Issuu on Google+

PORTFĂ“LIO marta bravo

2001|13 arquitectura


nome

Bravo, Ana Marta Menezes de Oliveira

nascimento | nacionalidade

08 de Julho de 1983 | Lisboa | Portugal

morada

outros contactos mail formação académica faculdade

experiência profissional 2012/2013 2008/2011

Mai 2007 a Fev 2008 Set 2006 a Mar 2007

software

curiosidades

interesses

viagens realizadas

R. Prof. Dr. José Ribeiro Castanho, Nº7 1- Esq | 2770-221 Paço de Arcos | Oeiras | Portugal Carta de Condução | categorias A1 e B (+ 351) 93 210 05 62 bravmarta@gmail.com | martabravo.arq@gmail.com Licenciatura em Arquitectura Faculdade de Arquitectura de Lisboa | FA - U.T.L

Sócia Gerente: Primefloor-Pavimentos e Eq. Desp. Lda.

01

Colaboradoração Atelier Célia Anica Arquitectura Unipessoal, Lda. Membro da Ordem dos Arquitectos (nº. 16619) Estágio Profissional - Célia Anica Arquitectura Unip. Lda. Estágio Académico - GEASM, Consult. e Projectistas, Lda. (Ambos c/ qualificação de Mto Bom/Excelente) Desenho técnico: Autocad Imagem: 3D Studio Max | Sketchup | Corel | Photoshop Tratamento texto: Winword | Excel | Power Point Gosto pelo trabalho em equipa | Bom nível de interlocução c/ colegas | Boa capacidade de iniciativa e de comunicação Organizada Boa orientação p/objectivos de produtividade e cumprimento de prazos | Rigor | Honestidade e Espírito empreendedor Arquitectura | Conhecer novas culturas | Leitura | Música | Teatro | Cinema | Exposições | Desporto Barcelona | Madrid | Paris | Veneza | Roma | Florença | Pádova | Londres | Munique | Innsbruk | Salzburgo | Gèneve | Lausanne | Berne | Atenas |Amesterdão | Nova York | Punta Cana | Marrakech | Fez ...


OUTRAS COLABORAÇÕES | 2007 - 2011 | Cargo/Função Ocupada: Arqª Colaboradora Atelier Célia Anica Arquitectura Unipessoal Lda. (Autoria/Coordenação)

PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS . LISBOA (EGEAC) Projecto de Restauro, Conservação e Reabilitação Estrutural | 2009/11

ERMIDA DE STª MARGARIDA E ADRO . TAVIRA (CMT) Projecto de Reabilitação e Restauro | 2008/11

MUSEU CARGALEIRO . CASTELO BRANCO (CMCB) Estudo Prévio . Licenciamento e Proj. de Execução | 2008/11 Projecto de Instalação Expositiva e Projecto de Mobiliário Geral e Reservas | 2007/11 Edifício Antigo - Remodelação e Projecto Expositivo | 2007/11

HABITAÇÃO . TELHEIRAS . LISBOA (Privado) Estudo Prévio e Proj. de Execução | 2008

HABITAÇÃO . CENTRO HISTÓRICO DE LISBOA (Privado) Estudo Prévio, Proj. de Execução e Acompanhamento de Obra | 2007

EXPOSIÇÃO ''ENCOMPASSING THE GLOBE'' . MUSEU NACIONAL DE ARTE ANTIGA . LISBOA (MNAA) Arquitectura Efémera e Museografia | 2008

EXPOSIÇÃO ''PINTURA EUROPEIA'' . MUSEU NACIONAL DE ARTE ANTIGA . LISBOA (MNAA) | Arquitectura Efémera e Museografia | 2008

EXPOSIÇÃO ''JOÃO MIGUEL SANTOS SIMÕES 1907-1972'' . MUSEU NACIONAL DO AZULEJO . LISBOA (MNAz) | Arquitectura Efémera e Museografia | 2007

EXPOSIÇÃO ''TAPETES CERÂMICOS DE PORTUGAL, O AZULEJO DO SÉC. XVI ao XX'' . MADRID (MNAz) | Arquitectura Efémera e Museografia | 2007

(Anexo Curriculum Vitae )

02


05_06

Modelo Nu _ Desenhar a Cidade | 2º Ano | 2003 FA-UTL | Desenho II | 2003

07_08

Projecto I | Artilharia 1_Habitação Colectiva | 3º Ano | 2004 FA-UTL | Projecto I | Porf. Arqª. Maria Conceição Trigueiros

09_10

Projecto I | Casa-pátio_Habitação Evolutiva | 3º Ano | 2004 FA-UTL | Projecto I | Arqº. José Cabido

11_12

C.Histórico Carnide.P.Tecnológico.Bairro Padre Cruz | 4º Ano | 2005 FA-UTL | Urbanismo II | Porf. Arqª. Manuela Fonte

13_14

Edifício Multiusos_Biblioteca | 4º Ano | 2005 FA-UTL | Projecto II | Porf. Arqº. Ricardo Pinto

15_18

Requalificação do Vale de Stº António | 5º Ano | 2006 FA-UTL | Projecto III | Porf. Arqº. João Lúcio Lopes e Arqº. Diogo Burnay

19_28

Polidesportivo | 5º Ano | 2006 FA-UTL | Projecto III | Porf. Arqº.João Lúcio Lopes e Arqº.Diogo Burnay

29_30

Hotel | Estágio Académico | 2006/07 GEASM, Consultores e Projectistas Lda.| Estácio Académico | Engº. António Morais, Arqº. Miguel Gama, Arqª. Isabel Rosa

31_32

Reabilitação Urbana | SRU Oriental | Estágio Académico | 2006/07 GEASM, Consultores e Projectistas Lda.| Estácio Académico | Engº. António Morais, Arqº. Miguel Gama, Arqª. Isabel Rosa

33_34

Lar de Idosos | Estágio Académico | 2006/07 GEASM, Consultores e Projectistas Lda.| Estácio Académico | Engº. António Morais, Arqº. Miguel Gama, Arqª. Isabel Rosa

35_36

Proj. de Requalificação, Reabilitação e Adaptação . Hotel ***** | 2008

45

54

E stra da Marvila

45

4 2

RD Jos

e de Bragan ca

Un id ad e de V isitação 43 17A 18 41

RN ov

15A 16

a do Grilo

17B 39

37 15B 13A

35

15

14 13B

29

de

Ol

hao

27

Mar

ques

26 11 Adue la

13

63

da

17

nta R Qui

R

Ilh

a do

R

G rilo

12

10

11 30

1 5C

COLABORAÇÃO PROJECTO ACADÉMICO

ISCTE | Projecto Empresarial de Marketing

03


37_38

Levantamento Arquitectónico | Habitação . Alvito | 2009 Marta Bravo, Arqª | Autoria e Coordenação

39_40

Levantamento Arquitectónico I Habitação . Alfama . Lisboa | 2010 Marta Bravo, Arqª | Autoria e Coordenação

41_42

Rampa . Pessoas Mobilidade Condicionada | Sintra | 2011 Lev. Arquitectónico . Estudo Prévio . Licenciamento . Proj. de Execução Marta Bravo, Arqª | Autoria e Coordenação Colaboração Inês: Marques Desinger

43_44

Restaurante | Projecto de Alterações | Lisboa | 2010/2011 Lev. Arquitectónico . Programa Base . Estudo Prévio Marta Bravo, Arqª | Autoria e Coordenação

45_46

Habitação | Projecto de Alterações | Moradia Queijas | 2012 Lev. Arquitectónico . Estudo Prévio . Licenciamento Marta Bravo, Arqª | Autoria e Coordenação

47_48

Restaurante | Projecto de Alterações | Lisboa | 2012/2013 Lev. Arquitectónico . Estudo Prévio . Licenciamento Marta Bravo, Arqª | Autoria e Coordenação

49_50

Pavimentos Desportivos | 2012/2013 Projectos de Concepção e Execução de Pisos Sintéticos Marta Bravo, Arqª . Primefloor Lda. | Coordenação Engº Luis Bravo

04


DESENHAR A CIDADE O objectivo do exercício consistia em percorrrer e desenhar a cidade. Perceber as suas dinâmicas, descobrir a sua diversidade. ESCALA | RECTO-CURVO CHEIO-VAZIO | LUZ-SOMBRA CLARO-ESCURO

06


HABITAÇÃO COLECTIVA OBJECTIVOS: Requalificar o espaço público na envolvente na Rua Artilharia 1, em Lisboa. ANÁLISE DO LOCAL: Espaço de intervenção obsoleto e fechado sobre si mesmo. "Vazio Urbano" dentro da cidade. PROPOSTA (Trabalho de grupo): Partimos da criação de novos usos e novas potencialidades, tirando partido das vias de acesso existentes e criando condições para que o actual quarteirão, se pudesse tornar num espaço atractivo a futuros utilizadores. Criação de : Habitação | Comércio e Serviços FASE SEGUINTE (Individual): desenvolver um dos novos edíficios em - Habitação Colectiva.

07


dor R Avia

TL P

Placido

R Am oreir

Abreu

Av

as

de Sousa Av Cons Fernando

C s on Fe a rn o nd de

Restauração | Escritórios Comércio

Comércio | Escritórios

a us So

F

E

J.Infância

Pa ch ec o

C.Exposições

J

En gD

ua rte

A

K

G B

Av

Habitação D

C

L

H I

Fronteira R Marq da

Habitação

Rua Artilharia Um

R Dr Francisco Manuel de Melo

R Pe Antonio Vieira

R Rodrigo R34290 E34290 da Fonseca

R Rodrigo da Fonseca

R

Jo aq

uim

An ton io

de

Agu iar

R Sampaio e Pina

R Marq Subserra

08


CASA PÁTIO | HABITAÇÃO EVOLUTIVA Após o estudo da habitação colectiva, elaboramos um exercíco, cujo objectivo consistia em desenvolver uma casa-pátio, cuja evolução fosse T1 | T2 e T3.

ou

ou

ou PERMISSAS: Terreno à nossa escolha e um módulo de intervenção de 10 x 20 m.

09 T3

T2

T1


10


CENTRO HISTÓRICO DE CARNIDE, PÓLO TECNOLÓGICO e BAIRRO PADRE CRUZ O presente exercíco incidiu na zona das quintas de Carnide e teve como objectivo a “requalificação” de um enorme vazio urbano, numa área verde atractiva e de descompressão das malhas envolventes. Criamos assim um "Pulmão Verde". Um espaço público de lazer e convívio, capaz de atrair novos utilizadores e de relacionar dois pólos opostos – Centro Histórico de Carnide e Pólo Tecnológico . PROPOSTA: Criação de novos usos capazes de responder às necessidades do local. (C. de Saúde | Teatro | Creche..)

12


ras s Reg ao da R Jo

arin ha s

Cc

Es

Lg Farinhasca dinhas R

Ro sa

RF

res

das Fo

ntainh

as

Lg

Trig ue

iros

ro A mpa

Cast

elo

Bc Flo

res

Bc as rinh Fa

anto

sendo

rin ha s

gueira

Fa

Pc Fi

Mons

Bc Ro

de RC

RF

ari nha s

Bc F

ari nh as

Bc

R

S Justa

s lha Gra Bc

RS C ri s

a alen

o tova

ad RM

s iuso Mult

Lg Ac ha

da

smim

Escnh Achada

R Ac ha da

Bc S Fra ncisco

tesga R Be

Bc Ja

na Tv Madale

ao R S Cristov

Igr S Cristovao Costa

istovao Lg S Cr

lo do Caste

o Cristova Escnh S

Justa RS

M ar

q

de

Ta nc os

Lg Atafona

R Rege dor

Cc

Madalena

Sao Cristovao e Sao Lourenco

Tv Ch

Lg C

ha

ureir o Lo

ao do

eiro Lo ur

o

ao sunc R As

Lg Adelino Amaro da

13

Costa

Cc Cd e de Pe l fie na

Tv

1

2

3

4

Ma ta

5

A

B

C 1

2

3

4

5

A

D

15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29

15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29

15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29

15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

E

C

16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29

B

F

G D

H

E

I

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18

8 7 6 5 4 3 2 1

8 7 6 5 4 3 2 1

13

J

F

G 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2

13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23

15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 28 29 30

14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

Estantes

14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

K H

15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 28 29 30

R

rrado

eira

Lg Trigueiros

Bc Su

gu Pc Fi

L

I

Piso -1

Piso o

Piso 1

Piso 2

Piso 3

BIBLIOTECA O 2º corpo:1 Biblioteca, Serv. Administrativos e Cyber Café.


2

1

4

3

Legenda:

5

1 - Pedra de remate +23,55

2 - Platibanda

01

3 - Corrimão em aço 02

4 - Pilar de betão 5 - Janela em vista - passagem para o miradouro

Platibanda

+21,30

32 35 03

+20,05

+20,00

34

33

31 Cobertura

6 - Revestimento das escadas em pedra 7 - Lage maciça de betão 8 - janela em vista

30

04

9 - Zona de computadores - pesquiza 10 - Guarda em vidro

+17,89

11 - Pilar em vista

05 29 06

12 - Camada de assentamento da pedra 13 - Porta de entrada para a ivraria

Piso 3

+15,79

+15,79

14 - Terreno

07

15 - Dreno - Escoamento das águas 28

16 - Parede da Cave em betão armado (40 cm) 17 - Enrrocamento

08 +13,18

+13,18

18 - Parede dupla da cave - alvenaria de tijolo (7cm) 19 - Caixa de ar (5mm) 20 - Revestimento da parede interior - Tabuado de madeira de carvalho

09

21 - Sarrafos de fixação da madeira à parede

Piso 2

10

+10,55

+10,55

22 - Alvenaria de tijolo (7cm) 23 - Caixa de ar (3mm) 24 - Vidro em corte 25 - Isolamenrto termico - "wallmate" (3mm) +7,93

+7,93

26 - Viga de betão armado

11 27

27 - Alveneria de tijolo (15cm) 28 - Guarda de Vidro 29 - Parede revestida com chapas de madeira

Piso 1

12 +5,30

+5,30

26 25 24

30 - Tecto falso para instalações técnicas ( ar condicionado...) 31 - Platibanda 32 - Chapa de zinco 33 - Caleira protegida com a tela vinílica (diãmetro 10mm)

+2,67

+2,67

34 - Camada de Forma 23 22 13

35 - Pavimento da cobertura - Mosaicos em Pedra

21 Piso 0

+0,05

+0,05

20

+0,00

19 -1,35

-1,35

18 17

14

16 -3,07

-3,07

15

14

1

2

3

4

5

6

3 4

4 3 2 1

B

18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5

MULTIUSOS

18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5

4 3 2

18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5

4 3 2 1

2

1

A

18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5

Local de intervenção: Centro histórico de Lisboa.

C

24 25 26 27 28 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47

24 25 26 27 28 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47

23 22 21 20 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

26 27 28 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47

E

(em plena malha de Marquês de Pombal)

24

24 25 26 27 28 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47

23 22 21 20 19 18 17 167 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

F G

O 1º corpo : 1 Auditório, 1 Espaço p/ Exposições Temporárias | 1 Galeria de Artistas.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

H

11 12 13 14

13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23

13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23

14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

I

12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

15 16 17 18 19

J 1

2

3

4

K

5

6

7

L

8

9

M

10

11

12

N

12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23

O

12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

P

8 7 6 5 4 3 2 1

8 7 6 5 4 3 2 1

26 25 24 23 22 21 20

Q

26 25 24 23 22 21 20

19 18 17 16 15 14 13 12 11 10

19 18 17 16 15 14 13 12 11 10

13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23

2 CORPOS LIGADOS ENTRE SI

D


VALE DE SANTO ANTÓNIO

15


16


REQUALIFICAÇÃO DO VALE DE STº ANTÓNIO DIAGNÓSTICO DO LOCAL DE INTERVENÇÃO: Constituída por dois vales confluentes e um morro, a área de intervenção localiza-se entre a Penha de França, o Alto de S. João e o Rio Tejo. A Av. Mouzinho de Albuquerque (eixo estruturante), estabelece a ligação entre a Praça Paiva Couceiro - a Nascente e o Rio - a Poente). A área de intervenção apresenta uma topografia muito irregular, solos permeáveis e obsoletos, com características paisagísticas muito díspares.

17


A 1ª fase deste exercíco consitiu na elaboração de uma Proposta de Requalificação do Espaço Público (trabalho de grupo). A principal permissa era criar uma Proposta que estivesse integrada no contexto urbano envolvente, tendo em conta a diversidade de pré-existências. Os principais objectivos, consistiram em "Re-pensar o Vale, à escala humana" | criar novos usos e proporcionar novas vivências. 1. Melhorar a qualidade dos espaços degradados / obsoletos, criando novos usos / funções urbanas, designadamente: habitação, comércio, turismo, serviços, bem como a identificação das áreas a recuperar e/ou a reconverter; 2 . Melhorar acessibilidades, criando novos sistemas de circulação de transporte público, privado e de estacionamento, assim como, a ligação de novas vias, às malhas envolventes; 3 . Aproveitar a topografia | panorâmica do terreno sobre o Tejo, tendo presente o ponto de confluência dos dois vales existentes - criar um grande espaço verde acessível a todos; 4. Responder às necessidades da "vida urbana contemporânea", criando equipamentos de uso e interesse colectivo (Cultura / Lazer / Desposto). Encosta

Escola Tec.Profissional

Polidesportivo

Cine-Teatro

Mercado

R. General Roçadas

18


19


POLIDESPORTIVO "Grande volume que se abre sobre o espaço público, no topo do vale"

20


21


A segunda fase do exercício consistiu em desenvolver um dos equipamentos propostos na primeira fase de Requalificação do Vale. Optei por escolher um equipamento de lazer | desporto, pelo desafio que este poderia representar. O ponto de partida : CONTRARIAR a ideia de "CAIXA FECHADA", típica dos pavilhões desportivos / polidesportivos. Permissa do Projecto: "RASGAR'' o enorme volume, criando um eixo visual e simultaneamente, um acesso pedonal de ligação à Praça, no topo do Vale. Criação de um Polidesportivo dividiso em 2 CORPOS - o CAMPO e a PISCINA. Objectivo: CONTRSATE DE VOLUMES, entre o CHEIO-VAZIO. A ESCALA | A LUZ | A SOMBRA seriam enfatisadas através uma ALHETA entre o edifício e o pavimento, conferindo LEVEZA aos volumes.

22


23


24


26


27


QUARTO 96 95 94 93 92 102 101 100 99 98 97

91 90 89 88 87 86

HOTEL **

MÁQ.

SALA

22 21 20 19 18

DUPLO

Projecto elaborado no decorrer do Estágio Académico, c/ a coordenação do Arqº. Miguel Gama, Arqª. Isabel Rosa e Engº. António Morais - atelier GEASM. 33

35 34

SUITE

37

23 22 21 20 19 18

36

DUPLO

34 33 32 31 30 29

DUPLO

32 39 38

31

40

DUPLO

29

30

41 28 27

26

25

24

CIRCULAÇÃO

LOCALIZAÇÃO: Conde Redondo, Lisboa

SUITE DUPLO INIDIV.

DUPLO

PROPOSTA: O presente projecto teve como base a recuperação de um edifício de escritórios existente, desocupado e obsoleto. Recuperação do edifíicio conferindo-lhe um novo uso - Hotel.

I.S. FORA DO ÂMBITO P.T.

05 04 06 07

RECEPÇÃO

FOYER

ENTRADA PÚBLICO

ENTRADA SERVIÇO

I.S.

BALCÃO

PEQ. ALMOÇOS I.S. PÚBLICO

- 17

- 14 - 15

- 16

- 13

BAR

- 18 - 19

- 11 - 12

- 20

- 10

- 21

- 09

CIRCULAÇÃO - 22

- 23

- 24

APOIO

ÁREA MESAS BALCÃO

BENGALEIRO

ÁREA TÉCNICA

SALA DE PESSOAL REFEITÓRIO BALNEÁRIOS

- 31

- 32

- 29 - 30

LAVANDARIA

LIXOS

- 33 - 34

- 27 - 28 - 26

- 35

- 26 - 25

- 36 - 37

- 38

- 39

ÁTRIO SERVIÇO

- 40

BEBIDAS

ARMAZÉM GABINETE

BALNEÁRIOS CONTROLE

ARRUMOS/LIMPEZA

29


30


31

45

54

Estrada Marvila

45

4 2

RD

J os e

de B

raga nca

Habitação, Comércio e Serviços

Unidade de Visitação

43

Habitação

17A

Construção Nova

18

Construção Nova

do G rilo

17B

RN

15A 16

ov a

41 39

37

Habitação

15B

Habitação 13A

35

15

14

29

Olh ao

13B

de

27

63

aA due la

11

ad

RI l ha

10

13

RQ uint

Gri lo

12

do

RM

a rq

ue s

26

30

11 15C


32

REABILITAÇÃO URBANA | SRU ORIENTAL | LISBOA Lisboa Oriental | Sociedade de Reabilitação Urbana Planta Síntese | Colaboração GEASM | Julho 2006


33

675


LAR DE IDOSOS Projecto elaborado no decorrer do Estágio Académico, c/ a coordenação do Arqº. Miguel Gama, Arqª.Isabel Rosa e Engº.António Morais. Tendo uma capacidade para 60 utentes, o edifício divise-se em 3 pisos. Piso -1 Serviços: Lavandaria, arrumo/limpezas, áreas técnicas, armazém, lixos, balneários femininos e masculinos. Piso 0 (nas alas Sul e Nascente): Recepção, secretaria, gabinetes administrativos, direcção, sala de reuniões, enfermaria, sala polivalente, cozinha, despensa de dia, refeitório, I.S. (F/M/Def.), quartos duplos, salas de estar, salas de pessoal, área de sujos e rouparia. Piso 1: quartos duplos e simples e C/ I.S., salas de estar de núcleo, rouparia, sujos, I.S. c/ajuda, sala de pessoal e sala de convívio de piso. A implantação em ''U'', procurou tirar partido da configuração do lote existente e das vias confinantes, criando um ''jardim privado'', com o qual, comunicam as zonas de convívio.

34


Circulações e I.S. (público) Serviços (Acesso reservado) Z. Estar | Reuniões | Refeições Quartos | Suites

Projecto de Requalificação, Reabilitação e Adaptação Hotel ***** Quinta da Riba Fria

Máquinas

Roupa s uja

Roupa limpa

O estudo que aqui se apresenta, surgiu no âmbito de um projecto académico, realizado na disciplina de Marketing (ISCTE), tendo tido a melhor qualificação do ano. Realizado por: Andreia Santos, Catarina Domingos, Joana Dias, Marta Andrino e Sérgio Dias

35

Prentendia-se essencialmente o desenvolvimento de uma proposta empresarial de marketing, que constituísse uma forte aposta turística, no concelho de Sintra. Enquanto arquitecta, foi-me proposto desenvolver o estudo/projecto de Requalificação, Reabilitação e Adaptação da Quinta da Riba Fria, num Hotel de charme (*****). Principais Objectivos: 1.Recuperção da memória do lugar 2. Adaptação, às novas exigências programáticas 3. Melhoria das acessibilidades


PROJECTO EMPRESARIAL DE MARKETING | TURISMO EM SINTRA ISCTE . Docente Vicente Rodrigues Discentes Andreia S. | Catarina D. | Joana D | Marta A. | Sérgio Dias

36


HABITAÇÃO . ALVITO Levantamento Arquitectónico

R U A D A C R U Z, Nº 7 1

11,24 m²

10,90 m²

11,50 m²

Quintal 139,70 m²

37


Figueira

38


Exterior (R. de São Miguel Paredes - branco)

C'

Ve1

Ve2 1,80

2,46

1,80

0,18

0.25

0,16

B

B' A

1.70

Alvenaria

0,99

0.85

A'

11,92

ENTRADA

Prateleiras

Vi1

SALA 17,90m²

p.d 2,30m Pavimento em madeira flutuante 0,72

Arrumo

39

0.00

Reboco branco

Vi2

Espelho

0,52

0,3

0.25

Projecção sup. viga

0,52

I.S 3,36m² p.d 2,30m 2,9 Pavimento cerâmico

1,36

1,40 0,84

0,3

Vi3 Frig.

3,1

7,16m² p.d 2,30m Pavimento cerâmico

2,76

Ar1 sup.

COZINHA

D

2,82

D'

Bancada

Tijolo vidro

Ar2 sup.

Ve3

Exterior (saguão) C

HABITAÇÃO . ALFAMA Levantamento Arquitectónico

PLANTA


RAMPA DE ACESSO . PESSOAS DE MOBILIDADE CONDICIONADA . CONDOMÍNIO PRIVADO . SINTRA Estudo Prévio . Licenciamento . Projecto de Execução

PISCINA CRIANÇAS

R UA OCTÁVIO

B 0,51

Rampa 6% →

Patamar

Rampa 6% →

Patamar

Rampa 6% →

Zona Livre | Entrada

Passeio

1,60

0,53

1,60

0,53

1,60

1,07

0,46

0,36

ACESSO PEDONAL

Rebaixamento do lancil até 0.02 m

A 2.00

0,00

PR1

-0,13

0,40

Portão metálico, idêntico aos existentes, c/ acesso controlado

0,00

-0,26

PR2

Muros existentes (a picar e pintar)

0,46

Corrimão em chapa metálica (alt. 0.85m do pav.)

-0,53

-0,80

-0,80 Demolição do lancil

Guarda metálica

1,17

Caleiras existentes (a manter)

36

Rampa em estrurura metálica (Perfis UPN 120). Pavimento em chapa metálica anti-derrapamte tipo 'folha de oliveira, 4mm (ver PR1)

CASA DAS MÁQUINAS

Árvore existente

1,76

HOMEM

PISCINA ADULTOS

Pilarete de protecção (proposta)

C

19,50 m

42

20,71 m

B ÁREA FORA DO ÂMBITO

"Rampa, constituída por três lanços e dois patamares de descanso/nível, executada em oficina e colocada/fixa "in situ", após a verificação de cotas no local, garantindo deste modo, o adequado ajuste | acerto de cotas, entre Rua existente e as cotas do interior do Condomínio . Estruturalmente, será composta por perfis metalizados a quente, tipo 'UPN 120', com tratamento anti-corrosão e posterior pintura a esmalte para exterior, fixos lateralmente (no lado Nascente), ao muro existente, por soldadura a chapas metálicas 25x25 cm e 6 a 12mm de espessura, com bucha tipo ' HILTI M16' ."

RUA OCTÁVIO HOMEM Chapa metálica de fixação do perfil 'UPN 120' ao muro existente 250x250 mm; esp.12mm

Portão metálico, idêntico aos existentes, c/ acesso controlado

ARRUAMENTO CONDOMÍNIO

Corrimão em chapa metálica (a 0.85 m do pav.)

Muro existente (a picar e pintar)

2.40

PR2 0.00

-0.13

-0.80

Estacionamento público existente

Passeio

PR1

6% ←

-0.26

vazio

Zona Livre | Entrada

Rampa

Patamar

PR2

6% ←

-0.53

Rampa

Patamar

6% ←

-0.80

Rampa

Z. Livre

Acesso aos Edifícios A, B e C


PROPOSTA


RESTAURANTE | PROJECTO DE ALTERAÇÕES . LISBOA Estudo Prévio.Licenciamento.Projecto de Execução.Obra

Pormenor Caixilharia

R U A D E S Ã O P A U L O

Planta

Corte Longitudinal

48


PAVIMENTOS DESPORTIVOS | PRIMEFLOOR, LDA. Projectos de Concepção e Execução de Pisos Sintéticos PISTAS DE ATLETISMO | CAMPOS DE FUTEBOL E TENIS POLIDESPORTIVOS | PAV. DE SEGURANÇA ARQUES INFANTIS | RETOPING

49


VALA

SALTO À VARA

SALTO À VARA

50


Mb Marta Bravo, arquitecta Tel. [00351] 93 210 05 62 martabravo.arq@gmail.com bravmarta@gmail.com


PORTFOLIO MB