Page 47

47 —De jeito nenhum. — Eu sussurrei, sacudindo minha cabeça. Esse era Robbie, meu amigo mais próximo. Eu teria percebido se ele fosse um faery antigo. Não teria? Assustadoramente, quanto mais eu pensava sobre isso, mais plausível parecia. Eu nunca tinha visto a casa de Robbie ou seus pais. Todos os professores o amavam, embora ele nunca tenha feito algum trabalho escolar e dormia na maioria das aulas. E estranhas coisas aconteciam quando ele estava perto: ratos e sapos apareciam nas mesas, ou nomes eram trocados nos papéis de chamada. Embora Robbie Goodfell pensasse que esse cenário era absolutamente hilário, ninguém suspeitava dele. —Não. — Eu murmurei novamente, andando para trás em direção à sala. —Isso é impossível. Puck é uma lenda, um mito. Eu não acredito nisso. Robbie me deu aquele sorriso estranho. —Então, princesa, deixe-me, sem sombra de dúvida, assegura-la. Seus braços elevaram de seus lados, como se ele pudesse levitar no ar. Das escadas, eu ouvi a porta da frente abrir, e eu desejei que mamãe e Luke não tivessem chegado em casa ainda. Sim, mamãe, Ethan virou um monstro, e meu melhor amigo pensa que é um faery. Como foi seu dia? Um enorme pássaro preto voou para dentro do corredor. Eu gani e me abaixei enquanto o corvo, ou o quer que isso fosse, fazia um caminho mais curto em direção à Robbie, e pousou em seu braço. Eles me assistiam com seus pares de olhos brilhantes, e Robbie sorriu. Uma ventania, e de repente, o ar estava cheio de silvo de pássaros pretos, voando pela porta aberta. Eu engoli e me abaixei enquanto a nuvem de corvos enchia o corredor, seus gritos quase me ensurdeceram. Eles voavam em volta de Robbie, um tornado de asas batendo e garras afiadas, rasgando-o com as garras e bicos. Penas voavam por todos os lugares, e Robbie desapareceu dentro do redemoinho de massa. Então, todos juntos, os pássaros dispersaram-se, voando para fora pela porta aberta, tão rápido quanto eles tinham entrado. Quando o último pássaro foi embora, a porta se fechou, e o silêncio desceu mais uma vez. Eu respirei e olhei para Rob. Robbie tinha ido. Apenas um redemoinho de penas pretas e grãos de poeira permaneceu no lugar onde ele havia estado. Isso era demais. Eu senti minha sanidade se desfazer como tecido desgastado. Com um grito chocante, eu me virei e voei para meu quarto, batendo a porta atrás de mim. Me atirando nas cobertas, eu coloquei o travesseiro sobre minha cabeça e sacudi, esperando que quando eu acordasse, as coisas estariam normais.

Iron Fey - Livro 01 - O Rei de Ferro (Iron King) - Julie Kagawa  

Meghan Chase nunca se encaixou em sua escola de cidade pequena, e agora, na véspera de seu aniversário de 16 anos, ela descobriu porquê. Qua...

Iron Fey - Livro 01 - O Rei de Ferro (Iron King) - Julie Kagawa  

Meghan Chase nunca se encaixou em sua escola de cidade pequena, e agora, na véspera de seu aniversário de 16 anos, ela descobriu porquê. Qua...

Advertisement