim, encaminhem a situação da forma correta”, ressalta o secretário Acácio. Quando os pichadores são pegos no ato do crime pela Brigada Militar, eles são automaticamente presos em flagrante, conforme relata o Capitão Douglas Rossato: “É confeccionado um termo circunstanciado e o preso é liberado. Após isso, a documentação é encaminhada ao judiciário para que o magistrado de o devido destino ao processo”.

A prática é uma rivalidade entre grupos que demarcam o território e competem entre si para ver qual pichador será mais destemido ao marcar lugares cada vez mais inatingíveis e altos


Sobre alternativas de fiscalização, o secretário de segurança destaca que tanto a Prefeitura, quanto a Brigada Militar têm acesso ao que as câmeras de vigilância do município captam e que elas auxiliam extremamente no trabalho contra a criminalidade. “A pichação não provem de falhas na fiscalização, ela é um problema cultural e as formas para reverter essa situação são ações sociais e culturais”, afirma Acácio Ramos. Tanto o capitão Rossato quanto o secretário Charlante compartilham da opinião de Acácio e a secretaria da Cultura de Cachoeirinha também não pensa diferente: “Nós sabemos que para acabar com a pichação é preciso de um resgate social, de maior investimento na cultura e educação destes jovens”, afirma Nerisson Oliveira, secretário da Cultura. Uma das formas de reverter a situação é disponibilizar oficinas de grafite, transformando esse indivíduo, que se encontra no vandalismo da pichação, em artista de rua e também em um profissional. “A maioria dos pichadores têm o dom da arte, mas não sabem como usá-lo e acabam utilizando a pichação como passatempo, sem perceberem que poderiam até ganhar dinheiro com a arte. Quando precisamos de verdadeiros grafiteiros para um trabalho artístico específico, nós temos que buscar em outras cida-

des, porque em Cachoeirinha não encontramos, então a ideia é formar os nossos grafiteiros e retirar esses jovens da marginalidade”, explica Sônia Maria Zanchetta, diretora da cultura. A Prefeitura está iniciando uma parceria com a Associação 4 elementos da Cultura Hip Hop, que além da música e dança, também desenvolve trabalhos com o grafite. Para o próximo ano, a semana do Hip Hop já está confirmada em Cachoeirinha e faz parte do cronograma do evento oficinas e palestras sobre o grafite. Além disso, Nerisson afirma que a Prefeitura tem investido muito em outras opções de cultura, lazer e esporte: “Praticamente todas as quadras do Parcão serão refeitas e também vamos investir na quadra de basquete e na instalação de espaços e aparelhos para ginástica”. Sônia explica que todo esse investimento é para proporcionar atividades e outros interesses aos jovens, pois como destaca: “Na medida em que a cabeça é ocupada com cultura, o vandalismo perde seu espaço na sociedade”. Que as medidas tomadas de conscientização dos pichadores surtam efeito, pois além de retirar a beleza da cidade e prejudicar muitos proprietários de estabelecimentos, a pichação é o caminho para a violência, para as drogas e para outras criminalidades.

Arte na rua Grafite é uma forma de expressão, muitas vezes não confundida com a pichação. Suas primeiras aparições foram no Império Romano, onde homens da caverna faziam desenhos (símbolos) – chamadas pinturas rupestres - basicamente para a comunicação. Elas representavam caçadores, animais e alguns outros símbolos cujos significados não são conhecidos por nós hoje em dia. Este tipo de arte compõe atualmente parte do visual urbano. Na Idade Contemporânea surgiu com mais força na década de 70, em Nova Iorque, quando jovens de vários estilos, mas principalmente o Hip Hop, expressavam suas ideias oprimidas na época. No Brasil, o grafite chegou ao final da década de 70. Brasileiros, não contentes com o estilo nova-iorquino, completaram com seu próprio jeitinho, fazendo com que o grafite brasileiro se destacasse em relação aos de outros lugares do mundo, sendo hoje considerado um dos melhores. O grafite possui uma preocupação estética e deixa marcas muito bonitas pela cidade. É considerada a arte da minoria que tentam divulgar seus trabalhos fazendo belos desenhos nos muros.

Divulgação

Arte na Praça da Juventude No dia 3 de agosto foi inaugurada a Praça da Juventude, no bairro Granja Esperança, em Cachoeirinha. O Espaço conta com campo de futebol, quadra poliesportiva coberta, anfiteatro, biblioteca, estacionamento e banheiros. Com o objetivo de promover o grafite, a Prefeitura contratou dois profissionais da arte de Canoas para ilustrarem o seu trabalho nos muros da Praça. Desta forma, os muros não sofrerão pichações e ainda servirão de positiva inspiração artística para os pichadores da região.

mais matéria | 21


|TECNOLOGIA|

A moda dos aplicativos

H

Texto por RITA TRINDADE | fOTO DIVULGAÇÃO

Hoje você pode calcular a quantidade de bebida e comida para uma festa, trocar mensagens com seus amigos, localizar o táxi mais próximo da sua casa, ser lembrado para renovar o protetor solar ou para fazer um lanche, descobrir senhas de wifi de bares e restaurantes, colocar filtros em fotos, monitorar as suas atividades físicas, consultar CPF e CNPJ, divertir as crianças, entre outras milhares de opções, tudo isso apenas com alguns toques na tela do seu smartphone ou tablet. Essas e tantas outras atividades ficaram muito mais fáceis de serem realizadas graças aos aplicativos, programas criados especialmente para celulares e tablets e que viraram febre entre adeptos ao mundo digital. A cada dia novos aplicativos são criados para satisfazer as necessidades de uma sociedade que está cada vez mais conectada e ligada ao mundo virtual. Entre os aplicativos preferidos pelo público, estão os sobre saúde, informação/notícias, jogos e os infantis. Aplicativos aliados à saúde A tecnologia pode ajudar a eliminar peso e melhorar hábitos de vida. E para quem tem dificuldade de controlar os horários das refeições ou costuma se esquecer de anotar a quantidade de calorias ingeridas no decorrer do dia, não se preocupe, também já pensaram em um aplicativo para ajudá-lo. Já existem alguns aplicativos para smartphones, iPhones, iPads e androids que podem dar um grande apoio na busca por uma vida mais saudável. A maioria desses aplicativos possui informações para cuidados com a saúde, dicas de exercícios físicos, contagem de calorias e ainda contém informações de receitinhas saudáveis para auxiliar você a manter o corpo em forma e cheio de saúde. Separamos dois aplicativos que lhe ajudarão na luta contra os ponteiros da balança: • Medida Certa O aplicativo surgiu após o sucesso do quadro “Medida Certa”, exibido no “Fantástico”, em que os apresentadores Zeca Camargo e Renata Ceribelli seguiram um programa de reeducação alimentar aliada à prática de exercícios físicos diariamente e eliminaram os quilinhos extras em três meses. Por meio deste aplicativo você receberá informações da OMS (Organização Mundial de Saúde), dicas de atividades físicas recomendadas pelo personal trainer Márcio Atalla, além de assistir a vídeos em que os jornalistas explicam como deixaram de lado os maus hábitos alimentares. (gratuito) • MealSnap Este aplicativo calcula as calorias a partir do reconhecimento da foto do seu prato. Ou seja, a pessoa fotografa a refeição, coloca uma descrição e automaticamente ele concede as informações calóricas do alimento. ($2.99)

22 | mais matéria

A cada dia novos aplicativos são criados para satisfazer as necessidades de uma sociedade que está cada vez mais conectada e ligada ao mundo virtual. Entre os aplicativos preferidos pelo público, estão os sobre saúde, informação/ notícias, jogos e os infantis.

Aplicativos que divertem e ensinam As crianças realmente entraram no mundo dos aplicativos para smartphones e tablets e os números ilustram essa adesão em massa. Segundo o estudo Downloading Apps for Children, desenvolvido em 2012 pela Pew Internet, um projeto do Centro de Pesquisas Pew, 34% dos pais que utilizam dispositivos móveis baixam aplicativos infantis para seus filhos. De acordo com o levantamento da Pew, 46% dos aplicativos baixados pelos pais têm como objetivo entreter as crianças. Cerca de 30% é voltado à educação. Nos demais casos, a família intercala entre apps educacionais e de entretenimento. Segundo a pesquisa Kidsand Apps: A New Era of Play, da consultoria NPD Group, especializada em análises de mercado, as crianças utilizam os programas, em média, cinco dias por semana. A cada sessão de brincadeira, elas permanecem conectadas ao aplicativo por, aproximadamente, uma hora. A comunidade acadêmica não tem um veredicto - nem aqui, nem no exterior - sobre como esses aplicativos podem ajudar no desenvolvimento de capacidades cognitivas ou no processo de alfabetização. O que é consenso para pais, desenvolvedores e pesquisadores é a capacidade desses programinhas em reter a atenção até mesmo de crianças cheias de energia. O aplicativo da Galinha Pintadinha, que já acumula mais de um milhão de downloads, está aí para comprovar no mercado o que os cientistas estão começando a considerar na ciência. Campeões de audiência com os pequenos: • Turma da Galinha Pintadinha - Aplicativo baseado nos personagens que ganharam popularidade no YouTube. Plataformas: iOS (iPhone e iPad) e Android Preço: Gratuito Idade: +4 • Doki: Explorando o Oceano - Livro interativo desenvolvido pela LivoBooks em parceria com a Discovery Kids. Conta a história de dois amigos


que viajam para o fundo do mar. Plataformas: iPad Preço: $3,99 Idade: +4 • Candy Crush Saga - Jogo onde o objetivo é combinar três peças ou mais de cores similares. Ao todo, o game oferece mais de 300 fases. Plataformas: iOS (iPhone e iPad), Android e Facebook Preço: Grátis Idade: +4 • Toca Hair Salon - Joguinho onde o objetivo é cuidar de um salão de beleza. Lá, a criança pode cortar, pintar, pentear e secar cabelos de seis personagens. Plataformas: iOS (iPhone e iPad) Preço: $0,99 Idade: +4 • Bebê Mais - Aplicativo para bebês, cujo objetivo é estimular o potencial das crianças. Contém imagens visualmente atraentes, fotos de objetos e animas. Plataforma: iOS (iPhone e iPad) Preço: Grátis Idade: 0 a 4 anos Os app’s gratuitos mais baixados na AppStore 1. Facebook 2. Pandora Rádio - app de música que possibilita a criação de uma espécie de rádio personalizada, com base nas escolhas do usuário. 3. Instagram 4. Youtube 5. Skype Os app’s gratuitos mais baixados na Google Play 1. WhatsApp Messenger – app que envia e recebe mensagens de texto, áudio, vídeo e imagens 2. Facebook 3. Pou – bichinho de estimação alienígena, você pode alimentá-lo 4. WeChat - app de comunicação móvel de uma rede social privada 5. Instagram

FindPets: um aplicativo bom pra cachorro Nessa onda de aplicativos, o morador de Cachoeirinha Vinicius Kolling, designer de interface e fotógrafo, criou uma ferramenta colaborativa para compartilhar na rede mundial de computadores os animais perdidos, fazendo com que estes tenham um aumento significativo nas chances de retornarem aos seus lares. O FindPets é um aplicativo que ajuda os donos a encontrarem seus animaizinhos fujões, ele está no ar desde o dia 1º de março deste ano. Segundo Vinícius, a ideia do aplicativo surgiu dele e do sócio analista de sistemas, Henrique Morbin. “Tivemos a iniciativa juntos. A vontade de criar esse aplicativo veio da paixão que temos por animais, então pensamos em criar uma ferramenta colaborativa para compartilhar na rede os animais perdidos”, revela. O FindPets é um aplicativo enquadrado em uma categoria chamada Webapp, de acesso universal e adaptado a qualquer tipo de computador, tablet ou smarthphone. O Webapp conta com um volume de acesso mensal médio de mil pessoas de vários locais do mundo. Apaixonado pelos seus dogs Bruce, Golden Retriever de dois anos e meio e Mantra, mestiço de Schanauzer com dois anos, Viní-

cius conta que o seu sonho era ser veterinário para ajudar os animais de rua, mas a vida se encarregou de lhe colocar em outro caminho, porém o sentimento de querer ajudar sempre prevaleceu. “Fizemos o App gratuito e não pedimos nada em troca, apenas queremos ajudar. Quando vejo nas redes sociais a divulgação de pets perdidos, logo me vem à cabeça como seria comigo se perdesse um dos meus dogs. Então com o FindPets conseguimos fazer algo por estes animais e pelos seus donos”, comemora. Vinícius comenta que existem diversos relatos de animais encontrados e e-mails com agradecimentos, porém atualmente ainda não tem como medir este dado. “Estamos trabalhando em melhorias desta primeira versão com base do que temos de feedback, assim para a próxima atualização, possivelmente já teremos, entre outras funcionalidades, a opção de ‘Pet encontrado.” Vinícius e Henrique já estão trabalhando em um novo app, também para os animais, é o MyPets, que é uma carteira de vacinação para iPhone e em breve para Android que visa auxiliar o donos no controle de medicamentos e banhos com lembretes em agendamentos.

mais matéria | 23


|ENTREVISTA|

Uma década de saúde A Prontomed completa, neste mês de setembro, 10 anos de atividades. A Clínica tem seu foco nas áreas de traumatologia, ortopedia, fisioterapia e medicina ocupacional. Os sócios Alcino Fabrício de Moraes e Guilherme da Costa Sampaio comemoram a evolução do grupo e o bom atendimento realizado aos milhares de pacientes nesta trajetória.

C

Texto por Roselaine Vinciprova | fOTOS Frederico Mombach

Como iniciou a trajetória da Prontomed? Guilherme Sampaio - A Prontomed nasceu de uma oportunidade que vislumbramos em locar uma sala (onde estamos até hoje) para oferecer serviços na área de traumatologia e ortopedia. Trabalhávamos em Gravataí e levamos cerca de oito meses para equipar a clínica. A área era bem menor. O início foi complicado, porque tínhamos dificuldade em fechar parceria com as operadoras de convênios. Nosso aparelho de raio x era portátil e servia apenas para as extremidades. Levamos um tempo para criar a ‘cultura Prontomed’. O carro chefe daquela época era a Ulbra Saúde. À medida que crescíamos implantamos também a fisioterapia, a ecografia e em seguida a medicina do trabalho.

E a unidade de Tramandaí? Após cinco anos de trabalho em Cachoeirinha, surgiu a oportunidade de abrir uma filial em Tramandaí. Eu e o Dr. Alcino tínhamos vínculos profissionais por lá e notamos uma grande carência deste tipo de atendimento. No início começamos com uma sala, mas, em seguida, já tivemos que ampliar a área física para comportar nossos serviços. Conquistamos uma excelente aceitação. Tramandaí é uma cidade com grande potencial trabalhador, alavancado pelo parque eólico. No que se baseia o crescimento da Prontomed? Uma das nossas principais preocupações sempre foi o investimento em equipamentos modernos, que possibilitassem agilidade e precisão no diagnóstico. Hoje contamos com aparelho de raios x digital e ecografia em 3D. Nossa meta é sempre melhorar a qualidade. Além disso, a ampliação das nossas áreas físicas foi acontecendo gradualmente com o aumento da demanda, com a preocupação em atender bem nossos pacientes, com conforto e segurança. Em Cachoeirinha, temos ainda nutrição e acupuntura. E em Tramandaí, oferecemos atendimento nas áreas de psicologia, nutrição, acupuntura, quiropraxia, cardiologia e cirurgia vascular.

24 | mais matéria

Os sócios Alcino Fabricio de Moraes e Guilherme Sampaio


Unidade de Tramadaí

Quais marcos importantes você relembra nesta caminhada? Um dos marcos importantes na unidade de Cachoeirinha foi a ampliação da clínica para o segundo andar, com a implantação de toda a parte de fisioterapia. Para isso, instalamos um elevador para possibilitar o livre acesso. Com isso, melhoramos em todos os sentidos o atendimento aos pacientes que precisam de fisioterapia. A infraestrutura está completa, com ar condicionado, televisões, equipamentos, máquina de café. Após esse investimento nossos atendimentos triplicaram. É gratificante saber que a comunidade valoriza aquilo que a gente planta.

amos cada um deles por estarem com a gente. Neste ano a festa será mais especial ainda, porque comemoramos nossa primeira década de vida. Hoje são mais de 30 funcionários, além do quadro terceirizado.

A Prontomed é reconhecida pelo bom atendimento. No que se baseia essa conquista? O nosso trabalho é respaldado pelo quadro de funcionários. Podemos dizer que aqui temos uma família Prontomed. Muitos colaboradores estão com a gente desde o início e dizem que irão se aposentar por aqui. Isso é muito gratificante. Sabemos que todos vestem a camiseta. Nossa qualidade e nossos 10 anos são resultados pelo quadro de funcionários. Uma vez por ano promovemos a festa de aniversário e fazemos questão de todos comparecerem com seus familiares, promovendo a integração do pessoal de Cachoeirinha e Tramandaí. Homenage-

Quais os planos para o futuro? Vamos ampliar o espaço da medicina ocupacional e comprar um veículo para uso da Prontomed. Também temos o projeto de abrir uma terceira unidade. Além disso, temos várias outras ações com o objetivo de ampliar com qualidade. Outro passo importante é aquisição de um equipamento para tratamento por Terapia de Ondas de Choque. Este equipamento é utilizado em pacientes com lesões crônicas que não conseguem obter sucesso em outros tipos de intervenções. O tratamento é feito de forma ambulatorial, onde o paciente faz a sessão e pode voltar as suas atividades, na grande maioria dos casos.

O que temos a comemorar nestes 10 anos? Se olharmos para trás, temos a convicção de que valeu muito a pena toda essa trajetória. Também estou comemorando 20 anos de formatura. São datas muito significativas. Não medimos esforços para atender bem os nossos pacientes. Por mês, em Cachoeirinha, são cerca de 1,2 mil pacientes e, em Tramandaí, 1,5 mil pessoas são atendidas.

Unidade de Cachoeirinha

O nosso trabalho é respaldado pelo quadro de funcionários. Podemos dizer que aqui temos uma família Prontomed. Muitos colaboradores estão com a gente desde o início e dizem que irão se aposentar por aqui. Isso é muito gratificante. Sabemos que todos vestem a camiseta.

Guilherme Sampaio

mais matéria | 25


|LITERATURA|

Feira do Livro contará com grandiosa programação cultural

A

Texto e fotos por Roselaine vinciprova

A XXVIII Feira do Livro de Cachoeirinha acontece de 4 a 10 de dezembro no Parcão vai oportunizar aos alunos e a toda população uma vasta programação cultural com incentivo a leitura, além da venda de títulos com preço promocional. O lançamento de um dos maiores eventos do município aconteceu no dia 21 de agosto, durante café da manhã na Pizzaria Oca de Savoia. A presença do patrono da Feira, o jornalista, escritor e professor Ruy Carlos Ostermann demonstrou a qualidade, variedade e expectativa para esta edição do evento. Ruy, comentou que antes mesmo de saber a data do evento, aceitou o convite. “Uma Feira do Livro é sempre importante. Jamais lemos um livro e pensamos que não deveríamos ter lido. Muito pelo contrário. O livro nos faz questionar, nos traz inquietações”, revelou Ostermann. Toda a rede municipal tem trabalhado em sala de aula as obras de Ruy Carlos para que o encontro durante a Feira do Livro seja ainda mais produtivo. A Diretora de Cultura do município, Sonia Zanchetta, ressaltou a importância do evento. “Cachoeirinha precisa ler muito, muito mais”, salientou. O prefeito municipal Vicente Pires disse estar contente com toda a expectativa para esta edição da Feira do Livro, enaltecendo o patrono. A programação da Feira do Livro conta com uma grandiosa programação cultural, com participação de escritores, apresentações artísticas, oficinas e espetáculos teatrais, e acontece paralelamente com a 11ª Mostra Científica de Trabalhos Escolares e a 4 ª Mostra da Diversidade.

Espetáculos teatrais, encontros com autores, apresentações artísticas, oficinas e exposições serão algumas das atividades da feira do livro que acontece no parcão de cachoeirinha

PARCERIA COM A INICIATIVA PRIVADA A Feira do Livro de Cachoeirinha está aprovada dentro da Lei Rouanet, que possibilita que as empresas optantes pelo lucro real possam patrocinar o evento com dedução de até 100% do Imposto de Renda a pagar. Cachoeirinha tem cerca de 100 empresas dentro desta modalidade que podem ser parceiras do projeto.

O escritor e professor Ruy Carlos Ostermann demonstrou a qualidade, variedade e expectativa para esta edição do evento

Vereadora Jaqueline Ritter, Prefeito Vicente Pires, Nerisson Oliveira (Secretário da Cultura, Esporte e Lazer), Ruy Carlos Ostermann e Sônia Zanchetta (Diretora da Cultura)

26 | mais matéria

INCRIÇÕES DAS ESCOLAS Todas as escolas de Cachoeirinha estão convidadas para participar das atividades da Feira do Livro. Para agendar a visitação basta preencher o formulário disponível no blog da feira: www.27feiradolivro.blogspot.com.br


Alguns autores confirmados na programação: • Raquel Grabauska

• Alexandre Brito

• Christina Dias

• Manoel Soares

• Carlos Urbim

• Jane Tutikian

• Marcelo Spalding

• Hermes Bernardi Jr.

• Caio Riter

• Rosane Castro

• Saul Sastre

• Paulo Tedesco

• Christian David

• Ernani Só

Carlos Ubirim

Jane Tutikian

O carioca Rogério Andrade Barbosa, um dos mais renomados escritores brasileiros de literatura infantil, que conta com extensa obra relacionada com a África e os afrodescententes, manterá um encontro denominado Histórias ao pé do fogo, no dia 5 de dezembro, às 20h30min, no qual estará acompanhado pelo percussionista Léo Guimarães. Para compor o cenário, o Grupo de Escoteiros Guajará Mirim montará uma fogueira, no Parcão, em torno da qual o público se acomodará http://www.rogerioandradebarbosa.com/ apresentacao.asp

mais matéria | 27


|CULTURA|

Blues com uma pitada de rock ‘n’ roll

Texto por RITA TRINDADE | fOTOs arquivo pessoal

A

A banda Bluecets surgiu em meados de 2010 da união de um grupo de amigos que tinham vontade de fazer blues com uma pitada bem forte de rock ‘n’ roll. A formação atual da banda conta com Franco Silva nos vocais, Ted Tedesco nas harmônicas e qualquer outro instrumento que ninguém mais toque, Duda Abelin na guitarra, Thiago Siebert no baixo e Gian Poloni na bateria. Franco Silva é atualmente o único “membro fundador” da banda, ele conheceu Ted Tedesco no Eclipse Bar, pub de Thiago Siebert localizado na Cidade Baixa em Porto Alegre. Ted ingressou na banda em dezembro de 2011 e Thiago foi convidado para assumir o baixo no início de 2013. O guitarrista Duda também entrou para o grupo em 2011. Poloni é o mais novo integrante, vindo diretamente de Curitiba. Franco explica que todos participam do processo de criação das músicas. “As músicas são compostas basicamente por todos os integrantes e, normalmente, surgem de situações ocorridas em bares, shows ou quaisquer outros eventos que alguém esteja presente ou tenha conhecimento,” revela. Segundo os integrantes da banda, as letras e melodias da Bluecets buscam sempre trazer situações do cotidiano, representadas de forma engraçada e que fiquem marcadas no subconsciente dos fãs. “A nossa grande sacada é divertir quem nos escuta”, contam. Para o vocalista da Bluecets, iniciar uma banda na região metropolitana não é tão complicado, contudo, em diversos momentos a permanência dos músicos acaba sendo um problema porque muitos se mudam para Porto Alegre. “Mas esse fato em um contexto geral, pode até ser um ponto positivo, pois acaba por ampliar os horizontes da banda”, declara. Os músicos do grupo afirmam que os problemas de uma banda nativa da região metropolitana, ou que mescle região metropolitana e capital, acabam por serem maiores por questões de deslocamento. “O que complica muitas vezes é que dependemos de uma estrutura logística, de transporte público, temos que contar com o trânsito intenso. Mas tudo isso acaba por ser superado em nome do amor ao rock ‘n’ roll,”, garante. Da formação atual, apenas Franco segue firme e forte como representante ativo da região metropolitana, residindo em Cachoeirinha. Os outros integrantes moram na capital. Atualmente, com a recente troca de formação, a banda está novamente buscando seu espaço no cenário. “Estamos em busca de bares e casas de shows para levar o nosso trabalho. Creio que brevemente estaremos tocando por Cachoeirinha e Gravataí”, afirma o vocal da Bluecets que lembra que nesse tempo de estrada a banda já teve oportunidade de abrir shows como Alemão Ronaldo e Velhas Virgens, além de tocar em diversos bares de Porto Alegre e região Metropolitana. Sobre novos projetos, a banda conta que o primeiro cd está mixado e masterizado, apenas aguardando a data para ir para o forno. Brevemente estará disponível. “Os planos para o futuro são finalizar o lançamento do cd, gravar um videoclipe (que está com o roteiro praticamente acabado) e ampliar constantemente o acesso aos palcos de Porto Alegre, Grande Porto Alegre e interior, levando sempre junto um bom rock & blues”. Todos os links da banda podem ser encontrados no site oficial http://www.bluecets.com.br Contatos para shows: Franco Silva: (51) 92887188 Ted Tedesco: (51) 81964552

28 | mais matéria

Formação da Bluecets:

Franco Silva: Iniciou na música com 22 anos, quando começou a cantar em rodas de violão com amigos. Fez participação na Banda Mithra, no festival “Rock contra a Fome II” ocorrido em Cachoeirinha, e desde então segue com o sonho da Banda Bluecets. Ted Tedesco: Com formação em violino clássico, Ted já é “macaco velho” na música tocando em bandas desde a adolescência. Depois de decepções bem graves e um luto musical de 10 anos, voltou à ativa como multi-instrumentista nas bandas Sindicatis Big Bando e Lovers Duda Abelin: Começou a tocar violão por volta dos 13 anos de idade, ao ver seu irmão mais velho tocar. Atuou em diversas bandas dentre elas a Baby Blues que fazia covers de temas do blues e realizava tributos a Janis Joplin. Outra banda em que fez parte foi a Laranja Freak onde contribuiu em diversas composições, gravações e discos da banda, deixando a marca de sua guitarra no disco, “Eu Não Sou Cachorro, Mesmo”, 2007, da gravadora Trama. Passou a fazer aulas de guitarra com Solon Fishbone para aumentar sua técnica e em 2011 entrou para a Bluecets, assumindo até então este trabalho como seu principal objetivo musical. Thiago Siebert: Começou na música com 13 anos, tocava violão com aquelas revistinhas que vinham com as letras das músicas e os acordes, segundo ele, não era muito bom nisso, se atrapalhava muito mudando entre um acorde e outro. Até que um dia descobriu que existia uma “guitarra estranha” que só tinha quatro cordas e que só precisava usar uma de cada vez. Com 15 anos ganhou um baixo do seu pai e logo aprendeu a tocar sozinho estudando tablaturas na internet. Gian Poloni: A música sempre esteve presente na vida de Gian. Tinha por volta de 13 anos quando assistiu um amigo baterista tocar e desde então se interessou pela bateria. O músico aprendeu observando os amigos que já tocavam. Pesquisou o básico com um amigo e depois foi buscando as técnicas e assistindo vídeos. Estudou dois anos de teoria musical na escola de Música Talenthos em Porto Alegre. Além da bateria Gian toca violão, piano e teclado. Mas domina mesmo guitarra, bateria, baixo e flauta.


Fotos Divulgação

Estilo moderno e imponente Thiele König e Mariana Herzog Arquitetas

L

Localizada em um condomínio fechado em Cachoeirinha, esta casa teve aproveitamento máximo de área e luminosidade. A diretriz foi produzir uma residência moderna, bem distribuída funcionalmente, buscando elementos estéticos volumétricos que a tornasse atrativa e imponente. Cores claras e grandes aberturas foram a solicitação dos clientes. Além disto, total integração com o jardim lateral da residência. Na parte dos fundos, uma piscina aquecida irá fazer parte da área de lazer, integrada à casa por portas de vidro. Uma grande porta compõe a fachada frontal, e uma iluminação especial foi

criada para complementar o visual moderno da casa. O telhado fica escondido pela platibanda e a sacada receberá guarda-corpo em vidro. Características comuns nas plantas de casas contemporâneas são as coberturas planas e rasas, a utilização vital da localização do vidro e o volume. Este estilo de casa é completamente eficiente em termos energéticos. Um elemento crucial nas casas modernas é a sua orientação para o sol. Os recortes e as grandes aberturas da fachada, além dos detalhes e a iluminação bem planejada, dão o ar de contemporaneidade e bom gosto ao projeto.

Um elemento crucial nas casas modernas é a sua orientação para o sol

mais matéria | 29


|DECORAÇÃO| Fotos Divulgação

Casal constrói casa de vidro nas montanhas Sites e blogs de arquitetura e decoração caíram de amores pelo casal americano Nick Olson e Lilah Horwitz que, no ano passado, resolveu deixar seus empregos para construir uma casa de vidro nas montanhas da área oeste do estado da Virgínia, nos Estados Unidos. Mais do que um sonho inusitado, a história dos dois revela um romance de cinema. Foi nessa região, cercada por natureza, que o casal teve seu primeiro encontro e ali mesmo pensou em como seria ter um casa cercada de janelas onde pudessem aproveitar a luz do sol. Em um pequeno documentário dos realizadores Matt Glass e Jordan Wayne Long, que dividem a produtora Half Cut Tea, o fotógrafo e a designer contam que garimparam janelas antigas em lojas e antiquários para, em seguida, construírem a fachada da casa que ainda tem madeira de demolição e móveis escolhidos em uma viagem que fizeram juntos. Mesmo não morando permanentemente no local, Nick Olson e Lilah Horwitz contam que a casa vai sempre fazer parte da vida deles, como algo que construíram para os dois.

30 | mais matéria


Fotos Divulgação

COZINHA VERMELHA : COMO INCORPoraR

Camila Bernardes Designer de interiores

A

A cozinha virou o centro das atenções, o coração da casa. Com tantos aromas e sabores, uma pitada de cor na decoração também cai bem. O vermelho é uma cor vibrante que significa força, poder, energia e elegância - tudo o que você precisa na cozinha! O vermelho é um tom que combina com muitas outras cores, mas na cozinha fica bem com as preferidas, o branco ou o preto. Esta cozinha foi planejada para um casal em um apartamento com sala de estar e jantar integradas a cozinha. Através de um briefing feito com os clientes foi declarada a paixão pela cor vermelha. O tamanho do desafio se encontrava na capacidade de chamar a atenção para a cozinha, utilizando algum elemento que remetesse maior sofisticação a este ambiente, neste caso, optei por destacar a bancada da pia com ecoquartzo vermelho stelar. A ideia, na verdade, é mostrar aos clientes que não devemos ter receio de ousar nas cores, muitas pessoas preferem cores neutras, justificando que não querem enjoar dos tons fortes. Mas também podemos enjoar de uma cozinha com tons neutros. Aqui a predominância do cinza nos móveis e o aço dos eletros foram quebradas pelo calor do vermelho. Decoração com vermelho pede confiança. Ao mesmo tempo em que uma cozinha vermelha faz uma afirmação ousada, é também um ambiente muito aconchegante. A cozinha vermelha atrai olhares, além de linda, ela é super moderna. No entanto, para pensar em uma decoração de cozinha vermelha sem er-

COR AO SEU ESPAÇO rar a mão, é importante identificar um ponto focal no ambiente. Por exemplo, você pode investir em uma decoração moderna com a cor, investindo em bancadas, armários, pisos, revestimentos de parede, uma mesa ou cadeiras no tom. Além disso, o toque final da cozinha vermelha pode ser na distribuição de alguns utensílios como panelas, toalhas, eletrodomésticos e outros objetos na mesma cor que, além de decorar, oferecem praticidade ao ambiente. Para ter cozinhas vermelhas em casa, você pode apostar em variados estilos, do contemporâneo ao vintage, ou fazer uma decoração mais retrô, investindo em geladeiras e toalhinhas com um estilo mais antigo. A simbologia e o impacto visual do vermelho levam muitos designers e arquitetos a abusar da cor como conceito em mostras de decoração e, quando é do desejo do cliente, aplicá-la em projetos residenciais. Mas, assim como no vestuário, nada em excesso cai bem. O tom vibrante deve ser usado na medida certa para que chame a atenção sem perturbar os sentidos de quem está no ambiente. Eu, particularmente, gosto do vermelho, principalmente por significar prosperidade e exercer a função de “esquentar” o espaço. Contudo, coloco algumas restrições: sempre uso no social, para dar um toque diferente e sofisticado. Já no quarto e banheiro não gosto de usar, a não ser no lavabo, onde as pessoas ficam por pouco tempo, neste caso, é melhor utilizar em detalhes decorativos menores.

mais matéria | 31


|CULTURA|

Tradição da mirim à veterana

Texto por RITA TRINDADE | fOTOs divulgação

O

O Centro de Tradições Gaúchas Rancho da Saudade já é reconhecido pelo talento e pelas conquistas. O objetivo do Centro é manter um trabalho padronizado nos grupos, que inicia com os pequenos e segue até os veteranos, para que cada invernada abasteça a seguinte. O Rancho tem vários exemplos de crianças que começaram na categoria mirim e hoje estão na adulta, como os irmãos César Leonardo Soares Paim (30) e Felipe Soares Paim (24). A dupla conta que a invernada mirim foi muito importante para a formação de ambos. “A participação na invernada mirim foi praticamente parte do nosso cotidiano familiar, vivíamos no CTG, onde aprendemos muito mais do que dançar. Foi a fase de aprender a se relacionar com outras crianças e entender a convivência em grupo”, relembram. César participa do Rancho desde 1995, dançou dois anos na mirim, os dois seguintes na juvenil e os demais na adulta. Ele garante que leva os ensinamentos que aprendeu na categoria mirim até hoje. “O sentimento bom da dança eu trago comigo desde a mirim, algumas noções de responsabilidade também são plantadas nesta categoria, o prazer de estar entre amigos, enfim, a mirim é uma espécie de base de iniciação da convivência em grupo e também um ótimo lugar para iniciar uma vida feliz”, afirma o jovem que hoje participa da invernada adulta. Segundo os integrantes das invernadas do Rancho, o diferencial do trabalho que eles realizam é a busca pela formação de cidadãos, de tradicionalistas. No CTG, ele primam valores essenciais, como respeito, família, amizade, solidariedade e o local está sempre aberto para receber novas pessoas que queiram trilhar este caminho tradicionalista. Competições As quatro invernadas do CTG participam de competições importantes durante o ano, cada categoria tem a sua competição. As mais importantes são: O Festirim (invernada mirim) o Juvenart (invernada juvenil), ENART (invernada adulta) e o Xiruart (invernada veterana). Dentre essas competições o CTG venceu o ENART, competição da qual é tetracampeão, levando o título nos anos de 2004, 2007, 2011 e 2012, portanto o atual campeão. Neste ano a invernada adulta busca o tricampeonato consecutivo. O ENART 2013 acontece nos dias 15, 16 e 17 de novembro. Como o Rancho é o atual campeão de 2012, o show de abertura oficial do ENART que acontece no dia 15,

32 | mais matéria

A categoria mirim é uma espécie de base de iniciação da convivência em grupo

ficará por conta das quatro invernadas do CTG. Um dos títulos que mais orgulha os tradicionalistas do Rancho e que merece grande destaque é o Festirim, festival de invernadas mirins, sendo uma das maiores competições de invernadas do estado. O CTG foi campeão em outubro de 2008. Além disso, outro feito importante para a patronagem foi o fato da invernada mirim ter se apresentado no show de abertura do ENART em 2008, sendo a primeira invernada mirim a ter pisado no tablado do festival, em toda a sua história.

A passagem das categorias é por idade, da seguinte maneira: • Invernada Mirim é dos sete anos aos 14 anos • Invernada Juvenil dos 14 aos 18 anos • Invernada Adulta dos 18 aos 35 mais ou menos • Invernada Veterana a partir dos 35 anos

Para participar das invernadas é só comparecer nos ensaios e conversar com os coordenadores de cada categoria. É necessário se associar ao CTG e pagar uma mensalidade que varia de invernada para invernada. Mais informações acesse www.ctgranchodasaudade.com.br


Fotos Roselaine Vinciprova

Uma casa moderna e contemporânea Cesar Mariot Arquiteto

A

A residência localizada no condomínio residencial Firenze em Cachoeirinha foi projetada para um investidor. Nesta proposta, em estilo contemporâneo, a leveza das formas têm a platibanda da fachada camuflada por telhas de fibrocimento que garantem o estilo diferenciado. Os panos de vidro da fachada garantem a integração com a área externa e muita iluminação natural ao interior da mesma. A integração dos ambientes é a palavra de ordem na parte interna térrea da residência, levando convívio e conforto a família e aos amigos. No pavimento superior três amplas suítes completam a ala íntima da residência com mezanino voltado para o estar social e visual para área externa. A fachada foi revestida com detalhes em pedra natural e cores em tons pastéis. Nos fundos da casa um espaço Gourmet se integra a residência e a área da piscina.

A composição dos volumes de linhas retas marcam a personalidade contemporânea da fachada.

Esquadrias com vidro se integram ao jardim externo

Uma ampla sacada se integra a suíte master

mais matéria | 33


Por que precis o aprender ingl ês? A lín gu a in gl es a é im pr es cin dí ve l no s di as at ua is, po is a gl ob al iza çã o fa z co m qu e se to rn e al go fu nd am en ta l. O In gl ês é a lín gu a in te rn ac io na l, a lín gu a do s es tu do s, da s vi ag en s, do s ne gó cio s, en fim , a lín gu a da co m un ica çã o co m to do o M UN DO . A consolidação do inglês deve-se a di versos fatores e um dos m ais importantes, co m to da certeza, é que esta é a língua mais fácil de aprender, pois os verbos pouco varia m, facilitando a aprendizagem. Di zem que é cinquen ta vezes mais difícil um am ericano ou inglês ap re nder a falar português do que um português , brasileiro, aprender a falar em inglês. No mercado de tra balho, o Inglês vir ou atributo essencial para a co nquista da maioria da s vagas de nível universitá rio. Mesmo que o ca ndidato não vá utilizar o Inglês ou utilizar muito po uco em seu novo emprego, so mente o fato de sa ber Inglês, já é um diferencial em seu currículo. Pesq uisas salariais revelam que o salár io de uma pessoa que tem um segundo idioma é de 30% a mais em relação ao salário de outra qu e tenha apenas um idioma. Ap es ar de ha ve r m ui to s pr of iss io na is co m In gl ês , a m ai or ia se en qu ad ra no ní ve l bá sic o pa ra o in te rm ed iá rio , po rta nt o te r flu ên cia ne st a lín gu a ai nd a é um di fe re nc ia l ba st an te co m pe tit ivo pa ra co ns eg ui r po st os m ai s al to s. Po r iss o se vo cê qu er en tra r no m er ca do de tra ba lh o e ga nh ar be m , de di qu e- se a ap re nd er o in gl ês ou ou tra lín gu a es tra ng ei ra . De vi do ao M er co su l, o Es pa nh ol ta m bé m te m ga nh ad o ba st an te im po rtâ nc ia no s úl tim os an os , co nt ud o po r se r um id io m a pa re cid o co m o Po rtu gu ês , a flu ên cia nã o é tã o ex ig id a co m o no In gl ês . O In gl ês é um id io m a co nh ec id o em qu al qu er lu ga r do m un do . At é na Ch in a se fa la In gl ês . Se vo cê go st a de vi aj ar , na da m el ho r do qu e do m in ar um id io m a fa la do em qu al qu er pa rte do m un do . Su a vi ag em co m ce rte za se rá m ai s ag ra dá ve l e vo cê nã o se rá um tu ris ta qu e só tir a fo to s e fa z ge st os pa ra te nt ar co ns eg ui r o qu e qu er. Pe ns e em to da s es sa s qu es tõ es e bu sq ue já se in te gr ar co m o m un do .

34 | mais matéria


er nd

que Apre r Po

Quanto tempo demora para aprender outra língua? nem esco las Não exis tem mét odo s mila gros os, em uma ert” “exp exce pcio nais que o torn arão um idad e real Na líng ua estr ang eira em pou co tem po. erá do seu é um estu do mei o long o que dep end r cad a vez nde apre rer esfo rço e von tade de que mai s. Qua ndo voc ê com eça o proc esso de ua, a mas sa apre ndiz age m de uma seg und a líng tra a cinz enta do cére bro (áre a que con cen s as toda essa “cab eça ” dos neu rôni os e proc . Esse proc esso info rma çõe s adq uirid as) é alte rada qua nto mai s é sem elha nte à prát ica de exe rcíc ios, enta m. voc ê trein a, mai s os mús culo s aum de Sina pse s ões Dur ante o apre ndiz ado milh a fixa ção e e rede s de con exõ es se form am para e em dive rsas pala vras e novos son s. Isso aco ntec nte em dua s área s do cére bro, mas prin cipa lme l pela áve ons dela s: Áre a de Wer nick e, resp a Áre a de com pree nsã o do que o outr o fala ; e ilida de de fala r. Bro ca, resp ons áve l pela nos sa hab s rápi da O seg redo de uma apre ndiz age m mai so nos mas ê, e efic az é a prát ica, pare ce clich as ória cére bro gua rda para sem pre na mem freq uên cia. info rma çõe s que usa mos com mai s escr eve mos Qua nto mai s fala mos , escu tam os e am entr e form se um novo idio ma mai s con exõ es as e utur estr os neu rôni os fort alec end o mai s as fixa ndo mel hor na nos sa cab eça . apre ndiz ado Seg und o o Pro f. Mic hae l Jaco bs, o com o izad cret de ingl ês, por exe mpl o, é con pod e vari ar 1.20 0 hora s de estu do e esse valo r da pes soa . Se dep end end o do esfo rço e ded icaç ão a seu s estu dos estu dar 3 hora s sem ana is, com plet dar 2 hora s estu Se em apro xim ada men te 8 ano s. por dia, leva men os de 2 ano s.

mais matéria | 35


que Apre

er nd

r Po

Qual é a idade para aprende ra segunda língu a? At é os 6 an os , a cr ia nç a ap re nd e di fe re nt es lín gu as de m an ei ra un ifo rm e. Se fo r ex po st a a trê s id io m as , as re la çõ es se m ân tic as e sin tá tic as de to do s es ta rã o in te gr ad as , e el a te rá fa cil id ad e de us ar os trê s ao m es m o te m po . De po is do s 6, ca da lín gu a é se pa ra da em um a es tru tu ra di fe re nt e. Ca da id io m a novo fa z in te rfa ce co m o an tig o, em ca m ad as . Po r ex em pl o: se vo cê ap re nd e in gl ês , a in te rfa ce se rá co m o po rtu gu ês . Se , m ai s ta rd e, vo cê ap re nd e fra nc ês , a in te rfa ce se rá co mo in gl ês , nã o co m o po rtu gu ês . É po r iss o qu e, no cu rs o de fra nc ês , po r ex em pl o, vo cê se le m br a pr im ei ro da pa la vr a em in gl ês , pa ra de po is le m br ar em po rtu gu ês . As sim , ne nh um en sin o in te rfe re no ou tro . Co m o pa ss ar do te m po , o cé re br o se “c om pr om et e” co m a lín gu a m at er na , di fic ul ta nd o o ap re nd iza do de ou tro id io m a. E, se ap re nd er m os um se gu nd o id io m a, te re m os fa cil id ad e no pr óx im o, po is o cé re br o já “d es co br iu ” qu e ex ist em ou tra s po ss ib ilid ad es de es tru tu ra r fra se s. É im po rta nt e re ss al ta r qu e an te s da fo rm aç ão do hi po ca m po , pa rte re sp on sá ve l pe la m em ór ia de lo ng a du ra çã o, a cr ia nç a po de at é ap re nd er pa la vr as em in gl ês , de co ra r a ta bu ad a e o no m e da s le tra s do al fa be to , m as nã o va i co ns eg ui r se le m br ar de po is. O am ad ur ec im en to ne ce ss ár io ac on te ce en tre 4 e 6 an os . A ja ne la de op or tu ni da de s, co m o ch am am o pe río do m ai s pr op íci o pa ra ap re nd er al go , no ca so , lín gu as , é am pl a. Ci en tis ta s co m pr ovam qu e at é a pu be rd ad e, os joven s tê m fa cil id ad e em ap re nd er um a se gu nd a, te rc ei ra e at é qu ar ta lín gu a.

36 | mais matéria


mais matĂŠria | 37


38 | mais matĂŠria


Grand Day em fase de finalização

Catavento Café reúne bom gosto O Catavento Café abriu suas portas no início de julho para encantar aquelas pessoas que gostam de saborear uma boa comida, em um espaço confortável com excelente atendimento. As sócias Milene Padilha e Andreia Porto de Fraga apostaram no ramo de cafeteria visando oferecer para um público mais exigente um espaço aconchegante com excelentes opções gastrônomicas que pode servir para um encontro entre amigos, reunião de negócios ou mesmo para saborear um bom café. O Catavento Café fica na Rua Dona Cecília, 60, em Cachoeirinha. Informações 3471.1404

O Grand Day Festas e Eventos é um espaço que nasce com o objetivo de ser um diferencial na hora da realização de eventos. Administrado pelas sócias, Karine Campos e Patrícia de Souza, a casa conta com três andares, sendo o térreo equipado para festas infantis, o segundo andar para a administração e o terceiro andar com um completo salão de festas com capacidade para 300 pessoas. Em fase de finalização das obras, a expectativa é que em novembro aconteça a inauguração do Grand Day. Conforme Patrícia de Souza, o espaço nasce com alguns diferenciais como o pacote de festa infantil incluído toda a decoração em Provençal e o salão de eventos sem colunas. ‘Estamos trabalhando para o nosso espaço ter os detalhes necessários para tornar o dia da festa inesquecível”, revela Patrícia. A fachada imponente revela que a casa foi projetada para entrar na lista de preferência dos eventos da região.

mais matéria | 39


|WORKSHOP| 15 ANOS |

Envie seu momento marcante para redacao@revistamaismateria.com.br

15 anos A festa de 15 anos do projeto social liderado pelo empresário Jair Bagatini emocionou familiares, amigos e parceiros do projeto. As jovens ganharam um dia de princesa. Salões da cidade se dividiram para maquiar as meninas e os vestidos foram cedidos por Ana Marley. Os mais de 100 parceiros do projeto ‘Porque Mereço uma festa de 15 anos?’ colaboraram com recursos ou com troca de serviços. A empresária Márcia Fialho presenteou todas as meninas com o anel de 15 anos. Ao final do evento foi distribuído um livro onde conta a história de cada uma delas, e porque mereceram ganhar a sua tão sonhada festa. A realização deste sonho emocionou a todos e segundo Bagatini, o projeto deve continuar no ano que vem.

Fotos: Frederico Mombach

Noemi A empresária Noemi Raupp aproveitou a chegada dos seus 50 anos para comemorar em alto estilo. Reuniu amigos, familiares e colaboradores para saudar, não só a chegada dos 50, mas também para celebrar toda a sua história de vida. Ao lado do marido, Fernando, e da filha Caroline, relembrou a sua origem humilde, a luta para estudar e trabalhar e superar as perdas do caminho. Todos os convidados se emocionaram. Noemi chega aos 50 anos com a segurança e a força de quem superou as barreiras e a humildade em saber que sempre é possível recomeçar. A festa rolou até a madrugada no Salão Rosa dos Ventos com a animação da Banda Youngles. Fotos: Patrick Fernando

40 | mais matéria


|ANIVERSÁRIO|

Momentos marcantes

Lorenzo O dia 1º de setembro foi de comemoração e festa para o pequeno Lorenzo e sua família. O garoto celebrou o seu primeiro aniversário ao lado dos seus pais Juliano e Andrielle e de sua encantadora irmã Lohana. Lorenzo distribuiu sorrisos e alegria e cativou todos os convidados. A comemoração ocorreu no salão infantil Festa e Fantasia.

Fotos: Festa e Fantasia

mais matéria | 41


|15 ANOS|

dO SONHO à REALIDADE

Texto por Kamyla Jardim | fOTOs Lucas Seghessi

Vitória e seu pai Larri

Amor de mãe: Jane e a filha Vitória

Vitória com a irmã mais velha Luana

42 | mais matéria

N

No dia 31 de agosto, Vitória Peres completou seus tão esperados 15 anos. Cheia de personalidade, a jovem decidiu que queria viajar para Disney e que no dia da comemoração do aniversário iria realizar um coquetel na própria casa para os parentes e amigos mais próximos. “Mesmo não sendo aquela mega festa saiu tudo como planejamos. Estava tudo maravilhoso, tinha realmente todas as pessoas que eu queria ao meu lado. Minha mãe, Jane, meu pai, Larri, e minha irmã, Luana, fizeram que tudo fosse perfeito”, descreve Vitória. Sobre a viagem para Disney, a aniversariante afirma ter sido verdadeiramente mágica. “Sempre tive vontade de ir pra lá e pude aproveitar todos os momentos na companhia de duas amigas que também optaram pela

viagem de 15 anos. Não me arrependo nenhum pouco, foi simplesmente perfeito. Pretendo voltar e levar minha família junto para aproveitar com eles”, revela. A comemoração dos 15 anos era um entre os tantos sonhos de Vitória. A jovem agora se empenha para a realização dos próximos, um deles é cursar medicina veterinária, pois é apaixonada pelos animais. Também adora fotografia, e pretende fazer um curso para fotografar como hobby. Além disso, Vitória tem vontade de conhecer o mundo. Mesmo voando longe nos sonhos, ela sabe que pode realizar tudo que deseja com determinação e força de vontade, pois como afirmava Walt Disney: “Se podemos sonhar, também podemos tornar nossos sonhos realidade”.


Paixão pela fotografia

Texto por rITA TRINDADE | fOTOs NATALY MOTTA

N

Nataly Silveira Motta tem 15 anos é natural de Porto Alegre, mora em Cachoeirinha e está cursando o 2º ano do ensino médio. A jovem tem uma paixão: a fotografia. “Tenho foco no que eu quero, faço cursos e procuro estudar sobre fotografia todos os dias, leio muito, mas acredito que isso é apenas aprimoramento, a fotografia é arte, é sensibilidade, ela está no olhar”, explica. Apesar da pouca idade, Nataly é muito madura e decidida sobre a profissão que irá seguir. A jovem conta como se relaciona com a fotografia. “Aprendi a traçar metas desde pequena e acredito que quem não sabe onde quer chegar, não vai a lugar algum. Eu me envolvo de verdade com as histórias de quem eu fotografo, acredito no amor, me preocupo com tudo, pois fazer parte do dia mais importante da vida de alguém é de extrema responsabilidade, é por isso tudo que eu me identifico muito com a arte de fotografar,” revela. A jovem afirma que desde cedo a fotografia a escolheu. “Me encantei com a força que ela tem, o poder de registrar sentimentos e mensagens é indescritível. Trabalhar com pessoas diferentes, com jeitos, costumes e formas de demonstrar estes sentimentos me inspira a ir além”, conta emocionada.

mais matéria | 43


|FORMATURA|

Profissão: Fisioterapeuta

Texto por roselaine vinciprova | fOTOs Office Photos

A

A jovem Vanessa Martins de Oliveira estava radiante com a conquista do tão sonhado diploma em Fisioterapia. Depois da dedicação de anos de estudo na Unilasalle, em Canoas, o dia da tão sonhada formatura chegou no dia 27 de julho. A colação de grau aconteceu na faculdade e a festa no Salão de Eventos Ana Marley com a presença de todas aquelas pessoas que de alguma forma possibilitaram essa conquista. Os pais Gilberto Madeira de Oliveira e Maria Helena não escondiam a satisfação em ver todo o esforço da filha recompensado. Ao lado do namorado Luiz Rocha Júnior distribuiu sorrisos e contagiou a todos com sua felicidade. A trajetória de Vanessa sempre foi destaque por onde atuou profissionalmente e hoje está atuando no Hospital Moinhos de Vento.

FICHA TÉCNICA Salão de Festas Ana Marley Eventos Decoração: Ana Marley Eventos Som: Tairone Keppler Buffet: Paulo Campos Fotos: Office Photos

44 | mais matéria

Os pais Gilberto Madeira de Oliveira e Maria Helena não escondiam a satisfação em ver todo o esforço da filha recompensado. Ao lado do namorado Luiz Rocha Júnior distribuiu sorrisos e contagiou a todos com sua felicidade.


mais matĂŠria | 45


|AÇÃO SOCIAL|

Vitória da solidariedade

Mais de cem alunos participam das atividades do projeto

O Grenal da Solidariedade

o que seria mais um entre tantos clubes amadores de futsal SE TORNOU UM projeto que oferece opção de lazer, esporte e recreação aos jovens, com o objetivo de afastar as crianças e adolescentes das drogas e da criminalidade Filipe e Gabriel são promessas do Boca

46 | mais matéria

I

Texto por KAMYLA JARDIM | fOTOs DIVULGAÇÃO

Iniciado como mais um time de amigos que se reúnem para jogos de finais de semana e pequenos torneios, o Boca Juniors São Vicente adquiriu popularidade na região. Os jogos começaram a ter um grande público formado, principalmente, por crianças. Percebendo a representação do Boca São Vicente na comunidade, Odair dos Santos, presidente do clube, resolveu transformar o que seria mais um entre tantos clubes amadores de futsal em um importante projeto social para Gravataí. Um projeto que oferece opção de lazer, esporte e recreação aos jovens, com o objetivo de afastar as crianças e adolescentes das drogas e da criminalidade. Atualmente, com dois anos de atividades, a escolinha Boca São Vicente conta com o apoio da Ulbra de Gravataí, que através do curso de educação física auxilia nas atividades esportivas com a coordenação do professor Luciano Podes. Não há cobrança de taxas, nem mensalidade na escolinha. Mais de cem alunos participam das atividades do projeto, que se mantém com recursos captados de ações sociais desenvolvidas pelo próprio clube. “Oferecemos o futebol e o futsal como atividades, mas temos a pretensão de atingir outros esportes, e oferecer oficinas e cursos, porém para isso estamos sempre em busca de parceiros”, revela Odair, que imediatamente ressalta que a escolinha Boca São Vicente não busca patrocinadores. De acordo com o presidente do clube, o patrocinador está acostumado a investir um valor, desejando algum tipo de retorno para sua empresa. Já o parceiro, por sua vez, veste a camisa e se torna um amigo do projeto, compreendendo que não está apenas investindo em uma equipe, mas sim fazendo parte do projeto, dando a sua contribuição. No aniversário de três anos do clube, em abril, foi realizada uma ação: o primeiro Grenal Solidário. Além dos grenais dos alunos, aconteceu de fundo o grenal com convidados, com a participação de alguns vereadores, representantes de empresas parceiras e


não somos apenas uma equipe de futsal ou futebol, não somos mais uma escolinha, somos uma instituição que se preocupa com a sociedade em geral e quer fazer a sua parte na construção de uma cidade melhor

A grande atração do Grenal da Solidariedade foi o ex-jogador do Grêmio Mazaropi a grande estrela, que fez a alegria do público, o ex-goleiro do Grêmio, Mazaropi. Ainda neste ano, foi realizada a primeira Copa do Agasalho, através da qual- muitas roupas foram arrecadadas e destinadas às famílias que necessitam. “É com ações como essas que mostramos os nossos interesses, não somos apenas uma equipe de futsal ou futebol, não somos mais uma escolinha, somos uma instituição que se preocupa com a sociedade em geral e quer fazer a sua parte na construção de uma cidade melhor”, afirma Odair. A ação atual do clube é o projeto Eu Reciclo, que se encontra ainda na fase inicial de busca de parceiros. Porém, já está sendo realizado trabalho de consciência ambiental. Em parceria com uma empresa de reciclagem de resíduos, que irá recolher garrafas e latas para reciclagem, a escolinha Boca Juniors São Vicente capta recursos financeiros para custear gastos de transporte para jogos e compra de material esportivo. As famílias dos alunos já estão se conscientizando que o lixo gerado por elas pode ser investido em esporte e lazer para os seus filhos. O projeto já conta com a participação da Câmara de Vereadores de Gravataí, que doa o seu lixo seco para a escolinha. Além da Câmara, uma parceria está começando com a EMEI Raio de Sol e a Escola Áurea Celi Barbosa. Segundo Odair, o mais difícil é convencer as pessoas e, principalmente, os empresários, que 80% do lixo gerado por eles pode ser reciclado e proporcionar uma diferença na vida de crianças e adolescentes. “As pessoas e empresas, na maioria das vezes, têm o conceito de reciclar, mas não têm uma finalidade, nós queremos dar esse fim, transformar o que é lixo e descartável para muitos em oportunidade”, afirma o presidente do Boca. Quando indagado sobre algum aluno em especial que teve sucesso com o futebol graças ao clube, Odair logo revela o ideal do projeto e a sua política de não exclusão, na qual todos os alunos têm o seu espaço e

Odair dos Santos

nenhum é visto como melhor que o outro. A escolinha é dividida em duas partes, a performance, onde jogam aqueles alunos mais técnicos e competitivos, que disputam competições. E a recreativa, onde o objetivo é dar oportunidade àquela criança que muitas vezes é excluída dos jogos escolares por não ser tão boa quanto os outros colegas. “Estes jovens acabam muitas vezes tendo uma vida sedentária ou indo para o caminho das drogas, por isso, na recreativa, ele tem seu espaço, joga por diversão, disputa torneios com equipes que têm a mesma preocupação”, destaca. Mesmo frisando que todas as crianças da escolinha são especiais e motivos de orgulho, Odair revela que um antigo aluno do Boca São Vicente, Luan Pimenta de 14 anos, atualmente, brilha na base do Cerâmica Atlético Clube, fato que cativa ainda mais as outras crianças. O Boca Juniors São Vicente, além de todas as ações e atividades, está em formação da Ligeff – Liga Gravataiense de Escolinha de Futsal e Futebol. “Nossa ideia é levar a outras instituições ações e projetos que desenvolvemos e que possam contribuir com o trabalho deles, queremos poder realizar um verdadeiro mapeamento da cidade na questão esportiva, saber onde existe projeto esportivo com crianças e adolescentes, de que forma acontece, quem atinge e, principalmente, do que precisam, além de poder organizar competição na cidade”, descreve Odair. Entretanto o presidente do Clube ressalta que nada pode ser feito sem parceiros que vistam a camisa junto ao projeto. De acordo com Odair, Gravataí não tem leis que beneficiem entidades com projetos esportivos e por isso os recursos tornam-se limitados. “As pessoas têm que perceber que investir na criança e no adolescente é dar uma oportunidade ao adulto de amanhã”, finaliza o idealizador do projeto.

mais matéria | 47


|QUALIDADE|

CRHO Gravataí oferece tratamento contra o câncer Os pacientes que necessitam de tratamento contra o câncer ganharam um serviço de referência em Gravataí, com a inauguração em dezembro de 2012 do Centro Regional de Hematologia e Oncologia Dom João Becker. A Clínica Oncológica é uma parceria entre o HDJB, Instituto DeVita e o Centro Regional de Hematologia e Oncologia, especializados em oncologia e hematologia, que já conta com sete unidades em diversas cidades do Estado, sendo a matriz em Caxias do Sul. Conforme o doutor Fábio Miguel, oncologista clínico, diretor do CRHO, a vontade da instituição e do Hospital Dom João Becker de poder oferecer este serviço para a região iniciou há anos. “Hoje o tratamento para pacientes com câncer prioriza a qualidade de vida. A possibilidade das pessoas realizarem os procedimentos perto de sua casa, evita transtornos no deslocamento para outros centros, o que torna o tratamento menos desgastante. Pois é justamente isso que estamos oferecendo para toda a região do Vale do Gravataí”, revela o doutor Fábio. A Clínica foi estruturada para possibilitar bem estar e segurança aos pacientes, conforme os padrões

48 | mais matéria

usados nos centros mais atualizados. “Todos os nossos profissionais, participam de congressos internacionais algumas vezes por ano para se atualizarem. Essa experiência é empregada nas nossas unidades e nos tratamentos”, afirma. O CRHO – Gravataí, conta com uma equipe multidisciplinar, com profissionais das áreas de oncologia clínica, hematologia, psicologia, nutrição e enfermagem oncológicos. Uma das áreas que mais teve avanços nos últimos tempos foi o desenvolvimento de novos medicamentos para os pacientes com câncer, entre estes, hormonioterapia, quimioterapia e terapia com alvos moleculares definidos, como os anticorpos monoclonais e antiangiogênicos. A clínica atua em tratamentos neste seguimento. Há alguns anos, pouco se falava em cura do câncer, hoje os relatos de pessoas que controlaram a doença são inúmeros. Além do tratamento medicamentoso, para os casos diagnosticados de câncer, o CRHO ao longo do ano vai promover campanhas de prevenção e diagnóstico precoce. O CRHO – Gravataí está localizado na Rua Dr. Luiz Bastos do Prado, 1586/B, 4º andar em Gravataí.

A Clínica foi estruturada para possibilitar bem estar e segurança aos pacientes, conforme os padrões usados nos centros mais atualizados.


Estrutura do Centro Odontológico é a mais completa da região O Centro Odontológico Cachoeirinha já está funcionando na sua nova sede numa área de 620m2, localizada no Bairro City Nova Fase, atrás da loja Lebes. As modernas instalações estão dividas em dois andares, com duas recepções amplas e confortáveis. Os consultórios são completos e modernos, contando ainda com uma sala específica para esterilização, assim como um espaço para bloco cirúrgico, vestiários e sala para cursos. Conforme Dr. João Sanmartin, o investimento de mais de três anos no projeto visa oferecer a comunidade uma clínica totalmente diferenciada. “Na região estamos sendo pioneiros em ter construído uma clínica Odontológica para tal e, assim, disponibilizar uma estrutura tão completa como essa aos nossos pacientes”, revela. Além disso, tanto o Dr. João, quanto o Dr. Luiz Augusto Girardi, são profissionais com mais de 17 anos de experiência e atuação na cidade. O Centro Odontológico Cachoeirinha oferece todos os tipos de tratamentos dentários, incluindo aparelhos, próteses dentárias, implantes suíços, restaurações, entre outros.

Divulgação

O Centro Odontológico Cachoeirinha oferece todos os tipos de tratamentos dentários, incluindo aparelhos, próteses, implantes, restaurações, entre outros.


|SAÚDE|

Artrose do quadril O quadril é a articulação que une o fêmur à pelve (da coxa à bacia). Esta articulação é extremamente móvel e estável. Ela nos permite caminhar, correr, sentar e levantar, rodar o membro inferior e uma série de outros movimentos. Algumas vezes esta articulação pode sofrer um desgaste excessivo. Este desgaste pode estar relacionado com algumas doenças da infância e adolescência, com traumatismos, com o uso de certas substâncias, mas em muitos casos, não é possível identificarmos a causa. O que quer dizer esse desgaste? Quer dizer que a superfície que reveste o osso dentro da articulação, que é a cartilagem, foi comprometida. É esta cartilagem que vai se deteriorando e desaparecendo com o passar dos anos. Ela é que está sendo desgastada. Com isso, o movimento do quadril vai sendo prejudicado e a dor aparece. O nome que damos a todo este processo de desgaste da articulação é artrose. A artrose pode atacar todas as outras articulações. Segundo os dados coletados internacionalmente, a artrose é a doença articular mais frequente. Após os 65 anos de idade, os exames demonstram que a maioria

50 | mais matéria

Por Dr. Alfredo Sanchis e Dr. Pablo Lessa | Ortopedistas e Traumatologistas Especialistas em fraturas e cirurgia do quadril | CRM 25.970 - CRM 29.083

das pessoas já apresenta algum grau de artrose e, após os 75 anos, pode chegar a 80% da população. Em pessoas com mais de 64 anos de idade, uma em cada dez, apresenta dor por causa da artrose. Quais os sintomas? Às vezes os sinais podem ser muito sutis, mas algum grau de dor costuma estar presente. A dor pode se apresentar na nádega, na virilha, na coxa e até mesmo no joelho! O aumento da rigidez do quadril também pode estar presente. Por vezes, nem mesmo reparamos que começa a ficar difícil se dobrar para calçar o sapato ou colocar a meia. Atenção! Este pode ser outro sinal de que já existe algum problema com o seu quadril. A artrose do quadril é considerada uma doença degenerativa crônica, ou seja, o processo de desgaste dificilmente pode ser freado. Assim, a melhor maneira de lidarmos com o problema é realizando o mais rápido possível uma avaliação detalhada com o seu ortopedista, de preferência alguém que esteja habituado a tratar as doenças do quadril. Através de exame físico e de exames de imagem (na maioria das vezes um raio X), é possível diagnosticar a doença e iniciar o tratamento.

O tratamento irá variar de acordo com o grau de artrose que o paciente apresenta e também com as limitações que a doença já está trazendo para a sua vida. Em muitas situações, o uso de medicações alivia bastante o desconforto. Outras vezes é necessário associarmos um programa bem elaborado de exercícios. Entretanto, não é raro que o paciente acabe necessitando de uma intervenção cirúrgica. Nos casos de artrose do quadril avançada, uma das cirurgias mais indicadas é a artroplastia total, ou prótese de quadril. Isso quer dizer que aquela articulação com defeito será substituída por uma articulação artificial. Quando bem indicada e realizada por um ortopedista apto e treinado, esta cirurgia costuma apresentar excelentes resultados. É imprescindível lembrar de que se trata de uma cirurgia de grande porte e que uma série de cuidados devem ser tomados para minimizarmos todos os riscos. Se você está em dúvida, procure o ortopedista da sua confiança para esclarecimentos. O tratamento adequado pode trazer uma grande melhora para o paciente


Fotos Pacs Life

Uma dieta que faz bem A Pac´s Life é a solução para quem quer manter uma dieta equilibrada com reeducação alimentar de forma leve, gostosa e saudável.

P

Um dos pratos oferecidos é o filé ao molho de palmito

Pesquisas indicam que a rotina acelerada e o acesso fácil aos fast foods têm prejudicado imensamente a alimentação de toda a família. A obesidade aparece cada vez em idade mais precoce e a saúde da população adulta precisa mais cedo de ajuda. A Pac´s Life nasceu para ajudar a mudar essa realidade, numa tendência de fazer o bem e oferecer soluções para a falta de tempo em cuidar da saúde. “Buscamos tornar a reeducação alimentar leve, gostosa e saudável. Oferecemos um cardápio variado e refinado com o objetivo de levar até as pessoas prazer, comodidade e bem estar na hora da refeição”, revela a empresária Deise Bisotto. A Pac´s Life oferece uma dezena de opções de comidas prontas congeladas preparadas com os melhores ingredientes para quem quer ter saúde e bem estar. O cardápio é montado conforme o perfil de cada pessoa, seja para quem quer perder peso, manter ou até para esportistas. A Pac´s Life oferece diversos pacotes de reeducação alimentar, incluindo detox (dietas desintoxicação) para um ou três dias, kits com pratos para uma semana e até dietas personalizadas completas. A detox possibilita perda de peso para quem quer regular o corpo de forma rápida. Os clientes da Pac´s Life garantem que a possibilidade de chegar em casa e não precisar cozinhar é o grande segredo para uma dieta equilibrada. Todas as receitas contem antioxidantes naturais, que são ingredientes que agem curativa e preventivamente no organismo acelerando e desintoxicando o metabolismo, além disso, combatem os radicais livres, que são os agentes que ocasionam o envelhecimento. A Pac´s Life tem tele-entrega para a região metropolitana e funciona com mostruário de produtos na Catavento Café (rua Dona Cecilia, 60– Cachoeirinha) e o Empório no Bairro Jardim Ipiranga em Porto Alegre. Mais informações pacslife.com.br

Porpetta Napolitana

Hamburguer Barbecue


|ESTÉTICA|

U Grandes nomes da cirurgia plástica têm proporcionado às suas pacientes as facilidades do software suíço. Agora, o Dr. Ricardo Lodeiro traz para Gravataí a tecnologia deste recurso, proporcionando mais uma forma de auxílio às suas pacientes que desejam realizar a mamoplastia

52 | mais matéria

Um dos grandes dilemas de quem vai se submeter a uma cirurgia plástica é exatamente a pergunta: “Como vou ficar depois?”. Uma dúvida pertinente, pois o desejo de ficar melhor é contraposto pela incerteza de se a escolha pelo procedimento foi a mais correta e mais adequada. Um dos procedimentos mais executados no Brasil e no mundo, o implante de próteses de silicone nos seios, recebe atualmente um grande auxílio para reduzir este dilema e permitir uma decisão mais embasada. De acordo com o Cirurgião Plástico, Ricardo Lodeiro, a dúvida maior não é “se” a paciente deseja se operar, mas “quanto” e “como/ onde” será colocada a prótese

de seios. Um software suíço permite com relativa precisão fazer um esboço de como ficaria uma paciente, após passar por um implante de silicone nos seios. Amplamente difundido e usado na Europa e na América do Norte, o programa de computador chegou a pouco tempo no Brasil já em um estágio avançado de evolução. Nos Estados Unidos, o seu uso é visto como importante fator de credibilidade, pois o país é reconhecido pelo seu grau de exigência e cobrança por parte do mercado consumidor de serviços. O software permite, através da inclusão de três fotografias padronizadas da paciente, uma


Como eu vou ficar? simulação do resultado da cirurgia, podendo analisar todas as próteses existentes no mercado brasileiro (tamanhos, modelos, perfis e desenhos), sejam elas colocadas sob ou sobre a musculatura peitoral. O resultado é um modelo tridimensional do tórax da paciente, que pode ser visualizado em qualquer ângulo e posição para proporcionar uma noção muito ampla de como a paciente ficará com os modelos escolhidos. Além disso, o software permite simular o resultado sob alguns modelos de roupas, como blusas e biquínis, incrementando a visualização com uma qualidade reconhecida. Grandes nomes da cirurgia plástica internacional e nacional têm proporcionado às suas pacientes as facilidades do software suíço. Agora, o Dr. Ricardo Lodeiro traz para Gravataí a tecnologia deste poderoso recurso, proporcionando mais uma forma de auxílio às suas pacientes. Entretanto, o Dr. Lodeiro ressalta que o uso deste tipo de recurso, embora ultrapasse muito a qualidade que se obtém apoiando moldes das próteses sobre o seio da paciente e seja muito mais fiel do que programas gráficos comuns, ainda assim, deve ser visto como uma noção muito próxima, mas não exata do resultado final. “Obter com precisão as consequências do implante mamário depende de muitos fatores que nenhum computador pode ponderar (pelo menos até hoje), como elasticidade da pele, entre outros. Portanto, o software suíço não substitui a análise cuidadosa de um bom profissional com experiência na área”, afirma. A simulação do programa é feita sobre as dimensões reais da paciente, ao invés de fotografias de outras pessoas, cujas dimensões nem sempre se aproximam das medidas reais de quem deseja a cirurgia. Certamente isto produz uma noção melhor do que apenas observar os

resultados cirúrgicos de outra paciente que colocou silicone. Segundo o Dr. Lodeiro, um elemento que também deve ser considerado é o atendimento, a preocupação com a orientação completa, com o preparo e investigações sobre a saúde, enfim todas as características que devem ser exigidas do cirurgião plástico escolhido. Sempre com muita ponderação, o Dr. Lodeiro reforça a importância de escolher o profissional com cuidado, pois nenhum programa substitui o treinamento, a dedicação e a habilidade do cirurgião, fatores que terão relevância do mais alto grau nessa escolha tão delicada. “Ferramentas não substituem o escultor, apenas o auxiliam na concretização de sua obra”, destaca o cirurgião plástico.

Atenção Para observar o que o software suíço pode proporcionar, visite a pagina da Crisalix, desenvolvedora desta ferramenta (www. crisalix.com), que apresenta com simplicidade a utilização deste recurso. Em breve, links na homepage do Cirurgião Plástico Dr. Ricardo Lodeiro (www. lodeiro.com.br) estarão disponíveis, para quem desejar mais informações.


|PSICOLOGIA|

Na Ansiedade de Separação, as crianças apresentam grande dificuldade de ficarem longe dos pais, pois pensam que algo ruim poDE acontecer a eles ou a si mesmas, Como consequência deste temor, essas crianças tornaM-se inseguras, apreensivas e chorosas

Ansiedade de separação Por Agliani Ribeiro | Psicóloga | CRP 07/19074

A

A ansiedade é uma emoção natural e que está presente em todas as pessoas em diferentes graus. Ela costuma estar associada ao medo ou à preocupação com algo. Ela serve como um mecanismo de alerta para que possamos nos proteger em situações de perigo. O que acontece, muitas vezes, é que começamos a nos sentir ansiosos em situações que não apresentam perigo real. Ou, também, pode acontecer de a ansiedade se manifestar em um nível muito maior do que o esperado para determinada situação, dessa forma, ela acaba tornando-se excessiva e persistente. Quando isso ocorre com as crianças, impedindo-as de fazer suas atividades e causando sofrimento, então se desenvolvem os transtornos de ansiedade. Entre esses transtornos temos a Ansiedade de Separação. Na Ansiedade de Separação, as crianças apresentam grande dificuldade

de ficarem longe dos pais, pois pensam que algo ruim pode acontecer a eles ou a si mesmas, o que faz gerar intensa ansiedade. Essas crianças muitas vezes não querem ir à escola, ou se desesperam caso os pais não estejam lá assim que termina a aula. Algumas vezes, não querem dormir sozinhas, ou podem ter pesadelos constantes com o tema de separação. Não conseguem brincar com os amigos se os pais não estão por perto, ou temem ficar sem a presença dos pais mesmo que por um pequeno intervalo de tempo. Como consequência deste temor, essas crianças ficam excessivamente apegadas aos pais, tornando-se crianças inseguras, apreensivas e chorosas. Além disso, podem passar a terem dificuldades nos relacionamentos com outras crianças e prejuízos escolares. É comum a criança com Ansiedade de Separação apresentar sintomas físicos como dor de barriga, náusea, vômito ou dor de cabeça. Também podem apresentar sudorese, palpitação e dificuldade de respirar, muitas vezes causando choro. Existe tratamento psicológico bastante eficaz para este transtorno. Esse tratamento vai consistir em diferentes etapas. Em primeiro lugar o psicólogo poderá ajudar os pais a entenderem o que acontece com o seu filho e como manejar as situações. Ele também ajudará a criança a entender o que acontece com ela mesma, em uma linguagem própria para a idade. Dependendo da faixa etária, são ensinados exercícios de respiração e relaxamento para manejo da ansiedade, de uma forma lúdica. E, além disso, será feita uma exposição gradual para as atividades que estão com dificuldades como, por exemplo, ir à escola ou dormir sozinhos. Essa exposição respeita o grau de sofrimento e as limitações de cada criança. O papel da família é fundamental para a melhora da criança, pois poderão incentivá-la a ter mais confiança, sentindo-se segura para enfrentar os desafios que encontrará pela frente.


CEAT promove palestra sobre o Crack Divulgação

O evento contou com a presença de 30 profissionais entre médicos e psicólogos.

No dia 20 de agosto aconteceu a Palestra Epidemia do Crack – Tratamento - ministrada pelo Dr. Sérgio Noll Louzada, Coordenador do Plantão de Emergência em Saúde Mental do Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul da Prefeitura Municipal de Porto Alegre no Hotel Radar em Gravataí. A iniciativa desse evento foi do CEAT - Centro de Atividades Terapêuticas, coordenado pela Dra. Yara Cherem Netto e equipe. O evento faz parte do cronograma anual da clínica e visa a participação de profissionais da saúde mental de Gravataí e região metropolitana. Sobre o tema, Crack, o palestrante destacou a vulnerabilidade da mulher como vitima do processo pela facilidade em

prostituir-se, tornando-se moeda de troca para a droga. Ainda destacou que, atualmente, a baixa escolaridade, a perda de vínculos familiares, os delitos e os conflitos com o tráfico são consequências do uso do Crack. Por ser uma droga de efeito rápido e intenso, menor custo e fácil utilização, a substância tornou-se uma epidemia. O palestrante enfatizou também os riscos da utilização, como o consumo de múltiplas substâncias, a dependência, a overdose, o comportamento sexual de risco, os crimes e problemas legais, as perdas de vínculos sociais, a baixa adesão e o abandono precoce do tratamento. O evento contou com a presença de 30 profissionais entre médicos e psicólogos.

mais matéria | 55


|NUTRIÇÃO|

Leite: De mocinho a vilão do organismo

Texto por KAMYLA JARDIM | fOTO DIVULGAÇÃO

o consumo do leite tem sido questionado pelo seu alto poder alergênico em função das proteínas, que são de origem animal e contribuem para o crescimento principalmente das crianças,

56 | mais matéria

C

Culturalmente, o leite é um alimento básico e fundamental na dieta diária. Desde pequenos aprendemos a importância de sempre consumir o leite de vaca, por ser um alimento rico em vitaminas A, D e B12, fósforo, magnésio e ser o principal alimento com fonte de cálcio. Tudo isto é ótimo para o organismo, em especial o cálcio, que fortalece a formação. É sabido que a partir dos 30 anos, perdese massa óssea e, por isso, numa idade mais avançada, o indivíduo fica sujeito a fraturas devido a casos de osteoporose. Entretanto, diversas pesquisas e divergentes opiniões de profissionais da saúde estão transformando o leite em um alimento polêmico. Afinal, devemos continuar consumindo o leite de vaca? Segundo a nutricionista Gisele Silveira, é inegável que o mineral mais abundante, o cálcio, dá ao leite um grau de importância na dieta da população em geral, porém ele também está presente em outros alimentos, como vegetais verdes escuros, sementes e oleaginosas. Gisele revela que o consumo do leite tem sido questionado pelo seu alto poder alergênico em função das proteínas, que são de origem animal e contribuem para o crescimento, principalmente, das crianças. “A eliminação do leite na dieta humana se justifica pelo número cada vez maior de pessoas intolerantes ou alérgicas. Na maioria dos mamíferos, a atividade da enzima lactase (a lactase é a enzima responsável pela quebra da lactose) diminui na parede intestinal após o desmame, caracterizando a hipolactasia primária que provoca sintomas de intolerância à lactose. A intensidade dos sintomas de distensão, flatulência, dor abdominal e diarreia variam, dependendo da quantidade de lactose ingerida, e aumentam com o passar da idade”, afirma a nutricionista. Existe uma grande variabilidade de sintomas entre os pacientes com intolerância à lactose. Os fatores responsáveis por esta variabilidade incluem a osmolalidade e o conteúdo de gordura do alimento, no qual o açúcar (a lactose) é ingerido, o esvaziamento gástrico, a sensibilidade à distensão abdominal, o trânsito intestinal e a resposta do cólon à carga de carboidrato. De acordo com Gisele, os estudos epidemiológicos mostram que as populações dependentes, nos seus primórdios, da pecuária, muito mais do que da agricultura, e grandes consumidores de leite e laticínios em geral, apresentam menor prevalência de intolerância à lactose, em relação àquelas que dependeram mais da agricultura para sobreviver. A inclusão do leite de vaca normalmente se inicia na dieta das crianças com mais de um ano de idade, pois, antes disso, o sistema digestivo é imaturo para os nutrientes deste alimento. Entretanto, pesquisas revelam que é cada vez maior o número


de pessoas com as mesmas dificuldades de digestão do leite como os bebês. Segundo a Associação Americana de Gastroenterologia e Nutrição, 85% da população adulta tem algum grau de intolerância à lactose, o açúcar do leite. A nutricionista Gisele defende sempre o aspecto da individualidade bioquímica de cada um no momento de optar pelo consumo ou não do leite de vaca. “Diante dos dados, percebemos que muitas pessoas têm usado o leite mesmo sem capacidade para digeri-lo. No caso de intolerância ou alergia, não há consumo adequado, o indivíduo deve realmente excluir o leite da dieta. Porém, se não apresenta nenhum dos problemas, na vida adulta, o consumo de dois copos de leite ao dia já são suficientes para atingir a quantidade de cálcio necessária”, afirma a nutricionista. Sobre a utilização do leite de soja na substituição do leite de vaca, Gisele revela que não defende o primeiro alimento, pois também tem potencial alergênico, entretanto, afirma ser um bom substituto para as pessoas que não podem ou não querem consumir o leite de vaca. “O importante é ressaltar que por se tratar de um alimento de origem vegetal, a proteína do leite de soja não é completa. Existem outros leites, atualmente, que podem também ser incluídos na alimentação com grandes benefícios como o leite de arroz, o leite de aveia, o leite de oleaginosas. Todos eles terão um teor de cálcio menor, mas acompanhados de uma alimentação equilibrada, podem suprir as necessidades de minerais de um individuo saudável”, aconselha a nutricionista. Informações nutricionais dos tipos de leite: • Leite de soja – 100 ml
Kcal: 38 calorias
 Proteínas: 3g
Lipídeos: 1,4g
 Carboidratos: 3,8g
Cálcio: 36 mg

 • Leite de vaca – 100 ml
Kcal: 63 calorias
Proteínas: 3,2g
Carboidratos: 4,8g
 Cálcio: 119 mg

 • Leite de cabra – 100 ml
Kcal: 65 calorias
Proteínas: 3,4g
Carboidratos: 4,4g
 C��lcio: 134 mg

O Brasil aparece com 905.124 procedimentos, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que realizou 1.094.146 no mesmo ano. A pesquisa também aponta que o Brasil quase dobrou o número de cirurgias estéticas realizadas nos últimos quatro anos, com 97,2% de crescimento.


|ORTOPEDIA| Divulgação

Artrose de Joelho Por Ricardo Debona | Ortopedista e Traumatologista Especialista em Joelho e Videoartroscopia | CRM 28.931

A

A artrose compreende um grupo de condições que levam a sintomas e sinais articulares, associados a defeitos da integridade da cartilagem articular (desgaste de cartilagem), envolvendo mais comumente articulações que suportam peso em membros inferiores, principalmente os joelhos. É definida como a perda gradual da cartilagem articular, associada a afilamento do osso subcondral, formação de osteófitos (“bicos de osso”) nas margens articulares e inflamação sinovial crônica (“inchaço”). A osteoartrose é, sem dúvida, a doença articular mais prevalente em todo o mundo. Descreve-se a presença de lesão na cartilagem articular desde a adolescência, podendo atingir 90% dos indivíduos aos 45 anos. Radiograficamente, considerando-se todas as articulações, a osteoartrose acomete cerca de 60% dos homens e 70% das mulheres, após os 65 anos, sendo que, após os 85 anos essa cifra atinge 100%. Trata-se de uma causa frequente de dor, limitação funcional e incapacidade ocasionando considerável perda da qualidade de vida do indivíduo acometido. Seu impacto socioeconômico é mundialmente significante, já que é uma das mais importantes causas de faltas ao trabalho, além de gerar altos custos com tratamentos cirúrgicos nas formas avançadas. Frente a um paciente com o diagnóstico de osteoartrose, o médico deve estabelecer um programa terapêutico individualizado e multidisciplinar, objetivando reduzir os sintomas, melhorar a função e limitar incapacidades. No nível governamental, são necessárias medidas de saúde pública que possam minorar o impacto social e econômico da doença.

58 | mais matéria


Fatores que contribuem para a artrose • A idade é um fator de risco tanto para a osteoartrose sintomática quanto radiográfica, em todas as localizações. • O sexo influencia a incidência e prevalência da osteoartrose: a forma de acometimento isolada de mãos e joelhos é mais comum em mulheres, enquanto a osteoartrose de quadril é mais observada em homens. • Fatores genéticos influenciam a incidência de osteoartrose. Há agregação familiar na ocorrência de osteoartrose. • Mulheres na pós-menopausa têm um risco maior de desenvolver osteoartrose. • Hiperglicemia e hipercolesterolemia parecem estar associadas ao aumento da frequência e gravidade da manifestação da doença. • O risco de progressão da osteoartrose, especialmente de joelhos, parece estar relacionado à baixa ingestão de vitaminas C e D. • O excesso de peso (sobrepeso e obesidade) está associado à maior prevalência de osteoartrose de joelhos (4 a 5 vezes em relação a indivíduos com peso normal).

os mais utilizados a radiografia convencional, a ultrassonografia, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética.

Tratamento Os objetivos do tratamento de um paciente com osteoartrose devem incluir controle adequado da dor, melhora da função e prevenção de incapacidade. Deve-se avaliar o paciente regularmente, ajustando a terapia sempre que necessário. A principal indicação da terapia medicamentosa no tratamento da osteoartrose é o controle da dor. O uso de terapia física e reabilitação deve complementar o tratamento farmacológico, visando somar efeitos para analgesia e melhora da função. Medidas gerais não farmacológicas sempre devem ser enfatizadas no tratamento da osteoartrose, independentemente do uso concomitante de medicação. É importante procurar reconhecer possíveis fatores de risco a fim de eliminá-los ou atenuá-los, quando possível.

Cirurgias O tratamento cirúrgico para a osteoartrose deve ser considerado após falha aos tratamentos clínicos. São candidatos pacientes que apresentem sintomas dolorosos moderados a intensos não aliviados pela terapia medicamentosa e/ou com comprometimento funcional, geralmente associados à presença de significantes anormalidades radiográficas. Os procedimentos mais amplamente realizados são artroscopia (cirurgia minimamente invasiva por videoartroscopia), osteotomia (correção do eixo mecânico da perna mediante corte ósseo e fixação com placa e parafusos especiais), artroplastia (prótese total de joelho) e artrodese (provocar união óssea e consequente perda de mobilidade). A condução de qualquer uma das formas de investigação e tratamento da artrose do joelho deve ser preferencialmente conduzida por um especialista dessa articulação com o objetivo de se estabelecer o melhor tratamento para cada estágio desse desgaste articular o mais rápido possível e com isso devolver qualidade de vida ao paciente. Divulgação

Sintomas Os principais sintomas da osteoartrose são dor, rigidez matinal de curta duração, limitação de movimento e, nas formas mais graves, instabilidade da articulação acometida. O volume articular pode estar aumentado devido à sinovite secundária (inflamação das paredes internas do joelho), pelo aumento na quantidade de fluido sinovial (derrame articular = “inchaço”) ou pela presença de osteófitos (decorrentes de proliferação marginal da cartilagem/osso). Crepitações observadas à mobilização passiva da articulação decorrem da perda de cartilagem e irregularidade das superfícies articulares oponentes. Esse achado está presente em mais de 90% dos pacientes com osteoartrose de joelhos, descrito pelos pacientes como uma sensação de “areia dentro do joelho”.

Exames Radiográficos Tanto a identificação quanto a avaliação da gravidade do dano articular na osteoartrose podem ser realizadas por métodos radiográficos, sendo

O uso de terapia física e reabilitação deve complementar o tratamento farmacológico, visando somar efeitos para analgesia e melhora da função.

mais matéria | 59


|COLUNA VERTEBRAL|

A dor no Nervo Ciático Por Fernando Sanchis | Especialista em Coluna Vertebral | CRM 25665

A

A expressão utilizada por muitos pacientes - dor no nervo ciático - é geralmente usada para descrever uma dor que se propaga ao longo do trajeto do nervo ciático. A dor no nervo ciático é um sintoma causado por uma doença que ocorre na coluna lombar. O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano, tendo o diâmetro aproximado de um dedo, sendo formado pelas raízes nervosas que se originam na 4ª e na 5ª vértebras lombares (L4, L5) e nos primeiros segmentos do sacro. O nervo passa através da nádega e pela parte posterior do quadril. A seguir, o nervo ciático se estende para baixo pela parte posterior da coxa, atrás do joelho, ramificando-se nos músculos dos tendões (panturrilha), seguindo para baixo até os pés.

Quais os Sintomas da Dor no Nervo Ciático? A dor no nervo ciático geralmente afeta um lado do corpo. A dor pode ser sutil, aguda, como uma queimação ou acompanhada por choques intermitentes de dor aguda, começando nas nádegas e se prolongando para baixo por trás ou pelo lado da coxa e/ou perna. A dor no nervo ciático se estende até abaixo do joelho e pode ser sentida nos pés. Algumas vezes, os sintomas incluem torpor e dormência. Sentar ou tentar se levantar pode ser doloroso e difícil. Tossir e espirrar pode intensificar a dor.

A Causa: Compressão do Nervo Ciático A compressão do nervo ciático pode causar qualquer um dos sintomas citados acima. A lesão no nervo raramente é permanente e a paralisia representa um risco raro, já que a medula espinhal termina antes da primeira vértebra lombar. Porém, um aumento na fraqueza do tronco ou perna, ou incontinência da bexiga e/ou dos intestinos é uma indicação de síndrome de cauda equina, uma doença séria que requer tratamento de emergência. As doenças da coluna lombar que costumam causar compressão do nervo ciático incluem:

60 | mais matéria

• Hérnia de Disco, a causa mais comum de dor no nervo ciático na coluna lombar.

• Doença Degenerativa de Disco, um processo biológico natural associado ao envelhecimento, costuma causar fraqueza ao disco, podendo ser o precursor de uma hérnia de disco. • Estenose da Coluna Lombar, um estreitamento de uma ou mais passagens neurais, devido à degeneração do disco e/ou artrite nas facetas. O nervo ciático pode sofrer pressão com o resultado dessas mudanças. • A Espondilolistese do Istmo resulta de uma fratura por pressão, geralmente na 5ª vértebra lombar (L5). A fratura, combinada com o colapso do espaço discal, pode fazer com que a vértebra escorregue para frente em direção ao primeiro segmento da região do sacro (S1). O deslizamento pode causar um pinçamento da raiz do nervo em L5 ao sair da coluna. • Tumores da Coluna e Infecções são outras doenças que podem comprimir o nervo ciático, mas são raros. Há outras condições que podem ocorrer, parecidas com uma dor do nervo ciático, mas são difíceis de diagnosticar. Diagnóstico da Dor do Nervo Ciático O exame médico inclui o histórico do paciente, uma revisão dos medicamentos atuais, um exame físico e neurológico, além de exames de imagens, especialmente a ressonância magnética. Um diagnóstico apropriado requer uma análise da dor do paciente. Tratamento Não Cirúrgico A dor no nervo ciático geralmente responde bem a formas não operativas de tratamento e dificilmente há indicação cirúrgica como primeira forma de tratamento. Tempo, medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINES), uso em curto prazo de medicamentos narcóticos para dor aguda, injeções lombares e fisioterapia são benéficos. Embora seja recomendado repouso na cama por um prazo curto durante a fase aguda, é bom realizar


A dor no nervo ciático geralmente responde bem a formas não operativas de tratamento. Embora seja recomendado repouso na cama por um prazo curto durante a fase aguda, é bom realizar atividades físicas Divulgação

alguma atividade. Nesse contexto, “atividade” é definida como permanecer em pé por períodos que não causem dor muito forte. A prescrição de exercícios poderá incluir alongamento, caminhada e exercícios aeróbicos. Cirurgia de nervo ciático A cirurgia não é recomendada para todos os pacientes. Porém, em algumas situações, pode ser indicada. Pacientes que seguiram as orientações de um tratamento não cirúrgico durante quatro a seis semanas sem alívio, certamente necessitam ser reavaliados por seu médico. Se um exame de ressonância magnética revelar hérnia de disco ou estenose da coluna vertebral, uma cirurgia poderá promover alívio para a dor nas pernas. O tipo de procedimento cirúrgico depende, em parte, da condição e do diagnóstico do paciente, sendo que cada vez mais optamos por procedimentos minimamente invasivos, com excelentes resultados e me- Discectomia percutânea nores complicações. para hérnia discal

Algumas vezes, os sintomas incluem torpor e dormência. Sentar ou tentar se levantar pode ser doloroso e difícil. Tossir e espirrar pode intensificar a dor.

mais matéria | 61


|CULTURA|

Espaço de lazer filme

livros Dez Bons Conselhos de Meu Pai De João Ubaldo Ribeiro Manuel Ribeiro, o pai do escritor baiano João Ubaldo Ribeiro, era um homem estudioso e sempre foi exemplo e inspiração para o filho. Foi professor de história e de direito, ocupou vários cargos importantes, como o de diretor da Faculdade de Direito da Universidade Católica de Salvador. Na política, foi deputado estadual em Sergipe e vereador em salvador. Mas afora todos esses títulos socialmente importantes, Manuel Ribeiro foi um bom pai. Seus bons conselhos e a visão de mundo que deixou de legado ao filho, são generosamente compartilhados pelo autor baiano na sua obra.

Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo De Khaled Hosseini Cintos de castidade na Idade Média? Eles nunca existiram - pelo contrário, manuais de medicina da época diziam que o prazer sexual era essencial à saúde das mulheres. E lembra aquela história de que as guerras e a miséria da África são consequência das fronteiras artificiais criadas pelos europeus? Há 30 anos historiadores e economistas africanos deixaram de acreditar nela. Abaixo da superfície, a história não é tão simples quanto aquele professor militante costumava ensinar.

A graça da coisa De Martha Medeiros Que o mundo está uma doidice sem tamanho não é preciso dizer. Que estamos cada vez trabalhando mais, ficando mais tempo no celular e no trânsito, nem se fala. Então como sobreviver, ou melhor, como viver em meio a este caos que se transformou a nossa vida? Para Martha Medeiros, a grande questão é se desapegar daquilo que é desnecessário, que nos faz mal, que nos atrasa, e enxergar a graça da coisa – sendo a “coisa”, no caso, a própria vida.

62 | mais matéria

O Preço do Amanhã Bem-vindos a um mundo onde o tempo tornou-se a moeda definitiva. O envelhecimento para aos 25 anos, mas há um problema: as pessoas são geneticamente construídas para viver apenas um ano a mais, a menos que consigam comprar uma solução. Os ricos “ganham” décadas (permanecendo com 25 anos), tornando-se praticamente imortais, enquanto os outros mendigam, pegam emprestado ou roubam horas para viver cada dia. Quando um homem do lado errado da estrutura é falsamente acusado de assassinato, ele é forçado a fugir com uma linda refém. Vivendo minuto a minuto, o amor da dupla torna-se uma poderosa arma em sua guerra contra o sistema.


mais matĂŠria | 63


64 | mais matĂŠria


Revista Mais Matéria 6ª edição