Page 1

BIT INFORMA

O comeรงo da Internet


E d it o r ia l

Cri a ti vi d a d e e te cn ol og i a fora m d e ta l h e s q u e e sti ve ra m e xtre m am e n te e n vol vi d os e m tod a comp osi çã o d e ste m a te ri a l , cu j o o i ntu i to é i n sp i ra r ca d a u m a d e se nvol ve r n ovos i m p re ssos. Ca d a té c n i c a u ti l i z a d a n o s m o m e n to s d e a p re n d i za d o sã o fu n d a m e nta d a s e m n e ce ssi d a d e s re a i s d o m e rca d o d e tra b a l h o.

Índice

Educação profissional história da internet 5

4

Educação Profissional World wide web 5 teclado 5 I a venda 6 Browsers 7

4

Com a e sp e ra n ça d e con tri b u i r n a con stru çã o p rofi ssi on a l d e tod os q u e ti ve re m con ta to com o i n form a ti vo, fi n a l i zo a q u i com m u i to ca ri n h o a d e scri çã o d e sta e d i çã o . JP

Creativedad Emotions ® Ano XX 1 ª Edição 2.000 impressões Distribuído apenas nas unidades do Estado de São Paulo Gráfica Imprimai Ltda. Av. Itinorio Genoveva Nº 1 71 Jardim Novo Horizonte São Paulo / SP


Como tem se desenvolvido a estrutura de educação para os novos profissionais do Brasil?

A educação profissional no Brasil já assumiu diferentes funções no decorrer de toda a história educacional brasileira. Até a promulgação da atual LDBEN, a educação profissional esteve agregada ao ensino de 2º grau (atual ensino médio), quando então passou a ter identidade própria, cuja característica marcante é a sua capacidade de integrar-se «às diferentes formas de educação, ao trabalho, à ciência e à tecnologia», com vistas a conduzir o educando «ao permanente desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva» (LDBEN, art. 39). Num país como o Brasil, que apresenta diversidades físicas, socioculturais e econômicas marcantes, o modelo educacional adotado para a profissionalização tinha de ser flexível. Os novos currículos voltaram-se para atender tanto ao mercado nacional como às características das diferentes regiões brasileiras, além de se adaptarem às exigências dos setores produtivos. O objetivo é criar cursos que garantam perspectivas de trabalho para os jovens e facilitem seu acesso ao mercado; que 4

atendam, também, os profissionais que já estão no mercado, mas sentem falta de uma melhor qualificação para exercerem suas atividades, e, ainda, sejam um instrumento eficaz na reinserção do trabalhador no mercado de trabalho. A formação profissional não se esgota na conquista de um certificado ou diploma. A nova política estabelece a educação continuada, permanente, como forma de atualizar, especializar e aperfeiçoar jovens e adultos em seus conhecimentos tecnológicos.

Em outras duas áreas oferecidas apenas nos níveis básico e técnico, as mulheres também somam mais da metade da matrícula. Em Imagem Pessoal, elas representam 80,4% dos alunos e em Artes, 63,7%. Dos três níveis da educação profissional em 1999, o básico concentrava um maior número de matrículas, representando 71,5% do total.Os níveis técnico e tecnológico tinham 717 mil e 97 mil alunos. Fonte:


Uma breve viagem pelo caminho da rede mundial

A rede mundial de computadores, ou Internet, surgiu em plena Guerra Fria. Criada com objetivos militares, seria uma das formas das forças armadas norte-americanas de manter as comunicações em caso de ataques inimigos que destruíssem os meios convencionais de telecomunicações. Nas décadas de 1970 e 1980, além de ser utilizada para fins militares, a Internet também foi um importante meio de comunicação acadêmico. Estudantes e professores universitários, principalmente dos EUA, trocavam idéias, mensagens e descobertas pelas linhas da rede mundial. Desenvolvimento da Internet

Foi somente no ano de 1990 que a Internet começou a alcançar a população em geral. Neste ano, o engenheiro inglês Tim Bernes-Lee desenvolveu a World Wide Web, possibilitando a utilização de uma interface gráfica e a criação de sites mais dinâmicos e visualmente interessantes. A partir deste momento, a Internet cresceu em ritmo acelerado. Muitos dizem, que foi a maior criação tecnológica, depois da televisão na década de 1950.

A década de 1990 tornou-se a era de expansão da Internet. Para facilitar a navegação pela Internet, surgiram vários navegadores (browsers) como, por exemplo, o Internet Explorer da Microsoft e o Netscape Navigator.O surgimento acelerado de provedores de acesso e portais de serviços on line contribuíram para este crescimento. A Internet passou a ser utilizada por vários segmentos sociais. Os estudantes passaram a buscas informações para pesquisas escolares, enquanto jovens utilizavam para a pura diversão em

sites de games. As salas de chat tornaram-se pontos de encontro para um bate-papo virtual a qualquer momento. Desempregados iniciaram a busca de empregos através de sites de agências de empregos ou enviando currículos por e-mail. As empresas descobriram na Internet um excelente caminho para melhorar seus lucros e as vendas on line dispararam, transformando a Internet em verdadeiros shopping centers virtuais. Nos dias atuais, é impossível pensar no mundo sem a Internet. Ela tomou parte dos lares de pessoas do mundo todo. Estar conectado a rede mundial passou a ser uma necessidade de extrema importância. A Internet também está presente nas escolas, faculdades, empresas e diversos locais, possibilitando acesso as informações e notícias do mundo em apenas um click. A febre das redes so­ ciais

A partir de 2006, começou uma nova era na Internet com o avanço das redes sociais. Pioneiro, o Orkut ganhou a preferência dos brasileiros. Nos anos seguintes surgiram outras redes sociais como, 5


por exemplo, o Facebook e o Twitter. Os sites de compras coletivas

A partir de 2010, um novo serviço virou febre no mundo da Internet. Conhecidos como sites de compras coletivas, eles fazem a intermediação entre consumidores e empresas. Estes sites conseguem negociar descontos para a venda de grande quantidade de produtos e serviços. Os consumidores compram cupons com 50% de desconto ou até mais. Os sites que mais se destacam neste segmento são: Peixe Urbano e Groupon. Você sabia?

Os browsers (navegadores de Internet) mais usados na atualidade são: Internet Explorer Firefox Ópera Google Chrome

6


Bit informa  

Revista de informações gerais

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you