Page 1

Relat贸rio Social 2008


Sumário 1

Mensagem do Presidente

2

Missão e Visão

3

Conselho e Diretoria

4

Auditoria

5

Parceria entre o ICD e o GHC

6

O paciente no Instituto da Criança com Diabetes

10 Serviços prestados em Educação, Tratamento e Assistência Social

27 Capacitação 32 Projetos e Eventos 39 Prêmio TOP Cidadânia 41 Nossos parceiros


Mensagem do Presidente Este Relatório apresenta nossas ações com Indicadores e Gráficos que mostram o resultado do trabalho do Instituto da Criança com Diabetes em 2008. Encerramos o ano com 1.572 pacientes que estão sendo especialmente preparados para um futuro com mais autonomia, saúde e qualidade de vida. Nossa meta é evitar ou retardar os problemas decorrentes do diabetes que os incapacitarão de estarem integrados de forma plena na sociedade. Trabalhamos dia-a-dia para fazer a diferença na vida de cada um. Atendemos crianças, adolescentes e adultos jovens de todo o estado e alguns de outras regiões do país. Somos referência na América Latina no modelo de atendimento prestado ao paciente e recebemos profissionais que trabalham com diabetes de diversos lugares do Brasil. Frente a este cenário de crescimento contamos em 2008 com parceiros que investiram seus recursos financeiros no desenvolvimento de importantes projetos nas áreas da assistência, pesquisa, educação em diabetes, tratamento e novas tecnologias.

São eles, Banrisul, Braskem, Instituto Gerdau, através do Fundo Pró-Infância dos Profissionais Gerdau, NovoNordisk Farmacêutica do Brasil, Panvel Farmácias, Roche, Smart Business e Zaffari. Os colaboradores – pessoas físicas – que contribuem com depósitos bancários. A Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, através do Portal Social, o Funcriança, órgão ligado ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o Programa A Nota é Minha, do Governo do Estado, importantes ferramentas de captação de recursos. Também o apoio de mídia do Grupo RBS, Grupo Bandeirantes, Rede Record e Antena 1. A Agência Matriz pela criação de nossas campanhas e materiais promocionais. Não podemos deixar de agradecer ao Grupo Hospitalar Conceição pela nobreza da parceria que disponibilizou os recursos humanos para o atendimento ao paciente e toda a infra-estrutura hospitalar, à permanente auditoria da Fioravanti, Puerari & Cia e à Sanofi Aventis pelo Estágio Observacional. Conquistamos, também, o que muito nos orgulhou, o prêmio TOP Cidadania da ABRH-RS com o case “Aqui se Aprende a Vencer” que destacou a função social da instituição. Um grande abraço,

Balduino Tschiedel Diretor Presidente

1


Missão Trabalhamos para oferecer o melhor tratamento e os melhores resultados a cada um de nossos pacientes, buscando evitar as complicações decorrentes da doença e usando de todos os recursos, insumos e conhecimentos disponíveis para o alcance dos objetivos individuais estabelecidos.

Visão Tratando o diabetes para uma vida saudável.

Princípios 1) 2) 3) 4) 5)

Excelência no tratamento. Ética. Transparência e credibilidade. Reconhecimento à sociedade. Ambiente de cooperação mútua.

2


Conselho de Administração

Diretoria

Presidente - Paulo Roberto Falcão

Diretor Presidente - Balduino Tschiedel

Vice-Presidente - Farid Germano Filho César Luiz Saut Henrique Fontana Rogério Amaral Vitor Scheid Yeda Crusius

Diretores - Bruce Bartholow Duncan Dulce Ribeiro Maria Inês Schmidt Mauren Papadopol

Conselho Fiscal Presidente - Armando José Gass Vice-Presidente - Evandro Raul dos Santos Fernando Bertuol Suplente: Pedro Luce

3


Auditoria As demonstrações contábeis do Instituto da Criança com Diabetes foram auditadas em 2008 pela empresa Fioravanti, Puerari & Cia. Desde 1998, ano que fundamos o Instituto da Criança com Diabetes, contamos com o apoio e trabalho profissional das empresas de auditoria abaixo citadas.

Exercício:

ƒ

2008, 2009 Fioravanti, Puerari & Cia. Auditores e Consultores

ƒ

De 2006 a 2007 Rokembach & Cia. Auditores

ƒ

De 2002 a 2005 PriceWaterHouseCoopers International Services Ltda

ƒ

De 1998 a 2001 Arthur Andersen S/C

4


Parceria entre o ICD e o GHC Uma grande equipe de profissionais trabalhou com empenho, dedicação e profissionalismo para a saúde e qualidade de vida de nossas crianças e adolescentes com diabetes. Abaixo o quadro de funcionários do GHC e do ICD. GHC Médicos Endocrinologistas Médico Nefrologista Médicos Pediatras Médico Oftalmologista Médico Ginecologista Médico Cirurgião Geral Enfermeiras Nutricionistas Psicóloga Odontólogas Assistente Social Técnica de Enfermagem Auxiliar de Enfermagem Técnica em Higiene Dental Cozinheira Atendente de Nutrição Supervisora Administrativa Auxiliar Administrativo Auxiliar Técnico Administrativo Auxiliar Geral Técnico Especializado Recepcionista Segurança

ICD 6 1 2 1 1 1 4 2 1 3 1 1 4 1 1 1 1 3 1 4 1 1 2

ƒ Administrativo Gerência Executiva Coordenadora de Eventos Assistente Financeiro Assistente Administrativo Auxiliar Administrativo

1 1 1 2 3

ƒ Área Técnica Educador Físico

1

ƒ Estagiários Programa A Nota é Minha Biblioteca

2 1

ƒ Consultora Biblioteca

1

ƒ Voluntariado Voluntários

15

5


O paciente no Instituto da Crianรงa com Diabetes


Funcionamento Crianças, adolescentes e adultos jovens são atendidos, gratuitamente, no Instituto da Criança com Diabetes, mediante convênio de parceria com o Grupo Hospitalar Conceição, em uma infra-estrutura moderna e completa com Hospital-Dia, Ambulatório, Oficina de Nutrição, Gabinetes Odontológicos, Centro Oftalmológico, Brinquedoteca e Hot-Line, uma linha telefônica para situações de emergência. A faixa etária atendida é, como porta de entrada, de 0 a 20 anos. Isto porque a maioria dos casos de diabetes tipo 1 (insulino-dependente), ocorre nesta faixa. Entretanto, como as complicações começam a acontecer, em geral, após 10 anos de duração da doença e sabendo-se que, após 25 anos de diabetes, o paciente livre de nefropatia (insuficiência renal) dificilmente a apresentará, o ICD pretende acompanhar os pacientes até 25 anos de duração da doença. Nossa equipe interdisciplinar é formada por endocrinologistas, nefrologista, pediatras, oftalmologista, ginecologista, enfermeiras, nutricionistas, psicóloga, dentistas, assistentes-sociais e educador físico. Também damos suporte às famílias que, igualmente, devem envolver-se neste processo, uma vez que o diabetes é conhecido como a doença das 24 horas, pois é este o tempo diário que ela exige de atenção para ser controlada.

7


NĂşmero de Pacientes em Atendimento

CRESCIMENTO

333% Comparativo de 2004 a 2009

8


ProcedĂŞncia do paciente

9


Serviços prestados em Educação, Tratamento e Assistência Social


1 Hospital-Dia – 2°andar Atendimento para casos de crise aguda, primeira consulta e diagnóstico recente. Se o paciente não apresentar melhora, nossa equipe médica solicita internação no Hospital da Criança Conceição ou no Hospital N.S. Conceição, ambos unidades do GHC. Os pais recebem toda a informação e orientação sobre como lidar com o diabetes e como proceder em casa para evitar situações agudas, como hipoglicemia (queda do açúcar no sangue) e hiperglicemia (elevação do açúcar no sangue).

Comparativo de 2004 a 2009

11


2

Ambulatório – 5°andar No Ambulatório, o paciente acompanhado de familiar recebe atendimento integral ao passar pela equipe interdisciplinar

(endocrinologistas,

nefrologista,

pediatra,

oftalmologista,

ginecologista,

enfermeiras,

nutricionistas, psicóloga, dentistas, assistentes sociais e educador físico) que está reunida em um mesmo local, fazendo a importante diferença para o melhor tratamento do diabetes.

Comparativo de 2004 a 2009

12


3 Hot-Line Atendimento telefônico de pacientes, familiares e/ou cuidadores com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre o tratamento e o manejo da doença em situações agudas. Esta ferramenta tem sido fundamental para a melhora da qualidade de vida do paciente.

Comparativo de 2007 a 2009

13


4 Aulas de Educação em Diabetes Para que os pacientes, familiares e/ou cuidadores tenham o conhecimento necessário para vencer os desafios diários do diabetes, promovemos aulas ministradas por nossa equipe interdisciplinar, de segunda à sexta-feira, das 9h15min às 10h. São 45 minutos que ajudam pais, familiares e pacientes a adquirirem um conhecimento aprofundado sobre o diabetes. É assim, de aula em aula, que todos ganham maior entendimento acerca da doença, seus cuidados, orientações sobre exercícios físicos, nutrição, formas de aplicação de insulina e diversos outros temas que são apresentados durante todo o mês, com doses diárias de educação. As aulas são abertas para a comunidade em geral.

Comparativo de 2006 a 2009

14


15


5 Brinquedoteca – 3°andar A Brinquedoteca conta com o apoio técnico do Curso de Pedagogia, através de parceria entre o Instituto da Criança com Diabetes e a Instituição Educacional São Judas Tadeu. Funciona diariamente, das 9h às 17h. Estudantes de pedagogia e voluntários utilizam-se do brinquedo e do brincar como fonte de aprendizado, prazer, estímulo para a auto-expressão e resgate da auto-estima dos pacientes. As atividades são desenvolvidas na sala de espera do Ambulatório, Hospital-Dia ou na própria Brinquedoteca e contempla, também, os irmãos e familiares dos pacientes, preparando-os para as consultas com nossa equipe técnica.

2.188 Atendimentos

16


6 Centro Oftalmológico O diabetes é a principal causa de cegueira na faixa etária entre 20 e 70 anos. Totalmente equipado, o espaço oferece consultas e serviços de refração, retinografia digitalizada e fotocoagulação a laser. O impacto deste trabalho é fundamental para o paciente como o diagnóstico precoce de retinopatia diabética e de outras complicações oculares da doença como glaucoma e catarata e tratamento especializado (laser e angiologia).

637 Atendimentos

7 Oficina de Nutrição e Contagem de Carboidratos Estas Oficinas são realizadas quinzenalmente para os pacientes e familiares com a proposta de ensinar, detalhadamente, a importância de uma alimentação balanceada para o controle do diabetes, a contagem de carboidratos e preparo de alimentos diet. A nutrição faz parte do tripé fundamental para o convívio saudável com o diabetes: Tratamento (insulinas), Dieta Balanceada e Atividade Física.

308 Participantes 17


8 Apoio Psicológico O acompanhamento emocional aos pacientes e seus cuidadores, com ênfase no tratamento e educação é fundamental para uma convivência saudável com a doença. Baseado nestes princípios, a psicóloga ajuda-os a lidar com os medos, conflitos e problemas de uma patologia crônica e grave.

897 Atendimentos

9 Saúde Bucal A saúde bucal em pessoas portadoras de diabetes é questão que requer grande atenção. Existe uma incidência grande de problemas como gengivites em pacientes que não fazem os cuidados diários de prevenção (uso do fio dental, escovação adequada, etc.). Nos encontros com as dentistas e durante o atendimento odontológico, os pacientes, familiares e acompanhantes recebem orientações práticas sobre como lidar com a questão da saúde bucal e o tratamento individual para cada caso.

2.111 Atendimentos 18


10 Outros serviços prestados ao paciente no Ambulatório

Especialidade

N° de Atendimentos

Endocrinologia

3.298

Pediatria

1.285

Enfermagem

5.799

Nutrição

2.032

Ginecologia

161

19


11 Atividade Física e Diabetes Atendimento diário a pacientes e familiares sobre a importância da atividade física no dia-a-dia de um portador de diabetes. É enfatizada a importante relação com o controle glicêmico e os cuidados e medidas profiláticas para evitar a ocorrência de complicações agudas como a hipoglicemia (queda de açúcar no sangue). Toda esta assistência é feita pelo nosso educador físico.

661

Atendimentos

• Programa de Incentivo e Apoio ao Desenvolvimento da Atividade Física Este programa foi criado em 2008 para estimular grupos de pacientes a realizarem atividades físicas, integração e superar os obstáculos do diabetes na prática da atividade física. Iniciamos com a modalidade Corrida para um grupo de 23 pacientes, na faixa etária dos 14 aos 25 anos. O time treinou semanalmente, com acompanhamento do nosso educador físico e participou de provas competitivas como maratonas e rústicas, em Porto Alegre e interior do estado.

20


12 Programa de Fornecimento de Insumos Fornecimento de insulinas, seringas apropriadas para as diversas faixas etárias e tiras reagentes para medição de glicemia para pacientes que não têm condições de adquiri-las ou que não estejam ganhando do poder público. Fundamental para o sucesso real do tratamento e do controle glicêmico, a distribuição do material é condicionada a uma avaliação prévia da situação sócio-econômica do paciente, cujas diretrizes são definidas por uma comissão técnica da instituição, coordenada pela assistente social.

441

Pacientes atendidos

873

Insumos entregues

Insumos fornecidos pelo ICD • Insulinas

• Seringas

NPH

Lantus

BD U-30

Regular

Levemir

BD U-50

Humalog

Apidra

• Insulinas

NovoRapid • Tiras Reagentes para glicemia capilar ♦ Fornecidos pelo Governo via processo administrativo

♦ Fornecidos pelo Governo apenas via processo judicial

21


13

Programa Sócio-Familiar

14

Orientação sobre direitos do portador de DM1

15

Entrevista de Acolhimento Familiar

16

Busca Ativa

17

Assistência Judiciária

1.675 Atendimentos

22


13 Programa Sócio-Familiar Conhecer o perfil das famílias, através do levantamento de informações, tais como: faixa etária, composição familiar, escolaridade, inserções no mercado de trabalho, condições de moradia, condições de saúde, referências culturais, rede de apoio comunitária, entre outros aspectos que possibilitem traçar tanto a história e o contexto familiar e social no qual esta família está inserida, a fim de lhes orientar em suas dificuldades econômicas e sociais e auxiliar na busca de alternativas para resolução destas.

14 Orientação sobre direitos do portador de DM1 Os pacientes e familiares têm acesso à informação sobre os direitos de um portador de diabetes. Neste trabalho são realizados contatos com as Secretarias de Saúde do Rio Grande do Sul para garantir o encaminhamento adequado para o fornecimento de insumos junto ao poder público.

23


15 Entrevista de Acolhimento Familiar A proposta é proporcionar um espaço de livre expressão dos sentimentos e temores com relação ao diagnóstico e tratamento do diabetes, através da realização de escuta qualificada. Busca-se a participação, colaboração e responsabilização dos membros da família, o fortalecimento dos vínculos familiares e contribuir para o desenvolvimento da autonomia e o exercício da cidadania.

16 Busca Ativa O trabalho de busca ativa é realizado por uma voluntária com o acompanhamento e orientação da Assistente Social. Ocorre através de ligação telefônica para os pacientes que não comparecem às consultas agendadas. Através da busca ativa, objetivamos diminuir o número de faltas, maior adesão ao tratamento e saber os motivos das faltas para atuar nesta questão.

17 Assistência Judiciária O serviço prestado pelo advogado voluntário busca atender a demanda pelos medicamentos especiais que não são fornecidos pelo SUS, por não fazerem parte da lista da Secretaria de Saúde ou por atraso de longo período na distribuição destes. 24


18 Programa Bomba de Infusão de Insulina A terapia de bomba de infusão de insulina já está no mercado mundial há mais de 25 anos e hoje é considerada, internacionalmente, o “Padrão Ouro” no tratamento de pessoas com diabetes, que necessitem de insulina para o seu controle. No Brasil, vemos um número crescente de médicos e pacientes que optam por esta terapia, tanto no segmento privado quanto junto aos órgãos públicos. Vale destacar os inúmeros benefícios proporcionados pela terapia de bomba de insulina que incluem a possibilidade de redução nas internações hospitalares causadas por episódios de hipoglicemia e de um controle mais efetivo da glicose acarretando um melhor prognóstico na evolução da doença com menor possibilidade de complicações crônicas como a falência renal, amputações dos membros inferiores, cardiopatias e cegueira, complicações estas que ocasionam enormes gastos ao sistema público, além de uma perda social importante.

Abaixo o número de pacientes do Programa Bomba de Infusão de Insulina em 2008

™ 12 usuários ƒ

™ 6

destes, 5 já receberam a bomba de infusão, através de processo judicial em espera

25


19 Programa CGMS O CGMS® é um sistema desenvolvido como ferramenta diagnóstica de auxílio à monitorização glicêmica. Funciona medindo a glicose, através da comparação de estimulos elétricos do tecido subcutâneo e sua correlação com a glicemia capilar, verificada pelo paciente. O CGMS® é útil para detectar hipoglicemias despercebidas, principalmente noturnas. Também é importante para a educação do paciente e familiares pois consegue envolvê-los no tratamento, melhorando a aderência ao mesmo.

Abaixo o número de pacientes do Programa CGMS De 2004 a 2009

2008

98 pacientes

12 pacientes

26


Capacitação


Biblioteca A Biblioteca do Instituto da Criança com Diabetes tem por missão servir, na área da formação e da informação bibliográfica, nossa equipe interdisciplinar e demais profissionais interessados de outros estados do Brasil. Possui uma rica coleção especializada sobre diabetes mellitus, que é constituída por documentos de diferentes naturezas, de alto valor cientifico com publicações periódicas e acesso a base de dados.

¾ 129 usuários cadastrados ¾ 1.656 acessos à biblioteca

28


Congressos e Seminários Em 2008, o Instituto da Criança com Diabetes participou de importantes congressos e seminários de capacitação, objetivando proporcionar ao paciente o melhor tratamento.

ƒ Congresso Internacional de Endocrinologia, 10/11 a 12/11, 2008, Rio de Janeiro/RJ SBEM, 2008. ƒ Congresso Europeu de Diabetes, 08/09 a 11/09/2008 – Roma/ Itália ƒ Congresso Americano de Diabetes, 09/06 a 11/06/2008 - São Francisco / Califórnia ƒ 2º Congresso Americano Internacional de Medicina e Espiritualidade, 02/10 a 06/10/2008 – Flórida ƒ Evento Científico- Endorecife, 24/06 a 27/06/2008 – Recife ƒ Evento Científico, 01/11 a 03/11/2008 – Brasília ƒ Congresso Brasileiro Endocrinologia e Pediatria, 14/11 a 16/11/2008, Florianópolis ƒ Congresso de Oftalmologia, 03/05 a 05/05/2008 – Florianópolis ƒ Jornada Gaúcha de Oftalmologia, 23/05/2008 - Gramado/ RS ƒ Encontro Gaúcho Diabetes, 05/09/2008 - Porto Alegre/ RS ƒ Congresso Médico- Endosul, 10/07 a 12/07/2008 - Florianópolis ƒ Fórum Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Janeiro a Dezembro/2008

29


Aulas / Conferências ministradas Evento: Controvérsias em Obesidade, Diabetes, Dislipidemias e Hipertensão Data: 14 e 15/03/2008 Temática: Hipoglicemia: Barreira para Normoglicemia Balduino Tschiedel, endocrinologista Evento: Sessão Clínica do Cedeba (Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia) Data: 19/06/2008 - Salvador/ Bahia Temática: Novos Conceitos de Insulinização Balduino Tschiedel, endocrinologista Evento: 2º Curso de Atualização no Tratamento do Diabetes Data: 17 e 18/05/2008 - Rio de Janeiro/ RJ Temática: Algoritmo do Tratamento- Deve Ser Diferente? Balduino Tschiedel, endocrinologista Evento: Encontro dos Centros de Diabetes/ Obesidade Unidade Metabólica da Santa Casa de Porto Alegre Data: 04 e 05/07/2008 - Porto Alegre/ RS Temática: Monitorização Glicêmica e Correção Balduino Tschiedel, endocrinologista Evento: V Diabetesul Data: 12/04/2008 - Porto Alegre/ RS Temática: A Insulina Detemir na Prática Clínica: da Insulinização ao Tratamento Basal-Bolus Balduino Tschiedel, endocrinologista 30


Trabalhos Científicos e Publicações TSCHIEDEL, Balduino, CÉ, Gislaine Vissoky, GEREMIA, César, MONDADORI, Paula, SPEGGIORIN, Silvana, PUNALES, Márcia K.C. Organização de um serviço de assistência ao paciente com diabetes melito tipo 1. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, São Paulo: SBEM, v.52, n.2, p. 219-232, Mar./2008. PUNALES, Marcia K. C.; GEREMIA, César, MONDADORI, Paula, PICKLER, Marilisa, FORNARI, Adriana, TSCHIEDEL, Balduino. Como a monitorização contínua de glicose subcutânea pode colaborar na interpretação dos valores da HbA1c no diabetes melito tipo 1?. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, São Paulo: SBEM, v.52, n.2, p. 299-306, Mar./2008. PUNALES, Marcia K. C.; BERTOLUCI, Marcelo Casaccia, CÉ, Gislaine Vissoky, SILVA, Antonio M.V.; Disfunção endotelial no diabetes melito tipo 1. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, São Paulo: SBEM, v.52, n.2, p. 416-426, Mar./2008. DIB, Sergio Atala; TSCHIEDEL, Balduino; NERY, Marcia. Diabetes Melitus tipo 1: pesquisa à clínica. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, São Paulo: SBEM, v.52, n.2, p. 143-145, Mar./2008.

31


Projetos e Eventos


dia mundial do diabetes 14 de Novembro No mundo inteiro, monumentos e prédios históricos são iluminados na COR AZUL, para marcar esta data internacional. Em Porto Alegre, a luz azul iluminou a sede do Instituto da Criança com Diabetes e a Fundação Iberê Camargo, neste dia em que se comemora o nascimento do cientista canadense Frederick Banting, descobridor da insulina. O tema da campanha de 2008 foi “Diabetes em Crianças e Adolescentes”.

Instituto da Criança com Diabetes

Fundação Iberê Camargo

33


Inclusão da sociedade nas atividades diárias do Instituto da Criança com Diabetes. Estes programas vêm atingindo os objetivos propostos de divulgar corretamente o diabetes da criança e do adolescente. Os participantes podem ajudar os alunos e colegas que têm diabetes e atuarem como multiplicadores de informações em suas comunidades. O Programa Aluno Cidadão foi criado em setembro de 2004.

Um ano depois nascia o Programa Educador

Cidadão. Em junho de 2008, o ICD deu início ao Programa Colaborador Cidadão que conta com o apoio das empresas gaúchas, através da participação de seus colaboradores.

N° de Participantes

235 alunos 73

educadores

18

colaboradores

=

47

=

7

escolas

empresas 34


EDUCAÇÃO EM DIABETES multiplicada para vários estados do país. Nosso Programa de ESTÁGIO OBSERVACIONAL recebe, quinzenalmente, a visita de médicos e profissionais que trabalham com diabetes, de diversos lugares do país. Os profissionais acompanham, durante quatro dias, a rotina diária dos pacientes, a dinâmica da instituição, ampliando seus conhecimentos no tratamento intensivo do diabetes.

¾ Procedência Mar / 2006 a Set / 2009 ¾ Especialidade Médico Endocrinologista

25

Médico Endocrinologista Pediátrico

18 2

Psicóloga Instrutora em Diabetes

2

Enfermeira

2

Assistente Social

1

Nutricionista

1 51

Total 2008 ¾ Especialidade Médico Endocrinologista Médico Endocrinologista Pediátrico

10 9

Patrocínio:

35


Corrida para Vencer o Diabetes

Porto Alegre

10ª Corrida ƒ Realização: 27/04/2008

11ª Corrida ƒ Realização: 17/05/2009

36


Santa Rosa

2ª Corrida ƒ Realização: 07/12/2008 Santo Ângelo

1ª Corrida ƒ Realização: 19/10/2008

37


Instituto da Criança com Diabetes conquista o prêmio Top Cidadania

2008

O Instituto da Criança com Diabetes conquistou o prêmio TOP Cidadania da ABRH-RS com o case “Aqui se Aprende a Vencer”. O prêmio destacou a função social da instituição que é hoje uma referência na América Latina no modelo de atendimento e assistência às crianças e adolescentes com diabetes e seus familiares.

38


Recursos financeiros investidos na assistência à criança e ao adolescente De acordo com o estabelecido no Decreto Federal 2.536/98, art. 3°, inciso VI, o Instituto da Criança com Diabetes aplicou em gratuidade parte dos recursos obtidos em campanhas e doações, conforme abaixo:

2008 Serviço de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente com Diabetes, através de convênio com o Grupo Hospitalar Conceição, com o objetivo de viabilizar o atendimento ambulatorial e hospital-dia

71.293

Auxilio aos pacientes com medicamentos, tiras reagentes para verificação da glicemia, insulinas, entre outros.

225.247 296.540

As Demonstrações Contábeis do Instituto da Criança com Diabetes são auditadas pela empresa Fioravanti, Puerari & Cia e aprovadas pelo Conselho Fiscal, de Administração e Assembléia Geral dos Sócios e estão disponíveis na sede do Instituto da Criança com Diabetes. Maiores esclarecimentos pelo fone (51) 3362.7371. 39


Nossos parceiros em 2008

40


Muito Obrigado por fazer parte de nossa hist贸ria!


Relatório Social 2008  

Instituto da Criança com Diabetes

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you