Issuu on Google+


APRESENTAÇÃO Este projeto foi realizado a partir do estudo do conteúdo sobre Preposições estudado no Capítulo 6, Seção 5 - Tempo da Língua do livro do Sétimo Ano da Rede Salesiana de Escolas. Ao entrarem em contato com as Preposições, os alunos realizaram uma série de atividades que proporcionaram conhecimento não só sobre o conceito desta classe gramatical, mas também, o efeito de sentido que ela apresentada nos mais variados contextos. Sendo assim, os alunos conheceram a música “Diariamente” de Marisa Monte, realizando um estudo profundo do vocabulário e do uso da preposição “para” e seus efeitos de sentido na música. Em seguida, foram motivados a criarem poemas, parafraseando o poema original desta compositora e cantora. Todo este estudo resultou no Projeto Poetizando – Parafraseando Marisa Monte, que o leitor poderá apreciar nas páginas que seguem. Nossos pequenos poetas mostram que sabem escrever com criatividade e competência. Simoni R. S. Schmitz Professora de Língua Portuguesa dos Sétimos Anos Colégio Salesiano Itajaí - 2012


PROJETO POETIZANDO - “PARAFRASEANDO MARISA MONTE” Objetivos: • Identificar o sentido das preposições no poema “Diariamente “ de Marisa Monte • Identificar características próprias da linguagem poética; • Reconhecer a importância da linguagem poética para manifestar os próprios sentimentos. Habilidades: • Ler, interpretar e escrever poemas; • Analisar poemas e partir do pensamento e ideias do poeta; • Identificar o sentido da preposição “para “ no poema “Diariamente” de Marisa Monte Tema: As preposições nos textos poéticos Poema – Música “Diariamente” – Marisa Monte Desenvolvimento das atividades: Após o estudo sobre as preposições, os alunos foram convidados a ouvir a música, realizando a leitura atenta do poema, estudo do vocabulário e o sentido de efeito da preposição “para” no poema. Na sequência, os alunos, em dupla, foram desafiados a fazer uma paráfrase da música, utilizando outra preposição.

Diariamente Marisa Monte Para calar a boca: rícino Pra lavar a roupa: omo Para viagem longa: jato Para difíceis contas: calculadora

Para fazer uma touca: bobs Para beber uma coca: drops Para ferver uma sopa: graus Para a luz lá na roça: duzentos e vinte volts

Para o pneu na lona: jacaré Para a pantalona: nesga Para pular a onda: litoral Para lápis ter ponta: apontador

Para vigias em ronda: café Para limpar a lousa: apagador Para o beijo da moça: paladar Para uma voz muito rouca: hortelã

Para o Pará e o Amazonas: látex Para parar na Pamplona: Assis Para trazer à tona: homem-rã Para a melhor azeitona: Ibéria

Para a cor roxa: ataúde Para a galocha: Verlon Para ser mother: melancia Para abrir a rosa: temporada

Para o presente da noiva: marzipã Para Adidas: o Conga nacional Para o outono, a folha: exclusão Para embaixo da sombra: guarda-sol

Para aumentar a vitrola: sábado Para a cama de mola: hóspede Para o telefone que toca Para trancar bem a porta: cadeado Para a água lá na poça Para que serve a calota: Volkswagen Para a mesa que vai ser posta Para você, o que você gosta: Diariamente. Para quem não acorda: balde Para a letra torta: pauta Para parecer mais nova: Avon Para os dias de prova: amnésia

Para todas as coisas: dicionário Para que fiquem prontas: paciência Para dormir a fronha: madrigal Para brincar na gangorra: dois

Para estourar pipoca: barulho Para quem se afoga: isopor Para levar na escola: condução Para os dias de folga: namorado Para o automóvel que capota: guincho Para fechar uma aposta: paraninfo Para quem se comporta: brinde Para a mulher que aborta: repouso Para saber a resposta: vide-o-verso Para escolher a compota: Jundiaí Para a menina que engorda: hipofagin Para a comida das orcas: krill



Projeto Poetizando