Page 1

O Rio em 3D Um passeIo pelas maIs belas fotos Do RIo De JaneIRo

Inclui um 贸culos 3D


O Rio em 3D Um passeio pelas mais belas fotos do Rio de Janeiro


Copyright © Agência O Globo. Todos os direitos reservados a Agência O Globo.

Coloque os óculos 3D e olhe para a imagem fixamente. Recomendamos apenas que não utilizem os óculos por muito tempo seguido e descansem do uso caso sintam algum desconforto nos olhos. A visualização em 3D por crianças muito pequenas deve ser sempre acompanhada por um adulto.

O Rio em 3D : um passeio pelas mais belas fotos do Rio de Janeiro /

Agência O Globo. – Rio de Janeiro : A Agência, 2012.

60 p. : principalmente il. col. ; 54cm. Inclui óculos 3D na guarda ISBN 978-85-65492-00-3 1. Fotografia – Rio de Janeiro (RJ). 2. Rio de Janeiro (RJ) –

Descrições e viagens – Vistas. I. Agência O Globo. CDU 027.7 CDD 770.98153

CRÉDITOS coordenação geral e edição fotográfica:

Flávia Campuzano

projeto gráfico:

Marcia Mattos (Mais Garrida Produções Culturais)

edição de texto:

Ana Netto

legendas:

Andre Neves

pesquisa fotográfica: tratamento

Andrea Moraes, Paulo Luiz Carneiro e Marcelo Rosa

3D e impressão: Gráfica Burti


Rio de Janeiro 2012

O Rio em 3D Um passeio pelas mais belas fotos do Rio de Janeiro


A Beleza do Rio em Todas as Dimensões O escritor Érico Veríssimo dizia que, se o mundo de fato foi feito em sete dias, o Criador muito provavelmente reservou um dia inteiro só para esculpir o Rio. Nenhuma cidade do mundo reúne em espaço tão exíguo, o que a natureza oferece de mais exuberante: mar, baía, montanhas, floresta e lagoa, tudo junto e misturado numa rara e delicada harmonia. Aqui se percebe claramente, em cada canto da paisagem, o cuidado e a generosidade extremada da natureza. Que outra cidade do mundo dispõe de um quintal como o do Rio, que se estende, por dezenas de quilômetros, do Leme ao Pontal, onde a população em êxtase para sua rotina e aplaude o pôr do sol? Aliás, de que adiantaria tanta beleza sem luz? Nesse sentido, a natureza, que se encarregou de todos os detalhes, teve o cuidado extra de criar sua mais impactante obra em área tropical e, portanto, iluminada de janeiro a janeiro. Diante de tudo isso, não é de se estranhar que uma das marcas do Rio seja a alegria. Num ambiente como esse, não há espaço para mau humor. A paisagem carioca é antídoto até contra a depressão e tem influência determinante na alma e no astral da população. Não é por outra razão que o melhor do humor e da música brasileira nasceu aqui: o samba, o chorinho e a bossa-nova. A beleza da cidade é fonte incessante de inspiração a poetas, escritores, cantores e pintores. E a arquitetura, criação do homem, tem tido o cuidado de realçar toda esta maravilha de cenário. Desnecessário tentar descrever em palavras as belezas desta cidade única, que caminha para os 500 anos. Faltam adjetivos. O melhor a fazer é convidá-lo a passear por suas belezas em três dimensões, através das imagens captadas por um grupo de fotógrafos, cujo desafio permamente é registrar o belo dentro do belo. E esta também será uma bela experiência; um passeio, para ser feito e refeito inúmeras vezes porque sempre haverá algo novo e surpreendente a se perceber na paisagem, já que a dimensão da beleza do Rio é o infinito.

4


CRISTO REDENTOR “Cristo Redentor, braços abertos sobre a Guanabara”: como não se emocionar com essa paisagem? E como não amar a música de Tom Jobim?

5


6


CATEDRAL METROPOLITANA Marco da arquitetura moderna, a Catedral Metropolitana do Rio, no Centro, tem em sua vizinhança prédios modernos e os Arcos da Lapa. Inaugurado em 1979, o templo católico recebeu o Papa João Paulo II no ano seguinte, em sua primeira visita ao Brasil. Sua Santidade retornaria à catedral em 1997, quando rezou uma missa concelebrada por mais de 500 bispos do mundo inteiro.

7


8


ARCOS DA LAPA O Aqueduto da Carioca, conhecido como Arcos da Lapa, é uma construção do período colonial, concebido para trazer água do Rio Carioca para a cidade. Sua construção começou em 1660 mas foi concluída somente em 1723. Seu funcionamento pleno só se deu a partir de 1750, com seu formato atual. A partir de 1896, passou a ser utilizado como viaduto para os novos bondes de ferro, principal meio de acesso do centro ao bairro de Santa Teresa.

9


CANDELÁRIA A Igreja de Nossa Senhora da Candelária é um oásis de calmaria em pleno Centro do Rio. A sua belíssima arquitetura aparece em destaque e é uma referência na avenida Presidente Vargas. No século XVII era uma igrejinha paroquial e, ao longo dos séculos, foi sendo modificada, chegando ao formato que conhecemos atualmente a partir do final do século XIX.

10


11


12


CENTRAL DO BRASIL O prédio e a torre da Central do Brasil, no Centro do Rio, com seu monumental relógio de quatro faces (conjunto inaugurado em 1943), são referência para muitos cariocas, em suas idas e vindas diárias. Poucas pessoas sabem que a estação, originalmente, de 1858, já se chamou “Estação do Campo”, “Estação da Corte” e “Estação “Dom Pedro II”.

13


14


THEATRO MUNICIPAL Orgulho dos cariocas, por seu valor arquitetônico e artístico, o Theatro Municipal, inaugurado em 1909, no centro do Rio, é uma linda visão, de dia ou à noite. Sua arquitetura foi inspirada na Ópera de Paris. Em 2010, após um ano e meio de obras de reforma e trabalho de restauração, o Theatro Municipal reabriu as portas para comemorar o seu centenário.

15


CINELÂNDIA Palácio Pedro Ernesto, prédio da Câmara Municipal do Rio de Janeiro. A Câmara fica localizada na Cinelândia, nome popular da região do entorno da Praça Floriano, no Centro. O nome popularizou-se a partir dos anos 30, quando cinemas, teatros, boates e bares, como o famoso Amarelinho, instalaram-se na região. A Cinelândia é palco de grandes manifestações políticas e culturais e reúne também os prédios da Biblioteca Nacional, do Museu Nacional de Belas Artes 16

e do Theatro Municipal.


17


MORRO DA CONCEIÇÃO / PEDRA DO SAL A Pedra do Sal é uma grande formação de granito onde foram esculpidas escadas para o Morro da Conceição. Lugar histórico do Bairro da Saúde ao lado do porto do Rio, onde durante anos era descarregado o sal para abastecer a capital e que originou o nome. A Pedra do Sal é tombada como Patrimônio Cultural, pois neste lugar Donga, Pixinguinha, João da Baiana e outros grandes compositores faziam suas reuniões de samba no início do século passado.


19


20


MUSEU NACIONAL DA QUINTA O belo palácio que abriga o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista tem mais de 200 anos e foi residência da família imperial brasileira no século XIX.

21


22


TELEFÉRICO DO ALEMÃO Primeiro sistema de transporte de massa por cabo do Brasil, o teleférico do Complexo de Favelas do Alemão é uma das novidades daquela comunidade após o início do processo de pacificação.


24


IGREJA DA PENHA Ao subir os 382 degraus da Igreja de Nossa Senhora da Penha de França, popularmente chamada de Igreja da Penha, o visitante depara-se com a vista deslumbrante em 360 graus de toda a cidade. No distante século XVII, a Igreja era uma simples capelinha, e foi sofrendo diversas intervenções, até ficar com o formato atual, desde o ano de 1900.

25


26


ENGENHÃO O estádio João Havelange, o Engenhão para a galera, está localizado numa área densamente habitada, no Engenho de Dentro, e conta com a Linha Amarela como um dos seus principais acessos.

27


CARNAVAL DE RUA Tradição nos subúrbios do Rio, os grupos de Clóvis, ou bate-bolas, são atração do carnaval de rua com suas máscaras e roupas coloridas.

28


29


BAIANAS / IMPERATRIZ Uma das principais escolas de samba do Rio, a Imperatriz Leopoldinense apresenta como um dos pontos altos de seus desfiles a Ala de Baianas. Presente desde os anos 30, a ala de baianas é considerada uma das mais importantes na escola. É composta, em geral, por senhoras vestidas com roupas que remetem às antigas tias baianas dos primeiros grupos de samba do início do século XX.

30


31


32


SAMBÓDROMO O desfile das escolas de samba do Rio encanta brasileiros e estrangeiros que lotam a Passarela Professor Darcy Ribeiro, nome oficial do Sambódromo da Avenida Marquês de Sapucaí, inaugurado em 1984. O desfile é considerado o “maior espetáculo da terra”, um show que une criatividade, luxo e empolgação, e acontece num espaço à sua altura, projetado especialmente para esta finalidade, pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

33


34


MARACANÃ A beleza iluminada do tradicional Estádio Jornalista Mário Filho, o popular Maracanã, antes do início das obras que resultarão num estádio moderno e seguro para sediar a final da Copa do Mundo de 2014. Construído no tempo recorde de um ano e 10 meses, o Maracanã foi o principal palco da Copa do Mundo de 1950, disputada no Brasil. Foi no gramado do estádio que Pelé marcou o milésimo gol de sua carreira, em 1969.

35


36


PONTE RIO-NITERÓI Marco da engenharia e da arquitetura do país, a Ponte Presidente Costa e Silva, conhecida como Ponte Rio-Niterói, teve suas obras iniciadas em 1969, e foi inaugurada em 1974. Está perfeitamente integrada à paisagem natural do Rio, seu mar e suas montanhas. É a 6ª maior ponte do mundo, com 13,29 km de extensão. Pela ponte passam diariamente 140 mil veículos.


ILHA FISCAL A histórica Ilha Fiscal, em plena Baía de Guanabara, forma um cenário belíssimo com a ponte RioNiterói ao fundo e barcos de pescadores ao redor. A ilha é famosa por ter sediado o baile da Ilha Fiscal, a última grande festa do Império antes da proclamação da República, em novembro de 1889.


39


MAC DE NITERÓI Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói encanta a todos por suas linhas futuristas e ousadas, lembrando um “disco voador”. Localizado sobre o Mirante da Boa Viagem, na orla de Niterói, o museu abriga a segunda maior coleção de arte contemporânea do Brasil.


41


MARINA DA GLÓRIA A vista panorâmica da Marina da Glória mostra toda a beleza de seu desenho. E ainda, ao seu redor, o exuberante Parque do Flamengo.


43


BAÍA DE GUANABARA / PÃO DE AÇÚCAR A imagem da Baía de Guanabara parece uma pintura, mas é real. Com o Pão de Açúcar em destaque, a baía era o destino dos primeiros navegadores que chegavam ao Rio de Janeiro. Já foi berço de tupinambás, tupiniquins e outras populações indígenas no início do século XVI; é considerada uma das principais baías do mundo.


45


BONDINHO DO PÃO DE AÇÚCAR Batizado pelo portugueses, o morro do Pão de Açúcar, com 396 metros de altura, é uma das principais marcas registradas da cidade. Formação geológica com milhões de anos, sua localização privilegiada, debruçada sobre a Baía de Guanabara, fez com que em 1912 fosse inaugurado o sistema do bondinho, com saída da Praia Vermelha até a estação do Morro da Urca. De lá, se tem uma vista arrebatadora do Rio.

46


47


48


CALÇADÃO DE COPA A primeira versão do charmoso calçadão de Copacabana foi construída em 1906 com pedras vindas de Portugal, formando o desenho de ondas. Em 1970, com o aumento da faixa de areia e o alargamento das pistas da orla, o paisagista Roberto Burle Marx foi o responsável por refazer o calçamento de toda a extensão da Av. Atlântica. Burle Marx manteve o desenho original do calçadão, apenas acentuando as curvas do projeto de 1906.

49


PÔR-DO-SOL / ARPOADOR Cena tipicamente carioca: aplausos ao pôr-do-sol na Pedra do Arpoador. A pedra localiza-se entre o forte de Copacabana e a praia de Ipanema. O local ficou conhecido como a Pedra do Arpoador que acabou emprestando o nome à praia. Com apromixadamente 500 metros, é uma das praias preferidas dos surfistas pois, além de contar com boas ondas para a prática do esporte, tem iluminação especial à noite.

50


51


52


ARPOADOR (vista) Pedra do Arpoador, as Praias do Diabo, Ipanema e Leblon, emolduradas ainda pelo Morro Dois Irmãos e a Pedra da Gávea. Como não se encantar por essa cidade?

53


LAGOA Cercada pelos mais badalados bairros cariocas – Lagoa, Ipanema, Leblon, Gávea e Jardim Botânico –, a Lagoa Rodrigo de Freitas impressiona pela paisagem ao redor, com o Corcovado, a Pedra da Gávea e o Morro Dois Irmãos emoldurando o seu espelho d’água. A Lagoa é também ponto de encontro e lazer para caminhadas, esportes náuticos e passeios de bicicleta ao redor dos seus quase 8 km.


55


56


ROCINHA Hoje pacificada, a Favela da Rocinha, localizada entre os bairros da Gávea e São Conrado, na Zona Sul do Rio, é considerada a maior do Rio, com cerca de 70 mil moradores. Famosa mundialmente e com uma vista deslumbrante do Rio, passou a atrair um número cada vez maior de turistas que querem conhecer novos ângulos da cidade.

57


58


RÉVEILLON EM COPA A cada ano, a passagem de ano em Copacabana se supera como espetáculo de fogos, luz, som e animação, fazendo jus ao título de maior festa de réveillon do planeta.

59


Créditos das Fotografias

60

Página 5 Ivo Gonzalez / Agência O Globo

Páginas 18-19 Leonardo Aversa / Agência O Globo

Páginas 32-33 Ivo Gonzalez / Agência O Globo

Páginas 46-47 Ana Branco / Agência O Globo

Páginas 6-7 Pedro Kirilos / Agência O Globo

Páginas 20-21 Roberto Moreyra / Agência O Globo

Páginas 34-35 André Teixeira / Agência O Globo

Páginas 48-49 Custodio Coimbra / Agência O Globo

Páginas 8-9 Custodio Coimbra / Agência O Globo

Páginas 22-23 Guilherme Pinto / Agência O Globo

Páginas 36-37 Custódio Coimbra / Agência O Globo

Páginas 50-51 Ivo Gonzalez / Agência O Globo

Páginas 10-11 Marco Antonio Teixeira / Agência O Globo

Páginas 24-25 Marcia Foletto / Agência O Globo

Páginas 38-39 Fernando Quevedo / Agência O Globo

Páginas 52-53 Custodio Coimbra / Agência O Globo

Páginas 12-13 Marco Antonio Teixeira / Agência O Globo

Páginas 26-27 Jorge William / Agência O Globo

Páginas 40-41 Roberto Moreyra / Agência O Globo

Páginas 54-55 Roberto Moreyra / Agência O Globo

Páginas 14-15 André Teixeira / Agência O Globo

Páginas 28-29 Gustavo Stephan / Agência O Globo

Páginas 42-43 Custodio Coimbra / Agência O Globo

Páginas 56-57 Ricardo Leoni / Agência O Globo

Páginas 16-17 Marcelo Carnaval / Agência O Globo

Páginas 30-31 Fabio Rossi / Agência O Globo

Páginas 44-45 Ivo Gonzalez / Agência O Globo

Páginas 58-59 Ivo Gonzalez / Agência O Globo


Desnecessário tentar descrever em palavras as belezas desta cidade única, que caminha para os 500 anos. faltam adjetivos. o melhor a fazer é convidá-lo a passear por suas belezas em três dimensões, através das imagens captadas por um grupo de fotógrafos, cujo desafio permamente é registrar o belo dentro do belo. e esta também será uma bela experiência; um passeio, para ser feito e refeito inúmeras vezes porque sempre haverá algo novo e surpreendente a se perceber na paisagem, já que a dimensão da beleza do Rio é o infinito.

ISBN 978-85-65492-00-3

9 7 885 65 492 003

Profile for marcia mattos

O Rio em 3D  

Livro de fotografias com efeito tridimensional dos cenários, da cultura e da alma carioca. O livro fez parte de uma campanha

O Rio em 3D  

Livro de fotografias com efeito tridimensional dos cenários, da cultura e da alma carioca. O livro fez parte de uma campanha

Advertisement