Page 1

Capa Vegetarianos 2b.qxd

6/9/2006

17:46

Page 1

ANO 1 • NÚMERO 2 R$ 9,90 • 3,50 Revista dos Vegetarianos

www.revistavegetarianos.com.br

O que a

O QUE A SOJA PODE FAZER POR VOCÊ

SOJA pode fazer por você

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A SOJA E AS DICAS PARA PREPARAR PRATOS DELICIOSOS

Atividade Física OS CUIDADOS NA ALIMENTAÇÃO PARA QUEM PRATICA EXERCÍCIOS

Orgânicos OS BENEFÍCIOS PARA A SUA SAÚDE E PARA O PLANETA

EDITORA EUROPA

Beleza O VERSO BRINDEEN XCLUSIVO

ADESIVO E MAIS 106 RESTAURANTES SUCOTERAPIA TIRA-DÚVIDAS

8 OPÇÕES DE SHAMPOOS ECOLOGICAMENTE CORRETOS

Receitas saborosas DOCES, SALGADAS E CRUDÍVORAS


Anuncio_Dupla.qxp

20/7/2006

14:11

Page 58


Anuncio_Dupla.qxp

20/7/2006

14:11

Page 59


Sumario.qxp

6/9/2006

17:38

Page 4

EDITORIAL

Ao leitor

Revista dos

Vegetarianos Diretores: Aydano Roriz e Abílio Cunha

Edição Nº 2 Editor e Diretor Responsável: Aydano Roriz Diretor Operacional: Abílio Cunha Diretor Executivo: Luiz Siqueira Diretor Editorial e jornalista responsável: Roberto Araújo – MTb.10.766: e-mail: araujo@europanet.com.br Diretor Adjunto: Mário Fittipaldi

Redação Editor: Marco Clivati Chefe de Arte: Welby Dantas Editora de Arte: Izabel Donaire Revisão de Texto: Evelise Paulis Colaboraram nesta Edição: Aida Lima, Caroline Bergerot, Eric Slywitch, Erick Melo, Flávio Passos, George Guimarães, Gerson Tung, José Júnior, Lelington Lobo Franco, Marly Winckler, Nelson Alves Jr., Priscila Di Ciero, Sílvia Lakatos, Valerio Rohman e Viviane Pereira Internet: Cássio Narciso (Webmaster) e Rodrigo Mourão (Webdevelopment) Propaganda: Letícia Nunes Publicidade São Paulo E-mail: publicidade@europanet.com.br Gerentes Comerciais Rodrigo Cunha (0xx11) 3038-5097 Mauricio Dias (0xx11) 3038-5093 Executivos de Negócios: Ana Carolina Corrêa, Angela Taddeo, Alessandro Donadio, Claudia Alves, Elisangela Xavier, Flavia Pinheiro, Gianpaolo Iarussi, Raphael Gherardi, Rodrigo Sacomani e Carla Ianez. Criação Publicitária: Rodrigo Barros (0xx11) 3038-5097 Tráfego: Marcos Roberto (0xx1) 3038-5211 Publicidade - Outros Estados Rio de Janeiro: (0xx21) 2221-0088 - Triunvirato Comunicação Brasília: (0xx61) 3326-0205 - New Business Paraná: (0xx41) 3023-8238 - GRP Mídia Rio Grande do Sul: (0xx51) 3232-3176 - Semente Associados Santa Catarina: (0xx48) 3223-3968 - MC Representações Publicidade – EUA e Canadá: 00xx 1 (650) 306-0880, Fax: 00xx 1 (650) 306-0890 - Global Media Circulação e Promoção Gerente de produto: João Alexandre Ézio S. Vicente, Marcelo Diniz, João Zanata, Natália Azeredo Desenvolvimento de Pessoal: Tânia Marilia Ribeiro Roriz Atendimento ao Assinante e venda de edições anteriores: Coordenadora: Fabiana Lopes Atendentes: Carla Dantas, Elisangela Tokashiki, Juliana Ribeiro, Paula Hanne, Tamar Biffi e Fernanda Fernandes Rua M.M.D.C. nº 121 - São Paulo, SP - CEP 05510-900 Telefone São Paulo: (0xx11) 3038-5050 Telefone outros estados: 0800-557667 Pela Internet: www.europanet.com.br E-mail: atendimento@europanet.com.br

N

ão se trata apenas em parar de comer carne. Ser vegetariano vai além do prato de comida posto à mesa. É muito mais um estilo de vida guiado pela ética do que uma simples opção alimentar. Por esse motivo, quem se convida a entrar nessa jornada busca não somente o bem para si próprio, como para o nosso encantado Planeta Terra. A pessoa que escolhe trilhar por esse caminho tem consciência de que transformar animais em meros produtos de consumo, além de um ato de violência, é algo que está diretamente ligado à destruição dos recursos naturais. Neste Planeta cheio de vida, uma coisa é certa e não tem discussão: os recursos providos são finitos. E por mais incrível que pareça, o ser humano, que deveria zelar pelo Planeta, acabou se transformando no seu principal agente destruidor. A reação da natureza a toda a destruição e exploração dos animais e dos recursos naturais é evidente. Não é necessário ter nenhum poder paranormal para perceber que o Planeta está gritando por socorro. A convivência do ser humano e sua relação com a natureza devem ser urgentemente revistas e não tenho dúvida de que a dieta vegetariana, juntamente com um consumo consciente, são as grandes ferramentas para quem está empenhado em agir a favor dessa transformação que o Planeta tanto clama. Além de uma alimentação natural, orgânica e desprovida de violência, atentar a tudo aquilo que consumimos e exigir que as empresas também tenham uma conduta ética é essencial para tornar nosso Planeta um lugar melhor para se viver. Ter uma fonte de informação séria e que tenha um compromisso com você e com o Planeta é de extrema importância. Somente juntos e caminhando com um mesmo propósito poderemos ser os agentes dessa grande e necessária mudança que tanto almejamos.

Marco Clivati

marco.clivati@europanet.com.br

Administração Gerente: Cecília Tomazelli Renata Kurosaki, Luiz Eduardo Soares, Ronaldo Mendes, Gustavo Barbosa, Daniel Ribeiro, Carlos Eli, Ismael Neto, Denis Pinheiro A Revista dos Vegetarianos é uma publicação da Editora Europa Ltda. (ISSN). A Editora Europa não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios de terceiros. Distribuidor Exclusivo para o Brasil Fernando Chignalia Distribuidora S. A. - Rua Teodoro da Silva, 907 CEP 20563-900 - Grajaú - RJ Impressão: Prol Editora Gráfica

ANER Somos Filiados à ANER Associação Nacional dos Editores de Revistas

Se For o Caso, Reclame. Nosso Objetivo é a Excelência!

4

CORRESPONDÊNCIA – Rua M.M.D.C., 121 CEP 05510-900 – São Paulo – SP Fax: (0xx11) 3819-0538

Atendimento (0xx11) 3038-5050 (São Paulo), 0800-557667 (Outras localidades) – Fax (0xx11) 3097-8583 Das 8h às 20h; sábados das 9h às 15h e-mail: atendimento@europanet.com.br

Redação Fone (0xx11) 3038-5069 Fax (0xx11) 3819-0538 e-mail: vegetarianos@europanet.com.br

Publicidade Fone (0xx11) 3038-5098 Fax (0xx11) 3819-0538 e-mail: publicidade@europanet.com.br

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br

Para entrar em contato com a Editora Europa Fones: (11 ) 3038-5050 ou 0800 557667 Ligação gratuita – Outras localidades

Visite nosso site:

www.europanet.com.br


an.gaia.qxp

19/7/2006

11:12

Page 74

Fotos: Natalie Jorge

Se você acha que já conhece todos os sabores da culinária vegetariana é porque ainda não foi ao Gaia

Venha nos visitar Rua Cônego Eugenio Leite, 1152 Pinheiros – São Paulo – SP 11 3031.0680 Aberto diariamente para almoço. Inclusive feriados Mais informações, acesse: www.gaiavegetariano.com.br


Sumario:Sumario.qxd 6/10/2011 11:27 Página 6

SUMÁRIO

ÍNDICE

22

CAPA Tudo o que a soja pode fazer por você. Veja as propriedades nutricionais e aprenda a preparar quatro receitas à base de soja

38

08 16 18 20 22 30 38 42 48 50 52 56 58 60 64 66

Mundo Verde Sucos Artigo: Questão de Coerência Alimento do Mês Capa: Segredos da Soja Vegetarianismo e Atividade Física Receitas: Culinária Viva Alimentos Orgânicos Vitrine: Shampoo Artigo: Farinhas Enriquecidas Receitas: Sobremesas Vitrine: Acessórios de Cozinha Perguntas e Respostas Guia de Restaurantes Onde Encontrar Frase do Mês

CULINÁRIA VIVA Aprenda a preparar três deliciosas receitas que seguem os princípios da culinária crudívora e são fontes naturais de energia para o seu corpo

ATIVIDADE FÍSICA Todas as dicas e cuidados para ter uma dieta equilibrada e balanceada para quem pratica esportes e atividades físicas regularmente

Selos de Identificação Vegana: Receitas elaboradas sem a utilização de ovos e leites

6

Setembro 2006

Todas as receitas apresentadas nesta edição contam com selos para facilitar a identificação dos componentes utilizados no seu preparo. Ovo-lacto: Receitas que contêm ovo e leite

Lacto: Receitas que incluem leite no preparo

RevistaVegetarianos.com.br

30


Sumario:Sumario.qxd 6/10/2011 11:27 Página 7

52

Nossos Colaboradores

16

Dr. George Guimarães É nutricionista e consultor em nutrição vegetariana. Dedica-se à pesquisa, conduzindo investigações científicas. George é o consultor de Nutrição desta edição e responsável pela seção de Perguntas e Respostas da página 56.

SUCOS Confira a receita e as propriedades terapêuticas de três sucos naturais para combater gripe, pressão alta e celulite

SOBREMESA Receitas deliciosas e fáceis de preparar, todas feitas com ingredientes tipicamente brasileiros

20

Lelington Lobo Franco Pesquisador, químico, fitologista e escritor, Lelington é referência nacional e internacional sobre plantas medicinais e terapias naturais. É considerado um dos maiores experts em frutologia e fitologia do Brasil. Leligton assina nossa seção de sucos da página 30.

CASTANHA Na seção Alimento do Mês, você vai conferir tudo sobre tudo sobre a poderosa castanha-do-Pará

Sílvia Lakatos É historiadora, jornalista e vegetariana desde os 13 anos. Há aproximadamente 6 anos tornou-se vegana. Nesta edição, Sílvia colaborou com um magnífico artigo que você pode conferir na página 18.

Flávio Passos Especialista na culinária viva, Flávio Passos assina a seção de receitas crudívoras desta edição (página 38). Nela, ele ensina como preparar três magníficos pratos compostos de beleza e muita saúde.

Agosto 2006

7


MundoVerde.qxp

5/9/2006

16:14

Page 8

MUNDO VERDE

EVENTO

Congresso

Confira aqui os principais destaques do Primeiro Congresso Vegetariano Brasileiro e Latino-americano

Vegetariano

E

um público de 75 cidades de 16 diferentes estados brasileiros. "O vegetarianismo está recém iniciando sua trajetória organizada numa sociedade amplamente calcada na exploração animal e é animador constatar que cada vez mais se percebe a importância dessa opção alimentar, que é, acima de tudo, uma postura ética e filosófica diante da vida, fundamental na construção do mundo melhor que todos almejamos", comentou Marly Winckler, presidente da SVB, sobre o evento. Para saber mais: www.svb.org.br

Palestra: O Congresso contou com a participação de mais de 60 palestrantes

8

Setembro 2006

Nutrição: Eric Slywitch durante curso de capacitação técnica para profissionais da área de saúde

Fotos: Tomaz G. Vello – www.tomazgvello.com.br

ntre os dias 4 e 8 de agosto, aconteceu no Memorial da América Latina, na cidade de São Paulo, o 1º Congresso Vegetariano Brasileiro e Latino-americano. Organizado pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), o evento contou com dezenas de palestras; uma área de exposição; workshops de culinária; exibição de vídeos; prática de yoga; apresentações musicais e um desfile de moda ecológica. O Congresso contou com a participação de mais de 60 palestrantes, com algumas presenças internacionais, e

RevistaVegetarianos.com.br


MundoVerde.qxp

5/9/2006

16:14

Page 9

Palestras e Workshops ais de 60 palestras dos mais variados assuntos ligados ao vegetarianismo, como nutrição, saúde, filosofia, meio ambiente, religião, ética e direito animal aconteceram durante os cinco dias de Congresso. Além das palestras, o evento também contou com uma série de plenárias e cursos de capacitação em dieta vegetariana para profissionais de saúde. Na área de culinária, diversos

M

workshops ministrados pelos principais chefs vegetarianos fizeram grande sucesso com o público presente. Receitas variadas da linha crudívora, vegana e indiana mostraram que a alimentação vegetariana, Culinária Viva: além de prática, Alexandre Pimentel foi nutritiva e saudável, um dos chefs é extremamente que mostraram saborosa e de uma os segredos da cozinha crudívora beleza ímpar.

Arte utro evento de destaque foi o desfile modaCOMpaixão. Com diversas roupas, criadas com tecidos reciclados, provou-se que é possível se vestir de forma elegante e sofisticada sem utilizar matérias-primas obtidas de animais. Os visitantes também puderam conferir e participar da "Feira do Desenho Vivo". Utilizando frutas, verduras e os mais variados legumes, os participantes aprenderam como criar pratos com maravilhosas mandalas coloridas para, em seguida, degustá-las. E para celebrar, no final de cada dia do evento, uma apresentação musical alegrava os visitantes.

O

Moda Vegana: Evento contou com um desfile de roupas feitas com tecidos reciclados e sem matéria-prima de origem animal

Novidades urante o Congresso foi criado o Instituto Abolicionista, um grupo que vem somar forças com a Sociedade Vegetariana Brasileira na luta pela libertação dos animais. O Instituto, pioneiro no Brasil, tem como objetivo fornecer suporte jurídico e fundamentação filosófica, assim como apoio técnico na formulação e ajuizamento de ações em defesa dos interesses dos animais. O grupo lançou na ocasião a Revista Brasileira de Direito Animal, que terá periodicidade anual. Na área de exposição, mais de 31 empresas, ONGs e grupos ligados ao vegetarianismo puderam mostrar seus produtos sem ingredientes de origem animal e suas atividades ligadas ao vegetarianismo.

D

Exposição: Além da Revista dos Vegetarianos, dezenas de outras empresas e ONGs mostraram suas novidades

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

9


MundoVerde.qxp

5/9/2006

16:14

Page 10

MUNDO VERDE

Fotos: Divulgação

ALIMENTAÇÃO

Pães Saudáveis Pullman lança nova linha de pães sem colesterol certificada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia atizada de Plus Vita, a nova linha de pães da Pullman é mais uma opção para os consumidores que buscam produtos mais saudáveis e nutritivos. Além de serem ricos em fibras, os pães contam com o selo "Sem Colesterol", da Sociedade Brasileira de Cardiologia, e são elaborados com óleo de girassol e açúcar mascavo. Entre as opções da linha especial estão as versões: Integral, Preto, Fruti Cereais, Mix Fibras, Max Integral e Nutri Grano Trigo&Linhaça, que oferece o conceito de Whole Grain, utilizando o grão in natura. Já as opções da linha Plus Vita Light, com calorias reduzidas, 0% de gordura e 0% de adição de açúcares, são oferecidas em oito versões:

B

Cenoura com betacaroteno, 7 Grãos, Soja, Integral, Iogurte, Forma, Centeio e Aveia. Também fazem parte da linha light as torradas Tradicional e Integral, e as bisnaguinhas Soja e 7 Grãos. Por enquanto, a nova linha de pães Plus Vita da Pullman só está disponível nas redes de supermercados da cidade de São Paulo. Todos os ingredientes e a ficha nutricional de cada uma das novas opções podem ser consultados através do site da empresa.

Mais informações: 0800-7024626 / www.pullman.com.br

Olvebra lança primeiro leite condensado feito à base de soja do mercado brasileiro om uma textura e um sabor muito próximos do leite condensado convencional, a nova opção da Olvebra, feita à base de soja, batizado de Soymilke, é ideal para quem retirou o leite do cardápio ou é alérgico ao leite animal e seus derivados. A opção de soja da Olvebra pode ser facilmente substituída no preparo de receitas que levam leite condensado tradicional. O produto é 100% vegetal, sem

C

10

Setembro 2006

lactose, sem colesterol e livre de gordura trans. Apesar de ser mais saudável, ele apresenta a mesma quantidade calórica do leite condensado . Cada colher de sopa (20 gramas) tem 67 kcal. O Soymilke da Olvebra já está disponível nas lojas de produtos naturais, mercearias, atacadistas e nas principais redes de supermercados do País. Ele também pode ser comprado na Loja Virtual no site da empresa. O preço sugerido de cada lata de 350 gramas é de R$ 3.

Mais informações: 0800-514155 / www.olvebra.com.br

RevistaVegetarianos.com.br

Foto: Nelson Alves Jr.

Leite condensado de Soja


MundoVerde.qxp

5/9/2006

16:15

Page 11

Foto: Nelson Alves Jr.

Macarrão de Banana Macarrão Cecília é feito com polpa de banana e isento de corantes e conservantes acanana é o nome desse inusitado macarrão feito com polpa de banana verde. Além de ser extremamente saboroso e exótico, o Macanana é mais saudável. Ele é isento de corantes e conservantes e, comparado aos macarrões convencionais, tem um teor de fibra maior e engorda menos, já que apresenta menos caloria. Segundo Cecília Fraga, criadora do macarrão de banana, além das fibras, a massa é rica em sais minerais, vitaminas e é indicada para quem tem problemas

M

intestinais e de hipertensão. Apesar de ser feito com a polpa da banana, o macarrão não tem cheiro nem sabor da fruta. O Macanana é oferecido em quatro opções: parafuso, talharim, fetuccini e espaguete. Ele pode ser encontrado nas lojas de produtos

naturais e em alguns restaurantes. Cada pacote de 500 gramas custa em média R$ 8.

Você sabe se alimentar? Fruto da Fundação Soleil, com sede em Genebra, na Suíça, Você sabe se alimentar? mostra como é possível ter uma vida mais saudável através da alimentação viva. Além de apresentar uma linguagem bastante simples, o livro é recheado de ilustrações bem-humoradas. A obra reúne um trabalho de 10 anos, com elementos de todas as escolas de alimentação, aproveitando o que há de melhor em cada uma delas. Com 165 páginas, o livro foi traduzido pela TAPS (www.taps.org.br) e publicado pela Editora Paulus. Mais informações: (11) 3789-4000 ou www.paulus.com.br Preço: R$ 12,50

Vida e Saúde Editada mensalmente desde janeiro de 1939, a Vida e Saúde é a revista mais antiga da área de saúde do Brasil. Publicada pela Casa Publicadora Brasileira, a filosofia editorial da revista tem como foco a saúde mental, física, social e espiritual. A publicação dá ênfase em prevenção através de alimentação adequada, exercício físico, luz solar, ar puro, água pura, repouso e equilíbrio. Apesar de não ser vendida em bancas, é possível fazer a assinatura da revista diretamente com a editora. Mais informações: 0800-990606 ou www.cpb.com.br Preço: R$ 98,00 (assinatura anual)

Mais informações: Divina Produtos Alimentícios: (11) 3277-2657

Fotos: Nelson Alves Jr.

Livros e revistas Nova Era da Alimentação Vegetariana Com a proposta de apresentar pratos com equilíbrio de cor, cheiro apetitoso e sabor delicioso, o livro escrito pela mestra Yu Pi Yueh é uma excelente opção para enriquecer seu acervo de receitas vegetarianas. Ao todo, são 49 opções nutritivas e saudáveis de pratos quentes, lanches, saladas e doces, com opções para ovo-lacto vegetarianos e veganos. Todas as receitas são apresentadas com belas fotos dos pratos e trazem uma mensagem para refletir. Mais informações: (11) 6978-7177 Preço: R$ 45,00

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

11


MundoVerde.qxp

5/9/2006

16:15

Page 12

MUNDO VERDE

SAÚDE

Sucos contra

Alzheimer Consumir sucos de frutas e vegetais semanalmente pode reduzir o risco de desenvolver mal de Alzheimer

U

últimos anos. Segundo o cientista Qi Dai, responsável pela pesquisa, a chave pode estar em outro tipo de antioxidante: os polifenóis, encontrados na casca das verduras e frutas. O próximo passo da pesquisa é analisar o sangue das pessoas que participaram do estudo para levantar o nível de polifenóis. Com isso, seria possível provar a ação dessa substância e identificar quais os sucos mais eficientes. Apesar do estudo apresentar dados eficazes, é importante ressaltar que o suco de vegetais não é suficiente para evitar a doença.

Foto: sxc.hu

m estudo publicado na edição de setembro do American Journal of Medicine aponta que pessoas que tomam sucos de frutas ou vegetais três ou mais vezes por semana podem reduzir as chances de desenvolver o mal de Alzheimer em76%. A pesquisa foi feita monitorando, por uma década, cerca de 1.836 japoneses e descendentes que vivem nos Estados Unidos que tinham esse hábito. Acreditava-se que o consumo de antioxidantes (vitaminas C, E e betacaroteno) poderiam ter um efeito neutralizador do Alzheimer. Entretanto, essa teoria foi derrubada com algumas investigações clínicas realizadas nos

Cursos de Culinária

12

A Cozinha do Sol Restaurante Lila (11) 3739-4367

Instituto Luz (11) 3749-0034 ou www.institutoluz.com.br

Endonutri www.endonutri.med.br

Núcleo Cultural Samyama de Yoga (21) 2264-9037

Gaia Gourmet Vegetariano (11) 3031-0680 ou www.gaiavegetariano.com.br

Nutrinanda (11) 3885-1696 ou nutrinandacursos@hotmail.com

Instituto Naradeva Shala (11) 3862-7321 ou www.suddhadharma.com

Prema Yoga (11) 3283-0884 ou www.premayoga.com.br

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br

Templo Zu Lai (11) 4612-2895 ou www.budanet.org.br Terra Dourada terradourada@gmail.com (Flávio Passos) Vegethus (11) 5539-3635 ou www.nutriveg.com.br Vidya Yoga www.vidyayoga.org Yoga Nataraja www.yoganataraja.com.br


MundoVerde.qxp

5/9/2006

16:15

Page 13

Foto: Divulgação

ECOLOGIA

Eletrônicos Ecológicos Nokia e Dell são as empresas que mais praticam ações globais em favor do meio ambiente, segundo relatório do Greenpeace

Mais informações: www.greenpeace.org

Ambientalismo e Vegetarianismo o mês de agosto, um dos mais importantes portais da internet sobre ecologia do Brasil, o AmbienteBrasil, colocou no ar a seguinte enquete: "Ambientalismo e vegetarianismo: essa relação tem fundamento?". Mais de 71% dos leitores que votaram acreditam que o vegetarianismo está diretamente

N

Graduação Ecológica Empresas

Nota

Nokia Dell HP Sony Ericsson Samsung Sony LG Panasonic Toshiba Fujtusu-Siemens Apple Acer Motorola

7,0 7,0 5,7 5,3 5,0 4,7 4,3 3,3 3,0 3,0 2,7 2,3 1,7

Fonte: Green Electronics Guide - Greenpeace

O

os consumidores têm mais uma opção para adquirirem celulares e computadores de empresas que se preocupam com o bem-estar do planeta. Todos os dados analisados pelo Greenpeace foram obtidos de informações que estão publicamente disponíveis. O guia completo do Green Electronics pode ser baixado na internet, no endereço: www.greenpeace.org/raw/ content/international/press/reports/gree ner-electronics-guide.pdf

Para a maioria dos leitores de um dos principais portais de ecologia do Brasil, vegetarianismo e ambientalismo estão diretamente relacionados Foto: sxc.hu

Green Electronics Guide é um guia criado pela organização internacional Greenpeace que analisa os fabricantes de celulares e computadores, levando em consideração suas práticas globais de reciclagem de modelos obsoletos e a utilização de matérias-primas que não agridem o meio ambiente. Segundo o Green Electronics, Nokia e Dell foram as empresas que receberam a maior nota. Cada uma somou 7 pontos de um total de 10. A Motorola ocupa uma das últimas posições com 1,7 pontos (veja a nota de cada empresa analisada no quadro ao lado). Com essa nova fonte de informação,

ligado à consciência ambiental. Do total de 347 votos, 48,1% disseram que "Sim, vegetarianos têm mais respeito pelos animais e, por extensão, pela natureza", 23,3% que "Sim, porque a pecuária contribui para promover o desmatamento de forma célere", 21,3% que "Não tem nada a ver uma filosofia de vida com a outra", 4,6% que "Não, na própria natureza, os seres humanos estão no topo da cadeia alimentar e podem comer de tudo" e 2,6% que "Não, porque, se todos só comessem vegetais, seriam ocupadas ainda maiores extensões de terra". Mais informações: www.ambientebrasil.com.br

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

13


MundoVerde.qxp

5/9/2006

16:15

Page 14

MUNDO VERDE Manifestação: Ativistas protestam contra métodos cruéis de produção de lã durante evento australiano em São Paulo

PROTEÇÃO ANIMAL

Salve as Ovelhas Ativistas nus exibem bandeira da Austrália pintada nas nádegas durante protesto em São Paulo urante o maior evento promocional australiano da América Latina, o Australia Festival, que aconteceu no dia 2 de setembro na cidade de São Paulo, um grupo de ativistas, vestidos apenas com a bandeira da Austrália pintada nas nádegas, protestou contra os métodos cruéis empregados por criadores de ovelhas australianos. Organizado pelo PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) e o grupo brasileiro de ativismo animal VEDDAS (Vegetarianismo, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade), o protesto contou com a participação de mais de 40 manifestantes, que exibiam cartazes,

D

com fotos de ovelhas mutiladas. "Não permitiremos que a Austrália mantenha o tratamento bárbaro dispensado às gentis ovelhas como seu segredinho sujo. Estamos desnudando a crueldade infligida contra esses animais desnudando o nosso próprio corpo", declarou Camila Murano, uma das ativistas nuas do PETA. Apesar de muitos fazendeiros australianos aplicarem métodos humanitários de controle, muitos deles ainda mutilam as ovelhas removendo grandes pedaços de sua pele, sem anestésicos, como método de prevenção

Foto: Marco Clivati

de infestações por larvas de insetos. Além desse método cruel, as ovelhas, cuja produção de lã declinou, são embarcadas em navios para o Oriente Médio. Nessa viagem, milhares delas morrem e as que sobrevivem são levadas a matadouros clandestinos, onde suas gargantas são cortadas enquanto ainda conscientes, prática ilegal na Austrália. Mais informações: www.SaveTheSheep.com e www.nutriveg.com.br/petawtc.htm

Agenda Vegana Rango Vegano Data: Toda primeira e terceira quintafeira do mês (a partir das 19h) Local: R. Cardeal Arcoverde, 1.838 Pinheiros - São Paulo - SP Informações: veganas@gmail.com

Exibição do documentário "A carne é Fraca" Data: 23/09 às 18h Local: Restaurante Natural Trigais R. La Salle, 768 - Caxias do Sul - RS Informações: (54) 3028-0891

Pizza Vegana no Lar Vegetariano Data: Todos os sábados (a partir das 19h) Local: R. Domingos Rodrigues, 423 - Lapa Informações: (11) 3835-2490 ou www.larvegetariano.com.br

Jantar Vivo (crudívoro) Data: 23/09 às 19h30 Local: R. Padre Machado, 51 - São Paulo - SP Informações: (11) 5539-3635 ou www.nutriveg.com.br/2006.htm

Curso com apresentação da pesquisa Biochip com Ana Maria Branco Data: 16/09 e 17/09 Local: Rincão Gaia - Pântano Grande - RS Informações: (51) 3330-3567

Relatório do Animal Rights Conference 2006 Data: 28/09 às 19h Local: R. Padre Machado, 51 - São Paulo - SP Informações: (11) 5539-3635 ou www.nutriveg.com.br/2006.htm

Exibição do documentário "A carne é Fraca" Data: 13/10 às 18h30 Local: Faculdade de Educação Avenida Paulo Gama Campus Central da UFRGS Porto Alegre - RS Informações: (51) 3221-8097 ou www.defesabiogaucha.org

Balada Junk Food Saudável (vegana) Data: 30/09 às 19h30 Local: R. Padre Machado, 51 - São Paulo - SP Informações: (11) 5539-3635 ou www.nutriveg.com.br/2006.htm

1º Congresso Internacional de Conceitos em Bem-Estar Animal Data: de 16/10 a 18/10 Local: Hotel Glória - Rio de Janeiro - RJ Informações: www.wspabrasil.org

Demonstração da pesquisa "A Convivência com o Biochip" Data: 17/09 às 15h30 Local: R.Voluntários da Pátria, 595 - sala 1.408 - Centro - Porto Alegre - RS Informações: (51) 9979-9205

14

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br

Exibição do documentário "Não Matarás – Animais e Homens nos bastidores da Ciência" Data: 11/10 às 18h30 Local: Faculdade de Educação - Avenida Paulo Gama / Campus Central da UFRGS Porto Alegre - RS Informações: (51) 3221-8097 ou www.defesabiogaucha.org


terra_dourada.qxp

4/9/2006

14:58

Page 74


16

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br

Elementos terapêuticos: Limão: o limão, devido à sua quantidade de potássio, tem ação na hipertensão arterial. Alho: tem ação antitrombótica. Os cardíacos medicados com óleo de alho após o infarto tiveram 95,5% de ampliação na capacidade de registrar o trombo (coágulo sangüíneo) em 21 dias, segundo uma publicação na revista médica americana Atherosclerosis Journal.

Dose recomendada: 1 copo antes de dormir.*

Modo de preparo: Bater os ingredientes no liquidificador. Adoçar a gosto.

Ingredientes: 9suco de 3 limões 94 dentes de alho 91 copo de água de coco

pressão alta

Elementos terapêuticos: Os ingredientes citados têm a propriedade de proteger da gripe e de outras doenças causadas pela diminuição do sistema imunológico. São ricos em vitamina C e minerais importantes para aumentar as defesas do organismo às infecções.

Dose recomendada: 1 copo antes de dormir.*

Modo de preparo: Bater os ingredientes no liqüidificador.

Ingredientes: 910g de camu-camu (polpa ou pó) 9suco de 2 limões 950g de açaí (polpa ou pó) 9½ copo de água de coco 9Adoçar preferencialmente com mel

Elementos terapêuticos: Hera: tem propriedades adstringentes e diminui inflamações. Dente-de-leão: depurativo do sangue, tem efeito laxante e depurativo, fazendo dessa planta uma arma no combate à celulite. Cavalinha: contém esteróides, é diurética potente, fortalece os ossos e os tecidos, combate a celulite.

Dose recomendada: 1 copo antes de dormir.*

Modo de preparo: Fazer o chá da hera, cavalinha e do dente-de-leão, por infusão.

Ingredientes: 910g de cavalinha 910g de hera 910g de dente-de-leão 92 copos de água

Suco contra celulite

15:07

Suco para proteger da gripe no inverno

5/9/2006

Suco contra

Por: Lelington Lobo Franco

Sucoterapia Confira aqui as receitas e as propriedades terapêuticas de três poderosos sucos capazes de combater a gripe, a celulite e a pressão alta

Sucos.qxp Page 16

SUCOS


5/9/2006

15:07

Page 17

Copos: Pepper, tel.: (11) 3073-0333

* Os sucos não substituem medicamentos nem orientações médicas.

Sucos.qxp

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

17


artigo Silvia.qxp

5/9/2006

14:40

Page 18

ARTIGO

Vegetarianismo: q “ O que não concebo é degolar um cabrito, asfixiar uma pomba, cortar a nuca de uma galinha, ou dar punhaladas em um porco para que eu coma seus restos. Não é por uma questão de química biológica o motivo de eu ter me passado para as fileiras do vegetarianismo, mas pelo imperativo moral de que minha vida não seja mantida às custas da vida de outros seres

empre fiquei intrigada com o fato de alguns protetores de animais comerem carne. Não quero bancar a dona da verdade, mas não deveria existir um mínimo de coerência por parte daqueles que se arrogam o papel de vigilantes da vida animal? Qual seria a reação do

S

público se viesse à tona que o diretor de uma ONG de proteção às crianças emprega mão-de-obra infantil em suas empresas? Mesmo que esse indivíduo demonstrasse que as crianças que trabalham para ele gozam de excelentes condições de moradia, recebem alimentação adequada e cuidados pediátricos, ainda assim a situação resultaria num tremendo escândalo. Por que, então, protetores de animais, muitos deles em posição proeminente nos

(Eduardo Alfonso, médico espanhol)

quadros de militância, podem comer vacas, porcos e outros bichos sem que lhes seja cobrada a mínima coerência ética? Sei que corro o risco de parecer antipática e – pior ainda – de receber o rótulo de intolerante e patrulheira ideológica. Mas acho que existe realmente uma necessidade muito forte dos defensores de animais no Brasil reverem algumas posturas e, se for o caso, de modificá-las.

Direitos dos animais X Bem-estar Quando questiono o consumo de carne por parte dos protetores, muitos retrucam com o argumento de que eles preconizam o bem-estar dos animais, e não sua libertação. Explico: mundialmente, estabeleceu-se que os protetores estão divididos em dois grandes grupos. Um, formado pelos moderados, entende que os animais podem servir ao homem, inclusive para consumo e experimentação, desde que sejam observadas as condições ideais de vida e morte. Isso significa que não haveria mal algum em transformar bois em bifes, contanto que esses fossem tratados de forma humanitária e passassem por algum processo de sedação na hora do abate (faço aqui um lembrete: no Brasil, as normas de abate humanitário já

18

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


artigo Silvia.qxp

5/9/2006

14:40

Page 19

Por: Silvia Lakatos silvialakatos@gmail.com

o: questão de coerência

Telhado de vidro Um dos pontos mais preocupantes nesse cenário de protetores não-vegetarianos é o que eu chamo de "efeito telhado de vidro". Explico: como eu posso me indignar com a forma como os animais são tratados em circos e rodeios, se não vejo mal nenhum em comê-los? Por acaso, é muito pior usar um ser vivo

... os animais dependem dos humanos de boa vontade para terem seus direitos defendidos e preservados. E creio que, se fosse dada a eles a possibilidade de escolher, eles elegeriam como porta-vozes aqueles que não consideram razoável o "direito humano" de transformar porcos em bistecas

são estabelecidas por lei). Para os partidários do bem-estar animal, alimentos como o foie-gras e a vitela, cuja produção requer necessariamente os métodos mais torpes e cruéis, estariam abolidos do cardápio, enquanto a carne de animais adultos e seus derivados seriam alimentos eticamente permitidos. O outro grupo, minoritário no Brasil, é formado pelos "radicais", defensores do fim de toda e qualquer forma de exploração. Para estes, é inconcebível que animais sejam utilizados para satisfazer necessidades humanas. E não existe "boa morte": existe apenas e tão-somente a morte, que é inaceitável. Claro que eu me identifico com o segundo grupo. E, mais uma vez,, sem sequer cogitar que a minha verdade seja única, pergunto: você confiaria em alguém que se propusesse a defender os seus direitos e entendesse que esses direitos não pressupõem necessariamente a preservação da sua vida? Imagine uma situação extrema – você no corredor da morte, num país onde a pena capital fosse vigente. Agora pergunto: você assinaria uma procuração para um advogado que prometesse defender não a sua vida, mas o seu direito de receber um calmante antes da injeção letal? Acho que esse tipo de questionamento é necessário, pois os animais dependem dos humanos de boa vontade para terem seus direitos defendidos e preservados. E creio que, se fosse dada a eles a possibilidade de escolher, eles elegeriam como porta-vozes aqueles que não consideram razoável o "direito humano" de transformar porcos em bistecas.

num espetáculo do que colocá-lo na fila do abate? Será que o estresse a que um boi é submetido a caminho do matadouro é menor do que o do chimpanzé submetido a adestramentos, ou o do touro usado em rodeio? No ano passado, quando o Código de Proteção dos Animais, aprovado no Rio Grande do Sul, pretendeu erradicar o uso de animais em sacrifícios religiosos, os adeptos das religiões afro-brasileiras, que constituem imensa maioria no uso ritualístico de animais no Brasil, levantou a voz exigindo seu "direito à livre expressão religiosa". A justiça deu razão a eles, que agora gozam de total liberdade para cortarem jugulares de bodes, galinhas e o que mais quiserem, em nome de uma crença metafísica qualquer. Um dos

RevistaVegetarianos.com.br

argumentos usados pelos porta-vozes dessas religiões foi o de que o Brasil não é um país vegetariano. OK, eles têm razão! Se os defensores dos animais não vêem nenhum mal em transformar frangos em recheios de coxinha, que mal haveria em usá-los para agraciar os deuses? Quero registrar aqui que tenho a maior simpatia pelos cultos aos orixás. Apenas acho que as oferendas têm valor simbólico, e não existe nada que torne plausível ceifar vidas em nome da religião. E não se trata de extremismo... Antes que me rotulem de radical, ou que me acusem de não reconhecer a importância do trabalho desenvolvido pelos grupos de bem-estar animal, quero deixar claro que considero importantíssima a existência de um trabalho voltado a melhorar as condições de alojamento, manejo e abate dos animais hoje destinados à produção de alimentos. Sou realista, e sei que a sociedade não está preparada ainda para abrir mão do consumo da carne. A classe médica não sabe orientar seus pacientes para uma dieta vegetariana, as faculdades de nutrição não municiam seus alunos com conhecimentos suficientes para que eles concebam dietas equilibradas e, ao mesmo tempo, isentas de produtos de origem animal. Assim, é razoável que façamos um trabalho de conciliação, que assegure melhorias na situação dos animais que hoje estão "condenados". Porém, não podemos perder de vista aquele que seria o objetivo maior: a libertação animal plena! E pelo menos aqueles que levantam a bandeira da proteção deveriam estar comprometidos com essa meta maior. Animal não é só cão e gato: todos os bichos – sem exceção – merecem nosso respeito e têm direito à vida.

Setembro 2006

19


Castanha.qxp

5/9/2006

16:48

Page 20

ALIMENTO DO MÊS

Castanha-d N ativa da Floresta Amazônica, a castanha-do-Pará é um daqueles alimentos indispensáveis na dieta vegetariana. Confira aqui tudo sobre essa poderosa oleaginosa

Propriedades Nutricionais A castanha-do-Pará é uma fruta oleaginosa muito rica em gorduras e proteínas. Cada 100 gramas de castanha têm 640 Kcal, 13 g de carboidratos, 14 g de proteínas, 13 g de fibras e 64 g de gorduras totais (18 g de gorduras saturadas). Além disso, a castanha é rica em ácidos graxos essenciais ômega-6 e ômega-3 e contém selênio, sendo a principal fonte desse mineral, indispensável na dieta vegetariana.

Curiosidades Por ser extremamente dura, a fruta da castanheira só pode ser aberta pela Cotia (Dasyprocta agouti), um roedor que vive na Floresta Amazônica. Diz-se que a cotia consegue ouvir a fruta da castanheira cair das árvores

Origem Nativa da Floresta Amazônica, a árvore da castanha-do-Pará, chamada de castanheira, pertence à família botânica Lecythidaceae. A castanheira pode chegar a 50 metros de altura e sua copa apresentar circunferência de até 16,5 metros. É no fruto dessa gigantesca árvore que são encontradas as sementes, de casca bastante dura e rugosa, que protegem as castanhas. Esse fruto, que pesa cerca de 1,5 Kg e tem dimensões próximas de um coco seco, abriga entre 10 e 25 sementes.

Nomes Bertholletia excelsa H.B.K. (nome científico), castanha-do-Pará, castanha, castanha-da-Amazônia, castanha-do-Brasil, castanheira, castanha-verdadeira, amendoeira-da-América, castanha-mansa, castanha-do-Maranhão, castanha do Rio Negro, tocari, tururi, ouriço (português) e Brazil nut (inglês).

20

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br

mesmo a longas distâncias. A cotia é capaz de espalhar sementes da castanheira a quilômetros de distância da árvore original e enterrar algumas para consumir futuramente. Algumas sementes enterradas, e que são esquecidas pela cotia, muitas vezes germinam dando origem a uma nova árvore. A castanha-do-Pará pode ser


Castanha.qxp

5/9/2006

16:48

Page 21

a-do-Pará Ecologia

Saúde

Consumindo castanha-do-Pará, você diretamente ajuda a preservar a Floresta Amazônica e as famílias da região que trabalham na extração da castanha. Para se ter uma idéia, um castanheiro (pessoa que faz a extração da castanha) chega a controlar uma área com cerca de 1.000 hectares de floresta primária. Essas áreas permanecerão protegidas enquanto houver a atividade de extração da castanha-do-Pará. Entretanto, milhares de castanheiras vêm sendo derrubadas para a exploração da sua madeira, que é extremamente valiosa, e para a atividade da pecuária. Mais informações: www.bertholletia.org

Por ser rica em selênio, a castanha-do-Pará melhora o sistema imunológico, ajuda no equilíbrio do hormônio ativo da tireóide e age como antioxidante, protegendo o organismo contra os danos provocados pelos radicais livres. Uma única castanha contém a quantidade diária necessária de selênio para um adulto (55 mg). Alguns estudos ainda mostraram que essa oleaginosa ajuda a prevenir câncer, esclerose múltipla e mal de Alzheimer. Graças às gorduras monoinsaturadas presentes na castanha, ela também atua na prevenção de doenças cardiovasculares.

Receita Biscoito de castanha-do-Pará e cereja Ingredientes: ½ copo de castanhas-do-Pará descascadas 2 colheres de sopa de farinha de trigo 3 colheres de sopa de açúcar mascavo ½ copo de cerejas em calda picadas (escorra a calda) 1 pitada de sal 1 colher de sobremesa de fermento químico 1 colher de sopa de óleo de milho 2 colheres de sopa cheias de leite de coco gelado

Fotos: Nelson Alves Jr.

macerada obtendo-se um valioso óleo. Esse óleo, comestível e de altíssima qualidade, também pode ser utilizado na fabricação de produtos farmacêuticos e cosméticos. A fruta da castanheira permanece na árvore durante 15 meses. Ao amadurecer, ela despenca do alto da castanheira e, por pesar cerca de 1,5 Kg, muitas vezes chega a afundar no solo.

Modo de Preparo: Coloque as castanhas no liqüidificador, sem água, e bata. Cuide para que não se tornem um pó: elas devem ficar apenas trituradas. Coloque numa tigela a castanha triturada e os ingredientes, deixando para o fim o óleo e o leite de coco. Trabalhe a massa com as mãos numa superfície enfarinhada. Forme bolinhas e, em seguida, dê uma leve achatada com os dedos. Faça furos com um palito em cada uma e arrume-as numa assadeira untada. Asse em forno médio por 40 minutos. * Receita do livro Cozinha Vegetariana - Biscoitos de Caroline Bergerot (Editora Cultrix)

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

21


Soja.qxp

6/9/2006

17:26

Page 22

CAPA

O que a

Soja

Conheça os benefícios, as propriedades nutricionais e as dicas para preparar deliciosos pratos com essa poderosa leguminosa rica em proteínas

Pode fazer por você Fotos: Valerio Romahn Produção: Aida Lima

Grão Sagrado: Além de ser muito nutritiva, a soja é matéria-prima para produção de uma série de outros alimentos

22

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


5/9/2006

16:37

Page 23

soja é um dos alimentos mais freqüentes na cozinha vegetariana. E não é à toa. Além de ser altamente nutritiva – rica em proteína, fibra e carboidrato –, ela é extremamente versátil. A partir da soja, é possível fazer leite, óleo, farinha, tofu, maionese, proteína texturizada e muitos outros derivados. Não é por acaso que a PVT (Proteína Vegetal Texturizada) ou PST (Proteína de Soja Texturizada) é chamada popularmente de "carne de soja". Para conhecer todos os segredos dessa "sagrada" leguminosa originária da Ásia Oriental, nesta reportagem, você vai conhecer suas propriedades nutricionais, os benefícios que ela traz para a saúde, dicas de como prepará-la e ainda conferirá quatro receitas práticas e deliciosas à base de soja.

A

PROPRIEDADES NUTRITIVAS O grão de soja apresenta todos os aminoácidos essenciais para o corpo humano (veja quadro acima). Assim como todas as leguminosas, o grão de

Proteína A soja é um grão que apresenta todos os aminoácidos essenciais para o corpo humano. Na tabela abaixo, é possível conferir isso. Na coluna do meio, a

quantidade de cada aminoácido foi multiplicada pelo fator de digestibilidade (FI) da proteína da soja que é de 92%. Dependendo do tipo de alimento à base de

soja, o FI pode mudar. O fator de digestibilidade do grão de soja é de 65,3%, do tofu 92,7%, do leite de soja 92,6% e da proteína de soja isolada entre 93 e 97%.

mg/g de proteína Aminoácidos essenciais

Proteína da Soja

FI(x 92%)

Triptofano Histidina Metionina + Cisteína Isoleucina Treonina Valina Lisina

16 29 27 50 41 50 66

15 27 25 46 38 46 61

Ideal**

7 18 25 25 27 32 51

** Quantidade de mg de aminoácidos essenciais por grama de proteína de um alimento ideal para o corpo humano para uma pessoa com mais de 2 anos de idade.

Fonte: Food and Nutrition Board/Institute of Medicine (FNB/IOM)

soja é uma excelente fonte de fibras e carboidratos. Cada 100 gramas de grão de soja cru contêm em torno de 417 calorias, 38 gramas de proteínas, 23 gramas de carboidratos, 17 gramas de lipídios e 17 gramas de fibra. Apesar de, no processo de cozimento, muitos desses nutrientes serem diluídos, mesmo assim, 100 gramas de tofu, por exemplo,

ainda contêm cerca de 8 gramas de proteína. A soja também contém fito-hormônios (hormônio de origem vegetal) chamados de isoflavonas ou isoflavonóides. Esses fito-hormônios são objeto de diversos estudos. Muitas pesquisas os apontam como responsáveis pela prevenção de uma série de doenças.

Acessórios utilizados nesta página: Suxxar, tel.: (11) 3032-0188

Soja.qxp

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

23


5/9/2006

16:37

Page 24

CAPA

SAÚDE Segundo alguns estudos, são diversos os benefícios da soja para a saúde. Reduzir as taxas de colesterol ruim (LDL) no sangue, combater o risco de osteoporose e certos tipos de câncer e aliviar os sintomas da menopausa são alguns desses benefícios. A FDA (US Food and Drug Administration) recomenda a ingestão de 25 gramas diárias de proteína de soja, combinada a uma dieta com baixa taxa de gordura saturada e colesterol, para prevenção do desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Segundo a FDA, 25 gramas de proteína de soja, servidos diariamente em quatro etapas de 6,25 gramas, podem reduzir o colesterol ruim (LDL) em até 10%. Esses 25 gramas podem ser facilmente consumidos diariamente, já que um copo de leite de soja contém 10 gramas de proteína e 100 gramas de tofu cerca de 8 gramas. Outro benefício da soja para a saúde é em relação à osteoporose. Apesar de não ser um alimento rico em cálcio, vários estudos sugerem que a isoflavona, presente na soja, ajuda a prevenir a osteoporose. Em relação ao câncer e à menopausa, algumas pesquisas feitas PVT: A Proteína com a população Texturizada é oriental, onde o consumo vendida em dois de soja é elevado, tamanhos : graúda (foto abaixo) e mostraram que essas granulada pessoas têm menor risco de câncer colorretal, menor risco de câncer de próstata

Versatilidade Além de ser um alimento altamente nutritivo e apresentar um excelente rendimento na plantação, a soja é extremamente versátil. São dezenas

Fonte: Livro – Lar Vegetariano

e menor risco de câncer de mama. Além disso, a incidência de sintomas da menopausa nas mulheres orientais é menor do que nas mulheres ocidentais. A explicação para isso é que os fito-hormônios da soja, as isoflavonas, são capazes de equilibrar a quantidade do hormônio estrógeno no organismo feminino, amenizando os sintomas da menopausa. Apesar de todas as pesquisas e estudos já feitos, ainda há muita controvérsia sobre os reais benefícios da soja em relação à menopausa e seus efeitos preventivos contra o câncer.

24

Setembro 2006

os derivados produzidos a partir de seus grãos. No gráfico abaixo, você pode conferir todos os subprodutos que são originários da soja.

RevistaVegetarianos.com.br

Dicas 9 O leite de soja feito em casa deve ser armazenado em garrafas de vidro e consumido em até 5 dias;

9 Por ser muito delicado, é preciso tomar cuidado em dias muito quentes, para que os alimentos preparados com o leite de soja não estraguem;

9 A PVT pode ser utilizada pura, junto com saladas e frutas;

9 Sempre que você for comprar algum derivado ou o próprio grão de soja, dê preferência para os orgânicos (leia mais na página 42).

Foto: clipart.com

Soja.qxp


Soja.qxp

5/9/2006

16:37

Page 25

ALIMENTAÇÃO COM A SOJA Por ser extremamente versátil (veja mais no quadro ao lado), a soja pode ser consumida de diversas formas: leite e derivados, tofu, grãos torrados ou cozidos, farinha, óleo, PVT, entre outros. Mas para conseguir fazer receitas deliciosas e aproveitar ao máximo todo o potencial da soja é preciso recorrer a algumas dicas. Na preparação da PVT, por exemplo, o grande segredo está na hidratação (veja no quadro abaixo). Retirar toda a água da PVT, seja ela granulada ou graúda, é extremamente importante. Isso é necessário para que a PVT consiga absorver de forma eficaz todos os

Grãos: Podem ser consumidos cozidos ou torrados e utilizados na preparação do leite de soja caseiro, por exemplo

temperos, amenizando assim o sabor forte da proteína de soja. Após a hidratação, a PVT está pronta para ser utilizada. Se for usá-la refogada, caprichar no tempero é essencial para deixá-la saborosa. Usar um pouco de shoyu na hora de refogar, além de dar uma cor agradável, também ajuda a salgar a PVT. Agora que você já conhece todos os segredos dessa poderosa leguminosa, chegou a hora de aprender algumas receitas fáceis de preparar e extremamente úteis na dieta vegetariana. Nas páginas a seguir, você encontra quatro receitas totalmente vegetarianas preparadas com a soja. Todas as receitas foram cedidas pelo PVT Granulada: restaurante vegano A versão granulada Lar Vegetariano*, pode ser utilizada localizado na cidade em diversas receitas diferentes de São Paulo.

Curiosidades 9 A primeira evidência escrita da utilização do leite de soja é datada de 1.500 em um poema chinês chamado Ode ao Tofu, escrito por Su Ping

9 Na América, a soja só veio a ser utilizada como alimento em 1920

9 Henry Ford foi um grande consumidor e difusor da soja. Além de financiar diversas pesquisas sobre a soja, Ford chegou a utilizá-la na fabricação de algumas peças para seus carros

9 Uma determinada área de terra produzindo soja gera 30 vezes mais proteínas do que a mesma área produzindo carne

9 Para produzir um só quilo de proteína de carne é necessário que o gado seja alimentado com 10 kg de proteína da soja

*Lar Vegetariano: R. Domingos Rodrigues, 423 - Lapa, tel.: (11) 3835-2490

Como hidratar a Proteína de Soja Uma das principais e mais importante etapas na preparação de pratos feitos com a proteína texturizada de soja está na hidratação. É nessa etapa que está todo o segredo para que a PVT fique apta a absorver bem

Ferva em uma panela a quantidade de água necessária para cobrir toda a PVT. Com a água fervendo, jogue toda a PVT;

1

Tampe a panela e aguarde entre 1 e 3 minutos (isso pode variar de acordo com o tamanho e a marca da PVT);

2

o tempero e, assim, você consiga preparar um prato saboroso. Veja a seguir como hidratar a PVT corretamente. O procedimento a seguir serve tanto para a proteína de soja graúda como para a granulada.

Confira se a textura da PVT é de uma esponja. Se ela estiver macia, é sinal de que está pronta;

3

RevistaVegetarianos.com.br

Escorra a PVT com o auxílio de um escorredor, espere esfriar e retire o restante da água espremendo-a com a mão.

4

Setembro 2006

25


5/9/2006

16:37

Page 26

CAPA

Leite de Soja Ingredientes: 91 e ½ xícara de grãos de soja crus 92 e ½ xícaras de água fervente 91 litro de água filtrada Modo de preparo: Deixe a soja de molho de um dia para o outro e depois retire a película que envolve os grãos esfregando-os com

as mãos. No liqüidificador, coloque a soja sem a água do molho, adicione as 2 e ½ xícaras de água fervente, batendo por três minutos, e coe usando uma peneira fina. Adicione 1 litro de água filtrada e mexa bem. Guarde na geladeira num recipiente tampado. Use-o puro ou varie batendo-o no liqüidificador com a fruta de sua preferência.

Prato, copo e jogo americano: Pepper, tel.: (11) 3073-0333. Bandeja e bowl: Suxxar, tel.: (11) 3032-0188

Soja.qxp

26

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


5/9/2006

16:37

Page 27

Acessórios: Suxxar, tel.: (11) 3032-0188

Soja.qxp

Hambúrguer Ingredientes: 9250 g de PVT fina 92 cebolas pequenas raladas 93 dentes de alho ralados 91 colher de café de curry 91 colher de chá de açafrão-da-terra 95 colheres de sopa de orégano 910 colheres de sopa de óleo 922 colheres de sopa de farinha de trigo

91 colher de chá de manjericão 9sal a gosto 9pimenta-do-reino a gosto Modo de preparo: Hidrate a PVT (veja como na página 25). Adicione todos os ingredientes, com exceção da farinha de trigo. Mexa bem e, aos poucos, coloque a farinha. Se a RevistaVegetarianos.com.br

massa não estiver com liga suficiente, adicione mais farinha de trigo e forme os hambúrgueres. Você pode assá-los numa forma untada ou, se preferir, numa frigideira com um pouco de óleo. Também é possível congelá-los. Eles duram até seis meses. Rende 12 hambúrgueres

Setembro 2006

27


5/9/2006

16:37

Page 28

CAPA

Acessórios: Suxxar, tel.: (11) 3032-0188

Soja.qxp

Estrogonofe Ingredientes: 92 xícaras de PVT em pedaços 93 xícaras de molho de tomate caseiro 91 xícara de leite de soja 92 colheres de sopa rasa de maisena 92 colheres de sopa de margarina ou azeite 9½ cebola ralada 92 dentes de alho amassados

28

Setembro 2006

9½ xícara de cogumelos frescos picados 92 colheres de sopa de azeitonas picadas 9cheiro-verde a gosto 9sal marinho a gosto Modo de preparo: Hidrate a PVT (veja como na página 25). Em seguida, refogue-a no azeite com cebola e alho, acrescente os cogumelos

RevistaVegetarianos.com.br

e o molho de tomates e deixe cozinhar por 10 minutos. Coloque as azeitonas e a maisena dissolvida no leite, abaixe o fogo e vá mexendo até obter uma consistência cremosa. Adicione o sal, coloque o cheiro-verde e desligue o fogo. Sirva com arroz integral e uma porção de batatas palhas ou cozidas. Serve de 6 a 8 pessoas


5/9/2006

16:38

Page 29

Maionese Ingredientes: 91 batata grande 9½ cenoura 91 xícara de leite de soja 91 colher de chá de sal 9óleo até dar o ponto Modo de preparo: Cozinhe a batata e a cenoura, pique-as e espere até que esfriem. Depois,

coloque-as no liquidificador com o leite e, com o liquidificador ligado, vá despejando um fio de óleo até obter uma consistência cremosa. Coloque a maionese num vidro e leve à geladeira. Dura até dez dias sob refrigeração.

Acessórios: Suxxar, tel.: (11) 3032-0188

Soja.qxp

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

29


Atividade_Fisica.qxp

5/9/2006

17:52

Page 30

Atletas

Vegetarianos

Se a pessoa já é vegetariana, está com um cardápio bem adaptado e começa a praticar atividade de leve a moderada, até três vezes por semana, não terá problemas com a parte nutricional. Mas para ser atleta, treinar intensamente, vai precisar de mais nutrientes. (Priscila Di Ciero)

Por: Viviane Pereira ndar, correr, fazer ginástica, musculação, natação, yoga, competir. Engana-se quem pensa que o vegetarianismo é impedimento para praticar qualquer uma dessas atividades ou tantos

A 30

Setembro 2006

outros esportes. Pelo contrário. Quando bem equilibrada, a dieta vegetariana oferece uma vida saudável, garantindo todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. Para conseguir isso, como em toda dieta, é preciso tomar alguns cuidados e estar atento às recomendações dos

RevistaVegetarianos.com.br

Fotos: sxc.hu

NUTRIÇÃO

especialistas. Às vezes, um pequeno detalhe faz uma grande diferença no desempenho da prática de um esporte ou mesmo de atividade física menos intensa. Nesta reportagem, você vai encontrar dicas importantes para continuar praticando seu esporte preferido e ter uma dieta vegetariana equilibrada e nutritiva.


5/9/2006

17:52

UMA DIETA EQUILIBRADA É A CHAVE DO SUCESSO Um cardápio bem variado e balanceado vai garantir o equilíbrio que você precisa para praticar atividades físicas sem incluir alimentos de origem animal em sua refeição. A nutricionista Priscila Di Ciero, especialista em nutrição esportiva, explica que o segredo é fazer uma dieta que seja energeticamente bem elaborada. "Pesquisas experimentais em humanos indicam que vegetarianos e não-vegetarianos apresentam capacidade aeróbica muito semelhante. Quanto ao desempenho em atividades de força e potência, as pesquisas são escassas, mas também não apontam diferenças significativas", esclarece Priscila. Um dos pontos importantes e que merece atenção é a quantidade de calorias total do cardápio, índice que varia de acordo com idade, sexo e tipo de atividade física desenvolvida. Um adulto com atividade física moderada vai ingerir, em média, de 2 mil a 2 mil e 500 calorias. Um atleta que treina profissionalmente pode chegar a uma ingestão de 4 mil calorias por dia. "Com uma atividade física alta pode-se gastar até 2 mil a 2 mil e 500 calorias. Mais do que isso é difícil", conta Priscila. Como a dieta vegetariana normalmente tende a ser menos calórica, quem pratica exercícios deve ficar atento para esse aspecto. Para quem quer emagrecer, Priscila avisa que aderir de uma hora para a outra a uma atividade física e à dieta vegetariana para perda de peso pode ser perigoso. "Qualquer processo de mudança de hábitos alimentares deve ser gradual e necessita de acompanhamento. Juntar atividade física com alimentação vegetariana e querer perder peso imediatamente pode deixar a proteína abaixo do nível ideal". Como exemplo, ela cita pessoas que nunca praticaram exercício e resolvem começar a correr e mudar totalmente a alimentação. "Se a pessoa já é vegetariana, está com um cardápio bem adaptado e começa a praticar atividade de leve a moderada, até três vezes por semana, não terá problemas com a parte nutricional. Mas para ser atleta, treinar intensamente, vai precisar de mais nutrientes".

Page 31

Segundo Priscila, há alguns esportistas, principalmente atletas, que não conseguem alcançar todo aporte de calorias necessário para um dia. Quando isso acontece, pode ser aplicado suplemento, mas nesses casos o acompanhamento de um profissional da área nutricional é indispensável. "Para os ovo-lacto vegetarianos é mais fácil, porque há bastante variedade de suplementos. Existem também suplementos veganos, feitos com soja, mas em menos opções". Calorias – Algumas pessoas acham que não é possível alcançar o mínimo de calorias com uma dieta sem carne

Com uma atividade física alta pode-se gastar até 2 mil a 2 mil e 500 calorias. Mais do que isso é difícil.

Atividade_Fisica.qxp

porque têm a idéia de que vegetarianos só comem frutas, verduras e legumes, o que não é verdade. A dieta vegetariana bem elaborada inclui muitos outros alimentos, como grãos, sementes, oleaginosas, leguminosas e óleos, além de ovos, leites e derivados, quando é ovo-lacto vegetariana. "A dieta vegetariana pode tender para uma dieta calórica diminuída. Por isso, é fundamental incluir boas fontes concentradas de energia", avisa o nutricionista George Guimarães. "Quando a pessoa escolhe fontes de alimentos integrais ou no seu estado natural, não ingere álcool, açúcar branco nem alimentos refinados, naturalmente, junto com o aumento do consumo calórico, vai aumentar o consumo de proteínas e micronutrientes". O nutricionista informa que pessoas que estão muito no limite, ou seja, comendo pouca proteína, mantendo somente a quantidade mínima, precisam prestar mais atenção. Nesse caso, com o início da atividade física, elas podem ter problemas. "O que antes era pouco, mas estava suficiente, agora passa a ser muito pouco mesmo".

Dicas práticas da nutricionista Priscila Di Ciero para ajudar no dia-a-dia 9 É importante consumir uma refeição de carboidrato o mais rápido possível após a prática de atividade física, para repor o que foi utilizado durante o exercício. Nesse momento há uma "janela de oportunidade" em que o organismo absorve melhor o carboidrato para reposição de glicogênio. Se a pessoa acaba o exercício e só vai comer dali a três ou quatro horas, dificulta o trabalho do organismo.

9 A alimentação pré-treino deve ser feita até meia hora ou 45 minutos antes, dependendo do que será ingerido e da quantidade. Uma boa sugestão é o uso de pão integral, sem exagerar no volume. 9 Atividades mais intensas, aeróbicas e de longa duração, que ultrapassem uma hora e meia, podem incluir reposição de carboidrato

durante o treino, colocando, por exemplo, maltodextrina ou um gel. Não pode esquecer de computar esses valores no índice total da dieta. Essa sugestão serve principalmente para corridas e atividades de endurance.

9 Fazer de quatro a cinco refeições por dia ajuda na reposição de nutrientes e permite fracionar melhor o cardápio, deixando-o bastante diversificado.

9 Quem pretende perder peso deve ter paciência e trabalhar com calma esse objetivo, diminuindo aos poucos a ingestão calórica. 9 É fundamental ingerir líquidos durante a prática de qualquer atividade física, principalmente as realizadas ao ar livre. 9 Durma bem e descanse. O repouso é fundamental para

RevistaVegetarianos.com.br

o relaxamento da musculatura.

9 Nunca se exercite em jejum. Pode ser uma prática perigosa e pouco produtiva. 9 Coma todos os dias uma castanha-do-Pará para suprir a necessidade de selênio: mineral antioxidante importante para a saúde. 9 A correria do dia-a-dia não pode ser desculpa para não oferecer ao corpo tudo o que ele precisa para estar sadio e ter rendimento na atividade física. Quem não tem tempo ou não consegue incluir todos os nutrientes no café da manhã, almoço e jantar, pode inserir alimentos no meio da manhã ou da tarde, como sucos de fruta ou castanhas.

Setembro 2006

31


Atividade_Fisica.qxp

5/9/2006

17:52

Page 32

NUTRIÇÃO

(George Guimarães)

Como exemplo, Guimarães cita alguém que pratica natação umas duas vezes por semana e musculação mais duas. Nesse caso, se a alimentação da pessoa já estava equilibrada, não será necessária uma dieta especial. "Pode até comer um pouco mais, porque terá mais fome, mas é como o onívoro. Nem todo onívoro vai precisar de uma alimentação especial só porque pratica uma atividade física". No caso do atleta, como os alimentos vegetais são menos concentrados porque têm mais água e fibra, o valor calórico total precisará ser aumentado. "Junto com o aumento calórico total e energia consumida, a quantidade de nutrientes já é alavancada. Quando falamos em aumentar o valor calórico, proteína e ferro, tudo isto está num mesmo alimento integral. A castanha-do-Pará, por exemplo, traz esses três nutrientes e com isso quando aumentamos um, aumentamos também o outro. A seleção de bons alimentos em resposta ao aumento da fome é o segredo".

COMO FAZER UM CARDÁPIO BALANCEADO

Sendo ou não vegetariano, todo atleta precisa de cuidados especiais com sua alimentação, principalmente em três aspectos: necessidade maior de líquidos, de energia e um pouco mais de proteína. Para garantir a energia necessária é preciso acompanhar a quantidade de carboidrato. Entre as fontes desse nutriente destacam-se: pães, massas, cereais, farináceos, biscoitos e mandioca. "É importante destacar a quantidade de carboidrato, proteína e gordura na dieta das pessoas que praticam atividade esportiva intensa", ressalta o médico especialista em nutrologia Eric Slywitch, coordenador do departamento de medicina e nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB). "De 55 a 60% do cardápio de um esportista tem

Foto: sxc.hu

A seleção de bons alimentos em resposta ao aumento da fome é o segredo.

Alimentação: Pessoas que praticam atividades físicas de alto gasto calórico regularmente precisam de uma dieta especial

que ser de carboidrato, 25% de gordura e cerca de 15 a 20% de proteína". Carboidrato – Slywitch explica que, normalmente, a dieta vegetariana tem mais carboidrato que a dieta onívora. Esse aspecto é positivo para esportistas e atletas, porque o carboidrato forma a reserva muscular de glicogênio, que é bastante consumida na atividade física. "O organismo transforma carboidrato em glicogênio, fazendo uma reserva que vai sendo usada de acordo com a necessidade do corpo. O cérebro vive de carboidrato. Se falta carboidrato no seu

Atletas vegetarianos famosos Muita gente não sabe, mas a história está repleta de grandes esportistas vegetarianos. Para quem ainda tem dúvida de que é possível conseguir uma boa performance com uma dieta vegetariana, basta ver a galeria de atletas a seguir. Andreas Cahling Esse fisiculturista sueco ganhou em 1980 o título de Mister Mundo. Bill Pearl Outro fisiculturista. Ganhou quatro vezes o título de Mister Universo, sendo a primeira em 1953 e a última em 1971, com uma excelente forma, pesando cerca de 110 kg e 1,78 de altura. Sobre sua experiência como ovo-lacto vegetariano, dizia que se sentia melhor a cada ano. Bill Pickering Este inglês conquistou um recorde mundial atravessando a nado o canal que separa a

32

Setembro 2006

Inglaterra da França. Aos 48 anos, ele bateu um novo recorde mundial, nadando no canal de Bristol.

Éder Jofre Esse brasileiro, grande campeão do pugilismo, conquistou títulos mundiais de peso-galo e peso-pena. (veja mais no quadro ao lado)

Carl Lewis Um dos maiores atletas de todos os tempos, considerado um dos mais rápidos do mundo, este norte-americano entrou para a história como um dos quatro atletas a ganhar nove medalhas de ouro e um dos três a vencer a mesma prova quatro vezes consecutivas. Em 1984, ganhou quatro medalhas de ouro, sendo uma delas nos 100 metros rasos com uma vantagem de 2,5 metros, recorde dentro da modalidade.

Edwin Moses Em dez anos, de 1977 a 1987, conseguiu 122 vitórias nos 400 metros com varas, reforçando a fama de que nenhum homem jamais dominou um esporte como ele nessa modalidade. Ganhou duas medalhas olímpicas de ouro, dois títulos mundiais, quatro recordes mundiais e chegou a passar 8 anos sem perder uma corrida.

Dave Scott Reconhecido como o melhor triatleta do mundo, ele foi quatro vezes vencedor do Triatlon Ironman no Havaí, que inclui 3,8 km de natação no oceano, 180 km de corrida de bicicleta e uma maratona de 42 km. Ele é considerado por muitos esportistas como o homem de melhor preparação física.

Martina Navratilova Esta checa foi uma das maiores tenistas de todos os tempos. Foi a primeira mulher a vencer nove vezes o torneio de Wimbledon. Conquistou mais de 300 títulos em sua carreira. Abandonou as quadras em novembro de 1994, aos 38 anos, como a mais fabulosa e premiada jogadora de tênis de todos os tempos.

RevistaVegetarianos.com.br


Atividade_Fisica.qxp

5/9/2006

17:52

Page 33

bastante o rendimento na atividade física. Em contrapartida, uma dieta com carboidrato na medida certa melhora a performance.

Murray Rose Vegetariano desde os dois anos, ele é considerado o melhor nadador de todos os tempos. Sua fama começou cedo: aos 17 anos, quando ganhou três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Melbourne, Austrália, em 1956. Na Olimpíada de 1964, bateu seus dois recordes mundiais nos 400 e nos 1.500 metros. Além da dieta vegetariana, sua alimentação incluía muitas algas. Paavo Nurmi Este maratonista finlandês ficou conhecido como "Finlandês Voador" por sua performance nas corridas. Bateu 20 recordes mundiais em corrida à distância e conquistou nove medalhas de ouro em olimpíadas. Em julho de 1924, nos jogos Olímpicos de Paris, venceu a corrida de 1.500 metros e a de 5 mil metros na mesma tarde, tendo somente uma hora de descanso entre uma e outra; e no dia seguinte ainda venceu as provas de Cross Country individual e por equipes.

Piero Venturato Foi duas vezes campeão mundial, sete vezes campeão italiano e cinco vezes campeão europeu de fisiculturismo. Roy Hilligan Com grande destreza física, ganhou vários títulos, entre eles a coroa de Mister América. Sixto Linares Depois de tornar-se vegetariano na adolescência, ele enfrentou a resistência dos pais e com suas conquistas foi mostrando que sua alimentação era saudável. Conquistou o recorde mundial do triatlo mais longo, demonstrando resistência, velocidade e força. Em junho de 1985, num evento em benefício da Muscular Dystrophy Association, Linhares bateu o recorde mundial do triatlo de um dia, nadando 7,7 km, pedalando 300 km e correndo 84 km.

RevistaVegetarianos.com.br

Foto: Arquivo Pessoal

aior pugilista brasileiro de todos os tempos, campeão do mundo nas categorias peso-galo e peso-pena, Éder Jofre conta que escolheu a dieta vegetariana porque queria ser um "campeão de verdade". Ele tinha uns 16 anos, estava começando a fazer seu nome no boxe, quando leu o livro A Saúde Depende da Cozinha, que o fez tomar a decisão. "Aquilo me convenceu porque um dos tópicos explicava que, quando você tira a carne para preparar ela já começa a entrar em estado de putrefação. Eu queria ser um campeão de verdade, com saúde, não podia comer carne podre". Durante algum tempo ainda, sentiu vontade de comer carne, mas estava firme na sua opção. "Eu me sentia bem, me sentia limpo. Achava que com a carne ficava podre". Assim, o rapaz que nasceu em uma família de lutadores, com oito anos já tinha feito exibições públicas e desde moleque brincava num ringue de boxe, tornou-se um dos primeiros esportistas vegetarianos a chegar a um campeonato mundial. Para conseguir tantas conquistas, Éder Jofre tinha uma rotina bem puxada. Ele explica que o vegetarianismo nunca foi impedimento para a prática de exercícios, pelo contrário, sempre se sentiu forte e saudável. Suas atividades começavam por volta das 6h30, correndo por uma hora dando socos no ar, acelerando e diminuindo o ritmo. Depois de um banho e do café da manhã, descansava. Após o almoço, ia para a academia. O treino incluía ginástica, socos no saco de areia e puxinbol, golpes na frente do espelho e no ringue. "Tinha que treinar bastante para agüentar 15 rounds", recorda. Com 70 anos, o campeão procura manter os hábitos saudáveis da alimentação, abusando um pouco dos doces, seu ponto fraco. "Adoro marmelada e cocada. No café, gosto de iogurte com pó de guaraná e catuaba". No almoço, é arroz, feijão e legumes. Um dos filhos, Marcel, de 43 anos, seguiu o exemplo do pai e não come carne desde a infância. "Ele escolheu não comer carne por ver que o pai era forte e saudável". Para quem pratica esportes e quer parar de comer carne, ele dá um recado. "É preciso estar consciente de que essa atitude não vai prejudicar o organismo porque você vai compensar com outros alimentos. É necessário alimentar-se bem para poder ficar bem. Eu dei pancada, levei pancada, treinava direto e estava sempre em pé. Eu não comia carne e fui campeão do mundo".

M

Foto: Divulgação

corpo, ele precisa arrumar um jeito de produzir. A primeira coisa que ele faz é pegar o glicogênio do seu fígado, que é o estoque de carboidrato do organismo. Se estiver acabando, ele vai pegar glicogênio do seu músculo e transformar em carboidrato. Por isso, se falta carboidrato na dieta, a pessoa perde massa muscular". Uma atividade física exaustiva diminui ou acaba com o estoque de glicogênio, que é reposto em dois dias se a pessoa tem uma dieta rica em carboidrato. Se a dieta é rica em gordura e proteína, o corpo pode levar até uma semana para repor o estoque. Como resultado, diminui

Proteína – O organismo necessita em média de 0,8 gramas por quilo por dia de proteína e com o aumento da atividade física esse índice passa para 1,2 ou 1,3 gramas por dia. "As pessoas supervalorizam essa questão da proteína sem ter motivo, já que em geral consumimos 1,2 gramas de proteína por quilo por dia; ou seja, não há necessidade de alteração na dieta para alcançar o índice recomendado", avisa o médico. "Com mais atividade física aumenta também a fome e, por conseqüência, o consumo de proteína, chegando normalmente a 1,5 gramas por quilo". Slywitch esclarece que a proteína em excesso não é guardada, porque o organismo não faz estoque desse nutriente. O excesso de proteína, nesse caso, se transforma em carboidrato, gordura e numa série de compostos, entre eles a amônia, que é tóxica e acaba sendo eliminada. "Toda proteína ingerida em excesso vai virar uréia, fazendo com que o organismo tenha um trabalho maior para digerir. Há estudos associando dietas com muita proteína a danos ao estômago ao longo do tempo", afirma o médico, avisando que a parte óssea também é prejudicada porque o

Campeão vegetariano made-in Brasil

Éder Jofre, 70 anos

Setembro 2006

33


Atividade_Fisica.qxp

5/9/2006

17:52

Page 34

NUTRIÇÃO

Para fazer em casa Veja aqui algumas receitas de sucos, lanches e barras energéticas criadas por Caroline Bergerot*, para preparar em casa, e que vão enriquecer o cardápio do atleta vegetariano.

CALDO DE CANA ENERGÉTICO Ingredientes: 92 copos de caldo de cana 92 folhas grandes de couve manteiga bem lavadas 9gelo Modo de preparo: Bata no liquidificador as folhas de couve com o caldo de cana. Passe o caldo por uma peneira e sirva-o em seguida. Não adoce.

VITAMINA DE LEITE DE SOJA E BANANA Ingredientes: 9 1 copo de leite de soja 9 3 bananas-nanicas maduras 9 1 colher de sobremesa de açúcar mascavo Modo de preparo: Bata no liquidificador todos os ingredientes até a vitamina estar cremosa. Adoce mais, se achar necessário, e sirva gelada.

Fotos: clipart.com

BARRINHA COM AMENDOIM

34

Ingredientes: 91 xícara de amendoins descascados (sem a pele vermelha) 91 xícara de aveia em flocos 92 colheres de sopa de uvas passas claras, sem sementes 9½ xícara de mel de uva (ou melado de cana) 9½ xícara de glicose de milho 92 colheres de sopa de óleo ou margarina vegetal

Setembro 2006

Modo de preparo: Triture no liqüidificador ½ xícara dos amendoins e reserve. A outra ½ xícara coloque dentro de um pano de prato limpo e bata com um martelinho de cozinha para que fiquem em pedacinhos. Coloque o mel de uva, a glicose de milho e o óleo ou margarina vegetal em uma panela e leve-as ao fogo alto até se misturarem. Junte todos os outros ingredientes e misture com uma colher de pau. Retire do fogo, vire tudo em uma assadeira forrada com papel-manteiga e leve ao forno, pré-aquecido, por 40 minutos, ou até começar a ficar dourado. Assim que retirar do forno, corte as barrinhas e deixe-as esfriar.

BARRINHA RÁPIDA COM GRANOLA Ingredientes: 93 xícaras de granola pronta (aproveite, inclusive, uma granola que esteja meio murcha) 96 colheres de sopa de açúcar mascavo 94 colheres de sopa de mel ou glicose de milho 92 colheres de sopa de óleo ou margarina vegetal 91 colher de café de canela em pó 91 pitada de cravo em pó 91 pitada de noz-moscada ralada Modo de preparo: Misture todos os ingredientes em uma tigela, de modo a ficar bem homogêneo. Arrume em uma assadeira forrada com papel-manteiga e leve ao forno pré-aquecido. Deixe em temperatura média por 35 minutos, ou até começar a ficar dourado. Corte as barrinhas assim que retirar a assadeira do forno. Ao esfriar, guarde-as em um pote bem vedado para permanecerem crocantes.

RevistaVegetarianos.com.br

SANDUICHÃO Ingredientes: 91 pão sírio integral 91 tomate vermelho cortado em rodelas 91 cenoura pequena ralada 94 fatias finas de tofu 94 colheres de sopa de tahine já diluído 9azeite de oliva 9um pouco de sal 9molho de mostarda a gosto Modo de preparo: Abra o pão e passe 4 colheres de tahine na parte de dentro, coloque as rodelas de tomate, as fatias de tofu, a cenoura ralada e tempere com sal, azeite e mostarda a gosto.

IOGURTE DE MANGA Ingredientes: 92 xícaras de iogurte de soja 92 xícaras de manga picada 96 colheres de sopa de açúcar mascavo 96 colheres de sopa de suco de limão Modo de preparo: Bata o iogurte no liqüidificador com o açúcar e o suco de limão e, aos poucos, coloque os pedaços de manga. Passe-o por uma peneira e leve-o à geladeira até a hora de servir. Se achar necessário, dilua-o em água gelada *Fonte: Essas dicas e receitas são da nutricionista Caroline Bergerot e podem ser encontradas no livro "Cozinha Vegetariana – saúde e bom gosto em mais de 670 receitas", além dos livros especiais da série cozinha vegetariana: "Sanduíches", "Banana", "Granolas e barrinhas de cereais" e "Sucos e vitaminas", todos da Editora Cultrix.


5/9/2006

17:52

Page 35

Concentração, equilíbrio e disposição

Foto: Arquivo Pessoal

Atividade_Fisica.qxp

egetariano há seis anos, Tomaz Grisotto Vello, 29 anos, não sente qualquer dificuldade em conciliar sua dieta com a prática de voleibol, mountain bike e yoga. Sempre bastante ativo, faz yoga de duas a três vezes por semana, joga vôlei duas vezes e quando arruma um tempo, pedala. "Cheguei a praticar mountain bike intensivamente, pedalando 40 quilômetros de quatro a cinco vezes por semana, sempre em trilhas", conta o esportista, que fez de bicicleta o "Caminho do Sol", percurso de 245 km que liga Santana de Parnaíba a Águas de São Pedro. "Considero essa a grande prova de que o vegetarianismo não oferece problemas para a prática de esporte. Na época eu tinha 7% de gordura no corpo, meu colesterol total era de 128 e meus níveis de ferro e nutrientes eram excelentes". Como já praticava esportes antes da opção alimentar, ele conta que não sentiu muita diferença na prática de voleibol ou mountain bike, mas percebeu mudanças em sua atuação no yoga: algumas mais subjetivas, como melhora do equilíbrio, diminuição da ansiedade e maior concentração, e outras mais práticas, como aumento da flexibilidade e disposição. Ao contrário do que muitas pessoas dizem, que a dieta vegetariana faz emagrecer muito, Vello chegou a ganhar peso quando mudou o cardápio. "Peso magro!", faz questão de destacar. Notou também uma melhora na disposição, que atribui a uma digestão mais fácil. Com a experiência, Vello conseguiu ter uma alimentação balanceada, rica em produtos integrais. De manhã costuma comer granola, pão integral, frutas e castanhas. No almoço, sua principal refeição, dá preferência para alimentos integrais. "Gosto de arroz, feijão e uma salada farta". No jantar, ele prefere pratos mais leves, como sopas ou lanche. Nos dias em que pratica alguma atividade, reforça o carboidrato e está sempre atento à quantidade de ferro e à hidratação. "Quando é necessário, uso isotônicos e maltodextrina misturados à água". Para acompanhar sua saúde, faz exames de sangue regularmente e quando precisa toma suplemento de B12. Para quem quer parar de comer carne e tem dúvidas do resultado, ele sugere experimentar por duas ou três semanas para perceber a diferença. "O vegetarianismo melhora a sensibilidade e ajuda a aumentar o nível de consciência do ser humano; é um passo importante para o autoconhecimento e para a construção de um mundo melhor, mais harmônico. Assim como o esporte é ótimo para integração social, para a saúde física, mental e espiritual". Tomaz Grisotto Vello, 29 anos

Benefícios: Uma dieta vegetariana bem balanceda traz muitos benefícios para os praticante de esportes

Além de ser rica em carboidrato, outra vantagem da dieta vegetariana para quem faz atividade física é seu potencial contra os radicais livres (Eric Slywitch)

excesso de proteína, principalmente animal, acidifica o organismo e para deixar o ph adequado o corpo utiliza o cálcio. Por isso, tal excesso também está associado a maior perda de cálcio. Quem vai tomar suplementos deve considerar essa questão da proteína porque em muitos casos a pessoa só precisa de carboidrato, mas acaba utilizando um suplemento que aumenta também a quantidade de proteína da dieta. Gordura – A ingestão de gordura por meio de ácidos graxos mono e poliinsaturados pode atuar de maneira benéfica, desde que sejam alcançadas as quantidades ideais de carboidrato e proteína. "Os atletas vegetarianos que precisam de alta performance podem suprir suas necessidades energéticas incluindo no cardápio alimentos ricos em gordura como castanhas, sementes, abacate, óleo de soja e oliva", ensina Priscila. A nutricionista destaca também outras gorduras saudáveis para os vegetarianos, como óleo de canola e azeite extravirgem, desde que não sejam aquecidos, além de nozes e sementes de abóbora. Para manter o equilíbrio da gordura é bom evitar a ingestão de alimentos

Foto: sxc.hu

V

processados e frituras, que são ricos em gordura trans.

Antioxidante – "Além de ser rica em carboidrato, outra vantagem da dieta vegetariana para quem faz atividade física é seu potencial contra os radicais livres", afirma Slywitch. A prática de exercício aumenta a produção de radicais livres, deixando o corpo mais ácido. O ph do corpo tem de estar sempre em equilíbrio. A dieta vegetariana, quando bem preparada, é antioxidante e por isso neutraliza com mais facilidade os radicais, reequilibrando o organismo. Para quem está preocupado com a alimentação vegetariana para a prática de exercícios, Slywitch cita seu próprio exemplo. "Ainda na juventude eu era macrobiótico – dieta que é mais restrita que a vegetariana. No início, não sabia cozinhar e por isso me sentia fraco quando fazia artes marciais. Quando aprendi a preparar minhas refeições e consegui equilibrar minha dieta, voltei a praticar esportes. Comecei a correr e chegava a fazer 30 km dia sim, dia não, fazia boxe, capoeira e kung-fu, sem me sentir cansado e com uma excelente performance".

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

35


midia interna dupla_setembro.qxd

4/9/2006

15:28

Page 1

Sua área de interesse está

Há mais de 19 anos, a melhor revista para você se inspirar em jardinagem, paisagismo e casa de campo. Tudo muito bem explicadinho para você não correr o risco de errar.

Se for jogo, a Game Master detona. Aqui, reportagens completas, o mundo dos gamemaníacos, previews e dicas para Xbox, PS1, PS2, GC, GBA, DS e PC. E mais um livro de detonados.

A maior e melhor revista de fotografia para profissionais e amadores avançados. A cada edição revelamos as novidades, fazemos testes e damos dicas exclusivas para os amantes da fotografia.

A maneira mais fácil de aprender e se manter atualizado com a informática. No CD-ROM que vem com a revista, cursos completos em português e dezenas de programas úteis e divertidos.

A revista para quem tem ou pretende ter câmera digital. Veja testes comparativos com as máquinas compactas, dicas para fotografar melhor e truques do fascinante mundo da fotografia digital.

Há mais de 10 anos, a revista de informática com CD-ROM mais vendida no Brasil. Todo mês traz programas completos para profissionais liberais, estudantes e toda a família.

Além dos destinos mais badalados do Brasil e do mundo, todo mês mostramos novos lugares que valem a pena conhecer. Inclusive roteiros históricos, cruzeiros, resorts e ecoturismo.

A PC Master apresenta reportagens sobre sistemas operacionais, softwares, segurança, testes de hardware, comparativos e tudo que o usuário avançado precisa saber para manter-se sempre atualizado.

Todo mês nas bancas, pelo telefone 0800 55 76 67


midia interna dupla_setembro.qxd

4/9/2006

15:28

Page 2

em uma destas revistas

Só na Seu Sucesso você encontra tudo o que precisa para aproveitar as melhores oportunidades, aumentar as vendas, administrar seu próprio negócio e cuidar da evolução da sua carreira.

Aqui vamos direto ao ponto. Só tem dicas infalíveis, segredos e trapaças para os jogos mais desejados do PlayStation 1 e 2, PSP, GBA, GameCube, Nintendo DS, Xbox e PC.

Se você gosta de mangás, animes, desenhos e games, Animation Invaders é a sua revista. É a pioneira no Brasil a tratar de games baseados em animes ou animes baseados em games.

A única revista brasileira feita exclusivamente para webmasters, webdesigners e programadores de Internet. E todo mês, vem com um mini CD-ROM com dezenas de scripts e programas úteis.

PlayStation é a revista de games mais vendida do Brasil. Ela traz previews de novos jogos, games detonados até o final e dicas para quem gosta de PS1, PS2 ou PSP.

A VídeoSom é a bíblia dos eletroeletrônicos. Leitura obrigatória para aficionados e formadores de opinião sobre som, home theater, tecnologia digital, TV, informática e automação residencial.

É diferente de tudo o que existe no Brasil. MotoMax é a revista dos apaixonados por motocicletas. Não importa se você tem uma CG incrementada ou é o feliz proprietário de uma Harley.

Só filmes que valem a pena ver e rever. Todos com ótima qualidade de som, imagem e remasterizados digitalmente.

ou acesse o site www.europanet.com.br


Crudivorismo.qxp

5/9/2006

14:48

Page 38

CRUDIVORISMO

Alimentação

Viva Fotos: Valerio Romahn Produção: Aida Lima

A

Culinária Viva é uma arte que utiliza apenas ingredientes minimamente modificados pela ação humana para criar verdadeiras poesias comestíveis que, além de deliciosas, otimizam a saúde, permitindo ao organismo manifestar seu verdadeiro potencial de energia e beleza. Confira aqui três receitas criadas por Flávio Passos do Terra Dourada*, e experimente alguns dos manjares que nutrem não apenas a bioquímica humana, mas também as emoções e os sentidos sutis. * Terra Dourada: (11) 8427-0157 ou www.terradourada.org

38

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


5/9/2006

14:48

Page 39

Pizza de "Queiju" Ingredientes: 92 xícaras de castanha de caju crua 94 colheres de sopa de azeite de oliva prensado a frio 91 suco de meio limão 9½ colher de orégano 91 colher de sal marinho 91 xícara de água mineral Modo de preparo: Para preparar o "Queiju" (queijo de caju), coloque no liqüidificador duas xícaras de

castanhas de caju cruas, de preferência extraídas por processamento manual, e complete com uma xícara de água mineral e quatro colheres de sopa de azeite de oliva prensado a frio. Bata até se transformar em um creme homogêneo, mexendo se necessário. Acrescente o suco de meio limão, meia colher de sopa de orégano e uma colher de sal marinho ou sal do himalaia. Sirva sobre folhas de acelga cortadas em triângulos, decore com seus ingredientes de preferência e surpreenda seus convidados com uma inundação de sabor, textura e beleza.

Acessórios usados nesta reportagem: Pepper, tel.: (11) 3073-0333

Crudivorismo.qxp

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

39


Crudivorismo.qxp

5/9/2006

14:48

Page 40

CRUDIVORISMO

Néctar de Clorofila Ingredientes: 9 1 maça 9 água de 1 coco verde 9 4 folhas de couve 9 folhas de hortelã

Modo de preparo: Coloque no liqüidificador a água de um coco verde, a maçã (sem o centro), quatro folhas de couve ou outra hortaliça verde-escura e folhas de hortelã a gosto. Bata, passe num coador fino e sirva imediatamente esse néctar de nutrição e vitalidade.

40

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


Crudivorismo.qxp

5/9/2006

14:48

Page 41

Ilha da Fantasia Ingredientes: 9 1 abacate maduro 9 1 xícara de chá de mel orgânico ou melado 9 2 colheres de sopa de cacau em pó 9 1 abacaxi 9 1 dúzia de morangos Modo de preparo: No processador de alimentos com lâmina "S", processe um abacate maduro com meia xícara de chá de mel orgânico ou melado, se preferir, até formar um creme homogêneo. Acrescente duas colheres bem cheias de cacau em pó, de preferência não-tostado, e processe por mais alguns instantes para criar a Mousse de Chocolate Natural. Sirva cobrindo meio abacaxi e decorando com morangos para celebrar o momento dessa magnífica sobremesa.

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

41


Organicos_Roberto.qxp

6/9/2006

16:58

Page 42

ORGÂNICOS

Saudável para Conheça tudo sobre os orgânicos e veja o que você e o planeta ganham com eles

o corpo e o Por: Viviane Pereira

Fotos: sxc.hu

meio ambiente


5/9/2006

16:23

Page 43

uidar da saúde e do meio ambiente de uma só vez: essa é a possibilidade que os alimentos orgânicos oferecem. Esses produtos têm conquistado cada vez mais espaço nas prateleiras dos supermercados e no prato de quem busca uma alimentação saudável. A principal diferença do produto orgânico em relação ao tradicional é a ausência de defensivos agrícolas industrializados, também chamados de agrotóxicos, utilizados para proteger a lavoura, mas que acabam contaminando os alimentos e reduzindo seu teor nutricional. Contudo, o conceito de orgânico vai muito além dessa definição, incluindo um cultivo integrado à natureza, onde o solo é a base de tudo e a plantação segue os ciclos naturais, protegendo a água e a fauna local. Para quem acha que o melhor é realmente consumir produtos orgânicos, mas ainda não aderiu devido ao preço, que costuma ser bem superior ao equivalente convencional, uma boa notícia: especialistas apontam crescimento do mercado, o que pode contribuir para diminuir a diferença dos valores. Os ventos que sopram nas lavouras orgânicas parecem tão positivos que há apostas de que o Brasil pode se tornar, em alguns anos, o maior exportador de orgânicos do mundo. Um bom motivo para comemorar!

C

RESPEITO A base da produção orgânica é o respeito à Natureza e seus ciclos. A maior preocupação dessa plantação é o solo, que precisa estar forte e saudável para garantir os nutrientes essenciais à planta; afinal, é da terra que a semente vai tirar

Orgânico "A cultura orgânica é aquela cultivada sem defensivos, herbicidas ou adubos químicos. Possui maior valor biológico (vitaminas e sais minerais), maior sabor e consistência e nutrientes em quantidades equilibradas. Para o enriquecimento do solo, no lugar dos fertilizantes químicos, os produtores orgânicos só usam adubação verde (reciclados, resíduos vegetais e minerais ruídos). Todos componentes são naturais e sem venenos. O cultivo orgânico utiliza intensamente a incorporação da matéria orgânica ao solo e o trato manual dos canteiros." Definição do Ministério de Desenvolvimento Agrário

forças para nascer e crescer. Por isso, um produto só pode ser considerado orgânico quando é produzido com rigoroso controle de qualidade do solo e da água. Há regras que determinam as formas dessa produção e o que garante ao consumidor o cumprimento dessas normas é o selo de certificação (veja mais em Cuidados para Comprar). Além de respeitar as leis da natureza e o meio ambiente, o cultivo orgânico envolve a preservação dos recursos naturais e o direito das pessoas que trabalham na produção. A plantação orgânica não polui o terreno, o ar, nem os

Com o manejo orgânico o solo fica mais vivo; já com agrotóxico o solo fica duro, impermeável, a atividade microbiana se reduz a praticamente zero.

Organicos.qxp

(Cláudio Azzi Fernandes)

lençóis d´água, rios e lagos; ao contrário do plantio convencional que, com o uso de agrotóxicos, muitas vezes, acaba contaminando todo o meio ambiente e até as pessoas que trabalham na lavoura ou vivem nas imediações por meio do solo e água contaminados. Outra vantagem dos orgânicos reside no fato de essa forma natural de plantação manter os nutrientes dos vegetais, nos proporcionando um alimento mais rico em vitaminas. Pesquisas indicam que alimentos produzidos naturalmente têm em média 2,5 vezes mais nutrientes minerais e são mais saborosos. Esse é um dos resultados do solo rico e balanceado com adubos naturais, que enriquece também a plantação. "Com o manejo orgânico, o solo fica mais vivo; já com agrotóxico, o solo fica duro, impermeável, a atividade microbiana se reduz a praticamente zero", conta o engenheiro agrônomo Cláudio Azzi Fernandes, proprietário da empresa Veio da Terra, que reúne agricultores orgânicos. "O desenvolvimento da planta funciona como em nosso organismo. Se nos alimentamos mal, estamos fora do peso ou estressados, não adianta tomar um

RevistaVegetarianos.com.br

monte de remédios: precisaremos mudar os hábitos alimentares e cuidar da saúde. A agricultura orgânica trabalha com esse princípio, oferecendo paulatinamente os nutrientes para que a planta absorva de acordo com sua necessidade. Já na plantação convencional, são utilizados agrotóxicos para curar doenças e insetos, que acabam contaminando e enfraquecendo a planta, além de adubos químicos para nutri-la, deixando-a 'artificialmente saudável', porque ela capta esses nutrientes químicos, altamente solúveis, que são usados para a planta crescer de forma desordenada". Os resíduos do agrotóxico que ficam no alimento que comemos é muito prejudicial e pode provocar, entre outros problemas, alergias, doenças hormonais e neurológicas, além de contribuir para o desenvolvimento de câncer. Um relatório da Academia Americana de Ciências, de 1987, estimou em 1 milhão e 400 mil os novos casos de câncer provocados por pesticidas.

SOLO Para tratar o terreno na produção de orgânicos são reintegrados ao solo vários resíduos, como esterco, restos de folhas e verduras, que voltam à terra como nutrientes. Como a força da planta vem da terra, é grande a preocupação com seu constante melhoramento e manutenção. "O solo que era usado na agricultura convencional precisa de um bom tempo para retornar às suas características originais: porosidade, microfauna e teor de matéria orgânica adequado. É preciso fazer com que ele volte ao ph 6, que é o ph neutro. Isso tudo não acontece da noite para o dia e pode levar de um a dois anos para ocorrer essa recuperação. Nós consideramos o solo um ser vivo e temos preocupação com toda a microfauna que vive ali, como minhocas, pequenos insetos e microorganismos benéficos", informa Azzi. A agricultura orgânica enfrenta as mesmas dificuldades que a convencional, precisando de sementes fortes e tendo que vencer pragas e insetos, mas com a diferença de buscar formas naturais de lidar com esses problemas. "Existem sementes mais resistentes a alguns tipos de vírus,

Setembro 2006

43


Organicos.qxp

5/9/2006

16:23

Page 44

ORGÂNICOS

Números do mercado

PRODUTORES A empresa Veio da Terra tem seu trabalho voltado à reunião de produtores para a plantação de orgânicos, focando principalmente a produção de frutas e legumes no Sul de Minas e folhagem na região do cinturão verde de São Paulo. "Temos uma rede de produtores parceiros, todos orgânicos. Fazemos o planejamento da produção, acompanhamento técnico e combinamos o preço antecipado com o produtor. Hoje, na agricultura convencional, o preço oscila muito, o que dá insegurança aos pequenos produtores". Azzi estima que 80% da produção orgânica no Brasil seja feita por pequenos agricultores, uma agricultura familiar com pouca mecanização e áreas pequenas. Como essas restrições não permitem

9 O comércio mundial de alimentos

a produção em escala, o custo acaba sendo maior. O engenheiro conta que a Veio da Terra trabalha com um volume mensal de 40 toneladas, entregando em 25 pontos na cidade de São Paulo, sendo os principais produtos: cenoura, batata, tomate, alface americana, alface lisa, banana-prata e maçã. "No mercado interno, o consumo de orgânicos acontece de 70 a 80% nos supermercados, 10% nas feiras e 10% com entrega em domicílio". Atuando nesse setor há mais de 10 anos, ele acredita em mudanças que devem melhorar ainda mais a qualidade dos orgânicos. "As regras nesse setor ainda estão sendo definidas e já começam a surgir exigências de que as sementes também sejam orgânicas. Hoje em dia, isso não acontece na maioria dos casos porque não há matéria-prima suficiente disponível. Outro detalhe é a exigência do nível de cobre: as certificadoras autorizam o uso desse fungicida, mas a cada dia estão baixando a quantidade permitida", explica. "Um dos detalhes que faz parte da inspeção é o quadro de funcionários. Eles verificam se todos têm carteira assinada e se não há trabalho infantil. Isso não acontece na agricultura tradicional, mas também não faria sentido manejar a terra de forma orgânica, proteger o solo e a água, mas espoliar o funcionário. O orgânico é assim, reúne a preocupação ambiental com a social, promovendo uma alimentação mais saudável".

Preço: Como a produção não é feita em larga escala, o preço dos orgânicos ainda é elevado

orgânicos movimentou US$ 24 bilhões em 2003. No Brasil, foram US$ 200 milhões.

9 O cultivo orgânico abrange mais de 24 milhões de hectares pelo mundo, com crescimento anual de 20%.

9 A agroecologia é praticada por mais de 50 mil agricultores familiares brasileiros.

9 A produção orgânica no Brasil movimenta US$ 300 milhões e cresce em média de 30 a 50% ao ano. As maiores culturas são de soja (31%), hortaliças (25%) e café (25%). A maioria das áreas plantadas é com frutas (26%), canade-açúcar (23%) e palmito (18%). Os produtos processados e exportados com maior destaque são o café, açúcar, castanha de caju e óleos vegetais. Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário

MERCADO

Fotos: sxc.hu

criadas através da hibridação, não com transgênico, que é proibido na plantação orgânica", comenta o engenheiro. Para evitar pragas e insetos são usados métodos preventivos, como repelentes naturais. "Um exemplo é o extrato feito a partir da árvore de Neem. Há uma história curiosa que conta sobre uma nuvem de gafanhotos que devorava tudo por onde passava, menos esse tipo de árvore, originária da Índia. Foram realizadas pesquisas para entender o fato e criaram esse extrato, que é altamente inseticida".

Com a segunda maior área de plantio de orgânicos do mundo (a primeira está na Austrália), o Brasil pode se tornar, em dez anos, o maior exportador nesse setor. Quem dá a boa notícia é José Carlos Polidoro, agrônomo, doutor em fertilidade do solo, pesquisador da Embrapa Solos – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária ligada ao Ministério da Agricultura. "Há seis anos estávamos no oitavo ou décimo lugar. Houve um pulo significativo e temos boas condições para ampliar a área de plantio. Se nos organizarmos neste momento, em que o mercado de orgânicos está crescendo, seremos o maior exportador". Além do potencial para expansão no comércio de orgânicos, outro aspecto que motiva essa afirmação é um programa criado no ano 2000, considerado o maior do mundo na área de pesquisa e desenvolvimento de agricultura orgânica. Coordenado pela Embrapa Agrobiologia, o projeto Desenvolvimento Tecnológico dos Sistemas Orgânicos de Produção Agropecuária com Base Ecológica envolve 250 pesquisadores de 16 unidades da empresa e de 45 instituições parceiras. O objetivo é desenvolver tecnologia contando com a participação dos produtores que atuam nessa área, oferecendo uma base tecnológica. "Enquanto nos outros países a produção orgânica decorreu de uma simples substituição de insumos, no Brasil está sendo desenvolvido um sistema participativo, nas condições tropicais, cuja


16:23

Page 45

base é a agroecologia (ciência que serve de referência para uma melhor conservação ambiental utilizando vários métodos; um deles é a agricultura orgânica)" explica o agrônomo. Com esse trabalho, todo o material desenvolvido para a agricultura orgânica é produzido considerando as condições brasileiras. "Temos grande expectativa na melhoria do solo, especialmente os que estão depauperados pela agricultura convencional", comenta Polidoro. Apesar da afirmação do potencial exportador parecer uma contradição porque ainda é difícil encontrar uma grande quantidade e variedade de produtos orgânicos, o agrônomo esclarece que esse desequilíbrio é normal, devido à adaptação. Enquanto alguns mercados crescem, como o de frutas, que logo vai atender toda a demanda interna e possibilitar a exportação, outros produtos são mais difíceis de adaptar à agricultura orgânica, como o tomate que, no plantio convencional, exige uso muito elevado de agrotóxico, criando uma grande dependência. "Como agronegócio a agricultura orgânica é nova. Ela era explorada antes principalmente pelo pessoal com preocupação ecológica, uma agricultura natural. Nos últimos tempos, começou a ser considerada um sistema de produção que deve ser visto como um negócio produtivo, como acontece na Alemanha e na França", comenta. "No Brasil, ainda não há essa visão do governo, mas existem muitas organizações, como a Embrapa, que estão construindo esse novo cenário". Entre as principais dificuldades para o crescimento do mercado, Polidoro aponta a falta de um seguro agrícola e do planejamento da safra para alguns produtos. Ele ressalta ainda o processo de certificação, cujas regras precisam ser mais bem definidas. "Todo produto orgânico precisa ser certificado, mas muitas certificadoras não têm uma estrutura confiável. O consumidor precisa confiar nesse trabalho e por isso o processo de certificação não pode ser duvidoso. Pode até ser conduzido por empresas privadas, mas deve ser controlado pelo governo". Sobre as diferenças de preço entre o produto orgânico e o convencional, Polidoro acredita que, no início, o valor mais alto até se justificava, porque a produtividade era menor e para compensar era preciso vender mais caro, realidade diferente da atual. "Essa história de que o produto orgânico custa mais caro é conversa, porque o produtor

para elevar esse valor. Uma opção é procurar canais alternativos, como as feiras, ou desenvolver outras formas, como mercado solidário ou associativismo". Reforçando a tese de que vale a pena pagar um pouco mais por um produto que terá mais qualidade e não prejudica a saúde como o convencional, Araci cita pesquisas que demonstram a superioridade nutricional dos orgânicos. "Um estudo científico publicado na Revista de Nutrição Aplicada, em 1993, mostrou claramente que o alimento orgânico é mais nutritivo do que o alimento convencional. Durante um período de dois anos, na periferia oeste de Chicago, compraram-se maçãs, batatas, pêras, trigo e milho tanto de produção

não aumentou o preço dele. Quem ganha mesmo são os que estão no meio da cadeia. Por isso, a Embrapa tem apoiado os produtores para que se organizem e ofereçam seus produtos em feiras, como acontece em algumas cidades. A distribuição para grandes

Todo produto orgânico precisa ser certificado, mas muitas certificadoras não têm uma estrutura confiável. (José Carlos Polidoro)

redes de supermercado sempre vai existir porque a logística do pequeno produtor não atende a demanda; contudo, há chances de inserirmos o produtor nessa cadeia para ele acompanhar o último preço do seu produto".

ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTURA ORGÂNICA Frutas, verduras, legumes. Produtos tradicionalmente encontrados nas feiras livres estão presentes nas feiras que a Associação de Agricultura Orgânica realiza há 17 anos em São Paulo (veja, na página seguinte, locais e datas). O que faz o diferencial nesse caso é que, nas feiras da AAO, os produtos são orgânicos. "Mais de 2 mil consumidores freqüentam nossas feiras orgânicas toda semana. Criamos um conceito de comercialização direta, estreitando o contato entre o produtor e o consumidor", afirma a engenheira agrônoma Araci Kamiyama, coordenadora executiva da associação. Com esse trabalho, a associação espera facilitar o acesso do consumidor aos produtos orgânicos, que ainda é restrito, principalmente pelo preço. "O alimento orgânico é mais caro do que o convencional devido ao processo de produção e comercialização. A escala de produção é bem menor na maioria dos casos, os custos ambientais e sociais da garantia da qualidade orgânica – certificação – são incluídos no custo do produto e a margem de lucro das empresas comercializadoras e supermercados acabam contribuindo

RevistaVegetarianos.com.br

Em nome da saúde e do meio ambiente

Foto: Arquivo Pessoal

5/9/2006

Organicos.qxp

á quatro anos, Natália Mendes e Chede, 23 anos, aderiu ao consumo de orgânicos. "Eu tomei essa decisão pela minha saúde, porque os agrotóxicos intoxicam o organismo. Além disso, é uma opção mais ecológica e consciente", opina a nutricionista. Toda semana ela renova sua dispensa, com legumes, verduras e frutas, além de pão integral, oleaginosas (castanhas e nozes), arroz integral e leguminosas (como feijão e grão de bico), todos orgânicos. "O sabor é mais agradável e concentrado. Eu percebo essa diferença principalmente nas frutas e também nas oleaginosas, que são mais saborosas e menos rançosas. No visual, os vegetais orgânicos são menores e têm cores mais vivas". Ela explica que a pessoa que pretende aderir aos orgânicos terá que se acostumar a consumir os alimentos da época. Natália lamenta não conseguir ter uma alimentação 100% orgânica devido ao preço desses produtos. "Com certeza, quando for mais acessível, muito mais pessoas passarão a consumir".

H

Natália Mendes e Chede, 23 anos

Setembro 2006

45


Organicos_Roberto.qxp

6/9/2006

17:10

Page 46

ORGÂNICOS

FEIRAS E EVENTOS Fundada em maio de 1989, a AAO é uma organização não governamental que atua no desenvolvimento da agricultura orgânica, na produção de alimentos mais sadios e de forma mais equilibrada e na formação de um mercado de produtos orgânicos através da conscientização de consumidores. "Atuamos nesses 17 anos pelo fortalecimento do movimento orgânico e no trabalho direto no fomento da produção e criação de canais de comercialização. Sabemos que ainda é pouco e que temos muitos desafios pela frente, mas hoje já podemos comemorar a existência da Lei 10.831/03 que dispõe sobre a Agricultura Orgânica no Brasil, de programas específicos para o fortalecimento da agricultura orgânica junto aos Ministérios, de créditos específicos para a agricultura orgânica e meio ambiente". Para atingir seus objetivos a AAO realiza cursos, seminários, encontros e palestras sobre o tema, atua junto à sociedade civil e ao poder público para conseguir investimentos na agricultura orgânica e imprime um informativo divulgando as atividades e informações da área. Os eventos apresentam variados temas sobre orgânicos, como horticultura, fruticultura, plantas medicinais e até horta caseira, para

quem quer fazer sua plantação orgânica em casa. A associação realiza, no final de setembro, o III Seminário Alternativas para a Pequena Propriedade Orgânica.

O principal cuidado na hora de adquirir produtos orgânicos é conferir o selo da certificadora, que deve ser cadastrada no Ministério da Agricultura. As certificadoras acompanham o processo produtivo para garantir que seja realizado de acordo com as diretrizes que regulam a produção dos orgânicos. Além das feiras de orgânicos que estão começando a ganhar mais espaço, sobretudo nas capitais, é possível encontrar os produtos nas redes de supermercado e através de revendedores que atuam com sites ou revenda de cestas prontas de produtos. Um exemplo de empresa que aposta no crescimento desse mercado é a Vivaorgânicos, de Alessandra Madeo. Ela oferece dois tipos de cestas que são entregues na residência do consumidor: uma com produtos da estação, que inclui dez itens entre legumes, verduras e frutas e tem um preço médio de R$ 24

Parque da Água Branca Terças e sábados, das 7h às 12h – Av. Francisco Matarazzo, 455 – Perdizes

Santana do Parnaíba Todas as terças – Centro de Apoio II, ao lado do ponto de táxi

Parque Previdência Todos os sábados R. Pedro Pecinini, 88 - Km 12 da Raposo Tavares

Ibirapuera Todos os domingos – R. Tutóia (estacionamento da Igreja do Santíssimo Sacramento)

Setembro 2006

e a cesta de solteiro, com cinco itens com menos quantidade de cada um e preço variando entre R$ 13 e R$ 18. "Resolvi trabalhar com orgânicos pela preocupação com a saúde e com o meio ambiente", explica Alessandra. "Vejo que meus consumidores também têm esse perfil. São pessoas preocupadas com o ambiente e com qualidade de vida". Ela destaca como mais procurados os hortifruti e ovos, mas oferece também laticínios, pães, geléias, massas e molhos. Há também diversos revendedores que oferecem seus produtos em sites onde o consumidor escolhe, tendo à disposição uma variedade de legumes e frutas que vai receber em casa.

CUIDADOS PARA COMPRAR

Feiras da AAO

46

Foto: sxc.hu

Saúde: Os orgânicos têm em média 2,5 vezes mais nutrientes minerais do que os alimentos convencionais

Serviço Mais informações: www.planetaorganico.com.br

Foto: Divulgação

orgânica como de convencional, e estes produtos então eram analisados quanto ao seu conteúdo mineral. Os alimentos de origem orgânica apresentaram, em média, 63% a mais de cálcio, 73% a mais de ferro, 118 % a mais de magnésio, 178% a mais de molibdênio, 91% a mais de fósforo, 125% a mais de potássio e 60% a mais de zinco. Além disso, o alimento orgânico apresentou, em média, 29% a menos de mercúrio do que o alimento convencional."

Veja detalhes da programação no site: www.aao.org.br

RevistaVegetarianos.com.br

Algumas certificadoras: AAO - Associação de Agricultura Orgânica www.aaocert.com.br ANC - Associação de Agricultura Natural de Campinas e Região www.anc.org.br Coolméia - Cooperativa Coolméia coolmeia@coolmeia.com.br Fundação Mokiti Okada www.fmo.org.br IBD - Instituto Biodinâmico www.ibd.com.br OIA - Organização Internacional Agropecuária www.certificacionoia.com Onde comprar: Sabor Natural www.sabornatural.com.br A Boa Terra www.aboaterra.com.br Caminhos da Roça www.caminhosdaroca.com.br Vivaorgânicos vivaorganicos@ig.com.br


Anuncio_viver zen.qxd

5/9/2006

17:05

Page 1


Shampoo.qxp

5/9/2006

15:06

Page 48

VITRINE

Shampoo Confira aqui algumas marcas amigas da natureza, que usam componentes naturais e não testam seus produtos em animais avar os cabelos vai um pouco além de higiene, é também um momento de relaxamento, então aproveite as dicas de shampoos que a Revista dos Vegetarianos selecionou

L

para você entrar de cabeça nessa delícia. São shampoos para diferentes tipos de cabelos, todos feitos com extratos de plantas e frutas e que não foram testados em animais.

Indicado para pessoas que apresentam tendência à oleosidade dos cabelos e do couro cabeludo, característica do biótipo Kapha, segundo a filosofia ayurveda, este shampoo tem na sua constituição os elementos Terra e Água. Preço sugerido: R$ 22,00 Mais informações: 0800 7702831 ou www.ayur-vida.com

Shampoo Cupuaçu

Criado para eliminar resíduos como pó, poluição e transpiração. Sua fórmula conta com a principal substância formadora dos fios – a queratina em estado solúvel – para reforçar a estrutura natural do cabelo. O produto traz também ácidos graxos naturalmente vegetais que criam uma textura suave e deliciosa. Preço sugerido: R$ 39,00 Mais informações: (11) 5055-8234 ou www.sparkklihomespa.com.br

O shampoo de Cupuaçu (fruta amazônica) limpa os cabelos e recupera a umidade natural. Indicado para todo tipo de cabelo. Preço sugerido: R$ 7,90 Mais informações: (21) 2409-6995 / (21) 2409-6989 ou www.artedosaromas.com.br

48

Setembro 2006

Purifique – Skkarpi

RevistaVegetarianos.com.br

Fotos: Divulgação

Hidronutritivo Kapha ¶


Shampoo.qxp

6/9/2006

14:49

Page 49

Shampoo Surya

Feitos à base de óleos essenciais de frutas, a Surya oferece esta linha de shampoos que hidrata e fortalece os cabelos. Preço sugerido: R$ 6,00 Mais informações: 0800 7707411

Shampoo de Aloe Vera ¶ Limpa deixando os cabelos macios e fáceis de pentear. É anti-séptico e, com seus agentes de limpeza naturais, nãoagride o couro cabeludo. Preço sugerido: R$ 26,40 Mais informações: (11) 4016-4160 ou www.cassiopeiaonline.com.br

Daddy O

Indicado para cabelos grisalhos, a Lush criou o shampoo violeta. Sua fórmula contém componentes que restauram a cor e o brilho, ajudando a combater manchas amareladas desse tipo de cabelo. É indicado também para homens e mulheres com tons loiros. Mais informações: (11) 3079-9089 ou www.lush.com.br

Shampoo Weleda

Composto por extratos vegetais e óleos essenciais, os shampoos Weleda não contêm corantes, conservantes ou perfumes artificiais. Preço sugerido: R$ 16,90 Mais informações: 0800 7722777 ou www.weleda.com.br

Florestas Açaí ¶ A linha de shampoos da Florestas é composto por cinco diferentes aromas. O de açaí é rico em proteínas, vitaminas e sais minerais. É indicado para cabelos danificados e enfraquecidos. Preço sugerido: R$ 18,00 Mais informações: (11) 6483-4683 ou www.florestas.com.br

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

49


artigo dr george.qxp

5/9/2006

15:11

Page 50

Por: Dr. George Guimarães

ARTIGO

nutricionista e diretor da nutriVeg www.nutriveg.com.br

Farinhas

enriquecidas

E

Boatos na comunidade vegetariana A questão que passou a ser levantada pela comunidade vegetariana (em especial, a vegana) é se essas farinhas enriquecidas seriam produzidas com a hemoglobina extraída de animais. A partir desse tipo de mal-entendido, alguns indivíduos deixaram de consumir qualquer alimento que tenha sido preparado com farinhas de trigo ou milho, mas na verdade essas farinhas não são fortificadas com compostos de origem animal. Fatos e esclarecimentos A Anvisa determinou que poderiam ser utilizados na fortificação os seguintes compostos: sulfato ferroso desidratado; fumarato ferroso; ferro reduzido – 325 mesh Tyler; ferro eletrolítico – 325 mesh

50

Setembro 2006

Tyler; EDTA de ferro e sódio (NaFeEDTA) e ferro bisglicina quelato. Outros compostos podem ser usados desde que atendam, no mínimo, ao mesmo nível de biodisponibilidade dos compostos acima citados. Todos os compostos utilizados na fortificação são de origem química ou sintética. O ferro oriundo da hemoglobina (animal) chegou a ser considerado para a fortificação, mas foi desqualificado devido ao risco da presença de contaminantes. Também o custo do composto de origem mineral é inferior.

Vegetarianos e veganos podem ficar tranqüilos com relação ao assunto da fortificação de farinhas com ferro e ácido fólico

m 2002, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou a Consulta Pública número 51 que previa a fortificação de farinhas de trigo e milho com ácido fólico, com o objetivo de prevenir a má-formação do tubo neural (estrutura precursora do cérebro e da medula espinhal) no feto. Estudos demonstraram que 70% dos casos de defeitos do tubo neural podem ser evitados com a suplementação do ácido fólico. A vitamina é encontrada em vegetais verde-escuros, frutas cítricas e cereais, além de produtos animais como fígado e carnes em geral. Além do ácido fólico, a proposta da Anvisa também especificava a adição de ferro à farinha com a finalidade de prevenir a anemia ferropriva, o que já havia sido proposto em outra Consulta Pública no ano anterior. A justificativa é que, segundo o Ministério da Saúde, 45% das crianças de até cinco anos (cerca de 10 milhões de pessoas) tinham algum grau de anemia. A Consulta Pública foi adiante e virou legislação. Hoje, todas as farinhas de trigo e milho, com exceção, por limitações de processamento tecnológico, de algumas formas dessas farinhas, são fortificadas com essas substâncias.

A nutriVeg Consultoria em Nutrição Vegetariana contatou algumas das indústrias químicas que fornecem a matéria-prima às indústrias alimentícias e obteve algumas respostas esclarecedoras. Veja abaixo algumas delas: Albion: "…utilizamos o ferro aminoácido quelato que apresenta uma estrutura similar à estrutura da hemoglobina ... porém não é utilizada nenhuma fonte animal, sendo inclusive certificado como Kosher Parve e isento de organismos geneticamente modificados." Mcassab: "Informamos que não são utilizados derivados de hemoglobina animal em fortificação de farinhas. Geralmente usa-se ferro reduzido ou sulfato de ferro." Roche: "Informamos que os sais de ferro que temos em nossas formulações são minerais inorgânicos." As exigências da legislação e as respostas das indústrias químicas são bastante claras e objetivas e não deixam dúvida. É possível afirmar com toda certeza que a fortificação de farinhas RevistaVegetarianos.com.br

com ferro e ácido fólico não envolve, no Brasil, a utilização de produtos de origem animal. Intervenção a favor dos veganos Enquanto os vegetarianos e especialmente os veganos poderiam beneficiar-se mais da fortificação de alimentos com a vitamina B12 ao invés do ácido fólico, há justificativas de saúde pública para a fortificação de farinhas com os compostos previstos nesta legislação, apesar de a prática também ser passível de contestação. A existência de questões como "todos devem ser submetidos à fortificação com ferro e ácido fólico quando muitos não necessitariam dessas substâncias adicionadas?" sempre será um dilema interminável em saúde pública, pois nessa área as intervenções nem sempre (ou raramente) beneficiam a todos. Alguns irão comemorar os benefícios da adição do mineral e da vitamina às farinhas, pois estes são de fato escassos em determinados estratos populacionais, enquanto outros irão argumentar que o consumo excessivo de ferro é nocivo aos que já o ingerem em quantidade suficiente e têm níveis normais do mineral. A intervenção correta seria a que oferecesse o nutriente necessário especificamente às populações carentes desse e apenas a essas. Mas isso é uma utopia no nosso modelo social atual. Os veganos, que se beneficiariam da fortificação de alimentos com a vitamina B12, poderão um dia comemorar a implementação de uma estratégia ampla nesse sentido, enquanto outros grupos poderão criticar a iniciativa. Aliás, a deficiência de vitamina B12 também tem uma importante correlação positiva com a incidência de má-formação do tubo neural, motivo que justificou a fortificação com o ácido fólico, mas desconsiderou o papel conjunto da vitamina B12 pelo fato de essa estar presente em abundância nos produtos de origem animal e por isso não necessitar ser suplementada na população em geral.


Anuncio Fotografe 10 anos_final.qxd

4/9/2006

18:27

Page 1

A Fotografe, criada em 1996, é a principal publicação de fotografia na América Latina

Edição especial com 150 páginas e o mesmo preço

Superpromoção vai premiar um leitor com uma câmera digital completa

20 páginas só com as fotos dos leitores de Fotografe

Já nas bancas Se preferir, compre pelo 0800 55 76 67 ou pelo site www.fotografemelhor.com.br Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 20h. Sábados, das 9h às 15h


Sobremesa.qxp

5/9/2006

14:35

Page 52

SOBREMESA

Sobremesas Fotos: Valerio Romahn Produção: Aida Lima

E

laboradas pelo restaurante vegetariano Vie Verte*, nas páginas a seguir você confere três receitas de sobremesas deliciosas. Todas elas são preparadas com ingredientes típicos brasileiros e fáceis de preparar. Para os veganos, as receitas que levam creme de leite e leite condensado podem ser preparadas com a versão de soja.

Beijinho Crocante de Soja com Castanhas Ingredientes: 91 lata de leite condensado 9½ xícara de chá de leite 91 medida (lata leite condensado) de coco ralado 92 gemas 91 colher de sopa de açúcar 91 colher de sopa de farinha de trigo 9½ xícara de proteína de soja 920 castanhas-do-Pará cortadas ao meio 9200g de castanha de caju moída

geladeira por 12 horas. Enrole os beijinhos recheando com meia castanha-do-Pará e cubra cada uma com castanha de caju. Rendimento: 35 beijinhos

Modo de preparo: Misture todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo até começar a desgrudar do fundo da panela. Deixe descansar na

52

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


Sobremesa.qxp

5/9/2006

14:35

Page 53

* O restaurante Vie Verte fica localizado na Rua Bianchi Bertoldi, 128, no bairro de Pinheiros, em São Paulo. Mais informações: (11) 3812-4331 ou www.vieverte.com.br

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

53


Sobremesa.qxp

5/9/2006

14:35

Page 54

SOBREMESA

Banana Celestial Ingredientes: 96 bananas nanicas maduras 91 lata de creme de leite 92 colheres de café de canela em pó 9½ xícara de açúcar demerara ou mascavo 93 colheres de sopa de óleo de soja Modo de preparo: Frite levemente as bananas cortadas ao meio em uma frigideira com um fio de óleo. Forre uma assadeira pequena com as bananas e cubra com o creme de leite. Polvilhe com o açúcar e leve ao forno quente por 5 minutos. Sirva gelado. Rendimento: 8 porções.

54

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


Sobremesa.qxp

5/9/2006

14:35

Page 55

Mousse de Maracujá com Hibisco Ingredientes: 9¾ de xícara de chá de polpa de maracujá com sementes batida 91 lata de leite condensado 91 lata de creme de leite 950g de hibisco moído Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liqüidificador até obter uma mistura homogênea. Coloque o mousse em potinhos e gele por 2 horas. Ao servir, polvilhe com um pouco de hibisco. Rendimento: 6 porções

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

55


Cozinha.qxp

5/9/2006

15:52

Page 56

VITRINE

Acessórios Veja aqui oito acessórios para a cozinha selecionados especialmente para dar um charme a mais em suas refeições

A

8 acessórios, alguns feitos com fibras naturais como rattan e bambu, para você usar na hora do café da manhã, no almoço, no lanche da tarde ou no jantar. Confira.

Foto: Valerio Romahn

Revista dos Vegetarianos foi atrás de alguns itens para a sua cozinha e selecionou o que há de mais charmoso e confortável para você. Ao todo são

Conjunto de prato de pão e xícara inspirados na abelha. Onde encontrar: Preçolândia (11) 4992-8323 www.precolandia.com.br Preço: R$ 28,50

Porta-Chá

Jogo Café Da Manhã Mizz Beezzy

Fotos: Divulgação

Foto: Valerio Romahn

Feito em madeira MDF, este charmoso porta-chá conserva o sabor e aroma dos chás em saquinho. Onde encontrar: Suxxar (11) 3032-0188 www.suxxar.com.br Preço: R$ 114,00

¶ Linha Rústica Feitos em rattan, estes produtos garantem charme e sofisticação à mesa. Onde encontrar: Pepper (11) 3167-2287 www.pepper.com.br Preço: Souplast redondo R$ 28,00 e Porta-guardanapos R$ 28,00

56

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


Cozinha.qxp

5/9/2006

15:52

Page 57

Vira-Mesa

Esta charmosa bandeja serve para apoiar laptop, escrever ou lanchar. Vem com uma almofada encapada com algodão e zíper para facilitar a lavagem. Para remover o tampo de madeira, basta desencaixar os botões. Onde encontrar: Pepper (11) 3167-2287 www.pepper.com.br Preço: R$ 77,00

Coador de Bambu

Foto: Valerio Romahn

Diferente dos tradicionais, o coador feito em bambu pode ser uma peça criativa na sua cozinha. Onde encontrar: Suxxar (11) 3032-0188 www.suxxar.com.br Preço: R$ 9,90 (Coador)

Bandeja Malak

Bandeja com alças, confeccionada artesanalmente com rattan e fibras naturais nos detalhes de amarrações. Acabamento em verniz. Onde encontrar: Tok Stok 0800 70 10 161 www.tokstok.com.br Preço: R$ 50,00

Bowls Coloridos

O bowl da Utilplast é feito em material inquebrável, colorido com imagens de frutas e legumes por dentro. A tigela pode ser usada para pipoca, saladas, frutas e muito mais. Onde encontrar: Utilplast (11) 3088-0862 Preço: R$ 62,90

Oxford Linha Loop ¶ De cerâmica, com formato oval e cores alegres e fortes, a coleção oferece prato raso, de sobremesa e de salada. Onde encontrar: Pepper (11) 3167-2287 www.pepper.com.br Preço: Prato raso R$ 11,50, Prato sobremesa R$ 8,50 e Prato salada R$ 9,50

RevistaVegetarianos.com.br

Setembro 2006

57


Perguntas_Respostas.qxp

5/9/2006

16:07

Page 58

DÚVIDAS

Perguntas & Respostas Tire aqui suas dúvidas sobre nutrição com o Dr. George Guimarães

Comecei a praticar musculação e o meu instrutor disse que as carnes magras e as claras de ovos constituem excelentes fontes de proteína. Quando falei para ele que sou vegetariana, ele me desmotivou dizendo que não terei os nutrientes necessários para um bom trabalho muscular. O que posso dizer a ele? Beatriz Geiser - Rio de Janeiro - RJ As carnes magras e as claras de ovos são boas fontes de proteína sim, mas isso não significa que elas sejam as únicas e nem as melhores. Uma vez que a proteína tenha sido digerida e transformada em aminoácidos, o organismo não diferencia de onde esses vieram. Uma dieta vegetariana bem planejada garante o fornecimento de todos os aminoácidos que precisamos, até mesmo para atender às necessidades de um atleta. Você deve sugerir a ele que estude mais a fundo o assunto e, na impossibilidade disto, procure orientação profissional com conhecimento em dietas vegetarianas para planejar o seu cardápio. Enquanto pesquisa e busca orientação, não se deixe desencorajar por esses mitos (veja reportagem na página 30). Atividade Física: Vegetarianos podem praticar musculação normalmente

58

Setembro 2006

Já encontrei azeite de oliva extra-virgem com mais gordura poliinsaturada que monoinsaturada, e vice-versa. Isso pode acontecer? Ronaldo Biasibetti - Por e-mail

Azeites: Alguns azeites de oliva são misturados com óleo vegetal de soja ou girassol

Todo azeite de oliva deve conter sempre mais gordura mono do que poli, ao menos sete mono para cada uma poli. Se você encontrou um produto rotulado como "azeite" que contenha mais poli do que mono, verifique a embalagem pois provavelmente se trata de uma mistura de azeite de oliva com outro óleo vegetal (de soja ou girassol). Já assisti na TV que a gordura trans é encontrada em produtos com "gordura vegetal hidrogenada". Gostaria de saber se produtos que possuem escrito "proteína vegetal hidrolisada", "proteína vegetal" e "gordura vegetal" também possuem gordura trans? Adriana Pires – Rio de Janeiro – RJ De fato, a gordura vegetal hidrogenada contém grande quantidade de gordura trans. Os termos proteína vegetal hidrolisada e proteína vegetal referem-se a isolados protéicos de alimentos vegetais e portanto não se referem a gorduras de qualquer tipo. O termo gordura vegetal pode se referir a um ingrediente com uma determinada quantidade de gordura trans, mas RevistaVegetarianos.com.br

certamente não será tanto quanto a do tipo hidrogenada. A legislação que entrou em vigor no dia 1º de agosto desse ano determina que os rótulos de alimentos deverão informar a quantidade de gordura trans presente e, a partir de agora, ficará mais fácil avaliar sem ter que calcular ou especular a quantidade olhando apenas para a lista de ingredientes. Seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde, a ingestão diária máxima de gordura trans não deve ser superior a 1% das calorias diárias ingeridas. Numa dieta de 2.000 calorias, por exemplo, isso equivale a 2,2 gramas de gordura trans. Mas note que essa é a recomendação máxima, ou seja, quanto menos, melhor.


Perguntas_Respostas.qxp

5/9/2006

16:07

Page 59

Comer a soja torrada (igual ao amendoim) possui os mesmos benefícios que comê-la cozida? Ronaldo Biasibetti - Por e-mail

Existe algum risco maior de ocorrer má-formação fetal nos bebês de mulheres vegetarianas do que nos bebês de não-vegetarianas? Pamela Andrade Pereda - São Paulo - SP

Soja: O grão torrado geralmente tem menos teor de isoflavonas pois o gérmen da soja é removido

Sim, há, e esse risco aumentado atribui-se especificamente à vitamina B12. Gestantes vegetarianas ou veganas devem sempre utilizar um suplemento de vitamina B12 para garantir ao feto o suprimento desta. Mesmo que o status de vitamina B12 da mãe esteja normal, é importante fazer uso da suplementação, pois no caso desse status normal ser devido às reservas da vitamina no organismo (que faz reservas dessa vitamina por até 5 anos), o feto não a estará recebendo de maneira eficiente. O mesmo vale para o aleitamento materno, pois a vitamina B12 que chega ao feto ou ao recém-nascido por essas vias é a vitamina B12 circulante (a "nova") e não aquela oriunda das reservas. O ácido fólico também tem papel importante, mas a ingestão desse nutriente por vegetarianos é maior quando comparada àquela dos indivíduos que consomem carne. Tenho 16 anos e me tornei ovo-lacto vegetariana há menos de 1 ano. Eu já era gordinha e, em vez de emagrecer, engordei mais 6 kg. O que posso estar fazendo de errado? Carla Azevedo - São Paulo - SP A dieta vegetariana pode ser muito eficaz para o controle de peso, mas se praticada sem critério Gravidez: Gestantes pode também ter vegetarianas devem o efeito inverso. usar um suplemento de vitamina B12 Um erro RevistaVegetarianos.com.br

comum que ocorre quando se deixa de consumir a carne é aumentar a ingestão de ovos e laticínios, ambos muito ricos em gordura (50% das calorias derivadas do leite vêm de gorduras e muitos queijos apresentam valores ainda superiores a esse). Sem a devida pesquisa e introdução de novas preparações, o vegetariano novato pode se ver com um cardápio bastante limitado e como conseqüência aumentar a ingestão de alimentos processados muito ricos em carboidratos (massas, bolachas e outras guloseimas). Isso prejudicará não apenas o seu controle de peso, mas também outros aspectos da nutrição como uma baixa ingestão de ferro, fibras e proteína.

Dr. George Guimarães é nutricionista especializado em dietas vegetarianas e diretor da nutriVeg Consultoria em Nutrição Vegetariana. Mais informações: www.nutriveg.com.br nutriveg@terra.com.br (11) 5585-3475

Fotos: sxc.hu

O processo pelo qual passa a soja torrada é diferente do da cocção do grão, portanto há variação no seu valor nutricional, que é superior na soja cozida. O mais importante, no entanto, é o teor de isoflavonas que pode ser significativamente reduzido na soja torrada, pois algumas indústrias removem o gérmen da soja (parte do grão onde estão concentradas as isoflavonas) para destiná-lo a outros usos. Em geral, a soja torrada que vem partida está desprovida do gérmen. Para conferir, verifique se falta um pequeno pedaço do grão (do tamanho da cabeça de um alfinete) na sua parte inferior.

Como enviar suas dúvidas Envie suas perguntas para o e-mail vegetarianos@europanet.com.br, para o endereço Rua MMDC, 121, Butantã, São Paulo, SP, CEP 05510-900, ou para o fax (11) 3819-0538. Não se esqueça de mencionar a referência Perguntas e Respostas – Revista dos Vegetarianos no item "assunto" do e-mail, carta ou fax.

Setembro 2006

59


Guia - Edi ªo 2.qxp

5/9/2006

15:23

Page 60

GUIA DE RESTAURANTES

Banana Verde recém-inaugurado Banana Verde é mais uma excelente opção ovo-lacto vegetariana para os paulistanos. Localizado no bairro da Vila Madalena e com um ambiente muito aconchegante, o restaurante conta com um cardápio sofisticado e saboroso. Um dos diferenciais do Banana Verde é que ele abre para o café da manhã, almoço e oferece pizzas no jantar. O preço do café da manhã varia de R$ 7 a R$ 11 e o almoço, de R$ 18 a R$ 20. Além do restaurante, o estabelecimento conta com um empório natural, onde é possível encontrar chás, cereais, sucos e uma grande variedade de grãos.

O

Endereço: Rua Harmonia, 278 - Vila Madalena - São Paulo - SP Horário: Segunda a domingo das 9h às 15h30 Terça a domingo das 18h às 22h Mais informações: (11) 3814-4828

Diferencial: O Banana Verde abre para o café da manhã, almoço e oferece pizzas no jantar Foto: Iatã Cannabrava

São Paulo Alcaparra Av. Pompéia, 2.544 - Pompéia Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h30 • Sábado e domingo das 12h às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações: (11) 3672-7674 Alfredo Endereço: Largo do Café, 14 - 1º andar - Centro • Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3104-9970 Alternativa Casa do Natural Rua Fradique Coutinho, 910 - Vila Madalena • Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3816-0706 ou www.alternativacasadonatural.com.br Apfel – Centro Rua Dom José de Barros, 99 - Centro Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3256-7909 ou www.apfel.com.br

60

Setembro 2006

Apfel – Jardins Rua Bela Cintra, 1.343 - Cerqueira César • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Sábado e domingo das 12h às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3062-3727 ou www.apfel.com.br Banana Verde Rua Harmonia, 278 - Vila Madalena Horário: Segunda a domingo das 12h às 15h30 • Terça a domingo das 18h às 22h • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3814-4828

Mais informações: (11) 3825-8499 ou www.bioalternativa.com.br

informações: (11) 5034-3719 ou www.ceunatural.com.br

Bioqualitá Rua Cardoso de Almeida, 1.457 Perdizes • Horário: Segunda a sábado das 11h45 às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3801-4406

Cheiro Verde Rua Peixoto Gomide, 1.078 Jardim Paulista • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Sábado e domingo das 12h às 17h • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3289-6853

Bio Saúde R.Tobias Barreto, 809 - Mooca Horário: Segunda a sexta 11h30 às 15h • Domingo das 11h30 às 15h Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações: (11) 6605-6452

Bio Alternativa – Higienópolis Rua Maranhão, 812 - Higienópolis Horário: Segunda a sexta das 12h às 15h30 • Sábado e domingo das 12h às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3825-8499 ou www.bioalternativa.com.br

Cachoeira Tropical Rua João Cachoeira, 275 - Itaim Bibi Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h • Sábado e domingo das 11h30 às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações: (11) 3167-5211 ou www.cachoeiratropical.com.br

Bio Alternativa – Jardins Al. Santos, 2.214 - Cerqueira César Horário: Segunda a sexta das 12h às 15h • Sábado e domingo das 12h às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano

Céu Natural R. Hideo Sugyama, 70 - Jabaquara Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 14h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais

RevistaVegetarianos.com.br

Delhi Palace Av Juscelino Kubitschek, 1.132 Itaim Bibi • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Terça a sexta das 18h30 às 23h • Sábado das 12h às 16h e das 19h às 00h • Tipo: A la carte com opções lacto-vegetariano Mais informações: (11) 3073-1209 Delícia Natural Rua Albion, 193 - Lapa • Horário: Segunda a quinta das 11h às 15h Sexta das 11h às 16h • Tipo: Bufê vegetariano • Mais informações: (11) 3831-8860 Demether Cozinha Vegetariana R.Verbo Divino, 1.519 - Santo Amaro


Guia - Edi ªo 2.qxp

5/9/2006

Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 5182-9118 Espaço Natural Av. Cotovia, 912 - Moema • Horário: Segunda a segunda das 11h30 às 16h Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (11) 5535-2736 Frazão Vegetariano R. Chafic Maluf , 193 - Brooklin Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano e vegano • Mais informações: (11) 5181-3193 Gaia Gourmet Vegetariano Rua Cônego Eugênio Leite, 1.152 Pinheiros • Horário: Segunda a sexta das 12h às 16h • Sábado e domingo das 12h30 às 17h30 • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3031-0680 ou www.gaiavegetariano.com.br Gopala Prasada Rua Antônio Carlos, 413 / 429 Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Sábado das 12h às 15h Tipo: À la carte lacto-vegetariano • Mais informações: (11) 3289-1911 ou www.gopalaprasada.com.br Grão de Soja Rua Girassol, 602 - Vila Madalena Horário: Segunda a sábado das 12h às 18h • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3813-2166 ou www.graodesoja.com.br Lá na Quitanda Rua Rodésia, 128 - Vila Madalena Horário: Segunda a segunda das 12h às 16h30 e das 19h às 23h (aos domingos não abre à noite) Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3097-0410 Lagoa Tropical Rua Borges da Lagoa, 406 • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Domingo das 11h30 às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 5579-9228 Lótus Rua Brigadeiro Tobias, 420 - Luz Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto

15:23

Page 61

vegetariano • Mais informações: (11) 3229-5696

Tipo: Bufê vegetariano e Pizzaria Mais informações: (11) 3835-2490 ou www.larvegetariano.com.br

Maha Mantra Rua Fradique Coutinho, 766 - Vila Madalena • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Sábado e domingo das 12h às 16h • Tipo: Bufê lactovegetariano • Mais informações: (11) 3032-2560 ou www.mahamantra.com.br Mercado Alternativo Fulô Rua Haddock Lobo, 899 - Jardim Paulista • Horário: Segunda a sábado das 11h às 23h30 Domingo das 12h às 19h Tipo: À la carte ovo-lacto e vegano • Mais informações: (11) 3081-7769 Moinho de Pedra Rua Francisco de Moraes, 227 - Santo Amaro • Horário: Segunda a sexta das 12h às 15h30 • Sábado das 12h às 17h Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano Mais informações: (11) 5181-0581 Mosteiro Devakan Pça General Gentil Falcão, 86 Brooklin • Horário: Segunda a sábado das 11h45 às 16h • Tipo: À la carte com opções ovo-lacto vegetarianas Mais informações: (11) 5506-3875 Nutrisom Viaduto 9 de julho, 160 - Centro Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h15 • Domingo das 11h30 às 16h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3255-4263 ou www.nutrisom.com.br Nutrivida Rua Fernão Tavares, 132 - Brás Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 14h30 • Domingo das 12h às 15h Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 6197-5571 Orange Rua Batatais, 388 - Jardim Paulista Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3885-3384 Pizzaria e Rest. Lar Vegetariano Rua Domingos Rodrigues, 423 - Lapa Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h30 • Sábado a das 19h às 23h Domingo das 12h às 15h30

Horário: Segunda a segunda das 11h às 22h • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3083-6237 Soja Brasil Rua da Mooca, 3.048 - Mooca Horário: Segunda a sábado das 9h às 18h • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 6886-4226 ou www.sojabrasil.com.br

• Sala de ioga e relax • Aceita cartões de crédito e tiquetes Endereço: Rua Diogo Moreira, 312 - Pinheiros Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h Sábado das 11h30 às 15h30 Tipo: Bufê lacto-vegetariano Mais informações: (11) 3815-1448 ou casaprema@uol.com.br

Prema Yoga Rua Maria Figueiredo, 189 - Bela Vista Horário: Segunda a sexta das 12h às 15h30 e 17h às 20h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações: (11) 3285-3464 www.premayoga.com.br Puri Rua Augusta, 2.052 - Jardins • Horário: Segunda a sábado das19h às 00h • Tipo: À la carte lacto vegetariano • Mais informações: (11) 3062-4429 Recanto Vegetariano Rua Arandu, 407 - Brooklin • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h Domingo, 12h às 16h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 5506-8944 ou www.recantovegetariano.com.br Recanto Verde Rua Guaranésia, 1.276 - Vila Maria Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Sábado das 12h às 16h • Mais informações: (11) 6636-1129 ou www.recantoverderestaurante.com.br Satori Praça Carlos Gomes, 60 / 1º andar Liberdade • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 14h e das 18h às 20h Sábado das 11h às 13h • Tipo: Prato do dia ovo-lacto vegetariano Mais informações: (11) 3242-9738 Sattva Al. Itu, 1.564 - Cerqueira César

RevistaVegetarianos.com.br

Vegethus Rua Padre Machado, 51 - Vila Mariana Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Sábado e domingo das 11h30 às 16h • Tipo: Bufê vegano • Mais informações: (11) 5539-3635 Vegacy Rua Augusta, 2.077 / Loja 03 - Jardim Paulista • Horário: Segunda a sábado das 12h às 15h30 • Tipo: Bufê vegano Mais informações: (11) 3062-9989 VegeTao R. Dr. Diogo de Faria, 568 - Vila Clementino • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Sábado das 11h30 às 15h30 • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (11) 5574-6875 Vie Verte Rua Bianchi Bertoldi, 128 - Pinheiros Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano com bufê de salada Mais informações: (11) 3812-4331 ou www.vieverte.com.br ZYM Rua Tonelero, 1.248 - Lapa • Horário: Segunda a sábado das 12h às 15h • Tipo: Prato lacto-vegetariano • Mais informações: (11) 3021-5637 ou www.zym.com.br

Rio de Janeiro Bardana's Praça Ana Amélia, 9 / Sobreloja Centro Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h30 • Tipo: Bufê por quilo Mais informações: (21) 2292-9232 ou www.restaurantevegetariano.com.br Beterraba Rua da Alfândega, 25A - Centro Horário: Segunda a sexta das 11h15 às 15h40 • Tipo: Bufê por quilo vegetariano • Mais informações: (21) 2253-7460 Setembro 2006

61


Guia - Edi ªo 2.qxp

5/9/2006

15:23

Page 62

GUIA DE RESTAURANTES

Green Rua do Carmo, 38 / Sobreloja - Centro Horário: Segunda a quinta das 11h às 15h30 • Sexta das 11h às 15h Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações: (21) 2252-5356

Tempeh Rua 1º de Março,24 / Sobreloja Centro • Horário:Segunda a sábado das 11h às 16h • Tipo:Bufê vegetariano • Mais informações: (21) 2232-8007 ou www.restaurantetempeh.com.br

Health's – Centro Rua Senador Dantas,84 - Centro Horário:Segunda a sexta das 11h às 15h30 • Tipo:Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações:(21) 2240-5388

Vegan Vegan Rua Voluntários da Pátria, 402B Botafogo • Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 16h • Tipo: Refeição do dia vegana • Mais informações: (21) 2286-7078

Metamorfose Rua Santa Luzia, 405, sobreloja 20 Centro • Horário: Segunda a sábado das 12h às 16h • Tipo: À la carte com opções vegetarianas • Mais informações: (21) 2262-6306 ou www.restaurantemetamorfose.com.br Natural Up Rua do Catete, 228 - loja 116 - Catete Horário: Segunda a sábado das 11h às 15h • Tipo: À la carte vegetariano Mais informações: (21) 2556-6681

Brasília

Oficina da Semente Rua Joaquim Silva, 137 - Lapa Horário: Segunda à sexta das 12h às 15h • Tipo:Vegetariano (crudívoro) Mais informações: (21) 2509-3316

Amor à Natureza SCLN 310, bloco A, loja 42-50 - Asa Norte • Horário: Segunda a Sábado das 11h às 15h • Tipo: Bufê por quilo lacto vegetariano • Mais informações (61) 3272-2055

Panela de Barro Rua Marques de Abrantes,26 - loja H Horário:Segunda a sexta das 9h às 21h • Sábado das 10h às 16h • Tipo:À la carte com opções ovo-lacto vegetarianas Mais informações:(21) 2557-8600

Bardana SCLN 405, bloco A, loja 22 - Asa Sul Horário: Segunda a segunda das 11h30 às 15h30 • Tipo: Bufê por quilo vegetariano • Mais informações: (61) 3242-3532

Refeitório Orgânico Rua 19 de Fevereiro, 120 - Casa 2 Botafogo • Horário: Segunda a sábado das 11h às 16h • Tipo: Bufê ou à la carte vegetariano • Mais informações: (21) 2537-0750 ou (21) 2266-7178

Girassol SCLS 409, bloco B, lojas 15 e 16 Asa Sul • Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 15h • Segunda a sexta das 16h30 às 20h • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto • Mais informações: (61) 3242-1542

Reino Vegetal Rua Luiz de Camões, 98 / Sobrado Centro • Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h30 • Tipo: Bufê por quilo vegetariano • Mais informações: (21) 2221-7416 ou www.restaurantevegetariano.com.br Rio Vegetariano Rua Voluntários da Pátria, 448 loja 83/84 Cobal - Botafogo Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 16h • Tipo: Prato pronto ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (21) 2527-7558

62

Vegetariano Social Clube Rua Conde de Bernadote, 26 Loja L - Leblon • Horário: Segunda a sábado das 12h às 24h • Domingo das 12h às 18h • Tipo: Bufê no almoço e à la carte no jantar (vegetariano) • Mais informações: (21) 2294-5200 ou www.vegetarianosocialclube.com.br

Setembro 2006

Naturetto – Asa Norte SCLN 405, bloco C, loja 55 Asa Norte • Horário: Segunda a segunda das 11h30 às 15h e das 18h às 23h • Sábado e domingo 11h30 às 16h • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (61) 3201-6223 Naturetto SASF Quadra 3 - Bloco A - Anexo 4 Subsolo - Sala 28 - Asa Sul Horário: Segunda a sexta das 11h às 18h30 • Tipo: Bufê por quilo

ovo-lacto vegetariano Mais informações: (61) 3216-9895 Flor de Lótus CLN 102, bloco A, loja 48 - Asa Norte Horário: Segunda a sábado das 11h às 15h • Tipo: Bufê por quilo vegetariano Mais informações: (61) 3326-9763 Naturama SCLS 102, Bloco B - Loja 9 - Asa Sul Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Domingo das 12h às 15h30 Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (61) 3223-3648

Florianópolis Vida Rua Visconde de Ouro Preto, 298 Centro • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h30 • Tipo: Bufê lacto vegetariano • Mais informações: (48) 3223-4507 Verdilha Rua Deputado Antônio Edu Vieira, 1.760 - Pantanal • Horário: Segunda a sexta das 11h15 às 16h e das 19h às 22h30 • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano (natural) Mais informações: (48) 3233-2128

Curitiba All Natura Rua João Negrão, 150 - Centro Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h • Domingo das 11h30 às 15h Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações: (41) 3233-0664 Mister Quilo Av. João Gualberto, 1.423 - Juvevê Horário: Segunda a sexta das 11h15 às 14h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano (natural) • Mais informações: (41) 3252-3696 Green Land Rua XV de Novembro, 548 - Centro Horário: Segunda a segunda das 11h às 14h30 • Tipo: À la carte ovo-lacto Mais informações: (41) 3322-2132 Greenlife Rua Dr. Carlos de Carvalho, 271 Centro • Horário: Segunda a segunda das 11h às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (41) 3223-8490

RevistaVegetarianos.com.br

Mikado R. São Francisco, 126 - Centro Horário: Segunda a sábado das 11h às 14h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (41) 3323-6709 Restaurante Ecológico Clorofila R. Saldanha Marinho, 1.110 - Centro Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 14h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (41) 3322-9597 Sorela – Bigorrilho R. Júlia da Costa, 1735 - Bigorrilho Horário: Domingo a sexta das 11h às 14h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (41) 3335-3216 Sorela – Centro Cívico R. Marechal Hermes, 728 - Centro Cívico • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h30 • Segunda a quinta das 18h às 23h30 • Domingo das 11h30 às 15h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (41) 3026-5794 Super Vegetariano R. Presidente Faria, 121 - Centro Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h e das 17h30 às 20h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (41) 3223-6277 Viva Mais R. México, 231 - Bacacheri • Horário: Domingo a sexta 11h às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (41) 3256-8952

Salvador Saúde na Panela Rua das Hortênsias, 752 - Pituba Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h30 e das 17h30 às 21h Sábado das 11h30 às 16h30 • Tipo: Bufê a quilo lacto vegetariano • Mais informações: (71) 3353-6788 Brisa Rua Sargento Astrolábio, 150 - Pituba Horário: Domingo a sexta das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê a quilo vegetariano Mais informações: (71) 3248-3400 Gergelim Rua Minas Gerais, 703 - Pituba Horário: Segunda a sábado das 11h30


Guia - Edi ªo 2.qxp

5/9/2006

às 15h • Tipo: Bufê a quilo ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (71) 3240-6792 Grão de Arroz Rua Professor França, 88 - Barris Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h30 e das 17h às 19h30 • Sábado das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê a quilo ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (71) 3328-2157 Manjericão Rua Fonte do Boi, 3B - Rio Vermelho Horário: Segunda a sábado das 12h às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (71) 3335-5641 Saúde Total Av. Joana Angélica, 148 - Nazaré Horário: Segunda a sexta das 11h20 às 15h • Tipo: Bufê a quilo ovo-lacto Mais informações: (71) 3322-4583 Ramma Rua Lord Cochrane, 76 - Barra Avenida Horário: Sexta a domingo das 11h30 às 15h30 • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (71) 3264-0044 Vida e Saúde Avenida Estados Unidos, 18, sala 414 Comércio • Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h • Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (71) 3242-8891

Recife Casa do Naturista Rua 24 de Maio, 90 - São José Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê por quilo vegetariano • Mais informações: (81) 3224-2941 Céu e Terra Rua do Riachuelo, 641 - Boa Vista Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h e das 17h às 19h • Sábado das 11h30 às 14h30 • Tipo: À la carte vegetariano • Mais informações: (81) 3222-0606 Green Rua Gervásio Pires, 577 - Boa Vista Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (81) 3223-1701

15:23

Page 63

O Vegetariano Rua Dom Pedro Henrique, 153A - Boa Vista • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 14h • Sábado das 12h às 15h Tipo: Bufê lacto vegetariano • Mais informações: (81) 3423-3638 Govinda Rua Bernardo Guimarães, 114 - Boa Vista • Horário: Segunda a sexta das 11h40 às 21h • Sábado das 11h40 às 15h • Tipo: Bufê lacto vegetariano Mais informações: (81) 3221-4202 Nutribem – Santo Amaro Rua Idelfonso Lopes, 70 - Santo Amaro • Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 14h • Tipo: Bufê por quilo lacto vegetariano • Mais informações: (81) 3231-2625

ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (31) 3227-3781 San Ro Rua Professor Moraes, 651 • Horário: Segunda a sábado das 11h às 15h Tipo: Bufê ou a la carte ovo-lacto vegetariano e vegano • Mais informações: (31) 3264-9236

Campinas – SP Lótus R. Benedito Alves Aranha, 153 - Barão Geraldo • Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 14h30 • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (19) 3289-9821

Cuiabá – MT

Nutribem – Boa Vista Av. Conde da Boa Vista, 1.130 Boa Vista • Horário: Segunda a sexta das 12h às 15h Bufê: Bufê por quilo lacto vegetariano Mais informações: (81) 3221-1201

Ki-Nutre Rua São Joaquim, 977 - Porto Horário: Domingo a sexta das 11h às 14h • Tipo: Bufê por quilo lacto vegetariano • Mais informações: (65) 3321-3540

Semear Alimentação Natural Rua 24 de Junho, 166 - Encruzilhada Horário: Segunda a sexta das 11h30 às 15h • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (81) 3241-0972

Campo Grande – MS

Outras Cidades

Café Lírio Rua Maracaju, 400 - Centro Horário: Segunda a sexta das 7h às 18h • Sábado das 7h às 13h • Tipo: opção de prato ovo-lacto vegetariano ou vegano • Mais informações: (67) 3028-4388

Aracaju - SE

Niterói – RJ

Empório Naturista Rua Pacatuba, 281 - Centro • Horário: Segunda a sexta das 11h às 14h30 Sábado das 11h às 14h • Tipo: A la carte com opções ovo-lacto vegetariano e vegana • Mais informações: (79) 3211-8289

Alecrim Rua Presidente Backer, 190 - Icaraí Horário: Segunda a sábado das 11h às 15h30 • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (21) 2610-0658

Belo Horizonte – MG Bio Natural Rua Curvelo, 72 - Floresta • Horário: Segunda a sexta das 8h às 19h40 Sábado das 8h às 15h30 • Domingo das 11h às 15h • Tipo: Bufê por quilo ovo-lacto vegetariano e natural • Mais informações: (31) 3213-3089 Casa Nascente do Sol Rua Paraguai, 86 - Sion • Horário: Segunda a sexta das 8h às 19h Sábado das 8h às 17h • Tipo: A la carte

Verdejante Estrada São Sebastião • Horário: Sábado e domingo das 13h às 16h Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano Mais informações: (21) 3021-2677 / (21) 2709-5378 ou www.webduzido.com.br/verdejante

Santos – SP Gostoso Rua Frei Gaspar, 71 - Centro • Horário: Segunda a sexta das 11h às 15h Tipo: Bufê ovo-lacto vegetariano Mais informações: (13) 3219-2105

RevistaVegetarianos.com.br

Maria Farinha Rua Alexandre Herculano, 168 Gonzaga • Horário: Segunda a sábado das 11h30 às 15h30 • Terça a domingo 19h às 24h • Tipo: À la carte lacto vegetariano • Mais informações: (13) 3224-2829

São Lourenço – MG Raio de Luz Rua Batista Luzardo, 127 - Centro Horário: Segunda a Sexta 11h45 às 14h30 • Tipo: À la carte ovo-lacto vegetariano • Mais informações: (35) 3332-2325

Vitória – ES Cio da Terra Rua Maria Eleonora Pereira, 940 Jardim da Penha • Horário: Segunda a sábado das 11h às14h • Tipo: À la carte vegetariano • Mais informações: (27) 3314-1124 Sol da Terra Rua Barão de Monjardim, 171 - Centro Horário: Segunda a sábado das 11h às 14h30 • Tipo: Bufê por quilo vegetariano • Mais informações: (27) 3223-1205

Divulgue seu Restaurante aqui Se você é proprietário ou conhece algum restaurante vegetariano que não consta nesta lista, entre em contato com a redação pelo telefone (11) 3038-5066 ou pelo e-mail: vegetarianos@europanet.com.br


Onde Encontrar - Edi ªo 2.qxp

6/9/2006

17:45

Page 64

ONDE ENCONTRAR

Irmão Sol Rua Barata Ribeiro, 370 - loja 103 Copacabana • (21) 2235-5997

Produtos Naturais e Vegetarianos em sempre é fácil encontrar produtos naturais como proteína de soja, tofu, leite condensado de soja, entre outros. Aqui você confere uma relação com dezenas de lojas de produtos naturais de diversos locais do Brasil. Também verá uma relação de empresas e pessoas que comercializam congelados vegetarianos.

N Congelados Ana Maria (11) 5579-2314 www.colchaderetalhos.net CIBO Alimento Natural (61) 9613-6969 www.ciboalimentos.com.br Grano Alimentações Vegetarianas (11) 3885-6510 Quituts Vegan (31) 3461-5841 todosabor@hotmail.com Super Bom (11) 6842-1830 www.superbom.com.br Sattva (11) 3083-6237

64

ISEO Alimentos Rua Carlos de Vasconcelos, 125 Loja Q - Tijuca • (21) 2264-5707 Mundo Verde - Belford Roxo Rua João Fernades Neto, 1.260 (21) 2662-0909 Mundo Verde - Duque de Caxias Praça do Pacificador, 15 (21) 2652-2562

Mundo Verde (Max Center) Av. Antônio Carlos Magalhães, 846 Lojas 1 e 2 - Ed. Max Center (71) 3359-0976

Blumenau Mundo Verde Rua Sete de Setembro, 1213 loja 63 Shopping Neumarkt • (47) 3222-3142

Minas Gerais

Rio de Janeiro

Belo Horizonte Fito Av. Contorno, 6.975 - Santo Antônio (31) 3344-9505 ou 3296-1924 Integração Saúde Rua Leopoldina 113 Sto. Antônio • (31) 3296-4635 Juiz de Fora Mundo Verde Rua Santa Rita, 526 - Centro (32) 3216-2831

Lojas

Nova Lima Mundo Verde Av.Toronto, 508 Lj. 13 (31) 3541-6220

Bahia

Santa Catarina

Salvador Mundo Verde (Center Lapa) Rua Portão da Piedade, 155 - Loja 229 (71) 3328-1308

Nova Friburgo Mundo Verde Friburgo Av. Alberto Braune, 94 - Loja A - Centro (22) 2523-1684 Petrópolis Mundo Verde Shopping Pedro II Rua do Imperador, 288 - Loja 10 (24) 2237-0021 Mundo Verde Petrópolis Rua do Imperador, 864 - Centro (24) 2242-7788 Mundo Verde Itaipava Estrada União Indústria, 10.067 (24) 2222-3242

Mundo Verde - Nilópolis Estr. Getúlio Vargas, 1.377 (21) 2791-1060 Mundo Verde - Nova Iguaçu Rua Otávio Tarquínio, 165 (21) 2797-3455 Mundo Verde - Piabetá Av. Santos Dumont, 177 - loja 02 (21) 3655-9422 Mundo Verde - S. José de Meriti Rua da Matriz, 56 (21) 2756-3844 Mundo Verde - Shopping Grande Rio Estr. Municipal São João de Meriti,111 Loja 139 • (21) 2752-9197 Mundo Verde - Barra Av. Olegário Maciel, 519 - Loja F (21) 2492-1469

Rio de Janeiro Aipo Verde Rua Ataufo de Paiva, 135 Leblon • (21) 2529-2380

Mundo Verde - Barra (Ipiranga) Av. das Américas, 7.000 - Loja 5 (21) 2431-1993

Florianópolis Vida Rua Visconde de Ouro Preto, 298 Centro • (48) 3223-4507

Casa Vitana Rua Paissandu, 111 - Loja D Flamengo • (21) 2205-6798

Mundo Verde - Recreio Av. das Américas, 16.285 - Loja H (21) 2487-1111

Mundo Verde (Centro Mercês) Av. Sete de Setembro, 147 (71) 3329-4671

Casarão de Alimentos Orgânicos Rua Pequeno Príncipe, 1.257 Campeche • (48) 3237-3077

Fontes Rua Visconde de Pirajá, 605 Loja D - Ipanema • (21) 2512-5900

Mundo Verde - Map Barra Av. das Américas,10.200 - Box 10 (21) 3150-4709

Mundo Verde (Shopping Iguatemi) Av.Tancredo Neves, 148 - Loja 22 QDP (71) 3460-3293

Espaço Mais Saúde Rua Capitão Romualdo de Barros, 916 Carvoeiras • (48) 3234-2837

Gávea Integral Rua Marquês de São Vicente, 75 Loja 105 - Gávea • (21) 2512-2283

Mundo Verde - Novo Leblon Av. das Américas, 7607 - Loja 153 (21) 2438-9085

Mundo Verde (Shopping Barra) Av. Centenário, 2992 - Loja 340/1 (71) 3264-2883

Sabor da Terra Rua João Pio Duarte Silva, 1.124 Córrego Grande • (48) 3234-6714

Grão Integral Rua das Laranjeiras, 43 - Loja 13 (21) 2285-6739 e (21) 2225-4720

Mundo Verde - Pão de Açúcar Av. das Américas, 2000 - Box 27 (21) 2439-1879

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


Onde Encontrar - Edi ªo 2.qxp

5/9/2006

15:57

Page 65

Mundo Verde - Shopping Downtown Av. das Américas, 500 Bl. 22 - Loja 109 (21) 3153-7682

Cerealista Helena Rua Santa Rosa, 141 e 149 Brás • (11) 3227-6767

Mundo Verde - Vila Nova Conceição Rua Afonso Braz, 462 (11) 3842-9440

Mundo Verde - Shopping Iguatemi Av.Washington Soares, 85 - loja 415(85) 241-4088

Mundo Verde - Via Parque Av. Ayrton Senna, 3000 - Loja 1007 (21) 2421-9272

Cereal Brasil Rua Rodésia, 242 - Vila Madalena (11) 3814-3401

Naturais e Orgânicos Rua Dr. Cesar, 530 - Conj. 808 Santana • (11) 6971-8858

Natal - RN Mundo Verde - Tirol Av. Afonso Pena, 813 (84) 201-2804

Verdevida Rua Lauro Muller, 116 - 4º Piso - D59 (21) 2295-1542

Empório Siriuba Al. Franca, 1.590 - Jardins (11) 3081-4303 www.emporiosiriuba.com.br

Ponto Verde R. do Estilo Barroco, 442 Sto. Antônio • (11) 5182-5161

Teresópolis Mundo Verde Teresópolis Praça Baltazar da Silveira, 60 - Várzea Tel: (21) 2742-3036

São Paulo Indaiatuba Alcaparra Rua Pedro Gonçalves, 1041 - Centro (19) 3894-1430 São Paulo Alcaparra Avenida Pompéia, 2.544 Pompéia (11) 3672-7674 Alternativa Casa do Natural Rua Fradique Coutinho, 910 Vila Madalena • (11) 3814-0607 Bio Alternativa Rua Maranhão, 812 - Higienópolis (11) 3825-4759 Banana Verde Rua Harmonia, 278 - Vila Madalena (11) 3814-4828

Mercato Naturale Rua Tuiuti, 2.900 - Tatuapé (11) 6671-5188 e (11) 6671-8963

Sabor Natural Av. Leoncio de Magalhães, 1.297 Jardim São Paulo (11) 6977-4304

Mundo Verde - Alameda Santos Alameda Santos, 2223 (11) 3064-2015

Seipar Produtos Naturais Rua Paracuê, 340 - Sumarezinho (11) 3672-9691

Mundo Verde - Itaim Rua João Cachoeira, 554 (11) 3071-1069

Vida Leve Rua João Cachoeira, 213 - Itaim (11) 3078-0198

Mundo Verde - Moema Av. Cotovia, 890 (11) 5096-3810

Santos Mundo Verde Av. Ana Costa, 549 - loja 59A (13) 3284-4578

Mundo Verde - Perdizes Rua Cardoso de Almeida, 1538 (11) 3875-6103

Outras Cidades

Mundo Verde - Pinheiros Avenida Pedroso de Moraes, 983 (11) 8323-0700

Brasília - DF Empório Verde SCRN 714 e 715 - Bloco G Loja 34 • (61) 3347-7725

Mundo Verde - Santana Rua Doutor César, 237 (11) 6950-9630

Mundo Verde SDNCNB - Conj.Nacional - Loja C 01-A (61) 326-1313

Mundo Verde - Tatuapé Rua Apucarana, 642 (11) 6225-3171

Curitiba - PR Armazém Alternativo Galeria Júlio Moreira - Loja 04 Centro • (41) 3233-6928 Fortaleza - CE Mundo Verde - Cid. dos Funcionários Av. Oliveira Paiva, 2797 - Loja 18 (85) 271-2770 Mundo Verde - Papicu Av. Eng.Santana Jr., 2277 - Ljs - 1,2 e 3 (85) 249-3631 Mundo Verde - Aldeota Av. Santos Dumont, 3000 - Loja 20 (85) 264-3987

RevistaVegetarianos.com.br

Mundo Verde - Shopping Midway Av. Engenheiro Roberto Freire, 2920 Loja 62 • (84) 3646-3323 Pelotas - RS Mundo Verde Rua Quinze de Novembro, 667 loja 17 (53) 3028-7858 Porto Alegre - RS Mundo Verde Av. João Walling, 1800 loja 2218 Chácara das Pedras Shopp Iguatemi (51) 3381-3465 Recife - PE Mundo Verde - Tacaruna Av. Agamenon Magalhães, 153 - Lj 253 (81) 3223-8371 Mundo Verde - Shopping Plaza Rua Dr. João Santos Filho, 255 - Lj 9 (81) 3267-7369 Mundo Verde - Shopping Recife Rua Padre Carapuceiro,777 - Loja BV90 (81) 3326-0166 Vila Velha - ES Mundo Verde Av. Carioca, 353 - Loja 201C - 3PV - 1PS (27) 3320-6320 Vitória - ES Mundo Verde Av. Américo Buaiz, 200 - Lojas 238 (27) 3335-1238

Divulgue sua loja aqui Se você é proprietário ou conhece alguma loja de produtos naturais que não consta nesta lista, entre em contato com a redação pelo telefone (11) 3038-5066 ou pelo e-mail: vegetarianos@europanet.com.br

Setembro 2006

65


frase do mes.qxp

5/9/2006

14:58

Page 66

FRASE DO MÊS

Reprodução

Paul e Linda McCartney

Se os matadouros tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos. Nós nos sentimos melhores com nós mesmos e melhores com os animais, sabendo que não estamos contribuindo para o sofrimento deles

* O ex-Beatle Paul McCartney e sua esposa Linda McCartney (1941 - 1998) se tornaram vegetarianos após verem alguns cordeiros brincando em um campo, enquanto comiam uma refeição feita com carne de cordeiro.

66

Setembro 2006

RevistaVegetarianos.com.br


Anuncio_ebar.qxd

5/9/2006

17:12

Page 1


Anuncio_vegethus.qxd

5/9/2006

17:04

Page 1

Revista dos Vegetarianos - Edição 2  

Segunda edição da Revista dos Vegetarianos, publicada em outubro de 2006.

Revista dos Vegetarianos - Edição 2  

Segunda edição da Revista dos Vegetarianos, publicada em outubro de 2006.

Advertisement