Issuu on Google+

Arquitetura

Construção

Decoração

Tecnologia

Estilo

Ano 03 - Nº 29 - Abril/2012 - Distribuição gratuita

Charme e beleza Peças delicadas e cores suaves marcam decoração de apartamento de 134m²

Reforma Mudança radical deixa fachada e área de lazer de cara nova Faça você mesmo Veja como aproveitar a casca do ovo para decorar objetos Sustentabilidade Tema discute fim das sacolas plásticas no comércio


índice 06 – Entrevista

08 – Matéria de Capa

14 – Mercado Imobiliário 16 - Dicas de Compra 18 – Social

22 - Faça Você Mesmo

24 – Design e Decoração

28 – Reforma e Construção 30 – Especial

32 – Sustentabilidade 34 - Tecnologia

06

08

22

24

Editorial

A palavra da vez é decoração. Este mês, a Casa Vale está recheada de matérias e dicas que vão ajudar vocês, leitores, a renovar a casa inteira! Ideias não faltam, a começar pela matéria de capa, que mostra como integrar os ambientes de grande circulação com modernidade e estilo. Acompanhe detalhes a partir da página 08. A seção “Faça você mesmo” está imperdível! A mosaicista Andréia Gomes mostra o passo a passo para decorar um abajur com cascas de ovos. O material, bem diferente do que estamos acostumados a ver por aí, também pode ser usado para enfeitar outras peças decorativas, como porta-retratos, bandejas, vasos, baús, etc. Aprenda a fazer e use a imaginação!

Direção Geral Grabalos Associados Projeto Gráfico Coletivo de ideias Direção de Arte Marushio maru@coletivodeideias.com.br Direção Editorial e Administrativa: Nathalia Villalta S. Grabalos MTB 64597 adm@revistacasavale.com.br Jornalismo Responsável Nathalia Cardoso - MTB:53285 Fotógrafo Robson Salgado Contatos da revista: redacao@revistacasavale.com.br anuncio@revistacasavale.com.br (12) 3426-6800

Não deixe de conferir ainda o antes e depois de uma reforma feita pela arquiteta e designer de interiores Milena Aguiar. Com muito bom gosto e criatividade, ela deu vida à área de lazer da casa, que estava sendo mal aproveitada, e renovou o visual de toda a fachada. O resultado ficou encantador. Inspire-se com as ideias na página 28. Veja ainda o artigo especial escrito por Mirian Badaró para a seção “Design e decoração” do mês e também o tema escolhido pela colunista Vanessa Villalta para o caderno de Sustentabilidade, que fala sobre o fim da distribuição de sacolas plásticas nos comércios. Boa leitura! Nathália Cardoso

Vendas São José dos Campos Coletivo de ideias Marushio Tel.: 12 9134-0470 comercial@coletivodeideias.com.br Taubaté e demais cidades Nathalia Villalta S. Grabalos Tel: 12 8814-5684

A Revista Casa Vale é uma publicação da Grabalos Associados. Não nos responsabilizamos por opiniões expressas nos artigos assinados, assim como pelo conteúdo de anúncios. Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização.

Distribuição Guaratinguetá, Lorena, Pindamonhangaba, Tremembé, Taubaté e São José dos Campos Impressão Resolução Gráfica Tiragem desta edição 10 mil exemplares Arquitetura

Construção

Decoração

Tecnologia

Estilo


Entrevista

Por Nathalia Cardoso

Carine Canavesi

Proprietária da Pavão Revestimentos Paulistana formada em Arquitetura e Urbanismo pela M ackenzie , com mestrado em design gráfico na P olitécnica de M ilão , na I tália

Foto: Silvia Constanti

Os azulejos coloridos e ricos em detalhes estão cada vez mais na moda. Mas, até pouco tempo, eles ainda eram vistos como algo antigo, que nos fazia lembrar da época de nossas avós e tinham uma utilização muito limitada. Apaixonada pelo modelito retrô dos azulejos, a arquiteta e designer Carine Canavesi enxergou na peça uma oportunidade de inovar o mercado e resgatar o uso dos azulejos como revestimentos. A ideia deu origem à Pavão Revestimentos e o resultado não poderia ser diferente: as pecinhas coloridas e modernas caíram no gosto dos consumidores.

Casa Vale – Como surgiu a ideia de criar a Pavão? Carine – O meu trabalho como designer sempre foi muito apoiado em criar texturas, criar elementos que proporcionavam o desenvolvimento das peças de comunicação para os meus clientes. Pela minha experiência na área de arquitetura, notei que os azulejos decorados – sempre gostei de azulejos como revestimentos – tinham um universo muito limitado. Era uma peça mal utilizada, carregada de elementos muito pictóricos como conchinhas ou frutas, por exemplo. Foi então que percebi que poderia ser uma mídia muito legal para receber texturas e desenhos mais contemporâneos. Casa Vale – Qual é a proposta da marca?

06 Revista Casa Vale Abril | 2012

Carine – A proposta da Pavão é criar revestimentos que surpreendam clientes e arquitetos, sempre trazendo soluções inovadoras e criativas.

Casa Vale – Teve algum motivo especial que te levou a apostar na linha de revestimentos no estilo “retrômoderno”? Carine – Achava que era um revestimento subutilizado e talvez, por isso, resolvi inovar. O azulejo tem essa cara retrô, faz parte da nossa memória cultural e histórica. Acho que as estampas e a diversidade de uso que a peça permite dão o tom moderno ao produto. Casa Vale – Em algum momento você teve receio de resgatar esse lado retrô dos revestimentos, que estava um pouco esquecido? Carine – Não. Mergulhei de cabeça nessa ideia.


As novidades da Pavão você só encontra aqui

Nova linha Scope da Pavão Revestimentos

“A ideia é criar estampas modernas e versáteis que complementam e recriam qualquer ambiente”. Casa Vale – Como se dá a criação dos designers das peças? Elas são exclusivas? Carine – Sim, elas são criadas por mim e sempre procuro inovar no design. Como em qualquer criação, me utilizo de diversas fontes de inspiração, desde a arquitetura, a arte, a propaganda, até cenas e peças do próprio cotidiano. Casa Vale – Como funcionam os kits da Pavão? Carine – Os kits são composições sugeridas. Hoje, temos 11 opções de kits e também damos a opção do cliente montar o seu próprio kit. Ele pode se inspirar em um conjunto já pronto e acrescentar novas peças ou tirar alguma que não gostou muito, enfim, dá para brincar com as cores e os modelos. Casa Vale – A aposta no colorido das peças serve para decorar qualquer ambiente? Carine – Sim. Acho que essa é a ideia principal, criar estampas modernas e versáteis

que complementam e recriam qualquer ambiente. As peças da Pavão combinam com áreas internas e externas, como cozinha, sala, banheiro, varanda, etc. Casa Vale – Qual é a dica para misturar diferentes cores sem prejudicar a decoração? Carine – Isso vai muito do bom senso do arquiteto e do cliente. Há ambientes muito coloridos que estão em perfeita harmonia com o partido arquitetônico adotado. É possível misturar bastantes cores sem cometer exageros. Casa Vale – A nova linha da Pavão acabou de ser lançada. O que ela traz de diferente para os consumidores? Carine – A linha Scope traz uma estampa mais contemporânea. É formada pelo mesmo desenho, mas com diferentes cores, dando uma uniformidade na composição, e, ao mesmo tempo, uma dinâmica em outra layer (camada).

Rua Déa Freire, 32 (próximo da Bandeirantes Energia) Fone: (12) 3631-3583 - Taubaté - SP 07 Revista Casa Vale Abril | 2012

www.apoiorevestimentos.com.br


CAPA

Da Redação Fotos: Robson Salgado

Integração e modernidade marcaram a decoração deste belo apartamento de 134m², em Taubaté.

Na área preparada para recepção dos amigos, logo se vê a suavidade e leveza que as salas de estar e jantar ganharam com as delicadas peças que compõem o ambiente.

08 Revista Casa Vale Abril | 2012


Na sala de jantar, destaque para o papel de parede com estampas florais e textura. A peça realçou o ambiente e deu mais charme à decoração. O balcão de canto serve para acomodar bebidas e guardar as louças e acessórios de jantar, oferecendo total praticidade para servir os convidados à mesa.

09 Revista Casa Vale Abril | 2012


A área de estar recebeu ótima luminosidade com a porta de vidro que separa a sala da sacada do apartamento e foi delimitada pelo tapete marrom, que acompanhou os tons mais escuros dos móveis e amarrou toda composição. As poltronas conferiram um toque moderno ao espaço.

10 Revista Casa Vale Abril | 2012


11 Revista Casa Vale Abril | 2012


O quarto do menino ganhou um pouco mais de seriedade e comodidade na decoração. Os móveis em tons escuros se sobressaíram e deram um toque moderno ao ambiente. Na parede, o quadro de medalhas expõe as conquistas do campeão de xadrez, dono do quarto.

A composição entre o branco e o rosa do quarto trouxe um ar mais jovial ao ambiente, sem exageros, exatamente como queria a dona deste dormitório. Os móveis planejados foram essenciais para garantir a otimização do espaço.

12 Revista Casa Vale Abril | 2012

Neste outro cômodo, a decoração na cor lilás permitiu uma temática mais infantil e deu leveza ao local. Destaque para o espelho recortado em formato de vestido, toque bem feminino à composição.


A suíte do casal esbanjou romantismo com suas cores suaves. O branco e o bege predominaram em toda composição e contrastaram perfeitamente com o azul do enxoval e do tapete. A extensa prateleira em frente à cama dá mais amplitude ao espaço. Uma das extremidades da bancada assumiu função de penteadeira, composta por espelho e iluminação à parte.

A cozinha foi planejada de forma prática e funcional. Os armários sob medida permitiram um melhor aproveitamento do espaço, sendo que a área de circulação ficou mais ampla até a lavanderia. A combinação entre o branco e o preto dos móveis trouxe elegância e modernidade ao ambiente.

Parceiros Móveis planejados da cozinha e do quarto rosa, papel de parede, tapetes, cortinas e persianas Cozinha & Cia Taubaté Rua Jacques Felix, 350 – Centro - Tel.: (12) 3633-3715 Rua Dona Chiquinha de Mattos, 120 – Centro - Tel.: (12)3633-7161 Av. Dom Pedro I, 7455 – Fábrica e Local do Decorado Pindamonhangaba Rua Dr. Campos Salles, 517 – Centro - Tel.: (12) 3642-7282 São José dos Campos Rua João Guilherme, 426 – Centro - Tel.: (12) 3911-4574

Objetos de Decoração Arte da Casa Rua Duque de Caxias, nº86 – Centro – Taubaté/SP Tel.: (12) 3633-3275 E-mail: arte_da_casa@hotmail.com Facebook: Arte da Casa

Móveis planejados do quarto do casal e do menino Bentec by Per Toccare Av. Prof. Walter Thaumaturgo, nº 490 – Taubaté/SP Tel.: (12) 3622-5325 E-mail.: bentec@pertoccare.com.br Site: www.bentec.com.br

Decoradora Claudete S. Miranda Tel.: (12) 3672-1553


Mercado Imobiliário

Por

De Luana Carolina Coto Silva Rodrigues

quanto tempo devemos guardar os

documentos referentes ao imóvel?

Geralmente quando se inicia o ano, principalmente na fase atual – de entrega da Declaração do Imposto de Renda – muitas pessoas aproveitam para organizar antigos documentos e esvaziar gavetas e pastas, descartando contas pagas que não têm mais importância, que não são mais passíveis de cobrança. Mas, como saber a hora certa de jogar toda esta documentação no lixo? É necessário guardar durante um tempo alguns documentos e comprovantes de pagamento, por exemplo, para evitar futuros transtornos, uma vez que, se existe uma cobrança em duplicidade, pode-se comprovar através desta documentação que não se deve ao cobrador.

Observa-se que há vários prazos de prescrição de dívidas quando falamos em Direito Imobiliário, havendo prazos prescricionais de três, cinco ou dez anos, dentre outros prazos. Então, é importante saber que é preciso guardar os comprovantes de pagamento dentro dos prazos que a lei garante ao cobrador este direito à cobrança. Os recibos de pagamentos de aluguel, neste caso, devem ser arquivados por três anos. Quanto aos tributos, e aqui nos interessa o IPTU, como dito acima, estes têm prazo prescricional de cinco anos, assim como contas de água, luz, telefone e gás.

A este período de tempo em que devemos guardar os comprovantes de pagamento para nos resguardar de eventual cobrança indevida, denominamos período prescricional. Prescrição, em termos legais, significa a extinção da possibilidade de reclamar a violação de algum direito.

Já os comprovantes de pagamento de taxas condominiais, atualmente devem ser arquivados pelo período de dez anos, nos moldes do art 205 do Código Civil. Assim, deve o síndico do condomínio estar atento às dívidas de taxas condominiais, para evitar que se cobre do proprietário da unidade condominial dívida que já não se pode mais cobrar, ou seja, prescrita.

Assim, se você não pagou o IPTU, por exemplo, o município terá o prazo de cinco anos para inscrever este débito na dívida ativa e cobrá-lo, certo que depois, não tendo havido esta inscrição e cobrança, se extinguirá o direito do ente público em cobrar a dívida.

Por fim, com relação aos comprovantes de pagamento de financiamentos dos bens imóveis, é de importância guardá-los até o término do pagamento de todas as parcelas ou após a entrega da escritura definitiva, lembrando que atualmente as instituições financeiras encaminham a cada ano o

I M Ó V E I S CRECI 21.045J

extrato de quitação, documento que declara ter o contratante do financiamento quitado as parcelas devidas no ano que se passou. Diante de todo o aqui exposto, pode-se concluir que, com todos os comprovantes de pagamento devidamente guardados pelos prazos legais de prescrição, o consumidor pode, havendo uma eventual cobrança indevida, ter a certeza de que não vai pagar duas vezes pela mesma despesa, e mais, pode se assegurar de que terá direito contra quem lhe cobrou indevidamente, inclusive, ao recebimento de indenização pertinente.

Dra Luana Carolina Coto Silva Rodrigues Advogada OAB/SP 239448 Esc. Profissional: Rua São José, 43 Centro – Taubaté/SP Fones: (12) 3026-1706/8126-9684


Corporat vos

by


Dicas de Compra

Presentes

Da Redação

para encantar as mães e decorar a casa!

Este mês, a Casa Vale separou algumas dicas de compra pra lá de especiais para presentear a quem mais nos agrada o tempo todo: nossas mães. O dia delas está chegando e se você ainda não sabe o que comprar para a data, vale a pena apostar nas sugestões oferecidas pela Galeria Mix. Já que elas dão conta dos filhos e da casa como ninguém, as dicas que preparamos vão agradar as mamães e, de quebra, renovar a decoração do lar doce lar. Tem presente para as mães modernas, descoladas, clássicas, enfim, tem opções para todos os estilos. Confira: Criado-mudo: A peça colorida foi restaurada pela equipe da galeria. As cores vivas alegram qualquer ambiente e permitem diversas composições na decoração. Valor: R$ 390,00.

Almofadas: O conjunto de almofadas com diferentes estampas é criação exclusiva da Galeria Mix. Cada trio das peças foi composto com tonalidades diversificadas. As almofadas podem ser vendidas em conjunto ou separadamente. Valor: R$ 55,00 cada/ R$ 150,00 o conjunto.

Orquídeas artificiais: Esta é para agradar a qualquer mãe. As orquídeas, além de embelezar a casa, chamam a atenção de quem passa pelo ambiente. O arranjo é artificial, mas a riqueza de detalhes com que é feito o torna bem próximo do real. O preço varia de acordo com o tamanho do arranjo.

Almofadas – Tapetes – Cortinas – Persianas – Papeis de parede Endereço: Av. Assis Chateubriand, 398 Independência – Taubaté – SP (12) 3681 3103

gal.mix@ig.com.br www.galeriamix.com.br


Conheça a nova linha Scope da Pavão Revestimentos Visite nosso show room!

Atendimento personalizado e as melhores marcas do mercado, venha nos visitar e conheça nossas sugestões para seu projeto. Portinari, Via Rosa, Revix, Emme Due, Pavão Revestimentos, Glass Mosaic, Vetromani, Nina Martinelli, Ekobe, Santorino,Atlas Cerâmicas, Mazza Ceramic, AquaDreno, Azulejaria Brasil, Inti e Quilla.

Rua Déa Freire, 32 (próximo da Bandeirantes Energia) Fone: (12) 3631-3583 - Taubaté - SP

www.apoiorevestimentos.com.br


Social I

Da Redação

Fotos: Beto Kavalcante

ACIST promove palestra sobre recursos para acessibilidade A ACIST (Associação das Construtoras, Imobiliárias e Serviços Correlatos de Taubaté) realizou, no dia 27 de março, uma palestra sobre “Recursos para implantação de acessibilidade conforme a NBR 9050/2004”, ministrada por Doroti Costa. O evento contou com a presença do Capitão do Corpo de Bombeiros da cidade, Ulisses Pereira, que abriu a palestra falando sobre o tema “Documentação para Empreendimentos Imobiliários”.

Social II

Da Redação

Fotos: Luís Roberto Lumbert

SOCIAL PERSIANA E CIA Persiana e Cia realiza happy hour especial

No dia 04 de abril, a Persiana e Cia organizou um delicioso encontro direcionado para arquitetos e designers de interiores. Diversos profissionais da área se reuniram para assistir um vídeo com o renomado arquiteto Ruy Ohtake, que falou sobre seus projetos inspiradores, entre eles, o Unique Hotel, em São Paulo, e o Aquário Pantanal. O encontro foi finalizado com um bate-papo descontraído entre os arquitetos, que puderam comentar o vídeo e conhecer as novidades de loja.

18 Revista Casa Vale Abril | 2012


A

PRONTO PARA MORAR

ES

E S PA Ç O

&

V I DA

Projeto arquitetônico:

Foto da fachada

Apenas 12% de entrada. Saldo em até 300 meses*.


E S PA Ç O E V I DA

E S PA Ç O

&

V I DA

3 suítes

• 176m2 e 145m2 privativos • Terraço gourmet

Foto do living do apartam


mento decorado 176m2 - torre 2

Toda comodidade de uma planta inteligente.

2

1

3

4

TORRE 2

2

1

3

4

TORRE 1

Av. Dr. Emílio Winther

Planta do apartamento tipo - opção - torre 2, (176m2 privativos), com sugestão de decoração. Os móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e elementos de decoração não fazem parte do contrato de compra e venda da unidade. Medidas de face a face.

VISITE NTO E M A T A PA R O R A D O . DEC


Toda alegria de um lazer bem planejado em um terreno de 7.500m2.

Foto da piscina adulto

• • • • • • •

Salão de festas adulto Salão gourmet Salão de jogos adulto Brinquedoteca Salão de festas infantil Home office Piscina coberta climatizada com raia de 25m • Spa com sala de descanso • Salão de jogos teen/Lan house

• • • • • • • • •

Lounge teen Home cinema Beauty care Fitness Churrasqueira Playground Cooper Quadra poliesportiva Piscina adulto e infantil

R. CO LÉGIO

E S PA Ç O

E S PA Ç O

E S PA Ç O

&

&

V I DA

E S PA Ç O E V I DA

V I DA

E S PA Ç O

&

V I DA

V I DA

E S PA Ç O E V I DA

E S PA Ç O

&

V I DA

E S PA Ç O

&

V I DA

TU MA

AU TH

O NSELH M CO

PRAÇA STA. TEREZINHA

&

TER AL .W AV

O BO

NS. D

R. MAL. ARTHUR DA COSTA E SILVA ekobé R. UBATUBA

R. FLORIANO PEIXOTO

AV. JUSCELINO K

K

HE

SC

IT UB

Conforme memorial descritivo

AV. DR. EMÍLIO WINTHER

O

RG

TIR AV. S

NTE

ADE

Mapa ilustrativo de localização sem escala

Av. Dr. Emílio Winther, 597 (próximo à Praça Sta. Terezinha) - Centro - Taubaté - Informações: 3622-8825 Comercialização:

CRECI/SP nº J-20161

Financiamento:

Realização e construção:

Realização:

CRECI nº 21.488

LIV Intermediação Imobiliária Ltda. - Av. São João, 518 - Jardim Esplanada - São José dos Campos - SP - Tel.: (12) 3904-9666 - CRECI/SP J-20161 - www.lopes.com.br - Secovi: 955. Foco Imóveis Ltda. - Av. Anchieta, 725 Jd. Nova Europa - São José dos Campos - SP - Tel.: (12) 3203-7000 - CRECI 21.488. R-1, matrícula 101.901, do 1º Cartório de Registro de Imóveis de Taubaté - SP, em 11/08/2008. * Prazo sujeito a análise e aprovação pela instituição financeira.


A Criare Taubaté em sua nova gestão se reinventa em design, formas e cores que aumentam ainda mais a liberdade para seu estilo. Ambientes planejados com novos padrões que irão alegrar, harmonizar e energizar o seu mundo. E é você quem dá as tintas. Tudo em até 36 vezes* com garantia de fábrica de 5 anos. Passe na Criare e dê novas cores a sua vida.

Alegre-se

x 36 5 até

*Crédito sujeito a aprovação da instituição financeira.

www.criare.com

otisa de fábrica an ran

de g

a

moveiscriare.wordpress.com

Criare Taubaté

twitter.com/criaremoveis

Av. Itália 200

facebook.com/criaremoveis

Tel: 3413.0050 / 3413.0090


Tel 012 3621 1773


academia | studio de danรงa


GESSO ALVES Valorize ainda mais o seu projeto, com um acabamento de primeira.

Faça você mesmo

Casquinhas

Da Redação

de ovos para decorar

Veja como é possível criar lindas peças com este material inusitado

Já imaginou fazer peças decorativas usando casca de ovo? Parece estranho, não é mesmo? Mas, a artista Andréia Gomes, depois de derrubar um ovo no chão, teve a brilhante ideia de reaproveitar a casca que iria para o lixo de uma maneira bem inusitada e deu origem a um trabalho inovador.

Hoje, seus trabalhos feitos com cascas de ovo são conhecidos pelo Brasil afora. Os mosaicos criados com este simples material são ótimos para decorar paredes, mesas, peças de vidro, cerâmica e madeira. Com a técnica, é possível desenvolver tanto objetos simples, como porta-retratos, quanto peças sofisticadas, que deixam o ambiente ainda mais requintado. Este mês, a Andréia vai nos mostrar como decorar um abajur ou uma luminária usando a casca do ovo. Confira o passo a passo: Material necessário: - Casca de ovos tipo vermelho -Cola branca - Hidro Laca Brilhante

Contato 12 3934-1657 gessoalves@uol.com.br Rua Saudades das Querências, 236 Palmeiras de São José São José dos Campos/SP


35 anos de casamento é muito tempo! 1º Passo

3º Passo

Limpe a casca de ovo em água, retirando os resíduos e a película interna para que ela possa colar perfeitamente e não ficar com mau cheiro. Deixe secar por 12 horas.

Separe a cascas em tamanhos grandes de aproximadamente 2cm e de pouco em pouco usando o dedo indicador. Limpe os dedos em um recipiente com água para retirar a cola a cada aplicação. Faça isso sobre toda superfície.

Comemorar pela 35ª vez seu aniversário é pouco

2º Passo

4º Passo

Aplique com o dedo uma pequena camada de cola sobre a superfície do abajur. Faça isso em etapas, usando a cola em poucos pedaços por vez para que a ela não seque.

Aguarde secagem até que a cola fique transparente. Para finalizar, impermeabilize o material com hidro laca brilhante. Pronto! Seu abajur está de cara nova para decorar o ambiente!

Construindo e reformando com a Comercial Tuan é a melhor opção

*No site da mosaicista Andréia Gomes (www.cascadeovo.com.br) você confere outras peças que podem ser decoradas usando casca de ovo e acompanha todo o trabalho e a agenda de cursos da artista.

Tudo para sua construção 3 lojas em Taubaté

Televendas 3633-1311 www.comercialtuan.com.br


Design & Decoração

Por Mírian Badaró

Arte: Brasil

em alta

A arte é um eco do seu tempo e como tal, não está alheia ao que ocorre ao seu redor. Entretanto, se é certo que a crise financeira de 2008/2009 ocasionou uma baixa nas vendas e nos valores praticados, de outro lado, se estima que o valor da arte contemporânea teve um aumento de até 800% (!!!) de 2000 a 2010.

Aliás, fato bastante representativo é que no mesmo dia em que

E mais uma vez mostrando ser um eco de seu tempo, também na

foi anunciada a quebra do banco americano Lehman Brothers,

arte, o Brasil tem despontado como a bola da vez. Prova disso é o

verdadeiro epicentro da crise financeira que arrasou os Estados Unidos

reconhecimento mundial que vem recebendo o Centro de Arte

gerando uma “marolinha” - para usar o termo que nos é familiar -

Contemporânea - Inhotim, nos arredores de Belo Horizonte - visita

que vem banhando o continente europeu, a casa de leilões Sotheby´s

imperdível para quem gosta do tema - e exposições mundo afora de

arrecadou mais de 200 milhões de dólares, somente em obras do

artistas nacionais, como Lygia Pape, no Tate Modern, em Londres, e

midiático artista Damien Hirst.

futuramente Lygia Clark, no MoMA, em NY.

Fenômenos de marketing à parte, o fato é que a arte, mesmo após o

Daí extraímos, ainda, um forte entusiasmo no exterior com relação ao

auge da crise, seguiu se consolidando como um investimento seguro.

movimento concretista brasileiro (e sua dissidência posterior que gerou

Isto porque a arte que nos afeta, surpreende e comove, acaba por

o movimento neo-concreto), obviamente com reflexos muito positivos

nos apresentar a outra realidade, e nos faz desejar sua contemplação

no mercado interno, para seus inúmeros expoentes.

permanente. E o que tem valor duradouro é o que se destaca em

co ex mp po ra siç | c ão on | sig co con na ns só çã ul rc o ve tori io nd a a

momentos de crise.  

Cabe-nos sentir orgulho, dar valor ao que temos de bom e apreciar!


O ponto

de encontro dos

lançamentos imobiliários

7° Salão do Imóvel da ACIST

De 24 à 27 de Maio no Taubaté Shopping

Reserve já o seu stand.

Praça Dr. Monteiro, 107 - Centro - Taubaté Tel. (12) 3633-7977 | Cel. (12) 8163-4542 E-mail: acist.taubate@gmail.com www.acist.com.br


Reforma & Construção

Conforto

Da Redação

Fotos: Arquivo Pessoal e Ricardo Nishimura

e estilo para o lazer da família

Veja o antes e depois que transformou a sacada da casa

Antes:

Antes:

A fachada era antiga e a sacada, pouco utilizada. Na verdade, havia muito espaço na parte externa da casa, porém, a área não estava sendo aproveitada. A sacada estava vazia, sem decoração. Servia apenas para contemplar a vista do alto, mas não oferecia nenhum conforto. Partindo deste ponto, a arquiteta Milena Aguiar decidiu, primeiramente, dar vida ao espaço e planejar uma agradável decoração. Só assim o local poderia ser transformado em uma bela área de lazer para a família.

Para começar, as cores foram renovadas. O verde das portas de acesso à sacada deu lugar ao branco, que garantiu mais leveza ao ambiente. As paredes acompanharam o tom claro utilizado em toda a sacada. A extensa mesa com 10 lugares colocada sob a cobertura ajuda a acomodar com muito conforto os amigos em dia de festa. O balcão decorado com pastilhas mais largas deu modernidade à área. O cantinho gourmet ganhou churrasqueira e forno de pizza para atender os prazeres da família.

Casa Ambiente “A beleza das coisas existe no espírito de quem as contempla” David Hume

Rua sacramento, 156 - Lj. 3 - Centro - Taubaté 34 Revista Casa Vale Fevereiro 24 Abril | 2012 | 2012 16 Revista Casa Vale Fevereiro | 2012


Depois: A sacada foi cercada por uma estrutura moderna, com toque de transparência, e recebeu um paisagismo ornamental com murtas, que decorou toda a parte frontal da casa. Além disso, as plantas ajudam a dar mais privacidade a quem está na sacada. No lugar da antiga grade de ferro vazada, a arquiteta optou por um portão basculante todo fechado também para garantir mais privacidade e segurança aos moradores. A fachada com cores claras conferiu suavidade e beleza à construção, tornando a estrutura muito mais moderna.

Depois:

Depois:

SOLUÇÕES PARA AMBIENTES DE BOM GOSTO

Produtos para obras residenciais e comerciais: - Pisos - Bancadas - Escadas - Revestimentos de banheiras

RUA DOS PASSOS, 185 | TAUBATÉ, SP | (12) 3622 4554 | Site: www.astralmarmores.com.br


Da Redação

Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina, em Pinda, tem as luzes apagadas para participar do movimento “A Hora do Planeta”

H ora do planeta 2012 Cidades brasileiras aderem ao movimento em prol do meio ambiente A Hora do Planeta é um ato simbólico, promovido no mundo todo pela Rede WWF, no qual governos, empresas e a população, mostrando a sua preocupação com o aquecimento global, se unem para apagar as suas luzes durante sessenta minutos. Este ano, a ação aconteceu no dia 31 de março, entre às 20h30 e 21h30, e foi a quarta vez que o Brasil participou, oficialmente, da Hora do Planeta. Ao todo, 133 cidades brasileiras aderiram ao movimento, incluindo todas as capitais do país, o que resultou num total de 580 monumentos com as luzes apagadas. Na capital paulista, por exemplo, os locais selecionados para participar da Hora do Planeta foram a Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira, Obelisco do Ibirapuera, Monumento às Bandeiras, Theatro Municipal, Biblioteca Mário de Andrade, Arcos do Anhangabaú (baixos do Viaduto do Chá), Mercado Municipal e Estádio do Pacaembu, que são cartões postais de São Paulo. O Vale do Paraíba não ficou de fora dessa. São José dos Campos, Taubaté, Pindamonhangaba, entre outros municípios da região, também firmaram seu compromisso em prol do planeta e deixaram

diversos prédios das cidades no escuro. Em Pindamonhangaba, por exemplo, o Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina foi um dos monumentos escolhidos pela Prefeitura para participar do movimento e chamou a atenção com suas luzes apagadas. Em Taubaté, a construtora Ladeira Miranda, conhecida por suas ações e projetos sustentáveis, criou uma campanha pela internet para atrair mais participantes para a Hora do Planeta e, durante todo o sábado, manteve seu site como se estivesse com sua iluminação apagada, fortalecendo seu compromisso com a causa da sustentabilidade. Junto com o governo e as empresas, milhares de pessoas aderiram à ação e também ficaram durante uma hora no escuro em suas residências. Segundo a WWF, estima-se que cerca de 1,8 bilhão de cidadãos, de mais de 5250 cidades de 135 países de todos os cantos do planeta tenham se mobilizado a favor desta iniciativa em 2012. Fonte: http://www.wwf.org.br

Foto: Assessoria Prefeitura de Pindamonhangaba

especial


Sustentabilidade

Proibição

Por Vanessa Villalta L. Roman

das sacolas plásticas faz consumidor pensar em

alternativas sustentáveis

Ilustração: VolksWagen Alemanha

Aproximadamente 12 bilhões de sacolas plásticas são distribuídas todo ano no Brasil segundo estimativa da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS). No mundo, a cifra pode se aproximar de 1 trilhão. Apesar das feições inocentes, são saquinhos que até podem ser reutilizados para fins como a acomodação de lixo doméstico, mas que, depois, se transformam em um dos materiais mais poluentes de rios e mananciais.

Tidas por muitas organizações como grandes vilãs do meio ambiente e estandartes da cultura de consumo irresponsável, elas já foram alvo de uma campanha do governo federal, lançada em 2009, que evitou o consumo de 5 bilhões de unidades. Para desestimular o uso, em países como a China e a Irlanda é preciso pagar pela sacola. E, na esteira de lugares como a Itália, diversas cidades brasileiras já criaram leis proibindo o uso de sacolas. É o caso de Belo Horizonte, primeira capital a adotar a medida, em abril do ano passado, e da capital paulista, onde elas estão sendo banidas. Estados como Rio de Janeiro, Paraná e Espírito Santo também adotaram leis restritivas. Consideradas polêmicas, as medidas dividem não só a opinião de consumidores como também de ambientalistas e setores da indústria. Para o vereador Gilberto Natalini, que assinou o texto da lei em São Paulo, a legislação, apesar de poder ser considerada impositiva, torna-se válida porque a fabricação e distribuição são feitas de maneira “incontrolável”. “É muito difícil fazer a educação de reuso de um objeto que é produzido de uma forma banalizada, absurda”. Já Miguel Bahiense, presidente da Plastivida (Instituto Socioambiental

38 Revista Casa Vale Dezembro | 2011

do Plástico), é contra as proibições, argumentando que a questão é complexa e envolve fatores como a má qualidade dos produtos, o consumo irresponsável e as deficiências na coleta seletiva. “A solução é a redução do desperdício associada à forma de coleta de resíduos”, afirma. As sacolas plásticas são apenas um elo na cadeia de produção, consumo e descarte. Certamente, as pessoas podem dar um jeito para levar suas compras para casa sem sacolas plásticas. O problema não reside nesse elo. A questão é em relação ao descarte de resíduos. A eliminação das sacolas plásticas no comércio terá como impacto a falta de recipientes para descarte de lixo, principalmente orgânicos, nas casas de famílias de baixa renda. Elas terão de comprar sacos de lixo e, possivelmente, muitas delas não terão recursos para isso. O problema é que poderemos ter lixo descartado de forma indevida em terrenos baldios, córregos e áreas públicas das cidades por pessoas irresponsáveis ou sem alternativas. Para que uma medida de proibição total do uso de sacolas plásticas pelo comércio possa efetivamente funcionar e ser benéfica ao meio ambiente de forma abrangente, é preciso

repensar todo o sistema de coleta de lixo nas cidades e mudar a relação cultural que o cidadão tem com seus resíduos, fazendo com que cada um se responsabilize de forma ativa com o descarte adequado dos resíduos. Na maior parte das cidades européias, cada um carrega seu lixo até contêineres colocados em pontos estratégicos e lá depositam de acordo com o tipo de lixo (plásticos, papel, vidros, metais e orgânicos), onde cumpre seu papel na cadeia da coleta seletiva. Talvez essa, sim, fosse a alternativa mais certa, já que traria ganhos para o meio ambiente e para a cultura do cidadão.

* Vanessa Villalta L. Roman é engenheira ambiental, sanitarista e de segurança do trabalho. Seu e-mail é: eng_villalta@yahoo.com.br


Tecnologia

Da Redação

Conheça a ArtMetal e surpreenda-se!

O

mistério do

Gorilla Glass

O vidro inquebrável para celulares e tablets conquistou milhares de consumidores Para aqueles que não têm muito cuidado com seus tablets, celulares ou até laptops, o uso do Gorilla Glass nas telas dos dispositivos portáteis deveria ser praticamente obrigatório. O recurso torna esses dispositivos quase que indestrutíveis. Pode deixar cair, chutar ou até pisar na peça acidentalmente que há grandes chances do seu aparelho não quebrar ou mesmo arranhar.

(12) 3308.0576 Av. Barão do Rio Branco, 1061 Jardim Esplanada – SJC @ArtMetal_SJC 111*118017 Facebook: ArtMetal Puxadores Skype: artmetalpuxadores artmetal@artmetalpuxadores.com.br

O Gorilla Glass é um avançado material usado como uma proteção para o seu celular, tocador de música ou tela de laptop e já está presente em mais de 60 produtos, sendo que, hoje, até televisores contam com essa tecnologia. Mas o que o torna tão diferente dos outros vidros usados em gadgets? Durante sua fabricação, o material é temperado através de um processo de troca de íons, comum para qualquer vidro do gênero. O Gorilla Glass é submerso em uma solução de sais de potássio a temperaturas de 400 °C. Isso faz com que os íons de sódio do vidro

sejam substituídos por íons de potássio, que, por serem maiores, deixam menos espaço entre cada átomo, criando uma camada mais densa e resistente quando o material esfria. A troca de íons também é usada na fabricação de outras telas, porém, o material utilizado para fazer o Gorila Glass, chamado álcalialuminosilicato, permite que a troca de íons atinja camadas muito mais profundas, o que o torna extremamente resistente. Outra característica que impressiona é a espessura do produto, que varia de 0,5mm a 2mm, tão fino quanto uma folha de papel. A única “desvantagem”, se é que podemos usar este termo, é o preço. O vidro é um pouco mais caro do que os utilizados normalmente nas telas de gadgets, mas, considerando a sua alta proteção contra impactos, seu custo x benefício acaba valendo a pena. Fonte: www.tecmundo.com.br


sensações s e r lho e m rcadas por a s m A são

da vid a tex tur as

ine squ ec

í ve i s

Texturas e Sensações Você merece chegar em casa e relaxar com um belo e aconchegante visual da sua casa. Afinal, faz toda a diferença escolher o tom e textura que mais lhe agradam em cada ambiente. Venha conhecer de perto tudo o que pode deixar a sua vida mais agradável.

www.revesthome.com.br O acabamento que o seu sonho merece

• Porcelanatos • Mosaicos • Pastilhas • Pisos • Cimentícios • Ladrilhos • Louças • Spas • Ofurôs • Banheiras Av. Itália, 270 • jd das nações • Taubaté • 12 3681 3571


A Tecnologia que a sua família merece

Opções de tecnologia: controle remoto, iPad e internet Sede: Pça. Bélgica, 21 - Jardim das Nações - Taubaté-SP - CEP 12030-390 Contatos (12) 3629.6067 (12) 3411.1700 - automacao@onvale.com w w w. o n v a l e . c o m . b r

Em breve Show Room:

loja

SCA Mobiliário Contemporâneo


Revista Casa Vale 29