Page 104

PARTE 3

A trajetória vitoriosa da Credicitrus

O parque industrial apresentava-se 30% ocioso e ameaçado de sucateamento, o que fez aumentar o desemprego no país. A especulação desenfreada nos setores ligados à indústria e ao comércio contribuía para acelerar o processo inflacionário.

1993 : estagnação e indefinição O ano transcorreu em clima de estagnação, ocasionada por constantes mudanças de ministros, indefinições na política econômica, denúncias de corrupção envolvendo parlamentares, desencadeando a CPI do Orçamento no Congresso Nacional, que paralisou quase completamente as atividades do Legislativo. Apesar da crise política, da inflação ascendente, com taxas mensais elevadíssimas (variando de 25% em janeiro a 39% em dezembro), o ano foi marcado por razoável crescimento da economia, graças à capacidade de adaptação do empresariado nacional, cujos reflexos se fizeram sentir com a redução do número de falências e concordatas e do índice de desemprego.

Credicitrus completa uma década Em setembro de 1993, Leopoldo Pinto Uchôa publicou um editorial a propósito dos dez anos de fundação da Credicitrus. Nesse texto, insistiu na idéia da necessidade de constituição de um banco cooperativo, bem como nos planos de construção da nova sede da Credicitrus, na área central de Bebedouro:

Credicitrus: 10 anos participando do cooperativismo (...) A violenta extinção do BNCC deixou seqüelas profundas no sistema de cooperativismo de crédito – de um lado, perdeu o apoio estatal; de outro, não obteve na prática a autonomia que no papel a Constituição de 1988 lhe assegurava. Por isso, o que o setor busca hoje é que o Banco Central lhe outorgue o direito de constituir um banco cooperativo nacional, cujos cotistas seriam todas as cooperativas de crédito do país. Nossas mais altas autoridades estão sensibilizadas para a importância desse banco, e confiamos que será viabilizado a curto prazo. Tanto que temos planos de erguer, até o final de 1995, nossa sede própria em um terreno já adquirido no centro de Bebedouro, local mais adequado ao atendimento de nossos 460 cooperados. Nessa época, se tudo continuar correndo conforme as perspectivas atuais e continuarmos tendo o apoio dos associados, vamos reafirmar nossa presente condição de maior cooperativa de crédito rural do País, com um patrimônio líquido não inferior a US$ 10 milhões e aplicações operacionais superiores a US$ 20 milhões. Mas com uma diferença importante: tendo a força da independência a serviço do crescimento de nossos cooperados. Dessa forma, a base do sistema será forte e, naturalmente, a agricultura virá a ter melhor e mais eficiente apoio financeiro.

Livro "Credicitrus - Um exemplo da força do cooperativismo de crédito  

Livro de comemoração dos 25 anos da Credicitrus.

Advertisement