Page 98

Ela tomou um gole, então abaixou a xicara e colocou a cabeça dela contra Gregory. Ele pegou a xicara de novo antes de Tristan puder pegara. "Muito quente?" "Não, isso é bom. Obrigado." "Pare!" Tristan implorou. Ela bebeu mais, como para asegurar Gregory que o chá estava bom. "Eu escolhi o chá certo, não é? Tem muitos tipos lá embaixo." "Coloque-o para baixo. Ivy". "É perfeito", disse ela, e tomou mais. "Lacey, onde está você quando eu preciso de você? Eu preciso da sua voz, eu preciso de alguém para lhe dizer não!" Sempre que Ivy chegou a colocar o chá drogado de volta na mesa, Gregory tomou dela e o segurou. Ele se sentou na cama com ela, um braço ao redor dela, levantando a outra a xícara aos lábios. "Um pouco mais", ele persuadiu. "Não!" Tristan chorou. "Como você se sente?" ele perguntou minutos depois. "Sonolenta . Estranha. sem medo ... apenas estranha. Eu sinto que alguém está aqui, olhando para nós", disse ela, olhando ao redor do quarto. "Eu estou aqui. Ivy!" Gregory ofereceu-lhe o último bocado de chá. "Não há nada para se preocupar", disse ele. "Eu estou aqui por você, Ivy". Tristan lutava para manter-se calmo. Uma cápsula provavelmente não iria matá-la, ele argumentou. Será que Gregory tinha encontrado outro pacote que Tristan tinha jogado atrás do gabinete? Será que ele planejou dopar-la um pouco, em seguida, dar-lhe o resto? "Lacey, eu não posso salvar ela sozinho!" Will, Tristan pensou, vai encontrar Will. Mas quanto tempo levaria? Ivy fechou os olhos lentamente. "Durma", Gregory estava dizendo mais e mais. "Não há nada de ter medo enquanto dormi." Ivy fechou os olhos, então a cabeça dela caiu. Gregory não se preocupou em pegar ela. Ele a empurrou para o lado e deixe-a cair contra o travesseiro.

Beijada por um anjo vol 2 a força do amor  
Advertisement