Issuu on Google+

Hist贸ria da Arte Expressionismo


Expressionismo O expressionismo foi um movimento artístico de vanguarda do início do século XX. Iniciou-se na Alemanha e com a pintura, mas influenciou a literatura, a música, o cinema e todas as artes de forma universal. Surge primeiramente em reação ao impressionismo, que caracterizava-se pela observação e impressão da realidade externa. O expressionismo surgiu muito da rejeição das estruturas políticas e sociais vigentes e buscava basicamente refletir a indignação e o mundo interno do artista. De que jeito? Deformando, exagerando e assim expressando sentimentos. Os fauvistas eram da mesma época e também faziam isso (exageravam na cor, distorciam a forma e queriam mostrar mais como sentiam a realidade do que como a viam). No entanto, a visão de mundo deles era diferente, os sentimentos eram diferentes, ou pelo menos, os que eles estavam precisando manifestar. A paleta expressionista era mais sombria, evocava o período de guerra que se anunciava, “falava” de angústia, miséria, pessimismo e destruição. Matisse (fauvista) pretendia o contrário: "Quero que minha arte seja como uma boa poltrona em que se descansa o corpo cansado“. Já os expressionistas, queriam justamente mostrar esse corpo cansado, doente, à beira da morte. Interessante é que eles parecem provocar esses mesmos sentimentos negativos em quem contempla suas telas (impressão minha), talvez daí a força dessa arte.


Para começar... A partir das considerações até então realizadas, olhe, contemple, sinta e responda: Qual tela é fauvista e qual é expressionista? As cores são parecidas, não retratam a aparência fiel da realidade, as formas foram modificadas, mas o sentimento que permeia as duas telas é distinto

Maurice Vlaminck

Ernest Ludwig Kirchner


Expressionistas: a forte pintura alemã para o mundo O Expressionismo refere-se ao movimento de determinado período (1905-1920) na Alemanha em guerra (refletindo o espírito de uma época) , já o expressionismo fala de um jeito de pintar de muitos artistas que viveram em diferentes momentos e lugares. Muitos pintores foram considerados expressionistas: Kirchner, Rottluff, Emil Nolde, Pechstein, Otto Dix, Beckmann (alemães), Munch (norueguês), Kokoschka, Schiele (austríacos), Chagall, Soutine (russos), Rivera (mexicano), Portinari (brasileio)

Muita gente? Vamos aos autorretratos... Monet


os alem達es...

Emil Nolde

Rottluff

Kirchner Otto Dix

Nota-se que, pelo menos 3, os retrataram com uniformes de soldados

Pechstein

Beckmann


Emil Nolde, um dos expressionistas que mais eu gosto


AustrĂ­acos

Kokoschka

Egon Schiele


Egon Schiele: poucas linhas, poucas cores, muita express찾o. A sua arte reflete a sua hist처ria de vida. Poucos anos de vida (poucas linhas), perdas intensas (muita express찾o).


Os russos Chagall

Chaim Soutine

“ a arte é sobretudo um estado de alma”


Mais perto de n贸s...

Diego Rivera (mexicano)

C芒ndido Portinari (brasileiro - SP)


Edvard Munch (norueguĂŞs)


Considerações finais (e pessoais): Deformidades e cores fortes facilitam a expressão de sentimentos como medo, angústia, tristeza, solidão, pessimismo. A pintura expressionista não reflete o meu jeito (bemaismatisse) de ver o mundo, mas me ensinou a ver beleza na feiúra e a observar a força das obras para provocar reflexão e até mudança de humor entre aqueles que as contemplam.

Ernest Ludwig Kirchner

O expressionismo mostra uma arte que não veio para decorar, aquietar, acalantar ou mostrar o esteticamente bem aceito. Mostra que arte também é uma forma de expressão e alívio de sentimentos. Expressão de um jeito próprio de ver o mundo ou até de ajudar a denunciá-lo. Como falou Picasso “a arte é uma mentira que nos faz perceber a verdade”.


Expressionismo