Page 1

Comunicação Social formandos de 2008/2


COLAÇÃO DE GRAU 15 de abril às 19 horas no Teatro Univesitário da Ufes


Formandos Comunicação Social 2008/2 Amanda Fonseca Rodrigues

Luísa Guimarães Torre

Amanda Guimarães Tito

Lyvia Ribeiro Cavalcanti

Ariani Caetano Parpaiola

Manoela Pagotto Martins

Cíntia Vargas Bringuenti Spinelli

Maria de Moreira Guimarães

Fernanda Izoton Coelho

Mariana Rodrigues Carlos

Gabriel Bourguignon Vogas

Mayron Goetze Rosa

Juliana Vieira Valentim

Natália Gadiolli Carneiro

Katilaine Chagas Garcia

Rodrigo Rubens da Silva

Lara Abib Santos

Sérgio Rodrigo Ferreira da Silva

Leandro Marchiori de Oliveira

Simone Resende Corrêa

Leonardo Leite Basoni

Tâmara Freire Cardoso

Lívia Cristina de Freitas Cunha

Thaissa Aparecida da Vitória Azevedo

Lucas Albani Rosa

Thalles Gomes Waichert Santos Costa

Luísa Cunha Buzin


Homenageados Chefe do Departamento Cleber José Carminati

Paraninfo Fábio Luiz Malini de Lima

Coordenador de Curso Ismael Thompson Paula

Professor Homenageado Antônio David Protti

Patrono Cleber José Carminati

Funcionária_ Homenageada Hélia Joseph


Juramento de Comunicação Social Como bacharel em Comunicação Social, prometo buscar meus ideais, seguindo a meta de trabalho que livremente escolhi, comunicando com ética, honestidade e responsabilidade aquilo que aprendi. Prometo promover a aproximação entre as pessoas, para que possam compreender o sentido da comunicação na sociedade e na humanidade. Eu prometo.


A Deus Vencemos mais uma etapa de nossas vidas: nos formamos. Seremos jornalistas, publicitários, comunicadores. Este é, sem dúvida, um momento de muita alegria e comemoração. Mas também é um momento de fazermos os devidos agradecimentos a todos aqueles que nos ajudaram nesse caminho da graduação. E como não poderia ser diferente, agradecemos especialmente Àquele que sempre nos ajuda, que está sempre ao nosso lado, todos os dias de nossa vida: Deus. Nosso muito obrigado, Senhor, de todo o nosso coração por este momento ser possível. Obrigado pelo dom da vida, pela sede de conhecimento que nos impulsionou à univerdade, pelo Vosso amor incondicional. Nenhuma palavra será bonita, profunda e abrangente o suficiente para expressar nossa gratidão ao Senhor, por ser rocha e fortaleza nos momentos mais difíceis. E por estar ao nosso lado nos fáceis também. Foram quatro anos de nossas vidas em que compartilhamos uns com os outros as salas de aulas e também ambientes fora delas. Em que vivemos as mais diversas experiências. E, desejando ou não a presença do Senhor, crendo ou não em Vossa força e poder, mesmo assim, Ele estava lá, ao nosso lado. E ainda está. E assim permanecerá: nos acompanhando e amando durante toda nossa vida. Por tudo, Senhor, obrigado. Pelo que vivemos e pelo que viveremos. Que o Senhor não nos falte nunca e nos proteja do mal. Lívia Cristina de Freitas Cunha


Aos pais Parecia fácil falar para pessoas que conhecemos há tanto tempo. Pessoas que sabem tudo a nosso respeito. Mas que difícil resumir aqui tudo o que temos a agradecer. Pois, justamente por estarmos tão próximos, muitas vezes esquecemos de dizer “Muito obrigado”! Dizem que para compreender os pais, é preciso ter filhos. Não só para compreender seus erros, mas também para compreender a motivação de tanto amor, disposição e abnegação. Passamos quatro anos na academia buscando o conhecimento sobre tantas coisas, tentando entender fenômenos sociais, estudando motivações e interações humanas, mas ainda estamos longe do aprendizado prático de sermos pais. Ainda nos falta entender o desenvolvimento de habilidades tão específicas, como leitura de termômetro, troca de fraldas, engenharia aérea de pipas, invenção de cafunés, torcida de time dente-de-leite e muitas outras... Mas se existe algo que a universidade nos ensinou é que ainda temos muito o que aprender. E sabemos poder contar com vocês, pais, para dividir toda a sabedoria acumulada. Sabedoria que nos guiou desde a infância, pelos conselhos, pelos valores, pelo exemplo de vida. Enfim, queremos dizer muito obrigado por serem nossos torcedores mais fanáticos. Por jamais desanimarem com nossas derrotas e nos ensinarem que nem sempre é possível vencer. Por vibrarem a cada passo e a cada conquista durante esse longo caminho. Juntos conquistamos muitos pontos. E juntos também vibramos agora com mais essa vitória! Luísa Cunha Buzin e Manoela Pagotto Martins


Aos ausentes Há 13 anos, em um início de madrugada, se ia meu pai. Acometido por um infarto e já enfraquecido por anos de estresse, cigarros e comidinhas gordurosas, no dia 17 de outubro de 1995 eu acordei – naquela época ainda com oito anos – e recebi a triste notícia. Hoje, já com 21, sinto a falta mais intensa por compartilhar o mesmo ambiente de trabalho que foi dele durante tantos anos: a redação de um jornal. Agora que chegou o momento da formatura e finalmente posso dizer que estou bem próxima de ser jornalista, gostaria imensamente que ele estivesse ali, nas cadeiras do teatro da minha colação de grau, acenando e sentindo todo o orgulho de ter criado uma filha bem formada e uma futura jornalista como ele. Esse sentimento não é só meu e compartilho com alguns colegas. Colegas que perderam os pais, as mães, os avós, avôs, pela, afinal, única lei que é certa na vida: a morte. Mas ainda assim, colegas que encontraram forças, assim como eu, de prosseguir e lutar para não deixar a peteca cair. Os momentos de dor ainda existem e fazem parte do nosso caminho assim como qualquer outro sentimento. Mas hoje estamos aqui para falar de alegrias, da nossa conquista e do quanto temos certeza que esses mesmos pais estão aqui, compartilhando toda a felicidade e todo o nosso sucesso. Nós também compartilhamos com eles o orgulho que, com certeza, sentem, não importa onde estejam; e também sabemos que eles gostariam de poder nos dar um abraço e dizer: parabéns, filho! Luísa Guimarães Torre


Aos que amamos Aclamada por poetas, compositores, escritores, músicos ou por qualquer um de nós. É assim a pessoa amada. Que nos faz exagerados, que nos enlouquece, mas que também nos amolece. Capaz de mudar o rumo de nossas histórias e de dar novo sentido a nossas vidas. Às pessoas que amamos, seja da maneira como for, o agradecimento não poderia vir de outro lugar que não das profundezas de nossos corações, onde habita este nobre sentimento, o amor. Pelo companheirismo, pela cumplicidade, pelo silêncio, pela atenção. Pelas palavras de carinho, de consolo, de estímulo, de confiança, de concordância e discordância. Pelo olhar vibrante diante de nossas conquistas e pelo olhar de censura, diante de nossas mancadas. Pelo sorriso singelo e pelas gargalhadas estimulantes. Por partilhar dos momentos mais árduos e estressantes e dos mais ociosos também. Por nos dar razões absolutas para lutar pela felicidade. Por fazer uma multidão desaparecer com um simples abraço e por estar sempre presente, mesmo na ausência. Por ser a pessoa certa, em qualquer lugar e a qualquer hora. Porque qualquer defeito ou diferença se tornam ínfimos diante da admiração, do respeito e da vontade de estar sempre junto. Por ter entrado e permanecido em minha vida e, principalmente, por me amar de volta, só tenho a agradecer por sua existência. Natália Gadiolli Carneiro


Aos colegas Por nos avisar quais eram os textos para tirar xerox, por dizer em quais xerox eles estavam e ainda emprestar os cinquenta centavos que faltavam. Pelo companheirismo e paciência que não considera nenhuma cantina demasiadamente distante, nenhuma fila de RU demasiadamente longa, nenhum banco demasiadamente cheio ou nenhuma Ufes demasiadamente Ufes que não dê para esperar mais uns cinco minutinhos. Por entender o sono, a impaciência ou o desânimo passageiro e assinar o nosso nome na lista de presença. Por compartilhar as feições de interrogação quando o tema é o “cosmos” ou a “pregnância da forma” e, mesmo assim, tentar reexplicar o que o professor já explicou. Por concordar ou discordar das nossas opiniões com respeito, mas sem nunca perder a oportunidade de transformar tudo em um grande barraco. Por esse barraco nunca ter desabado, ao contrário da música. Pela comunicação_ ufes, nossa lista de emails. Pelas amizades, pelas richas, pelas risadas e choradeiras, pela confiança e desconfiança, pelos segredos confessados ou fofocados. Por toda essa bagunça ser muitas coisas em uma coisa só: a turma de Comunicação Social 2005/01. Aos colegas, o nosso, literalmente nosso, obrigado! Lara Abib dos Santos


Aos mestres Além dos grandes incentivadores que temos em casa (nossos pais, familiares e amigos), outras pessoas foram fundamentais para deixar marcado em nós um capítulo da história que concluímos hoje. São nossos professores, com quem convivemos durante semanas, semestres ou em todo o curso. Muito mais do que norteadores de nossos pensamentos e condutores de um conhecimento que se formava, eles foram amigos, companheiros, orientadores e hoje talvez sejam até chefes. Nunca foi tão fácil admitir que ouvir frases do tipo “olha, seu lead tá péssimo” ou ainda “isso aqui tá horrível, não tem pregnância nenhuma” foi tão motivador para que nos tornássemos melhores a cada dia. Por isso, hoje, só temos a agradecer a essas pessoas, nossos mestres, a quem devemos não o saber, pois este foi conquistado por cada um de nós, mas sim a parceria para que ele pudesse ser construído a cada aula, a cada leitura indicada ou a cada bate-papo. Muito obrigada a vocês, que sabem um pouco mais que nós, mas que tiveram a humildade de reconhecer que ainda podiam aprender muito. Ariani Caetano Parpaiola Ariani Caetano Parpaiola


Amanda Fonseca Rodrigues Ao Pai Celestial pela esperança e fé que permanecem em mim. Aos meus pais por todo amor, carinho e por tudo que sou. Ao meu namorado pelas risadas, pela força e dedicação. Aos amigos pelo apoio e parceria. Ao Sesi e ao Castro Alves pela base e por momentos tão felizes da minha infância e adolescência. Ao Grupo Prix pelo aprendizado diário. E ao universo paralelo que é a universidade. Valeu!

Amanda Guimarães Tito Agradeço a Deus por me permitir pensar, compreender, amar e ter família e amigos com quem erro e acerto, a quem perdoo e sou perdoada diariamente. Agradeço a Deus pelo amor, pela maior e infinita riqueza que o homem pode possuir. Agradeço por ter a quem admirar e me guiar para seguir adiante. Obrigada, Senhor, por me sentir tão amada. Tenho fé no amor.


Ariani Caetano Parpaiola Agradeço a vida, que me deu pais, parentes e amigos que sempre me apoiaram em minha decisão de fazer Jornalismo. Obrigada também aos professores, que compartilharam comigo algumas dessas discussões que fazem a gente entender um pouco mais das coisas. Ah, não poderia esquecer os que me deram carona e a todos os que nessas idas e vindas eu vi passar por este mundo.

Cíntia Vargas Bringuenti Spinelli Eu agradeço a Deus por mais esta conquista; aos meus amigos que jamais deixaram de acreditar em mim; às pessoas incríveis que conheci nesses quatro anos, cada uma delas sabe o quanto são importantes na minha vida. À minha irmã, aos meus tios e à pessoa mais guerreira que eu conheço, minha mãe.Ela, que sempre confiou em mim, me incentivou. Este momento é especialmente para ela, para a minha mãe que eu amo tanto.


Fernanda Izoton Coelho Agradeço aos meus pais, por acreditarem em mim e me possibilitaram chegar onde estou. Agradeço à minha irmã, que dividiu comigo nesses anos de Ufes todos os momentos pelos quais passei. Agradeço aos meus amigos, por estarem sempre por perto. Agradeço ao Lucas, pois sem ele o temeroso final de curso teria sido bem mais difícil. Por fim, agradeço a Deus, por ter me glorificado com todas essas pessoas e realizações.

Gabriel Bourguignon Vogas Não agradeço aqui à família, isso devo fazer sempre. Nem aos amigos, parece despedida. Desta vez não agradeço ao Roberto Baggio, pelo pênalti perdido, pois já fiz isso várias vezes. E que os outros agradeçam ao Sinucom pelos espetáculos, não eu. Bom, eu pensei em agradecer a minha vó Neca, que me forçou a participar disto, mas a ela dedicarei. Bem, não agradeço a ninguém. Obrigado.


Juliana Vieira Valentim Agradeço a Deus e a meus pais, que me ensinaram a viver a vida com dignidade. Que renunciaram aos seus sonhos, para que eu pudesse realizar os meus. A meu irmão Rodolfo, cúmplice e amigo, que me ensinou muita coisa. Agradeço a meu namorado Agnelo, por sonhar cada momento comigo. A vocês, família por natureza, por opção e amor. Uma emoção ímpar que jamais seria traduzida por palavras. Amo vocês!

Katilaine Chagas Garcia A minha mãe pela eterna disposição em me ajudar (essa mulher não para!); ao meu pai que acreditou que eu pudesse entrar na Ufes quando todos me mandavam correr para uma faculdade particular; aos familiares pelo desejo de que tudo desse certo; ao Galindo, que só me vê oito dias por mês mas sempre está comigo, e aos meus amigos que me proporcionam momentos deliciosos.


Lara Abib Santos Depois desses quatro anos (e meio), agradeço aos meus pais pelo apoio e paciência. Por me garantir o que ainda é um privilégio, agradeço a todos que pagam por esta universidade pública. Aos amigos, pelas risadas, ciladas e piadas internas. Ao movimento estudantil, agradeço pela esperança e por fazer desta uma experiência deliciosamente bizarra.

Leandro Marchiori de Oliveira Agradecer em poucas palavras é tarefa difícil. Em quatro anos foram muitas as pessoas que passaram em minha vida e continuam contribuindo para minha formação. Mas deixo o agradecimento especial para minha família, que tornou tudo isso possível, e para meus companheiros de classe, com quem muito aprendi e espero continuar aprendendo.


Leonardo Leite Basoni A primeira formatura a gente nunca esquece. É mentira! A gente nunca se esquece da formatura do curso que nos fez feliz! Agradeço a Deus, aos meus pais, a minha esposa, aos professores e à Ufes, que me fez desse jeito: um publicitário!

Lívia Cristina de Freitas Cunha A Deus, pelo dom da vida e amor; aos meus pais por todo apoio, dedicação e carinho; ao meu grande rimão, pela convicção e força; ao meu namorado, por sempre me estimular a ir além, e a todos os amigos e professores que me ajudaram nessa jornada. “Contudo, seja qual for o grau a que chegamos, o que importa é prosseguir decididamente.” (Fl 3, 16)


Lucas Albani Rosa Nesta vitória agradeço às três bases que compõem meu caminho na vida. A Deus, que me mostra força de onde muitas vezes não acredito ter; à minha família (pai, mãe, irmão e namorada), que me dá a paz e o amor que preciso para enfrentar as dificuldades, e aos grandes amigos que fiz até aqui, que me dão o apoio necessário pra ser sempre melhor. Valeu!

Luísa Cunha Buzin Minha gratidão a Deus, pela graça de toda manhã. E aos meus pais e família, pelo apoio, e pela fé que depositaram em mim. Fé esta que me dá força e coragem para vencer mais uma etapa da vida. Agradeço também aos meu amigos, pela paciência, pelos ouvidos e por todas as delícias que marcaram a minha juventude indelevelmente.


Luísa Guimarães Torre Um obrigada à minha mãe, por toda compreensão, amor e dedicação; ao meu pai, pelo exemplo e pela profissão; ao irmão, pelos conselhos. Às amigas, por quatro anos de discussões acaloradas e em alto volume. A Ju e a Clarinha, pelo amor incondicional de nosso quase casamento. Aos amores, obrigada pela poesia, pela paixão e por todas as cervejas e cafés. Um muito obrigado à cafeína, por tornar as manhãs sonolentas da Ufes mais produtivas.

Lyvia Ribeiro Cavalcanti Engatinhando, engatinhando. Tropecei! Tenho ajuda. Obrigada mãe. Caminhando, descuidei! Obrigada pai. Caminhando, Cissa, eterna. Caminhando, oi Tata! Oi Mari! Prazer. Caminhando, Julinho, devagar! Caminhando, prazer time! Como vai Heitor, Jandir, Bigode, Nathy, Fah, Yago, Lee, Feioso? Caminhando, olha o mestre Martinuzzo! Caminhando, caminhando...


Manoela Pagotto Martins Cidade nova, professores e amigos novos, um novo caminho. No início, até parecia difícil, mas com vocês foi muito mais fácil chegar ao fim desta jornada. Obrigada pai, mãe e irmãos pelo apoio incondicional de todos os dias. Obrigada avós, tios, madrinha, primos e amigos por todo o cuidado e carinho. A conquista hoje também é de vocês!

Maria de Moreira Guimarães Por fazerem parte desses últimos quatro intensos anos agradeço aos meus pais e a minha família pelo apoio e firmeza; a Paula pelas palhaçadas e companheirismo; aos amigos, que fiz ao longo do curso e ao longo da vida, agradeço pela confiança e carinho. Aos mestres agradeço pelo ensino dentro e fora de aula e a Deus agradeço por ter tornado tudo isso possível.


Mariana Rodrigues Carlos A Deus, que sempre está à frente de tudo em minha vida; à minha mãe, pela doçura, apoio de sempre, preocupação, pela forma como me educou, pelo imenso amor que sinto por ela e ela por mim; ao meu pai, por sua sabedoria, orientação, confiança e respeito; a minha irmã, uma das pessoas mais preciosas na minha vida, por sua companhia, sinceridade e pelo amor que nos une.

Mayron Goetze Rosa Aos meus pais, por terem construído em mim um homem de caráter e honradez e por estarem sempre ao meu lado. Aos amigos de longa data e aos muitos que fiz nesse período, por me acolherem em suas vidas e ajudarem a tornar tão especiais esses anos. Amo vocês. E a todos que confiam em meu potencial e me dão força para nunca desacreditar nos meus sonhos, a minha gratidão.


Natália Gadiolli Carneiro O agradecimento maior é a Deus, fonte de força e de fé nos momentos de medo e de dúvida. Aos meus pais, meus sinceros agradecimentos pela confiança e por tudo que me proporcionaram com seus esforços. Um dia, espero retribuir com mais que palavras. Obrigada a todos que entraram em minha vida nesses anos, aos meus grandes amigos e ao meu namorado.

Rodrigo Rubens da Silva Agradeço ao meu pai, para quem nossa educação sempre foi prioridade, a minha mãe pelo apoio incondicional, aos colegas que fizeram esses anos mais divertidos e aos mestres e funcionários que se empenharam para a construção de profissionais íntegros.


Sérgio Rodrigo Ferreira da Silva Agradeço ao tempo a poesia de cada instante vivida com intensidade na universidade, início, de fato, de minha vida. Agradeço aos meus pais, que tudo fizeram para que eu conseguisse, e a todos os que me acompanharam nesse delicioso percurso. Em especial, Poliana, Tâmara, Vinícius, Lua, Fê, Mayron, Dani, Jeferson e muitos outros que injustamente não coloquei neste espaço.

Simone Resende Corrêa Agradeço a Deus, pois sem Ele não teria tido forças para chegar até aqui; aos meus pais, que não estão mais comigo, mas que podem ver minha vitória; a toda a minha família, que me apoia e acolhe; aos amigos e às pessoas inesquecíveis que conheci na Ufes. Em especial, a minha irmã, Cacau, e ao meu namorado Emanuel: não seria nada sem vocês! Muito obrigada!


Tâmara Freire Cardoso A meus pais, por tudo me darem. Meus irmãos, por em tudo estarem. Aos amigos, por de um tudo fazerem. A todos que foram presentes, por um segundo ou por muito mais que isso. A Ricardo e Sérgio, homens da minha vida. A Deus, por dar-me, antes de tudo, uma possibilidade de vida. Por permitir esse tudo, esse eterno vir a ser.

Thaissa Aparecida da Vitória Azevedo Chegou o momento de comemorar esta etapa tão importante em minha vida. Ao longo desses quatro anos, momentos bons e ruins fizeram parte dessa caminhada. Apesar dos obstáculos, é hora de festejar os novos amigos e conhecimentos adquiridos que me acompanharão para sempre durante a vida. Celebrar esta vitória, que não poderia ter sido alcançada sem a ajuda, primeiramente de Deus, e também dos meus pais, amigos e professores, pessoas que merecem agradecimento especial e a quem eu dedico o meu diploma.


Thalles Gomes Waichert Santos Costa Os primeiros passos: cair e erguer-se. Nem sequer teria ousado me erguer não fosse o apoio incondicional de meus pais e a vigília atenta do saudoso tio Chico; superar as quedas seria mais difícil sem a compreensão e o carinho da amada Priscilla e da querida prima Jully, e jamais sonharia tão alto não fosse a inspiração da prima Ciça e de todos os mestres.


Mensagem da Comissão Nunca pensamos que não haveria dificuldades. Promover um consenso entre pessoas tão diferentes e que só se contentariam com eventos tão distintos – um cruzeiro, um baile tradicional, um churrasco na laje – não seria nada fácil. Na busca por aquilo que deveria agradar a gregos e troianos, comissões de formatura se formaram e se desconstituíram. Juntamo-nos e propomos o BBB: bom, bonito e barato. Por isso, só temos cerimônia de colação de grau. Abolimos o baile e o culto, mas deixamos o melhor, o essencial, a solenidade em que nos é concedido o tão esperado diploma de bacharel em Comunicação Social. É agora o momento em que nos tornamos quem escolhemos ser quando crescêssemos. É agora que viramos gente grande. Gente grande capaz de comunicar com ética, respeito e dignidade. Tornamo-nos jornalistas e publicitários. Foi muito bom ter contribuído para que esse momento de mudança, crescimento e amadurecimento acontecesse. Temos certeza de que fizemos a coisa certa quando lutamos para que, pelo menos, pudéssemos subir no palco e receber simbolicamente o título de comunicólogos, habilitados em Jornalismo ou em Publicidade e Propaganda. Muito obrigada a todos aqueles que embarcaram nisso conosco. E nossas desculpas a quem não conseguimos contemplar com nossas decisões. Sucesso a todos. A gente se encontra pelos caminhos. Ariani Caetano, Fernanda Izoton, Katilaine Chagas e Manoela Pagotto


Arte e diagramação Luísa Torre e Maria Guimarães Revisão Ariani Caetano e Katilaine Chagas

Convite de Formatura Turma 2005/1  

Convite de formatura da turma de Comunicação Social formada que se formou em 2008/2. Arte e diagramação por Maria Guimarães e Luísa Torre.