Issuu on Google+


1


“Nada posso lhe oferecer que não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo além daquele que há em sua própria alma. Nada posso lhe dar, a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.” (Herman Hesse)

2


3


Caro Profissional,

Seja bem vindo ao Programa de Orientação Profissional. Nós, da Consultoria Wapiya, pensando que você está vivendo um momento propício para mudanças, sejam elas no âmbito pessoal ou profissional, elaboramos esse material, que denominamos “cartilha”, para que seja um orientador, no que tange à sua busca por recolocação profissional. Esse material reúne algumas informações para facilitar sua reinserção no mercado de trabalho, várias dicas sobre elaboração de Currículos, Entrevistas de Seleção e Networking.

Indicamos, também, conhecidos sites para facilitar seu contato com as fontes de recrutamento de profissionais, exposição e divulgação do seu Currículo no aquecido mercado de trabalho. Desejamos que esta “Cartilha” seja uma fonte de consulta esclarecedora e útil neste momento de transição.

4


CONTEÚDO RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL .................................................................................. 7 ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO .................................................................................... 9 O que é um Currículo?.................................................................................................... 9 Como elaborar um Currículo .......................................................................................... 9 Dicas ............................................................................................................................... 12 É proibido....................................................................................................................... 13 REFERÊNCIAS PROFISSIONAIS ................................................................................... 15 ENTREVISTA DE SELEÇÃO ............................................................................................ 16 Prepare-se para as entrevistas ....................................................................................... 16 Perguntas frequentes em entrevistas ............................................................................ 19 Conduta ao longo da entrevista ................................................................................... 22 Atenção aos detalhes .................................................................................................... 23 NETWORKING ................................................................................................................ 24 Dicas para o networker ................................................................................................. 26 Sites para networking .................................................................................................... 28 RECURSOS....................................................................................................................... 29 Alguns meios disponíveis ............................................................................................... 29 CONTATOS ...................................................................................................................... 30

5


Esta “Cartilha” tem como objetivo fornecer informações práticas e objetivas, capazes de dotá-lo de recursos, relacionados com as práticas do mercado de trabalho, facilitando na sua busca por recolocação profissional.

Temos a intenção de prepará-lo e instrumentalizá-lo para aumentar seu potencial competitivo no âmbito profissional, para que você seja um forte candidato nos processos seletivos, seja qual for sua área de atuação.

6


RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL Recolocação profissional é uma denominação que, em geral, caracteriza a atividade de consultoria que objetiva oferecer apoio e orientação para facilitar o processo de recolocação profissional no mercado de trabalho. Estando o profissional apto, inserido nas adequadas redes sociais e atualizado, suas chances de estar trabalhando em um tempo reduzido, aumentam consideravelmente.

7


MERCADO DE TRABALHO No decorrer da nossa experiência profissional, percebemos que as organizações estão cada vez mais seletivas na sua busca por futuros colaboradores.

O Mercado de Trabalho, até o final dos anos 90, privilegiava o profissional que ficava mais de 40 anos em uma mesma empresa, até se aposentar. O melhor histórico profissional era daquele que mantinha mais tempo na empresa e, quando acontecia uma demissão, a recolocação profissional era feita de “porta em porta” ou por meio de agências de empregos.

No Mercado de Trabalho atual percebemos que as organizações buscam por profissionais engajados com os objetivos da empresa e que estes objetivos sejam condizentes com o cargo almejado.

8


ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO O que é um Currículo? O termo Curriculum Vitae vem do Latim e significa trajetória de vida. Assim, é um documento que visa apresentar suas qualificações, competências e habilidades para o mercado de trabalho, porém é uma nomenclatura pouco utilizada atualmente, as empresas têm se referido a este documento utilizando, basicamente, a palavra Currículo.

Como elaborar um Currículo Já que você é o produto, o currículo é o seu catálogo de vendas, portanto este documento deve atingir alguns objetivos, sejam eles:

1. Comunicar claramente seus objetivos profissionais; 2. Demonstrar porque você está apto a desempenhar a função pretendida; 3. Informar contribuições em posições prévias; 4. Apresentá-lo como profissional organizado e interessado em crescer. 9


Diretrizes para elaboração de um currículo de qualidade: Apresentação: O Currículo deve iniciar com a apresentação do candidato. Certifique-se de colocar nome, e-mail, endereço e números de telefone no topo da primeira página. Verifique se, na sua apresentação, não ocorreram erros de digitação, principalmente no campo do e-mail. Foco no objetivo profissional – Indique para o seu interlocutor qual a função que deseja desempenhar (ex: Auxiliar Administrativo, Gerente de Contas) ou a área que pretende atuar (ex: Recursos Humanos, Comercial) a posição desejada deve estar destacada em letras em negrito no centro da página para facilitar ao leitor. Resumo/ Síntese de Qualificações – É um resumo das suas qualificações que deve comunicar, com a máxima brevidade, suas competências e motivos para ocupar o cargo almejado. É indicado relacionar os itens (de não mais de duas linhas cada) que sintetizem os pontos mais relevantes de sua experiência profissional. Formação Acadêmica: Para citar sua formação acadêmica, é necessário escrever o nome da Instituição de Ensino onde finalizou sua graduação, o curso e o ano de conclusão. Neste espaço, dever ser descrito os cursos de Pós Graduação, Especialização, MBA, Mestrado, Doutorado e Pós Doutorado.

10


Experiências Profissionais: Currículos pouco extensos são mais apreciados pelas empresas porque demonstram o trabalho intelectual de lógica e de síntese do empregado em sua produção. Qualquer currículo com mais de três páginas é considerado extenso.

Para descrever suas experiências profissionais, lembre-se de citar o nome do empregador, data de entrada e saída da empresa, cargo ocupado e descrever, pelo menos, três atividades desempenhadas na sua função dentro da organização.

Caso você tenha recebido promoções, destaque essa informação. Promoções são referências relevantes, pois denota que você foi um colaborador excelente, com desempenho acima da média, o que motivou o progresso na carreira.

Cursos Complementares: Descreva os cursos em ordem cronológica decrescente, mas não se atenha a cursos pontuais que diferem demasiadamente da sua área de atuação e, também, cursos realizados há mais de uma década. Neste espaço, cabe descrever seu conhecimento com qualquer idioma estrangeiro.

11


Dicas Editoração do texto – antes de passar à etapa final de redação do currículo, revise-o, tanto do ponto de vista ortográfico/ gramatical como do ponto de vista de domínio da estruturação lógica de um texto. O currículo com falhas nessas áreas é prejudicial para a imagem do profissional.

Editoração gráfica – torne seu currículo graficamente atraente, para que seja agradável aos olhos do leitor. Não deixe margens largas e muitos espaços em branco. Utilize um tipo legível de letra (evite o estilo manuscrito, por exemplo) e com um tamanho de corpo razoável (para facilitar a leitura).

Fotografia – este recurso é opcional.

12


É proibido Incluir apenas o nome do empregador: Dedique, no máximo, duas linhas para qualificar a empresa pelo ramo de negócio, porte, faturamento e localização. Valorize a empresa onde esteve e assim estará valorizando a sua própria atuação. Mais de quatro páginas: Currículos muito extensos podem denotar falta de poder de síntese e dar a idéia de ser prolixo. Fantasiar: Fantasia tem perna curta. Um “curso de extensão em Harvard” é valioso e digno de nota, mas não é o mesmo que um “MBA em Harvard”. Documentos pessoais: Nessa fase de análise de currículos, o número do seu CPF, RG ou Título de Eleitor são desnecessários. Esses documentos só servirão mais tarde, quando você for chamado para contratação. Razões para desligamentos das empresas: Esses assuntos jamais devem ser incluídos nos currículos. São temas para serem abordados em entrevistas. Salário: Informações como salário anterior e a pretensão salarial devem ser tratadas somente na entrevista. Só informe se houver pedido expresso do recrutador. Questões de foro íntimo: Temas como religião ou filiação partidária não cabem num documento de caráter eminentemente profissional.

13


Modelo de CV José Antônio Brasileiro, solteiro, 29 anos Rua José Antônio, 1199 – Vila Congonhas – São Paulo - SP Telefone: (11) 1234- 5678 / (11) 1234-5678 E-mail: jose.antonio@gmail.com OBJETIVO Analista Financeiro FORMAÇÃO  Pós-graduado em Gestão Financeira. IBMEC, conclusão em 2006.  Graduado em Administração de Empresas. UFMG, conclusão em 2003. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL  2004-2008 – Rocha & Rodrigues Investimentos Cargo: Analista Financeiro Principais atividades: Análise técnica de balanço patrimonial, análise de custo de oportunidade, análise de estudos de mercado. Responsável pelo projeto e implantação de processos pertinentes a área. Redução de custos da área de 40% após conclusão.  2001-2003 – ABRA Tecnologia da Informação Cargo: Assistente Financeiro Principais atividades: Contas a pagar e a receber, controle do fluxo de caixa, pagamento de colaboradores, consolidação do balanço mensal.  2000-2001 - FIAT Automóveis Estágio extracurricular com duração de 6 meses junto ao Departamento de Custeio. QUALIFICAÇÕES E ATIVIDADES PROFISSIONAIS    

Inglês – Fluente (Number One, 7 anos, conclusão em 2001). Experiência no exterior – Residiu em Londres durante 6 meses (2004). Curso Complementar em Gestão de Investimentos de Renda Variável (2004). Curso Complementar em Direito Empresarial (2007).

INFORMAÇÕES ADICIONAIS  Premiado com o título de Aluno Destaque da graduação – Menção Honrosa (2003)  Disponibilidade para mudança de cidade ou estado

14


REFERÊNCIAS PROFISSIONAIS Más referências podem inviabilizar uma contratação, portanto quando a organização solicitar Referências Profissionais atente-se para alguns detalhes:  Prepare, antecipadamente, uma lista de nomes para referências a ser apresentada durante a entrevista.  Solicite autorização prévia para utilizar o nome da pessoa como referência e verifique se a pessoa, de fato, dará boas informações a seu respeito. Pesquisas realizadas indicam que referências são checadas em 87% das contratações. Lembre-se que o superior imediato costuma ser o alvo principal de investigação na checagem de referências. Não importa o quão efetivo tenha sido o relacionamento de um candidato em questão com seus próprios pares e subordinados em determinada empresa. Se o superior imediato não tiver sido convencido sobre a efetividade de seu trabalho, todo o processo de verificação de referências estará comprometido. Escolha, além do superior imediato, pares de seu chefe com os quais você teve contato frequente (subordinação indireta). Inclua colegas de trabalho (profissionais do mesmo nível hierárquico). A capacidade de trabalhar em equipe é um atributo valorizado e uma palavra positiva de seus antigos colegas de trabalho sobre sua atuação é uma maneira de dar provas de sua eficiência neste quesito. 15


ENTREVISTA DE SELEÇÃO Parabéns! Você foi convidado para participar de uma entrevista de seleção. Então, esteja disponível, isto é, ao agendar uma entrevista de seleção, esteja certo da sua disponibilidade, evitando comprometer-se com mais de um processo seletivo por dia.

Prepare-se para as entrevistas:  Tente responder, para você mesmo, questões que podem te deixar embaraçado frente ao entrevistador (ex: “Por que gostaria de mudar de emprego?” ou “Por que deixou o último emprego?”).  Quanto mais entrevistas você tiver, maiores serão suas chances de sucesso. Entrevistar envolve uma série de habilidades e quanto mais você praticar estas habilidades, mais desenvolvidas elas se tornarão.  Cuidado com as suas respostas, você não deve criticar seu atual ou último empregador e simplesmente alegar que busca novos desafios.  Caso você tenha sido demitido, diga a verdade. Se seu desligamento estiver associado a um programa de redução de custos ou contexto similar deixe claro que a demissão não tem relação alguma com seu desempenho.  Caso a razão para o desligamento tenha sido outra (desentendimentos com o chefe, com o grupo de trabalho) dê uma resposta curta e objetiva. A melhor estratégia é falar não mais do que trinta segundos sobre o assunto e a seguir mencionar a qualidade do trabalho realizado.

16


 Questões sobre pretensão salarial podem ser abordadas de duas maneiras: a) O fato de estar empregado lhe dá, naturalmente, maior autonomia. Neste caso, sua resposta pode ser algo do tipo – “Estou bem empregado. Logicamente, para deixar meu atual emprego quero ganhar mais. Para situar-lhe posso dizer que minha remuneração anual é ...” Lembre-se de que sua remuneração anual corresponde, no caso dos profissionais em regime CLT, à soma dos 13 salários mensais mais bônus mais participação em resultados. b) O fato de estar desempregado, por outro lado, reduz seu poder de negociação. Em casos como esse, adote um tom parecido com este: “Sou flexível. Gostaria de ganhar de acordo com o mercado. Como referência, em meu último emprego, minha remuneração anual era de...”. Em qualquer dos casos, não ofereça uma cifra, não diga quanto quer ganhar. Deixe isso para o momento que tiver uma proposta de trabalho em mãos.

17


DIMENSÕES DA ENTREVISTA

Estratégias de abordagem  Antes da entrevista: Informe-se a respeito da empresa. Aproveite a internet para pesquisar não apenas o site oficial da empresa, mas também notícias publicadas sobre ela. Ao receber confirmação do agendamento da entrevista, pergunte quem irá entrevistá-lo e qual é a duração prevista.  Ao longo da entrevista: A entrevista é uma via de mão dupla. Não basta apenas responder perguntas. Um bom candidato assume postura ativa, formulando perguntas ao entrevistador, de tal forma que parte da conversa seja iniciativa do entrevistado e parte do entrevistador. Procure descobrir exatamente quais são as necessidades do empregador. Dessa forma, suas respostas poderão indicar que você é capaz de suprir esta demanda.

18


Perguntas frequentes em entrevistas Os entrevistadores têm uma rotina de perguntas que você encontrará na maioria das entrevistas. Vamos mostrar as principais para que você reflita sobre elas e se prepare para respondê-las, sem nervosismo, no momento da entrevista.  “Conte-me sobre você” - É muito importante que você seja sucinto, direto e focalize os resultados. Apenas discorra sobre a sua vida profissional.  “Descreva seus pontos fortes e seus pontos fracos” (competências) Ao descrever seus pontos fortes mencione traços de personalidade como liderança e criatividade, além das habilidades técnicas. Quanto às competências menos desenvolvidas, cuidado para não citar algo diretamente relacionado ao cargo.  “Por que você teve tantos empregos?” ou “Por que você ficou com o mesmo empregador por tanto tempo?” - Se você teve vários empregos, mencione o desafio e o aprendizado que teve em cada um deles. Caso tenha trabalhado por muitos anos com o mesmo empregador,

mencione

realizações,

aprendizados

e

trajetória

ascendente de sua carreira.

19


 “Descreva seu relacionamento com seus últimos 3 chefes” - Mencione os projetos realizados sobre as respectivas lideranças, que, por si só, são evidências de bom relacionamento. Menções do tipo “considero-o um profissional competente” são adequadas. Qualquer tipo de menção negativa é totalmente impróprio.  “Quais as três principais realizações em seu último emprego?” Escolha bem estas realizações e mencione aquelas mais recentes e pertinentes ao seu objetivo profissional.  “Qual o maior erro que você já cometeu em sua vida profissional?” Tente buscar um exemplo em sua vida profissional cujo erro tenha trazido um bom aprendizado.  “Se você pudesse modificar algo em sua carreira, o que seria?” Mostre-se um profissional seguro. Diga que está, basicamente, satisfeito com o curso de sua carreira e que, obviamente, existem pequenas coisas que poderia ter realizado de melhor maneira, mas não invista tempo demais neste item.  “O que você sabe sobre a nossa organização?” - Utilize a pesquisa que você fez previamente à entrevista para tecer comentários relevantes sobre a empresa e seu segmento de atuação.

20


 “Por que você quer trabalhar conosco?” - Deixe claro que você acredita que este é o tipo de organização para a qual você será capaz de oferecer contribuição significativa.  “Por que eu deveria contratá-lo?” - Mencione os benefícios que você trará para a empresa e de como você é capaz de, por meio de seu desempenho, gerar lucros para a organização.

21


Conduta ao longo da entrevista a) Comunique um alto nível de energia, entusiasmo em um senso de urgência - Deixe transparecer aos seus entrevistadores que sua carreira e seu próximo cargo lhe são, ambos, muito importantes. b) Seja positivo - Não se queixe de ex-empregadores ou colegas de trabalho. Discuta o que você pode fazer e gostaria de fazer – deixe de fora o que você não sabe ou que não gosta de fazer. c) Pergunte por que a posição está aberta e o que houve com o profissional que ocupava o cargo - É de fundamental importância entender se a posição é nova ou se foi ocupada por cinco profissionais diferentes nos últimos dois anos. Além disso, vale a pena saber se a posição foi aberta por causa de demissão ou promoção do profissional que ocupava. d) Seja um bom ouvinte - Isto lhe dará maiores chances de compreender as necessidades as necessidades da organização. e) Tente não responder mais do que foi perguntado - Fale por um ou dois minutos, no máximo. Se você se estender mais do que isto sobre determinado assunto, faça uma pausa e pergunte ao entrevistador se você está respondendo a pergunta adequadamente. f) Se o entrevistador lhe fizer uma pergunta particularmente difícil ou embaraçosa, peça um tempo para pensar a respeito - “Esta é uma pergunta interessante, deixe-me pensar a respeito por um minuto” é uma saída elegante. 22


Atenção aos detalhes  Tenha sempre cópias adicionais de seu currículo;  Chegue pelo menos com 10 minutos de antecedência;  Enquanto espera, tente captar mais informações sobre a organização e a cultura;  Vista-se de maneira apropriada, cumprimente com firme aperto de mão e estabeleça contato visual direto;  Aja de maneira profissional com relação a todos que você encontrar. É comum que os candidatos subestimem o pessoal administrativo e passem a agir como “profissionais” somente ao encontrar o executivo responsável; Este é um erro básico que pode comprometer seriamente seu processo.

23


NETWORKING Networking é a união dos termos em inglês "Net", que significa "Rede" e "Working", que é "Trabalhando". O termo, em sua forma resumida, significa que quanto maior for a rede de contatos de uma pessoa, maior será a possibilidade de essa pessoa conseguir uma boa colocação profissional, realizar bons negócios, obter informações e várias outras vantagens que se pode obter da rede formada.

A indicação funciona como um selo de garantia de qualidade.

Fazer networking é o segredo número um para obter sucesso no desenvolvimento de uma carreira promissora. Embora suas habilidades técnicas específicas e sua postura geral sejam fatores fundamentais para seu sucesso, a quantidade e qualidade de oportunidades de trabalho que você encontrará ao longo do caminho vão depender muito da dimensão da sua rede de relacionamentos.

24


Como construir e manter uma eficiente rede de relacionamentos: A capacidade de formar a network – e, é claro, mantê-la – é um fator muito importante que permitirá projeção, informação e, até mesmo, bons programas. Para conseguir se manter “no circuito” é preciso construir uma rede de amizades e relacionamentos, por exemplo, frequente ambientes públicos onde pessoas com bom trânsito nas empresas costumam estar, como seminários, feiras e eventos.

25


Dicas para o networker  Reconheça e desenvolva seus pontos fortes, procure enfatizá-los durante as conversas profissionais, mas sem parecer convencido nem arrogante.  Adote o Network como postura de vida e pratique-o todos os dias, mesmo quando achar que não está precisando dele.  Não espere que os outros tomem a iniciativa: adote uma atitude próativa e faça contatos regularmente.  De vez em quando, faça contato apenas para saber como vai o outro. Saiba demonstrar interesse pelas pessoas.  Preste atenção no que os outros dizem e contam. Todo mundo gosta de sentir-se importante.  Invista um pouco de seu tempo em “prosear” sem nenhum interesse específico.  Quando pedir ajuda a alguém, ajude o outro a ajudar você. Faça um pedido com foco e objetividade.  Nunca faça comentários negativos especialmente de ex-empregadores.

a

respeito

de

ninguém,

 Não tenha medo nem vergonha de pedir ajuda. As pessoas gostam de ajudar e sentir-se úteis. Pratique a força da frase: “Estou com um problema e acho que você pode me ajudar a solucioná-lo”.  Não se aborreça quando sentir certa rejeição. Tenha paciência e procure compreender.

26


 Seja sempre mais persistente do que acha que deveria ser, ou seja, continue sempre a buscar seu caminho mesmo quando for preciso mudar de rota.  Seja amistoso e realista, isto é, saiba pedir ajuda com educação e gentileza e faça pedidos possíveis.  Esteja sempre pronto a ajudar os outros, mesmo que o gesto não lhe traga nenhum benefício direto ou imediato.  Mantenha uma atitude positiva diante dos desafios.  Torne-se conhecido em seu círculo por ser uma boa fonte de informações. Navegue na internet, nos sites de seu interesse, leia muito e ouça bastante a experiência dos outros. Quando solicitado, passe todas as informações possíveis.  Em eventos profissionais, sente-se perto de pessoas que ainda não conhece. Não fique sozinho e nem passe todo o tempo com aqueles que já conhece.  Quando for apresentado a alguém preste muita atenção nos nomes.  Aprenda e pratique as regras da etiqueta social e de negócios.  Só mande e-mails personalizados e fique atento para não cometer erros de português.  Ocasionalmente, dê um intervalo no networking, evitando ficar muito exposto.  Nunca saia de casa sem levar cartões de visitas e, se estiver em busca de recolocação profissional, tenha sempre currículos na pasta.

27


Sites para networking Existem sites especializados em networking que oferecem, além da comunicação com colegas, a possibilidade de criação de negócios, identificação de profissionais e até venda de serviços de consultoria. Na maioria dos casos, é possível estabelecer contato com pessoas até três graus de distância (amigo do amigo do amigo).

Linkedin – www.linkedin.com Ryse – www.ryse.com Ecademy – www.ecademy.com Meetup – www.meetup.com

Sites de networking são ferramentas eficientes para a ampliação da rede de contatos de quaisquer profissionais. É importante lembrar, contudo, que eles representam um acréscimo aos esforços de relacionamento e não uma substituição desses. Em outras palavras, as habilidades interpessoais continuam sendo críticas no que se refere à manutenção de seu networking.

28


RECURSOS Para facilitar seu processo de recolocação profissional, faça uso de todos os meios de contato que se colocam à sua disposição, assim o sucesso no atingimento do seu objetivo poderá acontecer de maneira tranquila e assertiva.

Alguns meios disponíveis:      

Amigos Agências de Emprego UNAS (União de Núcleos, Associações e Sociedades) CST (Centro de Solidariedade ao Trabalhador) CAT (Centro de Apoio ao Trabalhador) Sites Especializados www.balcaodeempregos.com.br www.catho.com.br www.cst.org.br www.curriculo.com.br www.empregocerto.com.br www.empregos.com www.infojobs.com.br www.manager.com.br www.vagas.com.br  Redes Sociais Orkut Facebook Badoo  Cursos Profissionalizantes e/ou aperfeiçoamento.

29


A equipe Wapiya deseja que esse momento de mudança seja repleto de boas experiências. Bem-vindos ao novo! Bem-vindos à mudança!

CONTATOS Angela Maria Riato – angela.riato@wapiya.com.br Carlos Gonzales – carlos.gonzales@wapiya.com.br 30


RH Rua Baronesa de Bela Vista, 675 – 1º andar – Vila Congonhas CEP: 04612-002 – São Paulo – SP Fone: (11) 5041-2323 / 3459-3774

Clínica Rua Visconde de Aguiar Toledo, 154 – Vila Congonhas CEP: 04612-100 – SP Fone: (11) 5575-4811

31


Cartilha