Issuu on Google+

Jornal

ANO XV - Nº 207 - DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 A 03 DE JANEIRO DE 2014 Circulação: Estados de Minas Gerais e Espírito Santo - R$ 1,00

www.jornalintervales.com.br

Produções e Eventos Com esta Marca seu Evento Acontece

www.gmproducoeseeventos.com.br

Prefeitura de Dom Silvério, antecipa décimo terceiro e salário de dezembro

A menina dos

Confira na página 02

DOIS DOISMIL LIVROS DOIS MIL MIL LIVROS LIVROS

Seguindo a política de austeridade e valorização do servidor público adotada pelo prefeito João Bosco, a Prefeitura de dom Silvério, informa a antecipação do pagamento do 13º para dia 12 de dezembro, terça-feira. O prefeito determinou ainda a antecipação do Pagamento do salário de dezembro para o dia 24/12. “Durante todo o ano realizamos um planejamento organizado e mesmo com a queda de arrecadação, nossa programação financeira nos possibilitou não só honrar, mas antecipar os pagamentos. Estamos valorizando o nosso servidor, e com isso movimentando a economia da cidade”, com esta liberação antecipada circulara mais de 800,000,(oitocentos mil) no comercio local, disse o gestor.

Detalhes nas páginas 02, 06 e 07

Chuva deixa Minas em alerta máximo, governador visita o Vale do Rio Doce Página 03

Governo eleva IPI sobre veículos e alíquotas valem no começo do ano O governo anunciou também que, a partir de primeiro de janeiro, o IPI sobre os automóveis vai começar a ter uma correção gradual. Economistas defendem uma reforma profunda nos impostos cobrados PÁGINA 03

Congresso aprova Orçamento de 2014 Votação foi possível após governo prometer bônus de R$ 2 mi em emendas. Proposta de despesas e receitas segue para sanção de Dilma Rousseff MATÉRIA NAPÁGINA PÁGINA04 03

Confira agenda nas páginas 03 e 05

SCOPARO – Comercio e Representações:

FICA SOLTO NO PRATO

TELEVENDAS: (31) 3873-1144 – FAX: (31) 3873-1391 Rod. Ozires Linhares Fraga, 04 - Exposição - Matipó - MG

SACOLÃO E VERDURÃO VEM-KI-TEM Direção: BICALHO E DORINHA (31) 3872-1576 / 9742-1576 Travessa Presidente Dutra, 54 - Abre Campo - Minas Gerais


A menina dos dois mil livros Pesquisas mostram que quem tem o hábito da leitura aprende melhor, pronuncia melhor as palavras, se comunica melhor de forma geral e tem a imaginação aguçada. Todas essas características são nítidas ao conversar com Larissa Lima Soares, 16 anos. A adolescente tem um vocabulário vasto e as ideias fluem numa naturalidade incrível. Mesmo ainda na adolescência, Larissa já leu dois mil livros. Em um caderno ela tem catalogadas todas as obras que passaram por suas mãos. Mas não pensem que este hábito surgiu de forma natural. Quando criança Larissa tinha pavor à leitura. O pai Carlos Roberto Soares deu um jeito de incentivála. A porta de entrada para o mundo das letras foi o livro “O Mágico de Oz” (L. Frank Baum). “Minha irmã (Larissa Lima Soares, hoje com 24 anos) sempre foi uma leitora voraz. Para me incentivar, meu pai disse que me daria certa quantia em dinheiro para que eu lesse tantos livros. Li e ganhei o meu prêmio, que foi todo gasto na Casa Doce”, recorda sorrindo Larissa. Hoje Larissa não ganha mais gratificações para ler, agora ela ganha conhecimento. A adolescente lê de tudo. Menos os livros de autoajuda. “É um tipo de literatura que não me atrai. Costumo brincar que estes livros só ajudam os autores”. Na contramão de seus colegas, ela também não gosta de ler livros através de computador ou tablet. “Digamos que a leitura exige certo ritual. Gosto de pegar o livro, sentir o seu cheiro. Gosto de tê-lo em minhas mãos”, conta. Larissa é membro da Assembleia de Deus. A Bíblia faz parte de sua leitura diária. Seu livro bíblico preferido é “Atos dos Apóstolos”. “Em ‘Atos’ que a Igreja é fundamentada. É quando as pessoas começam a se reunir”, enfatiza a adolescente. Se você quiser tirar Larissa do sério é pedir para ler um livro do escritor norteamericano Nicholas Sparks (N.E.: autor de vários best-sellers, dentre eles “Diário de uma Paixão” e “Um Amor Para Recordar”, ambos adaptados para o cinema). “Tentei ler alguns livros dele, mas são enjoativos, a leitura não fluía, não saiu do lugar. Então desisti”, brinca Larissa.

Em contrapartida, os cinco livros da saga “Guerra dos Tronos”, de George R R Martin, fazem os olhos de Larissa brilhar. Ela já leu todos: “As Crônicas de Gelo e Fogo”, “Fúria dos Reis”, “A Tormenta de Espadas”, “O Festim dos Corvos”, e “A Dança dos Dragões”. Todos estes volumes ocupam lugar de destaque em sua biblioteca. Porém o autor preferido é Sidney Sheldon. “Seus livros são completos: tem trama e romance. Prende a leitura”, atesta Larissa. Dentre os escritores brasileiros, Larissa gosta mais de Clarice Lispector. “Ela é demais. Perfeita sua obra”, classifica a adolescente. INSPIRAÇÃO PARA OS COLEGAS O gosto que Larissa tem pela leitura acaba incentivando seus colegas. Alguns deles chegam a dizer que só de vê-la lendo com tanta atenção passaram a ter esse hábito. “A leitura tem que ser natural. Tem que se desenvolver de forma espontânea”, ensina Larissa. Ela conta que ideias simples podem fomentar a leitura. “Estudo na Escola Estadual José Augusto Ferreira. Minha professora de Português passou uma ficha literária e pediu que cada aluno escolhesse livros de seu interesse. Não foi uma coisa forçada. Então, os alunos naturalmente procuraram livros que queriam ler. Não foi algo forçado. Nossa professora foi muito elogiada por esta iniciativa. Penso que assim é a melhor maneira de incentivar a leitura”, analisa. Embora seja uma fiel leitora, Larissa nunca pensou em escrever um livro. Pasmem! Ela gosta mesmo é de matemática. “Gosto de cálculos, não gosto de português”, declara dando mais um belo sorriso. Mesmo pensando em seguir o caminho dos números, Larissa não pensa em abandonar a leitura e pretende em breve chegar aos cinco mil livros. “A leitura me proporcionou melhorar minha comunicação. Quem lê tem visão”, argumenta Larissa.

Fogos, luzes, abraços, amigos, beijos, família, sorrisos, lágrimas. Velhas promessas, novas esperanças. Lembranças de momentos felizes. Lembranças daqueles que amamos e que, por alguma razão, não estão conosco. Silêncio, em honra daqueles que natureza chamou. Instante de compartilhamento da dor das famílias. Instante de desejar que as feridas sejam rapidamente cicatrizadas, Que as lágrimas de cada uma dessas pessoas sejam beijadas por anjos no Ano Novo. Boas Festas e um Ano Novo repleto de realizações a todos os nossos leitores e amigos. É o deseja toda a equipe do JORNAL INTERVALES

Prefeito João Bosco no seu 1º ano de mandato resgata eventos e realiza investimentos na saúde e educação

U

m balanço rápidodifíceis com a redução do no seu primeiroFPM. ano de mandato, o Na saúde, uma Prefeito João BoscoG i n e c o l o g i s t a f o i C o e l h o r e a l i z o ucontratada para agregar i m p o r t a n t e sà equipe municipal, cujos investimentos na área daíndices pela segunda saúde, educação e obrasvez, foram alcançados que era há temposem relação às metas do r e i v i n d i c a d a s p e l aPrograma Saúde em p o p u l a ç ã o d e D o mC a s a , n o Silvério. Vale lembrar quea c o m p a n h a m e n t o a as prefeituras estãogestantes. passando por momentos

Duas reivindicações dos moradores que era o transporte gratuito para estudantes que vão a Ponte Nova e uma abertura de rua para melhoria da mobilidade urbana, beneficiando moradores próximo à CRECHE foram atendidas. Um terreno também foi adquirido para a Botânico Hair, empresa instalada no município e, com essa ação, garantiu o emprego de 50 pessoas, beneficiando várias famílias, direta e indiretamente. Na área de eventos, destacamos o resgate da Exposição Agropecuária com a realização do Torneiro Leiteiro, muito comemorado pelos produtores rurais do município, elevando e promovendo o município a nível regional.

Resgate da Exposição e Torneiro Leiteiro

Educação: Transporte gratuito para estudantes Saúde: Investimentos e metas alcançadas

Aquisição de lote para abertura de rua

CURSO DE FIBRAS NATURAIS Razão Social: Empresa Tropicaldense LTDA/ME CNPJ: 03.922.369/0001-40 Email: jornalintervales.com.br Diagramação: Gráfica ArtFinal - Manhuaçu - MG 33 8411-2700 / 8803-8587 Jornalista Responsável: Walter Andrade Redação: Rosimar Silva de Paula

Jornal Avulso nas Bancas - R$ 1,00

Diretor Comercial: Jeferson Siqueira (31) 9514-4654 / (33) 8403-1244 Tiragem: 5000 Exemplares Circulação: Estados de Minas Gerais e Espírito Santo Gráfica: DRD Rio Doce LTDA (Governador Valadares) Assinatura: 06 Meses: R$ 40,00 ou 12 Meses: R$ 70,00

Promovido pelo SENAR através do Sindicato Rural, em parceria com a Emater, Prefeitura Municipal e Associação dos Artesãos de Dom Silvério. Contando com a participação de vários alunos, o curso ministrado pelo Prof. Rodrigo ensinou a utilização do bambu japonês na fabricação de cadeiras.


Governo eleva IPI sobre veículos e alíquotas valem no começo do ano O governo anunciou também que, a partir de ao primeiro de Mello janeiro, Prefeito Nailton Heringer e a diretora Mariza entregaram placa de homenagem Dr. Celso

o IPI sobre os automóveis vai começar a ter uma correção gradual. Economistas defendem uma reforma profunda nos impostos cobrados

Chuva deixa Minas em alerta máximo, governador visita o Vale do Rio Doce

Depois de um Natal com leve trégua, a previsão é de que a chuva voltará a se intensificar em todo o estado. Chuvas já causaram 18 mortes

Em Governador Valadares, já choveu em dezembro quase três vezes mais do que a média histórica para o mês O governador Antonio Anastasia visitou no 26/12, ao Vale do Rio Doce, para verificar as consequências das chuvas que atingiram a região. Depois de um Natal com leve trégua, a previsão de que a chuva voltará a se intensificar em todo o estado – com tendência de grandes volumes no fim de semana – tira o sono de milhares de atingidos por inundações e desabamentos em Minas. Temporais estão previstos para todas as regiões, mas principalmente para o Leste, área que contabiliza mais estragos e prejuízos e onde ontem foi confirmada a 17ª morte da temporada. Em municípios como Governador Valadares e Aimorés, já choveu em dezembro quase três vezes mais do que a média histórica para o mês. A 18ª vítima foi localizada em um desabamento em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Em Aimorés, considerado o município mais seriamente atingido, cerca de 4 mil imóveis foram afetados, 809 casas em um único bairro foram inundadas e 300 estão sob risco de desabamento. Ontem, a executiva da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) viajou para a cidade e hoje o governador Antônio Anastasia deve visitar a região. Também em Belo Horizonte a chuva está causando estragos. Prédios vizinhos a três construções estão ameaçados e alguns foram interditados. De acordo com o geógrafo Carlos Wagner Coelho, da Cemig, já choveu 831 milímetros desde 1º de dezembro em Aimorés. O índice – que representa 831 litros de água em um metro quadrado – é 290% maior do que o previsto para o mês (213 mm). A cheia na cidade é resultado do transbordamento dos rios Manhuaçu e Doce, além do grande volume de três córregos da bacia. A

última forte chuva foi registrada na véspera do Natal, quando 85% da parte baixa do município ficou debaixo d’água. O hospital municipal e um centro de saúde estão interditados e moradores de distritos na zona rural estão isolados, já que o acesso por estradas vicinais está interrompido. “Praticamente toda a cidade foi atingida por algum tipo de problema. O comércio teve perdas e há muitos desabrigados. Alguns estabelecimentos não conseguem repor os estoques e já falta água potável em algumas comunidades há dias”, afirma o coordenador municipal de Defesa Civil, Jorge Luiz Silva. Segundo ele, a vazão do Rio Doce na altura do município, medida ontem, era de 4.800 metros cúbicos por segundo, 140% mais que o normal. A cidade decretou estado de calamidade e tem recebido ajuda da Cedec. Em Valadares, a média de chuva em dezembro é 294% superior aos 160 mm historicamente registrados. “A situação da Região Leste é preocupante, e os mapas mostram previsão de muita chuva ainda para aquela área do estado, bem como para o vizinho Espírito Santo”, alerta o geógrafo Carlos Coelho. Em Belo Horizonte, onde o Ribeirão Arrudas voltou a transbordar, na Avenida Tereza Cristina, a chuva já ultrapassou em 50% os 319mm previstos para dezembro, acumulando 484mm até ontem. Resgate Uma semana depois do deslizamento de uma encosta em Sardoá, no Vale do Rio Doce, bombeiros encontraram o corpo da sexta vítima, Leandro de Souza Batista, de 7 anos. Com isso, sobe para 17 o número de mortos em Minas em consequência das chuvas. São 77 municípios afetados, dos quais 25 decretaram situação de emergência. Há 3.410 mineiros desabrigados e 744 desalojados, com 6.148 casas danificadas e 67 destruídas.

O Governo Federal vai elevar o IPI que incide sobre veículos e móveis. As novas alíquotas passam a valer no começo do ano. O anúncio vai mexer no bolso de muitos brasileiros. Pouco a pouco, o governo vai retirar os estímulos ao consumo que começaram na crise econômica de 2008. O IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados - para os móveis que, antes da crise, era de 5% e caiu para 3,5%, agora vai aumentar para 4%. O governo anunciou também que, a partir de primeiro de janeiro, o IPI sobre os automóveis vai começar a ter uma correção gradual. Isso significa que a partir de quarta-feira da semana que vem, todas as categorias de carros vão ter aumento de imposto. Para os carros populares, com motores 1.0, a alíquota sobe de dois para 3%. Para os que têm motores Flex de 1.0 a 2.0, o IPI sobe de 7% para 9%. E nos utilitários, o imposto sobe de 2% para 3%. “Eu acho um absurdo, porque o custo do carro tem muito imposto já. Eu acho que não deveria”, reclama um motorista. Nos últimos anos, toda a vez que a economia desacelerou, o governo cortou a alíquota de IPI, para estimular as vendas de carros. O argumento é que a indústria automobilística usa matéria-prima de vários setores e quando ela vai bem, toda a indústria vai bem. E começou a gangorra do IPI. Em 2009 o imposto sobre os carros de mil cilindradas foi reduzido a zero. No fim daquele ano, subiu para 3%. Em 2010, voltou ao nível normal, 7%. E no ano passado, o governo zerou, de novo. Este ano, o governo até pensou em aumentar para 4%. Mas como a economia andou devagar, ele deixou por 2%. Os novos valores valem até o fim de junho. Aí, o governo vai decidir pra onde vai a gangorra.

Não é de hoje que esse sobe e desce da alíquota do IPI tem sido criticado por muitos economistas. São os defensores de uma reforma profunda nos impostos cobrados no Brasil. O argumento deles é que uma reforma tributária dispensaria a necessidade de intervenções temporárias neste ou naquele setor da economia. É a opinião, por exemplo, do economista Francisco Pessoa Faria. “E não adianta o governo imaginar que ele vai conseguir fazer a produção, o consumo de carros crescer eternamente com quedas de impostos. Essa política tem um limite. Então o governo começa a ficar numa situação que ele está abrindo mão de um imposto e está tendo que cobrir esse dinheiro de outro lugar. Vamos simplificar os impostos? Talvez realmente esteja na hora de encarar esse problema de frente senão a gente vai ficar aí crescendo esse 2%”, aponta o economista. O Jornal Nacional procurou o ministro da Fazenda Guido Mantega. Mas nem ele, nem o secretário executivo interino do ministério, Dyogo Henrique de Oliveira, quiseram responder à crítica. O jornal tentou ouvir também o ministro da Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, mas os assessores dele não retornaram as nossas ligações. Na semana passada, a União Europeia consultou a Organização Mundial do Comércio sobre a política brasileira de impostos para produtos importados - acusando o Brasil de práticas discriminatórias pra favorecer a indústria nacional principalmente a automotiva e a eletrônica. O ministro das relações exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, afirmou que o país cumpre as normas internacionais de comércio - e que tem argumentos sólidos para demonstrar isso.

Com esta marca seu evento acontece!!!

Produções e Eventos Com esta Marca seu Evento Acontece ANUNCIE AQUI

(31) 9514-4654 / (31) 8339-1115 (33) 8403-1244 www.jornalintervales.com.br

www.gmproducoeseeventos.com.br


4

Congresso aprova Orçamento de 2014 Votação foi possível após governo prometer bônus de R$ 2 mi em emendas. Proposta de despesas e receitas segue para sanção de Dilma Rousseff. Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília

O Congresso Nacional aprovou na madrugada desta quartafeira (18) o Orçamento de 2014, com previsão de receita de R$ 2,488 trilhões. A aprovação ocorreu após compromisso do Palácio do Planalto de pagar um “bônus” de R$ 2 milhões em emendas parlamentares para integrantes da Comissão Mista de Orçamento (CMO). A matéria foi aprovada na comissão e depois rapidamente no plenário, onde já chegou para votação com acordo. O texto agora segue para sanção da presidente Dilma Rousseff. Desse total, R$ 654,7 bilhões serão usados para o refinanciamento da dívida pública. O restante, R$ 1,834 trilhão irá para o orçamento fiscal, da seguridade social e das empresas estatais. A estimativa da Lei Orçamentária Anual (LOA) é que, do valor total, R$ 105,6 bilhões sejam destinados exclusivamente a investimentos de empresas estatais. O salário mínimo foi fixado em R$ 724, arredondando a previsão inicial do governo, que propôs R$ 722,90 em agosto. As negociações pelo empenho de dinheiro para emendas parlamentares duraram todo o dia. Deputados e senadores ameaçavam não aprovar a peça orçamentária de 2014 se não fossem liberados novos recursos ainda neste ano para obras em seus redutos eleitorais. saiba mais •Henrique Alves anuncia acordo para votação do Orçamento de 2014 •Comissão dá aval para suspensão de duas obras pagas com verba federal •Parlamentares cortam verbas do PAC e aumentam previsão para emendas •Salário mínimo previsto para 2014 será de R$ 722,90, diz ministra O G1 apurou que, para viabilizar a votação, o Planalto concordou em liberar um bônus de R$ 2 milhões em emendas parlamentares para cada integrante da Comissão Mista de Orçamento, líderes partidários e presidentes de outras comissões. O governo já havia concordado com a liberação de R$ 10 milhões

neste ano para parlamentares da base aliada e R$ 5 milhões para a oposição. Pelo acordo, todos os líderes e integrantes da CMO e outras comissões, inclusive da oposição, receberão os R$ 2 milhões extras. A l g u n s d e p u t a d o s reivindicavam mais dinheiro em emendas extras – R$ 5 milhões. No entanto, o governo não concordou e ameaçou vetar trecho da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) q u e p r e v ê o pagamento obrigatório de emendas a partir de 2014, o chamado Orçamento Impositivo. Outro tema que gerou debate na Comissão de Orçamento foi o valor destinado ao Fundo Partidário, recurso usado pelos partidos para propaganda eleitoral. O valor previsto inicialmente pelo governo era de R$ 264 milhões. Após muita reivindicação por parte dos parlamentares, o relator da proposta aumentou o montante para R$ 364 milhões. Receitas e PAC O relatório do orçamento do próximo ano estima um acréscimo de receita de R$ 12,1 bilhões a partir da proposta que havia sido encaminhada pelo governo. A reestimativa feita pelos congressistas é a menor revisão dos últimos quatro anos.

O relatório-geral do projeto de Lei Orçamentária Anual para 2014 (Foto: Zeca Ribeiro/Ag.Câmara) Em 2013, o aumento de receita estimado pelos parlamentares foi de R$ 22 bilhões. No ano anterior, o valor foi de R$ 26,1 bilhões. Em 2011, a

receita foi ampliada em R$ 17 bilhões, enquanto em 2010 o número subiu em R$ 14,7 bilhões. Os parlamentares que participam da elaboração do Orçamento de 2014 também cortaram R$ 3,123 bilhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), de um total de R$ 63,28 bilhões previstos no texto enviado pelo Executivo para as obras do programa. Em contrapartida, foi acrescido à previsão de receitas dos ministérios R$ 1,628 bilhão, que será aplicado, sobretudo, em emendas de bancada (recursos que os partidos podem destinar a projetos nos estados). De acordo com o relator, contudo, a maior parte desses recursos deverá ser aplicada no PAC. Economia O relatório do Orçamento, aprovado pela CMO, prevê crescimento de 3,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014, uma redução em relação às estimativas do texto original do governo, de crescimento de 4,5%. O Orçamento prevê ainda que o Brasil fechará 2014 com inflação de 5,8%. A taxa de câmbio média esperada para 2014 é de R$ 2,30 por dólar, maior que a estimativa inicial do Executivo. A meta de superávit do setor público (economia para pagar juros da dívida) foi fixada em 3,17% do PIB, com economia de R$ 167,3 bilhões. Desse total, R$ 116,1 bilhões correspondem à parcela da União. Os outros R$ 51,2 bilhões cabem a estados e municípios. O Orçamento isenta a União da obrigação legal de compensar o resultado de estados e municípios,

caso a meta de superávit não seja cumprida por eles. Isso significa, portanto, que o governo se compromete a cumprir apenas a sua parte (R$ 116,1 bilhões, no caso da LDO de 2014) e que buracos deixados na conta de estados e municípios “podem” ser abatidos da meta total. Saúde e educação O texto da Lei Orçamentária de 2014, aprovado pelos deputados, reserva R$ 106 bilhões para o Ministério da Saúde. Para a área de Educação, o Orçamento prevê a aplicação de R$ 82,3 bilhões em despesas referentes à manutenção e desenvolvimento do ensino. Orçamento Impositivo A previsão de análise da matéria no plenário ainda este ano se tornou possível após um acordo firmado entre o presidente da Câmara e a presidente Dilma Rousseff. O compromisso prevê a votação do Orçamento em troca da sanção da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) incluindo o artigo que prevê o pagamento obrigatório de emendas parlamentares a partir do ano que vem, o chamado Orçamento Impositivo. O PMDB estava condicionando a votação do Orçamento de 2014 à sanção da presidente Dilma Rousseff sobre o trecho da LDO que prevê o Orçamento Impositivo. Apesar de os congressistas terem incluído a obrigação de pagamento integral das emendas na LDO, interlocutores do Planalto advertiram o Legislativo de que o trecho alvo de polêmica poderia ser vetado pela presidente

Dicas para não engordar nos últimos dias do ano longe da rotina Falta de hora para comer, álcool e calorias vazias são principais vilões Por Jacyara Pianes Depois das festas de fim de ano, vêm o verão e as férias. Nesse período, a rotina dá lugar aos dias mais leves e menos disciplinados, tanto na alimentação quanto na frequência dos exercícios físicos – um alerta para quem não quer perder a boa forma. A nutricionista Graziela Thomas, da ClínicaOnodera Barra da Tijuca, alerta que o momento relax merece certos cuidados. “As férias não devem servir como desculpa para deixar de lado todos os bons hábitos alimentares adquiridos durante o resto do ano”. Ta m b é m n u t r i c i o n i s t a , Gabriel Cairo, daHealthme Gerenciamento de Perda de Peso, alerta que os principais fatores que fazem engordar são: excesso de calorias vazias (por exemplo, as encontradas em sorvetes, doces, sucos e alimentos fritos), falta de horário para comer e excesso de álcool. A quantidade dos alimentos também deve ser dosada. “O ideal é

não alterar por completo o seu cardápio e, quando for se alimentar, não realizar refeições ou lanches com porções grandes, o que pode ocasionar um ganho de peso indesejável”, diz Graziela. Leia também: Perigos dos alimentos na praia: o que evitar para não passar mal Evite os erros “Não fique horas sem se alimentar. Faça refeições leves a cada três horas para que o metabolismo se mantenha ativo e evite a compulsão alimentar”, orienta Gabriel. Então, tente fazer duas refeições completas por dia, ou seja, almoço e jantar com uma composição equilibrada: legume e verdura + carnes + arroz ou batata ou massa. “Esse tipo de refeição controla o apetite fazendo comer menos”, alerta o nutricionista. Tenha atenção também na hora de entrar em um restaurante. “Uma das principais diferenças entre a refeição dentro e fora de casa é a oferta de alimentos”, diz Graziela. Ela

sugere que, para evitar excessos, faça-se um equilíbrio. Se o prato principal for muito calórico e você quiser pedir uma entrada, opte apenas por uma sopa ou salada e dispense os pãezinhos. Se for para beliscar, escolha apenas um tipo de petisco; de preferência, que não seja rico em gordura. “De maneira geral, começar a refeição pela salada ou por uma fruta é uma forma muito eficaz de aliviar a fome e evitar excessos”. Entre as refeições, faça

lanches saudáveis para levar à praia e evitar o consumo de frituras. Uma dica é ter sempre um tira-gosto saudável na bolsa ou no carro, orienta Graziela. Bons exemplos são barrinha de cereal, biscoito integral ou cream cracker, mix de frutas secas e frutas. E quanto menos paradas fizer em estabelecimentos que vão provocar muitas tentações, melhor, como as lanchonetes ou sorveterias. Para se refrescar, prefira os picolés de fruta à base de água.


Carne de Boi - Porco Linguiça para Churrasco -Frango Assado

Fabricação sob Medidas Reforma de Sofás, Cadeiras, Puffs, Banco de Veículos, etc

Contato:

Direção: Zé Romildo e Gilza Rua Dr. Custódio de Paula Rodrigues - 360 Abre Campo - MG


P R E F E I T U R A D E D O M S I LV É R I O P R E S TA C O N S TA S A POPULAÇÃO: R$ 850.000,00 EM CONVÊNIOS ASSINADOS EM 2013

O

prefeito Municipal de Dom Silvério, João Bosco Coelho assinou convênios no valor de R$425.000,00 sendo: ·R$ 250.000,00 para construção de uma Passarela (na entrada da cidade), que contribuirá para a melhoria do tráfego e segurança dos pedestres que transitam no local; ·R$ 75.000,00 para aquisição de uma Sprinter 16 lugares que será utilizada para a Saúde; ·R$ 100.000,00 para Melhorias Urbanas no Bairro São Geraldo (Substituição do calçamento da rua Antônio Alexandre Aleixo e Construção de Drenagem. Construção de Balaústre na rua Hélio Alves de Souza e Extensão da Praça João Cotta de Figueiredo.) Além dos convênios, mais dois novos veículos foram adquiridos, sendo

Bairro São Geraldo: Construção de Passarela e melhorias de ruas

Micro-ônibus adquirido

Prefeito João Bosco assinando os últimos convênios de R$ 75 e R$ 100 mil

Recebendo a Viatura 0KM para o município: Investimento em Segurança Pública

Novo Portal de Notícias e Serviços de Dom Silvério www.domsilverio.mg.gov.br

Prefeitura deixou de arrecadar cerca de R$ 200 mil por mês com redução do Repasse do FPM

A

considerável redução do Fundo de Participação dos Municípios – FPM nos últimos meses vem preocupando os gestores mineiros. Principal recurso de 70% dos municípios, o FPM teve uma redução alarmante neste ano. Enquanto o Governo Federal concentra 70% das receitas arrecadadas em todo o país, os gestores municipais vêm encontrando dificuldades para cumprir com suas obrigações legais. Uma das maiores preocupações dos prefeitos é com o aumento considerável da folha de pagamento. Com o reajuste do salário mínimo e do magistério, que pode ter um aumento de 100% nos próximos quatro anos, a contratação de funcionários para atender as estruturas criadas por meio de convênios do Governo Federal e Estadual como as unidades básicas de saúde, pró-infância, escolas e tantos outros, os gestores estão tendo dificuldades no cumprimento de suas

um veículo para a Saúde e uma Viatura 0KM que será entregue em breve para a Polícia Militar.

obrigações, já que essas ações impactam diretamente a folha e os recursos estão a cada mês mais escassos. Segundo o Prefeito João Bosco, cerca de R$ 200.000,00 por mês deixaram de ser arrecadados com essa redução, prejudicando muito a máquina administrativa do município em Dom Silvério. “Apesar das dificuldades, estamos nos esforçando ao máximo para minimizar os problemas”.

Veículo para a Saúde

Repasse da Prefeitura de Dom Silvério a entidades do município ultrapassou R$ 570.000,00 em 2013

A

Prefeitura Municipal de Dom Silvério repassou em 2013, R$ 573.846,33 com recursos próprios a entidades do município como APAE, EMATER, Hospital Nossa Senhora da Saúde, Polícia, Rádio DS FM, Sport Club Saudense, APRIDOM (Associação Proteção aos Idosos de Dom Silvério) e ASADOMS (Associação dos Artesãos de Dom Silvério). Somente ao Hospital foram repassados R$ 410.023,20 em subvenções e através de contrato de prestação de serviços de atendimento de urgência e emergência da população. Para a APAE foram repassados R$ 67.500,00 (sendo R$ 24.500,00 foi recurso como origem do Governo do Estado que o município optou por repassar à APAE.) Para a EMATER, empresa que presta assistência técnica aos produtores do nosso município foram repassados R$ 42.000,00. Outras entidades ASADOMS - Associação dos Artesãos de Ÿ Dom Silvério: R$ 15.900,00 (Fonte financiamento: Recurso próprio da Prefeitura) Ÿ APRIDOM - Associação de Proteção aos Idosos. (Fonte financiamento: Recurso com origem Governo do Estado que o Município optou por repassar à APRIDOM) Ÿ Sport Club Saudense: R$ 6.100,00 + Investimentos em Reformas (Fonte financiamento: Recurso próprio da Prefeitura) Ÿ DS FM: R$ 10.600,00 (Fonte financiamento: Recurso próprio da Prefeitura) Ÿ Polícia Militar: R$ 9.723,12 até Nov/2013 Despesas de manutenção e atividades (telefone, combustível, material expediente, serviços manutenção veículo, etc). Fonte financiamento: Recurso próprio da Prefeitura.


CRAS promove Dia do Idoso

N

o dia 1º de outubro comemora-se o “ Dia do Idoso”, a data foi criada pela ONU (Organização das Nações Unidas ) com o objetivo de trazer qualidade de vida para os idosos, através da saúde e da integração social. Como forma de comemorar junto aos Idosos silverenses, o CRAS promoveu no dia 1º de outubro (terça–feira) uma manhã de homenagem e descontração para o público da terceira idade. Houve atividades física como alongamento, ginástica ao ar livre e uma caminhada pelo centro da cidade. E após foi servido um delicioso café da manhã. Tudo isso aconteceu ao som da “Corporação Musical Padre Felisberto” do município de Dom Silvério. Nossos Idosos são preciosidades vivas e merecem nosso carinho e respeito, sempre.

Prefeitura promove Manhã de 12º Festival de Dança ealizado no dia 23 de novembro, o 12º Festival de Dança de Dom Silvério com Lazer para criançada o tema "Divas". O festival foi realizado

R

A

pesar da chuva que caiu na manhã de sábado, dia 23 de novembro, a Manhã de Lazer programada para ser realizada na Praça São Vicente de Paula foi realizada para a alegria de pais e dezenas de crianças que participaram animadamente do evento que foi transferido para a quadra da Escola. A Manhã de Lazer foi realizado em parceria como SESC/MG

no Clube Campestre Saudense, e contou com a participação de vários grupos de dança da região, realização da Prefeitura, através do projeto Quem Dança é Mais Feliz e com apoio da Câmara Municipal, COMPAC, Circuito Turístico Serras de Minas e COMTUR-DS.

CRAS promove curso de Pintura e Empreendedorismo Entrega de Certificados do Curso de Informática

A

prefeitura Municipal de Dom Silvério, através do CRAS junto ao SENAR promoveram cursos pelo PRONATEC (do governo federal), sendo de Pintura e Empreendedorismo onde foram ensinadas técnicas de decopagem em vidro, tecido, mdf; pintura em tecido e outras artes com a pintura. O curso foi de 160 horas para 15 jovens, estes jovens puderam aprender a técnica da pintura, desenvolveram habilidades e adquiriram conhecimentos de empreendedorismo. Foram quatro módulos entre os meses de setembro a novembro deste ano O curso foi organizado e financiado pelo SENAR com a parceria, apoio e acompanhamento do CRAS que é unidade demandante do PRONATEC. Esperamos que esta oportunidade gere desenvolvimento de habilidades a estes jovens e aprendizagem, agregando a vida mais conteúdo positivo, pois nós do CRAS acreditamos que uma boa oportunidade sempre cria possibilidades e atitudes positivas e boas expectativas de vida.

A

Equipe do CRAS realizou no dia 26 de novembro na comunidade de São Tomé confraternização para entrega de certificados do curso Básico de Informática, este curso acontece aos sábados pela manhã na Escola Municipal da própria comunidade . A confraternização contou com a participação do Prefeito Municipal João Bosco Coelho, da Chefe do Setor de Assistência Social, Luciana de Souza Silva, da Secretária de Educação Marcelina Cotta Cordeiro Nascimento e do instrutor do curso Fabrício Cirilo dos Passos e membros da Comunidade.

Secretaria Municipal de Educação realiza Mostra Pedagógica

M

Festa de encerramento ano letivo da Escola Municipal Nossa Senhora da Saúde

O

correu nos dias 11 e 12 de dezembro a formatura dos alunos do 2º Período da Educação Infantil, turma das professoras Ana Cristina, Coramar e Taninha e dos alunos do 5º ano de escolaridade das professoras Elenice, Edilene e Doralice, no Anfiteatro da Escola. A Secretária Municipal de Educação junto do Prefeito João Bosco e do Presidente da Câmara Municipal de Dom Silvério, Iadelmo Braga estiveram presentes no evento que contou também com a presença de pais e familiares dos alunos. Parabéns a todos.

Prefeito João Bosco e o Presidente da Câmara Municipal de Dom Silvério, Iadelmo Braga estiveram presentes na cerimônia

ostra Pedagógica realizada no CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL “LÁPIS DE COR”, durante os dias 18,19,20 e 21 de Novembro caracteriza-se como um instrumento de avaliação e demonstração do trabalho de qualidade realizado pela equipe da escola, que se iniciou em um novo espaço neste ano de 2013, com novos desafios a serem enfrentados. Por meio de um processo participativo e aberto a toda a comunidade e em especial para as famílias .esta iniciativa contribuiu, para o conhecimento da sociedade do caminho de práticas educativas que visam o respeito aos direitos fundamentais das crianças e ajudem a construir uma sociedade mais democrática. As experiências desenvolvidas até agora demonstra um significativo incentivo à melhoria da qualidade da educação infantil. O Prefeito João Bosco Coelho e a Secretária de Educação Marcelina Cordeiro Nascimento parabeniza a equipe pelo excelente desempenho do exercício do magistério, que pode ser visualizado pelos que se fizeram presentes.

Festa de encerramento do projeto “O Carteiro Chegou”

N

o dia 10 de dezembro às 19 horas no Anfiteatro da Escola Municipal Nossa Senhora da Saúde o projeto "O Carteiro Chegou" que envolvem alunos do 2º ano de escolaridade das professoras Rosane, Rita, Carmem e Águeda.


Jornal

8

SOCIAL

GM Produções e Eventos Ataíde & Alexandre Banda Axé Bahia Banda Balakuxe Banda Silverado Gustavo & Guilherme Isaac & Moyses (Gospel) Jéssica Reis João Lucas & Marcelo Junior Sperancini Marcelinho Rodrigues Mariah Queiroz Ricardo & João Fernando Vinícius Terra

Ricardo & João Fernando

MARCELINHO RODRIGUES

Estrutura Profissional para o seu evento

(31) 9514-4654 / (31) 8339-1115 / (33) 8403-1244

gmproducoeseeventos@hotmail.com gmproducoeseeventos.com.br

CENTRO AUTOMOTIVO PIONEER O VISUALINER 3D é o mais avançado alinhador de direção disponível no mercado atualmente. Seu exclusivo sistema de medição por imagem tridimensional leva o alinhamento de direção a um novo patamar, aumentando a precisão das medições e reduzindo o tempo para a execução do

alinhamento.O sistema de medição por imagem tridimensional faz as medições dos ângulos de camber e convergência simultaneamente nas 4 rodas, sem necessidade de elevação do veículo para a execução da compensação. Esta característica reduz o tempo de alinhamento para poucos minutos.

ANUNCIE AQUI Telefones: (31) 9514-4654 (33) 8403-1244 E-mail: jornalintervales@hotmail.com

www.jornalintervales.com.br

G RUA SANTO ANTÔNIO, 8 E 38 - ABRE CAMPO/MG FONE: 31

3872- 2095

EVISO CONSTRUTORA ERALDO VITOR DE SOUZA TELEFONE: (31)

8336-3946

Sua construção em boas mãos


Edicao207