Page 1


Criselli Montipó

Projeto UniBrasil

FUTURO

Na UniBrasil Calligaris fez reflexões sobre a crise originada pela busca de solução sobre a pergunta: quem sou eu?

Evento promove a reflexão sobre assuntos relacionados a diversas áreas do conhecimento

D

esde o lançamento do Projeto UniBrasil Futuro, em 2008, o propósito das Faculdades Integradas do Brasil foi trazer personalidades de diversas áreas para falar sobre importantes temas e, com isso, promover a reflexão, instigar a análise crítica dos fatos e contribuir para a formação dos alunos – estudantes de todos os cursos são convidados a participar, e de toda a comunidade – que podem se inscrever para participar das palestras gratuitamente. Segundo a professora Wanda Camargo, coordenadora do Projeto UniBrasil Futuro, o objetivo do Programa UniBrasil Futuro é a manutenção de um canal permanente de divulgação e discussão de ideias. “Uma educação de qualidade deve proporcionar aos estudantes a superação de suas referências cotidianas, transformando-os em agentes de seu próprio contexto, além de valorizar e expandir a sua cultura”, disse. A primeira edição do Projeto UniBrasil Futuro no segundo semestre de 2011, contou com a participação do psicanalista e escritor italiano Contardo Calligaris, que falou sobre Catástrofes e Esparadrapos no dia 19 de agosto. Calligaris, que nasceu em Milão, está radicado no Brasil nos últimos 25 anos, dez destes vividos entre Nova York e São Paulo. Pensador da cultura e do comportamento humano, é considerado um dos grandes intelectuais da modernidade e um nome importante da psicanálise. Na UniBrasil, Calligaris fez reflexões sobre a crise originada pela busca de solução sobre a célebre pergunta: quem sou eu? Lembrou do narcisismo, como patologia da incerteza. “Muitas coisas mudaram

2

e a maior mudança foi na imagem de si. Não se trata de uma nova autoestima, mas perdemos a imagem da caricatura no olhar dos outros. Agora nós não sabemos quem somos e isso é muito bom, quem nós somos depende do olhar dos outros”, disse ao público presente, que lotou o Auditório Edla Van Steen, na UniBrasil. Calligaris também lembrou da ficção e de sua função de articular uma história que pode legitimar o mundo. Ressaltou o papel da ficção na condição depressiva. “A depressão é a desvalorização do cotidiano, o centro da condição depressiva é desprezar a trivialidade cotidiana. A ficção é um exercício no qual damos legitimidade e reconhecemos o charme do cotidiano, assim, acredito na ficção e na teoria narrativa como a cura da depressão”, disse. Contardo Calligaris escreve desde 1999 na coluna Ilustrada do jornal Folha de S. Paulo. Em sua coluna, mostra-se um pensador contemporâneo que traduz conceitos complexos em linguagem acessível. Além de transformá-los, ele insere os conceitos no dia a dia, mostrando como a psicologia não se restringe à clínica, mas abrange o mundo como um instrumento de interpretação. Assim, Calligaris se torna uma referência bibliográfica contemplada em muitos cursos de Psicologia, incluindo o da UniBrasil.


Contardo Calligaris

Criselli Montipó

Escreveu, entre outros, Adolescência (2001, série “Folha Explica”, Publifolha), Terra de ninguém (2004, Publifolha), Cartas a um jovem terapeuta (2007, Elsevier) e o romance O conto do amor (2008, Companhia das Letras) já negociado para o cinema. Calligaris também é autor de A Mulher de Vermelho e Branco (Companhia das Letras, 2011), obra que autografou na UniBrasil. Formação humanista - Em sua passagem pela UniBrasil, Contardo Calligaris comentou que este é um momento muito interessante para a psicologia e para a psicanálise, que têm espaço privilegiado na atualidade. Segundo ele, tal espaço foi conquistado pelos próprios psicanalistas, com intensas discussões no final do século 20. Para tanto, ressaltou que a contemporaneidade exige que os profissionais da área tenham uma formação sólida e humanista, que ajude a compreender as pessoas no século 21.

Intelectual instigante - “Recebemos com satisfação

este intelectual instigante e original com o tema Catástrofes e Esparadrapos, adequado para o nosso tempo pródigo em tragédias e carente em curativos”, comentou a professora Wanda Camargo, coordenadora do Projeto UniBrasil Futuro. O presidente das Faculdades Integradas do Brasil, professor Clèmerson Merlin Clève, lembrou que esta é apenas a primeira das palestras a tratar desta perspectiva. Ele adiantou que outros pensadores ajudarão a refletir sobre quem são os cidadãos deste Brasil e como constroem o futuro do país.

Michael Löwy

O psicanalista e escritor italiano Contardo Calligaris abriu a programação do segundo semestre de 2011 do Projeto UniBrasil Futuro

A professora Carla Françóia, coordenadora do curso de Psicologia da UniBrasil, destacou que a vinda de Contardo Calligaris é de extrema importância, pois trata-se de um pensador contemporâneo que traduz conceitos complexos em uma linguagem simples e absolutamente compreensível. “Ele fala de forma muito clara, aos olhos de um estrangeiro, sobre o Brasil de hoje”, observou.

N

o mês de setembro, o pensador marxista brasileiro Michael Löwy foi o convidado das Faculdades Integradas do Brasil para participar do Projeto UniBrasil Futuro e falar com acadêmicos e pessoas da comunidade sobre ecossocialismo. O estudioso, radicado na França, é diretor de pesquisas do Centre National de la Recherche Scientifique e tem se dedicado a pesquisas sobre as obras de Karl Marx, Leon Trotski, Rosa Luxemburgo, Georg Lukács, Lucien Goldmann e Walter Benjamin. Sua palestra nas Faculdades Integradas do Brasil foi realizada no dia 14 de setembro.

Lucas D. Cordeiro

Michael Löwy dividiu sua palestra em dois capítulos: Pessimismo da Razão e Ativismo da Vontade. Löwy falou sobre como o aquecimento global pode piorar ainda mais se nada for feito e ressaltou que é possível mudar as atitudes coletivas, utilizando o ecossocialismo como base para tentar modificar a realidade atual da política capitalista. Löwy também abordou a questão das redes desenvolvidas para propagar as ideias da linha de pensamento ecossocialistas. Segundo ele, o ecossocialismo surgiu por volta das décadas de 60 e 70 como uma linha de pensamento que foi se desenvolvendo e se ramificando por vários países. “O Brasil se tornou um entusiasta da causa e hoje detém uma das maiores redes ecossocialistas do mundo, responsável por desenvolver manifestos sobre o tema. Nosso objetivo é convencer nossos amigos socialistas de que a preocupação com a ecologia deve ser levada em consideração e que eles precisam enfrentar o problema pelo lado político”, destacou o palestrante. 3


Lucas D. Cordeiro

Durante todo o encontro, o pensador criticou profundamente as “políticas cruéis” aplicadas pelo sistema capitalista. Falou sobre as tentativas frustradas em se disfarçar os problemas do aquecimento global (Protocolo de Quioto e Conferência de Cochabamba) e também a utilização da energia nuclear que, ao contrário do divulgado pelo capitalismo, não pode ser tratada com 100% de segurança. Sobre as alternativas ecossocialistas para tentar salvar o planeta, Löwy falou sobre a desestruturação dos mecanismos de mercado, apostando nos meios de produção de energia ecologicamente corretos, como por exemplo, a utilização da energia solar e eólica. Apontou o ecossocialismo do futuro como o “Socialismo Solar”. Ao final da apresentação, o palestrante respondeu a perguntas da plateia, contando com a participação ilustre do Professor Doutor da Universidade Federal do Paraná, Celso Ludwig, que questionou se é possível ultrapassar os limites impostos pela sociedade moderna para chegar a um sistema ecossocialista vigente. Löwy brincou afirmando que precisaria de mais uma conferência apenas para responder a esta questão pertinente, mas que resumidamente a discussão e o estudo das políticas atuais devem ser realizadas, sempre buscando soluções plausíveis para que os objetivos ecológicos e sociais sejam alcançados. Ao fim da palestra, Michael Löwy ficou à disposição do público presente para autografar suas obras.

Celso Ludwig, professor da Universidade Federal do Paraná, Clèmerson Merlin Clève, presidente da UniBrasil, Michael Löwy, Wilson Ramos, sócio-fundador da UniBrasil e Sérgio Ferraz de Lima, Diretor-Geral da UniBrasil.

e Teoria Política; Para uma Sociologia dos Intelectuais Revolucionários: a evolução política de Lukács; O Marxismo na América Latina: uma antologia de 1909 aos dias atuais; Romantismo e Messianismo: ensaios sobre Lukács e Benjamin; A Guerra dos Deuses: religião e política na América Latina; Franz Kafka, sonhador insubmisso; Walter Benjamin: Aviso de Incêndio; Uma leitura das teses “Sobre o conceito de história” e Lucien Goldmann ou a dialética da totalidade.

A obra de Michael Löwy volta-se principalmente para a sociologia do conhecimento, com ênfase para o socialismo e as ideias radicais. Profundamente engajado em causas sociais, foi membro ativo de várias organizações de esquerda e influenciou decisivamente a fundação e a orientação ideológica de vários partidos políticos.

Dentre sua vasta obra, destacam-se: A Teoria da Revolução no Jovem Marx; O Pensamento de Che Guevara; Método Dialético 4

Geanine Ditzel

“Michael Löwy é um dos grandes pensadores marxistas do cenário mundial. Seus livros influenciaram centenas de professores que hoje atuam na UFPR, na PUCPR, na UniBrasil e em várias outras instituições de ensino superior. Pode-se dizer que este grande intelectual é hoje uma espécie de mito, principalmente para os teóricos da Teologia da Libertação”, comentou a professora Wanda Camargo, coordenadora do Projeto UniBrasil Futuro.


Geanine Ditzel

Patrus Ananias

A

s Faculdades Integradas do Brasil encerraram as edições de 2011 do Projeto UniBrasil Futuro com a palestra do ex-ministro Patrus Ananias, responsável pela implantação do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome no Governo Lula e pela coordenação, entre outros programas, do Fome Zero e do Bolsa Família. Alimentação, assistência social e transferência de renda no campo dos direitos fundamentais, foi o tema abordado pelo professor Patrus Ananias em sua fala na UniBrasil, que organizou sua palestra a partir de uma pergunta inicial: “Podemos falar de uma nova geração de direitos fundamentais a partir dos novos direitos sociais?” Em sua palestra, realizada em novembro no Auditório Cordeiro Clève, na UniBrasil, Patrus Ananias afirmou ser fundamental consolidar e ampliar as políticas públicas sociais existentes. “Acho importante o Plano Brasil Sem Miséria do Governo da Presidenta Dilma, mas penso que devemos avançar, uma vez que ele trabalha com famílias com renda mensal familiar por pessoa de até R$ 70,00, o que considero pouco. Para combater a miséria precisamos trabalhar com referência no salário mínimo, por isso eu defendo que o Plano Brasil Sem Miséria seja reajustado para R$ 140,00, para que seja, de fato, um plano de combate à pobreza”.

Wilson Ramos, Diretor e Sócio Fundador da UniBrasil, Jairo Marçal, Diretor Acadêmico da UniBrasil, Patrus Ananias, Vereador Jair Cézar e Fernando Antônio Alves, Diretor Administrativo e Financeiro da UniBrasil

A educação foi outra questão apontada como fundamental por Patrus Ananias. “Precisamos garantir às crianças pobres educação de qualidade desde o início, por meio de creches implantadas nas comunidades mais carentes e, a partir daí, acompanhar o Ensino Fundamental, o Ensino Médio, o Técnico Profissional e investir no Ensino Superior”, afirmou o palestrante. “Mas vejo como desafio imediato e como um passo vigoroso para salvarmos uma geração, a questão das creches e da Educação Infantil”, ressaltou.

Transversalidade – Para Patrus Ananias, a integração das políticas públicas sociais é o grande desafio do governo e das lideranças. “Não queremos diluir as políticas públicas, cada uma delas tem a sua história, a sua importância, mas sabemos que uma criança na escola não aprende sem saúde, uma criança não tem saúde se não tiver assegurado, juntamente com sua família, o direito à alimentação adequada, com regularidade, qualidade e quantidade nos alimentos, assim como água potável, saneamento básico, moradia, enfim, há uma integração, uma complementação entre as políticas. O ser humano que nós queremos promover não é divisível e é isso que nós queremos buscar”, disse Patrus. Segundo o ex-ministro, um caminho a trilhar no Brasil é uma ação integrada dos governos municipal, estadual e nacional. “É preciso olhar os territórios e suas características geográficas e econômicas e buscar uma integração dos gestores públicos e, a partir daí, um envolvimento com a comunidade, na perspectiva de uma democracia participativa”, afirmou o palestrante. Após o encerramento da palestra, Patrus Ananias respondeu perguntas da plateia. Patrus Ananias falou sobre políticas públicas sociais na última edição do UniBrasil Futuro de 2011 5


UNIBRASIL BRINDA RESULTADOS ACADÊMICOS

A

s Faculdades Integradas do Brasil comemoram os excelentes resultados obtidos no segundo semestre de 2011. A UniBrasil foi a instituição de ensino privado do Paraná com a melhor colocação no 4º Exame Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil. O curso de Farmácia da UniBrasil foi reconhecido pelo Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) e pelo CPC (Conceito Preliminar de Curso) com conceito ótimo, posicionando-se em 2º lugar entre os cursos de Farmácia ofertados em Curitiba e em 1º lugar entre as instituições particulares da cidade. O curso de Serviço Social das Faculdades Integradas do Brasil obteve conceito máximo no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e, em outubro de 2011, o curso de Psicologia recebeu nota quatro do MEC, em uma escala de 1 a 5. E não é só isso. As Faculdades Integradas

do Brasil conquistaram estrelas em seis cursos no Guia do Estudante Abril deste ano. Administração, Direito, Pedagogia, Secretariado Executivo e Serviço Social tiveram três estrelas, enquanto Ciências Sociais conquistou quatro. O professor Clèmerson Merlin Clève, presidente da UniBrasil, destacou a evolução da instituição e reforçou que as conquistas são resultados dos esforços de todo o corpo docente. “A UniBrasil nasceu para ser uma instituição de excelência. Conseguimos realizar tudo isso com trabalho, talento e compromisso. Esse é o nosso diferencial, tudo é feito em virtude do trabalho dos nossos funcionários, professores e coordenadores”, ressaltou Clève.


Segundo dados da OAB, a UniBrasil está posicionada entre as dez principais instituições do

Paraná, sendo a melhor colocada entre as instituições privadas do Estado. O resultado vem coroar a excelência do curso de Direito da UniBrasil que, por meio de avaliação do Enade, em 2011, foi reconhecido como o melhor curso de Direito de Curitiba. Segundo Estefânia Barboza, coordenadora do curso de Direito da UniBrasil, os resultados refletem a seriedade do trabalho realizado diariamente e de um corpo docente altamente qualificado (mais de 90% dos professores são mestres ou doutores). “Os resultados são frutos das atividades que desenvolvemos como a pesquisa e a iniciação científica, que propiciam autonomia no aprendizado dos alunos”, afirmou.

Em novembro deste ano, o curso de Farmácia foi reconhecido pelo Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) e pelo CPC (Conceito Preliminar de Curso) com conceito ótimo, posicionando-se em 2º lugar entre os cursos de Farmácia ofertados em Curitiba e em 1º lugar entre as instituições particulares da cidade. Segundo a coordenadora do curso de Farmácia da UniBrasil, professora Dra. Jane Manfron Budel, o resultado vem consolidar o trabalho desenvolvido ao longo desses cinco anos. “A avaliação do Ministério da Educação nos mostra que estamos no caminho certo, trabalhando com responsabilidade para colocar profissionais bem qualificados no mercado de trabalho”. A infraestrutura do curso, o empenho dos alunos, a dedicação dos professores e o trabalho conjunto da Coordenação de Curso, da Direção Acadêmica e da Direção Geral da UniBrasil também foram, segundo a coordenadora, definitivos para o ótimo desempenho alcançado.

O curso de Serviço Social das Faculdades Integradas do Brasil obteve conceito máximo no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). O resultado foi divulgado em novembro e bastante comemorado, uma vez que está em consonância com os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos por toda a equipe. “O desempenho é fruto do esforço coletivo entre a direção e a coordenação do curso, o corpo docente e os alunos. Além disso, o projeto pedagógico vem atendendo às demandas contemporâneas do Serviço Social, e é essa conexão entre a teoria e a prática que devem andar juntas, sempre, afirmou a professora Raquel Barcelos de Araújo, coordenadora do curso de Serviço Social da UniBrasil. A professora do curso de Serviço Social da UniBrasil e coordenadora da União Brasileira de Mulheres, Elza Maria Campos, ressaltou que “o resultado revela o compromisso com os valores e os princípios norteadores do nosso Código de Ética Profissional que, entre outros aspectos, destaca a necessidade do reconhecimento da liberdade como valor ético central e das demandas políticas a ela inerentes – autonomia, emancipação e plena expansão dos indivíduos sociais, a defesa intransigente dos direitos sociais e humanos”, revelou.

Reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) com ótima avaliação, o curso de Psicologia das Faculdades Integradas do Brasil recebeu nota quatro, em uma escala de um a cinco. Projeto pedagógico, infraestrutura, qualificação e experiência do corpo docente, atividades complementares e de extensão, organização administrativa, entidades conveniadas, metodologia de ensino e outros aspectos educacionais foram avaliados pelo MEC, que reconheceu o curso de Psicologia da UniBrasil pela portaria 432, de 21 de outubro de 2011. “O reconhecimento do curso com ótima avaliação é o resultado de um trabalho de quatro anos da coordenação junto ao corpo docente e com o apoio da Direção Acadêmica”, afirmou a coordenadora do curso de Psicologia da UniBrasil, professora Carla Regina Françóia.

7


Helton Liça

Acadêmicos de Direito conhecem o dia a dia da profissão As áreas de atuação possíveis para o profissional de Direito precisam ser conhecidas antes de se decidir qual a carreira seguir. Apesar dos cinco anos de academia que se iniciam a partir da aprovação no vestibular, os alunos que começaram o curso no segundo semestre tiveram a oportunidade de conhecer como é o dia a dia de profissionais renomados, que contaram um pouco sobre a sua área de atuação e as oportunidades da profissão. De 1º a 5 de agosto, a UniBrasil trouxe para perto dos estudantes Cristiano Augusto Quintas, delegado da Delegacia de Homicídios de Curitiba, Priscilla Placha Sá, professora da Faculdade de Direito da UFPR, Vera Lúcia Feil Ponciano, juíza federal em Curitiba e Marco Antônio Lima Berberiex, procurador-geral do Estado do Paraná e professor do curso de Direito da UniBrasil. Também estiveram presentes Sérgio Luiz Kukina, procurador de Justiça, Josiane Fruet Lupion, defensora chefe da Defensoria Pública do Paraná; Evaristo Aragão Santos, advogado do Escritório Wambier & Arruda Alvim Wambier e membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual e Aparecida Suely Barboza, advogada, egressa do curso de Direito da UniBrasil de 2010 e pós-graduanda em Direito pela ABDConst (aluna premiada no Evento de Iniciação Científica da UniBrasil em 2010).

que eventos como esse possibilitam ao calouro conhecer a trajetória de diferentes profissionais da área e, já no início do curso, identificar as várias profissões jurídicas existentes.

O delegado Cristiano Augusto Quintas, que atua há dez anos na função, destacou que nesta profissão não existe rotina e que há uma diversidade de matérias relacionadas ao cotidiano profissional do delegado. “O encontro de alunos no início do curso com profissionais da área mostra o leque de opções no Direito”, disse.

Os estudantes também tiveram a oportunidade de ouvir o professor adjunto de Direito Penal da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Rolf Koerner Junior, falar sobre a Lei no 12.403/2011: avanço ou retrocesso? Rolf Koerner Junior, que atuou como secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná em 1994, disse que a Lei 12.403 de 4 de maio de 2011 representa grande avanço no Direito Penal. A nova lei altera dispositivos do Decreto-Lei n.º 3.689, de 3 de outubro de 1941 - Código de Processo Penal, relativos à prisão processual, fiança, liberdade provisória, entre outros. “A nova lei tem grande sintonia com os princípios da Constituição Federal de 1988”, destacou o ex-secretário de Segurança Pública do Paraná. Para ele, a oportunidade de discutir um tema atual com os calouros é de grande importância, já que introduz no início da formação acadêmica os princípios da Justiça Criminal.

Vera Lúcia, juíza federal que atua no cargo há 17 anos, compartilhou sua vivência com os calouros e afirmou: “É preciso dedicação e amor para realizar sonhos”. A defensora pública Josiane, que atua na área há 30 anos, disse que o profissional que escolhe esta carreira precisa ser vocacionado para atender a população de baixa renda. “Precisa ter paciência para explicar e humildade para entendê-lo”. No Ministério Público há 27 anos, o procurador de Justiça Sérgio Luiz Kukina, também delineou o perfil deste profissional: “É preciso ter vocação para o social e abdicar do desejo de enriquecer”. Ele disse que a iniciativa da UniBrasil é elogiável, já que apresenta ao acadêmico diferentes carreiras já no início do curso.

O conselheiro e presidente do Tribunal de Contas do Paraná (TCE), Fernando Augusto Mello Guimarães, também conversou com os novos acadêmicos, abordando o tema Tribunal de Contas: o Controle da Administração Pública.

Criselli Montipó

“O encontro com profissionais ajuda bastante a definir o caminho a seguir”, afirmou o advogado Evaristo, que há 15 anos optou pelo Direito Empresarial. O professor Marcelo Conrado, coordenador do Núcleo de Prática Jurídica, lembrou

O procurador de Justiça, Sérgio Luiz Kukina ressaltou que a iniciativa da

A juíza federal Vera Lúcia, que atua

UniBrasil coloca ao acadêmico diferen-

no cargo há 17 anos, compartilhou sua vivência com os calouros

Criselli Montipó

tes carreiras já no início do curso

O professor adjunto de Direito Penal

ou retrocesso?

8

Criselli Montipó

dou o tema Lei 12.403/2011: avanço

Criselli Montipó

da UFPR, Rolf Koerner Junior, abor-


Professor Clève no projeto Talento Jornalismo da GRPCOM

Clève recebeu homenagem pelos 25 anos de docência

O professor Clèmerson Merlin Clève recebeu a homenagem pelos 25 anos de docência como professor titular de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da UFPR, completados em 2011. Entre os profissionais convidados para prestigiá-lo estavam o professor Doutor José Afonso da Silva, que falou um pouco sobre o homenageado. “Após meu doutorado na Bélgica, vim a Curitiba a trabalho e ele se mostrava

Presidente das Faculdades Integradas do Brasil, professor Clèmerson Merlin Clève

muito interessado pelo Direito, com grandes perspectivas. Esse era Clèmerson Merlin Clève, que hoje é homenageado pelos seus 25 anos de docência. É um grande prazer conhecer e tê-lo como colega de profissão”, disse o professor José Afonso da Silva. As representantes do CAHS, Mayara Tonin e Amália Baki, retrataram o perfil profissional do homenageado, ressaltando a sua importância na vida acadêmica dos alunos do curso de Direito da UFPR. Também participaram das homenagens os professores Ricardo Marcelo Fonseca, Rodrigo Xavier Leonardo, o professor Doutor Luiz Roberto Barroso (UERJ) e as professoras Vera Karam de Chueiri e Marcia Carla Ribeiro, além de familiares e amigos do professor Clève e acadêmicos do curso de Direito da UFPR.

Lucas D. Cordeiro

O Centro Acadêmico Hugo Simas (CAHS), do curso de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) prestou homenagem ao professor Clèmerson Merlin Clève, presidente das Faculdades Integradas do Brasil. A homenagem aconteceu durante a Semana Acadêmica 2011, realizada de 19 a 23 de setembro, e que comemorou os 80 anos do CAHS.

Arquivo UniBrasil

O professor Clèmerson Merlin Clève, presidente das Faculdades Integradas do Brasil, passou a integrar o corpo docente permanente do projeto Talento Jornalismo, do Grupo Paranaense de Comunicação – GRPCOM. No início do ano, Clève participou do projeto e falou sobre o tema Federação. Em setembro foi convidado para fazer parte permanente do módulo “Análise das Instituições Brasileiras”. O Programa Talento Jornalismo tem duração de quatro meses, sendo dois meses destinados ao conteúdo teórico e mais dois ao conteúdo prático. Os módulos do curso englobam temas como História do Paraná, Filosofia Política, Jornalismo Digital, Direito da Comunicação, entre outros. O programa tem por objetivo descobrir novos talentos na área de jornalismo. Os aprovados entram para o Banco de Talentos do Grupo e, a partir daí, participam dos processos seletivos para as vagas na área de jornalismo da empresa.

9


Lucas D. Cordeiro

O evento de Direito Administrativo, Democracia e Direitos Fundamentais foi realizado na UniBrasil no dia 22 de agosto.

Evento na UniBrasil aborda Direito Administrativo e Democracia

Segurança Jurídica e Confiança Legítima no Direito Administrativo Contemporâneo foi o tema de abertura da conferência, ministrada por Romeu Felipe Bacellar Filho, professor titular de Direito Administrativo da Universidade Federal do Paraná. Como presidente da mesa, Daniel Wunder Hachem, professor de Direito Administrativo da UniBrasil. Em seguida foi realizado um painel com os temas Meios Consensuais de Solução de Conflitos como Instrumento de Efetividade de Direitos Fundamentais, por Luciane Moessa de Souza, procuradora do Banco Central do Brasil; Sanções Administrativas: Entre Direitos Fundamentais e Democratização da Ação Estatal, por Daniel Ferreira, professor de Direito Administrativo da UniCuritiba; e Os Limites da Participação Popular no Processo de Democratização da Administração 10

Pública, por Tarso Cabral Violin, professor de Direito Administrativo da Universidade Positivo. Esse painel foi presidido pela professora da UniBrasil, Eneida Desiree Salgado. Outro painel foi realizado e presidido por Ana Claudia Finger, professora de Direito Administrativo da UniBrasil. Os temas em debate foram Dimensão Futura do Interesse Público e Sustentabilidade da Ação Estatal; A Proibição do Princípio do Retrocesso Social Aplicada ao Direito Administrativo e Direitos Fundamentais; e o Controle da Invalidade dos Atos Administrativos. Participaram Vanice Lírio do Valle, professora de Direitos Fundamentais do PPGD da Universidade Estácio de Sá, Adriana da Costa Ricardo Schier, professora de Direito Administrativo do Instituto de Direito Romeu Felipe Bacelar e Vivian Cristina Lopez Valle, professora de Direito Administrativo da PUCPR. O encerramento das palestras ocorreu com a conferência presidida pelo professor titular de Direito Constitucional e presidente da UniBrasil, Clèmerson Merlin Clève. A apresentação sobre Direito Administrativo: Perspectivas para o Século XXI foi ministrada pelo professor titular de Direito Administrativo da Universidade Cândido Mendes, Diogo de Figueiredo Moreira Neto.

Criselli Montipó

As Faculdades Integradas do Brasil realizaram no dia 22 de agosto um evento sobre Direito Administrativo, Democracia e Direitos Fundamentais, realizado pelo Programa de Mestrado em Democracia e Direitos Fundamentais da UniBrasil e pelo Programa de Mestrado e Doutorado em Direito da PUCPR. A coordenação dos professores Eneida Desiree Salgado, Daniel Wunder Hachem e Emerson Gabardo.


Encontro com a Experiência debate Arbitragem Internacional Arquivo UniBrasil

Arbitragem Internacional foi o tema do evento Encontro com a Experiência, promovido pela coordenação do curso de Direito das Faculdades Integradas do Brasil, no segundo semestre. O evento contou com a presença do professor Doutor René Dotti e do professor Jorge Fontoura, Doutor em Direito Internacional pela Universidade de Parma – Itália. Em 2011, o Encontro com a Experiência completou três anos de atividades, levando aos alunos da UniBrasil grande interatividade com nomes consagrados da área jurídica nacional. Para o professor René Dotti, o formato e o direcionamento do evento despertam o interesse dos alunos. “Tenho percebido que há um interesse crescente dos alunos e também do corpo docente, não só pelos temas que são muito atuais e de interesse para o curso jurídico, mas também pela qualidade dos expositores. Outro aspecto relevante é que o método do encontro é uma forma de audiência pública. O profissional convidado, seja ele médico, advogado ou juiz comparece para prestar um depoimento breve sobre sua carreira, mas se submete às perguntas que o auditório faz, portanto é mais um evento do interesse do auditório, isto é, dos professores e dos alunos que estão presentes, do que propriamente uma exposição” destacou. Para o professor Clèmerson Merlin Clève, presidente da UniBrasil, o evento ressalta a importância dos Encontros com a Experiência. “Esse formato de evento é muito importante para que os alunos possam ter contato extracurricular com nomes significativos da área jurídica. É um programa que fala de temas atuais que permitem aos alunos o contato com a realidade do dia a dia dos profissionais de Direito”, ressaltou Clève.

O professor Diogo de Figueiredo Moreira Neto recebeu homenagem das Faculdades Integradas do Brasil: empresta seu nome para uma das salas da Escola de Direito

O convidado especial da noite, professor Jorge Fontoura, falou sobre sua participação no Encontro com a Experiência. “É um prazer, como professor, participar de uma iniciativa como essa, não apenas sobre o aspecto acadêmico, mas também da experiência profissional. Acredito que o aluno tem muito a aprender, sobre a percepção da vida, de coisas que não estão nos livros”, revelou.

Evento de Direito homenageia professor Diogo de Figueiredo Moreira Neto O professor Diogo de Figueiredo Moreira Neto, titular de Direito Administrativo da Universidade Cândido Mendes, do Rio de Janeiro, foi homenageado pelas Faculdades Integradas do Brasil durante o evento de Direito Administrativo, Democracia e Direitos Fundamentais. Realizado no dia 22 de agosto na UniBrasil, o evento foi organizado pelo Programa de Mestrado em Democracia e Direitos Fundamentais da UniBrasil e pelo Programa de Mestrado e Doutorado em Direito da PUCPR.

O professor Diogo de Figueiredo Moreira Neto falou sobre a homenagem. “Sinto-me não apenas homenageado, mas quase que um participante da UniBrasil”, disse. “Colocando o nome de professores que tiveram contato com a universidade se está dando perenidade ao professor, isso é muito emocionante, pois o que nós deixamos realmente é uma obra”, disse. Ele lembrou que o papel do professor de ensino superior é importante para a construção da sociedade. “Esta é a missão do professor, acrescentar, criar alguma coisa para o futuro”, destacou.

Criselli Montipó

Sua atuação jurídica lhe concedeu, entre outros reconhecimentos, a Medalha da Paz das Nações Unidas; a Medalha D. João VI, da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro; e o Prêmio Jurista mais criativo, do Instituto dos Advogados Brasileiros.

Professores Ana Claudia Finger, Diogo de Figueiredo Moreira Neto e Clèmerson Merlin Clève

11


Criselli Montipó Criselli Montipó

Helton Liça Professores Jane Manfron Budel, coordenadora do curso de Farmácia da UniBrasil; María Valpuesta Fernández, da Universidade de Málaga; Cynthia Passoni, coordenadora do curso de Nutrição da UniBrasil; Gilberto Branco, coordenador de Propriedade Intelectual da UTFPR; Vanessa Rasoto, diretora da Agência de Inovação da UTFPR; e Lilian Ferrari, coordenadora do curso de Biomedicina da UniBrasil

Escola de Saúde recebe professora María Valpuesta Fernández A Escola de Saúde das Faculdades Integradas do Brasil recebeu a professora espanhola María Valpuesta Fernández, vice-reitora de inovação e desenvolvimento tecnológico da Universidade de Málaga, Espanha. A importância dos produtos naturais e suas principais aplicações foi o tema da palestra de María Valpuesta, realizada dia 17 de agosto para os alunos de Biomedicina, Nutrição e Farmácia. A professora espanhola fez um apanhado histórico em que demonstrou a importância das plantas para o homem, desde a Antiguidade. “As plantas são usadas como fármacos, desde os tempos mais remotos”, disse. Segundo a docente, no século 19 as pesquisas na área estavam voltadas à caracterização de princípios ativos das plantas, já no século 20 a ênfase foi na determinação de estrutura e na realização de sua síntese, os chamados estudos fitoquímicos. Segundo a professora María Valpuesta Fernández, o intuito da palestra foi estimular o surgimento de novas pesquisas na área, já que são necessários estudos sobre plantas ainda não analisadas. Ela destacou que o Brasil tem grande biodiversidade, o que favorece a descoberta de novos fármacos, citando como exemplo as isoflavonas, ricas em flavonóides, que têm propriedades antioxidantes e que podem ser encontradas na flora brasileira. “É importante estudar o componente minoritário”, ressaltou. A professora Jane Manfron Budel, coordenadora do curso de Farmácia da UniBrasil, revelou que o curso possui um Grupo de Pesquisa de Investigação química e biológica de plantas medicinais, ativo desde 12

2006, que tem como objetivos manufatura de extratos, purificação, isolamento e identificação de produtos ativos de várias espécies de plantas, análise molecular e anatomia ecológica. A Assessora Institucional da UniBrasil, professora Wanda Camargo, falou sobre a importância do resgate histórico proposto pela professora María Valpuesta Fernández, já que complementa a formação dos acadêmicos com interesse em desenvolver pesquisas na área.

Carreira acadêmica

A professora espanhola María Valpuesta Fernández é formada em Química pela Universidade de Sevilha, mestre pela Universidade de Granada e com doutorado pela Universidade de Málaga, onde hoje é professora catedrática de Química Orgânica. Tem como área de pesquisa a determinação estrutural, a reatividade, síntese e biosíntese dos alcalóides isoquinolínicos. Professora de programas de mestrado e doutorado, María Valpuesta orienta alunos em trabalhos inovadores, sendo também autora de dezenas de livros e publicações científicas. Além das pesquisas, tem destacada atuação em programas de interesses empresariais na área de inovação, como na síntese e caracterização de novos edulcorantes baseados em produtos naturais e no desenvolvimento de edulcorantes intensivos, de valor dietético e nutricional.


Mostra Científica da Escola de Saúde Lucas Dams

Na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, o destaque ficou com a Mostra Científica da Escola de Saúde, que aconteceu no dia 18 de outubro, na UniBrasil. A Escola de Saúde reuniu 50 trabalhos de Iniciação Científica dos cursos de Biomedicina, Enfermagem, Farmácia e Nutrição, divididos em 25 apresentações orais e 25 apresentações em pôster. Segundo Lilian Ferrari, coordenadora dos cursos de Biomedicina e Ciências Biológicas, “o incentivo à iniciação científica e a mostra dos trabalhos são muito importantes para que possamos divulgar nossos resultados”. Sobre a diversidade dos temas apresentados durante a mostra, a coordenadora do curso de Nutrição, Cynthia Passoni, destacou que a edição deste ano revelou trabalhos com atuação direta com a comunidade. “Observamos trabalhos nas áreas de saúde pública, saúde de idosos, microbiologia de alimentos e desenvolvimento e análise de produtos. Tivemos essa ampliação da atuação dos projetos, o que é muito importante para o curso”, disse.

Helton Liça

O curso de Enfermagem das Faculdades Integradas do Brasil também participou da Mostra Científica.

A coordenadora do curso, Angelina Visentin, afirmou que os projetos são desenvolvidos nas unidades básicas de saúde, onde o curso mantém uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. “Temos dez projetos para serem apresentados nas áreas de saúde coletiva e hospitalar. Penso que nossos alunos e nosso curso têm muito a ganhar realizando esse trabalho”, concluiu a coordenadora.

Reconhecimento

Os trabalhos de iniciação científica apresentados na Mostra não ficaram restritos ao evento promovido pela UniBrasil. O acadêmico do curso de Biomedicina, Willian dos Santos, recebeu o prêmio Newton Freire-Maia durante o III Curso de Inverno de Genética da Universidade Federal do Paraná (UFPR), realizado durante o mês de julho de 2010. O prêmio, promovido pelo Programa de Pós-graduação em Genética da UFPR, é voltado a graduandos e recém-formados de cursos das áreas biológicas e de saúde.

Jornada de Biomedicina Mostra Científica

A acadêmica Simone Malquevicz, do sexto período de Biomedicina da UniBrasil, foi a vencedora da premiação da Mostra Científica da IV Jornada Acadêmica de Biomedicina da UniBrasil. A pesquisa Efeitos da Eugenia Uniflora L (Myrtaceae) na sepse recebeu o primeiro lugar e está sendo desenvolvida pela aluna na Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde realiza iniciação científica no departamento de Bioquímica e Biologia Molecular. Sua pesquisa investiga os efeitos da pitanga (que tem o nome científico Eugenia Uniflora) para o tratamento de sepse, uma infecção geral grave. A pesquisa, que teve início em abril de 2010, está em desenvolvimento com bons resultados, segundo Simone.

O segundo lugar foi conquistado por Fernanda Sala, com o estudo de adesão ao uso de terapia antirretroviral em portadores de HIV. A aluna Ana Silvia Picaz ficou em terceiro lugar com a pesquisa sobre o efeito modulatório do VEGF na liberação de éxido nítrico em ratos submetidos ao modelo de hipertensão portal.

III Encontro de Biomédicos

O curso de Biomedicina das Faculdades Integradas do Brasil sediou em agosto de 2011 o III Encontro de Biomédicos de Curitiba, com a participação de outras instituições de ensino. O evento contou com diversas atividades relacionadas à área. 13


Lucas D. COrdeiro

UniBrasil adere ao Movimento Outubro Rosa

Durante todo o mês de outubro, a UniBrasil teve sua fachada principal iluminada com a cor rosa. A ação marcou o início do Outubro Rosa, movimento mundial de mobilização de prevenção ao câncer de mama, que em 2011 contou com o apoio da UniBrasil. Representantes das Faculdades Integradas do Brasil participaram do Dia Rosa – encontro preparativo ao Outubro Rosa – mês internacional de prevenção do câncer de mama. O encontro foi realizado no dia 24 de agosto no Graciosa Country Club e contou com a presença da primeira dama do Estado, Fernanda Richa, dos secretários de Saúde do Município e do Estado, representantes da Associação Comercial do Paraná e de várias outras entidades representativas da sociedade organizada, além do Soroptimist International of the Americas.

Escola de Comunicação é parceira da AAMA A Agência Experimental das Faculdades Integradas do Brasil – Interage, trabalha com a Associação das Amigas da Mama (AAMA) há cerca de um ano, criando e desenvolvendo trabalhos publicitários impressos, digitais e audiovisuais para divulgação. Recentemente, o curso de Jornalismo da UniBrasil também passou a desenvolver trabalhos de extensão com a Associação.

Neste semestre o curso de Jornalismo também passou a desenvolver trabalhos para a associação. Na foto, as estudantes Vanuza Machado e

Criselli Montipó

Daiane Andrade durante o lançamento da revista

Criselli Montipó

Entre os diversos trabalhos desenvolvidos pela Interage destacamse dois vídeos: um com entrevistas e reportagens em telejornais e outro com fotos de eventos e reuniões que marcaram os dez anos da AAMA. Este último foi apresentado pela primeira vez em um jantar comemorativo e será usado em eventos futuros. Já um grupo de seis acadêmicas de Jornalismo atuou na produção da Revista das Amigas da Mama, coordenada pelas professoras Maura Martins e Elaine Javorski. O trabalho reuniu estudantes de diversos períodos, que produziram matérias relacionadas ao câncer de mama. A revista também foi lançada no jantar de dez anos da Associação. A vice-presidente da Associação, Valéria de Cássia Lopes, disse que a Associação das Amigas da Mama foi criada por mulheres que vivenciaram o câncer de mama e, encontrando-se em salas de espera para tratamento, tornaram-se amigas e tiveram a ideia da criação da AAMA, para ajudar outras mulheres que também passaram pelo problema. Hoje a AAMA oferece uma rede de serviços. “Não tínhamos uma agência e a parceria nos trouxe muita alegria, pois além do trabalho os estudantes se interessam pela prevenção do câncer de mama”, comentou Valéria. A professora Kátia Fontoura, uma das coordenadoras da Interage, ressaltou que o trabalho é interessante porque o estudante consegue, ao mesmo tempo, colocar em prática seus conhecimentos e contribuir com o terceiro setor. “É uma forma de valorizar a vida, pois lida com histórias que 14

A Agência Interage trabalha com a Associação das Amigas da Mama há cerca de um ano

servem de alerta”. O estudante Vitor dos Santos Sander, do curso de Publicidade e Propaganda, afirmou que o trabalho possibilitou um contato com um tema delicado de conscientização. “É mais profundo do que fazer uma produção para uma empresa ou um produto, pois nesta situação estamos divulgando experiências de vida”. A estudante de Jornalismo Monique Tavares revelou que a atuação na Revista Amigas da Mama foi um aprendizado. “Levar informação ao próximo é importante. O trabalho voluntário realizado na AAMA faz a diferença, pois a sociedade sempre deve estar se relacionando coletivamente. A parceria com a UniBrasil incentivou os estudantes a ajudarem de alguma forma a Associação. Compartilhar dessa forma, faz o estudante ser um profissional melhor no futuro”, acredita. A egressa de Jornalismo, Jenifer Magri, afirmou que escrever para a revista Amigas da Mama foi uma oportunidade de divulgar um assunto muito importante que é o câncer de mama e a realocação da mulher no mercado de trabalho, além de incrementar seu portfólio, já que estava cursando o último semestre do curso.


Matheus Gasparin

Encontro entre Jornalismo e Literatura

O

III Encontro entre Jornalismo e Literatura foi realizado pelo curso de Jornalismo das Faculdades Integradas do Brasil de 14 a 16 de setembro, no Auditório Edla Van Steen. A discussão, este ano, abordou as relações entre as técnicas literárias e o texto do jornalismo esportivo e reuniu estudantes de diversas instituições de Curitiba. O evento teve início com o lançamento de livros na Feira de Novos Autores, para a qual foram convidados estudantes, professores e profissionais que produziram uma obra neste gênero para discutir o seu trabalho. O primeiro convidado foi José Roberto Torero, que abordou o tema Crônica Esportiva: A bola. Torero conquistou o Jabuti em 1995, prêmio literário mais importante do país. Também desenvolveu o roteiro do longa “Pelé Eterno”, em 2004. José Geraldo Couto foi outro palestrante do evento. Ele falou aos acadêmicos sobre Um jogo, muitas narrativas. Couto foi jornalista na Folha de São Paulo, de novembro de 1984 a fevereiro de 2011 e é autor do livro O futebol brasileiro hoje, publicado pela editora Publifolha, em 2009. Couto falou sobre as histórias de alguém que, mesmo não tendo o esporte como principal paixão, conhece mais sobre o tema do que muitos jornalistas da área. O jornalista explicou as diferentes formas de narrativa esportiva e o que seria, propriamente, a tal “narrativa”. Leonardo Mendes Júnior, editor-chefe da revista ESPN, falou sobre As diferentes maneiras de marcar um gol de letra. Ex-editor do caderno de esportes do jornal Gazeta do Povo, trabalhou ainda como repórter dos cadernos FUN, Gazetinha, Esportes e Paraná e hoje é responsável pelo blog Bola no Corpo, no mesmo jornal. Finalista dos prêmios Ayrton Senna (2002) e Embratel (2005), Mendes Júnior é autor de uma das reportagens do livro 11 Gols de Placa. O clima quase polêmico provocado pelo tema ficou ainda maior com a incorporação de um novo convidado, que se juntou a Mendes Júnior a partir da metade da palestra, no qual o assunto Copa 2014 e Ricardo Teixeira conduziriam o debate. Foi a vez do repórter especial da Gazeta do Povo, ganhador de dois prêmios Esso, Mauri König, juntar-se ao jornalista da ESPN. Para König, “o bom texto jornalístico sempre terá espaço dentro dos veículos. As pessoas já têm uma predileção natural à leitura, é nisso que eu me firmo para escrever minhas matérias”. Embora o impacto provocado pela internet nos veículos de comunicação tenha exigido que os jornais impressos se adaptassem à nova forma de linguagem, ambos os jornalistas têm esperanças de que, mesmo com a revolução online, o conteúdo longo não vai acabar desde que seja bem escrito. Desta forma, comentaram o sucesso da extensa reportagem da Revista Piauí sobre o Presidente da CBF, Ricardo Teixeira, na qual foram feitas acusações de desvio de dinheiro ligados às empresas de marketing. “Se não houvesse a apuração, o tempo, se a jornalista não refletisse, não seria possível escrever tão bem uma matéria, na qual a repercussão foi enorme”, disse Mendes Júnior.

Matheus Gasparin

Torero falou aos estudantes sobre crônica esportiva aos estudantes

“Nessa terceira edição, abordamos a temática da narrativa do esporte e suas contaminações com a literatura, assunto de absoluta importância, haja vista a quantidade de profissionais que trabalham nesse campo, mas não chegam a efetivamente refletir sobre as técnicas utilizadas em sua prática. É, portanto, uma forma de avançarmos as discussões já realizadas nos dois primeiros eventos e proporcionar aos alunos e público externo novas ferramentas para reflexão e aprimoramento profissional”, comentou a professora Maura Oliveira Martins, coordenadora do curso de Jornalismo da UniBrasil. Matheus Gasparin

Um jogo, muitas narrativas foi o tema abordado pelo jornalista José Geraldo Couto

A coordenadora do curso de Jornalismo da UniBrasil, professora Maura Oliveira Martins, afirmou que a terceira edição do Encontro entre Jornalismo e Literatura abordou a temática da narrativa do esporte e suas contaminações com a literatura, assunto de absoluta importância, haja vista a quantidade de profissionais que trabalham nesse campo mas não chegam a refletir sobre as técnicas utilizadas em sua prática. “É uma forma de avançar as discussões já realizadas nos dois primeiros eventos e proporcionar aos alunos e público externo novas ferramentas para reflexão e aprimoramento profissional”, disse a coordenadora. Mauri König, repórter da Gazeta do Povo, e Leonardo Mendes Júnior, editor-chefe da ESPN, também participaram do Encontro entre Jornalismo e Literatura

15


Intercâmbio UniBrasil – não há fronteiras para o conhecimento

Lucas Dams

Para os estudantes das Faculdades Integradas do Brasil que estão de malas prontas para fazer o intercâmbio no próximo ano, a experiência de estudar em outro país, conhecer novas pessoas e vivenciar dia a dia uma cultura diferente irá acrescentar em muito no currículo e na vida. Cinco alunos dos cursos de Educação Física, Administração, Publicidade e Propaganda, Comunicação Social e Design da UniBrasil farão intercâmbio no primeiro semestre de 2012. A Coordenação de Cooperação Institucional e Internacional (CCII) da UniBrasil possui convênio com 16 universidades e 3 instituições estrangeiras e oferece um programa de bolsas para intercâmbio acadêmico a Estudantes das Faculdades Integradas do Brasil estão cada semestre. As bolsas para intercâmbio acadêmico consistem na isenção do pagamento da prontos para fazer o intercâmbio no próximo ano mensalidade do curso em que o aluno esteja matriculado, durante um ou dois semestres letivos. Ao viajar, o estudante já sabe quais disciplinas irá cursar na faculdade escolhida. Esse acordo préestabelecido entre as instituições permite que o aluno não perca nenhum ano do curso que estava em andamento aqui no Brasil. A professora Roseli Rocha dos Santos, coordenadora de Cooperação Institucional e Internacional da UniBrasil, explica que, ao voltar, o aluno tem as disciplinas incorporadas ao currículo, desde que seja avaliado pelo coordenador do curso. Foram concedidas bolsas de intercâmbio no primeiro semestre de 2011 aos alunos da UniBrasil Bruno Razera, do curso de Educação Física, Diogo Notaroberto, de Administração, Fabrício Palioto, de Design, Isabela Talamini, do curso de Publicidade e Propaganda e Liege Scremin Mizga, de Jornalismo. Mas não são somente os brasileiros que desembarcam em terras estrangeiras para estudar e acumular experiência. Em 2011, estudantes portugueses estudaram durante um semestre na UniBrasil por meio de convênio firmado entre esta instituição e o Instituto Português de Administração e Marketing. Seguindo a política de internacionalização da UniBrasil, para 2012, já estão programadas a vinda de dois estudantes espanhóis, a visita científica de docentes nas universidades conveniadas, a vinda de docentes visitantes para o mestrado e a ida de 16 estudantes do Mestrado em Direito para um curso de um mês na Universidade Pablo de Olavide na Espanha.

NOVAS OPORTUNIDADES O estudante Bruno Razera não sabe exatamente quanto tempo ficará fora, mas viaja com muita expectativa.“Espero que minha viagem seja produtiva. Desejo conhecer novas culturas e adquirir experiência na minha área. Estarei convivendo com pessoas de diferentes hábitos e trarei comigo informações diferentes das quais terei aqui”. Intercâmbio: Universidade de Coimbra (Portugal) Para Diogo Notaroberto, estudante de Administração que embarca para Lisboa no início do ano, “o aprendizado, a vivência com outra cultura e o networking que a experiência em um novo país proporciona pode abrir várias portas no futuro”, diz. Apesar da crise no país, Diogo acredita ser uma boa oportunidade. “Se eu estiver por lá durante essa recuperação, acredito que será uma grande oportunidade de eu crescer junto com o país”, diz. Outro ponto destacado pelo estudante é o fato de poder cursar algumas matérias em outras universidades parceiras e acrescentar a certificação europeia ao currículo. Intercâmbio: Instituto Paranaense de Administração e Marketing (IPAM - Portugal)

Fabricio Palioto escolheu o Instituto Politécnico de Leiria para o intercâmbio de seis meses em Portugal. E as expectativas são grandes. “Vou conhecer um novo país, estudar em uma universidade de renome internacional e, claro, aprofundar ainda mais as áreas de estudo, no meu caso o Design”, diz o estudante. Intercâmbio:Instituito Politécnico de Leiria (Portugal) “Vou ficar um semestre estudando no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa. Espero que seja uma experiência legal e que acrescente bastante na minha vida pessoal e profissional”, revela Isabela Talamini, que embarca para Lisboa convicta de que a experiência em outro país é fundamental para quem quer trabalhar na área de publicidade. Intercâmbio: Universidade Técnica de Lisboa (Portugal) Liege Scremin Mizga acredita em crescimento profissional e pessoal. “Acho que é uma oportunidade única, uma porta que está se abrindo para que meu futuro seja promissor. Espero agregar toda forma de conhecimento possível”, diz. Intercâmbio: Universidade Técnica de Lisboa (Portugal) 16


UniBrasil é convidada para a conferência What´s for Lunch?

A Conferência What’s for Lunch? (O que temos para o almoço?) da Comunidade Europeia, realizada em Bruxelas, no dia 20 de setembro, é uma iniciativa de coordenadores dos maiores projetos na área de qualidade e segurança alimentar financiados pela Comunidade Europeia. A UniBrasil foi convidada a participar por meio da apresentação de um vídeo sobre a experiência de cooperação em pesquisa no âmbito dos programas financiados pela Comunidade. O vídeo, produzido pela Interage - agência experimental de publicidade da instituição - apresenta a professora Roseli Rocha dos Santos, coordenadora do grupo de pesquisa QUIS (Qualidade, Inovação e Sustentabilidade), relatando os principais resultados da pesquisa e explicando a importância de participar dos projetos financiados pela Comunidade Europeia. Destinada a parlamentares europeus e convidados de diferentes setores, políticos, consumidores e industriais, a conferência mostrou a amplitude dos resultados das pesquisas, os avanços realizados e as possibilidades de transferência de tecnologia.

UniBrasil: acordo de cooperação com Universidade de Palermo A UniBrasil assinou recentemente um acordo de cooperação com a Universidade de Palermo, na Itália. A parceria proporcionará a mobilidade de docentes, pesquisadores e estudantes das duas instituições, promovendo o intercâmbio de material científico e de estudantes de graduação e de jovens pesquisadores e/ou graduados para participação de programa de pós-graduação lato e stricto sensu. Em relação aos currículos dos estudantes matriculados nas duas instituições de ensino, a colaboração permitirá a mobilidade de estudantes por períodos mínimos de um semestre, segundo uma programação que especifique o número de estudantes; as modalidades financeiras da matrícula temporária; a eventual atribuição de bolsas de estudo; a garantia de atribuição, transferência e reconhecimento de créditos acadêmicos; a mobilidade de docentes no

âmbito de projetos formativos acordados e a elaboração de currículos formativos comuns com objetivo de concessão de duplo diploma. O acordo de cooperação com a Universidade de Palermo é uma iniciativa das professoras da UniBrasil Raquel da Silveira Motta e Estefânia Queiroz, que passarão a coordená-lo e dirigir as atividades decorrentes.A Universidade de Palermo foi fundada oficialmente em 1806. A partir da segunda metade do século 16, em sua sede no Massimo Collegio al Cassero, os padres jesuítas criaram cursos em Teologia e Filosofia. Hoje, a Universidade de Palermo é uma instituição de cerca de 2.000 professores e 50.000 alunos e pesquisa todos os principais campos de estudo. Nos últimos anos, tem participado ativamente dos programas de cooperação internacional.

17


UM ANO DE GRANDES CONQUISTAS PARA A ATLETA DA UNIBRASIL LETÍCIA SALTORI O retrospecto do segundo semestre de 2011 de Letícia da Silva Saltori, atleta das Faculdades Integradas do Brasil, reflete a maratona desta campeã, que não para nunca e acumula dezenas de títulos e troféus aos 24 anos de idade. Letícia acaba de receber do Prêmio Orgulho Paranaense - evento instituído pela Secretaria de Esportes do Paraná com o apoio da Rede Paranaense de Comunicação - uma medalha de reconhecimento pelos bons resultados conquistados no ano de 2011. A última conquista aconteceu no Campeonato Sul-Americano de Orientação, disputado de 09 a 11/12, na cidade de Santana do Livramento (RS), do qual Letícia foi Vice-Campeã Sul-Americana. Em 2012, a atleta já confirmou participação no Circuito Montain Do, no Deserto do Atacama, Chile. A prova acontecerá dia 29 de janeiro e terá como ponto de largada a cidade de San Pedro de Atacama. Letícia representará a UniBrasil na meia maratona (21 km).

Confira as conquistas da atleta Letícia Saltori no segundo semestre de 2011: • Campeã da Primeira e Segunda etapa do Circuito de Corridas da Prefeitura de Curitiba; • Tricampeã do Circuito das Estações Adidas; • Campeã das 10 milhas “Corritalia” realizada no bairro Santa Felicidade, em Curitiba; • Campeã da Corrida realizada em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, em Curitiba; • Campeã da Corrida Noturna Unimed Curitiba; • Campeã da Corrida Fila Night Run em Curitiba; • 8ª colocada na soma do percurso Médio e Longo e 2ª colocada no revezamento, juntamente com os integrantes do Clube Coga, no Campeonato Brasileiro de Corrida de Orientação realizado no Rio Grande do Sul, em Santana do Livramento; • Campeã da Primeira e Segunda etapas do Campeonato Metropolitano de Corrida de Orientação realizada na cidade de Palmeira (PR); • 5ª colocada da Meia Maratona realizada na cidade de Pomerode (SC); • Bicampeã brasileira nos 10 km das Olimpíadas Universitárias (JUBS) realizadas em Campinas (SP);

Arquivo UniBrasil

• 1º lugar nos Jogos Femininos realizados em Curitiba; • 1º lugar no Campeonato Brasileiro Universitário de Corrida de Orientação, que aconteceu em Santa Maria (RS); • 1º lugar na Corrida de Montanha Desafrio, em Urubici (SC).


Lucas Dams

UNIBRASIL TAMBÉM É CAMPEÃ NO ESPORTE COLETIVO O ano de 2011 termina com saldo positivo também para a equipe feminina de vôlei da UniBrasil. Criada em 2009, logo no primeiro ano de vida conquistou o topo dos pódios das principais competições regionais e estaduais organizadas pela Federação Paranaense de Voleibol e pela Federação Paranaense de Voleibol Universitário. Para o técnico da UniBrasil Vôlei, Fábio de Almeida, os resultados de segundo semestre foram excelentes. “Fomos campeões no Regional, nas categorias Juvenil e Adulto, e conquistamos a medalha de prata do Estadual da Juventude da Federação Paranaense de Voleibol. Estamos no caminho certo e vamos em busca do título Universitário Estadual em 2012”, afirmou o técnico.

Confira os principais resultados da equipe de vôlei da UniBrasil no segundo semestre de 2011: • Campeã Regional Juvenil; • Campeã dos Jogos Abertos do Paraná; • Campeã do Regional Juvenil (2° turno); • Campeã Regional Adulto; • Vice-Campeã da 3ª Etapa do Campeonato Estadual Juvenil; • Vice-Campeã do Campeonato Paranaense Juvenil; • Vice-Campeã dos Jogos da Juventude do Governo do Paraná; • 3° lugar Paranaense Adulto.

2


UNIBRASIL/CURITIBA

RUGBY

O rugby é muito popular e disputado em mais de 120 países, especialmente nos de colonização inglesa, origem da modalidade, mas ano a ano vem ganhando mais adeptos no Brasil. Em Curitiba, uma grande força do esporte é o UniBrasil/Curitiba Rugby, time patrocinado pelas Faculdades Integradas do Brasil

Conquistas da equipe no segundo semestre de 2011

Jogando com força máxima, o UniBrasil/Curitiba Rugby disputou este ano o Campeonato Paranaense. A equipe foi a Cianorte, Londrina, Maringá e Guarapuava, passou dos 100 pontos em duas das partidas e fez 91 e 98 pontos em outras duas, vencendo de maneira invicta o Campeonato. Foi disputada ainda este ano a Taça da Amizade, que uniu as duas principais equipes da região sul: o UniBrasil/Curitiba Rugby e seu maior rival, o Desterro de Florianópolis. Com uma vitória de cada time, coube ao UniBrasil/Curitiba Rugby a conquista da Taça pelos resultados conjugados. No mês de outubro, em Maringá, foi realizada a etapa válida pelo Paranaense de Rugby da modalidade Seven a Side valendo vaga no Campeonato Brasileiro a ser disputado nos dias 16, 17 e 18 de dezembro, em Embu das Artes (SP). Com um elenco renovado, os meninos venceram de maneira invicta o torneio. No início de dezembro, a equipe adulta participou do mais tradicional torneio de Rugby 7´do país, o SPAC Lions, realizado no clube SPAC de São Paulo. O torneio reúne atletas de todo o país e exterior e é realizado há 19 anos. Em sua melhor participação, a equipe da UniBrasil liderou sua chave, venceu adversários tradicionais e ficou em segundo lugar na competição. Com um time competitivo, o UniBrasil/Curitiba Rugby foi vice-campeão no Brasileiro de Rugby Seven, que aconteceu em dezem-

Arquivo UniBrasil

bro, em São Paulo. O time derrotou todos os seus rivais e representou muito bem o Estado do Paraná no torneio nacional.


Arquivo UniBrasil

UniBrasil no Seminário Internacional de Educação

Rodolfo dos Santos Silva apresentou a pesquisa denominada Impactos da globalização econômico-financeira sobre a educação no Paraná

Arquivo UniBrasil

O Seminário Internacional de Educação, realizado de 24 a 26 de agosto, contou com a participação de professores e estudantes das Faculdades Integradas do Brasil. Os docentes Rodolfo dos Santos Silva e Renata Adriana Garbosa apresentaram a pesquisa denominada Impactos da globalização econômico-financeira sobre a educação no Paraná: uma análise de duas comunidades escolares da região metropolitana de Curitiba. O professor Loivo José Malmann participou da mesa de debates sobre o tema Família e escola: um diálogo possível? Já a professora Paulla Helena da Silva Carvalho integrou a mesa de debates abordando Perspectivas multidimensionais no processo ensino aprendizagem. As alunas Daiane Scheffer, Evylin Jaremsckz e Aline Pasquin fizeram a apresentação e a divulgação da Pesquisa de Iniciação Científica Projeto: Pinhais 20 Anos. O Projeto 20 anos de Emancipação Política de Pinhais é promovido pelas Faculdades Integradas do Brasil, pela Prefeitura Municipal de Pinhais e pelo Instituto Paranaense da Juventude (IPJ) e tem como tema central resgatar a história política e a emancipação do município. A pesquisa teve início em abril e conta com a participação das três estudantes das Faculdades Integradas do Brasil. Um livro deve reunir os dados da investigação que deve ser finalizada em 2012, quando o município completará 20 anos.

As alunas Daiane Scheffer, Evylin Jaremsckz e Aline Pasquin fizeram a apresentação e divulgação da Pesquisa de Iniciação Científica Projeto Pinhais 20 Anos

Interage recebe homenagem do Projeto Serviços e Cidadania

Jesso Dombroski

Patrícia Russo

Diego Pisante

No dia 30 de novembro, a Interage – Agência Experimental de Comunicação da UniBrasil recebeu um troféu em homenagem aos trabalhos prestados à ONG Socorro aos Necessitados, mantenedora do Lar de Idosos Recanto Tarumã. A escultura entregue pelo Instituto GRPCOM e desenvolvida pelo artista plástico Beto Almeida, conforme mencionado pelo Coordenador de Projetos do Instituto GRPCOM, Sr. Rafael Riva Finatti, “é um reconhecimento público pelo muito que as instituições fizeram a favor do terceiro setor.” O Projeto Serviços e Cidadania visa contribuir na promoção da sustentabilidade, profissionalização e atuação estratégica das ONG´s paranaenses, por meio da gestão, comunicação e apoio jurídico. O trabalho desenvolvido pela equipe da Interage teve como objetivo a valorização humana. A ideia para a concretização da campanha foi agregar valor ao tempo vivido e demonstrar o quão valioso é ser idoso. Segundo o professor Marcelo Abílio Públio, coordenador da agência experimental, o trabalho foi bem e gerou um grande aprendizado aos

alunos, que sempre realizavam visitas à ONG durante o processo de produção do roteiro para identificar às necessidades da instituição e desenvolver um plano de ação que atendesse as expectativas dos gestores.

FICHA TÉCNICA CAMPANHA “VALORIZE” – LAR DOS IDOSOS Responsável pela parceria com GRPCOM: Maria Paula Mader Coordenação do curso de PP e RP: Ney Queiroz Azevedo Coordenadores Interage: Kátia Fontoura e Marcelo Abílio Públio Responsável pela gravação do vídeo: Claudia Guimarães Locução: Lydio Roberto Edição: Estúdio RTV UniBrasil Atendimento: Karyllin Goulartt Relações Públicas: Cassiane Therézio Redação: Marina Krug Direção de Arte: Adriano Vale e Ticcy Moraes Colaboração: Lucas Terra Jesse Dambroski Escultura de Beto Almeida Simbologia da escultura: Seguindo costumes antigos, quer mostrar que toda parceria deve ser selada com um aperto de mãos; estar

Aluna Interage recebe homenagem do Instituto GRPCOM

embasada na transparência (por isso a mão em resina cristal), construída em bases sólidas (sobre pedra) e agregar valor (a pátina ouro).

21


A UniBrasil sediou o Seminário Ítalo-Brasileiro, que reuniu grandes

Lucas D. Cordeiro

grupos de instituição de ensino.

UniBrasil realiza Seminário Ítalo-Brasileiro Foi realizada em Curitiba, de 25 a 28 de outubro, a primeira edição do Seminário Ítalo-Brasileiro em Inovações Regulatórias em Direitos Fundamentais, Desenvolvimento e Sustentabilidade. O evento de caráter internacional reuniu importantes núcleos de pesquisa e reforçou as parcerias e os intercâmbios entre universidades do Brasil e da Itália. A UniBrasil foi a anfitriã do evento e recebeu grandes grupos de instituições de ensino. Os painéis realizados discutiram temas relevantes relacionados ao Direito econômico regulatório com a participação de professores da área. Dentre os assuntos debatidos no evento destacam-se: inovações para incrementação da responsabilidade socioambiental das empresas, alternativas de regulação jurídica eficiente da gestão dos recursos energéticos, novas perspectivas da exploração da atividade econômica pelo Estado em prol do direito fundamental ao desenvolvimento sustentável, regulação da energia como fator de desenvolvimento e incrementação da infraestrutura sustentável, a contribuição das experiências jurídicas inovadoras do Direito italiano no Direito administrativo brasileiro. Workshops e um concurso de trabalhos científicos com o tema Direitos Fundamentais, Desenvolvimento e Sustentabilidade também foram realizados no Seminário Ítalo-Brasileiro.

22

Cinco obras foram lançadas durante o evento: • Globalização, Direitos Fundamentais e Direito Administrativo: novas perspectivas para o desenvolvimento econômico e socioambiental - Anais do I Congresso da Rede Docente Eurolatinoamericana de Direito Administrativo, de autoria de Romeu Felipe Bacellar Filho, Emerson Gabardo e Daniel Wunder Hachem; • Processo Administrativo Disciplinar, 3.a ed., de Romeu Felipe Bacellar Filho; • Princípio Constitucional da Supremacia do Interesse Público, de Daniel Wunder Hachem; • Aspectos Jurídicos da Aproximação dos Estados com Vistas ao Desenvolvimento: coalizões, integração regional e multilateralismo, organizado por Romeu Felipe Bacellar Filho e Tatyana Scheila Friedrich; • Teoria Crítica dos Direitos Humanos - In Memoriam - Joaquín Herrera Flores, organizado por Carol Proner, coordenadora do Programa de Mestrado em Direito das Faculdades Integradas do Brasil, e Oscar Correas, professor da Universidade Nacional do México (UNAM). “Minha biografia acadêmica se confunde com a do professor Herrera Flores. Foi uma relação de quase 13 anos. Ele deixou um curso de mestrado e doutorado em Sevilha dedicado aos direitos humanos a partir da perspectiva da teoria crítica. Hoje sou diretora deste curso ao lado da professora Rosário Valpuesta Fernández. Os amigos mais próximos se organizaram para produzir esse livro como uma homenagem. “É uma obra que envolve muita emoção, representa muito para mim, para a UniBrasil e para o Programa de Mestrado”, enfatizou Carol Proner.


riam - Joaquín Herrera Flores - Por Carol Promer

Lucas D. Cordeiro

Lucas D. Cordeiro

Lançamento do livro Teoria Crítica dos Direitos Humanos - In Memo-

Homenagem à Weida Zanconer - O último dia do Seminário Ítalo-Brasileiro, realizado no dia 28 de outubro no auditório Desembargador Cordeiro Clève, foi marcado pela homenagem prestada à advogada Weida Zanconer, em reconhecimento à sua brilhante trajetória na área jurídica. O presidente das Faculdades Integradas do Brasil, Clèmerson Merlin Clève, o jurista Romeu Felipe Bacellar Filho e um dos organizadores do evento, Emerson Gabardo (PUCPR), participaram das homenagens. O professor Romeu Bacellar, em um discurso emocionante, falou sobre a carreira da colega e amiga Weida Zanconer. Emocionada, Weida agradeceu a homenagem: “Quando trabalhamos para traçar nosso caminho não esperamos qualquer tipo de recompensa, o que esperamos é a própria construção do nosso caminho profissional. Fiquei muito emocionada, muito obrigada”, disse a advogada. Na ocasião também foi entregue o prêmio Weida Zanconer à aluna Caroline Rocha Franco, pelo primeiro lugar no concurso de artigos jurídicos. Mais uma homenagem que os organizadores do evento prepararam para a jurista.

O último dia do seminário Ítalo-Brasileiro foi marcado pela homenagem prestada à advogada Weida Zanconer, em reconhecimento à sua brilhante trajetória na área jurídica.

23


Arquivo UniBrasil

Sustentabilidade e o Curso de Administração da UniBrasil Mauro José Kummer é professor do curso de Administração das Faculdades Integradas do Brasil - UniBrasil

A sensibilização das propostas do Fórum Global de 2008 produziram diversos resultados para os alunos do curso de Administração da UniBrasil. Prova disso são os inúmeros Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC´s) produzidos pelos alunos. No segundo semestre de 2009 tivemos os dois primeiros trabalhos de alunos relacionados ao tema. No primeiro semestre de 2010 também foram dois trabalhos, quatro trabalhos em 2010/2.o semestre, dois em 2011/1.o semestre e sete trabalhos em 2011/2.o semestre, totalizando 17 trabalhos. Além desses eventos de caráter técnico-científico, durante a Jornada Acadêmica da Escola de Negócios, ocorrida entre 24 a 25 de maio de 2011, os estudantes tiveram a oportunidade de calcular o impacto ambiental que a jornada produziu e puderam adotar medidas compensativas. Na oportunidade, foram plantadas cerca de 30 árvores. Este número de árvores plantadas foi o equivalente ao CO2 produzido pelo evento. Os alunos que participaram da experiência se sentiram muito motivados por tomar parte ativa no contexto de assunto emergente. O envolvimento dos professores também é digno de nota. Desde os primeiros trabalhos já são onze docentes orientando trabalhos relacionados ao tema. Isto mostra que o tema sustentabilidade é transversal à formação dos acadêmicos e que o corpo docente está fortemente sensibilizado ao tema. Professores da área de Estratégia, Produção, Finanças, Responsabilidade Social e Recursos Humanos já orientaram trabalhos relacionados à Sustentabilidade. Imediatamente após a realização do Fórum Global de 2008, a Matriz Curricular do curso de Administração foi modificada criando um espaço único para o desenvolvimento da disciplina de Sustentabilidade Empresarial. O interesse despertado junto aos alunos foi significativo e os números dos Trabalhos de Conclusão de Curso desenvolvidos comprovam isso. Importante destacar que os TCC´s se tratam de pesquisas empíricas e, portanto, as empresas devem permitir a realização da pesquisa por parte dos alunos. Em 2010, juntamente com a UFPR e a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), um grupo de seis professores e coordenadores do curso de Administração da UniBrasil participaram ativamente de um ambicioso projeto de inserção do tema sustentabilidade nos cursos de Administração das oito principais instituições de ensino de Administração de Curitiba e Região Metropolitana. 24

O envolvimento do grupo de professores do curso também merece destaque. Dos 17 TCC´s produzidos durante esses três anos, participaram 11 diferentes professores. Foram aproximadamente 80 discentes que defenderam e concluíram com aproveitamento os seus trabalhos de conclusão. Isto mostra a dimensão do resultado do trabalho desenvolvido pela UniBrasil. As organizações nas quais esses ex-alunos trabalharam, trabalham ou venham a trabalhar poderão se beneficiar dessa experiência. O futuro nos reserva outros desafios. A lei dos resíduos sólidos produzirá desdobramentos tanto em nível nacional, quanto estadual e municipal. Veremos o surgimento de novas leis e a consequente adequação das organizações públicas e privadas ao novo contexto emergente. A lei dos resíduos sólidos publicada no final do governo Lula, em 2010, é outro fator que provocará interesse acadêmico intenso para as organizações exigindo, assim, um profissional atualizado e atuante. Os futuros alunos que em poucos anos receberemos serão classificados como nativos sustentáveis. Os professores precisarão se adaptar e passar a discutir transversalmente o tema. Mais organizações buscarão por profissionais que possam resolver seus problemas. O desafio da sucessão familiar em empresas não profissionalizadas será outro ponto que permitirá o desenvolvimento de pesquisas envolvendo a sustentabilidade, pois a mudança de gestão será significativa. A UniBrasil, por sua vocação acadêmica, certamente manterá sua posição de destaque neste novo cenário.


UniBrasil entre os novos signatários do PRME No dia 14 de setembro, no Museu Oscar Niemeyer, aconteceu o primeiro evento internacional sobre as Relações da Educação com a Sustentabilidade. O encontro contou com grandes nomes como Jonas Haertle, Diretor Geral do PRME (Princípios para Educação Empresarial Responsável), iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) que estabelece valores de sustentabilidade às Escolas de Negócios de todo o mundo. O evento contou também com representantes da Bovespa, Banco Itaú, Fundo Vale e palestrantes de renome da área empresarial, que estiveram reunidos para discutir os benefícios dos investimentos em empresas socialmente responsáveis. Arquivo UniBrasil

Logo após, o representante das Faculdades Integradas do Brasil, professor Claudio Marlus Skora, Coordenador Geral do Curso de Administração, Economia e Turismo, entregou a carta signatária da UniBrasil ao PRME, firmando-se, assim, a intenção de se promover os valores da educação, da sustentabilidade e da responsabilidade social. A questão da sustentabilidade provocou nos últimos anos diversas iniciativas voltadas para a preservação do meio ambiente por parte das organizações. Tais debates têm propiciado nas instituições de ensino superior uma reflexão sobre seu papel e a busca por iniciativas ambiental e socialmente responsáveis, surgindo, portanto, grandes esforços educacionais para integrar as duas vertentes nos currículos escolares e nas estratégias universitárias. Um desses esforços é representado pelos Principles for Responsible Management Education (PRME), destinado especificamente aos cursos de Administração.

PRME

Os princípios para uma educação responsável em gestão surgiram por iniciativa do Pacto Global das Nações Unidas e foram desenvolvidos em 2007 por representantes de 60 das maiores escolas de negócios do mundo. Trata-se de seis princípios que têm como objetivo que líderes universitários se engajem em um processo de melhoria contínua da gestão educacional a fim de formar líderes empresariais capazes de enfrentar de forma responsável os complexos desafios ambientais e sociais do século XXI. São princípios do PRME para uma escola de gestão sustentável: 1) Propósito: desenvolver a capacidade dos estudantes de serem futuros geradores de sustentabilidade nos negócios e na sociedade e trabalharem por uma economia global inclusiva e sustentável. 2) Valores: incorporar às atividades e currículos acadêmicos os valores da responsabilidade social. 3) Método: criar modelos educacionais, materiais, processos e ambientes que levem a um efetivo aprendizado de experiências para a liderança responsável. 4) Pesquisa: desenvolver pesquisas teóricas e empíricas que contribuam para o entendimento do papel, da dinâmica e do impacto das corporações, na criação de valores sociais, ambientais e econômicos sustentáveis. 5) Parcerias: interagir com os gestores das empresas a fim de aumentar o conhecimento sobre os desafios por eles enfrentados no que toca à responsabilidade social e ambiental e explorar conjuntamente equacionamentos para esses desafios. 6) Diálogos: facilitar e apoiar o diálogo e o debate entre educadores, empresas, governos, consumidores, meios de comunicação, organizações da sociedade civil e demais grupos interessados em temas críticos relacionados à responsabilidade social global e à sustentabilidade.

Administrar e Empreender A partir do segundo semestre, o curso de Administração das Faculdades Integradas do Brasil passou a integrar a Rede Educacional Pró-Empreendedorismo e Inovação nas Instituições de Ensino (Repe). Além da UniBrasil, a rede congrega outras instituições de ensino e tem por objetivo discutir o empreendedorismo e a inovação nos diversos meios educacionais de forma a intensificar seu conhecimento pelos docentes e discentes.

De acordo com o coordenador geral do curso de Administração, professor Claudio Marlus Skora, a inclusão na rede dá importante representatividade ao curso neste seleto núcleo de discussões acadêmicas. “Será uma excelente forma de atualizar os entendimentos sobre estes assuntos de modo a embasar futuras discussões do projeto pedagógico do curso”, explicou o professor. 25


Lucas D. Cordeiro

Dia da Responsabilidade Social na UniBrasil

Foi realizado nas Faculdades Integradas do Brasil no dia 24 de

setembro o Dia da Responsabilidade Social. O evento de abrangência nacional tem por objetivo promover a troca de experiência entre os acadêmicos das instituições ligadas à Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e a sociedade.

Segundo o Diretor Acadêmico da UniBrasil, Professor Jairo Marçal,

“é uma maneira de relacionar o que a gente produz, o que se pauta de um trabalho de cunho científico, mas com uma preocupação prática. É o que justifica a existência e a nossa participação no Dia da Responsabilidade Social”, disse o diretor.

Lucas D. Cordeiro

Com o tema Vida Saudável na Medida Certa, os acadêmicos se

propuseram a participar com serviços voltados à sua especialidade: Escola de Saúde: Vida saudável e combate a obesidade; Escola de Comunicação: Rádioweb UniBrasil; Escola de Negócios: Em busca de um novo emprego; Escola de Direito: Direito do Idoso; Escola de Educação e Humanidades: Incentivo à leitura como fonte de prazer; Escola de Negócio: X Com – Multiplicando Competências.

Pós-Graduação em Direito debate aproximação luso-brasileira No dia 03 de outubro, o Núcleo de Prática Jurídica e o Núcleo de Pesquisa em Direito Civil e Constituição do Programa de Pós-Graduação de Direito da UniBrasil promoveu o debate “A defesa do consumidor no contexto da democracia: uma aproximação luso-brasileira”. Foram convidados para falar sobre o tema o professor e presidente da Associação Portuguesa de Direito do Consumo e fundador da Association Internationale de Droit de la Consommation, Mário Frota, e a co-fundadora da Sociedade Portuguesa de Direito do Consumo e co-fundadora da ACOP – Associação de Consumidores de Portugal, Ângela Frota.

26

Publicidade Infanto-juvenil: Liberdade, restrições ou proibições foi o tema da palestra de Ângela Frota, que falou sobre os aspectos negativos que a publicidade pode exercer sobre crianças e jovens e como diretrizes de controle a esse tipo de publicidade devem ser discutidas e postas em ação. A mesa de abertura do evento contou com a presença de Cláudia Silvano, coordenadora do PROCON/PR, professora Estefânia Queiroz Barboza, coordenadora do curso de Direito da UniBrasil, professora Rosalice Fidalgo Pinheiro, do Núcleo de Pesquisa em Direito Civil e Constituição e professor Marcelo Conrado, coordenador do Núcleo de Prática Jurídica da UniBrasil.

Lucas D. Cordeiro

Durante o encontro, Mário Frota abordou a questão do desenvolvimento dos direitos do consumidor em âmbito europeu e as semelhanças com o sistema brasileiro. “Trago aos alunos da UniBrasil a realidade europeia, os últimos avanços do direito do consumo e do consumidor neste vasto espaço econômico e social, a coesão e a racionalidade sobre tudo neste momento de crise”, disse Frota.


Lucas Dams Arquivo UniBrasil

Comunidade supera expectativas e envolve mais de três mil crianças com espetáculo

Arquivo UniBrasil

“Batimpaz”

O Projeto Grutun! Comunidade que vem sendo desenvolvido desde a criação do Grutun! - Grupo de Teatro UniBrasil, em 2007, e que já encenou cinco peças de autores como Doc Comparato, Maria Clara Machado e Sylvia Ortoff, apresentou a peça Batimpaz do ator e dramaturgo curitibano, Enéas Lour, no segundo semestre deste ano. O texto, escrito em 1982 (no auge do conflito da Guerra das Malvinas), busca discutir o valor da guerra versus a paz. “A partir da ingenuidade da criança, Lour buscou a inspiração para colocar no palco as atrocidades praticadas pelo homem” conta Alex Wolf, diretor do Grutun! Neste ano, as apresentações foram realizadas em parceira com as Secretarias de Cultura e Educação dos municípios de Campina Grande do Sul, Colombo, Pinhais e Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba. Escolas, hospitais e instituições assistenciais de Curitiba também receberam apresentações extras na semana da criança. Na UniBrasil, funcionários da Instituição e a comunidade foram convidados para assistir à peça Batimpaz. O evento foi realizado em outubro, em comemoração às crianças, que receberam cadernos para colorir, giz de cera, pipoca e pirulito. Para encerrar o ano, o Grutun! fará uma apresentação para cerca de 2 mil crianças na Festa de Fim de Ano do Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC), no Castelo do Batel. Somente no segundo semestre de 2011, o Grutun! Comunidade levou cultura e entretenimento para mais de 5 mil crianças.


Arquivo UniBrasil Arquivo UniBrasil

Ópera Popular – disseminando o gosto pela música erudita - O Projeto Ópera Popular, desenvolvido

Curitiba e dirigido por Alex Wolf e Josianne Dal Pozzo

UniBrasil completa cinco anos com uma exposição, que

pelas Faculdades Integradas do Brasil (UniBrasil) em parceria

contou com a participação de Jocir Macedo no piano e

com a Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP)

com o elenco composto por Renata Bueno, Cristhyan

apresentará um pouco das dez produções realizadas

e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), visa

Segala, Julcynara Rodrigues e José Luiz Pires Jr. La Voix

aproximar os alunos da música lírica ao mesmo tempo em

Humaine, interpretada pela soprano Josianne Dall Pozzo,

que valoriza produtores e artistas locais de Curitiba.

com direção do Maestro Osvaldo Colarusso e Jul Leardin,

O recital encenado na Corrente Cultural de

Em 2012, o Grutun! Grupo de Teatro da

pelo grupo nesse período. E para a plateia mais voltada à dramaturgia, três peças estão sendo preparadas especialmente para o Festival de Teatro de Curitiba:

se destacou pela magistral fusão, alcançada por Poulenc, do

Batimpaz – adaptação do texto de Enéas Lour, ator e

Os espetáculos que abriram a série de

texto teatral com a música. Apresentada no Teatro Guaíra,

dramaturgo paranaense, que busca discutir o valor da

programações do Projeto Ópera Popular foram as óperas

a ópera brindou o público com uma obra-prima inédita na

guerra versus a paz, Razão de Estado – texto extraído da

Didon, de Henry Desmarest, La Bohème, de Puccini e La

capital paranaense.

obra do advogado, professor e presidente da UniBrasil,

Voix Humaine, de Francis Poulenc, todos realizados em

Em 2012, o Projeto Óperas Populares apresenta La

Clèmerson Merlin Clève, e Diretrizes em Tempos de Paz

novembro de 2011.

Bohème na programação oficial da 30.ª Oficina de Música

– texto dramatúrgico solicitado pela Universidade Federal

de Curitiba e La Bohème e Le Nozze di Figaro, de Mozart, no

Didon é uma ópera barroca francesa que, graças

Festival de Teatro de Curitiba.

ao seu conteúdo catártico e atemporal, tem sido assunto

Educação e Cultura - Outro projeto cultural

do Paraná (UFPR) para o vestibular.

Grutun! no Festival de Arte e Cultura

predileto de compositores e autores teatrais ou literários.

Resultado de uma jornada de estudos, pesquisa e prática

das Faculdades Integradasdo Brasil é o Grutun! Grupo

artística do curso de pós-graduação em Música da UFPR,

de Teatro, que leva informação e cultura por onde

e também somatória de diversas artes transformadas

passa. Promove apresentações para o público interno –

Teatro Grutun! no Festival de Arte e Cultura Popular do

num gênero especialmente propício para se desenvolver

acadêmicos, professores e convidados – e já tem no currículo

Litoral Paranaense, realizado na cidade de Paranaguá.

no meio acadêmico, a ópera foi apresentada no Teatro da

plateias ilustres, como o próprio Ariano Suassuna, autor de O

Reitoria.

SantoeaPorca,umdosespetáculosapresentadosnessescinco

Além do teatro, o evento promoveu apresentações de

anos de trabalho e levados pelo grupo para diversar cidades do La Bohème, de acordo com a diretora musical do

Paraná. Além desse espetáculo, o Grutun! se apresentou com

espetáculo, Josianne Dal Pozzo, “é um exemplo de ópera

Bernarda Alba, de Federico Garcia Lorca; Eu chovo, tu choves,

proletária, baseada no livro de Henri Murger, Scènes de la vie de

ele chove, de Sylvia Ortoff; O Pagador de Promessas, de Dias

bohème e um dos maiores sucessos da carreira de Puccini.”

Gomes e Maria Minhoca, de Maria Clara Machado.

Popular do Litoral Paranaense Batimpaz foi a peça encenada pelo Grupo de

dança,músicaecinemacomoformadevalorizareresgatar a arte e a cultura do litoral paranaense. A UniBrasil apoiou o evento por acreditar na importância de fortalecer junto à comunidade o valor e a preservação da cultura.


Arquivo UniBrasil

Arquivo UniBrasil

Lucas D. Cordeiro


Quando instituição e comunidade se unem o aprendizado é enriquecedor Arquivo UniBrasil

Projeto Informática Cidadã - O Projeto Informática Cidadã é um serviço oferecido pelo curso de Sistemas de Informação da UniBrasil para a comunidade local. Desenvolvido desde 2004 em parceria com o Programa Comunidade Escola da Prefeitura Municipal de Curitiba, o Informática Cidadã possibilita o acesso de crianças e jovens às tecnologias da informação, tendo como docentes os alunos do curso, em caráter voluntário. “O Projeto Informática Cidadã hoje vai além dos muros da UniBrasil, pois a comunidade participante dissemina o conhecimento adquirido para os seus familiares e amigos”, afirmou a professora Andréia de Jesus, coordenadora do curso. A inscrição para o Projeto Informática Cidadã é um quilo de alimento e, em 2011, 160 quilos foram arrecadados e doados para o Lar dos Idosos – Recanto Tarumã, instituição parceira da UniBrasil. Integração - Os estudantes do curso de Enfermagem das Faculdades Integradas do Brasil participaram da Feira de Prevenção à Doença Renal, promovida em agosto pela Fundação Pró-Renal, em Curitiba. Com o tema Proteja seus rins. Salve seu coração, a atividade fez parte do programa anual de Prevenção à Doença Renal – Dia Mundial do Rim e contou com apoio do Sesc Regional.

Parceria saudável - Em novembro, os alunos do curso de Nutrição prepararam um lanche saudável para os moradores do Lar dos Idosos, localizado no bairro do Tarumã. A iniciativa teve o objetivo de chamar a atenção para a importância de uma alimentação equilibrada. Preparado no laboratório de técnica dietética da UniBrasil pelas alunas do oitavo e segundo períodos do curso, o lanche seguiu todas as normas de higiene, manipulação de alimentos e especificações dietéticas, de acordo com a necessidade de cada pessoa. Esse levantamento foi realizado pelas alunas estagiárias na Clínica da Instituição, Carolline, Sabrina e Flávia. Os lanches preparados foram de consistência pastosa, para os idosos da enfermaria, com disfagia ou outras dificuldades de deglutição e mastigação; produzidos com pão integral, oferecidos aos idosos com obesidade e diabetes II; e de consistência normal (dieta livre), para as pessoas sem restrições alimentares. Todos os moradores do Lar dos Idosos receberam o lanche e orientações sobre a importância do consumo diário de frutas, verduras e líquidos.

A atividade faz parte do programa anual de Prevenção à Doença Renal – Dia Mundial do Rim

30

O evento possibilitou aos estudantes de Enfermagem contato direto com a comunidade.

Arquivo UniBrasil

Cerca de 20 alunos da UniBrasil participaram do evento, que atendeu 320 pessoas gratuitamente, realizando aferições antropométricas, exame parcial de urina e exame de sangue, além de orientações voltadas à saúde e prevenção de agravos renais. A professora Angelita Visentin, coordenadora do curso de Enfermagem, lembrou que o evento possibilitou aliar a teoria à prática, atuando diretamente com a comunidade e ressaltando o papel fundamental do enfermeiro na prevenção de agravos a saúde.


Arquivo UniBrasil

UniBrasil Educação e Copa 2014 A UniBrasil está engajada na organização da Copa em Curitiba, ocupando a vice-presidência da Câmara Temática da Educação, Cultura, Esporte e Ação Social, da Secretaria para Assuntos da Copa do Mundo 2014. A principal razão pela qual a UniBrasil participa, diz respeito à atividade mais nobre da instituição: a educação. A Copa do Mundo de futebol transcende em muito a simples competição esportiva. Campeonato maior do esporte mais popular do planeta, atrai as atenções de mais de três bilhões de espectadores, movimenta recursos imensos, traz ao país-sede uma visibilidade enorme e grandes contingentes de turistas antes, durante e após o evento. A organização política, a cultura e o desenvolvimento de tal país estarão no centro das atenções. Além disso, cria-se um senso de comunidade e identidade regional, com efeitos benéficos duradouros. Curitiba será uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Além do interesse que este fato desperta na imensa maioria da população que gosta de futebol, há um aspecto que diz respeito a todos, o salto qualitativo de infraestrutura física que a cidade deverá dar, obrigatoriamente, para ter sucesso nesse evento. O aspecto prioritário a ser considerado é o da necessidade de todo o investimento a ser feito; afinal serão pouco mais de trinta dias de atividades, e não sediaremos jogos de abertura e encerramento. Se pensarmos apenas na Copa, os gastos podem parecer excessivos, mas o efeito posterior pode compensálos amplamente. O sistema de transporte coletivo curitibano, ainda em nível razoável de qualidade, precisa de atualização; o mesmo ocorre com a rede de ruas e avenidas, a Avenida das Torres, entrada principal da cidade para quem vem do aeroporto, torna-se inviável em muitas horas do dia; o próprio aeroporto demanda obras urgentes na estrutura técnica. As melhorias necessárias para a Copa são necessárias para a própria cidade, e é oportuna a sua realização.

Wanda Camargo – Assessora da Presidência das Faculdades Integradas do Brasil – UniBrasil, e vice-presidente da Câmara Temática da Educação, Cultura, Esporte e Ação Social, da Secretaria para Assuntos da Copa do Mundo 2014.

Da mesma forma, é apropriada a qualificação de agentes públicos e privados para atendimento a turistas e cidadãos locais. Funcionários de hotéis, garçons, taxistas, policiais, precisam ter noções de outros idiomas; por mais que amemos a nossa última flor do Lácio, o português é uma língua difícil, até mesmo para os falantes de espanhol. Em alguns estados brasileiros o guia turístico precisará comunicar-se, embora precariamente, em inglês, espanhol, italiano, entendendo e se fazendo entender, e isso por vezes é suficiente. Mas não apenas a execução de obras e a ampliação do domínio do idioma serão necessárias, os cuidados básicos em assistência social e planejamento cultural precisam ser disseminados, pois conter a exploração de menores, a violência dentro e fora dos jogos, preparar corretamente as grandes festas, a participação de artistas e artesãos locais durante os eventos, demandam intensa preparação educacional. Para os estudantes e profissionais de Serviço Social, Turismo, Educação Física, Relações Públicas, Jornalismo, Artes e muitas outras áreas, abre-se uma oportunidade única de aprendizado e de exercício da profissão. É difícil mensurar exatamente o legado educacional que a realização de uma Copa do Mundo pode deixar ao Brasil e, particularmente, ao Paraná, pois uma análise a ser feita durante a construção histórica dos fatos não permite muita clareza quanto à possível herança que estaria sendo transferida para os próximos anos. No entanto, entre os acontecimentos que influenciaram mais decisivamente o processo educativo brasileiro nos últimos anos, vemos que alguns fatores, significativos para as transformações sociais desde o fim do século XIX, trouxeram uma concepção da obrigatoriedade e qualidade da educação. A abolição da escravatura, a complicada transição entre o regime monarquista e a instalação da república, o conjunto de ideias vigentes na efetivação do estado republicano, a forte influência positivista na concepção da União, a grande crise representada pelas guerras mundiais, em particular a Segunda, com sua imensa quantidade de mortos, a formulação dos Direitos Humanos, o fortalecimento do setor industrial, com consequente ampliação do espaço urbano em detrimento da cultura agrária, todos alteraram a forma e o conteúdo do sistema educacional. Um megaevento da magnitude do que viveremos trará mudanças importantes na nossa cultura, na nossa economia e na nossa educação. Outro aspecto importante a considerar é o da visão que passaremos a ter sobre nós mesmos, pelo olhar do Outro. Um país das dimensões do Brasil tende a ser autocentrado, mesmo em tempos de comunicação global. De modo geral, mesmo quando viajamos ao exterior, interagimos pouco com os países que visitamos e seus habitantes, limitando-nos a programas culturais que nos mostram seu passado, e quase nada da realidade e do pensamento presentes. Receber um número grande de visitantes, ainda que por pouco tempo, será uma muito bem-vinda renovação, um choque de realidade no confronto de costumes, que certamente alterará nossa tradição e melhorará nossos modos de aprendizagem. 31


Doutora em Direito, a professora Rosário Valpuesta Fernández ocupou o cargo de reitora da Universidade Pablo de Olavide, de Sevilla, de 2001 a 2003. Feminista e pesquisadora de temas ligados à cidadania e à diversidade, a docente já foi reconhecida pela Câmara Municipal de Curitiba, em 2002. Entre outros méritos, recebeu Medalha de Honra da Universidade Pablo de Olavide, em 2004, e título de Doutora Honoris Causa da Universidade Nacional de Catamarca, na Argentina, em 2007. O advogado e professor Eroulths Cortiano Junior, doutor em Direito e docente dos cursos de graduação, mestrado e doutorado em Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi o debatedor da noite. Ele destacou que a professora Rosário tem lutado por um Direito Civil mais voltado à pessoa humana e fez duas colocações: sobre a apropriação das relações sociais pelo estado capitalista e o papel da globalização na mudança. A professora Rosário falou sobre o cenário atual da crise e afirmou que o Estado não paga sua dívida às entidades financeiras. Lembrou que todo cidadão é responsável pelo pagamento de seus gastos, mas que, em contrapartida, os governos não demonstram esta mesma responsabilidade. Para a pesquisadora, a crise é consequência da falta de representatividade dos políticos a respeito da cidadania. “A crise é um negócio em si mesmo”, enfatizou. Afinal, como destacou, trata-se de uma crise democrática, já que o poder econômico manda no poder político. “Trata-se de uma crise especulativa não de economia real, pois os serviços e bens continuam a ser oferecidos”, lembrou. Segundo ela, o pensamento tecnicista econômico é um dos responsáveis pela configuração de tal cenário, que visa o lucro acima dos interesses sociais. “Além disso, não existe projeto político. Há perda de garantias, não há diálogos com partidos e cidadãos”, ressaltou.

Docente espanhola veio a convite do Programa de Mestrado em Direito das Faculdades Integradas do Brasil

Criselli Montipó

Em aula magna da graduação e do Programa de Mestrado em Direito das Faculdades Integradas do Brasil, a docente espanhola Rosário Valpuesta Fernández, catedrática de Direito Civil da Universidade Pablo de Olavide, abordou o tema A crise econômica e os desafios da democracia. A palestra aconteceu no dia 9 de agosto.

Criselli Montipó

Professora espanhola discute crise econômica e democracia

A alternativa, de acordo com a professora, é reflexão sobre a democracia participativa. “Os mecanismos são rua: mobilização social e ajuda dos pensadores: pensar, pensar e pensar”, disse a professora. A coordenadora do Programa de Mestrado em Direito da UniBrasil, Carol Proner, revelou que a parceria com a professora Rosário é antiga, desde o início das atividades da UniBrasil, e que o foco das pesquisas da docente espanhola são de grande interesse do Programa de Mestrado, que tem como área de concentração Direitos Fundamentais e Democracia. 32

A docente espanhola Rosário Valpuesta Fernández abordou o tema A crise econômica e os desafios da democracia e o professor Eroulths Cortiano Junior foi o debatedor do evento


Professora Rosário Fernández fala sobre feminismo e Direito

A professora Rosário Valpuesta Fernández,

Nesse sentido, o Direito tem muito a contribuir. Citando os avanços

catedrática de Direito Civil da Universidade Pablo de

da legislação espanhola, a professora Rosário demonstrou que, por meio de

Olavide, Sevilha, Espanha, proferiu conferência sobre

instrumentos jurídicos, a invisibilidade histórica das mulheres pode ser pouco

o tema Diversidad y Ciudadanía: Una Aproximación

a pouco superada. Ao fim da conferência, a palestrante também falou sobre

desde el Pensamiento Feminista, no dia 17 de agosto,

as novidades das lutas que trazem a dimensão de gênero às relações sociais,

no Programa de Mestrado em Direito da UniBrasil.

jurídicas e políticas. Disse que não apenas as mulheres, mas também os homens são vítimas da masculinidade hegemônica e que vivem o desafio de

Rosário Valpuesta falou sobre mulheres,

uma nova masculinidade.

feminismo e gênero, expressões com significado e conteúdo distintos. Segundo a professora Carol Proner,

coordenadora do Programa de Mestrado em Direito

Wanda Camargo, Rosário Valpuesta colocou a questão das reivindicações

da UniBrasil, a palestrante “fez um recorrido histórico

feministas e o próprio movimento da emancipação da mulher como um

sobre as principais correntes, destacando o feminismo

dos grandes impulsionadores de desenvolvimento e progresso no mundo

da igualdade e o feminismo da diferença, diferenciou

como um todo. “Sem esta pauta, que desestabilizou as fronteiras simbólicas

os termos machismo (como posição prévia de exclusão)

construídas entre os sexos, ao criticar a sociedade patriarcal burguesa,

e masculinidade (como construção do pensamento

teria sido impossível colocar em questão a ordem social vigente e caminhar

dominante) e a existência do que tem sido chamado de

na obtenção da igualdade das mulheres frente aos homens, assim como

nova masculinidade”.

questionar as noções de masculinidade e feminilidade”, afirmou a professora.

De acordo com a Assessora Institucional da UniBrasil, professora

Para a professora Rosário, adepta do feminismo Criselli Montipó

da igualdade, a diferença entre o pensamento feminino e o masculino se deve a uma construção social, e não a uma situação insuperável de diferença intrínseca. “Por essa razão é que defende a luta por espaços femininos, por uma nova construção social nos diversos espaços que atualmente são dominados por uma visão masculina de entorno e de sociedade. Trata-se de uma ação militante, de somar, de adicionar a diversidade feminina a um mundo hegemonicamente masculino”,

Criselli Montipó

comentou a professora Carol.

A professora Rosário Valpuesta falou sobre mulheres, feminismo e gênero, expressões com significado e conteúdo distintos.

Para a professora Rosário, adepta do feminismo da igualdade, a diferença entre o pensamento feminino e o masculino se deve a uma construção social, e não a uma situação insuperável de diferença intrínseca

33


Mestrado

O Programa de Mestrado em Direitos Fundamentais e Democracia das Faculdades Integradas do Brasil protagonizou uma série de ações e eventos no segundo semestre de 2011, aproximando a academia de grandes mestres do Direito, promovendo debates, palestras, convênios e a propagação do conhecimento.

Mestrado em Direito da UniBrasil é destaque em avaliação Qualis A Revista online Direitos Fundamentais & Democracia, do programa de Mestrado em Direito da UniBrasil, conquistou na última semana a classificação B1, do processo de classificação/reclassificação dos periódicos do sistema WebQualis, pela Comissão Qualis de Direito. A classificação B1 é considerada a nota máxima para publicações nacionais, sendo A: A1, A2 e A3 notas para publicações internacionais. Com relação às adequações que a revista tem de obedecer para atingir esse nível, o professor Doutor Eduardo Biacchi Gomes, coordenador da revista Direitos Fundamentais & Democracia, falou sobre como obter tais adequações. “É um trabalho em conjunto, existem critérios, os artigos precisam ser de fora do estado do Paraná, de outras instituições, artigos de professores com qualificação. A revista tem de ser cadastrada em uma base de dados e o conselho editorial também é importante”, disse o professor. Em relação à visibilidade, o programa de Mestrado da UniBrasil ganhou muito com essa conquista. Segundo Gomes, “os programas de Mestrado de Direito são ofertados pela Federal, Curitiba, PUC e UniBrasil. Nós somos a única com a classificação Qualis B1, o que se torna um grande diferencial”, ressaltou.

Debate aborda as marchas e os limites da democracia No dia 31 de agosto, o Programa de Mestrado em Direitos Fundamentais e Democracia das Faculdades Integradas do Brasil promoveu o debate As marchas e os limites da democracia. Participaram do evento os membros do Programa de Mestrado em Direitos Fundamentais e Democracia da UniBrasil; do Programa de Mestrado e Doutorado em Direitos Humanos, Interculturalidade e Desenvolvimento, oferecido em parceria entre a Universidade Pablo de Olavide (Upo) e a Universidade Internacional da Andaluzia (Unia), Espanha; do Instituto Direitos Humanos, Interculturalidade e Desenvolvimento (IDHID) e do Instituto Direito e Democracia (IDD). O debate aconteceu paralelamente ao movimento de jovens espanhóis, Movimento 15M – 15 de maio – também conhecido como “os indignados”. O movimento reivindica em “Democracia real ¡ya!“. Durante o evento foram lançados os livros Teoria crítica dos direitos humanos: das lutas aos direitos, (Editora Lumen 2011), organizado pelos professores Antônio Henrique Graciano Suxberger, Jefferson Aparecido Dias, Ruben Rockenbach Manente, com artigo de professores do PPGD da UniBrasil e Reinventemos los derechos humanos, aportaciones a La memória y a La obra de Joaquín Herrera Flores, (Editora Atrapasueños, 2011), organizado pelos professores do PPGD UniBrasil e do PPGD UNIA-UPO. 34

Direito constitucional internacional: novas perspectivas Direito constitucional internacional: novas perspectivas foi o tema da palestra que aconteceu no dia 20 de outubro nas Faculdades Integradas do Brasil. O evento foi realizado pelo Programa de Mestrado em Direitos Fundamentas e Democracia da UniBrasil e teve como público professores, alunos de pósgraduação e graduação em Direito. O encontro reuniu importantes nomes do direito como o professor Doutor Valério Mazzuoli, professor Eduardo Biacchi Gomes, professora Larissa Ramina e professor Marcos Augusto Maliska. Segundo a professora Larissa Ramina, uma das idealizadoras do evento, a iniciativa serviu para elucidar questões ligadas ao tema. “Buscamos desenvolver um debate multidisciplinar reunindo constitucionalistas e internacionalistas para debater um ponto comum, a interfase da constituição federal brasileira com o direito internacional, falando sobre os tratados internacionais”, afirmou.

Direito Internacional Humanitário O Programa de Pós-Graduação e Mestrado da UniBrasil, o Programa de Pós-Graduação da PUCPR e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha realizaram a segunda edição do curso introdutório ao Direito Internacional Humanitário, de 21 a 23 de setembro. Voltado para professores, mestrandos e doutorandos em Direito e em Relações Internacionais, o evento contou com a presença de Gabriel Valladares, assessor jurídico e encarregado dos programas do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) com as Forças Armadas e Meios Acadêmicos. A programação também abordou o tema “regras aplicáveis em outras situações de violência distintas dos conflitos armados”, além do Direito Internacional Humanitário.

Democracia e Direitos Humanos O Programa de Mestrado em Direitos Fundamentais e Democracia das Faculdades Integradas do Brasil promoveu a palestra Democracia e Direitos Humanos: Reflexões para o Mercosul, nos dias 24 e 25 de outubro. A palestra foi ministrada por Calogero Pizzoto, Doutor em Direito pela Universidade de Buenos Aires (UBA), professor de Direito da Integração, professor adjunto de Elementos de Direito Constitucional e Elementos de Direitos Humanos e Garantias na carreira de advogado junto à UBA e professor dos cursos de doutorado e pósgraduação também na UBA.


Contato interinstitucional

Representantes da UniBrasil e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) participaram de um encontro com a professora espanhola María

Valpuesta Fernández, vice-reitora de inovação e desenvolvimento tecnológico da Universidade de Málaga, Espanha. O objetivo foi promover o debate de temas como inovação tecnológica e propriedade intelectual, visando firmar futuras parcerias. A professora Roseli Rocha dos Santos, coordenadora de Cooperação Institucional e Internacional da UniBrasil, destacou que foi uma oportunidade para propor intercâmbio entre a UniBrasil e a Universidade de Málaga, além de estreitar o contato com a UTFPR. Para a professora Carla Barsotti, coordenadora de Relações Interinstitucionais da UTFPR, as instituições de ensino sempre devem estar abertas para estabelecer acordos e convênios que visem o aprimoramento da pesquisa e a realização de mobilidade estudantil. A coordenadora do Programa de Mestrado em Direito da UniBrasil, Carol Proner, lembrou que temas como inovação tecnológica e propriedade intelectual são de interesse da UniBrasil, que tem participação no Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (Procad) Sociedade da informação: Democracia, Desenvolvimento e Inclusão Tecnológica, do qual participam a UniBrasil, a UniSantos, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná. O convênio foi renovado, o que permitirá o avanço nas discussões sobre tais temáticas.

Convênio internacional No dia 20 de setembro, a UniBrasil assinou convênio internacional com a Universidade Pablo de Olavide, localizada em Sevilha, na Espanha. O convênio marcou oficialmente um acordo de cooperação entre as duas instituições, desenvolvido desde o início do programa de Mestrado da instituição nacional. Para a assinatura oficial do convênio, a instituição brasileira recebeu a professora Rosário Valpuesta Fernández, catedrática de Direito Civil

Arquivo UniBrasil

da Universidade Pablo de Olavide.

Professora Rosário Valpuesta Fernández fez o descerramento da placa que leva o seu nome, presente em uma das salas de aula da UniBrasil.

EXPEDIENTE Informativo oficial das Faculdades Integradas do Brasil Ano 11 – Edição 61 – Retrospectiva – Segundo semestre de 2011 Presidência: Clèmerson Merlin Clève Direção Geral: Sérgio Ferraz de Lima Direção Acadêmica: Jairo Marçal Diretor Administrativo, Financeiro e de Infraestrutura: Fernando Antonio Alves Gerência de Marketing: Patrícia Russo Gibran Jornalista Responsável: Geanine Ditzel MTB/PR 2884 (Redação e Edição) Colaboração: Criselli Montipó, Helton Liça, Lucas Dams, Lucas Diego Cordeiro Projeto Gráfico e Diagramação: Vivas Comunicação

Rua Konrad Adenauer, 442 • Tarumã • Curitiba, Paraná Telefone: (41) 3361.4200 • www.unibrasil.com.br A sua opinião é importante para nós. Envie suas críticas, sugestões e elogios. Nosso e-mail é asscom@unibrasil.com.br 35


Revista UniBrasil - dezembro de 2011  

Revista UniBrasil - Edição dezembro de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you