__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

10 Março 2020

ATUALIZADO A 29 MAIO 2020 DEPT. FUTEBOL DE FORMAÇÃO CLUBE DESPORTIVO DE MAFRA

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 1


ÍNDICE PREÂMBULO

Pág. 3

1. ENQUADRAMENTO COVID-19

Pág. 3

a. O que é o novo Coronavírus (COVID-19)?

Pág. 4

b. Transmissão da infeção e período de incubação.

Pág. 4

c. Principais sintomas.

Pág. 4

d. Recomendações.

Pág. 4

2. PLANO DE CONTINGÊNCIA E INTERVENÇÃO a. Definição de Caso Suspeito

Pág. 6 Pág. 6

i. Definição

Pág. 6

ii. Critérios Epidemiológicos

Pág. 6

b. Área de Isolamento

Pág. 6

c. Procedimentos num Caso Suspeito

Pág. 7

d. Procedimentos perante um Caso Suspeito Validado

Pág. 8

3. VIGILÂNCIA DE CONTACTOS PRÓXIMOS

Pág. 9

4. RESPONSÁVEL PELO PLANO

Pág. 10

5. INFORMAR E FORMAR

Pág. 11

6. CONTACTOS OFICIAIS CD MAFRA

Pág. 12

A. ANEXO A – RETOMA DA ATIVIDADE FÍSICA

Pág. 13

a. Enquadramento da Iniciativa

Pág. 13

b. Parecer da Delegada de Saúde do ACES Oeste Sul

Pág. 13

c. Segurança dos Atletas, Encarregados de Educação e Staff envolvidos Pág. 14 d. Instalações disponibilizadas e seu funcionamento

Pág. 15

e. Horários

Pág. 16

f. Condições e Valores de Inscrição

Pág. 16

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 2


Mafra, 10 Março de 2020

Preâmbulo O presente documento é o “Plano de Contingência para o COVID-19” elaborado pelo Departamento do Futebol de Formação do Clube Desportivo de Mafra, em articulação com o Departamento Clínico e o Departamento de Marketing, Comunicação e Responsabilidade Social, devendo ser considerado como o “Manual de Acolhimento e Boas Práticas” no período de exceção provocado pela pandemia COVID-19. Na atual situação relacionada com o COVD-19, as Autoridades de Saúde Nacionais determinaram, a todos os serviços e/ ou entidades desportivas, a elaboração de planos de contingência que minimizem o risco de contágio e permitam o bom funcionamento das atividades essenciais. Reforçamos a informação de que este documento é específico para o Departamento de Futebol de Formação, estando o Clube Desportivo de Mafra a elaborar um plano de contingência para o Futebol Profissional, no âmbito da SDUQ, em articulação com a Liga Portugal, a Federação Portuguesa de Futebol e as Autoridades de Saúde Nacionais. O Clube Desportivo de Mafra tem estado atento ao desenvolvimento da evolução da infeção pelo novo coronavírus (COVID19), bem como a todas as recomendações emanadas pela Direção Geral de Saúde (DGS), Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Associação de Futebol de Lisboa (AFL) e agora também do Ministério da Educação. A leitura deste documento, não dispensa a leitura das Orientações, informações e notas da DGS, a consultar na página da DGS – https: www.dgs.pt que vão sendo atualizadas sempre que exista evolução da situação.

Mafra, 29 Maio de 2020

ADITAMENTO – Retoma da Atividade Física O presente documento base, “Manual de Acolhimento e Boas Práticas - Plano de Contingência para o COVID-19”, foi elaborado a 10 de março de 2020. No dia 11 de março, por indicação das Autoridades de Saúde, Federação Portuguesa de Futebol e Associação de Futebol de Lisboa, foram suspensas todas as atividades do Departamento de Futebol de Formação do Clube Desportivo de Mafra, incluindo o encerramento da secretaria e instalações no Estádio dr. Mário Silveira. Com o inicio das medidas de desconfinamento, apesar do encerramento da época desportiva do plantel sénior, foi aberta a secretaria do CD Mafra a tempo parcial no dia 08 de Maio, respeitando as recomendações da DGS e as normas no presente Plano de Contingência. Na sequência da terceira fase de desconfinamento, com as medidas anunciadas para a área do desporto, o Clube Desportivo de Mafra enviou um email para a Delegada de Saúde Pública de Mafra, apresentando a iniciativa de RETOMA DA ACTIVIDADE FÍSICA, tendo obtido parecer favorável para a sua execução, mediante o cumprimento do presente Plano de Contingência e demais diretivas emanadas das Autoridades de Saúde ou por despacho governamental. O Aditamento em anexo a este Plano, respeita a ORIENTAÇÃO DA DGS n.º 030/2020 de 29/05/2020 e o parecer da Delegação de Saúde Local. Vamos assim retomar a atividade, com BOM SENSO DE TODOS E ESCRUPULOSO CUMPRIMENTO DAS ORIENTAÇÕES DAS AUTORIDADES DE SAÚDE. SEMPRE COM “COMPORTAMENTO POSITIVO”.

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 3


ENQUADRAMENTO COVID-19 O QUE É O NOVO CORONAVÍRUS (COVID-19) Os coronavírus são um grupo de vírus que podem causar infeções, do qual faz parte o COVID-19. Normalmente estas infeções estão associadas ao sistema respiratório, podendo ser semelhantes a uma gripe comum ou evoluir para uma doença mais grave, como pneumonia. Em anos anteriores foram identificados outros coronavírus que provocaram surtos e infeções respiratórias graves em humanos, nomeadamente coronavírus SARS-CoV (2002/2003 - síndrome respiratória aguda grave) e o coronavírus MERSCoV (2012 - síndrome respiratória do Médio Oriente).

TRANSMISSÃO DA INFECÇÃO E PERÍODO DE INCUBAÇÃO Considera-se que o COVID-19 pode transmitir-se:   

Por gotículas respiratórias (partículas superiores a 5 micra); Pelo contacto direto com secreções infeciosas; Por aerossóis em procedimentos terapêuticos que os produzem (inferiores a 1 mícron).

O período de incubação (até ao aparecimento de sintomas) situa-se entre 2 e 12 dias. Como medida de precaução, a vigilância ativa dos contactos próximos decorre durante 14 dias desde a data da última exposição a caso confirmado. PRINCIPAIS SINTOMAS Os sintomas são semelhantes a uma gripe, como por exemplo:    

Febre; Tosse; Falta de ar; Cansaço.

RECOMENDAÇÕES As medidas preventivas no âmbito do COVID-19 têm em conta as vias de transmissão direta (via aérea e por contacto) e as vias de transmissão indireta (superfícies/objetos contaminados). As recomendações partilhadas pelo CD Mafra têm em conta as vias de transmissão direta (via aérea e por contacto) e as vias de transmissão indireta (superfícies/objetos contaminados). Para evitar a transmissão do vírus, todas as pessoas devem tomar as seguintes precauções: 

Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos;

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 4


      

Reforçar a lavagem das mãos antes e após as refeições, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas; Usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar; Deitar os lenços usados num caixote do lixo e lavar as mãos de seguida; Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos; Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias. O Clube deixará de fornecer bebedouros aos atletas durante os treinos/jogos, solicitando a que todos os atletas tragam as suas águas devidamente identificadas; Solicita-se a todos os atletas e staff que evitem cumprimentar colegas e treinadores com aperto de mão antes, durante e depois dos treinos.

O Departamento de Futebol de Formação colocará bem visível nas áreas de treino as seguintes indicações:

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 5


PLANO DE CONTIGÊNCIA E INTERVENÇÃO O Plano de Contingência do CD Mafra permite que todas as estruturas do Clube se preparem para enfrentar, de modo adequado, e perante diferentes cenários de absentismo as possíveis consequências de infeção por um novo Coronavírus (COVID-19), de acordo com as orientações da DGS, em estreita articulação com as famílias, os serviços de saúde e outras estruturas da comunidade desportiva. No âmbito da preparação deste Plano de Contingência, foi equacionada a eventual ocorrência das seguintes situações: 

Redução ou suspensão de qualquer atividade desportiva seguindo as diretrizes e orientações das entidades de tutela DGS, FPF, AFL e Liga Portugal;

Redução ou suspensão do período de funcionamento consoante o caso;

Suspensão de eventos ou iniciativas públicas, realizados quer em locais fechados quer em locais abertos ao público;

Suspensão de atividades de formação presencial;

Suspensão do funcionamento da secretaria, bares, centro de estágios (dormitório e refeitório) e utilização de outros espaços comuns.

DEFINIÇÃO DE CASO SUSPEITO DEFINIÇÃO De acordo com a DGS, define-se como caso suspeito quem apresente como critérios clínicos infeção respiratória aguda (febre ou tosse ou dificuldade respiratória), associados a critérios epidemiológicos.

CRITÉRIOS EPIDEMIOLÓGICOS Os elementos do staff, atletas e demais pessoas associadas ao Clube que tenham regressado ou que tenham estado em contacto próximo e direto com quem tenha regressado de país ou zona de risco para a infeção pelo COVID-19, identificados pela DGS, devem, nos 14 dias subsequentes, monitorizar o seu estado de saúde, medindo a temperatura corporal duas vezes ao dia, registando os valores e estar atentos a tosse ou a dificuldades respiratórias. Devem ainda evitar cumprimentos sociais com contacto físico. ÁREA DE ISOLAMENTO No âmbito da prevenção e controlo de infeção por novo Coronavírus (COVID-19), o Clube definiu uma sala de “isolamento”, nas suas instalações desportivas, que visa impedir que outros possam ser expostos e infetados. Tem como principal objetivo evitar a propagação da doença transmissível no serviço e na comunidade. O CD Mafra procedeu á elaboração do Plano de Emergência Médica e de Evacuação para casos de COVID-19, que se encontra exposto junto do Plano aprovado para a certificação de entidade formadora pela FPF. MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 6


ÁREA DE ISOLAMENTO: Balneário 2

ÁREA DE ISOLAMENTO: Equipamentos e alimentos A área de isolamento deve estar preparada com: 

Solução antisséptica de base alcoólica

Máscaras cirúrgicas

Luvas descartáveis

Toalhetes de papel

Contentor de resíduos com abertura não manual e saco de plástico

Cadeira e mesa

Água engarrafada

Biscoitos embalados (Bolachas Maria)

PROCEDIMENTOS NUM CASO SUSPEITO Quem apresente critérios compatíveis com a definição de caso suspeito ou com sinais e sintomas de COVID-19, informa a direção do Clube (preferencialmente por via telefónica) e, caso se encontre no Clube, dirige-se para a área de “isolamento”, definida no plano de contingência. MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 7


Já na área de “isolamento” contacta a linha SNS 24 (808 24 24 24). Nas situações imprescindíveis, o responsável do Clube ou elemento do departamento médico presente, acompanha o atleta até à área de “isolamento” (este elemento deverá de utilizar o kit de emergência de proteção pessoal, composto por: máscaras cirúrgicas + luvas descartáveis + termómetro). Quem acompanha o atleta ou encarregado de educação, elemento do staff ou sócio/adepto com sintomas, deve cumprir as precauções básicas de controlo de infeção, quanto à higiene das mãos antes da colocação de luvas. O profissional de saúde do SNS 24 questiona o doente (ou acompanhante) quanto a sinais e sintomas e ligação epidemiológica compatíveis com um caso suspeito de COVID-19. Após avaliação, o SNS 24 informa o seguinte: 

Se não se tratar de caso suspeito de COVID-19: define os procedimentos adequados à situação clínica;

Se se tratar de caso suspeito de COVID-19: o SNS 24 contacta a Linha de Apoio ao Médico (LAM), da DGS, para validação da suspeição.

PROCEDIMENTOS PERANTE UM CASO SUSPEITO VALIDADO A DGS informa a Autoridade de Saúde Regional dos resultados laboratoriais, que por sua vez informa a Autoridade de Saúde Local. A Autoridade de Saúde Local informa dos resultados dos testes laboratoriais e: 

Se o caso for não confirmado: este fica encerrado para COVID-19, sendo aplicados os procedimentos habituais de limpeza e desinfeção. Nesta situação são desativadas as medidas do plano de contingência.

Se o caso for confirmado: a área de “isolamento” deve ficar interdita até à validação da descontaminação (limpeza e desinfeção) pela Autoridade de Saúde Local. Esta interdição só poderá ser levantada pela Autoridade de Saúde.

Na situação de caso confirmado, o clube deve: 

Providenciar a limpeza e desinfeção (descontaminação) da área de “isolamento”;

Reforçar a limpeza e desinfeção, principalmente nas superfícies frequentemente manuseadas e mais utilizadas pelo doente confirmado, com maior probabilidade de estarem contaminadas;

Dar especial atenção à limpeza e desinfeção do local onde se encontrava o doente confirmado (incluindo materiais e equipamentos utilizados por este);

Armazenar os resíduos do caso confirmado em saco de plástico (com espessura de 50 ou 70 mícron) que, após ser fechado (ex. com abraçadeira), deve ser segregado e enviado para operador licenciado para a gestão de resíduos hospitalares com risco biológico.

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 8


VIGILÂNCIA DE CONTACTOS PRÓXIMOS Considera-se “contacto próximo” quem não apresenta sintomas no momento, mas que teve ou pode ter tido contacto próximo com um caso confirmado de COVID-19. O contacto próximo com caso confirmado de COVID-19 pode ser de: 

“Alto risco de exposição”: o

Quem partilhou os mesmos espaços (sala, gabinete, secção, zona até 2 metros) do caso;

o

Quem esteve face-a-face com o caso confirmado ou em espaço fechado com o mesmo;

o

Quem partilhou com o caso confirmado loiça (pratos, copos, talheres), toalhas ou outros objetos ou equipamentos que possam estar contaminados com expetoração, sangue, gotículas respiratórias.

“Baixo risco de exposição” (casual), é definido como: o

Quem teve contacto esporádico (momentâneo) com o caso confirmado (ex. em movimento/ circulação durante o qual houve exposição a gotículas/ secreções respiratórias através de conversa face-a-face superior a 15 minutos, tosse ou espirro);

o

Quem prestou assistência ao caso confirmado, desde que tenha seguido as medidas de prevenção (ex. utilização adequada das mãos).

Como medida de precaução, a vigilância ativa dos contactos próximos decorre durante 14 dias desde a data da última exposição a caso confirmado.

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 9


RESPONSÁVEL PELO PLANO Considerando a dimensão da instituição Clube Desportivo de Mafra, foi definido um responsável – O Coordenador Técnico do Futebol de Formação, Professor Ricardo Carmezim. Cabe a este responsável: 

Apresentar e Coordenar a implementação do plano;

Garantir o contacto com as Autoridades de Saúde;

Contactar os encarregados de educação dos atletas suspeitos de infeção ou dos familiares diretos de membros do staff suspeitos de infeção;

Garantir as condições de funcionamento do(s) espaço(s) de isolamento;

Aquisição e disponibilização de equipamentos e produtos - adquirir álcool 70% e doseadores de sabão Antissético de Base Alcoólica para distribuir por diversos setores;

As diligências a efetuar na presença de elemento(s) suspeito(s) de infeção por COVID-19 nas instalações do Clube;

Articular com o Departamento de Marketing, Comunicação e Responsabilidade Social a comunicação do Plano de Contingência e de todas as informações a difundir nos canais de comunicação do Clube Desportivo de Mafra, no âmbito do COVID-19.

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 10


INFORMAR E FORMAR Todos os atletas e encarregados de educação, staff, sócios e adeptos, devem ser informados deste Plano de Contingência, sendo esclarecidos mediante informação precisa e clara sobre as medidas de prevenção. Os cartazes devem ser afixados em locais de maior afluência de pessoas, no recinto desportivo. Toda a informação sobre o COVID-19 deverá ser mantida atualizada, de acordo com o disponibilizado pela DGS, FPF, AFL, Liga Portugal e Autoridade Local de Saúde e meios de comunicação oficiais. O Clube Desportivo de Mafra, no âmbito da sua campanha “COMPORTAMENTO POSITIVO” lançará também a sua comunicação própria associada á temática do COVID-19.

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 11


CONTACTOS OFICIAIS CD MAFRA CLUBE DESPORTIVO DE MAFRA Rua Serpa Pinto, nº 89 – 2640-534 Mafra Contribuinte nº 501 130 365 - Telefone/fax: 261 815 490 E-mail: secretaria@cdmafra.com E-mail: futjovem@cdmafra.com

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 12


ANEXO A – RETOMA DA ATIVIDADE FÍSICA ENQUADRAMENTO DA INICIATIVA Com a iniciativa “RETOMA DA ATIVIDADE FÍSICA”, o Departamento de Futebol de Formação do Clube Desportivo de Mafra, entidade formadora certificada pela FPF (3 estrelas), pretende retomar a atividade física dos nossos atletas da formação, num ambiente controlado e em segurança, em período de desconfinamento da Pandemia COVID-19. A situação atípica de confinamento em casa, a quebra de rotinas e o afastamento social de colegas da mesma idade, de amigos, potencia situações de stress e de alterações comportamentais que importa atenuar ou corrigir. O regressar ao seu local de treino, ao seu Clube, a envergar o equipamento, … pode ser um fator positivo para a estabilidade emocional dos atletas, voltando a fazer o que gostam, ao ar livre em ambiente seguro. As orientações das Autoridades de Saúde não permitem ainda o treino de equipa, mas possibilitam o desenvolvimento de atividades de treino físico individual com bola, contribuindo também para o desenvolvimento psicomotor dos jovens e das suas capacidades técnicas individuais como futebolistas. As ideias descritas constituem o racional que nos leva a todos (Direção, Dept. Formação, Staff técnico e médico e delegados de equipa) a considerar que esta iniciativa é útil e importante para os atletas e para o gradual desconfinamento das atividades do CD MAFRA. Data prevista para o inicio da iniciativa: 03 de junho 2020 .

PARECER DA DELEGADA DE SAÚDE DO ACES OESTE SUL Enquadrada na terceira fase de desconfinamento, com as orientações emanadas pela DGS para a área do desporto, o Clube Desportivo de Mafra enviou um email para a DELEGADA DE SAÚDE DE MAFRA, apresentando a iniciativa de RETOMA DA ATIVIDADE FÍSICA, tendo obtido PARECER FAVORÁVEL para a sua execução, mediante o cumprimento do presente Plano de Contingência e demais diretivas emanadas das Autoridades de Saúde ou por despacho governamental. O Aditamento em anexo a este Plano, respeita a ORIENTAÇÃO DA DGS n.º 030/2020 de 29/05/2020 e o parecer da Delegação de Saúde Local.

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 13


SEGURANÇA DOS ATLETAS, ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO E STAFF ENVOLVIDOS SEGURO DE ATIVIDADE Com a interrupção/cancelamento das competições desportivas oficiais e de lazer, os seguros de atletas realizados através da Associação de Futebol de Lisboa foram cancelados. Face a esta ocorrência, o CD MAFRA irá proceder à contratualização de seguros de atividade desportiva para todos os atletas que se inscrevam nesta iniciativa e que respeitem as normas de segurança relativas à COVID-19 (nomeadamente, a informação atempada e correta de eventuais sintomas de COVID-19 ou contacto com pessoas infetadas). O staff técnico presente também beneficiará destes seguros.

PLANO DE CONTINGÊNCIA COVID-19 TODAS AS PESSOAS envolvidas nesta iniciativa (staff, atletas e encarregados de educação) deverão estar informadas e ler o presente plano de contingência na sua totalidade.  Ressalvamos a importância da deteção e alerta de sintomas de COVID-19, as regras de comportamento positivo a adotar (distanciamento, lavagem das mãos, etiqueta respiratória e uso de máscara em zonas comuns fora do seu corredor de treino) e o conhecimento da localização da zona de isolamento COVID-19 (Balneário 2).  Fisioterapeuta presente no treino, que irá verificar a temperatura dos atletas e técnicos antes da sua entrada em campo, com recurso a termómetro por infravermelhos.  Mesa de apoio com liquido desinfetante de mãos, para utilização obrigatória na entrada e na saída de cada campo. Na entrada do campo teremos ainda um tapete embebido em desinfetante para que esfreguem o calçado antes de entrar.  O material utilizado será: uma bola por atleta e marcadores que vão ser colocados no chão para delimitar os corredores individuais e marcar limites de exercícios em circuito. As bolas utilizadas serão desinfetadas antes e depois de cada treino/turno.  Cada atleta deverá vir equipado de casa e trazer consigo: uma garrafa/bidon de água e uma toalha de rosto.  A zona técnica junto aos balneários será de acesso restrito durante a realização dos treinos e nos 15 minutos que os antecedem e nos 15 minutos que os sucedem. Apenas poderão circular neste espaço, em corredores definidos, os atletas e staff do CD MAFRA.  Os Encarregados de Educação deverão respeitar as zonas atribuídas para poderem assistir ao treino, sendo proibido pelas Autoridades de Saúde ajuntamentos de mais de 10 pessoas. Estando fora das suas viaturas e dentro do recinto do Estádio Dr. Mário Silveira, é obrigatório a utilização de máscara.  O Coordenador Técnico do Departamento de Formação, responsável pelo Plano de Contingência, estará presente nos treinos. Qualquer situação suspeita relacionada com o COVID-19 ou funcionamento dos treinos deverá ser reportada a este elemento.  O presente PLANO DE CONTINGÊNCIA estará afixado na zona de acesso aos treinos e estará publicado no site do CD MAFRA, bem como na página das redes sociais da Formação do CD MAFRA. MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 14


INSTALAÇÕES DISPONIBILIZADAS E SEU FUNCIONAMENTO ÁREAS DE APOIO 

Secretaria

Balneário 2 – Zona de Isolamento COVID-19

WC’s

Parques de estacionamento

Os Balneários estarão encerrados, só sendo permitida a sua utilização como wc’s de apoio aos atletas, que serão higienizados após a sua utilização. Face ao número de balneários existentes, poderá ser promovida a sua rotatividade durante o período de higienização. ÁREAS DE ACTIVIDADE 

Campo 1 “Dr. Mário Silveira” – Relvado natural (60 x 102 metros)

Campo 2 “Herlânder Rolo” – Relvado Sintético (45 x 90 metros)

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 15


ACESSIBILIDADES A chegada dos atletas ao campo far-se-á pelo Parque de Estacionamento nº 1 (junto aos balneários) e a sua saída será realizada pelo Parque de Estacionamento nº 2 (junto ao sintético do lado oeste), para evitar aglomerados de viaturas e pessoas. O Parque de Estacionamento nº 2 é também o local indicado para os Encarregados de Educação poderem assistir aos treinos dentro das viaturas ou para acederem às bancadas, com a máscara OBRIGATORIAMENTE colocada.

HORÁRIOS Os treinos vão decorrer de segunda a sexta-feira no horário compreendido entre as 18h00 e as 20h00. Cada treino terá uma duração máxima de 45 minutos/sessão. Turnos de treino: 

1º turno das 18h00 às 18h45

2º turno das 19h00 às 19h45

Os atletas serão agrupados por anos de nascimento, sendo realizados 8 treinos por cada grupo.

CONDIÇÕES E VALORES DE INSCRIÇÃO Entrega, na secretaria, da FICHA DE INSCRIÇÃO devidamente preenchida e assinada. Pagamento da Inscrição que possui os seguintes valores: 

20€ - Atletas do Clube, com as mensalidades da formação em dia

25€ - Outros atletas

Os valores mencionados incluem o valor do SEGURO DESPORTIVO contratado por atleta. Nas inscrições para os mesmos turnos, devido às limitações de espaço e número de atletas definido pelas Autoridades de Saúde, será dada a primazia de inscrição aos atletas do CD Mafra. Os atletas só poderão treinar após inscrição e validação da mesma pelos nossos serviços administrativos.

MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 16


MANUAL DE ACOLHIMENTO E BOAS PRÁTICAS – PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 – DEPT. FORMAÇÃO C.D.MAFRA

Página | 17

Profile for CDMAFRA Mkt&Com

Manual de Acolhimento e Boas Práticas - PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 - Retoma da Atividade Física  

Este documento apresenta o PLANO DE CONTINGÊNCIA COVID-19 e o anexo específico da iniciativa "RETOMA DA ATIVIDADE FÍSICA". Com a iniciativa...

Manual de Acolhimento e Boas Práticas - PLANO CONTINGÊNCIA COVID-19 - Retoma da Atividade Física  

Este documento apresenta o PLANO DE CONTINGÊNCIA COVID-19 e o anexo específico da iniciativa "RETOMA DA ATIVIDADE FÍSICA". Com a iniciativa...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded