Page 1

portfolio * MarĂ­lia Braga Coutinho Santos Oliveira


EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

FORMAÇÃO ACADÉMICA

2009/10

Master em Desenho Avançado e Arquitectura Digital . pela Universidad Pompeu Fabra / Escuela de Diseño Elisava Barcelona Mas.Lab - Laboratorio de Diseño de Sistemas Materiales Seminário Big Fabrications - Manufacturing Diversity Workshop - Integral Envelopes Workshop - Form Finding Design Studio - Performative Proliferations Workshop - Re.Active Systems Taller de formación Instrumental - Diseño Paramétrico Proyecto Tesis - Polymorphic Aggregations Code.Lab - Laboratorio de Diseño Computacional Seminário Genético versus Generativo Design Studio - Intel.Ligent Patterns Workshop - Cartografias Operativas Workshop - Escenário Animado en Processing . POO Workshop - Digital Morphogenesis Taller Instrumental - Laboratorio de Fabricación Digital Taller Instrumental - Renderizado & Maquetación Proyecto Tesis - Tectonica Digital

2009

Projectos desenvolvidos: Projecto de execução de duas habitações unifamiliares: Casa A+M, Vila Nova de Gaia; Casa PLZ, Viana do Castelo; Acompanhamento de obra relativo ao projecto de habitação Casa Pac

Colaboração com NSA Arquitectos - de Janeiro a Maio de 2009

Marília Coutinho Oliveira

data de nascimento naturalidade

Concurso Europan 10 - Inventing Urbanty . Regeneration, Revitalization and Colonization , Osthammar - Sweden

06.Novembro.1982

Porto . Portugal

contacto

965531210

direcção

Praça do Padrão da Légua, nº105, 4465 -361 Matosinhos

email

Projectos desenvolvidos: Integração da equipa de trabalho para o desenvolvimento do projecto expositivo do novo Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, realizado pelo Arqº Paulo Mendes da Rocha

Marília Sofia Braga Coutinho Oliveira

nome

Colaboração com o atelier de arquitectura AR Arquitectos - de Abril a Julho de 2009

2008

mariliacoutinho.arq@gmail.com

web

2000/07

nº membro Ordem dos Arquitectos . 17834

domínio de software software de desenho 2d e 3d . Autocad 2d & 3d; 3D StudioViz; Rhinoceros software de desenho paramétrico . TopSolid programação orientada a objectos-POO . Processing; Grasshopper; Arduíno software para estratégias bioclimáticas . Idea-eu; Lesocool; Meteonorm. software de renderização . V.ray para Rhinoceros software de edição e imagem: Photoshop; ILustrator; Indesign; CorelDraw domínio do interface Mac O.sx e Windows

domínio de Idiomas Português . Língua mãe Inglês . falado e escrito - Upper Waystage Level por Wall Street Institute Castelhano . falado e escrito - nível avançado

Licenciatura em Arquitectura (pré-Bolonha) . pela ESAP - Escola Superior Artística do Porto duração :

6 anos léctivos

2005/07 Projecto de Tese Final de Curso, orientado pelo Profº Arqº Pedro Abranches Vasconcelos: Proposta de Revitalização Urbana da Linha Marginal da VIla de Caminha + Reinserção das estruturas de apoio ao ferry-boat Caminha - La Guardia + Equipamento de apoio a actividades náuticas e recreativas 2004

Intercambio ESAP-Porto . TUB Berlin, sob o tema “Flexibilidade em Arquitectura” Pólo Cultural e Artístico de East Side Gallery - Berlin Oriental, orientado pelos Arqªs Michael Cannatá, Jorge Patrício e Richard Woditsch.

Colaboração, em regime de estágio de acesso á Ordem dos Arquitectos, no atelier de arquitectura AR Arquitectos - de Janeiro a Dezembro de 2008 Projectos desenvolvidos: Casa Pac . Recuperação e remodelação de un edíficio de habitação dos anos 20 - estudo prévio e projecto final; Pull House . Ampliação de uma habitação assente num programa de áreas lúdicas e recreativas - estudo prévio e projecto final; Clínica Dentária . Projecto de execução; Casa Plz . Habitação unifamiliar - estudo prévio e projecto final; República da Pequenada - centro clínico e educacional - projecto de execução.

Concurso de Ideias - Di Stacio Competition . Australian Pavillion to Venice Biennale, Italy


FORMAÇÃO EXTRA ACADÉMICA

PERCURSO EXTRA PROFISSIONAL

2010

Co-fundadora e integrante do grupo de Investigação An’t - Architecture and Technology, no qual desenvolve estudos experimentais no âmbito da arquitectura e desenho mediante programação, fomentando a programação orientada a objectos (POO), como meio de expressão criativa, para gerir e analisar sistemas de fluxos provenientes do contexto de projecto e como ferramenta para reinventar processos produtivos em arquitectura Colaboração com Seed.Cat - Estudio de Arquitectura, Desenho & Programação Experiental . Barcelona - Espanha

2009

Participação no workshop “Do Vale ao Oceano”, integrado no 10º Seminário Internacional de Arquitectura, realizado de 3 a 10 de Setembro, pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Autónoma de Lisboa, sob orientação dos Arquitectos Chilenos Pezo Von Ellrichshasen,

2009

Integrante no grupo de voluntariado da O.N.G. Ataca

2000/08

Autoria de projectos fotográficos . “Senhora dos verbos”; “Ensaio vazio”; “Monochrome”, “desabitada”; e “do not speak”.

1999

Co-autoria do projecto cenográfico para a peça de Teatro “Visão Bauhaus”, realizada pelo grupo de arte dramática da Escola Secundária da Maia.

Participação no workshop “Fotografia de Arquitectura”, organizado pela Universidade do Porto, realizado entre 13 e 16 de Abril, com duração de 12 horas. Participação no seminário “Materiais e Tecnologias Sustentáveis + Sistemas de Certificação Ambiental”, inserido no Ciclo 3R, organizado pela Ordem dos Arquitectos seccção Norte, realizado a 7 de Fevereiro, com duração de 5 horas.

2008

Participação no curso “Princípios e Estratégias Bioclimáticas - Ferramentas para as fases iniciais de Projecto”, inserido no Ciclo 3R, organizado pela Ordem dos Arquitectos seccção Norte, realizado entre 27 e 29 de Fevereiro, com duração de 24 horas. Participação no Workshop “Demonstração de Técnicas de Restauro de Azulejo, Estuque Decorativo e Pintura Mural Interior”, inserido no Ciclo 3R, organizado pela Ordem dos Arquitectos secção Norte, realizado a 15 de Novembro, com duração de 8 horas. Participação no Workshop “Técnicas de Inspecção e Reforço de Estruturas de Madeira”, inserido no Ciclo 3R, organizado pela Ordem dos Arquitectos secção Norte, realizado a 8 de Novembro, com duração de 8 horas. Participação no Workshop “Conservação de Revestimentos e Superfícies Arquitectónicas”, inserido no Ciclo 3R, organizado pela Ordem dos Arquitectos secção Norte, realizado a 25 de Outubro, com duração de 8 horas. Participação no Workshop “Conservação da Pedra”, inserido no Ciclo 3R, organizado pela Ordem dos Arquitectos secção Norte, realizado a 18 de Outubro, com duração de 8 horas. Participação no Seminário Internacional de Arquitectura e Arqueologia “Intrepertar a Ruína”, organizado pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, realizado entre 16 e 18 de Outubro, com duração de 24 horas. Participação no seminário “Reabilitação Urbana na Óptica da Sustentabilidade + Eficiência Energética no s Edifícios Existtentes”, inserido no Ciclo 3R, organizado pela Ordem dos Arquitectos secção Norte, realizado a 11 de Outubro, com duração de 5 horas. Participação no seminário “Cidades Sustentáveis”, inserido nas Jornadas Quercus Arquitectura Sustentável, realizado a 24 de Maio, com duração de 6 horas. Participação na Formação Complementar de apoio ao Estágio para acesso à Ordem dos Arquitectos, de 13 a 16 de Maio, com duração de 26 horas. Participação no seminário “Sistemas de Avaliação e Certificação da Sustentabilidade de Edificações”, inserido nas Jornadas Quercus Arquitectura Sustentável, realizado a 19 de Abril, com duração de 6 horas. Participação no seminário “Materiais e Tecnologias Inovadoras para a construção sustentável”, inserido nas Jornadas Quercus Arquitectura Sustentável, realizado a 29 de Março, com duração de 6 horas. Participação no seminário “Conservação e Uso Racional da Água”, inserido nas Jornadas Quercus Arquitectura Sustentável, realizado a 23 de Fevereiro, com duração de 6 horas.

2007

Frequência no curso 3D StudioViz - avançado, duração de 52 horas, realizado no Centro de Formação Ciências e Letras

2006

Participação no ciclo de conferências “Cidades e Frentes de Água”, organizado pela Faculdade de Arquitectura da Universidade de Coimbra, realizado a 3 de Março


académico ESAP . arquitectura I 2000/01 . Marialva . Guarda escalas . 1/200 1/50

habitáculo em Marialva

piso1

piso 0

Da combinação de linhas de força, determinadas para apoiar a relação da intervenção com o território, surge o ponto de partida para estructurar e organizar o programa, circuítos e acessos. O desenvolvimento de uma estratégia suportou-se na simbiose entre os significados do “espaço - abrigo” e do “espaço - contemplação”. A intervenção produz-se, simultaneamente, como cenário e cenografo do território.


habitáção evolutiva

académico ESAP . arquitectura II 2001/02 escalas . 1/200 1/50

contenedor . módulo habitable

infra.estruturas

célula pública

células privadas

Metamorfose . O movimento do corpo formado e deformado a partir de um eixo - vertebra. Definição de espaços como estructuras intercambiaveis onde a possibilidade de uma situação é substituida pela possibilidade da sua transformação. Propoê-se um objecto arquitectónico evolutivo dependente de condições funcionais e agentes de contexto. Prótese . Flexibilidade & Elasticidade dos menbros. Extensão do corpo - matéria e espaço, numa aspiração ao que é constante na transformação. Frame . De um momento detido no processo de metamorfose.


habitáção colectiva

académico ESAP . arquitectura III 2002/03 . Lima5 . Porto escalas . 1/500 1/200 1/50 1/20

piso1

hab t1

hab t2

piso2

hab t3

hab t4

hab t4 duplex

piso3

piso4

piso5

piso6

hab t5 duplex

tipologia t1

A intervenção parte de uma estratégia de conecção do território com os espaços fragmentados que o envolvem e definem, para o desenvolvimento de uma unidade coerente. Da interacção entre cidade, tempo e homem surge um espaço de provocação. Utilizam-se relações de comunicação fisica e visual entre diferentes contextos para a definição das manchas de ocupação da intervenção. Como consequência, surgem espaços de confluência - núcleos de centralidade, interpretados como zonas verdes públicas.

tipologia t3

tipologia t4


escola de circo

académico ESAP . arquitectura III 2002/03 . Lima5 . Porto escalas . 1/500 1/200 1/50 1/20

Determina-se a implantação para uma escola de circo, vinculada a uma estratégia de requalificação urbana comum ao exercicio anterior, partindo de três enfoques essenciais: espaço genéricamente residual; consolidação de uma frente urbana degradada; e interacção com o núcleo central do quarteirão. Propoê-se um eixo de ligação entre a rua da Constituição e o vazio central do quarteirão. A este eixo faz-se corresponder o diagrama programático da escola de circo, com uma volumetria que o acompanha e apoia. O objectivo é garantir a forte interacção entre equipamento e espaço pedonal público ao largo do interior do quarteirão. Interessam relações permeáveis entre actividades internas à escola e os rituais de ocupação do espaço público, dotando-o de identidade. Utilizam-se as diferentes cotas inerentes ao território, para agrupar diferentes conjuntos programáticos. Na projecção da escola, define-se um um palco exterior, potenciador da extenção das actividades da escola para o espaço público.

1 3

2

1 4

5

2

10

3 4

5

67

8

9

1 11

11

9

2 3

10

4

5 6

7

8

11

12

12

piso -1 1.despachos / dirección 2.archivo 3.espacio de informática 4 .professorado 5.espacio de audiovisuales

piso 0 1.atrio 2.gestion de classes 3.lavavos. 4 .atrio 5.servicios 6.lavavos 7.gimnasio 8.classe de diseño 9.taller de maquetes 10.classes 11.classes 12.anfiteatro

piso 1 1.taller de moda 2.servicios 3.taller de coser 4 .taller 5.taller 6.archivo. 7.tallerde telões 8.taller de workshop 9.bar 10.lavavos. 11.cocina 12.espacio para estudiantes


académico ESAP . arquitectura IV 2003/04 . East Side Gallery . Berlin escalas . 1/500 1/200 1/50

centro cultural & artístico

educação artística comércio + ateliers

spree's river

anfiteatro administração acesso + espaços de exposição

zona espositiva

café/bar

centro empresarial . diagrama de programa

centro habitacional . diagrama de programa

palco

plateia

anfiteatro

salas de conferências comércio escritórios auditório recepção salas para reuniões

espaços de exposição

educação artística

escritórios habitação comércio recepção auditório centro escolar serviços cantina sala01 sala03 sala02 sala04

secção + pele exterior


académico ESAP . arquitectura V 2004/05 . Alto do Rabagão . Gerês escalas . 1/200 1/50

casa para um poeta

pavilhao

habitação

cisterna

visitas

piso 0

torre

pombal

piso 1

cobertura

“Para a implementação de uma casa entre jardins, eleja-se uma colina.” Esta ilha é consequência de alterações forçadas no território, estabelecendo assim uma analogia entre artifícial e natural. O poeta define um conjunto de critérios segundo o seu “ideal”. A partir do momento em que se caracteriza este “ideal”, já não se refere a um espaço real, natural, e converte-o numa consequência mental. O espaço sofre uma desnaturalização. Desenhar uma linha de percurso que se estabelece como elemento de chegada e, paralelamente, como instrumento de actuação projectural. Não faria sentido uma intervenção subordinada à topografia do território, se assumimos que este é em si consequencia da intervenção do homem sobre o território original, já não pertencente a uma morfologia natural. Se a ilha define o recinto, o elemento construido distribui funções, escava e absorve espaços, sempre recto, porque não existe razão para não o ser. O recinto é a ilha, o percurso é a casa.


académico ESAP . arquitectura V 2004/05 . Matosinhos Sul escalas . 1/500 1/200 1/50 1/10

centro do mar

Localizado num quarteirão de Matosinhos Sul, o equipamento enquadra-se entre duas malhas urbanas distintas e em confronto com o mar. Funciona como ponto de intersecção entre diferentes ambientes urbanos e o remate de um passeio marginal. Como estratégia urbana, define-se o volume do Centro do Mar, introduzido por uma praça de apoio ao equipamento capaz de libertar o extremo norte do passeio marginal. Para uma estratégia de definição e organização programática - museu aquático, oceanário, centro do mar, parte-se de um diagrama orientado por percursos de visita à exposição suficientemente livres para permitirem ao visitante a escolha entre precursos aleatórios ou contínuos.O edifício funciona como uma caixa translúcida, dentro da qual as zonas principais do programa são caixas encerradas que se implantam no meio de água e vegetação.


centro do mar

E

avac

E

avac

avac

avac

E

E

E

A

filtros

filtros

A

A

avac

E

E

filtros

filtros

A

A

avac

E

avac

E

planta piso 0

A

E

avac

avac

E

E

filtros

avac

filtros

E

avac

E

E

A A

filtros

filtros

A

cozinha

A

filtros

filtros

avac

E

A

E

A A

A

A

avac

avac

A

E

E

sección . espacios expositivos . tanques

planta piso 1

E

avac

E

avac

avac

E

E

E

E

avac

E

avac

planta piso 2

E

avac

sección espacio de circulación . público/ técnico


regeneração urbana . water front

académico ESAP . arquitectura VI 2006/07 . Vila de Caminha escalas . 1/500 1/200

G5

G1

E

6

G4

4 5

F5

F8

F7

F3 F4

D

H2

A

F6

7

C

G2

8

H1

9 F2

3

2

G3 F9

F1

B H3

1

diagnóstico . áreas potenciais imergentes

diagnóstico

estratégia . espaços residuais de oportunidade

estratégia

estratégia . circuíto de irrigação urbana

estratégia .eixo pedonal entre áreas consolidadas e espaços de oportunidade


académico ESAP . projecto final de curso 2006/07 . Vila de Caminha escalas . 1/500 1/200 1/50 1/20 1/5

centro náutico

plaza

flujo peatonal público

espacios interiores públicos espacios permeables apoyo a la prática nautica río

parque verde

O objectivo é essencialmente a articulação das diferentes àreas programáticas e físicas com o território; a criação de um sistema que apela à diversidade e que intrepreta o território como um lugar de lugares. Centro Náutico como lugar de celebração. Recinto na forma como apoia e articula funções a partir de um percurso, sem com isso limitar-se a espaços encerrados em si mesmo; espaço de armazenamento e estruturação das diferentes tipologias espaciais, pensado à escala das funções e objectos que alberga. O equipamento assume-se como um elemento que marca a descontinuidade na leitura da relação entre rio e povoação, tornando-se numa presença activa na forma como se assume na paisagem, porque a enquadra e escala.


centro náutico interior . lavavos y

servicios

interior . espacios de

classes

interior . vestíbulo y cafetería pública

buques

taller de agua

acceso al de vela

agua

spots de barcos

agua

acceso al

fitness

wc's

carga y

sala de formación descarga de remo acceso al enfermería

43

o

43

acceso al de vela

spots de barcos agua

acceso al canoas

acceso

spots de control de

u

v

w

plaza

garage


concurso de ideias 2008 . Venice . Italy escalas . 1/200

australian pavillion . di stacio competition entry and books _ 25 m²

wc _ 5 m²

main hall _ 400 m²

offices + staff facilities _ 20 m²

storage _ 30 m²

meeting room _ 40 m²


australian pavillion . di stacio competition

projecção de filmes

debates e conferencias

exposição bidimensional

exposição tridimensional

flexibilidade do espaço expositivo

alçado sudoeste


em colaboração . AR Arquitectos 2007/08 escalas . 1/50 1/20 1/2

casa pac O projecto responde a um plano de recuperação de um edifício de principios do séc XX, integrado numa área urbana com caracteristicas similares. O projecto pretende manter o corpo genérico do edificio, assegurando a consolidação da estrutura urbana envolvente, e simultaneamente atribuindo-lhe as capacidades necessárias à habitação. A estrategia de intervenção no interior passa pela capacidade de maximixar as áreas de permanência e reduzir as fronteiras entre os diferentes momentos da habitação. Pretende-se a confrontação plástica entrea composição genérica e os novos elementos associados a ela.


casa pac


colaboração . AR Arquitectos 2007/08 . Matosinhos escalas . 1/200 1/50 1/20 1/2

centro educacional e clínico

ascensor

ascensor

ascensor

atrio educação . espaços de aula e apoio consultorios médicos administração serviços e áreas técnicas lavabos e balneários


centro educacional e clínico O edificio alberga um centro educacional e clínica infantil dedicada ao acompanhamento de crianças com necessidades educativas especiais (NEE). O equipamento organiza-se em três niveis relativos aos diferentes programas. O acesso principal ao edificio é feito pelo alçado oeste, oposto à frente de rua, propondo um espaço de chegada que relaciona programas intertos e externos. Internamento, o diagrama programático organiza-se em redor de um pátio interior que proporciona luz natural a todos os espaços, tornando, simultaneamente, visualmente permeável todos os espaços comuns e de circulação do equipamento. As relações com o exterior encontram-se condicionadas por critérios de iluminação e enquadramentos visuais adaptados ás crianças.

RUFO ZINCO COM DECLIVE PARA O INTERIOR GODO LAVADO GEOTEXTIL ROOF MATE 4+4cm

RUFO ZINCO COM DECLIVE PARA O INTERIOR

DUAS TELAS ASFÁLTICAS CRUZADAS

ROOF MATE

REGULARIZAÇÃO

DUAS TELAS ASFÁLTICAS CRUZADAS

CAMADA DE FORMA - BETÃO LEVE

FORMAÇÃO DE PENDENTE

LAJE DE BETÃO FUNGIFORME

BETÃO

"CAPOTTO"

CAIXILHARIA NAVARRA VEP

ISOLAMENTO TÉRMICO PLACAGEM GRANITO EM FACHADA VENTILADA

FLINTKOAT LÂMINA DRENANTE DELTA-DRAIN VINÍLICO REGULARIZAÇÃO LAJE DE BETÃO 12CM FLOOR MATE 3CM PELÍCULA DE PVC BETÃO DE LIMPEZA TOUT-VENANT SOLEIRA GRANITO 3CM CANAL PRÉ-FABRICADO TUBO GEODRENO REGULARIZAÇÃO BETÃO PIGMENTADO

TERRENO COMPACTADO

ISOLAMENTO TÉRMICO


colaboração . AR Arquitectos 2008 . Vila Nova de Gaia escalas . 1/200 1/50

casa A+M


casa A+M

27


colaboração . AR Arquitectos 2007/08 . Vila Nova de Gaia escalas . 1/200 1/50

pull.house


pull.house TERRA VEGETAL CAMADA DRENANTE ISOLAMENTO TÉRMICO POLIESTIRENO EXPANDIDO 5cm ESP REVESTIMENTO EXTERIOR "CAPOTO" TELA IMPERMEABILIZANTE MALHA DE REFORÇO PLACAGEM ESTRUTURA DE FIXAÇÃO

REBOCO JUNTA ELÁSTICA

ISOLAMENTO TÉRMICO BETÃO LEVE LAJE PLADUR

AUTONIVELANTE REGULARIZAÇÃO BETÃO LEVE ISOLAMENTO TÉRMICO BETONILHA ARMADA PELÍCULA PVC TOUT-VENANT TERRENO COMPACTADO

architecture book - Marília Coutinho  

Apresentação dos principais projectos de arquitectura desenvolvidos no âmbito académico e profissional.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you