Issuu on Google+

Trabalho de Audiovisual Professor: Roger Elarrat A criança desaparecida Roteiro de Mariana Rodrigues Março 2009 Cena 1/Casa do Diego/dia/sala de estar Diego poe sua mão na cabeça e caminha de um lado para o outro. A mulher de Diego, Gabriela, também está preocupada, seu marido precisa pagar as dívidas e suas prestações da casa alugada que moram agora. Gabriela: - Tente dividir suas dívidas, faça serviços para recompensar. Diego: - Não, estamos à falência, eu não devia ter pedido dinheiro aos nossos familiares, eles estão passando por dificuldades e precisam pagar logo estas dívidas! Corta para: Cena 2/Casa do Diego/mais tarde/noite/quarto do casal Gabriela chora inconformada pelas dívidas de Diego. Diego começa a juntar as contas do casal, passa a mão no cabelo e bebe um copo de água. Gabriela dorme. Diego junta as contas e guarda numa pasta azul e depois vai em direção a cama e dorme. Corta para: Cena 3/Lugar de trabalho do Diego/interno/escritório Diego faz seus trabalhos com precisão, copia arquivos e imprime seu relatório. Eduardo, chefe de Diego, chama-o: Eduardo: - Diego, venha cá, por favor, preciso conversar com você. Diego caminha e vai até a sala do chefe, com a cabeça baixa. Eduardo sabe da situação de Diego, mas prefere não comentar isso com ele, pois ele sabe o que é sentir-se endividado. Eduardo: - Entendo sua preocupação, se você quiser, você pode se retirar hoje e tentar resolver seus problemas. Corta para:


Cena 4/ externo/ dia/ rua Diego sai do escritório em direção a sua casa a pé. No caminho Diego vê um anuncio colado num poste, na parada de ônibus que fica no caminho de casa. Diego começa a ler o anuncio com a foto de uma criança que diz: “Procura-se criança desaparecida. Ela foi vista pela ultima vez na casa dos avós e sumiu na tarde do ultimo sábado, ela tem 1.00 e 9 anos de idade,tem cabelos curtos, olhos castanhos, é branca e vestia uma camiseta do batman e calça jeans. Qualquer informação mande um email para carlosferreira@uol.com.br ou ligue para 3247 4567 falar com Roberta Torres”. A recompensa será de 10 mil reais.” Diego: - É isso que eu vou fazer, procurarei esta criança e ganharei este dinheiro para pagar minhas dívidas e poderei pagar meu aluguel arrasado. Corta para: Cena 5/Casa de Diego/ interno/ sala de estar Diego encontra Gabriela limpando a casa. Gabriela vê seu marido e beija-o na boca. Diego: - Tenho a solução para pagar nossas dívidas. Gabriela: - A sorte caiu do céu? Espero que seja algo importante. Diego: É, eu estava chegando em casa e vi um anuncio dizendo que uma criança desapareceu, eles deram as características, como altura e idade, a recompensa é d e 10 mil reais, imagine se conseguirmos encontrar esta criança, podemos pagar as dívidas ! Gabriela: Você está doido?Ah, por favor! Diego: Confie em mim, vai dar tudo certo! Corta para: Cena 6/dia/tarde/casa de Diego/quarto do casal Diego pega 10 reais da carteira e poe no bolso da calça, junto com o anuncio que possui a foto da criança. Sai nas ruas perguntando se alguém a viu, fala com amigos e parentes e descobre que a criança pode estar num bairro pobre da cidade chamado Marambaia e resolve ir até lá Corta para: Cena 7/bairro da Marambaia/tarde/externo/rua


Diego vê um homem com uma arma na mão. O homem o observa, vê suas vestimentas e aponta a arma para Diego. Homem: Quem é você e o que procura aqui no bairro meu irmão? Diego: Se acalme, abaixe esta arma, eu procuro uma criança, ela está desaparecida. Preciso encontrá-la. Homem: Criança... Hum, sei sei...acho que você deve sair daqui agora antes que eu te meta bala! Diego: Calma, vamos conversar! O Homem atira pra cima e Diego sai correndo. Cena 8/mais tarde/Bairro da Marambaia/noite/Casa da Márcia. Márcia, dona de casa, está em casa com os dois filhos. Mateus, seu filho mais velho, chega em casa. Mateus: Mãe ouvi dizer por ae que veio um homem procurar uma criança desaparecida aqui no bairro. Márcia: Verdade?Nossa meu filho! Mateus: Eles estão oferecendo 10 mil reais de recompensa. Ouvi dizer também mãe que ele quer achar a criança para pagar suas dívidas. Márcia: Como você sabe disso meu filho? Mateus: O meu amigo Marcos trabalha no mesmo lugar que este cara mãe. Márcia: Torço para que ele encontre a criança meu filho, a família desta criança ficará feliz se encontrar este menino e este rapaz poderá pagar suas dívidas. Corta para:


Cena 8/Casa de Diego/noite/interno/cozinha. Diego: Gabriela, eu descobri onde pode estar a criança! Gabriela: Não acredito que você ainda está procurando esta criança! Onde ela está? Diego: No bairro da Marambaia. Gabriela: Mas lá é muito perigoso Diego, não se meta nisso, desista! Diego: Não! Eu não vou desistir, acharei esta criança. Cena 9/Rua/dia/Bairro da Marambaia. Diego volta ao bairro da Marambaia e tenta ver se acha o mesmo homem que o abordou, mas acha uma mulher de cabelos cumpridos, short jeans e blusa vermelha. Diego pega o anuncio e mostra a mulher. Diego: Você viu esta criança?Preciso econtrá-la. Márcia: Você que é o rapaz que procura a criança? Diego: Sim, como você sabe? Márcia: Meu filho Mateus me contou sobre você e eu resolvi ajuda-lo nesta busca. Ah, meu nome é Márcia. Diego: Serio? Que bom! Prazer, Dona Márcia, Diego. Márcia: Venha, eu quero te mostrar algo, entre por favor. Diego entra na casa de Márcia e senta no sofá. Márcia vai até a cozinha e pega um copo de água para Diego, volta e senta ao seu lado no sofá. Márcia: Olha, pelo que sei, esta criança chama-se Gabriel e ela está aqui no bairro mesmo, vi um homem que a trouxe para uma casa próxima a minha, mas eu não sei se eles estão ae ainda ou não, eu tenho medo. Diego: Entendo Márcia, eu preciso entrar na casa, preciso me disfarçar para pegar esta criança. Márcia: Ok, eu irei te ajudar, mas eu quero que você me prometa que não irá falar meu nome. Diego: Ok, seu nome não será revelado. Diego se levanta e poe as mãos na cabeça, anda de um lado para outro.


Diego: Tenho uma idéia, irei me vestir de entregador para entrar na casa. Márcia sorri e ajuda-o a se disfarçar com umas roupas que ela possui. Diego sai da casa e vai para a casa indicada, coloca sua mão na testa, suada. Diego bate á porta. Um homem de estatura média abre a porta e olha-o da cabeça aos pés. Reinaldo: O que você quer? Diego: Vim entregar uma encomenda. Reinaldo: O que tem ae dentro? Reinaldo se aproxima da caixa que Diego leva nas mãos, mas antes que ele pudesse fazer alguma coisa, Diego dá um soco em Reinaldo e ele desmaia. Diego entra na casa e não ve ninguém nela, mas ouve gritos do menino Gabriel “Não me bate, não me bate, por favor,”. Diego ve que tem uma escada próxima da cozinha da casa e sobe sem fazer barulho, com a caixa nas mãos, ele abre a mesma e tira um pedaço de pau. Ele se aproxima e logo pode enchergar o homem de costas, com um pedaço de pau na mão. Gabriel está assustado e chora ao ver o homem irritado. Diego se aproxima dele e bate com o pedaço de pau, na cabeça do homem e ele desmaia. Gabriel sorri com a atitude de Diego e acaba aproximando-se dele feliz. Diego: Vamos sair daqui garoto Gabriel: Quem é você? Diego: Não interessa, só venha comigo, vamos logo antes que este homem acorde. Os dois saem descendo as escadas rapidamente e assim que saem da casa, a policia está na porta. Diego sai com a criança no colo e vê Reinaldo sendo preso pela policia. Policial: Reinaldo, você está preso seu ladrão safado! Reinaldo estava de cabeça baixa e derrotado. O policial aproxima-se de Diego Policial: Quem é você? Diego: Eu sou Diego e achei esta criança desaparecida, ela se chama Gabriel. Policial: Você terá de se explicar na policia. Vamos! Diego entra no carro de policia, com Gabriel.


Cena 10/distrito policial/noite Policial: Conte me tudo Diego, e você criança, telefone para seus pais. Diego conta tudo ao policial, sobre sua vida e por que ele estava com a criança no colo. O policial fica admirado com a coragem de Diego, diz que Reinaldo estava sendo procurado pela policia e o comparsa também. A família de Gabriel chega na policia. Gabriel abraça seus pais e avós. Pai de Gabriel: Quem te salvou meu filho? Gabriel: Aquele homem pai. O pai de Gabriel olha para Diego com alegria e agradece a tudo. O pai de Gabriel dá o cheque de 10 mil reais e paga um táxi para que Diego volte para Casa. Diego paga suas dívidas com os seus familiares e seu aluguel atrasado Fim


A criança desaparecida - roteiro