Issuu on Google+

Tutorial – Como criar mapas conceituais no site HTTP://BUBBL.US Autor: Prof. Dr. Márcio Marques Martins Disciplina: MFM203 – Hipermídia na Educação HTTP://hiperapren.blogspot.com e HTTP://hiperapren.posterous.com Meu blog principal: HTTP://diariodeumquimicodigital.com

Se você já possui uma conta no site, basta fazer o login (colocar o usuário e a senha) e a tela abaixo se apresentará a você.


Após ler (ou ignorar) a dica do dia (tip of the day), uma caixa amarela surge no centro da área de trabalho.

Posicionando o mouse na parte de baixo da caixa amarela, surge um menu de contexto que permite adicionar uma caixa filha da caixa amarela (ou “bolha”, para ser mais direto).


Posicionando o mouse na lateral direita da bolha, é possível criar uma nova bolha. Essa nova bolha não será filha. Elas não ficarão ligadas entre si, a não ser que o autor do mapa conceitual assim o deseje.

Posicionando o cursor do mouse na parte superior da bolha um novo menu de contexto surge. Neste menu é possível alterar cores das bolhas e dos textos. Aumentar ou diminuir o tamanho da bolha. Conectar bolhas de igual caráter hierárquico e até mesmo deletar uma bolha.


Clicando no interior da bolha amarela escreve a ideia central do seu mapa. Normalmente, uma palavra ou frase curta, que chamarei de idĂŠia central.

Agora, posicionando o mouse na parte inferior da bolha central, crie uma bolha-filha. (Apertar as teclas Ctrl+Enter tambĂŠm funciona).


A bolha-filha representa uma idéia derivada da idéia central. Para representar seu nível hierárquico inferior, a cor é diferente (no nosso caso é verde, mas isso pode ser alterado).

Posicionando o mouse na parte inferior da bolha-mãe (amarela) e clicando no pequeno menu (ctrl+enter) criam-se novas bolhas-filhas.


Os conectores (linhas diagonais) também podem ser clicados. É costume escrever verbos de ligação entre a idéia central e a idéia derivada. Geralmente usamos verbos ou frases curtas, de forma a tornar inequívoca a relação entre as duas idéias.

Abaixo, um verbo de ligação ou subsunçor está sendo inserido no mapa.


Proceda assim até fazer todas as conexões possíveis para o seu mapa.

Vamos mudar a cor do texto e da bolha da esquerda? Posicione o mouse na parte superior da bolha verde e mova o cursor até a pequena letra “T”, se clicar ali você vai poder mudar a cor do texto. Se clicar na parte verde do desenho, vai aparecer uma caixa cheia de cores para escolher e a cor da bolha é que vai ser alterada.


No nosso exemplo, alteramos a cor da bolha para azul e a cor do texto para rosa claro.

Vamos agora posicionar o mouse na lateral direita da bolha amarela. Vejam que aparece a opção de criar uma nova bolha no mesmo nível hierárquico da bolha principal.


Uma opção, ao invés de clicar, é apertar a tecla “TAB”. A bolha amarela à direita foi criada e permanece na mesma altura da primeira, a fim de indicar que está no mesmo nível hierárquico (tem a mesma importância).

Posicionando o mouse na parte superior da bolha faz surgir um menu de contexto.


Clicando na caixinha amarela que aparece no menu de contexto, é possível mudar a cor da bolha. Clicando na pequena letra “T” que aparece dentro da caixa, muda-se a cor do texto dentro da bolha. Da mesma forma, clicando-se na terceira parte do mesmo menu “Connect Bubbles”, é possível ligar uma bolha à outra.

Clique com o botão direito e arraste a seta até a bolha-alvo. Não esqueça que a ponta da seta deve entrar na bolha-alvo.


Pronto, eis duas bolhas conectadas entre si.

Vamos criar algumas bolhas a partir das bolhas-filhas? Posicione o mouse abaixo de uma bolha verde e clique ou ent達o posicione o mouse na bolha verde e clique CTRL+ENTER.


Eis o resultado.

PARTE 2: Salvando e exportando o seu mapa conceitual Clicando no botão “SAVE”, no lado superior direito, é possível salvar seu mapa no site para posteriores edições. A conta gratuita que você criou só dá direito a guardar três mapas.


Feito isso, você pode mudar o nome do seu mapa. Clique duas vezes com o botão esquerdo em cima das palavras “New Sheet” (bem à direita).

Escreve o nome que mais lhe aprouver, desde que ele represente o seu mapa conceitual e você consiga se lembrar do que se trata o mapa quando ler o seu nome.


Feito isso, vamos exportar o seu mapa como uma figura. Clique no botão “Export”, marcado com uma caixa vermelha na figura abaixo:

Existem três opções de exportação de figuras. A caixa abaixo surge mostrando-as.


Pode-se exportar o mapa como uma figura jpeg (maior qualidade de imagem).

Ou ent達o, pode-se exportar a figura como uma imagem png (melhor qualidade e maior velocidade de carregamento quando postada em um blog ou site).


Clicando na aba HTML Output, pode-se exportar o mapa como uma figura em html, ideal para quem constr贸i seus pr贸prios sites.

Observe na barra inferior do navegador, o arquivo HTML foi baixado para o computador.


A figura abaixo é o mapa, exportado em formato PNG (portable network graphic) para o computador.

E isso conclui nosso tutorial do bubbl.us! Obrigado pela atenção!



Tutorial http://bubbl.us