Page 1

Tecnologia e sustentabilidade A inovação é fundamental para a criação de uma sociedade humana sustentável. Enquanto sociedade, não seremos capazes de ser bem sucedidos na criação de um mundo sustentável, se nos preocuparmos unicamente em ser mais eficientes naquilo que já fazemos. No entanto, as tecnologias inovadoras são descobertas, desenvolvidas e comercializadas num ambiente que consiste em mercados, cadeias de fornecimento e redes de distribuição, a par de uma série de tendências perturbadoras social e ambientalmente: ecossistemas e sistemas de apoio social ameaçados, um

Será que a inovação e a tecnologia podem fazer parte da solução para reverter estas tendências negativas? Se assim for, como deve o mundo empresarial actuar, por forma a que a inovação tenha um impacto positivo sobre estas tendências e, ao mesmo tempo, crie valor para as empresas? As empresas, que optaram por novas tecnologias, aperceberam-se de que a inovação não se consubstancia no conceito de «negócio como de costume». A sociedade civil tem vindo a desempenhar um papel cada vez mais activo na determinação do que é aceitável e inaceitável. As pessoas temem o desconhecido, sobretudo quando acreditam que poderá afectar de forma adversa a saúde ou os sistemas sociais estabelecidos. Por conseguinte, como deve o mundo empresarial actuar, para valorizar os processos de inovação aos olhos dos agentes económicos e da sociedade? O grupo de trabalho Inovação, Tecnologia, Sustentabilidade e Sociedade


TECNOLOGIA MILITAR EQUIPAMENTOS O Ministério da Defesa russo começou a implementar e a dominar o uso de equipamentos de artilharia sobre rodas, que no futuro substituirão a do tipo lagarta. O primeiro obuseiro russo em uma plataforma com rodas será exposto no outono, em Níjni Tagil, na Mostra Internacional de Equipamento Militar REA2013. Oleg Afanasiev, representante da Kamaz, contou ao “Izvéstia” que, como base para o novo obuseiro, foi escolhida a plataforma tetraaxial Kamaz6560, que é utilizada em equipamentos empregados na construção e de uso militar.

Assim que eles forem concluídos, o primeiro tanque sobre rodas será integrado ao armamento do exército da Rússia e começará a entrega dessas unidades para as tropas. Espera-se que os testes sejam concluídos antes do final de 2015. Para o novo equipamento, ela foi modernizada, com a inserção de um motor mais potente e com modificações no design do quadro para que ele possa resistir a um tiro potente. “É o mesmo chassi sobre o qual estão montando o sistema de defesa antiaéreo Pantsir-S. Ele atende as exigências da indústria e dos militares. Já é uma plataforma de série, por isso, não haverá qualquer problema com a sua fabricação”, explicou Afanasiev. Ele acrescentou que o protótipo da nova plataforma foi enviado para a MZ (empresa russa de armamento), onde é produzida a unidade de artilharia. Lá, as duas partes do obuseiro devem ser reunidas em uma única máquina, e os testes, iniciados.

Supõe-se que o obuseiro será totalmente automatizado , ou seja, poderá ser carregado e disparado à distância. A tripulação permanecerá na cabine, que, segundo os planos, deverá ser blindada para


TECNOLOGIA E SAUDE

O avanço da tecnologia no setor da saúde vem provocando uma discussão sobre quais os caminhos ideais para a incorporação de novos equipamentos e produtos médico-hospitalares no país. No meio desse debate estão questões espinhosas: o governo deve gastar com a importação de equipamentos de última geração, que ajudam a salvar algumas vidas, ou investir na melhoria da saúde pública com os tratamentos tradicionais? E como fica o equipamento que ajuda na prevenção e, mais adiante, evita custos com internações e exames? O mesmo dilema, em maior ou menor proporção, enfrentam os hospitais particulares que atendem através de planos de saúde e os centros de diagnósticos. O processo de incorporação de novas tecnologias está em fase inicial, mas se trata de um processo irreversível. Os setores público e privado estão desenvolvendo iniciativas para melhorar a entrada desses novos equipamentos e produtos para a saúde. Mas esbarram, na maioria das vezes, na política adotada pelas autoridades do setor e no impacto econômico desse processo.

O custo é um dos principais fatores que o governo utiliza para barrar as novas tecnologias. O problema, nesse caso, deve ser avaliado com muito cuidado e em longo prazo. Logicamente, ao trazer um equipamento de última geração, o impacto econômico em curto prazo será alto. Mas é preciso ressaltar que este mesmo equipamento pode representar uma diminuição de custos em médio ou longo prazo. Uma nova tecnologia que previne doenças pode efetivamente reduzir o número de internações e intervenções cirúrgicas lá na frente.


TECNOLOGIA NA AGRICULTURA

Esse é um método que foi criado para se reduzir os custos da produção e por consequencia ter um aumento considerável nos lucros. Aplicar as técnicas de precisão na agricultura não é uma tarefa simples, mas trará inúmeros benefícios para as plantações e os agricultores com a ajuda da tecnologia. Para iniciar esse tipo de sistema, é necessário fazer pesquisas profundas sobre o local do plantio através da Geoestatística, para analisar cada característica do solo e assim, obter as informações sobre o que a lavoura precisa com precisão, para que não haja desperdício nem falta de nada. Por Heloisa Prado

trabalho fala brasil .feitor por marllon malo da silva  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you