Page 1

Índice

1

VIMARANES

2

A não Perder

3

Onde Comer

4 5

Como Deslocar-se

Informações Úteis


1

VIMARANES

Guimarães, cidade de origem medieval, tem as suas raízes no remoto séc. X. Foi nesta altura que a Condessa Mumadona Dias, entretanto viúva, mandou construir um mosteiro e um castelo na sua herdade de Vimaranes – hoje Guimarães – que se tornaram pólos de atracção de deu origem à fixação de grupos populacionais. A vila foi-se expandindo e organizando, sendo então rodeada por uma muralha defensiva. Diz a tradição que teria sido no interior do Castelo que os condes fixaram residência e provavelmente aí teria nascido D. Afonso Henriques – primeiro Rei de Portugal. A partir de finais do séc. XIX, com as novas ideias urbanísticas de higiene e simetria, a vila é elevada a cidade em 1853 pela Rainha D. Maria II. O Castelo de Guimarães foi considerado uma das sete maravilhas do Mundo e, actualmente, é Capital Europeia da Cultura e concorre para ser Património Mundial em 2012.


Capela de S. Miguel

Castelo de Guimarães

O edifício que assistiu ao nascimento do primeiro rei de Portugal foi o palco de origem da nação portuguesa. Continua hoje com a sua grande imponência e beldade de outrora. Uma maravilha histórica de passagem obrigatória para quem

Mesmo ao lado do Castelo encontra-se este monumento românico construído no século XII. Reza a lenda que foi aqui baptizado o primeiro rei de Portugal D. Afonso Henriques. Sendo o interior da capela lajeado com sepulturas atribuídas a guerreiros da fundação da nacionalidade portuguesa, este pequeno templo transporta as dificuldades e as batalhas travadas por Portugal.

Paço dos Duques de Bragança Paço do século XV, onde é possível observar a influência da arquitectura senhorial da Europa Setentrional. No século XIX foi convertido em quartel. Em meados do século XX, foi restaurado e posteriormente convertido em Museu. Para além da sua função museológica, este palácio foi adaptado, no seu segundo andar, a residência oficial do Presidente da República Portuguesa, aquando das suas deslocações ao Norte de Portugal.

Sugestão: Visite a igreja de S. Dâmaso nas traseiras do Paço e do Castelo.

Largo da Oliveira Um amplo espaço de plena harmonia. Entre as sensações históricas e a presença da juventude este torna-se o local perfeito para momentos de lazer, diversão e cultura. Encontramos neste espaço a presença histórica dos seguintes elementos: - Antigos Paços do Concelho - Praça de Santiago Construção, suportada por uma arcaria gótica, iniciada no reinado de D.João I Uma praça no século XIV, foi adulterada no século XVII. É frequente assistir ao empenho dos estudantes com um bem conservade arquitectura da universidade do Minho que tentam representar esta estrutura devido à da beleza medieval sua dificuldade arquitectónica. Actualmente serve de Museu de Arte Primitiva Moderna. esta foi referida ao longo dos tempos em - Padrão do Salado documentos históricos Mandado Durante o seu passeio pela Oliveira repare nas casas devido à sua antiguida- edificar por D. Afonso IV típicas que a rodeiam. Pode encontrar vários exemplos pelas ruas de e história. este monumento teve o objectivo de comemorar a vimaranenses que, com ajuda da câmara estão a ser remodeladas vitória na batalha do Salado. de forma a preservar o nosso rico e diversificado A presença desta construção património. Se ainda tomar em atenção no espaço situada no Largo da Oliveira da Oliveira, poderá descobrir algumas tradições não passará indiferente. Sugiro que apre- antigas continuam a existir. Entre elas: o sapateiro cie este tipo de Ricardo Dias e lojas que vendem acessórios e vesarte enquanto tes típicas portuguesas, como rendas e lenços. relaxa num café típico deste largo. - Igreja de N. Sra. Da Oliveira Reedificada por D. João I em celebração da vitória na Batalha de Aljubarrota esta romântica igreja tem elementos românico-mudéjares. Transparece uma influência italobizantina através da presença, única em Portugal, de um conjunto de pintura gótica de tecto.

Sugestão: Disfrute das iguarias do restaurante Histórico by Papaboa (pág...) e do excelente espaço de esplanada que inspira a calma e o pensamento artístico de todos nós.


Igreja N. Sra. da Consolação dos Santos Passos À ordem da Irmandade de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos este templo data do século XVIII. Constituído por duas torres, uma escadaria balaustrada e interiormente decorado com uma pintura no retábulo a presença desta beleza não passa indiferente.

Penha

Largo do Toural Considerado hoje como o coração da cidade, era no século XVII, onde se realizavam a feira de gado bovino e outras de diversos produtos. A sua transformação foi lenta ao longo das décadas, mas resultou de agradável espaço de convívio entre os cidadãos devido à beleza arquitectónica que rodeia, pela vistosa fonte artística e ainda pela nossa típica calçada. Ainda no Largo do Toural, mas também na Rua Dr. Alberto Sampaio, são bem visíveis aquelas que, outrora, foram as Muralhas protectoras da cidade nos reinados de D. Dinis e D. João I (séc. XIV e XV). Alguns historiadores remetem as origens destas muralhas para o século X.

Se desejar conhecer mais um pouco acerca dos marcos religiosos de Portugal, pode aproveitar para visita a Penha. Sendo um santuário um pouco distanciado da cidade, aconselhamos o uso do teleférico para se deslocar. Ao fazê-lo conseguirá certamente admirar a vista panorâmica da cidade e sua vegetação diversificada.

Sugestão Horta biológica: Se por ventura tiver curiosidade em conviver com agricultores citadinos, disponha-se a deslocar-se na direcção do Guimarães Shopping, onde poderá alugar um táxi para visitar a nossa horta biológica.

2


A não perder… A cidade vimaranense é um espaço de diversidade, de contrastes, de encontro e de partilha, de aprendizagem ética e estética, de vitalidade e desenvolvimento que potencia e favorece o conhecimento, a criatividade e a inovação, factores indissociáveis à produção de riqueza e bem - estar. Aqui ficam algumas sugestões.

Museu Arqueológico Martins Sarmento

Museu da Agricultura de Fermentões

Referência importante da cultura castreja, onde é possível observar colecções arqueológicas, secções de escultura antiga, epigrafia latina, peças pré e proto-históricas, numismática, medalhística. Rua Paio Galvão - Guimarães Tlf. : 253 415969 Fax.: 253 415969 Horário: 09h30 – 12h00 / 14h00 – 17h00 Encerrado às Segundas e Feriados

Situado na freguesia de Fermentões que fica a cerca de 4 km do centro da cidade, este museu possui diversas salas onde podem ser apreciadas peças ligadas ao trabalho e à vida agrícola da região: tanoaria, ferreiro, linho, moinhos de água. Rua Nossa Senhora de Fátima, Fermentões - Guimarães Tlf. : 253 557453 Horário: 09h00 - 12h00 / 14h00 - 17h00

Café Óscar Um espaço académico que recebe pessoas de todas as idades. Este café conta com a Afonsina como tuna residente e tem diversas capacidades como: espaço de leitura, ciberespaço e exposição de galeria. Se deseja inspirar cultura este é o lugar certo. Rua Dr. José Sampaio 5 4810-275 Guimarães 253 516 890

Sala Museu José de Guimarães Exposição permanente do pintor e escultor vimaranense patente numa das salas térreas do Paço dos Duques de Bragança, onde é possível admirar um conjunto de obras que José de Guimarães doou à sua cidade natal. Rua Conde D. Henrique Tel.: 253 412273 Horário: Julho e Agosto 09h30 – 18h30

A não perder... Falta aqui a agenda cultural. Esperamos resposta aos emails.


3

Onde Comer… A saborosa e diversificada gastronomia também é uma forte característica desta cidade. Vila Fiori Pizaria Restaurante, Lda.

Pizzaria Celeste

(Refeições Italianas)

R. Gil Vicente 92/6 Guimarães,

Av. Londres Casa Pombais Guimarães,

GUIMARÃES, BRAGA 4800-151

GUIMARÃES, BRAGA 4810-550 p: 253410680

253517229

Real Plazza (snacks) Rua Fernando Pessoa nº101 Guimarães 253 438 310 253 542 257 realplazza@sapo.pt

Histórica by Papaboa Disfrute das iguarias do restaurante Histórico by Papaboa e do excelente espaço de gelataria e café ao ar livre que inspira a calma e o pensamento artístico...

Rua de Val Donas nº4 Oliveira do Castelo 915429700 E-mail: histórico@papaboa.pt

Restaurante O Migas Avenida Londres, Guimarães 4810-100 253 515 510


4

Como deslocar-se... Estação Comboios de Portugal (CP) Central Camionagem

Frente à Av. D. Afonso Henriques 808 208 208 Web: www.cp.pt

Guimarães Shopping Nota: Para se dirigir da UM à Central ou vice versa apanhe o autocarro nº 02. Para se deslocar do Toural à Central e vice versa, apanhe o nº 01.

Táxis 253 522 522 / 253 515 515

Teleférico Sexta, Sábado, Domingo e Feriados: 10h00 – 17h30 Bilheteira encerra: 17h00 253 515 085 Web: www.turipenha.pt / geral@turipenha.pt


5

Informações Úteis Universidade do Minho Campus de Azurém 253 510 100 Câmara Municipal de Guimarães Largo Cónego José Maria Gomes 253 518 394 / 253 421 200 Web: www.cm-guimaraes.pt Posto de Turismo 253 518 790 / 253 412 450

Saúde

Segurança

SOS 112

Guarda Nacional Republicana (GNR) 253 422 575

Intoxicações 800 250 143

Polícia de Segurança Pública (PSP) 253 513 334

Linha de Saúde 24 808 24 24 24

Polícia Municipal 253 421 222

Feiras Feira semanal: 6ª feira (Castelo de Guimarães) Feira de Velharias: 1º Sábado de cada mês

Indicativo +351


Informações Úteis Câmara Municipal de Braga Praça do Município 253 203 208

Universidade do Minho Campus de Gualtar 253 604 100

Hospital de S. Marcos Largo Carlos Amarante 253 209 000 Linha de Saúde 24 808 24 24 24

Polícia de Segurança Pública Campo de Santiago, 6 253 200 420

Museu da Imagem Campo das Hortas, 35 253278633

Posto de Turismo Avenida da Liberdade 253 262 550

Museu D. Diogo de Sousa Rua dos Bombeiros Voluntários 253 273 706

SOS 112

Museu D. Pio XII Largo de Santiago, 47 253 200 130 Velha – a - Branca Largo da Senhora da Senhora – a – Branca, 23 253 618 234/ 916 249 180


5

Como deslocar-se...

Caminhos de Ferros (CP) Taxis Largo da Estação 808 208 208

800200622 (número grátis)

Central de Camionagem de Braga Transportes Urbanos de Braga (TUB) Largo de S. Francisco 253262033

Rua Quinta de Santa Maria 253 606 890


4

Onde Comer... Brasileira (Refeições Ligeiras) Rua de São Marcos 4700-328 Braga 253 262 104

Cozinha da Sé

Restaurante Abade de Priscos

Refeição média: 20 euros

Average meal:12 euros

Rua Dr. Frei Caetano Brandão, 95

Praça Mouzinho de Albuquerque, 7

4700-031 Braga

4710-301 Braga

253 277 343

253 276 650

Fechado à segunda-feira

Fechado à segunda-feira (almoço) e

O Cantinho de S. Victo

Relento

Prato do dia 5 euros com tudo inclu-

Ementa turística (pão, sopa, vitela assada ou

ído

bacalhau, sobremesa e

Pratos regionais por encomenda

café): 20 euros

Rua de S. Victor

Rua de S. Victor, 36

De Segunda a Sábado

253 216 790

Das 10h00m às 24h00

ao domingo

Expositor do Migaitas Refeição média: 18 euros Parque de Exposições 4710 Braga

Café Vianna

253 217 031

Praça da República

Fechado à terça-feira

253 262 336


3

A não perder... Museu da Imagem 4 de Julho > 31 de Agosto “Crónicas de Portugal” Georges Dussad Um retrato social de gentes, costumes e paisagens duma região rural. Uma visão sociológica de um olhar experiente, realizado com paixão e mestria, dando um olhar desprendido de exotismo inusitado, mas preenchido de sentimento.

Velha-a-Branca 2 de Julho > 1 de Setembro Alex Davico Pintura 21 de Julho, 21h45 Velhacine - Ciclo 13 Livros, 13 Filmes A Casa dos Espíritos (1993) – Bile August 23 de Julho Noites do Arco - da – Velha Dj Set com O Puto

Museu D. Diogo de Sousa

No Museu Pio XII

"Vita Vitri - O Vidro Antigo em Portugal"

22 de Maio > 29 de Agosto “Outras Faces” Pinto Meira

Exposição sobre o ciclo de vida do vidro romano em Portugal, onde o conhecimento acerca do fabrico artesanal de vidro em Bracara Augusta está aliado à importante colecção de vidros do Museu Nacional de Arqueologia. Procurou-se lançar sobre o vidro um novo olhar, através do seu ciclo de vida, do nascimento à sua morte e renascimento, através da reciclagem, num processo continuado, desde a Antiguidade aos nossos dias. 5 de Maio > 5 de Setembro “Livros no Museu: Arqueologia e Património” Mostra/ venda de livros, revistas e materiais lúdico-pedagógicos relacionados com a temática da Arqueologia e Património. Publicações para todas as idades, de carácter lúdico, científico e de divulgação. Especial destaque para a época romana e para a região de Braga.

Exposição temporária de pintura.


2

Sugestões

1. Mini Mercado/ Pomar S. Pedro O Mini Mercado/ Pomar S. Pedro tem mais de 25 anos e lembra as antigas mercearias portuguesas, onde os seus vizinhos deixavam os produtos que cultivam nos campos à venda. Rua D. Pedro V

Casa Clemente A cidade de Braga é conhecida pela sua forte ligação ao Cristianismo. Na Casa Clemente, fundada em 1852, vai encontrar um sem número de artigos religiosos. Rua de S. Victor De Segunda a Sexta-feira Das 9h30 às 13h00 e 15h00 às19h00 Sábado 9h30 ao 12h00

Loja dos 300 Surgiram durante o tempo dos escudos e tinham de tudo um pouco. Com a chegada do euro tiveram de mudar de nome (300 era uma alusão aos 300 escudos, que aparentava ser preço máximo dos seus produtos, mas na grande maioria das vezes era o preço mínimo). Rua de S. Victor De segunda a Sexta-feira Das 9h00 às 19h00


Museu da Sé de Braga As colecções do TesouroMuseu da Sé de Braga (TMSB) testemunham mais de 15 séculos da história da Arte e da vida da Igreja em Braga. O TMSB acolhe um valioso espólio, constituído por colecções de cerâmica, escultura, medalhística, mobiliário, numismática, ourivesaria, pintura e têxtil. A sua Exposição Permanente, Raízes de Eternidade. Jesus Cristo – Uma Igreja, consagrada à arte sacra, permite, através dos diferentes núcleos, revisitar a vida de Jesus Cristo e a história da Igreja em Braga.

Centro da Cidade Arco da Porta Nova O Arco da Porta Nova, é a porta de entrada na cidade, tendo sido aberta em 1512. A actual construção data de 1772 e foi projectada por André Soares a pedido do Arcebispo D. Gaspar de Bragança. Foi classificada como Monumento Nacional em 1910. Praça Conde São Joaquim

Rua D. Paio Mendes, 35 De 3ª feira a Domingo Das 9h00 às 12h30 Das 14h00 às 18h30

Jardim de Santa Bárbara

Centro da Cidade

O Jardim de Santa Bárbara é um belíssimo jardim público da cidade de Braga, junto à ala Medieval do Paço Episcopal Bracarense. No centro do jardim há uma fonte com uma estátua de Santa Bárbara, a qual dá o nome ao jardim.

Largo do Paço O Largo do Paço é constituído por um conjunto de edifícios que formam a antiga residência dos Arcebispos, conhecida como Paço Episcopal Bracarense e onde hoje em dia funciona o Salão Nobre da Universidade do Minho, a Biblioteca Pública de Braga e o Arquivo Municipal. Largo do Paço

Balneário Pré-Romano O Balneário Pré-Romano encontra-se na Estação de Caminhos de Ferros de Braga e foi descoberto durante as escavações da nova estação de comboios de Braga. Tem cerca de 4 m de comprimento por 2 m de largura, e segundo os arqueólogos foi construído durante o período préromano (época castreja) no noroeste da Península Ibérica. O balneário estava dividido em três zonas: uma sala de sauna, um forno e uma sala intermédia de transição. Largo da Estação Aberto permanentemente ao Público.

Sé Catedral A Sé Catedral, fundada em 1903, reúne vários estilos arquitectónicos, de diversas épocas, com destaque para o Românico, o Gótico de diferentes fases e inspirações e o Barroco. As diversas obras, reformas e reconstruções que sofreu demoraram até ao século XVIII. Sugestão: preste especial atenção à escultura religiosa manuelina, que se encontra no altar-mor e na pia baptismal; ao Coro Alto, ao fundo das naves; ao cadeiral, que serve de assento para os cónegos e aos dois órgãos ainda em funcionamento. Rua Frei Caetano Brandão


Igreja da Lapa No edifício da Arcada, na Praça da República, está incluída a Igreja da Lapa. Esta igreja foi mandada construir pelo Arcebispo D. Gaspar de Bragança, então arcebispo de Braga, que se apercebeu da enorme devoção que os bracarenses tinham pela Nossa Senhora da Lapa. Para tal, muito contribuiu o Padre André Siqueira, um missionário do Brasil, que esteve em Braga e decidiu colocar na Arcada a imagem desta santa. Sugestão: visite a igreja no domingo às 8h00 ou de segunda a sábado às 16h30 e assista a missa. Praça da República

Centro da Cidade

Antigo Paço Arquiepiscopal Bracarense O Antigo Paço Arquiepiscopal Bracarense é composto por três corpos de características e épocas distintas. A ala nascente (voltada para o Jardim de Santa Bárbara) em estilo Gótico, remonta ao século XVI; a ala poente (voltada à Praça do Município) em estilo tardo barroco, foi erigida no século XVIII; a ala Sul que define o belíssimo Largo do Paço, integra edifícios mandados construir por diferentes arcebispos nos séculos XVI, XVII, XVIII. Rua do Souto

Bom Jesus

Santuário do Sameiro

Santuário do Bom Jesus do Monte

As construções do Santuário do Sameiro iniciaram-se em meados do século XIX. Tudo começou quando o vigário de Braga, Padre Martinho Silva mandou colocar, no cume da montanha, uma imagem de Nossa Senhora da Conceição. Do templo destaca-se o altar-mor em granito branco polido e o sacrário de prata. Cá fora encontra-se um imponente e vasto escadório, no topo do qual se levantam dois altospilares, encimados da Virgem e do Coração de Jesus. Como lá chegar: de táxi ou apanhando o autocarro 2 disponibilizado pelos TUB e fazer o resto do caminho a pé.

O Santuário do Bom Jesus do Monte é um lugar turístico e religioso constituído por uma grande igreja e um imponente escadório, que se localiza no Monte de Espinho, nos arredores de Braga, mais precisamente na freguesia de Tenões. A sua edificação deve-se ao Arcebispo D. Jorge da Costa, que em 1494 mandou construir uma ermida e um percurso de imitação do calvário. A iniciativa era uma tentativa de fortificar a fé dos homens daquela diocese, no entanto seriam as alterações e remodelações promovidas séculos depois que tornariam o Santuário do Bom Jesus do Monte naquilo que é hoje e numa referência obrigatória do Barroco europeu. O Santuário encontra-se rodeado por belíssimos jardins e oferece a quem o visita uma vista panorâmica para a cidade de Braga. Como lá chegar: de táxi ou apanhando o autocarro 2 disponibilizado pelos TUB.

Jardim do Bom Jesus do Monte A envolver o Santuário do Bom Jesus do Monte está o Jardim do Bom Jesus do Monte. Um jardim com variados e belíssimos canteiros, árvores frondosas, fontes, capelas e bancos que proporcionam ao turista um agradável momento de descontracção. Como lá chegar: de táxi ou apanhando o autocarro 2 disponibilizado pelos TUB.


Bracara Augusta Braga situa-se no norte de Portugal, tendo já muitos anos de história acumulados. Julga-se que seja a cidade mais antiga de Portugal (estudos apontam o inicio da era cristã para a sua edificação pelos romanos). É tida ainda como uma das cidades cristãs mais antigas do Mundo. A cidade tem uma área de 183,4 km2 e alberga 164.193 habitantes, encontrando-se a sua grande maioria em idade activa e a trabalhar no sector terciário. Braga é conhecida pela sua juventude, tendo sido recentemente escolhida pelo Fórum Europeu da Juventude como a Capital Europeia da Juventude para o ano de 2012. Esta jovialidade contrasta com os vestígios de arte romana e barroca espalhados pela cidade e que lhe dão um ar de peça de museu. Também o futuro importa a esta cidade cheia de história, exemplo disso é a Universidade do Minho, fundada em 1973 e o recém-criado laboratório de nanotecnologia. A capital do Minho recebe quem cá chega com temperaturas amenas e apresenta as 4 estações bem definidas. Para além das temperaturas convidativas, Braga têm ainda uma agenda religiosa, festiva e cultural recheada. Da qual destacamos a Semana Santa, a Feira do Livro (Abril) e o S. João (Junho). Quem vem a Braga encontra uma cidade onde história, religião e progresso se conjugam perfeitamente.

1


Índice

1

BRACARA AUGUSTA

2

A não Perder

3

Onde Comer

4 5

Como Deslocar-se

Informações Úteis

Roteiro  

Roteiro das cidades de Braga e Guimarães.

Advertisement