Page 1

Turma do 3ยบA


Pequenos contos e histórias várias inventadas pelos alunos da turma 3ºA, a pares ou coletivamente.

Contos e Histórias Turma do 3ºA

 Copyright 2016

Turma do 3ºA (2015/2016) André Gonçalo Câmara de Jesus Beatriz Silva Serrão Diogo Gregório Camacho Rodrigues Eduardo Lucas Fernandes Flávia Maria Jesus Gouveia Francisco Luís Freitas Figueira Guilherme Abreu Henriques Guilherme Pimenta Soeiro Inês Maria dos Santos Pereira Jéssica Faria Aguiar João Rafael Olim Vieira José Filipe Fernandes Rodrigues José Leandro Rodrigues da Silva José Miguel Drumond Velosa Leonor Gomes Camacho Manuel José Azevedo Santos Rodrigo Daniel Correia Santos Sara Maria Sousa Camacho Soraia Carina Dinis Fernandes Telmo Rodrigo de Sá

2


Índice O PLANO INFALÍVEL ................................................................................................................................... 4 A PORCA ZÉLIA, O BURRO MANUEL ......................................................................................................... 11 E A ABELHA MARIELA ............................................................................................................................... 11 O CAVALEIRO DO CASTELO ...................................................................................................................... 13 ANA E O PEQUENO GIGANTE ................................................................................................................... 15 A MENINA INÊS ........................................................................................................................................ 17 OS ANIMAIS DA QUINTA .......................................................................................................................... 18 OS COELHINHOS APAIXONADOS .............................................................................................................. 20 A VIDA DE UM GATO ................................................................................................................................ 21 OS PORCOS .............................................................................................................................................. 22 O SONHO DAS CRIANÇAS ......................................................................................................................... 23 ORIANA PERFEITA .................................................................................................................................... 24

3


O plano infalível

H

avia uma árvore especial que amava viver com a sua família na floresta mágica. Na árvore especial habitava um animal que era um verdadeiro anjo. O pássaro Kico representava a união entre todos os seres vivos do

planeta Terra. Na floresta mágica vivia Alana que era a fada de todos os seres vivos. O golfinho Nico dominava as águas cristalinas com a sua enorme inteligência e bondade. Alana movimentava-se de forma ágil pela floresta dando toques divinos em tudo o que a rodeava.

Num momento mágico Alana teve a oportunidade de conhecer a árvore especial e o seu amigo Kico. Alana estava exausta e repousou junto à árvore acabando por adormecer.

4


Em simultâneo a árvore deixou cair as suas lágrimas no rosto de Alana que acordou subitamente. A fada ficou preocupada ao sentir certo sofrimento no interior da árvore especial que estava a ser confortada pelo seu amigo Kico. Alana pretendia descobrir o motivo de tamanha tristeza. Surgiu um momento de reflexão. Apercebeu-se que os seres vivos estavam em sofrimento dado existir um desequilíbrio na floresta mágica. Alana decidiu salvar a floresta com seus poderes mágicos. Infelizmente o ser humano estava a poluir a floresta causando doenças e morte aos seus seres vivos. O problema agravava-se com o derrubar gigantesco de árvores saudáveis.

A floresta era percorrida pelo Rio Azul que a unia ao Oceano Estrela. O oceano ficou contaminado ao receber a poluição transportada pelo rio. O golfinho Nico elaborou um plano para salvar o seu habitat.

5


Ao mesmo tempo Alana decidiu criar um plano para salvar a floresta. A fada reparou que o Rio Azul estava aflito com a poluição e resolveu descobrir o local do seu depósito. Alana usa os seus poderes e transforma-se

numa

maravilhosa

sereia iniciando uma longa viagem na companhia do anjo Kico. Ao visualizarem a acumulação de poluição ficaram surpreendidos e Alana exclamou: - Inacreditável!!! O mar está a morrer! Kico ficou imobilizado e triste ao máximo e com enorme dificuldade disse: - Alana! Estamos a viver um pesadelo. Subitamente aperceberam-se da presença do golfinho Nico. Alana e Kico jamais esquecerão a imagem de Nico envolvido na poluição. Impossível ficar indiferente a tamanho sofrimento. Disponíveis para prestar apoio dirigiram-se rapidamente até ao golfinho. Kico foi o protagonista de uma eterna união abordando a tragédia com o Nico. - Estamos preocupados com esta catástrofe ambiental. E logo questionou: - Como iremos resolver esta situação? Nico referiu que havia criado um plano cujo sucesso dependia da colaboração de todos os seres vivos. Alana intervém imediatamente.

6


- Que coincidência! Eu também elaborei um projeto para salvar a floresta mágica. Sem tempo a perder Kico sugere algo extraordinário. - Vamos unir os projetos de modo a obter um plano infalível. Encantados com a ideia iniciaram a sua missão. Deslocaram-se em direção à floresta comunicaram o plano com a árvore especial. Juntos divulgaram a notícia. Criou-se um ambiente de enorme azáfama. Todos aguardavam o grande momento com enorme ansiedade. Aquando da reunião e perante o comunicado todos decidiram participar na resolução do problema apoiando Alana, Kico, Nico e a árvore especial. Reunidas as condições, estando preparadinhos para agir Alana ficou gravemente doente. A sua limitação casou a perda dos seus poderes.

Instalou-se um clima de enorme tristeza e desespero. Todos receavam a morte da fada.

7


Aparentemente teriam que desistir do grande plano. A procura de uma solução milagrosa para salvar Alana era uma constante tarefa de todos os intervenientes. Kico vive atormentado com a situação da sua amiga. Os acontecimentos sucedem-se e a pressão aumenta. As insónias de Kico são frequentes exceto numa noite de demasiado cansaço em que adormeceu profundamente e sonhou com a cura de Alana. A árvore espacial apercebeu-se da premonição. No novo dia partilharam o sucedido e concluem ser possível salvar Alana. - Perfeito! Vamos convidar Alana a viver connosco. -afirmou o Kico. Alana sente-se grata o opta pela mudança para juntinho dos seus amigos. Passado um tempinho o estado de saúde da fada altera-se.

A esperança regressa. A premonição ganha vida. Alana absorve a energia emanada através das folhinhas da árvore espacial e com o amor de todos recupera a saúde e os poderes. 8


Após superarem a fase delicada é chegado o momento de entrarem em ação. O plano infalível transforma-se numa prioridade. Procedem-se à distribuição das tarefas e concretização do grandioso projeto.

Alana incentivou os elementos envolvidos comunicando a necessidade de salvar a floresta e o oceano. A fada apoderou-se de toda a energia e referiu: - Urge salvar todas as vidas que estão em risco de vido à poluição! Kico apoiou complementando: - Se todos trabalharem em equipa atingiremos os objetivos pretendidos. A árvore subscreveu e realçou a importância de atuar com energia positiva. Nico afirmou tratar-se de um plano genial. Os orientadores fizeram formação a todos os habitantes, criaram equipas de limpeza, adicionaram poderes mágicos à água e ao ar, selecionaram voluntários 9


para proteger a floresta e o oceano, procederam à reflorestação, geraram ondas de corações envolvendo o todo em sentimentos queridos, efetuaram o registo relativo às vítimas afetadas e prejuízos,… A execução do plano englobou tudo ao pormenor e todos, no sentido de obter pleno sucesso. Todos revelaram entusiasmo e dedicação máxima durante longos dias. Os

coordenadores

foram

surpreendidos

com

determinantes

obstáculos que contornaram com enorme sabedoria e persistência. Superadas as dificuldades obtiveram a resolução da situação delicada. Unidos salvaram a floresta mágica e o oceano preservando eternamente esse cantinho paradisíaco. Após viverem esta complicada aventura os orientadores ganharam o título de seres divinos e decidiram salvar e proteger o mundo.

Texto coletivo Ilustrações de André Jesus

10


A porca Zélia, o burro Manuel e a abelha Mariela

E

ra uma vez uma porca de nome Zélia, que vivia no seu habitat com o burro Manuel e a abelha Mariela. Os três amigos eram muito especiais e tinham uma grande missão.

A porca Zélia estava apaixonada pelo burro Manuel. E o burro Manuel

também estava apaixonado pela porca Zélia. Havia um livrinho vermelho chamado José Filipe que dizia qual era a missão para os seus amigos salvarem o universo. O livrinho vermelho José Filipe era o herói de todo o universo e pretendia salvar todos do terrível dragão Eduardo. O livrinho vermelho José Filipe deu uma missão aos seus amigos que tornou todo o universo mágico e muito especial.

A abelha Mariela era a comandante do livrinho vermelho José Filipe que era o sábio do Universo especial. Eles precisavam de tornar o terrível dragão num anjo para descobrirem o título do livro José Filipe.

11


O livrinho vermelho questionou: - Mariela não acha que devíamos dizer aos nossos amigos para começarem a reunião de despedida para eles irem cumprir a sua missão? A Mariela respondeu: - Tens toda a razão. És um rei para o universo. Então o livrinho vermelho usou os seus poderes mágicos e trouxe os seus amiguinhos para fazerem a reunião. Quando a reunião terminou os que foram escolhidos para entrarem na missão foram logo para o seu destino. Quando chegaram à gruta do Eduardo, a Zélia ficou assustada e o Manuel salvou-a e protegeu-a enquanto ele transformava o dragão num anjinho. Depois eles levaram o Eduardo para casa e todos ficaram felizes.

José Filipe & Manuel José

12


O Cavaleiro do Castelo

E

ra uma vez um senhor chamado Quico que era muito pobre. Ele queria ser o cavaleiro do castelo do Sporting. Um dia o pobre senhor Quico foi a um bosque, e nesse momento

encontrou uma fada. Quico perguntou: - Quem és tu? A fada respondeu: - Eu sou uma fada. - Podes conceder-me dois desejos? – disse Quico muito nervoso. A fada perguntou: - Quais são esses desejos? O Quico diz: - Poderias dar-me coragem e força! A fada movimentou a varinha e concedeu-lhe os desejos. Quico entrou no castelo do rei Bolinhas e da rainha Mariza e perguntou: - Posso tornar-me no cavaleiro do castelo? O rei diz: - Primeiro tens de passar em duas provas. - Qual é a primeira prova? - pergunta Quico muito irrequieto. O majestoso rei respondeu: - A primeira prova é derrotar o ogre que vive na caverna no bosque encantado. Quico saiu do castelo em direção ao bosque para ver onde estava a caverna. Como Quico era bondoso não queria matar. Pretendia somente derrubar o assustador ogre.

13


O Quico disse para o ogre: -Olá, Ogre! -Eu não venho para te magoar eu só te vou derrubar. Depois concretizar

do o

Quico

pretendido,

voltou ao castelo. Quico perguntou: - Qual a segunda prova? O rei respondeu: - Tens de salvar a princesa do dragão que vive no antigo castelo do barão mau. Quico correu até o ao antigo castelo do barão mau. Quando lá chegou viu a linda princesa sozinha. Quico subiu até à torre pegou na princesa e desceu. No momento que o Quico estava a descer com a princesa encontrou o dragão do barão. Em enorme velocidade fugiram até ao castelo. Quando o rei viu a filha tornou o Quico no cavaleiro do castelo de Sporting. Quico viveu feliz para sempre e casou com a filha do rei Bolinhas e da rainha Mariza.

Diogo Rodrigues & Guilherme Soeiro

14


Ana e o Pequeno Gigante

E

ra uma vez um Pequeno Gigante de nome Jerónimo. Jerónimo vivia num castelo na floresta. O seu castelo estava em más condições, porque já tinha várias gerações.

Vivia com a companhia do seu gato Belchior e com a sua música encantadora. Jerónimo possuía uma bola de cristal e observava as crianças que tinham um coração de anjo. Um dia, ao observar uma menina ficou encantado. Essa menina era bonita, simpática, bondosa, alegre, educada,… Jerónimo pensou conhecer essa menina e fazer-lhe muitas perguntas. Observou onde essa maravilhosa menina habitava. Nessa mesma noite, quando a menina estava nos seus sonhos, o Pequeno Gigante aproveitou e levou-a para o seu castelo. Quando ela acordasse ia fazer-lhe muitas perguntas.

15


No dia seguinte, numa bela manhã, a menina despertou ao som da música de Jerónimo e acompanhou-a com a sua bela voz. - Olá! Como te chamas? - Olá! Chamo-me Ana. Qual é o teu nome? - Chamo-me Jerónimo. - Porque me trouxeste para este castelo? Jerónimo teve vergonha de lhe contar a verdadeira razão, mas contou-lhe. - Posso fazer-te muitas perguntas? Sou muito curioso. - Sim, podes. - respondeu Ana. - O que gostas de fazer? - Gosto de cantar melodias de encantar. - Podes ser minha amiga? - Sim. Serei eternamente tua amiga. O Pequeno Gigante começou a tocar e Ana a cantar. E assim viveram felizes para sempre com uma bela e maravilhosa amizade.

Sara & Beatriz

16


A menina Inês

E

ra uma vez uma menina chamada Inês que era carinhosa, amorosa, feliz, olhos em tom castanho claro e cabelo castanho-escuro. A Inês morava numa cidade com os seus pais e irmãos e tinha um cão

muito amigo que se chamava Bolinhas. A menina Inês corria com o cão Bolinhas, dava carinho, amor, amizade, ternura e muito mais. Num dia de Sol a menina e o cão foram passear na cidade. A menina caiu numa armadilha. -Socorro! Ajudem-me por favor! A mãe da Inês ouviu os gritos e comunicou com a polícia. - A minha filha está a ser capturada! A

mãe

chorava

desesperadamente pelo caminho. O cão rompeu o saco para salvar a menina Inês. Quando a Inês saiu do saco ficou muito contente e deu um abraço muito forte ao seu cachorrinho Bolinhas. A menina e o cachorrinho foram a pé para casa. Quando chegaram a casa menina disse a mãe que o cachorrinho acabara de salvar a sua vida. Viveram felizes durante toda a vida.

Eduardo & Leonor

17


Os animais da Quinta

E

ra uma vez uma quinta onde viviam vários animais e um menino chamado Marco. A quinta era o habitat de muitas vacas, cães, zebras, gatos, peixes, aves, cavalos, tartarugas, sapos, galinhas, galos,…

Um dia as vacas fugiram todas da quinta. O Marco ficou muito preocupado. Ele pediu aguda à PSP, GNR e PJ,… Passado algum tempo, os policiais telefonaram para o Marco a dizer: - Sr. Marco as suas vacas foram encontradas pela PJ, mas eles deixaramnas escapar. O Sr. Marco questionou: - Como deixaram as minhas vacas fugir? Quando o inspetor chefe da PJ soube ficou zangado e triste, e até acabou por despedi-los. A GNR procurou e procurou durante longos meses e não encontrou as vaquinhas.

18


A PSP fez o mesmo, mas não conseguiu concluir a investigação com sucesso. O inspetor chefe da PJ resolveu procurar as vacas. Passaram anos e anos nessa investigação. Num dia de muito trabalho, o inspetor chefe da PJ conseguiu encontrar as pobres vaquinhas. Todas as pessoas ficaram felizes e quiseram fazer parte da PJ. Marco reagiu bem e disse: - Obrigado, obrigado. Sem as minhas vaquinhas o que seria de mim! E a quinta do Sr. Marco ficou a ser muito famosa. A quinta era visitada por muitas pessoas.

Guilherme Henriques & José Leandro

19


Os coelhinhos apaixonados

E

ra uma vez um coelhinho que se chamava Tonecas. Ele era branco com pintas pretas, de pelo fofo, olhos em tom azul e verde, era gentil, bondoso, lindo,… Num dia de Sol o coelhinho

perdeu-se

numa floresta e ficou triste. Decidiu percorrer vários caminhos. Seguidamente voltou

para

encontrou

aldeia

e

uma

coelhinha chamada Sofia, de olhos em tom verde, era branca e tinha um lacinho cor-de-rosa na cabeça, era bonita, gentil, bondosa, linda,… Um dia o coelhinho foi para uma casota com a coelhinha comer cenouras e outros alimentos. Um tempo depois a coelhinha teve um bebé chamado Quico Nico. Ele tinha pelo liso em tom preto e branco, olhos tom azul e verde e pintas pretas, era gentil, bondoso, lindo,… A família tratou bem do coelhinho Quico Nico. Umas horas depois a mãe foi buscar cenouras à rua e viu três coelhinhos grandes e levou-os ao veterinário e adotou-os. E todos ficaram felizes durante toda a vida.

André & Telmo

20


A vida de um gato

E

ra uma vez um gatinho branco, com os olhos azuis, muito amoroso, que vivia numa casa com uma velhinha. O gatinho chamava-se Snoopy.

Um dia a velhinha mudou de casa, a porta onde o gatinho estava abriu e ele caiu. Snoopy ficou completamente aterrorizado. Ele caiu à frente a uma casa. Nesse momento quis espreitar e viu um rato e um coelho. Resolveu entrar na casa e foi expulso pelos animais. E aconteceu a mesma coisa várias vezes.

Snoopy

encontrou Chihuahua

um chamado

Aski que lhe indicou o caminho

para

uma

casa mágica. E Aski exclamou: - Vira à direita e segue sempre em frente! O gatinho percorreu o caminho que o Chihuahua transmitiu e conseguiu chegar ao seu destino. Ele pediu que chamassem o senhor daquela casa, porque ele conhecia o lugar para onde a velhinha foi viver. Ele indicou o caminho para a casa da velhinha. O gatinho seguiu as indicações e conseguiu encontrar a sua família. Snoopy deu um enorme abraço na velhinha e nunca mais se afastaram.

João Rafael & Flávia

21


Os porcos

E

ra uma vez uma família de porcos que viviam numa quinta maravilhosa. Um dia a mãe porca andava pela rua e apareceu uma chita que tentou derrubá-la e comê-la. Quando os seus seis filhos saíram da sua casa encontraram pelo

caminho a sua mãe a ser atacada por uma chita. Encontraram pelo caminho uma jovem menina que disse: - Olá esta tudo bem convosco? - Não. A nossa mãe está em perigo. A menina disse: - Posso ajudar-vos. Em

conjunto

elaboraram um plano para salvar a mãe porca. A menina e os seis porquinhos

conseguiram

salvar a vida da mãe porca. Decidiram ficar unidos durante toda a vida.

Francisco & Jéssica

22


O sonho das crianças

S

omos crianças. Os animais estão guardadinhos no nosso coração da forma mais perfeita. Queremos que o planeta Terra seja um paraíso para todos os seres vivos.

Alguns dos nossos amiguinhos são elementos de famílias que reúnem todas

as condições. Eles partilham sentimentos queridinhos e recebem todos os cuidados relacionados com a alimentação, saúde, higiene e outros. Infelizmente, no nosso mundo também existem histórias de sofrimento máximo e morte. Diariamente

tomamos

conhecimento de situações delicadas expostos

de a

animais todos

os

perigos. Referimo-nos a diferentes tipos de maustratos

(fome,

sede,

abandono, envenenamento, doenças, eutanásia, falta de apoio veterinário, utilização de produtos prejudiciais, atropelamentos, exploração, experiencias em laboratórios, fabrico de vestuário e calçado e outras coisas horríveis. Urge que todos os Direitos dos Animais sejam cumpridos. O ser humano deve promover os valores. É necessário proteger, proteger e apoiar o nosso planeta. Devemos amar a vida. O sonho das crianças é amar a vida. O sonho das crianças é transformar o mundo num paraíso.

Texto coletivo

23


Oriana perfeita

O

riana era uma menina com uma mente perfeita e um coração de anjo. A nossa menina parecia uma fada da Natureza com seus olhos azuis de céu, cabelos amarelos de sol, pele macia como as nuvens, com a elegância e perfume das plantas, ágil como os animais, amante de

dança na brisa que embala as plantas,…

Oriana partilhava a sua vida com os seres vivos do seu mundo. Prestava apoio diário a todos os seres vivos. As pessoas da sua aldeia conheciam e amavam as suas infinitas histórias. Vivia dando toques divinos no seu planeta. Ela salvava vidas, protegia o Ambiente, cuidava do seu planeta, retirava o sofrimento que encontrava ao longo da sua caminhada, ensinava todos os seus conhecimentos a quem não sabia, tirava a fome e a sede, praticava diversas atitudes nobres, cedia os seus sentimentos puros ao universo,… Oriana era a menina perfeita conhecida como o anjo na Terra.

Texto coletivo

24

Contos e Histórias  
Contos e Histórias  

Pequenos contos e histórias várias inventadas pelos alunos da turma 3ºA, a pares ou coletivamente (2015/2016).

Advertisement