Page 1

O PERCURSO E SEUS MEIOS (AGORA) EM CORES E MOVIMENTO SUTÍS

M.B.


O PERCURSO E SEUS MEIOS (AGORA) EM CORES E MOVIMENTO SUTÍS


DIA / NOITE 2

A praia era clara./ Pensava eu, não haveria coisa qualquer de perturbar/ (naquele dia)/ Apareceu-me então, no caminho, aquele ser todo errado que me perguntava sobre essas coisas de estar no mundo - o por que d´ali./ Não pude responder com a boca cheia; as palavras sabidas já não preenchiam minha vontade de falar./ Percebi enfim, / (no fim do dia)/ que meu estar parecia, em verdade, mover/ Movimentar o ar azul ao meu redor em cada expiração calma ou afoita,/ mexer com os olhares de quem observa,/ alterar lugares - depois de já os ter encontrado./ E, naquele dia (como na noite anterior)/ o homem deitou-se,/ falou de amores, enfim.


colaboraçþes de Luise Malmaceda Lomography Oktomat Fevereiro/Abril 2011 Porto, Portugal.

o percurso e seus meios (agora) em cores e movimentos sutis  

livro de fotos