Issuu on Google+

Fernandópolis, março de 2009

DESTAQUE O Jornal da FEF traz uma radiografia do curso de Biomedicina, incluindo informações sobre as 33 áreas de atuação do biomédico. A coordenadora Elisabete Cardiga também conta sobre a estutura da Fundação e as novidades do curso. Pag 6

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

PESQUISA A Revista Universitas, publicação científica da FEF, chega à sua 4ª edição. Neste volume, a revista traz 17 artigos, uma conferência e os resumos dos trabalhos apresentados no 5º Simpósio de Iniciação Científica da FEF, que aconteceu Pag 7 em 2008.

Confira as novidades da Pós Graduação da Fundação! Pag 8

tecnologia

FEF inaugura novo Núcleo de Computação

Setor agora conta com seis laboratórios de informática com 240 máquinas para ensino e pesquisa

A Fundação Educacional de Fernandópolis começou o ano com investimentos em laboratórios e em tecnologia. A principal novidade foi a inaugu-

ração do Núcleo de Computação, que conta com quatro laboratórios novos e mais dois com máquinas totalmente atualizadas. Ao todo, são 240

Evento abre curso de Comércio Exterior

Começou, no início de março, o curso de Comércio Exterior e Desenvolvimento Regional, uma capacitação oferecida a profissionais de Fernandópolis e região por meio de um convênio entre

a FEF e a Unicamp. Um evento com a presença de autoridades de toda a região marcou o início das aulas, ministradas por professores da FEF e da Unicamp. Pag 4

computadores de última geração disponíveis para os alunos de graduação da FEF. O investimento em equipamentos chegou a R$ 1 milhão. Pag 5

Fundação de Fernandópolis ganha rádio FM educativa A concessão da rádio foi conseguida depois de quatro anos de luta da equipe da Fundação. O anúncio foi feito em janeiro, no gabinete de Luiz Vilar de Siqueira, prefeito de Fernandópolis, que salientou a importância

da influência do deputado Julio Semeghini para esta conquista. A rádio, que tem caráter educativo, vai operar na frequência 95,9 megahertz e deverá começar a funcionar Pag 3 ainda este ano.

Atividades complementares com novidades A partir deste ano, o Núcleo de Atividades Complementares, a Central de Estágios e a Consultoria FEF Júnior vão atuar em atividades conjuntas. Confira as novidades! Pag 3


conquista

palavra do presidente

Mudanças e conquistas A Fundação Educacional de Fernandópolis se destaca entre inúmeras instituições de ensino superior por vários motivos. Um deles é a qualidade de ensino que oferece, da educação infantil à pósgraduação. A outra é a agilidade e flexibilidade para mudanças. Essas mudanças são necessárias para que a instituição acompanhe o ritmo de transformação do mundo. O mercado globalizado muda cada vez mais rápido e com ele as economias dos países, o mercado de trabalho e, por conseqüência, precisam mudar os espaços de formação dos profissionais. Nesse início de ano, uma das principais modificações realizadas na FEF foi a inauguração de novos laboratórios, que acompanham as tendências tecnológicas de inúmeras profissões. O Núcleo de Computação e os novos laboratórios de Jor-

nalismo interam o projeto de atualização tecnológica constante da Fundação e oferecem aos alunos ferramentas modernas e eficientes na construção do aprendizado teóricoprático. Outra conquista recente foi a Rádio Educativa da FEF. A instalação desse meio de comunicação é um sonho antigo de toda a equipe da Fundação e foi uma luta do ex-presidente Luiz Vilar (atual prefeito de Fernandópolis), com o apoio do deputado federal Julio Semeghini. Por se tratar de uma emissora aberta e educativa, será um meio importantíssimo de divulgação de informações voltadas para a formação, educação e cidadania. Também poderemos divulgar melhor todos os serviços que a FEF oferece à comunidade e a rádio ainda será um canal democrático de comunicação com a população. Outro fator que motivou o pedido da rádio

foi a abertura de um campo importante de prática para os alunos do curso de Jornalismo da FEF. Apesar das conquistas positivas, não podemos ignorar o momento de crise econômica em que vive o mundo. Por isso, as adequações administrativas também se fizeram necessárias para garantir à FEF a estabilidade do ensino de qualidade aliado à saúde financeira da instituição. Uma das ações nesta área foi a criação de um departamento de marketing na Fundação, agora responsável pela organização das campanhas da instituição e planejamento das estratégias de comunicação e divulgação de cursos. Os projetos de extensão também só tendem à ampliação. Além das parcerias com Prefeituras, Câmaras Municipais, entidades de classe e clubes de serviço, agora também queremos ampliar os serviços oferecidos à comu-

2009 é o ano das atividades integradas

Núcleo de Atividades Complementares, Consultoria FEF Jr. e Central de Estágios unem forças

Paulo Nascimento, presidente da FEF nidade regional como pesquisas em parceria com a iniciativa privada, exames laboratoriais e muitos outros serviços. Outra conquista neste setor foi o convênio firmado com a Unicamp para cursos de extensão, desenvolvimento de projetos e para a realização de um diagnóstico completo da região com o objetivo de levantar as potencialidades de cada município no desenvolvimento do comércio exterior. O curso de Comércio Exterior e

Desenvolvimento Regional já começou e entendemos que esta será uma contribuição muito importante da FEF e da Unicamp para o crescimento de Fernandópolis e região. Estas são algumas mudanças que a FEF sofreu nesse início de ano. Muitas outras acontecerão. E esperamos a contribuição de todas para nos ajudar nesse caminho rumo à formação de profissionais competentes e ao desenvolvimento de Fernandópolis e região.

no: Rosimeire B. Oliveira Contabilidade: Sérgio Luís R. Lodetti Recursos Humanos: Sirlene Ap. de Araújo Costa Engenharia e Obras: José Tadeu F. de Almeida Assessoria de Comunicação: Francisco Machado Filho Financiamento Estudantil: Selma Cristina Molero Pereira Nogueira

Coordenadora de PósGraduação Débora Barros

História: Humberto Perinelli Neto Jornalismo: Francisco Machado Filho Letras: Durval Aparecido Ramanholi Matemática: Gláucia R P. B de Castro Nutrição: Ângela Maria Buosi Vidotti Pedagogia: Durval Ap. Ramanholi Psicologia: Vilma Beatriz T. C. de Oliveira Química: Francisco José Mininel Serviço Social: Lesliane Caputi Sist. de Informação: Francisco S. dos Santos Tec. em Estética e Cosmética: Valéria Munhoz Terapia Ocupacional: Lisabelle M. Mazaro

Coordenadores de curso

Coordenadores de Laboratórios

Expediente O Jornal da FEF é um veículo de comunicação institucional da Fundação Educacional de Fernandópolis, que integra as Faculdades Integradas de Fernandópolis (FIFE), Instituto Superior de Educação (ISE), Centro de Aperfeiçoamento e PósGraduação (CAP-FEF) e Escola Profissionalizante Dr. Alberto Senra (EPDAS). www.fef.br imprensa@fef.br Fundação Educacional de Fernandópolis Campus Universitário I CNPJ 49.678.881/0001-93 Avenida Teotônio Vilela, s/n - Caixa Postal 120 - 15600-000 Fernandópolis SP Telefones: (17) 3465 0000/0800 550 680 Campus Universitário II CNPJ 49.678.881/0002-74 Av. Expedicionários Brasileiros, 392 15600-000 Fernandópolis SP Telefones: (17) 3442 3132

2 Fernandópolis, março de 2009

Campus Universitário III CNPJ 49.678.881/0004-36 Av. Litério Grecco, 600 – Shopping Center Fernandópolis 15600-000 Fernandópolis SP Telefone: (17) 3465 0011 Campus Universitário IV CNPJ 49.678.881/0011-65 Av. Expedicionários Brasileiros, 450 15600-000 Fernandópolis SP Telefone: (17) 3463 2166 Unidade Infantil Av. Manoel Marques Rosa, 3771 15600-000 Fernandópolis SP Telefone: (17) 3462 4914

Administração Geral Presidente Paulo Sérgio do Nascimento Vice-Presidente Aldo José Moscardini Junior

FIFE - Faculdades Integradas de Fernandópolis Diretor Pedagógico Uderlei Doniseti Covissi

ISE - Instituto Superior de Educação Coordenador Geral Durval A. Ramanholi Diretor de Extensão à Comunidade, Planejamento Estratégico e Desenvolvimento José Ataides Nunes

Administração: Marcelo F. Gomes Biomedicina: Elizabete C. A. Rodrigues Ciências Biológicas: Alba R. de A.Catelani Ciências Contábeis: Marcelo F. Gomes Ciências Econômicas: Iracema C. A. Jamal Educação Física: Aldo J. Moscardini Jr Enfermagem: Patrícia M. G. Kawakame Engenharia Ambiental: Ângelo R. Veiga Engenharia de Alimentos: Márcia L. Rizzato Farmácia: Ocimar Antônio de Castro Fisioterapia: Patrícia M. C. Aureliano Fonoaudiologia: Mara M. Belúcio Buosi Geografia: João Lima

Anatomia: Nagib Pezati Boer Clínica de Fisioterapia: June Flamarini M. R. Cunha Clínica de Psicologia: Conceição Ap. dos Santos Polleto Farmácia-Escola: Réges E. Teruel Barreto Laboratório-Escola de Análises Clínicas: Jeferson Leandro de Paiva Informática: Vagner Scamati Línguas: Amadeu Jesus Pessotta

Departamentos

Secretaria Administrativa e de Ensi-

Produção Assessoria de Comunicação da FEF Jornalista Responsável Ana Carolina Araújo DRT/PR 05047 Coordenação Francisco Machado Filho Colaboração Elisandra Monfardini Impressão Editora Ferjal (17) 3442 6644 Fernandópolis SP

A FEF trouxe uma novidade interessante neste início de ano. Agora, o Núcleo de Atividades Complementares, a Central de Estágios e a Consultoria FEF Jr. estão trabalhando em conjunto, oferecendo opções interdisciplinares de atividades. Uma dessas ações, por exemplo, é o treinamento de alunos pela Consultoria Jr. para atuarem como estagiários em empresas. A empresa solicita o estagiário à Central de Estágios e então a Consultoria Jr. realiza a seleção e toda instrução inicial do universitário no programa “Meu 1º Estágio”. Só no segundo semestre de 2008, a Central de Estágios registrou 300 vagas de emprego e estágio viabilizadas por meio da FEF. “Nosso diferencial é a teoria aliada à prática e os convênios que firmamos com mais de 20 prefeituras da região e instituições reconhecidas como a Usina Noble, a UDOP (União dos Produtores de Bioenergia), o Projeto Tamar, Secretaria de Educação de MG, a Alcoeste, AVCC, Santa Casa e muitos outros”, conta Maria Andréia Rossafa, coordenadora da Central de Estágios da FEF. A

Central coordena e viabiliza os estágios curriculares obrigatórios e também os remunerados, sempre em parceria com professores e coordenadores dos cursos específicos. Além de Andréia Rossafa, também são professores orientadores de estágio Giovanni Oliveira, Rogério Ribeiro, Marcos Polizelli, Maria Aparecida Rodero e Alessandra Moreira. As atividades da Consultoria FEF Jr. também são incluídas na lista de atividades complementares de todas as áreas. São oferecidos pela Consultoria serviços nas áreas de Recursos Humanos, Produção (Industrial, Comercial ou de Serviços), Consultoria Financeira, de Marketing e Logística. Os projetos são elaborados por alunos, com supervisão de professores da área. O professor Clayton Cardoso de Moraes é o coordenador da Consultoria FEF Jr., que também conta com orientação dos professores Marcelo Fassa, Lecssandra Garcia, Márcio Redondo, Marcos Polizelli e Rogério Ribeiro. Mais informações sobre a Consultoria pelo telefone (17) 3465 0011 ou pelo e-mail contato@consulto-

Coordenadores dos núcleos e professores orientadores preparam ações conjuntas para 2009

riafefjr.com.br. O principal meio de informação das atividades e das vagas de estágio é o quadro de avisos do FEF Virtual e o Portal da FEF na internet (www.fef. br). A Central de Estágios fica no câmpus I da FEF e também pode ser contatada pelo telefone (17) 3465 0000, ramal 0095. As atividades complementares são componentes curriculares obrigatórias dos cursos da FEF e se caracterizam pelo conjunto das atividades de formação que proporcionam o enriquecimento acadêmico, científico e cultural necessário à constituição das competências e habilidades requeridas aos profissionais das diferentes áreas do conhecimen-

to. São atividades ligadas às inovações tecnológicas, pedagógicas e metodológicas que ampliam as possibilidades da interação acadêmica e promovem flexibilização curricular, criação, produção e compartilhamento do conhecimento. Cada curso tem, em sua matriz curricular, o número de horas de atividades complementares que devem ser cumpridas ao longo da graduação. Toda a documentação para o registro de certificados e para a pasta das atividades complementares está disponível no site da FEF e também no serviço de fotocópias da instituição. O Núcleo de Coordenação de Atividades Complementares da FEF conta com quatro coor-

denadores, um para cada área. O professor José Martins Pinto Neto é o coordenador da área de saúde e seu e-mail é ac_saude@fef.br. A área de tecnologia e informática conta com a coordenação do professor José Felipe Basílio (ac_tecnologiaeinformatica@fef.br) e a área de Negócios e Comunicação com o professor Clayton Moraes (ac_negociosecomunicacao@fef.br). A área de Educação conta também com a professora Elen Dias (ac_educacao@fef.br) na coordenação das atividades complementares. Todas as dúvidas sobre as atividades devem ser encaminhadas a esses coordenadores, que estão à disposição para orientar sobre o assunto.

Alunos da FEF Teen são sucesso no vestibular

A FEF Teen Objetivo mais uma vez mostra a qualidade de ensino que oferece. Os alunos recém saídos do terceiro ano do ensino médio comemoram aprovações em faculdades de todo o país, inclusive nas mais concorridas. Um dos destaques no último vestibular foi o aluno Guilherme Augusto de Siqueira Gonçalves. Ele foi aprovado na UNESP (Universidade Estadual de São Paulo) e na UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos). Guilherme optou pela faculdade de São Carlos onde está no primeiro semestre

de Engenharia da Computação. Marcela Felipe de Oliveira e Eduardo José Nora também se saíram muito bem nas provas para ingresso em faculdades. Eles foram aprovados na faculdade Anhembi Morumbi, em São Paulo. Marcela passou em Relações Internacionais e

Eduardo em Web Design. Cerca de 80% dos alunos optaram por faculdades particulares da região. As alunas Jessica Lais de Souza, Maria Carolina de Freitas Sgoti e Elisa Seiko Ikeda estão cursando Farmácia Bioquímica na Fundação Educacional de Fer-

nandópolis. “O curso de Farmácia da Fundação é reconhecido e tenho ótimas referências de amigos que já estudam aqui. Fiquei interessada pelo curso por causa das ótimas oportunidades de emprego e por ser de uma área que eu sempre gostei de estudar”, disse a aluna Jéssica Laís de Souza. A futura farmacêutica afirma ter se preparado muito para o vestibular. “Na FEF Teen, tive todas as orientações e todo o suporte necessário para me preparar para o vestibular”. Fernandópolis, março de 2009 3


Fundação inaugura novo Núcleo de Computação

Extensão

Abertura do curso de Comércio Exterior lota anfiteatro da FEF Evento contou com a presença do deputado federal Julio Semeghini Autoridades, empresários, alunos e professores da FEF e da Unicamp participaram do evento de abertura oficial do curso de Comércio Exterior e Desenvolvimento Regional, possibilitado por meio de um convênio assinado entre a Fundação e da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). O evento aconteceu no dia 6 de março. Paulo Nascimento, presidente da FEF, abriu a cerimônia agradecendo a presença dos convidados e parabenizando a FEF e a Unicamp pela parceria. “Tenho certeza de que a Fundação e a Unicamp inovarão e vão formar profissionais especializados neste setor de exportação, possibilitando o desenvolvimento local e incentivando a abertura de novos negócios na região”, disse. Para o deputado federal Julio Semeghini, um dos convidados especiais da noite, o convênio entre a FEF e a Unicamp vai fazer a diferença na região. “Estamos carentes de profissionais nessa área e a procura é grande no interior de São Paulo. Nossa região precisa de mais

profissionais capacitados para impulsionar esse setor, para que o comércio exterior cresça e ajude a fortalecer nossa economia”, argumentou o deputado. Outro convidado especial da noite foi Luiz Vilar de Siqueira, prefeito de Fernandópolis. Foi durante a gestão de Vilar à frente da FEF que o convênio com a Unicamp foi firmado. “Essa iniciativa partiu de uma conversa que tive há um ano com o Paulo Teixeira, da Unicamp, que é uma universidade de excelência. E o curso de Comércio Exterior é só o começo. Esses profissionais vão se tornar multiplicadores de informações e teremos mão-de-obra especializada nesta área para as empresas que queiram começar a negociar com outros países.” Paulo Roberto Teixeira Junior, assessor do gabinete do Reitor da Unicamp, representou o reitor José Tadeu Jorge e lembrou a importância da possibilidade de crescimento do comércio exterior na região. “Essa parceria FEF-Unicamp vem se fortalecendo há um ano e esperamos que a região abrace essa

oportunidade de crescimento e que a participação direta de cada município envolvido seja efetiva”, salientou o assessor. O evento contou também com a fala do professor da FEF José Ataídes Nunes, que apresentou os principais conteúdos que o curso vai abordar e dados que mostram como cada município da região poderá contribuir com o desenvolvimento do comércio exterior no Noroeste Paulista. “Esperamos formar especialistas para trabalhar com empreendedores que possam gerar empregos nessa área e trazer empresas para a região. O convênio com a Unicamp vai possibilitar a expansão das cadeias produtivas específicas de cada cidade e ajudará no desenvolvimento de atividades”, afirmou Nunes. O professor Ulysses Semeghini, do Instituto de Economia da Unicamp, esclareceu que além do curso de comércio exterior, o convênio com a Unicamp também vai realizar um amplo estudo setorizado dos principais componentes da economia da região e propor ações

inclusive para a valorização do potencial turístico na região. Ulysses Semeghini também apresentou gráficos sobre importação e exportação na região atualmente. No sábado, dia 7, as aulas do curso já tiveram início. O primeiro módulo foi ministrado pelo professor Gustavo Zimmermann, do Instituto de Economia da Unicamp. A discussão do primeiro dia de aulas foi sobre a crise econômica mundial. O curso tem a duração de 128 horas/aula com dois encontros mensais (em sábados alternados) e oferece oito disciplinas de 16 horas cada. Outros temas que também serão tratados são o desenvolvimento econômico regional, aspectos básicos do comércio exterior, sistemática de exportação e importação, competitividade internacional, perspectivas do agronegócio, entre outros. O convênio com a Unicamp foi possível por meio do GGPE (Grupo Gestor de Projetos Educacionais da Unicamp), que vai emitir o certificado do curso.

O anfiteatro da FEF ficou lotado no evento de abertura do curso

Autoridades da FEF e da Unicamp junto a Vilar e Julio Semeghini

Semeghini e Vilar discursaram elogiando o convênio FEF-Unicamp

vitrine de talentos

Enfermeira formada pela FEF é consultora em SP A busca pelo conhecimento e pelo reconhecimento profissional jamais acaba. Pensando assim, Giselma Cristina Piva, enfermeira formada pela FEF em 1998, investiu em sua carreira em busca de aperfeiçoamento e de crescimento na área da Saúde. Morando em São Paulo há 10 anos, a enfermeira ministra aulas em uma faculdade particular na capital e criou a Consultoria E3 para treinamento e consultoria em Saúde. “Estou sempre em busca de aprimoramento em minha profissão. Além de pós-graduação na área de cardiologia e enfermagem, procuro me especializar

4 Fernandópolis, março de 2009

em vários cursos na área da saúde e hoje tenho a certificação americana de primeiros socorros e de emergência”, disse Giselma. Para Giselma, a graduação é o primeiro passo para alcançar seus objetivos profissionais. “É na faculdade que aprendemos a respeitar nossa futura profissão e é lá que aprendemos os princípios básicos e os mais importantes. Além disso, levaremos para toda a vida grandes amigos e contato com grandes profissionais”, afirmou a enfermeira. Giselma publicará seu primeiro livro em agosto deste ano. O livro “Pais e professores salvando vidas” trata da importância dos primeiros socorros e

será dedicada à Fundação, a Fernandópolis e à sua família. “Minha paixão e todo meu conhecimento eu devo à FEF. Para mim fez toda a diferença estudar aqui. Foi nessa faculdade que não busquei apenas um diploma, mas aprendi também princípios morais e a busca do sucesso profissional”, afirma Giselma. Para profissionais como Giselma, cumprir as metas estabelecidas não é o suficiente. “É preciso ir além, obter melhores resultados, demonstrar performances profissionais cada vez melhores. Na FEF, eu atingi meus objetivos e fico feliz por ela ser reconhecida onde quer que eu a cite”.

A FEF inaugurou em fevereiro o Núcleo de Computação. São quatro laboratórios novos e mais dois com máquinas totalmente atualizadas, somando um total de 240 computadores de última geração disponíveis aos alunos dos cursos de graduação da Fundação. Os computadores novos são da marca Dell, com processador Intel Pentium Dual Core, memória de 2GB, disco rígido de 160 GB, monitor LCD de 17” widescreen e gravador de CD/DVD. “É uma estrutura com o que há de melhor no mercado de informática e que vai facilitar em muito tanto o ensino quanto a pesquisa nos cursos de graduação da FEF”, conta Vagner Scamati, coordenador do Núcleo de Computação. Para Uderlei Covissi, diretor pedagógico da FEF, a nova estrutura é um sonho realizado. “A FEF sempre primou pelo investimento em tecnologia. Mas há algum tempo professores e alunos solicitavam a ampliação e renovação dos laboratórios. Esta é uma conquista deles, da área pedagógica e da administração, que entendeu a importância desse setor.” O investimento em no-

Paulo Nascimento, promotor Denis Silva e Uderlei Covissi

Quatro entidades foram beneficiadas com 15 micros da FEF

vas tecnologias e laboratórios chegou a R$ 1 milhão na FEF neste início de ano. O montante inclui a estrutura e máquinas para o Núcleo de Computação, além da construção e compra de equipamentos para os laboratórios de rádio, fotografia e telejornalismo do curso de Jornalismo da FEF e mais 40 notebooks para o uso dos pro-

fessores. “É um investimento que entendemos ser essencial para a formação do aluno. Assim, a FEF dá a oportunidade para que os profissionais formados pela instituição saiam na frente no mercado de trabalho, especialmente no que se refere ao acesso às novas tecnologias”, salienta Paulo Nascimento, presidente da Fundação.

Na mesma ocasião da inauguração do Núcleo de Computação, a FEF fez a entrega de 15 computadores para quatro entidades assistenciais de Fernandópolis. A ação foi realizada em parceria com o Ministério Público Estadual, representado pelo promotor Denis Henrique Silva. “Além de ser uma instituição que prima pelo serviço que oferece, formando profissionais com seriedade, a FEF nunca deixou de cumprir seu papel social. Vejo que os formados na Fundação têm muita facilidade em encontrar empregos, pois levam no diploma a marca de uma instituição séria e preocupada com a qualidade do ensino que oferece e com a sociedade”, disse o promotor, durante o evento de entrega dos computadores. Foram beneficiadas pela doação as seguintes entidades: Associação dos Deficientes Visuais de Fernandópolis, Comunidade das Famílias do São Pedro, Associação Espírita Maria João de Deus e Associação Beneficente Renascer. Os representantes das entidades informaram que os computadores serão utilizados em projetos de inclusão digital junto à comunidade.

Novos laboratórios foram equipados com máquinas de última geração

Fernandópolis, março de 2009 5


Projeto de Sistemas é destaque em revista A TV digital não é apenas foco de estudo da Comunicação. De olho em um novo nicho de mercado para atuarem, os profissionais de Sistemas de Informação também estão atentos para essa novidade. Um projeto de pesquisa desenvolvido na Fundação Educacional de Fernandópolis por uma equipe de Sistemas foi destaque na Revista WebMobile sobre TV digital. O artigo tem a autoria das estudantes Maria Inez Nobukumi e Barlandara Salvani Ferreira e do professor Marcelo Luis Murari, todos do curso de Sistemas de Informação da FEF. O artigo lembra que um dos maiores desafios da TV digital é a interatividade. E é nessa área que os profissionais de sistemas poderão atuar, desenvolvendo softwares que serão executados nos novos aparelhos de televisão. Os autores apresentam dois tipos de aplicativos que podem ser desenvolvidos: localmente ou em comunicação com a emissora. No artigo, os autores ainda apresentam a Java TV, uma plataforma utilizada para o desenvolvimento de aplicações para TV digital. A equipe da FEF ainda apresenta, passo a passo, o desenvolvimento de uma aplicação simples para TV digital utilizando a plataforma Java TV. A WebMobile  é uma revista de referência para desenvolvedores de softwares para web e para dispositivos móveis. A revista acompanhou o surgimento das novas tecnologias e hoje se apresenta como um veículo altamente segmentado para os desenvolvedores deste mercado. 6 Fernandópolis, março de 2009

curso destaque

Biomedicina: dos laboratórios às práticas e trabalho de campo Biomédico pode atuar em 33 habilitações diferentes A Biomedicina é a ciência que estuda a Biologia Humana, todos os processos e mecanismos que regulam o funcionamento do organismo humano e suas alterações. As Ciências Biomédicas também incluem a prevenção e investigação de doenças, pesquisa de métodos de diagnóstico laboratorial, aferição de qualidade de alimentos e saúde ambiental. Além disso, é também papel do biomédico realizar coleta de materiais, análise, interpretação, emissão e assinatura de laudos e de pareceres técnicos. A Biomedicina é hoje uma profissão consolidada, com profissionais atuando em diversos setores da área de saúde, pois conta com mais de 33 habilitações conforme a Resolução nº 78 de 22 de abril de 2002, do Conselho Federal de Biomedicina (veja quadro ao lado). “O biomédico é muito conhecido por sua atuação em laboratório. Mas não é só isso. Na saúde pública, por exemplo, ao identificar doenças em determinadas localidades, o biomédico pode propor campanhas para evitar essas doenças e políticas públicas que possam diminuir ou eliminar a incidência das enfermidades”, explica Elisabete Cardiga Alves, coordenadora do curso de Biomedicina da FEF. A procura pelos cursos de Biomedicina vem crescendo significantemente no Brasil. Este aumento é resultado da evolução tecnológica e da demanda do mercado que propiciou a ampliação do campo de atuação profissional. Hoje, o biomédico pode ocupar cargos em centros de pesquisa, universidades,

indústrias, hospitais, laboratórios de análises clínicas, hemocentros, centros de reprodução humana, em empresas que realizam análises ambientais, na docência em instituições de ensino e muitas outras opções. Uma das áreas mais novas de atuação do biomédico é no trabalho com perfusão extracorpórea. A perfusão ou circulação extracorpórea é o procedimento no qual se substitui temporariamente as funções dos pulmões e do coração enquanto estes órgãos ficam excluídos da circulação, através de máquinas, aparelhos, circuitos e técnicas. O perfusionista trabalha numa equipe que atua no bloco operatório. No curso de Biomedicina da FEF, os conteúdos curriculares são orientados no sentido de contemplar as várias possibilidades de atuação profissional do biomédico utilizando-se de estratégias pedagógicas que desenvolvam os conhecimentos indispensáveis à formação do profissional. A prática da profissão é desenvolvida em espaços com equipamentos modernos, como no Laboratório de Análises Clínicas da FEF, onde os alunos cumprem as horas de estágio curricular orientados por docentes. Ao longo do curso na FEF, são 500 horas de estágio

Elisabete Cardiga fala sobre o trabalho do Biomédico

Campos de atuação do biomédico Patologia Clínica (Análises Clínicas) Biofísica Parasitologia Microbiologia Imunologia Hematologia Bioquímica Banco de Sangue Virologia Fisiologia Fisiologia Geral Fisiologia Humana Saúde Pública Radiologia

curricular obrigatório a partir do 6º semestre. A pesquisa também é uma ênfase do curso. “Muitos alunos desenvolveram projetos de iniciação científica na graduação e depois, com o mesmo tema, foram aceitos em programas de mestrado e continuaram suas pesquisas”, conta a coordenadora Elisabete Cardiga. Ela lembra que ex-alunos de Biomedicina da FEF foram aprovados em programas de mestrado e programas de aprimoramento em instituições reconhecidas como Instituto Adolfo Lutz, Instituto de Medicina Tropical de USP, Unesp e outros. O curso de Biomedicina da FEF é reconhecido pelo MEC e pode ser concluído em, no mínimo, quatro anos. O salário inicial de um biomédico é de R$ 1.700, sem limites para salários maiores dependendo da área de atuação e da experiência adquirida.

Imagenologia Análises Bromatológicas Microbiologia de Alimentos Histologia Humana Patologia Citologia Oncótica Análises Ambientais Acupuntura Genética Embriologia Reprodução Humana Biologia Molecular Farmacologia Psicobiologia Informática de Saúde Anatomia Patológica Toxicologia Perfusão Extra Corpórea Sanitarista

Comunicação

Fundação ganha rádio educativa Anúncio foi feito em janeiro. Estrutura deverá ser instalada ainda neste ano A FEF (Fundação Educacional de Fernandópolis) conta agora com uma rádio educativa. O anúncio da concessão foi feito em janeiro, no gabinete de Luiz Vilar de Siqueira, prefeito de Fernandópolis e ex-presidente da FEF. O evento contou com a presença do deputado federal Julio Semeghini, do presidente da FEF Paulo Nascimento e de diversas autoridades de Fernandópolis e região. Vilar salientou a importância da atuação do deputado Semeghini para esta conquista. “Há quatro anos, nós estamos tentando conseguir a concessão dessa rádio para a FEF. E finalmente, contando com a ajuda efetiva do deputado Julio Semeghini, que tem grande influência em Brasília e no Ministério das Comunicações, a FEF agora vai contar com essa rádio”,

Paulo Nascimento, Luiz Vilar e Julio Semeghini fizeram o anúncio da rádio

disse Vilar, que ainda lembrou a importância de uma rádio desse tipo para a educação e informação cidadã para a população. Para o deputado Julio Semeghini, a rádio também é um meio de fortalecimento para o curso de Jornalismo da FEF. “Fernandópolis tem jornalistas de renome atuando em diversos meios de co-

municação do Brasil. Com o curso de comunicação e agora, com a rádio dentro da FEF, há mais uma ferramenta para fortalecer esse curso e o trabalho da comunicação como um todo em Fernandópolis.” Paulo Nascimento, presidente da Fundação, ressaltou ainda o trabalho de Vilar e Semeghini em Brasília para

a liberação da rádio, lembrando que o novo meio de comunicação será realmente um diferencial para o curso de Jornalismo da FEF. A rádio educativa FM da Fundação Educacional de Fernandópolis foi autorizada pela Portaria nº 939, de 22 de dezembro de 2008 e vai operar na freqüência 95,9 megahertz.

Educação Física promove curso de futsal O curso de Educação Física da FEF promove, nos dias 28 de março e 4 de abril, o curso de futsal para alunos e interessados por esse esporte. As inscrições podem ser feitas na secretaria do câmpus II ou com o professor Aldo Moscardini, coordenador do curso de Educação Física da Fundação. As primeiras aulas do curso foram no dia 21 de março e contaram com a participação de alunos, professores e profissionais da área. O tema discutido foi arbitragem. Apesar da primeira já ter acontecido, as inscrições ainda podem ser feitas para os próximos módulos. O curso é aos sábados, das 8h ao meio-dia, e durante a tarde, a partir das 13h30. O investimento para o curso de futsal é de R$ 35, com direito a certificado.

pesquisa

FEF lança 4ª edição da Revista Universitas Alba Catelani ressalta o reconhecimento da Universitas pela CAPES

A Revista Universitas, uma publicação científica da FEF (Fundação Educacional de Fernandópolis) chega à sua quarta edição. Este ano a revista traz 17 artigos de profissionais da FEF e de professores de instituições de diversas partes do Brasil, além da reprodução escrita de uma conferência dos professores Alba Cetelani e Humberto Perinelli Neto e 101 resumos de trabalhos de pesquisa apresentados no 5º Simpósio de Iniciação

Científica da FEF, que aconteceu em novembro de 2008. Um dos diferenciais da Universitas é o selo Qualis Local C, que mostra o reconhecimento da revista pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior). O selo Qualis traz uma série de oportunidades para a Fundação e seus pesquisadores, tal como o reconhecimento da FEF como sendo uma Instituição de Ensino Superior que, além de estar envolvida com o ensino, também está plenamente associada à preocupação com a pesquisa e a extensão. Sendo assim, tornase mais fácil a assinatura de convênios de pesquisa, o reconhecimento de programas de Pós-Graduação e a avaliação positiva por parte das Comissões do MEC. “A nossa maior meta para este ano é atingir os pré-requisitos para que a Uni-

versitas passe para Qualis B. Para isso, a revista vai passar a ter também uma versão digital e ser publicada semestralmente”, conta Alba Catelani, que integra o Conselho Editorial da Universitas e é coordenadora do Programa de Iniciação Científica da FEF. Ela acrescenta que a revista recebe artigos de cientistas do Brasil todo, com trabalhos nas áreas de Humanas e Eduação, Biologia e Ciências da Saúde, Ciências Sociais Aplicadas e Exatas e da Informática. As normas para os artigos e mais informações sobre a Universitas podem ser obtidas pela internet, no site www.fef.br/universitas. Para ter o rigor de publicação científica, a Universitas conta com um conselho editorial formado por professores mestres e doutores da FEF e de universidades estaduais e federais de outras cidades. Fernandópolis, março de 2009 7


Pós em Psicopedagogia começa na FEF

A pós-graduação em Psicopedagogia teve início em março na Fundação Educacional de Fernandópolis. O curso tem como objetivo qualificar profissionais que desejam atuar no campo de desenvolvimento emocional ligado à aprendizagem, além de proporcionar ao profissional o contato com pesquisas recentes, possibilitando reflexão a respeito do significado de tais avanços visando a conseqüente aplicação prática. A carga horário total

do curso é de 360 horas e as aulas acontecem quinzenalmente. O departamento de Pós-Graduação da Fundação Educacional de Fernandópolis também oferece opções variadas

em diversas áreas de atuação. Em saúde, a FEF oferece pós em Análises Clínicas, Enfermagem em Urgência e Emergência, Farmácia Homeopática, Farmácia Magistral, Hidroterapia e Fonoau-

diologia: Linguagem. Na área de Educação, além de Psicopedagogia, a Fundação também oferece os cursos de Estudos Literários, e História, Cultura e Patrimônio. Para os interessados em Ciências, a FEF oferece pós em Química Ambiental e em Análises Bromatológicas e Controle de Qualidade de Alimentos. Há ainda os cursos de Gestão Ambiental e Gestão de Banco de Dados IBM-DB2. A Pós-Graduação da Fundação conta ainda com quatro cursos de

MBA: Gestão Estratégica em Finanças, Gestão Empresarial, Gestão Estratégica de Marketing e Pessoas, e Perícia Criminal. Para saber mais sobre os cursos de pós da FEF ou fazer inscrição em uma das opções, basta entrar em contato com a equipe da Fundação pelos telefones (17) 3465 0011 ou (17) 9179 9740. O contato também pode ser feito pelo e-mail pos@fef.br ou na secretaria do câmpus III da Fundação (no Shopping Center Fernandópolis).

Alunos participam de Serviço Social é destaque em Turmas de Jornalismo participam de curso de Biomedicina aprovações em cursos de mestrado palestra com juiz Evandro Pelarin Alunos e professores do curOs professores e também na USP - Ribeirão

Hélio Nanessi e Thiago Vieira, alunos do 7º semestre de Biomedicina da FEF participaram em janeiro do VI Curso de Verão em Biologia Celular e Molecular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP – USP). Os estudantes foram selecionados entre o total de 500 candidatos para participar do curso.

so de Serviço Social da Fundação Educacional de Fernandópolis vêm ganhando destaque em aprovações em diversos cursos de mestrado. Neste ano, quatro professores e assistentes sociais estão cursando pós-graduação em conceituadas instituições de ensino. A recém-formada Eliane Marques de Menezes Amicucci foi aprovada no curso de mestrado em Serviço Social pela UNESP (Universidade Estadual de São Paulo), na cidade de Franca. Eliane foi contratada pela Fundação neste mês como docente do curso de Serviço Social.

recém-formados Fernanda C. Fávero Guelli e Kleber Navas estão cursando mestrado em Serviço Social na UNESP e na PUC-SP, respectivamente. A coordenadora Lesliane Caputi também comemora sua aprovação na CFESS/ ABEPSS/CEAD/UNB (Conselho Federal de Serviço Social/ Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social/ Centro de Educação a Distância da Universidade de Brasília/Universidade de Brasília) e está se especializando em “Direitos Sociais e Competências Profissionais”.

Estética da FEF participa de evento no Rio de Janeiro Aconteceu no dia 21 de novembro de 2008, no Windsor Barra Hotel (Rio de Janeiro), o I Encontro de Dirigentes de Cursos Superiores de Estética. A FEF esteve presente representada pela coordenadora do curso superior de Estética e Cosmética, professora Valéria Lima Munhoz Silva.

O objetivo principal do evento foi discutir temas como “Habilidades e competências do tecnólogo em estética e cosmética”, “Con-

teúdo programático e matriz curricular”, “Diferencial do técnico e tecnólogo em estética” e “Regulamentação da profissão”. O evento foi importante para esclarecer algumas dúvidas de alunos, que elaboraram um documento com vários itens a serem discutidos e esclarecidos.

Os alunos do 3º, 5º e 6º semestres de Jornalismo da Fundação Educacional de Fernandópolis participaram, no dia 17 de março, de uma palestra sobre “Ética e Responsabilidade Social no Jornalismo”, ministrada por Evandro Pelarin, juiz da Infância e Juventude de Fernandópolis. Os estudantes interagiram com o palestrante questionando sobre diversos assuntos com a supervisão da professora Elisandréia Dias, responsável pela disciplina de Ética, Legislação e Responsabilidade Social. O juiz tratou de temas como o poder da informação e da imprensa, o furo jornalístico e a ética na relação entre a imprensa e o

Poder Judiciário em casos polêmicos. Também abordou a atuação da imprensa local e a comentou sobre o posicionamento de colunistas influentes da mídia nacional. “Conversando com o juiz, pudemos questionar sobre dúvidas e problemas que os jornalistas sofrem devido à falta de informação ou até mesmo de ética em seu trabalho. Essa iniciativa do curso da FEF ajuda a formar jornalistas mais conscientes e éticos para o futuro”, disse Bruna Bassan, aluna do 5º semestre, . Em um bate papo aberto, os alunos puderam tirar dúvidas no final da palestra e trataram sobre os problemas no dia-a-dia da profissão.


Jornal da FEF