Page 1

2010 MATERIAIS E RECURSOS PARA E-LEARNING E Planificação de uma actividade de aprendizagem Margarida Rosa Marmeleira


Trabalho realizado no 창mbito do Mestrado de Pedagogia do Elearning Universidade Aberta


MATERIAIS E RECURSOS PARA E-LEARNING MREL_2010

Planificação de uma actividade de aprendizagem a partir da utilização de dois REA


Actividade: Selecção de dois recursos educativos abertos e planificação de uma actividade em que estes recursos sejam utilizados utilizados.

Recursos utilizados: (1)

http://www.sitiodosmiudos.pt/saude/default.asp?fich=c6

Este recurso está integrado num site da Porto Editora que se define desta forma: «O sitiodosmiudos.pt é um serviço lúdico lúdico-educativo educativo para crianças e jovens entre os 5 e os 13 anos. (…) A concepção deste site obedeceu a critérios de ordem pedagógica, pelo que os pais e educadores podem del dele e fazer apelo sempre que pretenderem proporcionar aos seus filhos e educandos experiências frutuosas e divertidas.» Nesse sentido, podemos considerá considerá-lo um recurso educativo aberto.


(2)

http://www.junior.te.pt/servlets/Bairro?P=Jogos&ID=125

Este recurso está integrado num site da Texto Editores que se define desta forma: «O JUNIOR.TE.PT é um site para crianças com informação, diversão e actividades em áreas diversas, adequado aos três diferentes níveis etários que abrangem a Educação Pré-escolar, o 1º Ciclo e o 2º Ciclo do Ensino Básico.» É apenas dada a indicação que o conteúdo não pode ser usado para quaisquer fins comerciais. Por isso, para fins educativos podemos considerá-lo um recurso aberto, que está disponível na Internet para ser usado pelas crianças.

Obs: A imagem utilizada na página anterior foi retirada do site Open Clip Art Library: http://www.openclipart.org


Critérios de escolha: Visto que o público-alvo desta actividade são crianças do 3º ano de escolaridade, os recursos têm de ser atractivos e não podem ser muito complexos, se não as crianças vão ter dificuldades em realizar as tarefas sozinhas. Por isso seleccionei estes dois recursos: um que é uma explicação sobre a matéria (que vou chamar REA1) e outro que é uma ficha de verificação de conhecimentos (que vou chamar REA2). As razões que me levaram a escolhê-los são as seguintes:


1. A funcionalidade é um critério importante, que está presente: 1.1.

no REA1, pois o aluno só tem de passar com o rato sobre as palavras e a

imagem para obter mais explicações e basta ir seguindo as instruções simples que são dadas para ter acesso à informação toda; 1.2.

no REA2, pois o exercício é prático e de fácil realização, do ponto de vista

técnico. 2. A simplicidade também é importante, pois se as explicações forem complexas, as crianças desmotivam-se rapidamente. 2.1.

O REA1 explica de forma sucinta e elucidativa o tema em estudo e faz uma boa

abordagem aos novos vocábulos, explicando-os através de uma linguagem acessível e com imagens animadas, o que cativará melhor a atenção do público-alvo.


2.2.

O REA2 propõe a verificação dos conhecimentos de forma simples, evitando

que a crianças se percam sem perceber o que tem de fazer. 3. A variedade é um aspecto importante para cativar as crianças, por isso o REA1 é atractivo pela diversidade das explicações feitas, através de texto escrito, de imagens ilustrativas e animadas e de texto sonoro. É ainda dada ao aluno a possibilidade de imprimir as informações, para as poder ler no papel e sublinhar. 4. O apelo à concentração dos alunos é um factor a ter em conta, por isso considerei positivo o facto de, no REA1, se dar instruções sonoras ao aluno, obrigando-o a participar e a estar mais atento.


5. O aspecto visual é fundamental no que diz respeito a crianças pequenas, que se sentem atraídas pelas cores fortes e pela presença de bonecos. Tanto o REA1 como o REA2 são coloridos e estão incluídos numa página graficamente apelativa para as acrianças. 6. O REA2 foge à rotina de uma ficha escrita, de pergunta/resposta, permitindo à criança aprender de forma mais lúdica. 7. A possibilidade de aprender por tentativa e erro estimula a aprendizagem, e essa característica está presente no REA2, pois o exercício diz ao aluno quantas respostas acertou, dando-lhe a possibilidade de jogar de novo até conseguir realizar todo o exercício correctamente. Caso não consiga, pode clicar nas soluções e complementar a sua aprendizagem.


Planificação da actividade de aprendizagem:  Público-alvo: Alunos do 3º ano de escolaridade  Temática:

Área do Estudo do Meio À Descoberta de Si Mesmo: O Sistema Respiratório

 Local de aplicação:

Plataforma Moodle da escola

Com crianças do 1º Ciclo (que é a minha área de ensino) é difícil realizar actividades exclusivamente online, pois não têm autonomia suficiente para esse tipo de ensino. No entanto, é possível realizar actividades pontuais em ambientes virtuais como a plataforma Moodle, sob supervisão do professor, embora se tente dar aos alunos o máximo de autonomia para que eles realizem as actividades propostas sozinhos, seguindo as orientações dadas online. É nesse tipo de contexto que esta actividade seria realizada.


 Resumo da actividade a desenvolver: O trabalho final a realizar pelos alunos seria um folheto A4 sobre o Sistema Respiratório, a colocar na plataforma Moodle, no espaço reservado à divulgação de trabalhos dos alunos. Para a realização desse trabalho, os alunos deveriam previamente obter informações sobre o assunto, a partir do REA1, e verificar as suas aprendizagens numa ficha interactiva, o REA2. Depois, sozinhos ou com o auxílio dos seus Encarregados de Educação, ou ainda com o apoio do professor na aula de TIC, procurariam imagens e/ou informação adicional para elaborar o folheto. No final, os folhetos criados pelos alunos seriam colocados na plataforma Moodle, devendo os alunos destacar um aspecto de que gostaram mais num folheto dos colegas (a partir de uma lista criada pela professora, de forma a evitar que algum folheto não tivesse comentários).


 Desenvolvimento da actividade: 1.1.

Inicialmente, o professor daria aos alunos as orientações necessárias para a

realização da tarefa, pois trata-se de crianças muito pequenas para poderem realizar uma tarefa só a partir de informações escritas na plataforma. No entanto, depois de compreenderem o objectivo da tarefa, os alunos entrariam na plataforma e deveriam realizar a tarefa online, da forma mais autónoma possível. O professor estaria presente na sala, mas apenas para algum esclarecimento de dúvidas. 1.2.

Seriam apresentadas instruções simples aos alunos, pela importância que a

simplicidade tem nestas idades, como já referi. 1.3.

Além disso, nenhuma explicação sobre o conteúdo da matéria seria dada pelo

professor directamente, devendo os alunos desenvolver competências de estudar a partir de recursos na internet e de pesquisar informação para complementar as informações dadas pelos professores.


1.4.

A própria realização de uma ficha formativa online é uma estratégia de auto-

regulação através da qual os alunos podem ver se aprenderam o suficiente ou se devem estudar um pouco mais. Essa verificação não tem de ser feita pelo professor, mas pode ser feita directamente online, a partir de recursos existentes. 1.5.

A colocação dos folhetos criados no Moodle faz com que os alunos se habituem

partilhar os seus trabalhos, podendo mostrar em casa o que eles e os colegas fizeram. O Moodle passa a ter um valor educativo maior para eles. 1.6.

Também é bom que aprendam a fazer comentários online, mas que o façam

com correcção, aprendendo primeiro a fazer elogios. É bom que não achem que o espaço de comentários

é para criticar severamente os outros, como vemos

frequentemente nos comentários na Internet. 1.7.

A página Moodle teria aproximadamente esta organização:


ESTUDO DO MEIO

3º ANO

BLOCO 1 – À DESCOBERTA DE SI MESMO

DURAÇÃO DA ACTIVIDADE: 17 DE MAIO A 19 DE MAIO Nesta Unidade de Aprendizagem, O CORPO HUMANO, pretende-se que os alunos estruturem o conhecimento de si próprios, que aprendam a seleccionar diferentes fontes de informação e que lhes seja permitido utilizar diferentes modalidades para comunicar a informação recolhida.


O que vais aprender Olá, no final desta Unidade de trabalho, sobre O APARELHO RESPIRATÓRIO, deverás conseguir: - Identificar fenómenos relacionados com algumas das funções vitais da respiração como os movimentos respiratórios e a importância do ar; - Conhecer as funções vitais do aparelho respiratório; - Conhecer alguns órgãos do aparelho respiratório; - Observar em representações os órgãos do aparelho respiratório.


Consulta e explora Consulta a seguinte página da Internet: http://www.sitiodosmiudos.pt/saude/default.asp?fich=c6 . (1)

Lê a informação e coloca o rato sobre as palavras azuis para compreenderes

melhor o significado delas. De seguida, coloca o rato sobre o desenho clicando apenas uma vez e escuta a explicação que te é dada.

(2)

Pede aos teus pais, avós, tios, colegas... que te ajudem a procurar mais

informação sobre o aparelho respiratório. Podes encontrar mais ais informação, por exemplo, no mesmo site que consultaste atrás, na página http://www.sitiodosmiudos.pt/pesquisa .


Realiza as seguintes actividades Agora, sozinho, tenta ver se sabes responder e aplicar o que aprendeste. Arrasta as palavras para o rectângulo correcto para legendares a imagem que te aparece na página http://www.junior.te.pt/servlets/Bairro?P=Jogos&ID=125 .

Se tiveres dificuldade, volta a estudar a matéria antes de voltares a repetir o exercício.


Partilha com os teus colegas Meus parabéns por teres chegado a esta fase. Com a ajuda da tua professora, constrói, com os teus colegas, um folheto A4 sobre O SISTEMA RESPIRATÓRIO, adicionando as tuas pesquisas e descobertas. No final, coloca o teu trabalho no fórum DIVULGAÇÃO DE TRABALHOS DOS ALUNOS, para poderes partilhá-lo com os teus colegas de turma e para poderes também consultar o trabalho dos outros.


Faz um elogio aos teus colegas Clica na palavra lista e descobre qual é o folheto que vais observar com mais atenção. Faz um breve comentário sobre o que consideraste mais interessante nesse folheto.


Planificação de uma actividade  

Materiais e recursos para Elearning

Advertisement