Page 1

Ficha de Avaliação

2012/04/23

GEOGRAFIA A

11º Ano: Turma E

I

COTAÇÃO

Na carta sinóptica da figura pode observar-se uma situação meteorológica típica em Portugal, numa dada estação do ano.

1. O estado de tempo que afeta Portugal é condicionado por um(a)…

5 pontos

A. anticiclone. B. depressão barométrica. C. perturbação da frente polar. D. frente oclusa.

1

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira


2. A situação meteorológica observada em Portugal resulta da(o)…

5 pontos

A. invasão da Europa por uma massa de ar quente vindo de África. B. forte arrefecimento do ar em contacto com a superfície da Península Ibérica e da Europa ocidental. C. forte aquecimento do ar em contacto com a superfície da Península Ibérica e da Europa ocidental. D. deslocação da frente polar para sul.

5 pontos

3. A presente situação meteorológica é característica do(a) …

A. verão. B. inverno. C. primavera. D. outono.

4. O estado de tempo, associado à situação meteorológica descrita na carta, que

5 pontos

afeta o interior do território continental português é de …

A. aguaceiros fortes e temperatura amena. B. céu muito nublado e chuva contínua. C. descida da temperatura acompanhada de queda de granizo. D. temperatura muito baixa e céu limpo ou pouco nublado.

5. O movimento do ar no centro barométrico assinalado na figura caracteriza-se por ser, junto à superfície e em altitude, respetivamente…

A. convergente e descendente. B. convergente e ascendente. C. divergente e descendente. D. divergente e ascendente.

2

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira

5 pontos


II Os

gráficos

termopluviométricos

representam

os

regimes

térmico

e

pluviométrico de duas estações localizadas no território continental português.

1. Os regimes térmico e pluviométrico representados nos gráficos são caracterizados

5 pontos

de um clima… A. marítimo. B. pré-desértico. C. mediterrânico. D. continental.

2. As características dos regimes térmicos e pluviométricos representados permitem

5 pontos

associar os gráficos A e B, respetivamente, às seguintes estações meteorológicas … A. B. C. D.

Faro e Porto. Bragança e Penhas Douradas. Coimbra e Guarda. Viana do Castelo e Vila Real.

3. O fator geográfico que mais influencia o clima em Portugal …

5 pontos

A. ventos de oeste. B. proximidade do norte de África. C. altitude. D. latitude.

3

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira


4. O clima temperado mediterrâneo de feição marítimo caracteriza-se por, …

5 pontos

A. precipitação escassa e temperaturas amenas ao longo de todo o ano. B. precipitação elevada no inverno e amplitude de variação térmica anual reduzida. C. precipitação reduzida, temperaturas moderadas no inverno e elevadas no verão. D. precipitação elevada no inverno e outono e amplitude de variação térmica anual elevada. 5 pontos

5. Diz-se que um mês é seco quando o valor da precipitação… A. é superior ou igual ao valor da temperatura desse mês. B. é inferior ou igual ao valor da temperatura desse mês. C. é superior ou igual ao dobro do valor da temperatura desse mês. D. é inferior ou igual ao dobro do valor da temperatura desse mês.

III Na figura pode observar-se a distribuição das cidades portuguesas pelo território continental.

1.

Rede urbana pode ser definida como o

conjunto de cidades...

A. distribuídas pelo território nacional. B. distribuídas pelo território nacional e dinamizadas pelos centros urbanos mais dinâmicos sob o ponto de vista demográfico e económico. C. distribuídas

por

um

determinado

território e consideradas nas suas interações e interdependências. D. que integram as Áreas Metropolitanas

4

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira

5 pontos


5 pontos

2. A rede urbana portuguesa pode classificar-se como … A. monocêntrica. B. bimacrocéfala. C. acéfala. D. policéfala.

3. A rede urbana portuguesa caracteriza-se pelo predomínio de cidades de….

5 pontos

A. grande dimensão. B. pequena dimensão. C. média dimensão. D. grande e muito grande dimensão.

4. O processo de litoralização em Portugal…

5 pontos

A. traduz-se na concentração de população e atividades económicas junto ao litoral. B. não tem significado. C. é recente, verificando-se o seu início após o 25 de abril. D. reflete-se no aumento do número de cidades que vivem da função portuária.

5. As cidades de média dimensão…

5 pontos

A. dominam no interior norte do país. B. constituem pólos de coesão social, económica e territorial, fundamentais para o desenvolvimento harmonioso do país. C. têm vindo a diminuir no contexto da rede urbana nacional, dando lugar a cidades de grandes dimensões. D. assumem-se como pólos de fixação de população quando se localizam contíguas aos grandes centros urbanos.

5

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira


IV

O texto seguinte mostra como a política urbana portuguesa tem tido algumas preocupações no que diz respeito ao equilíbrio da rede urbana.

(…) Em matéria de política urbana portuguesa, denominadas cidades médias foram, desde 1994, os únicos aglomerados urbanos a serem objeto de programas específicos, seja no âmbito da definição do sistema urbano nacional – programa PROSIURB – seja no quadro de intervenções pontuais em áreas da «cidade» - programa POLIS. Fonte: A. Domingues; J. Cabral; N. Portas (2003) – Políticas Urbanas, Tendências, Estratégias e Oportunidades, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa (adaptado).

1. O POLIS é um programa de parceria, entre …

5 pontos

A. as Câmaras Municipais e as Juntas de Freguesia, que só utiliza fundos nacionais. B. o Estado e as Câmaras Municipais, que utiliza fundos nacionais e comunitários. C. o Estado e as Câmaras Municipais, que só utiliza fundos nacionais. D. as Câmaras Municipais e as Juntas de Freguesia, que utiliza fundos nacionais.

2. As cidades médias foram, desde 1994, os aglomerados urbanos a serem objeto de

5 pontos

programas específicos, porque a sua… A. dimensão demográfica é insuficiente para a instalação de grandes centros comerciais. B. complementaridade com as aldeias localizadas no território envolvente é muito fraca. C. dependência relativamente às Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto deve ser reforçada. D. dinamização é fundamental no atenuar dos desequilíbrios da rede urbana. 3. Os Planos Municipais de Ordenamento do Território são….

5 pontos

A. PMOT, o PRAUD e o PDM. B. PRAUD, o PDM e o PU. C. PDM, o PU e o PP. D. POLIS, o PU e o PP

6

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira


4. Reabilitar uma área na cidade significa….

5 pontos

A. restaurar e conservar edifícios, tendo como principal finalidade a preservação das funções desempenhadas por essa área. B. transformar os edifícios e alterar as suas funções, tendo como principal finalidade a renovação da qualidade urbanística da área. C. valorizar o património construído, tendo em vista alterações significativas nas funções e na qualidade ambiental da área. D. adequar antigas estruturas urbanas às necessidades atuais, tendo em vista a renovação urbana e a criação de novas áreas

V A figura mostra a distribuição, através das isotérmicas, da temperatura média anual em Portugal continental.

5 pontos

1.

Define linha isotérmica.

2.

Descreve

a

distribuição

da

10 pontos

temperatura média anual em Portugal continental. 3.

Explica de que forma a latitude

15 pontos

representa um dos fatores geográficos mais importantes na distribuição da temperatura média anual em Portugal continental.

4. Elabora um pequeno texto onde abordes a importância e a pertinência do aproveitamento da energia solar, num país com as características de Portugal.

7

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira

20 pontos


VI 1. No caso português, as análises efetuadas permitem salientar a natureza insuficiente da internacionalização do sistema urbano. Esta realidade é particularmente visível ao nível do espaço ibérico, mas verifica-se também a escalas mais amplas e tende a agravar-se com o alargamento da União Europeia.

1.1.

Comenta a afirmação anterior, considerando a inserção da rede urbana

20 pontos

portuguesa na rede urbana europeia. 2. As estratégias de coesão e de desenvolvimento territorial passam pelo reforço das parcerias entre as cidades e as áreas rurais, cujas funções tradicionais se alteraram. 10 pontos

2.1.

Menciona duas das novas funções dos espaços rurais.

2.2.

Refere dois dos fatores responsáveis pela mudança das funções exercidas

10 pontos

pelos espaços rurais. 2.3.

Demonstra a importância da criação de parcerias regionais para uma maior coesão territorial.

8

A radiação solar; Os recursos hídricos/A especificidade do clima português; A rede urbana Mª dos Anjos Poeira

15 pontos

teste  

rede urbana