Page 1

IMOBILIÁRIO

SALVADOR SÁBADO 31/5/2014

Mila Cordeiro / Ag. A TARDE

TENDÊNCIA É permitido até misturar temas, mas é essencial usar peças que confiram leveza ao espaço

A depender da escolha das peças, é possível trazer memória histórica da região ao ambiente

Africana, europeia, japonesa... Culturas que inspiram a decoração da casa ESTELA MARQUES

A sala é inspirada na cultura japonesa; o quarto, na cultura europeia. A varanda, por sua vez, faz referência ao budismo. O pluralismo de temas em diferentes ambientes da casa é permitido, desde que não pese o ambiente. O ideal é “mesclar com peças leves”, de acordo com a arquiteta Celeste Leão. Móveis tradicionais combinados a quadros com temática africana é a aposta de Tulany. O artesão compõe a decoração de casa com cadeiras esculpidas e elementos próprios da cultura vinda de África. Para marcar os tons vermelho e amarelo, típicos ao continente, ele utiliza tecidos de blocos afros e afoxés. A tendência do animal print na moda estende-se à decoração e também marca a cultura africana. De acordo com o arquiteto Marcelo Borges, qualquer uma das estampas pode ser utilizada nos ambientes com este tema. A única restrição é a repetição das cores. “Pode usar qualquer estampa, contanto que você consiga ter outros elementos de mesmo tom no ambiente, para que todos se casem”, explica. Borges assina, junto com Arthur Athayde, a vitrine da loja Toque da Casa, voltada para a temática. A depender da escolha das peças, é possível trazer memória histórica da região ao ambiente. Cadeiras clássicas europeias, no estilo bergère (de estrutura arredondada) acolchoadas com estampa de zebra, por exemplo, representam a miscigenação fruto da relação colonizadora entre Europa e África.

Ricardo e Zene Ferreira criaram espaço cheio de charme com peças hindus

utilizadas tanto na sala ou no quarto. Para completar a decoração, as poltronas bergère estofadas no assento, braços e costas, de madeira exposta, podem ser utilizadas. Almofadas são comuns na decoração europeia. Jaqueline conta que a preferência é por aquelas no estilo tapeçaria, com detalhe de arabescos, de tecidos mais grossos e aveludadas. Livros franceses e vasos dourados são a dica da arquiteta antes de escolher as peças decorativas do ambiente. Estes objetos podem ser combinados a cristais venezianos e finalizar a composição. Os papéis de parede, tendência na decoração 2014, são comuns na Europa e podem ser apropriados pela decoração deste tema. O revestimento vem estampado com flores em tons de rosa, azul e amarelo.

Varanda, inspirada na cultura indiana, projetada por Ricardo Freire

Yuji Sogawa / Divulgação Mila Cordeiro / Ag. A TARDE

DECORAÇÕES INSPIRADAS EM OUTRAS CULTURAS BUDISMO E HINDUÍSMO São culturas que combinam bem com varandas e áreas de estudo, por conferir ar zen ao ambiente. Gazebos (construções que parecem pequenos coretos), leões de pedra, estatuetas, representações de deuses e móveis em madeira se adequam às temáticas JAPONESA Decoração inspirada na cultura japonesa pode ser colocada na sala de estar ou de refeições. É forte o uso de tons vermelhos e dourados, em tecidos como seda e organza. Além da mesa de refeição baixa, luminárias de papel e cortinas em madeira ou voil são elementos característicos dessa cultura. Porcelanas em tons de branco, azul e vermelho podem decorar a mesa de refeição

Área externa

A cultura indiana é a mais indicada para a área externa. Na varanda e nos jardins, os gazebos (espécie de tenda, que pode ser acolchoada) podem ser utilizados. Leões de pedra e estatuetas são recomendados para compor o paisagismo. O arquiteto Ricardo Ferreira sugere a mesma temática para o espaço de leitura. Representações de deuses e budas, ao chão ou pendurados na parede, conferem ar zen e intimista ao ambiente. Se a ideia for brincar com a decoração, os elementos hinduístas podem ser contrapostos a almofadas estampadas em flores, que tropicalizam o ambiente. Os móveis de madeira podem ser explorados em ambos os casos. A linha oriental é apropriada à parte interna da residência. Na sala de estar ou de refeição, a cultura japonesa pode ser referendada com uso de tons vermelhos e dourados, em tecidos de seda ou organza. A mesa de refeição baixa pode ser a peça-chave, já que é hábito para os japoneses fazer refeições sentados no chão. Para ambientar a mesa, porcelana branca e azul-marinho ou branca e vermelha são utilizadas. Elementos típicos a essa cultura, as luminárias de papel complementam a decoração junto às cortinas em madeira – estas podem ser substituídas por cortinas de voil.

ÁFRICA Decoração com animal print pode ser utilizada, desde que as cores da estampa estejam em outras peças do ambiente. Os elementos da cultura africana podem ser combinados a móveis clássicos. Os tons preto, branco e vermelho estão em peças decorativas, móveis e almofadas

O artesão Tulany decora sua casa com inspiração na cultura africana

Claro e escuro

Estilo clássico

Na decoração africana, móveis escuros podem ser combinados a quadros coloridos, como fez Marcelo Borges na loja Toque da Casa

Móveis como a mesa de canto no estilo bombé são peças-chave no estilo clássico europeu, em ambiente da Tok & Stok

Charme e requinte

Espelhos emoldurados com ouro-velho, tapetes persas, aparadores e luminárias representam, juntas, o requinte da cultura europeia. Rosas naturais em vasos combinados a móveis clássicos remetem ao ambiente europeu. De acordo com a arquiteta Jaqueline Miguez, essa é a cultura de tendência mais forte na decoração de ambientes. As cômodas no estilo bombé (arredondadas e clássicas) também estão em alta e podem ser

3

Mila Cordeiro / Ag. A TARDE

Mila Cordeiro / Ag. A TARDE

EUROPA Para deixar o ambiente com características europeias, é recomendado o uso de tapetes persas, espelhos emoldurados em ouro-velho, aparadores e luminárias. Cômodas no estilo bombé (arredondada e clássica) são colocadas na sala ou no quarto, acompanhadas da poltrona bergère (acolchoada no assento, braço e costas). Almofadas no estilo tapeçaria, aveludadas e de tecidos mais grossos são típicos ao continente europeu. As flores são utilizadas em papéis de parede e, quando naturais, em vasos dourados. Livros com linguagem francesa são considerados peças decorativas

Se a opção for pela cultura japonesa na decoração, os tons são os vermelhos e dourados


Jornal A Tarde 31-05-2014  

Caderno Imobiliário: decoração inspirada na cultura de outras regiões do mundo.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you