Page 58

58 Meus pés estavam doendo, minha barriga roncando, e minhas pernas estavam queimando de exaustão quando o eterno crepúsculo finalmente começou a escurecer. Puck parou, olhando para cima para o céu, quando uma enorme lua brilhava em cima das copas das árvores, tão perto que você podia ver os buracos e crateras que estragavam a superfície. —Eu acho que devemos descansar durante a noite. — Puck soou relutante. Ele me deu um sorriso torto quando eu sentei na tora mofada. —Nós não queremos que você tropece em um monte dançante, ou siga um coelho branco por um buraco escuro. Vamos lá, eu conheço um lugar não muito longe onde nós poderemos dormir tranquilos. Ele segurou minhas mãos e me puxou. Meus membros gritavam em protesto, e eu quase sentei novamente. Eu estava cansada, debilitada, e a última coisa que eu queria era mais uma trilha. Olhando ao redor, eu vi um amável lago através das árvores. A água brilhava na luz da lua, e eu parei, olhando sobre o reflexo da superfície. —Por que não dormir aqui? — Eu perguntei. Puck deu um olhar para o lago, fazendo careta, e puxou adiante. —Ah, não — ele disse rapidamente. —Tem muitas criaturas malvadas dentro da água, kelpies, glaistigs35, sereias, entre outras coisas. Melhor não arriscarmos. Eu olhei para trás e vi uma forma escura quebrando a perfeita superfície do lago, enviando ondas através da água calma. O topo da cabeça de um cavalo, negro como carvão e liso como uma foca, me olhou com sinistros olhos brancos. Com um suspiro, eu corri. Alguns minutos depois, chegamos ao tronco de uma enorme árvore. A casca era tão rugosa e inculta que eu quase podia ver rostos espiando do tronco. Isso me lembrava às rugas de um idoso, empilhados em cima uns dos outros, e agitando os braços indignamente. Puck se ajoelhou entre as raízes e bateu na madeira. Eu olhei acima de seus ombros e, com uma batida, vi uma pequena porta, mal tinha um pé (30cm), perto da base da árvore. Enquanto eu assistia com olhos arregalados, a porta se abriu e uma cabeça apareceu para fora desconfiada. —Eh? Quem é? — Uma voz grossa perguntou enquanto eu olhava maravilhada. A pele do homenzinho era da cor de nozes; seus cabelos pareciam um feixe de varas que saiam para fora de seu couro cabeludo. Ele vestia uma túnica marrom e uma legging marrom, e parecia-se como uma vara viva, exceto pelos olhos, olhando para fora de seu rosto, pretos e brilhantes como um besouro. —Boa noite, Twiggs. — Puck o cumprimentou educadamente.

35

Glaistigs, criatura da mitologia escocesa. Na maioria das histórias, a criatura é descrita como uma linda mulher com pele escura ou cinza e cabelos loiros. Sua parte inferior é de uma cabra, geralmente disfarçada por um longo manto verde ou vestido. Veja imagem em: http://www.parhedros.com/images/cover_cent_lg.jpg

Iron Fey - Livro 01 - O Rei de Ferro (Iron King) - Julie Kagawa  

Meghan Chase nunca se encaixou em sua escola de cidade pequena, e agora, na véspera de seu aniversário de 16 anos, ela descobriu porquê. Qua...

Iron Fey - Livro 01 - O Rei de Ferro (Iron King) - Julie Kagawa  

Meghan Chase nunca se encaixou em sua escola de cidade pequena, e agora, na véspera de seu aniversário de 16 anos, ela descobriu porquê. Qua...

Advertisement