Issuu on Google+

01


TE EXPEDIEN nsável

EDITORIAL

A REVISTA CA M está começ ando neste an 2010 com mui o de to entusiansm o. Seu lançam é o que faltava ento no cenário po rto alegrense. Muita gente ta lentosa está pa rticipando. Contamos com o centro de fo tografia da ES (Escola Superio PM r de propagan da e Marketin como matéria g) principal dest a edição. Leito fotógrafos, de res, signers, artista s, esperamos que gostem de sta primeira re vista. Fiquem vontade para à entrar em cont ato. Marja francis Amim Diretora de Re dação

cam_editoral@

gmail.com

o Editor Resp etto an rl Fu o ci Maurí cutivo Diretor Exe aiva ar S Mariana Redação Diretor de Costa Manuel da rte Chefe de A s Amim ci an Fr Marja Arte Edição de aiva ar S Mariana e Texto Revisão d rlanetto Fu o ci rí Mau ores Colaborad Raupp re Alexand iermann B o rd ua Ed oelho da Fernan C ujo Juliano Ara Costa da l Manue

03


COORDENADOR DO CENTRO DE FOTOGRAFIA ESPM

E SUA RELAÇÃO COM A FOTOGRAFIA CURSO AVANÇADO DE FOTOGRAFIA DIGITAL MANUEL DA COSTA | 06

EQUIPE DO CENTRO DE FOTOGRAFIA ESPM

ALEXANDRE RAUPP SCHEBELA | 10

EDUARDO BIERMANN | 12

FERNANDA COELHO | 16

JULIANO ARAUJO | 18

Objetivo Capacitar o aluno na utilização dos conhecimentos e das tecnologias mais recentes e avançadas para a produção de fotografias digitais de alta qualidade. Diferencial O Curso Avançado de Fotografia Digital da ESPM de Porto Alegre se destaca pela ênfase na alta capacitação de seus professores, na infra-estrutura de ponta acessível a todos os alunos, e na estreita vinculação dos seus conteúdos com a atualidade do mercado. Público-Alvo Este curso é destinado a todos os usuários de câmaras digitais SLR que desejam aprofundar seus conhecimentos em fotografia para fins de profissionalização ou de expressão pessoal. Carga horária 184 horas/aula. Aulas quinzenais aos sábados pela manhã e tarde Período de Duração De 23 de maio de 2009 a 5 de junho de 2010 (com férias em janeiro e fevereiro) Processo de seleção Análise curricular e entrevista de orientação.

ALUNA ESPM

IEVE HOLTHAUSEN | 20

Pré-requisito Possuir câmara fotográfica DSLR e conhecimentos básicos de fotografia e de informática. Fotografia: operação de câmera DSLR em modo manual (domínio das relação entre as escalas ISO, obturador e diafragma). Informática: ambiente WINDOWS e programa Photoshop CS4.

05


COORDENADOR DO CENTRO DE FOTOGRAFIA ESPM

MANUEL DA COSTA

SEMPRE INTELIGENTE, DIVERTIDO E EXTREMAMENTE MODESTO, O PROFESSOR E COORDENADOR DO CENTRO DE FOTOGRAFIA DA ESPM, MANUEL DA COSTA, DIVIDE CONOSCO ALGUMAS EXPERIÊNCIAS.

foto por: EDUARDO BIERMANN

Quando começou o seu interesse pela fotografia? Apesar de eu, atualmente, ser mais comumente identificado como fotógrafo, interesso-me e estou vinculado a imagens de todos os tipos desde que nasci. Sua formação como fotógrafo? Autodidata.  E como foi o início da divulgação do seu trabalho? Foi, e continua sendo, predominantemente autônoma. Qual é seu tipo de fotografia preferido? Todas as que estiverem interessadas em promover, ainda que minimamente, a comunhão entre todos os seres humanos.   Que mestres clássicos da fotografia são os que você mais admira? Admiro muitos, mas se eu tivesse que salientar alguns dos que mais me motivaram, sobretudo no começo, eu lembraria rapidamente de Irving Penn, Richard Avedon, e Cartier Bresson. Mas essa lista não teria mais fim, literalmente, se eu parasse para pensar um pouco.

06

Que paginas on-line de fotografia você freqüenta? Visito muitas mas não frequento nenhuma.  Como você escolhe seus temas? Desde 1995, data da criação da primeira foto da série Plano Branco, são eles que me escolhem.  O que você tenta expressar em sua fotografia artística? Epifanias*. Que tipo de preparação você faz antes de fotografar? Sou ultra metódico com os arranjos técnicos iniciais, mas deixo sempre espaço para o aproveitamento de alguma surpresa que possa me levar onde eu não suspeitava que pudesse ir.  Como é sua equipe de colaboradores habituais? Trabalhos profissionais via de regra necessitam da associação com especialistas de outras áreas, que variam muito de acordo com o tipo de trabalho e não são fixos, mas estou sempre sozinho quando desenvolvo as minhas pesquisas autorais. 

Manuel se refere as epifanias não no sentido religioso, mas sim no sentido dado por James Joyce e Wordsworth. Saiba mais no link:( http://www2.fcsh.unl.pt/edtl/verbetes/E/epifania.htm )


Manuel da Costa começou a trabalhar com fotografia no começo da década de 70. Manteve estúdio próprio de 1980 até 1984, quando viajou para o interior da Inglaterra para realizar um curso de aperfeiçoamento com John Blackmore; e de 1985 a 1990, quando se transferiu do Brasil para Portugal para atuar como fotógrafo de publicidade em Lisboa. Em 1991 aceitou o convite do fotógrafo holandês Robert Schilder para ingressar no Circle 24, passando a atender o mercado internacional a partir de uma rede formada por fotógrafos de várias nacionalidades.

Série PLANO BRANCO

07


Graduou-se em comunicação pela UFRGS em 1984, onde também se pós-graduou obtendo o título de mestre em poéticas visuais com uma pesquisa sobre eletrongrafia finalizada em 2006. Hoje, alternase entre a fotografia profissional, o ensino da fotografia na ESPMRS, onde acumula as funções de professor e coordenador do Centro de Fotografia ESPMFOTO, e a pesquisa autoral vinculada a novas tecnologias, em especial a digital, a qual se dedica desde 1990.

Você costuma fotografar com um propósito em mente, ou se deixa levar mais pelas oportunidades que surgem? Começo sempre com um propósito bem definido, mas só para poder organizar o lado prático da vida e me colocar em movimento. Depois disso é justamente o aproveitamento das oportunidades que surgem o que define a minha linha de trabalho autoral. Quando começou o seu interesse em fotografar a natureza? Não conseguiria dizer quando começou. Minha impressão é que sempre fui de alguma forma ligado a esse tema. Mas a decisão de transformá-lo em um projeto de vida aconteceu em 1991, quando transferi a minha casa, estúdio e laboratório de Porto Alegre para uma reserva de Mata Atlântica à beira de uma lagoa que se comunica com o mar, e lá fiquei morando e fotografando por quase 10 anos. Quando filme e quando digital? Parei de usar filme assim que a tecnologia digital adquiriu um mínimo de maturidade. Mas continuo eventualmente trabalhando com fotografia convencional porque sou obcecado por fotografia pinhole! 

Série ELETRONGRAFIA

08

Quais os formatos de câmera que você utiliza? Pequeno, médio e grande. 

A tecnologia e o retoque digital estão reduzindo a diferença entre profissionais e amadores? Não, porque não são as ferramentas em si, mas os modos e propósitos de utilização delas que definem a natureza, e acima de tudo a qualidade, de um e de outro. A fotografia tem o reconhecimento que merece nos museus de arte contemporânea? Sim. Tanto a fotografia quanto os debates em torno dela ocupam hoje uma posição central na arte contemporânea.  Quais exposições você participou? Parei de contar em 2002, quando parei de expor da forma sistemática que vinha fazendo até então. Que prêmios você recebeu por seus trabalhos fotográficos? O mais significativo foi o prêmio que recebi, ainda no colégio primário, quando ganhei o primeiro lugar em um concurso de desenho. Guardo a placa de prata, que me foi entregue dentro de um estojo de veludo azul, até hoje. Depois vieram outros, com um grau de importância maior se medidos pelo que representaram na construção da minha trajetória pública como artista, mas, afetivamente, aquele foi insuperável. Como fotógrafo, em que você acha que deve melhorar? Em tudo!  Conseguiu influenciar positivamente alguém a criar as suas próprias fotografias? Não sei se já fiz isso, mas a idéia de incentivar alguém a exercer um bom e saudável livre arbítrio fotográfico é ótima. 


SITES WWW.PINHOLEDAY.ORG WWW.MANUELDACOSTA.NET Realizou várias exposições no Brasil e no exterior, e entre as premiações recebidas destacam-se o Prêmio Máximo da I Bienal Internacional de Fotografia Cidade de Curitiba (1996), a Bolsa Vitae de Artes (1997), o Prêmio Nacional de Fotografia da FUNARTE (1998) e o Prêmio Gaúcho de Fotografia (1999). Possui diversas obras em galerias e acervos particulares, assim como nos acervos públicos do Museu da Fotografia da Cidade de Curitiba, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de arte de São Paulo, Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli, e nas coleções Joaquim Paiva, MASP-Pirelli, e Gilberto Chateaubriand.

E os projetos futuros? Tem alguma fotografia que você queira fazer, mas ainda não foi possível? Quero ainda poder realizar um projeto que planejo há muito tempo sobre o mar. Penso em descobrir um local potencialmente certo e esperar pelo que vier. Já fiz uma tentativa frustrada no inverno passado, e estou sempre à espreita de uma nova chance.  Alguma técnica particular que você possa compartilhar? Deixo aqui este link e um convite para quem quiser fazer parte desta grande comunidade planetária de aficcionados pela fotografia pinhole (www.pinholeday.org). Todos os anos, no último domingo do mês de abril, pessoas de todo o mundo se irmanam em torno da celebração dessa arte. Aqui em Porto Alegre há um grupo organizado pelo Prof. Sergio Sakakibara, do qual eu faço parte, que se reune na Casa de Cultura Mário Quintana, e que promove oficinas gratuitas de fotografia pinhole no sábado da véspera do dia oficial do evento. Imperdível!  Você tem uma galeria on-line onde possamos ver suas fotos? Neste endereço estão as séries de fotos produzidas durante o meu exílio voluntário no meio do mato: www.manueldacosta.net

09


EQUIPE DO CENTRO DE FOTOGRAFIA ESPM

ALEXANDRE RAUPP SCHEBELA

Alexandre Raupp Schebela iniciou seu contato com fotografia através de seu avô, grande apreciador da técnica de captação de imagens. O que antes era apenas um hobby para Alexandre, foi materializando-se no momento em que ingressou na faculdade de publicidade e propaganda, onde o contato e o interesse só cresceram quando começou a fazer parte do centro de fotografia da Espm, como estagiário. Grande admirador da fotografia preto e branco, Alexandre valoriza muito os detalhes de uma imagem, tanto em uma expressão de uma pessoa ou um animal, como folhas de uma árvore caídas no chão, detalhes esses, que muitas vezes nossos olhos não captam.

010

SÉRIE DAS FOTOS APRESENTADAS: “DO GRÃO DE AREIA À COMPOSIÇÃO DA OBRA”.


011


012


EQUIPE DO CENTRO DE FOTOGRAFIA ESPM

EDUARDO BIERMANN

FOTOS DE SHOWS NO PLANETA ATLÂNTIDA

Eduardo Biermann nascido em Erechim, 20 anos, é um iniciante no mundo maravilhoso da fotografia. Mesmo não tendo tido uma câmera de filme comprou sua primeira câmera reflex digital porque queria capturar alguns retratos e nada mais que isso. A brincadeira foi tomando um gosto especial e após o ingresso na faculdade começou a ter mais contato com a fotografia até ingressar como membro do Núcleo de Fotografia da ESPM.

013


014


No segundo semestre de 2009 recebeu alguns desafios profissionais. Um deles seria executar projetos de grande responsabilidade que antes não estava acostumado, pois encarava a fotografia apenas como hobby. Teria que executar a Megafoto do ClicRBS na ultima partida do campeonato brasileiro no estádio do Internacional. Após a execução deste trabalho foi desafiado com mais dois grandes trabalhos; um deles seria fazer a Megafoto no primeiro grenal de 2010 na cidade de Erechim e o outro fotografar o Planeta Atlântida, tendo que

executar alguns projetos inovadores do ClicRBS como fotos 360º e fotos 3D. No momento suas energias estão focadas em dois projetos; um deles é fotografia de shows o outro é a vontade de dar movimento a fotografia, desenvolvendo trabalhos stop motions agregando ao mesmo tempo o paint light. Atualmente cursa o 7 semestre no curso de Publicidade e Propaganda de ESPM e trabalha no Centro de Fotografia da mesma além prestar monitoria da ultima edição do Curso Avançado de Fotografia da ESPM.

015


EQUIPE DO CENTRO DE FOTOGRAFIA ESPM

FERNANDA COELHO “ESTES SERES HUMANOS ESTÃO EM QUE PLANO? VIVEM SOB UMA LENTE, SÃO GENTE? O QUE OS MANTÉM NO MARCO DESTA MOLDURA? POR QUE RAZÃO PERMANECEM E ESTA RAZÃO POR QUE DURA?”

Fernanda Coelho tem 32 anos e é graduada em Jornalismo pela PUCRS em 2001. Trabalhou com assessoria de imprensa antes de se entregar definitivamente a fotografia no início de 2005 onde começou fotografando em um estúdio. No ano seguinte fotografou em uma agência de modelo e em 2007 entrou para o Centro de Fotografia da ESPM, onde trabalha atualmente. Juntamente com a ESPM concilia a fotografia social tendo como seus maiores cliente os pequenos, uma relação onde acredita que há uma perfeita sintonia para que o resultado seja inteiro, intenso e belo. Participou de duas exposições, a primeira em 2006, no Shopping Total, com fotos do Porto Alegre em Cena, resultado de um Curso de Foto Espetáculo e a segunda em 2009 na Casa de Cultura Mário Quintana, de fotografias da própria Casa. Em maio do ano passado concluiu o Curso Avançado de Fotografia Digital na ESPM. Este ensaio que apresenta é parte do trabalho final do curso.

016


017


EQUIPE DO CENTRO DE FOTOGRAFIA ESPM

JULIANO ARAUJO

Juliano Araujo é Técnico em Administração pela Universidade de Caxias do Sul, atualmente graduando na ESPM pelo curso de Publicidade e Propaganda com Ênfase em Marketing e em fase de conclusão no Curso Avançado Fotografia Digital. Iniciou suas atividades com fotografia em 2005 como modelo, passando para assistente, e assumindo o domínio das lentes em 2008, no Centro

018

VEJA MEUS PERFIS EM: TWITTER.COM/JULIANO_ARAUJO_ WWW.FLICKER.COM.BR/JULIANO_ARAUJO_

de Fotografia da Escola Superior de Publicidade a Marketing aonde atua como colaborador. Apaixonado por fotografia foca-se cada vez mais nos mercados de moda e publicidade, criando e apropriando de conceitos da pintura, arte contemporânea, passando pela música, cinema, graffiti, natureza, arquitetura, entre outros.


019


WWW.FLICKR.COM/PHOTOS/IEVE/ ALUNA ESPM

IEVE HOLTHAUSEN

Eu fotografo para me conhecer e aprender. Fotografar é para mim um estudo. Mas também é o meio de expressão dos meus pensamentos e sentimentos, e eu trabalho para que minhas fotos sejam fieis na representação do há dentro de mim.

020


022


CURSO AVANร‡ADO DE FOTOGRAFIA DIGITAL Telefone: 51-3218-1340 Rua Guilherme Schell, 268 / 2ยบ subsolo - CEP 90640-040 - Porto Alegre - RS

024


Cam +fotografia