Page 1

Escola Secundária com 3º ciclo Carolina Michaelis Ano lectivo de 2009 / 2010

Projecto Educativo Europeu Comenius – Trabalho de Projecto Parceria multilateral entre Escolas europeias

Documento informativo aos alunos sobre a realização de um trabalho Para a realização de um trabalho é necessário escolher um tema ou sub - tema, aprofundar diversos aspectos relacionado e apresentar uma opinião pessoal sobre ele, devendo-se utilizar bibliografia adequada para uma melhor investigação e fundamentação. Objectivos: 1-desenvolver competências e/ou conhecimentos práticos na recolha de informação – capacidades de: pesquisa, auto - orientação, leitura, síntese, interligação de leituras; 2-desenvolver competências e/ou conhecimentos práticos no tratamento rigoroso da informação recolhida, isto é saber citar um texto, em contexto ou sentido e nos termos correctos – entre aspas e de forma completa; 3-desenvolver competências e/ou conhecimentos práticos na estruturação e organização pessoal da informação recolhida – dar um cunho pessoal e organizar o material – aplicando capacidade de análise, reflexão, estruturação e criatividade; 4-desenvolver competências e/ou conhecimentos práticos na apresentação de um trabalho, segundo regras e normas consensuais. Passos: 1- escolher um tema ou sub-tema e fazer uma associação de ideias, de forma a clarificar noções; 2- este exercício poderá levar a mudança de opção; 3- ordenar as ideias de forma a haver uma orientação nas pesquisas, tal como um mapa; 4- fazer uma calendarização provisória a fim de se organizar melhor o trabalho; 5- escolhido o tema ou sub - tema, investigar que bibliografia existe sobre ele – revistas, jornais, livros ou na Internet incluindo bibliografia cruzada; 6- registar conjunto de referências numa ficha de bibliografia, de modo a ser consultada facilmente e aumentada progressivamente; 7- fazer correctamente as referências bibliográficas - ex:

(1) GOMES, Isabel, Isabel MARCELINO e Agostinho FRANKLIN (2)(1995). (3) Eu vou fazer um trabalho,1(4) (5) Porto: (6) Porto Editora.


Os números a vermelho correspondem, assim, a: (1)-autor; (2)-ano de edição; (3)-título; (4)-número de edição; (5)-local de edição; (6)-editora. 8- na recolha de material, poderão ser feitos questionários ou inquéritos, com o fim de comparar respostas e, após análise, ser planificado o trabalho. Existem dois tipos de questionário: aberto e fechado. No primeiro (aberto) as pessoas respondem utilizando as palavras que querem e dizem o que pensam – ex: What is the importance of the English language in the world nowadays? A:. .............................................................................................................. No segundo tipo (fechado), são formuladas perguntas e uma série de situações possíveis para as respostas a essas perguntas - ex: The importance of the English language in the world nowadays is:  very important  not so important  little important  indifferent O questionário aberto é mais fácil de elaborar, não exigindo muito rigor na formulação das perguntas, mas é muito mais trabalhoso na análise das respostas. Há que ler as respostas com cuidado, classificá-las por assuntos /temas, fazer uma síntese do que as pessoas pretendiam dizer com as suas respostas e só depois fazer o estudo comparado e quantitativo das respostas. O questionário fechado exige a formulação das perguntas e diversas situações para as respostas, sendo mais fácil de trabalhar na análise dos resultados, bastando para isso fazer a análise matemática das diferentes respostas. É mais trabalhoso na planificação e elaboração das perguntas e pode limitar a expressão e pensamento das pessoas – alvo do questionário. Por isso deve-se conceber um espaço aberto onde as pessoas possam dizer algo mais ou colocar outro tipo de resposta que considerariam mais correcta. A organização de um questionário deverá obedecer ao seguinte: a)- saber o assunto a abordar; b)-dividir o assunto nas partes fundamentais e possíveis de serem respondidas; c)- fazer perguntas para cada parte de forma equilibrada (ex: 3 perguntas para cada aspecto); d)-fazer um pré-teste, para clarificar ou até retirar respostas confusas; e)-utilizar uma linguagem clara e adequada à situação concreta; 9-após a escolha efectiva do tema e recolha bibliográfica, deverá ter-se uma visão geral do assunto através da consulta de obras mais recentes, que incluem o que as mais antigas defendiam ou expunham. 10-deverá ser feito um esquema com uma hierarquização de ideias já anteriormente ordenadas, resultando, assim:

a) as grandes divisões ou capítulos do trabalho; b) as subdivisões ou subcapítulos; 2


c) aspectos/ideias a defender ou apresentar para cada um desses elementos. Ao colocar estes elementos numa coluna central, poderão fazer-se anotações de bibliografia, com indicação da página, no lado esquerdo. Numa coluna à direita poderão ser escritos comentários ou observações considerados importantes ao longo do trabalho e que possam ajudar a estabelecer relações. 11-após isto deverá aprofundar-se a informação sobre os diversos aspectos ou capítulos do tema, consultando-se a bibliografia seleccionada. Neste processo deve-se registar o que for considerado importante, através de resumo, síntese, citações ou esquema de obra consultada. É importante registar as páginas de onde a informação foi retirada e a referência da obra consultada. Fazer um resumo: para “encurtar” um texto podemos utilizar a supressão – eliminação de pormenores, exemplos ou aspectos secundários, a generalização – substituição de casos particulares por um que os englobe ou a selecção - eliminação de ideias acessórias e retenção das principais. Fazer uma síntese: “encurtar” um texto, mas revelando uma interpretação pessoal, podendo a ordem ou estrutura do texto ser diferente na síntese, embora o sentido seja o mesmo. Fazer um esquema: sendo uma forma de visualizar o conteúdo de um texto, o esquema evidencia as relações entre as ideias presentes. Assim, o esquema deve adaptar-se ao texto, ser fiel, ter as ideias estruturadas segundo a lógica do texto e permitir uma rápida compreensão do mesmo. Ex: IDEIA PRINCIPAL

ideia secundária 1

 

Subaspecto

 Subaspecto

 Ideia secundária

3

Ideia secundária 2

 Subaspecto

 Subaspecto

12-na transcrição de citações deve haver rigor, colocando entre aspas o texto transcrito e, ao lado, a página de onde foi retirado. Não se deve confundir citação com paráfrase, que é uma repetição de texto com aspectos modificados. 13-antes da redacção do texto do trabalho deve-se analisar o esquema provisório, nunca utilizar termos/conceitos sem estarem clarificados, utilizar predominantemente frases afirmativas em vez de negativas, já que estas exigem um maior esforço de compreensão por parte de quem lê o texto, construir frases curtas e concisas, fazer corresponder uma ideia a cada parágrafo e utilizar o itálico ou sublinhado na referência a títulos de livros/ canções/ filmes/poesias/peças de teatro, obras de arte/ palavras estrangeiras/frases ou palavras a evidenciar. É importante espaçar as linhas de modo a facilitar a leitura. 14-A estrutura de um trabalho tem geralmente:

3


a)capa – com nome da escola, disciplina ou área a que se destina, título do trabalho, identificação do autor/es, ano turma e número, ano lectivo em que foi realizado o trabalho; b)índice – com nome ou designação das partes que constituem o trabalho a que corresponderá a numeração romana (I, II, III…); o título do tema ou capítulo deverá apresentar-se em maiúsculas; o tema poderá dividir-se em partes (subcapítulos), sendo utilizada a numeração árabe (1,2,3…). Cada uma das divisões e subdivisões deve conter, à frente, as páginas onde se podem encontrar. Os títulos e subtítulos devem aparecer com a mesma numeração e mesmo tipo de letra da apresentação no índice. c)introdução; d)desenvolvimento; e)conclusão; f) bibliografia; g)anexos – elementos que completam e fundamentam as afirmações feitas ao longo do trabalho ( inquéritos, mapas, etc…) 15- Os números – ordinais ou cardinais – são escritos por extenso, quando são de zero a nove ou do primeiro ao nono, excepto quando são: operações aritméticas (dividir por 3), unidades de medida (1kg, 2h), cotação de escala (5 pontos), nº de páginas (página 3), idades (8), quantias (5 euros), datas. Plano de organização a fim de uma melhor organização de trabalho: (exemplo / sugestão)

TEMA DO TRABALHO: Que temas vou tratar (índice provisório)

O que vou fazer

- Quando se iniciou….?

Visitar o/a ….

-Como se detecta/ fabrica…..?

Procurar no/s site/s….

Onde posso encontrar material / passos a ser dados Contactar para marcar visita; Fazer um levantamento de …. Registar grupo de professores interessados em acompanhar…

Dias e horas para realizar estas actividades 17 Nov / 17h

Nome da obra Página/s

Bibliografia: ECO, Umberto (1982). Como se faz uma Tese – em ciências humanas. 2, Lisboa: Editorial Presença. GOMES, Isabel, Isabel MARCELINO e Agostinho FRANKLIN (1995). Eu vou fazer um trabalho, 1. Porto: Porto Editora.

Documento recebido em________________________________________________________ Aluno/a ____________________________________________ Turma:_________ Número:____ Tomei conhecimento – Encarregado de Educação:_______________________________ Setembro 2009 A Professora de Inglês, Coordenadora do PEE Comenius – Maria da Graça A. Cruz

4

Trabalho de Projeto - Orientações para alunos  

Trabalho de Projeto - Orientações para alunos