Page 1

Ficha de Avaliação

GEOGRAFIA A

11º Ano: Turma E

2011/11/09 COTAÇÃO

1. O gráfico representa o crescimento efectivo da população portuguesa entre 1951 e 2001.

1.1.

Entende-se

5 pontos

por

crescimento efectivo: A. A

diferença

entre a taxa de natalidade e a taxa

de

mortalidade. B. O

somatório

entre a taxa de C. natalidade e a taxa de mortalidade. D. O somatório entre o crescimento natural e o saldo migratório. E. O crescimento real da população por cada mil habitantes, num ano. 1.2.

O declínio verificado no crescimento efectivo da população

5 pontos

portuguesa no período de 1960-1970 resultou da: A. Guerra Colonial. B. Redução da taxa de crescimento natural. C. Emigração para a Europa ocidental. D. Imigração.

v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

1


1.3.

O aumento verificado no crescimento efectivo da população

5 pontos

portuguesa, na década de 70, ficou a dever-se: A. Ao regresso de milhares de portugueses das ex-colónias. B. À entrada de milhares de imigrantes dos PALOP. C. À diminuição da mortalidade infantil. D. Ao aumento do crescimento natural. 1.4.

A tendência para o decréscimo do crescimento efectivo da

5 pontos

população portuguesa previsto para as próximas décadas: A. Resultará no aumento do desemprego. B. Conduzirá ao envelhecimento da população. C. Será responsável pelo aumento da emigração. D. Será contrária à que se verificará nos países mais desenvolvidos da UE. 1.5.

O crescimento efectivo da população portuguesa tem registado,

5 pontos

de uma maneira geral: A. Os valores mais baixos nos concelhos do interior. B. Os valores mais baixos nos concelhos do litoral norte. C. Os valores mais altos nos concelhos do Porto e de Lisboa. D. Os valores mais altos nos concelhos do litoral alentejano.

v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

2


2. Observa o gráfico.

2.1.

O saldo migratório é:

5 pontos

A. O total de emigrantes e imigrantes que atravessam as fronteiras de um país, registado num dado período. B. A diferença entre o número de emigrantes e o número de imigrantes, registada num dado período de tempo. C. A relação entre o número de emigrantes e o número de imigrantes, por cada mil habitantes, registada num dado período de tempo. D. A diferença entre o número de imigrantes e o número de emigrantes, registada num dado período de tempo. 2.2.

Os valores mais baixos do saldo migratório registaram-se no

5 pontos

período: A. 1950-1959.

2.3.

B. 1960-1974

C. 1975- 1979

D. 1980-2002

A emigração portuguesa ao longo da segunda metade do século

5 pontos

XX é responsável pelo: A. Aumento do crescimento efectivo da população portuguesa. B. Despovoamento do interior do país. C. Fuga de “cérebros” para o estrangeiro. D. Atraso tecnológico das regiões de partida.

v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

3


2.4.

O início dos movimentos imigratórios em Portugal:

5 pontos

A. Relacionou-se com as alterações políticas registadas na Europa de leste. B. Teve lugar após a adesão à CEE. C. Decorreu do 25 de Abril e da abertura da país ao exterior. D. Coincidiu com a ocorrência de grandes eventos, exigentes em mão-de-obra, como a Expo 98 e o Euro 2004. 2.5.

Actualmente, a entrada de milhares de estrangeiros em Portugal

5 pontos

traduz-se: A. Na diminuição do desemprego. B. No rejuvenescimento da população. C. No aumento de défice da Segurança Social. D. No aumento da população activa empregue no sector terciário.

3. O gráfico mostra a distribuição da população ativa portuguesa pelos três sectores de atividade: primário, secundário e terciário.

3.1.

5 pontos

A taxa de atividade em Portugal: A. Tem

registado

tendência

para

diminuir em todos os grupos etários. B. Aumentou de forma significativa

no

grupo

da

etário

população

com

idade superior a 60 anos. C. Diminuiu no grupo etário dos adultos. D. Aumentou progressivamente com a crescente participação da mulher no mundo do trabalho. v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

4


3.2.

5 pontos

A distribuição da população ativa pelos sectores de atividade: A. Apresenta uma diminuição muito significativa do emprego no sector primário, como consequência dos fortes movimentos imigratórios registados. B. Revela uma diminuição de sector secundário, como resultado da crescente modernização tecnológica das indústrias. C. Regista uma diminuição crescente da população empregue no comércio e nos serviços. D. Acompanha

a

tendência

verificada

nos

países

em

desenvolvimento. 3.3.

A terciarização da economia portuguesa:

5 pontos

A. Resulta da crescente melhoria do nível da vida da população, que permitiu o aparecimento de novas atividades ligadas ao comércio e aos serviços. B. É consequência do aparecimento de grandes superfícies comerciais. C. Resulta da expansão dos subúrbios nas maiores cidades portuguesas. D. Deve-se ao aumento do número de telefones ligados à rede móvel.

3.4.

A população empregue no sector secundário é particularmente

5 pontos

significativa: A. No Norte. B. Em Lisboa. C. No Algarve. D. No Centro.

v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

5


3.5.

O fraco nível de qualificação profissional da mão-de-obra

5 pontos

portuguesa: A. Deve-se ao predomínio do sector primário em muitas regiões. B. É idêntico à da maior parte dos países da UE que aderiram em 2004. C. Diminui os custos de produção, encorajando o investimento estrangeiro. D. Afeta a produtividade e diminui a competitividade empresarial. 4. O gráfico que se segue apresenta a evolução do índice de envelhecimento em Portugal, entre 1950 e 2004.

4.1.

Define

índice

5 pontos

de

envelhecimento. 4.2.

Justifica a evolução do índice

de

envelhecimento

da

10 pontos

população portuguesa, posta em evidência no gráfico. 4.3.

Enuncia duas medidas capazes de inverter a tendência para o envelhecimento da população portuguesa.

4.4.

10 pontos

Explicita o significado da seguinte afirmação: “O envelhecimento da população é uma limitação à modernização e ao desenvolvimento da sociedade portuguesa.”

20 pontos

5. Com a reforma da PAC, iniciada em 2003, e as Perspectivas Financeiras para 2007-2013, a União Europeia estabeleceu a perspectiva de longo prazo para o desenvolvimento de uma agricultura repartida por todo o território europeu, sustentável económica e socialmente, amiga do ambiente e orientada para o mercado.

5.1.

A sigla PAC significa… A. Programa Agrário Comum. B. Programa Agrícola Comum.

5 pontos

C. Política Agrícola Comum. D. Política Agrícola Comunitária.

v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

6


5.2.

Dois dos principais objetivos da PAC foram…

5 pontos

A. a diminuição da produtividade agrícola e o aumento da concorrência. B. o incremento da produtividade agrícola e a estabilização dos mercados. C. o incremento da produção, da superfície e mão-de-obra agrícola utilizadas. D. a

diminuição

do

rendimento

dos

agricultores

e

da

produtividade agrícola. 5.3.

Para a sua concretização, a PAC utilizou alguns pilares ou

5 pontos

princípios, tais como… A. a unicidade de mercado e a solidariedade financeira. B. o aumento da concorrência externa à União Europeia. C. a preferência pela importação de produtos extra-comunitários. D. o suporte dos custos de financiamento por fundos individuais. 5.4.

Embora se tenham registado progressos, a PAC trouxe algumas

5 pontos

consequências negativas, como… A. a diminuição dos excedentes e redução dos problemas ambientais. B. a intensificação das produções e redução dos excedentes agrícolas. C. a diminuição dos excedentes e aumento dos custos de armazenamento. D. a intensificação das produções e aumento dos excedentes agrícolas. 5.5.

Na última reforma da PAC foram introduzidos novos objetivos,

5 pontos

como… A. promover uma agricultura europeia menos competitiva e diversificada, mas mais orientada para o mercado externo. B. melhorar o ordenamento do espaço rural e aumentar a competitividade da agricultura europeia no mercado mundial. v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

7


C. aumentar

os

incentivos

financeiros

da

política

atual,

desencorajando as práticas agrícolas mais sustentáveis. D. incentivar o vínculo entre a produção e os pagamentos diretos, não estando estes associados ao cumprimento de regras.

6. Lê com atenção o doc.1

6.1.

Identifica as principais características da população agrícola

10 pontos

referidas no doc.1. 6.2.

Sublinha, no texto, o significado do indicador representado no

5 pontos

gráfico. 6.3.

Descreve a evolução desse indicador.

5 pontos

6.4.

Comenta a última frase do doc.1.

10 pontos

v.s.f.f.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

8


7. A Nova PAC reforça a importância da agricultura biológica, prevendo um conjunto de incentivos que possibilitam o seu crescimento. A figura mostra alguns aspetos da agricultura biológica portuguesa.

7.1.

Refere duas características associadas ao sistema de cultura do

5 pontos

modo de produção biológica.

7.2.

Expõe as potencialidades da agricultura biológica em Portugal, tendo em atenção os seguintes pontos: - condições favoráveis ao modo de produção biológica; - objetivos da PAC relativamente ao desenvolvimento das áreas rurais.

A população: evolução e contrastes; problemas estruturais da agricultura; PAC Professora: Mª dos Anjos Poeira

9

20 pontos

teste  

teste população e PAC

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you