Page 1

Ficha de Avaliação Correção

GEOGRAFIA A

2012/05/23

11º Ano: Turma E I A escolha de um meio de transporte depende de vários fatores, entre os quais a distância a percorrer, o preço, o tempo disponível ou o tipo de mercadoria a transportar. 1. O meio de transporte mais utilizado no tráfego nacional de mercadorias é o… A. rodoviário. B. aéreo. C. ferroviário. D. marítimo. 2. A utilização do meio de transporte aéreo no tráfego nacional de mercadorias… A. é reduzida, praticamente sem significado. B. só tem significado para o transporte de mercadorias muito volumosas. C. tem vindo a ser substituído pelo modo ferroviário. D. só tem expressão no território continental. 3. Para curtas distancias o transporte mais competitivo é o … A. aéreo. B. marítimo. C. rodoviário. D. ferroviário. 4. O transporte mais competitivo para médios e longos percursos, mais seguro e ecológico é o … A. rodoviário. B. ferroviário. 1

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


C. marítimo. D. aéreo. 5. O transporte que maior competitividade vai adquirindo com o aumento da distância a percorrer e com o aumento da carga a transportar é o… A. aéreo. B. ferroviário. C. rodoviário. D. marítimo.

II O mapa da figura 1 representa a Rede Rodoviária Nacional (PRN 2000), diferenciando a rede de Autoestradas (AE), de Itinerários Principais (IP) e de Itinerários Complementares.

1. Na figura 1, é possível verificar que a densidade

da

rede

rodoviária

nacional é… A. especialmente uniforme. B. maior a sul do rio Tejo. C. maior no litoral, a norte de Setúbal. D. maior no interior norte do paía.

Fig. 1 – Rede Rodoviária Nacional – PRN 2000 Fonte: Rede Rodoviária Nacional, Plano Rodoviário Nacional 2000, Instituto de Estradas de Portugal, 2005

2. Os itinerários principais são as vias de comunicação de maior interesse nacional, pois asseguram a ligação…

2

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


A. das capitais de distrito entre si e das regiões com portos e aeroportos à fronteira. B. das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto à região algarvia e à fronteira. C. da Área Metropolitana do Porto às localidades do norte interior à Galiza. D. das principais cidades dos distritos do litoral à região algarvia e a Espanha. 3. A densidade da rede rodoviária no interior do país é, simultaneamente, causa e consequência da… A. concentração de atividades turísticas e da grande densidade populacional. B. existência de cidades dinâmicas e geradoras de emprego nas áreas envolventes. C. grande dinâmica

das trocas comerciais

e do turismo nas regiões

transfronteiriças. D. Fragilidade económica e pequena densidade populacional desta região.

4. A criação de circulares regionais rodoviárias, tipo IC, nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto, reflete-se, de forma positiva, na qualidade de vida da população, porque … A. consome muito solo que pode vir a ser urbanizado. B. aumenta a concentração de poluentes nas áreas residenciais. C. dificulta a localização das grandes superfícies fornecedoras de bens e de serviços diversos. D. contribui para a diminuição da intensidade do tráfego no interior das duas cidades.

5. O modo de transporte rodoviário oferece, em alguns casos, vantagens relativamente ao modo ferroviário. Esta afirmação é… A. verdadeira, porque o modo rodoviário transporta maiores quantidades de mercadorias. B. verdadeira, porque o modo rodoviário tem maior flexibilidade nos seus percursos. C. falsa, porque o modo rodoviário apresenta menor nível de sinistralidade. D. Falsa, porque o modo rodoviário tem menor consumo energético por passageiro.

3

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


III Observa com atenção o quadro que se segue. Quantidade de mercadorias saídas de Portugal, por destino, segundo o modo de transporte

1. As mercadorias que se destinam à UE representam, relativamente ao total de mercadorias saídas de Portugal, cerca de... A. …80%. B. …55%. C. …33%. D. …25%.

2. Nas mercadorias saídas de Portugal, o modo de transporte marítimo destaca-se … A. … dentro do continente europeu. B. … nos destinos intracomunitários. C. … nos destinos extracomunitários. D. … no transporte para a Ásia.

3. A atual política de transportes da UE privilegia o transporte de mercadorias, por modo marítimo, entre os Estados-membros para…. A. … aumentar as importações de petróleo oriundo do mar da Norte. B. … aumentar a capacidade de carga e a flexibilidade de itinerários. C. … evitar a imigração ilegal oriunda de países extracomunitários. D. … evitar condicionamentos à circulação rodoviária no interior da UE.

4

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


4. O modo de transporte mais utilizado para exportar mercadorias para outros países da UE é o rodoviário, porque é aquele que apresenta… A. … uma rede mais densa e menor consumo energético. B. … uma rede mais densa e maior flexibilidade nos percursos. C. … maior segurança e maior flexibilidade nos percursos. D. … maior capacidade de carga e menor consumo energético.

5. O modo de transporte ferroviário, incluído na coluna «Outros», é o que tem menor expressão no transporte de mercadorias para a UE, porque é o que apresenta… A. … maiores impactes ambientais. B. … uma rede menos estruturada. C. … maior nível de sinistralidade. D. … menor capacidade de carga.

IV 1. O transporte intermodal ganha cada vez maior importância em Portugal e na UE. 1.1.

Explica o papel da logística e da modernização dos equipamentos e serviços

das

plataformas

intermodais, para a otimização das cadeias de transporte. Resp. – referir aspetos como: permitem o reforço das ligações europeias; aumentam a produtividade, a competitividade e o desenvolvimento regional; criam ligações eficientes entre os modos de transporte; reduzem os custos ambientais, entre outros. 2. Observa a Figura 3.

Fig. 3

5

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


2.1.

Descreve o traçado e a constituição da rede portuguesa de gasodutos, indicando as suas ligações internacionais.

2.2.

Resp. – o traçado da rede estende-se, sobretudo, ao longo do Litoral (partindo de Sines até Valença), estabelecendo algumas ligações ao Interior, nomeadamente a Viseu, Guarda e Campo Maior. Explica a importância da entrada em funcionamento do terminal de gás liquefeito de Sines.

2.3.

Resp. – permite que o País diversifique a sua oferta em termos desta fonte de energia e diminui a dependência de Portugal face ao gás argelino. Indica as principais vantagens do transporte de gás natural e petróleo por gasoduto e oleoduto.

Resp. – referir, entre outras vantagens, o menor impacte ambiental, a redução dos custos e o aumento da segurança no transporte. 3. Desenvolve a seguinte ideia: «O aumento da segurança rodoviária implica uma alteração de mentalidades e comportamentos individuais.» Resp. – os transportes têm grandes impactes, quer no ambiente, quer na saúde humana, a maioria decorrentes da poluição ambiental que lhes está associada. Constituem um dos principais sectores responsável pela emissão de gases poluentes, nomeadamente os qe contribuem para o agravamento do efeito de estufa e para a formação de ozono na troposfera, onde constitui um risco para a saúde humana.

V Observa as figuras 4 e 5 e responde às questões que se seguem.

Fig. 4 – Evolução do número de assinantes de

Fig. 5 – Evolução da contribuição do sector das

serviços de comunicação por cabo em Portugal.

telecomunicações para o emprego e para o PIB em Portugal.

6

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


1. Explica o papel que atualmente as telecomunicações desempenham na dinamização das atividades económicas. Resp. – as telecomunicações aumentam a produtividade de outras atividades e, em simultâneo, geram novos sectores produtivos, desde a investigação à indústria de equipamentos e consumíveis e aos serviços que lhes estão associados. Consideram-se, por isso, um sector gerador de riqueza e de emprego. 2. Menciona os programas ou iniciativas que foram adotados, em Portugal, na área das telecomunicações. Resp. – Iniciativa Internet; Programa Operacional Sociedade do Conhecimento (POS-Conhecimento); Ligar Portugal; Plano Tecnológico, etc. 3. Apresenta duas vantagens/desvantagens da utilização das TIC. Resp. – vantagens: permitem reduzir as distâncias e aproximar agentes económicos, entre outras. Desvantagens: diferentes possibilidades de acesso, consoante o nível de desenvolvimento das regiões e os custos inerentes aos equipamentos. 4. Refere alguns dos efeitos perversos que as TIC podem ter na qualidade de vida da população. Resp. – insegurança provocada pela difusão de vírus informáticos; perigo de fraude no comércio eletrónico e nas transações financeiras; perigos para a saúde humana (emissão de radiações nocivas), entre outros

5. Analisa com atenção a figura 6 e indica, para cada questão que se segue, a frase que completa de forma correta a afirmação inicial.

Fig. 6 – Evolução do número de alunos por computador, por computador ligado à Internet e da utilização das TIC em sala de aula.

7

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


5.1.

Relativamente aos indicadores representados na figura, Portugal… A. … apresenta uma evolução positiva e regista valores acima da média da UE. B. … apesar de uma evolução positiva, ainda se encontra abaixo da média da UE. C. … apresenta em todos uma evolução negativa, ficando abaixo da média da UE. D. … embora apresente uma evolução negativa, já se encontra acima da média da UE.

5.2.

A aposta nas TIC é uma prioridade nacional e europeia porque… A. … aumenta a competitividade, permite diminuir as desigualdades territoriais e melhorar a qualidade de vida. B. … diminui as distâncias, dificulta o acesso a bens e serviços e contribui para diminuir a qualidade de vida. C. … fomenta o crescimento económico, aumenta o desemprego e as assimetrias e melhora a qualidade de vida. D. … possibilita a inclusão social, dificulta a difusão da informação e aumenta a qualidade de vida da população.

5.3.

A política europeia para a sociedade da informação tem como principais objetivos: A. a diminuição da inovação e do investimento em investigação na área das TIC em cada Estado-membro. B. a implementação de políticas/iniciativas nacionais independentes das linhas de orientação comunitárias. C. a criação de um espaço único europeu da informação e uma sociedade da informação e dos media inclusiva. D. o aumento de 25% a 30% do apoio à investigação no domínio das TIC a nível comunitário até 2010.

5.4.

As TIC podem funcionar como fator de aproximação, mas também de desigualdade porque… A. A capacidade de utilização e as condições de acesso são iguais em todas as regiões.

8

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira


B. O nível de desenvolvimento das diferentes regiões não condiciona o acesso às TIC. C. As condições de acesso e capacidade de utilização variam de região para região. D. Embora necessitem de formação, não implicam custos inerentes aos equipamentos. 5.5.

Em Portugal, a implementação da Sociedade do Conhecimento passa por programas como… A. POLIS e Ligar Portugal. B. Ligar Portugal e PDM. C. PRAUD e i2010. D. I2010 e Ligar Portugal.

9

A população como se movimenta e comunica: transportes e comunicações Mª dos Anjos Poeira

correção  

correção do teste sobre transportes e comunicações

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you