Issuu on Google+

Ano 4 - No 11 Agosto / Setembro 2009

#

Jornal Interno da Gráfica Pallotti Porto Alegre

Pallotti conquistou sete troféus no 5º Prêmio Gaúcho de Excelência Gráfica

N

a noite de sexta-feira, 31 de julho, a Indústria Gráfica

Gaúcho de Excelência Gráfica, promovido pela Associação

do Rio Grande do Sul esteve reunida na Casa do

Brasileira da Indústria Gráfica no Rio Grande do Sul (Abigraf/

Gaúcho (Parque Harmonia) para conhecer as grandes

RS). A Pallotti foi uma das empresas mais premiadas, com

vencedoras, concorrentes em 48 categorias do 5º Prêmio

sete troféus.

Veja as categorias nas quais a Pallotti conquistou os prêmios

Livros de texto

Revistas periódicas de caráter variado com recursos gráficos especiais

Peça: Livro Fernando Pessoa

Peça: Revista Best Home

Cliente: Editora Artes e Ofícios

Cliente: Joal Teitelbaum Escritório de Engenharia

Livros ilustrados

Peça: Orquídeas Brasileiras

Peça: Jornal Kzuka

Cliente: MM Comunicação

Cliente: Kzuka Promoções Ltda.

Revistas periódicas de caráter variado sem recursos gráficos especiais Peça: Revista Vista

Jornais de circulação não diária

Rótulos convencionais sem efeitos especiais Peça: Rotulo Banana Cliente: Olvebra Indústria S/A Divisão de Alimentos

Cliente: Vista Skateboard Art

Pôsteres e cartazes Peça: Cartaz Bronzeamento Cliente: Governo do Estado do Rio Grande do Sul / Agência Escala


A palavra do

Diretor PRATA DA CASA NERI MENINE DE SOUZA, 53 anos. 30 anos com a

Cangados

Pallotti. Ocupa o cargo de Impressor 1A e é casado com “dona Laura”, é pai de Luana Larissa e Lucas William e tem uma linda neta, a Jordana, com 2 anos e meio.

imagem da canga de bois perpassa a história, pois é do ontem, faz parte do hoje e continua sendo perspectiva futura. A evolução da agricultura teve, e ainda tem em alguns lugares, sua marca de sustentação, crescimento e realização. A canga de bois não é puxada por um único animal, mas por dois. O plural reflete coletivo, conjunto, equipe. Sem dúvida, não é possível

F

azem mais de 30 anos que Neri faz parte da equipe da Pallotti. Sempre trabalhou na área de impressão. Iniciou trabalhando como auxiliar de impressão na antiga Planeta 4 cores. Ele conta que nesta época o impressor era o senhor Atílio que foi também seu professor de impressão. Segundo Neri, trabalhar com o Atílio foi praticamente uma escola de profissionalismo. E, logo depois a dedicação deu resultado. Passou a ser impressor da máquina. Daí em diante foi se aperfeiçoando, fez alguns cursos e continuou aprendendo.

comparar o ser humano ao animal irracional. Pessoas não podem e nem devem ser cangadas - A escravidão é do passado - mas são convidadas a aprender o ofício de partilhar o peso, o compromisso, as responsabilidades. A ação de pegar em conjunto, torna a tarefa mais suave. Equivale a ter mais força, alternativa e condição para terminar o projeto iniciado. A junção de potencialidades é bem diferente e mais exitosa do que a dispersão das forças. É no coletivo que os maiores resultados são alcançados. Estes são a contemplação da ação do envolvimento de todos. Notório também é, e isso transparece claramente, o desinteresse

Momentos que ficaram na memória n Iniciou na gráfica em dezembro de

1978. n Virou impressor da Planeta 4 cores em 1980 o que lhe motivou ainda mais. n Ele conta brincando “trabalhávamos no turno administrativo. Iniciávamos às 7h45min e não tínhamos horário para ir embora”

n Em 1981 casou com a Laura e teve a ajuda do irmão Reik que emprestou uma casa para ele morar, aqui mesmo no pátio da Gráfica Pallotti. Isso ajudou muito porque conseguiu juntar um dinheiro para dar de entrada no seu primeiro apartamento. n Conta também que fato marcante foi o crescimento constante da Gráfica. As trocas das impressoras por máquinas mais novas, Heidelberg, fizeram com que a Gráfica se tornasse uma das mais preparadas para o mercado gráfico.

Não dá para deixar de notar que o Neri sente-se orgulhoso de trabalhar na Pallotti. Diz que “trabalhar aqui sempre é um início, cada dia é um novo dia que vale a pena ser vivido”. E deixa um recado para quem quer fazer bonito: “Quem tiver dedicação, determinação, vontade de vencer e de trabalhar, venha fazer parte desta empresa, que lhe dará o reconhecimento que merece.”

n Hoje trabalha à noite e prefere deixar o tempo da manhã livre para outros afazeres e à tarde, descansa. Salienta também que os finais de semana ficam mais prolongados quando não tem trabalho extra. Sai sábado pela manhã e retorna ao trabalho somente na segunda-feira a noite.

de uma pessoa da equipe. Pode até ser confortante atirar-se nas cordas, mas isto prejudica o todo, causando um desconforto generalizado. Como ser racional pare, olhe e veja do seu lado alguém pronto a dividir as dificuldades, a partilhar o peso e para aumentar a força produtiva. Parceiro nome dado, em geral, a um dos animais, segue, mesmo sendonos impossível a comparação, como

PING-PONG

fonte inspiradora ao trabalho de cada

Música: regionalista I Filme: Suspense

um de nós.

Personalidade: Lula I Comida: tudo que é saudável I Medo: de acidente

Afinal de contas, duas forças, na

Alegria: minha família I Família: é tudo I Amor: constrói o mundo

mesma direção, valem mais do que

Tristeza: estar só I Lugar: campanha/praia I Time: Grêmio

duas em sentido contrário.

Não vivo sem: minhas pescarias I Par perfeito: dona Laura Um sonho: conhecer o Rio I Um desejo: viajar pelo Brasil

Pe. Romeu Ullrich

Quem você deixaria numa ilha deserta? Todos que destroem a natureza.


Gráfica Pallotti vai para São Leopoldo

N

o dia 18 de agosto de 2009, o diretor da Gráfica Pallotti, Pe. Romeu Ullrich juntamente com Pe. Roque José Groth, Ecônomo Provincial e Ir. Reik Narciso Burin, Conselheiro Provincial, estiveram na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social de São Leopoldo para formalizar a transferência da Gráfica Pallotti de Porto Alegre para aquele município. O novo endereço será no Parque Industrial, Rua Ivo Afonso Dias, 297 e 347, Bairro São Borja, São Leopoldo, RS. Os representantes da Gráfica Pallotti foram recebidos pelo prefeito Ary José Vanazzi, pelos secretáPe. Romeu Ullrich entrega para o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, a rios do Desenvolvimento Econômico e Social, Carlos carta de intenção de transferência da Gráfica Pallotti para aquela cidade Roberto Fleck, e da Fazenda, Voldojan Cattani. Na ocasião, o Pe. Romeu entregou ao prefeito a carta tiverem a pleno funcionamento, levam-se os demais. A previsão de intenção da parceria, solicitando ao Prefeito e Secretários os de conclusão de transferência da totalidade das operações está encaminhamentos necessários para obter a licença de instalação, prevista para agosto de 2010. o alvará de funcionamento e a permissão para fazer as obras na estruturação da futura sede da nossa empresa. Segundo o Pe. Romeu, o principal motivo da transferência para São Leopoldo é a possibilidade de expansão da Gráfica em uma área de 2.3 hectares. A área já dispõe de algumas instalações que serão ampliadas para a acomodação de toda a estrutura em um único nível, facilitando de forma significativa o transporte de matérias-primas e trabalhos entre os setores. O marco da mudança O marco da mudança se dará com a instalação de uma nova rotativa adquirida recentemente da Goss, cuja previsão de chegada ao Brasil é para fevereiro de 2010 e que será montada no novo parque gráfico (veja mais informações sobre essa aquisição na página 06). A previsão é de que essa nova rotativa comece a operar em abril. Somente após a conclusão dessa instalação será desmontada e levada para São Leopoldo a M600 que hoje encontra-se em nosso parque gráfico. A rotativa M130, que entrou no negócio da compra da nova M600, será desativada somente quando as duas M600 estiverem operando a plena capacidade em São Leopoldo. A partir daí os demais equipamentos serão transferidos de modo a não prejudicar a produção, ou seja, levam-se alguns equipamentos, ficam outros. Quando estes es-

recursos humanos Embora publicado em veículos de comunicação da capital e do Vale dos Sinos que a Pallotti geraria 250 novos postos de trabalho em São Leopoldo, isso não significa que essa totalidade de empregos seja para trabalhadores daquela cidade. Esperamos contar com o apoio de todos para que a Pallotti chegue em São Leopoldo junto com seus fiéis colaboradores. Por ocasião da reunião com o Prefeito e Secretários de São Leopoldo, pedimos, também, informações sobre o sistema de transportes local, pois é do nosso interesse que os 250 colaboradores diretos que temos hoje, além dos terceirizados, ao nos acompanharem para São Leopoldo, possam ficar tranquilos com relação ao transporte. Junto ao terminal do Trensurb há a integração com linhas municipais que levam até o novo parque gráfico, além de empresas particulares que também prestam esse serviço. As opções serão consideradas em tempo oportuno. atendimento e pré-impressão em porto alegre De acordo com o Pe. Romeu, será montada em um prédio próprio na av. Assis Brasil, próximo ao Viaduto Obirici, uma estrutura de atendimento e pré-impressão para atender aos clientes de Porto Alegre, facilitando dessa maneira o fornecimento de orçamentos, negociações, fechamento de arquivos, conferência e liberações de provas de cor e de imposição. Haverá uma mesma estrutura em São Leopoldo para atender aos clientes daquela região. Contamos com o atual atendimento da Pallotti. Temos nos representantes comerciais e no quadro interno a garantia de grandes negócios e a perspectiva de novas investidas, pois o mercado é dinâmico. Área demarcada na imagem de satélite do Google mostra o local para onde será transferida a Gráfica Pallotti


Gente nova

Cássia Recepção

Está cursando o 4º semestre do curso de Administração de Empresas, ela busca na Pallotti crescimento profissional e pessoal. Cássia afirma que estar com a sua família é o que a deixa mais feliz. Ela não gosta de chorar e conta que sua maior qualidade é a sinceridade. “Eu sempre gostei daqui e para quem está chegando... A Pallotti é um lugar que se trabalhar corretamente, tem muita

C

ássia Daiane Barcelos da Cunha, 25 anos, natural de

Porto Alegre, é casada há oito anos com o Daniel e é mãe do Adryan, sete anos. Cássia iniciou na Gráfica Pallotti no dia dois de outubro de 2008 como estagiária, e no dia 16 de junho deste ano foi efetivada, com o cargo de recepcionista.

Alex

Rotativa

A

lex Oliveira Pascoal, 32 anos, natural de Porto

Alegre, é pai de uma menina de 13 anos e de um menino de 14. Iniciou na Gráfica Pallotti no dia 01 de junho deste ano e trabalha na Rotativa. Ele afirma que seus objeti-

Cleber

Acabamento

C

leber Preste da Cruz, 31 anos,

natural de Rondônia. Cleber iniciou na Pallotti

chance de crescimento”.

Filme: Dez coisas que eu odeio em você e Ps.Eu te amo | Comida: batata frita | Medo: morte | Felicidade: estar com meu esposo e meu filho | Música: sou eclética | Livro: Violetas na janela | Um lugar: minha casa | Time do coração: Grêmio | O que você deixaria em uma ilha deserta: A solidão, a inveja e a tristeza

vos são crescer como pessoa e como profissional, para com isso dar uma boa educação para seus filhos. O Alex tem curso de torneiro mecânico e já trabalhou anteriormente em serralherias e metalúrgicas.

Música: Pa

gode | Com ida: churra sco | Filme lia: tudo | T : terror | Fa ime do cora míção: Grêm io | Amizad | Sonho: te e: fundame r minha casa ntal | Quem lev serta: minh aria para u a esposa | m a il h a d Alegria: m einha família

Júlio

Dobra

J

úlio da Silva, 41 anos é natural de Porto Alegre.

Iniciou na Gráfica Pallotti como estagiário no ano de 1984, onde permaneceu até o

no dia 13 de abril deste ano, no setor de

ano 2000. Retornou no dia 12 de junho deste ano, no setor

acabamento. Ele afirma querer continuar trabalhando aqui,

de Dobra.

para progredir e crescer junto a Gráfica. O Cleber sempre que pode fica com sua família, e segundo ele, não gosta de cozinhar e conta que sua maior qualidade é a generosidade.

Ele considera muito importante para o desempenho de sua função o tempo. Júlio afirma ser calmo, gosta de futebol, gosta de sair, de ir ao shopping. Admira seus pais pelo exemplo de vida, e sonha em construir uma família com dois filhos.

Filme: Cidade de Deus | Comida: lasanha | Medo: morte | Alegria: família | Amizade: importante | Família: tudo | Música: O tempo não pára (Cazuza) | Livro: Marley e Eu | Um lugar: minha terra (Rondônia) | Time do coração: Grêmio

Time do coração: Internacional | Comida: Clês | Música: gaúcha | Filme: faroeste | Alegria: estar em casa | Amizade: muitas | Família: especial | Amor: à procura | Quem você levaria para uma ilha deserta: namorada


Antônio Rodrigo Acabamento

A

ntônio Marcos de Albuquerque

Schuaste, 27 anos, natural de Porto Alegre, é casado com a Luciane e é pai do Ademir, quatro meses.

Revista Rainha

R

odrigo dos Santos Marroni, 23 anos, natural

de Guaíba. “Depois de um curso de design gráfico e outro de webdesign... Acabei fazendo uma entrevista e agora estou aqui...”.

Antônio iniciou na Pallotti no dia 13 de abril deste ano, no

Rodrigo iniciou na Gráfica Pallotti no dia 18 de maio deste

setor de acabamento. Ele considera importante estar sempre a

ano, na Revista Rainha. Aqui exerce a função de diagramador

disposição para o melhor desempenho na função que exerce.

e design gráfico, ajuda na edição da Revista e no site da

O Antônio gosta de jogar futebol, detesta mentiras,

ser flexível é importante, pois com isso pode fazer várias

admira a honestidade e tem como maior sonho ver seu filho crescer.

Gráfica. Rodrigo acredita que para realização do seu trabalho, tarefas, mas afirma que parar e analisar, conta muito. No momento está fazendo um curso de Tecnólogo

Ele espera realizar muitas coisas boas na vida, sempre com grandes amizades.

em multimídia.

Ele conta que se considera tranquilo,

criativo, gosta de ler, dançar, conversar e cozinhar. Detesta comparações e admira pessoas dedicadas. Diz também querer escrever um livro, dançar Zouk no

ica: nha | Mús mida: lasa o C | io m rê a vida | oração: G da em outr vi a h Time do c in M : or | Livro filho | AmiFilme: terr gria: meu le sertaneja | A | o m a que que er pessoas eterno | O Medo: perd o | Amor: d tu : ia íl m Fa a família | u filho zade: minh leite do me eladeira: o g a tu a n sempre tem

Gerson

seu casamento e cultivar sua felicidade. Comida: lasanha | Música: Zouk | Filme: Sem reservas | Livro: Vendedor de Sonhos | Medo: da falta de controle da mente humana | Sonho: poder ver um nascer do sol quando eu estiver com 100 anos | Amizade: anjos com uma asa só | Família: base da vida | Amor: verdadeiro | Time do coração: Grêmio

que espera realizar um bom trabalho junto a Pallotti. Ele afirma que considera importante a atenção, para ter um

Expedição

bom desempenho na função que exerce. Diz ser uma pessoa alegre e conta que gosta muito de ir a bailes gaúchos.

G

erson da Silva Barboza,

Time do coração: Internacional | Comida: lasanha | Música:

21 anos, natural de Porto

vanera e reggae | Filme: ação e comédia | Livro: Falcão (Meninos do tráfico) | Medo: perder as pessaos que amo | Amiza-

Alegre. Gerson iniciou na Gráfica Pallotti no dia 04 de junho deste ano, na Expedição. Está cursando o ensino médio e afirma

Juliano Cola

J

de: muitas | Família: amigos | Amor: só de mãe | Quem você deixaria em uma ilha deserta: as dificuldades da vida

Juliano iniciou na Gráfica Pallotti no dia 04 de junho deste ano, no setor de Cola. Ele afirma que espera crescer junto a Pallotti, e que possa sempre desempenhar seu trabalho corretamente. O Juliano adora escutar música, admite que sua maior

uliano dos Santos Charão, 33 anos, natural de Porto

Alegre é casado com Giovana Prestes Santos e é pai do Joaquim (2 anos), Marcela (6 meses), Robert (10 anos) e Evelin (12 anos).

qualidade é a sinceridade e que seu defeito é a timidez, ele ainda Filme: Guarda Costas | Comida: A la minuta | Medo: avião | Alegria: meus filhos | Família: pai e mãe | Música: todas | Livro: A Lenda | Um lugar: Partenon | Time do coração: Grêmio


A palavra dA

GERENTE GERAL

H

oje gostaria de dividir com vocês a importância do trabalho em nossas vidas.

Temos em nosso meio aqueles que trabalham com amor e aqueles que trabalham pura e simplesmente para pagar as contas no final do mês. Qual será a diferença entre estas pessoas? Pois eu lhes digo. Aquele que trabalha com amor, possui uma vida mais plena, pois sabe que independente da função que exerce, o resultado do que faz é útil para alguém, sabe o quanto é importante a sua participação no resultado final de um produto ou serviço e tem prazer em ser capaz. O segundo, paga suas contas no final do mês e todos os dias são como um sacrifício para obter dinheiro. Quem sofre mais? E Por quê? Porquê tornar uma existência vazia sem valorizar até as mínimas coisas que somos capazes de fazer. Porquê não executarmos nossas ações com orgulho de quem sabe. E muitas vezes chegamos em casa também com uma sensação de vazio, e aqueles que nos esperam precisam de um gesto de carinho, de dividir também suas conquistas e seus anseios. O que quero dizer com tudo isto? Simplesmente que o caminho que percorremos somos nós mesmos que traçamos e exige mudanças de comportamento. Quanto mais reclamarmos das situações que nos afligem, pior elas se tornarão. Temos que arregaçar as mangas e

Pallotti adquire nova rotativa M600

R

ecentemente a Gráfica Pallotti fechou com a Goss (empresa norte-americana que adquiriu a divisão de rotativas comerciais da Heidelberg), uma nova rotativa M600 com capacidade de 55 mil IPH, o que gerará um acréscimo de produção de 37,5%. Segundo o Pe. Romeu, a opção por esse modelo deveu-se ao fato de a Pallotti já contar com uma rotativa desse modelo o que facilita o aproveitamento das chapas (mesmo modelo) além de que já conhecemos o modo de operação desse equipamento. Junto com a aquisição dessa nova rotativa, a Pallotti acertou também o upgrade da antiga M600 para a utilização do CIP 4 que, interligado com a Pré-Impressão, agilizará e facilitará o acerto de máquina.

lutar. Lutar na maioria das vezes contra nós

Qualidade de impressão: editorial

mesmos que somos muitas vezes o nosso

Velocidade: 55 mil IPH

próprio empecilho. Vamos ver as coisas de

Dobradeira: JF55

um outro modo e fazer de nossos gestos

Gramatura do papel: 32 a 135g/m2

de cada dia um agradecimento por tudo o que temos de bom. Olhar para os colegas, a

Se o impresso possuir dobra, a gramatura máxima do papel é de 115g/m2

família, os chefes, como seres humanos com

Circunferência do cilindro: 57,8 cm

os mesmos anseios que nós, e desta forma,

Largura máxima do papel: 95 cm

harmonizarmos a convivência. Vamos fazer

Formato máximo de impressão: 56,5 x 95 cm

e fazer bem feito pois é a oportunidade que

Acabamentos: são diversas possibilidades de dobra com possibilidade de aplicação de cola na lombada em cadernos de 8, 12, 16 e 20 páginas, salientando que a cola vai no sentido vertical.

temos e não podemos deixar passar, pois somos todos capazes. Só depende de nós.

Um forte abraço Nara Levandowski Oliveira

Juntamente com a Gämmerler está sendo estudado um projeto para implementar um sistema de acabamentos em linha para essa rotativa.


Pallotti faz novas aquisições de veículos

S

empre pensando em atender melhor os seus clientes, a Gráfica Pallotti acaba de adquirir novos veículos para ter mais autono-

mia em suas entregas. No mês de agosto chegaram uma nova Sprinter Mercedes (1500 kg), um HR da Hyundai (1500 kg), um Mercedes Acello (5400 kg) e uma moto Honda Fan 125 modelo Cargo. Estas novas aquisições têm o objetivo de atender Porto Alegre e região metropolitana, assim como fazer eventuais viagens.

O HR da Hyundai foi o primeiro veículo a chegar. Tem capacidad para 1.500 Kg e ser e á guiado pelo nosso colega Luis Gustavo Moreira que, além de entreg as, faz compras par a a empresa

A rotina da logística é programada juntamente com a produção, organizando roteiros prévios, de acordo com as previsões de finalizações dos trabalhos em produção.

00 kg capacidade para 5.4 de Vargas O Mercedes Acello tem ega Artur Rodrigues col so nos o pel ido e será conduz

Os veículos, já adesivados, além de carregar os impressos a serem entregues, levam também a forte e respeitada marca da Pallotti por onde passam, sempre com o cuidado de seus motoristas Artur Rodrigues de Vargas, Luis Gustavo Moreira e James Augusto Radde de Castro.

esta´ acontecendo

James Augusto Radde de Castro é o motor ista da Sprinter (Merce que possui capacidad des) e de 1.500 Kg e que fará entregas em Porto Alegre e reg ião metropolitana

por Ênio Sbeghen Máquina de verniz – Com o auxílio do Vanderlei, nosso novo colega, estamos preparando a transformação de uma impressora offset, a SOR, em equipamento para aplicação de verniz localizado e total. A previsão é de que esta máquina entre em operação no próximo mês de setembro. Impressora Ryobi – Após alguns percalços depois da instalação, a Ryobi agora está imprimindo a plena capacidade (13 mil impressos/hora) e com excelente qualidade. Os ajustes foram feitos pelos técnicos da Ryobi juntamente com nossos impressores. Encontros de produtividade – Com a impressão plana (impressores), acabamento manual, grampo, dobra e coladeira PUR do 1º turno começamos a realizar encontros para promover maior integração, resolução de problemas, busca de produtividade com qualidade e qualificação do pessoal. Além disso, nesses encontros são reforçados os pedidos de pontualidade, organização e

limpeza dos setores. Esses encontros serão extendidos para todos os setores produtivos. Anote suas idéias e traga para o grupo. Cuidados com as chapas – Estamos padronizando o uso de chapas na Pallotti com a compra de apenas uma marca para, com isso, termos maior controle de qualidade. Além disso, com a vinda do forno em linha com a processadora, ficou mais fácil seu fornemento, conferindo-lhes maior resistência e durabilidade. Em razão disso, reduzem-se significativamente as perdas e o custo para trabalhos com grandes tiragens. Dobra e Grampo estão tinindo – Com as recentes aquisições de dobradeiras e grampeadeiras com tecnologias de última geração, esses setores estão cada vez mais produtivos e eficientes. E, para melhorar ainda mais, todos os operadores e auxiliares do setor de grampo estão sendo treinados de forma a terem condições de operar qualquer equipamento de grampo disponível na empresa. Começamos com o primeiro e o segundo turno e, nos próximos

dias, os operadores e auxiliares do terceiro turno passarão por esse treinamento. Pos-cálculo – Nosso colega, engenheiro de produção, Tiago Fichtner, dedicará algumas horas do dia para efetuar o pos-cálculo de alguns trabalhos e adequará o sistema Login para fazer os apontamentos de produção no setor de grampo, além de acompanhar os setores de impressão plana e rotativa. Cooperação importante – Quando alguma impressora rotativa se encontra desligada, nossos colegas desse setor têm dado importante ajuda para o setor de impressão plana. Muito bacana de se ver também, é o mutirão que colegas de diversos setores fazem para auxiliar na expedição da Revista Rainha. Com a cooperação e integração de todos, só temos a ganhar: não só em produtividade e qualidade do trabalho mas, principalmente, na qualidade das nossas relações interpessoais.


ciclo de palestras Novidades Adobe CS4 e homenagem aos clientes das peças premiadas no 5º Prêmio Gaúcho de Excelência Gráfica

N

o dia 03 de agosto de 2009 às 18 horas aconteceu na Pallotti mais uma palestra do Ciclo de Palestras Pallotti,

com o apoio da Soma Informática. Dois palestrantes, consultores da Adobe, Fabiana Go e Leon Kulikowski, prenderam a atenção do público por mais de uma hora. Todos os participantes ficaram encantados com as novidades da nova versão da Suíte da Adobe, a CS4, e já esperavam a hora de colocar em prática as novas possibilidades que essa versão trouxe para os

querda cartão. Da es res e um belo lombo flo Co de a s lic te gé he An beram remal bias Sklar e ce To re , s te do re ea ga lrich, Mar Os homenag Pe. Romeu Ul para direita

designers gráficos. No final da palestra, que aconteceu próximo das 19 horas,

estavam expostas para apreciação de todos.

foram feitas homenagens aos clientes da Pallotti, cujas peças foram

A Pallotti busca, com estas

premiadas no 5º Prêmio Gaúcho de Excelência Gráfica. Foram

atitudes, mostrar a todos que é

entregues ramalhetes de flores e um belo cartão a Margarete,

possível ir além. Que a dedicação

Gerente de Marketing da Olvebra Indústrias S/A – Divisão de

e a ousadia de seus clientes é fator

Alimentos (Rótulo Soy Milk Banana), Angélica Colombo, Gerente

motivador para toda a equipe que, ao

de Marketing do Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum (Revista

deparar-se, diariamente, com novas

Best Home) e Tobias Sklar da Vista Skateboard Art (Revista Vista).

situações, busca soluções inovadoras.

Os representantes das empresas ficaram emocionados com as

E, as respostas a esses desafios

homenagens e falaram um pouco sobre a parceira de sucesso com

traduzem-se em reconhecimento

a Pallotti que permitem imprimir seus trabalhos com excelência

como aconteceu com os prêmios recebidos nesta edição do Prêmio

gráfica reconhecida pelos prêmios conquistados. Pe. Romeu Ullrich,

Gaúcho da Excelência Gráfica.

diretor da Gráfica Pallotti, ao cumprimentar os homenageados, falou da importância desses trabalhos premiados para a Gráfica Pallotti e incentivou a todos a criar peças que, impressas na Pallotti, poderão ser as grandes ganhadoras da próxima edição.

Fabiana Go, palestrante da Adobe

Por isso tudo agradecemos aos clientes que confiaram na Pallotti e propiciaram essa conquista. E a todos dizemos: contem conosco! Somos parceiros!

Após o término dos agradecimentos e do sorteio de brindes feitos pela Soma Informática, todos se dirigiram para o saguão central para a confraternização, com direito a brinde de champanhe em homenagem aos premiados e aos prêmios conquistados. Enquanto os participantes aproveitavam esse momento, as peças ganhadoras

algumas novidades do CS4 Illustrator Gradiente O degradê pode ser editado direto no objeto, e não só no painel Gradient.

Photoshop O Photoshop CS4 e o Photoshop CS4 Extended têm uma nova interface baseada em abas, em uma única janela e com painéis que se ajustam em grupos.

InDesign Pré-Impressão

Fabiana Go Leon Kulikowski, prenderam a atenção do público

Localizar e corrigir problemas ficou muito mais fácil com o preflight em tempo real.


Por dentro da •••

Laminação e Verniz UV total

N

esta edição, apresentamos o setor de laminação e verniz UV total no qual trabalham nossos colegas Moisés Pinto Silva (dia) e Geraldo Falcão Almansa (noite).

Equipamento de lam inação

niz UV total Equipamento de ver

O processo de verniz UV total Antes de se iniciar o trabalho, é feito o acerto da espessura de camada de verniz. Depois disso, é só começar a colocar as folhas manualmente que passam por uma estufa de ultravioleta para a secagem. Na saída, um auxiliar retira as folhas e as empilha de modo que elas já estão prontas para serem transportadas para a próxima etapa de acabamento. O processo de laminação com Prolam Existem dois tipos de laminação: a fosca e a brilhante. Ao receber o trabalho a ser laminado. Verifica-se qual é o tipo e escolhe-se o rolo com a largura mais indicada para o trabalho. Em alguns casos, há a necessidade de se cortar esse rolo.

de precisar contar com a ajuda do auxiliar que ficava destacando as folhas e rezando para desgrudar fácil, do contrário era parada de máquina na certa.” De acordo com Geraldo, “agora é possível ter mais produção com melhor qualidade e com um pouco menos de esforço”. Diferenças e aplicações De acordo com Moisés e o nosso gerente de produção, Ênio Sbeghen, tanto o Prolan quanto o verniz dão um belo acabamento aos impressos. O verniz UV total, em alguns casos é mais econômico que a laminação Prolam e dá um destaque especial para capas de revistas e folhetos. O plástico, por ser mais resistente ao atrito, proporciona maior durabilidade para o impresso e é indicado para capas de livros e de catálogos.

O rolo é colocado na máquina que, regulada com temperatura entre 100 e 110 ºC, está pronta para começar a trabalhar. Segundo Moisés, hoje o trabalho está um pouco mais fácil do que era há alguns anos, pois esse equipamento juntamente com o uso do Prolam, dispensa algumas etapas: “antes, era necessário controlar plástico, celofane, papel e temperatura além

Geraldo Falcão Almansa trabalha na Pallotti há 18 anos e, atualmente é plastificador e envernizador, começou como auxiliar de corte e ficou nessa função por cerca de 2 anos quando passou a trabalhar no setor de plástico. “Amo o meu trabalho, realizo as atividades com amor. Me sinto muito à vontade com todos, como se estivesse entre irmãos. Geraldo se define como uma pessoa calma que gosta de ver filmes e assistir a jogos de futebol, principalmente os do Grêmio. É casado com a Izonilde e pai do Jordy (12 anos) e sua família é tudo para ele, a alegria de viver, mas quando acontece alguma coisa errada, sente-se muito triste. Adora churrasco bem gordo e de bater uma bola com seu filho na praça Seu recado é... “Façam seu trabalho com carinho. Eu tenho certeza que serão bem recompensados por isso.”

Móises Pinto Silva trabalha nesse setor praticamente desde que iniciou na Pallotti em 1992 (ficou somente 6 meses como auxiliar de plastificação), e no verniz, desde que a máquina chegou, em 1997. “Parece que quanto mais tempo se tem de casa, mais “carneiro” se fica. Não se consegue ir embora sem ver o trabalho pronto”. Mas o que é um carneiro, Moisés? “Carneiro é aquela pessoa que tá sempre correndo para entregar rápido o trabalho e fica triste quando tem pouco serviço”. Moisés se define como um cara normal, tranquilo, muito colega: “quando alguém chega triste, tento ajudar, motivar”. É casado com a “dona” Rosângela há 5 anos. É pai do Diego (22 anos), do Moisés Júnior (11 anos) e pai adotivo da Michele (22 anos). Gosta de ir a fandangos com a esposa, assistir aos jogos do Grêmio pela TV (já que assistir no estádio sai muito caro!), de saborear um churrasco com uma geladinha (mas é só de vez em quando) e receber alguns colegas. E seu recado é... “Cada um precisa ter paciência, não desistir e trabalhar direitinho. A oportunidade esta aí, basta conquista-la.”


Equipamento de Proteção Individual Adriano da Silva Técnico de Segurança do Trabalho

C

onforme a Portaria 3214/78 do Ministério do Trabalho e Emprego, NR 06, EPI (Equipamento de Proteção Individual) é todo o dispositivo ou produto, de uso individual, utilizado pelo trabalhador, destinado a proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho. A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, de forma gratuita, o EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias: a) Sempre que medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho; b) Enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; c) Para atender situações de emergência.

Um dos principais EPIs de uso obrigatório em todos os setores de produção da Pallotti é o protetor auricular que deve ser utilizado pelos funconários do setor e também pelos visitantes

Cabe ao empregador

Como Trabalhadores, temos a obrigação de ter Cultivemos ciência das Leis, Portaa VIDA, pois nosso rias e Normas, como • Exigir seu uso; trabalho nos garante o esta citada acima, • Fornecer somente o EPI aprovado sustento e a segurança no que nos rege e torpelo órgão nacional competente; na obrigatório o trabalho nos garante a saúde seu cumprimen• Orientar e treinar o trabalhador física e mental! to. É nosso dever quanto a seu uso, guarda e concomo colaborador saber que a Empresa servação; está amparada legalmente pela Norma Lembremos ainda que nenhum • Substituir imediatamente quando Regulamentadora 01, itens 1.8 e 1.9, do trabalho é tão urgente que extraviado ou danificado; qual se refere à aplicação de penalidades não possa ser executado previstas na legislação pertinente, quanto ao • Responsabilizar-se por sua manutennão cumprimento das disposições legais. com segurança! ção e higienização.

Adquirir o E.P. I adequado ao risco da atividade;

Comunicar ao M T E qualquer irregularidade observada.

cabe ao colaborador

• Usar o EPI, utilizando-o apenas para a finalidade a que se destina;

• Responsabilizar-se por sua guarda e conservação; • Comunicar qualquer alteração que o torne impróprio para uso; • Cumprir as determinações do empregador sobre seu uso

Porém, devemos também olhar além das entrelinhas, de modo que não podemos apenas nos ater às normas, mas devemos utilizar os EPIs, não porque existe uma obrigatoriedade e sim porque temos consciência que nosso bem maior, nossa vida, que estará em risco caso não nos protejamos! Usaremos os EPIs porque nosso objetivo como cidadãos é retornar para nossa casa como saímos para vir trabalhar. Lembremos que alguém nos espera quando chegamos, sejam nossos pais, nossos filhos, esposa ou marido. Alguém está de braços abertos a nossa espera!

adequado.

A contribuição da Cipa para a prevenção de acidentes no trabalho A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) vem contribuindo mensalmente para a prevenção de acidentes,

como parâmetros para priorizar os assuntos e, juntamente com a gerência, definir um Plano de ação, que seja eficaz.

pois é através das Inspeções de Segurança realizadas pelos

Continue colaborando e participando com a Cipa para que

cipeiros que são levantadas as condições dos diversos itens

possamos continuar a crescer no que se refere à proteção física

de segurança, tais como: Empilhamento de materiais, deso-

e mental de todos os colaboradores! Se você vir algum ato ou con-

bstrução de extintores de incêndio, acondicionamento de

dição insegura informe ao Técnico de Segurança ou aos membros

produtos químicos, uso de EPIs, proteção das máquinas e

da Cipa. Você é o maior responsável pela sua segurança.

equipamentos elétricos etc. Essas informações são usadas


Espaço da

Galerinha

o irmão Pra alegria d amãe Rita Diogo, da m do papai de Cassia e es da Márcio Mend pressão), Silva (Pré-im julho no dia 30 de an nasceu Bry

a

Goularte da Silv

Essa fof ura é Gabri

elle Almeida Martins, d e

1ano, fi lha do Ande rsson Cunha M artins (Rotativ a).

00 kg pesando 3,7 0 cm. e medindo 5

Ana Beatriz , filha do colega eldel dos Santos

éa Essa mimosa

W

rampo). dos Santos (G Paulo André deste ano. 23 de maio ia d o n eu sc Ela na fura? Não é uma fo

Jéssica Aguiar de Oliveira e g a lã d e co m ca ra d o h n ti ro a g E ss e colega filho do nosso l, ie r b a G o é a em cin ressão). vila (Pré-imp ’Á D o ci rí u a M

o O garotinh com sorridente peca cara de sa

Luis Felipe a, il Marques Áv

é

a Paula filho da An ostura) Marques (C tou 12 que comple ia 14/08. anos no d Parabéns!!!

Essa menininha linda completou 3 aninhos no dia 16/08. Seu pai é o Cristiano Silva de Oliveira (Dobra) e a sua mãe é a Carolina Oliveira Aguiar. Parabéns!!!

Nossa colega Denise (Costura) é toda sorrisos com o neto

Gustavo.


(23/07 - 22/08) - Leão

Vamos

1. Frase: “Antigamente EU era vaidoso, mas agora me curei e estou PERFEITO!” 2 . O que o l e o n i n o espera de seu parceiro:

Busca alguém com quem compartilhar suas ideias “seu chefe criativas, que goste de crianças mandou”? e queira ter filhos. Geralmente deseja mais uma platéia para aplaudi-lo ou um companheiro de brincadeiras, do que um verdadeiro amor. brincar de

3. Como irritar um leonino: Ignore-os. Esqueça o nome deles e pergunte “Qual é mesmo o seu nome?”. Em público, não os apresente às pessoas importantes. 4. Como o leonino reza antes de dormir: “Oi, Papi! Eu posso apostar como você está realmente orgulhoso em ter a mim como seu filho!” 5. Por que o leonino atravessou a rua? Para chamar a atenção, sair nos jornais, revistas, etc. 6. Você foi assaltado e o leonino... “Vou pegar esse fdp!!”... e sai correndo porta afora.. 7. Adesivo para o vidro do carro do leonino: ”Tudo que tenho me ama”. 8. Quantos leoninos são necessários para trocar uma lâmpada? Um leonino não troca lâmpadas, a não ser que ele segure a Lâmpada e o mundo gire em torno dele.

Leoninos convencidos Valmor Jose Masiero - 27/07 (Impressão Plana) Fabio Pereira Ramos - 02/08 (Manutenção) Gilson Santos da Silva - 03/08 (Impressão Plana) Sismundo Camargo dos Santos - 03/08 (Impressão Plana) Alexsander Agliardi Viganon - 04/08 (Impressão Plana) Bianca Karina Bugs da Silva - 07/08 (Revista Rainha) Justo Saldivia Neto - 09/08 (Almoxarifado) Neide Vani de Souza - 09/08 (Gravação de chapas) Denis Adir de Souza Neves - 10/08 (Impressão Plana) José Renato Ambrosio Souza - 13/08 (Informática) Carlos Augusto Galvão de Barros - 14/08 (Impressão Plana) Adenilson Farias Nunes - 15/08 (Impressão Plana) Marcelo Domingos da Silva - 17/08 (Dobra) Ibanes Flores Fernandes - 18/08 (Grampo) Felomena Silva Sladivia - 18/08 (Serviços Gerais) Felipe Daniel Centeleghe - 18/08 (Grampo) Cleber Preste da Cruz - 20/08 (Cola)

HUMOR Leis de Murphy atualizadas Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos. A beleza está a flor da pele, mas a feiúra vai até o osso! n Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil quanto a explicação do manual. n Tudo leva mais tempo do que todo o tempo que você tem disponível. n Se há possibilidade de várias coisas darem errado, todas darão – ou a que causar mais prejuízo. n Se você perceber que uma coisa pode dar errada de 4 maneiras e conseguir driblá-las, uma quinta surgirá do nada. n Seja qual for o resultado, haverá sempre alguém para: a) interpretá-lo mal; b) falsificá-lo; c) dizer que já tinha previsto tudo em seu último relatório; n Quando um trabalho é mal feito, qualquer tentativa de melhorálo piora-o ainda mais. n Acontecimentos infelizes sempre ocorrem em série n n

1. Frase: “Já te disse que sou SUPER DEMOCRATA... mas porque você ainda não fez o que eu MANDEI?”

(23/08 - 22/09) - Virgem

2. O que o virginiano espera de seu parceiro: Busca um relacionamento funcional onde predomine a ordem, a limpeza, e o bom senso, alguém que faça com que tudo corra como deve ser, sem sair da rotina, e sem grandes contratempos.

Vamos fazer uma faxina na cozinha?

3. Como irritar um virginiano: Choramingue bastante. Desarrume sua casa, atrapalhe sua programação, esqueça de atarraxar a pasta de dente. Diante do armário do banheiro, indague: “para que tanto remédio?”. 4. Como o virginiano reza antes de dormir: “Querido Deus, por favor faça do mundo um lugar melhor, e não o destrua como você fez da última vez.” 5. Por que o virginiano atravessou a rua? Ele ainda não atravessou porque está medindo a largura da rua, a velocidade dos carros, se essa experiência é válida, qual seria a melhor hora de atravessar essa rua, etc. 6. Você foi assaltado e o virginiano... Rodando, preocupado: “Vocês tem certeza que não e melhor chamar um medico? Ou medir a temperatura?” 7. Adesivo para o vidro do carro do virginiano: “Não me siga. Preciso passar no médico”. 8. Quantos virginianos são necessários para trocar uma lâmpada? Vamos ver: um para virar a lâmpada, um para anotar quando a lâmpada queimou e a data em que ela foi comprada, outro para decidir de quem foi a culpa da lâmpada ter sido queimada, dez para decidir remodelar a casa enquanto o resto troca a lâmpada...

Virginianos pensativos Kamila Kühn Nunes - 23/08 (Recepção) Renata Oliveira - 23/08 (Almoxarifado) Ricardo Amaral Medeiros - 24/08 (Grampo) Daniel Barbosa - 26/08 (Grampo) Vagner Luis Guimarães Woloski - 28/08 (Impressão Plana) Geraldo Falcão Almansa - 29/08 (Plastificação) Carlos Vinícius dos Santos Pinheiro - 01/09 (Acabamento Final) Lourdes Tumiski - 03/09 (Serviços Gerais) Juarez Lacchini da Silva - 04/09 (Impressão Plana) Marco Aurélio Mello - 07/09 (Impressão Plana) Patrícia Mendes Strupper Duzzo - 08/09 (Controladoria) Daimar da Costa Oliveira - 09/09 (Impressão Plana) Jose Gamito Cardoso - 09/09 (Manutenção Industrial) Neusa Beatriz Maciel - 10/09 (Acabamento Final) Lori Griebler Menger - 11/09 (Impressão Plana) Isabel do Amaral Rufino - 12/09 (Revista Rainha) Rogerio Rosa da Rosa - 13/09 (Grampo) Edigar Souza Nunes - 16/09 (Expedição) Robinson Padilha - 18/09 (Guilhotina) Anderson Ricardo Fagundes da Silva - 19/09 (Dobra) Maria Denise dos Santos - 21/09 (Costura) n Toda vez que se menciona alguma coisa: se é bom, acaba; se é mal, acontece. n Em qualquer fórmula, as constantes (especialmente as registradas nos manuais de engenharia) deverão ser consideradas variáveis. n As peças que exigem maior manutenção ficarão no local mais inacessível do aparelho n Se você tem alguma coisa há muito tempo, pode jogar fora. Se você joga fora alguma coisa que tem há muito tempo, vai precisar dela logo, logo… n O modo mais rápido de se encontrar uma coisa é procurar outra. Você sempre encontra aquilo que não está procurando. n Quando te ligam a) se você tem caneta não tem papel b) se tem papel não tem caneta c) se tem ambos ninguém liga.

Veja mais Leis de Murphy na próxima edição


Nosso Jornal