Page 1

Páginas Vivas Inspetoria Nossa Senhora Aparecida (BPA) - Porto Alegre – RS – BRASIL Setembro de 2011 - Ano 44 – N. 297

Tua Palavra é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho... Sl 109,105


2- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

Editorial Queridas Irmãs e formandas! Prezados Leitores! “No princípio a Palavra já existia; a Palavra estava voltada para Deus e a Palavra era Deus... E a Palavra se fez homem e habitou no meio de nós”. (Jo 1, 1.14) É a Palavra de Deus oferecida ao ser humano na sequência dos livros bíblicos, que revela o seu poder: “Faça-se a luz”. E a luz foi feita. No mês de setembro, mês da Bíblia, lembramos que ela ilumina nossa vida e aponta o caminho do Reino de Deus. Fala-nos da responsabilidade que temos sobre nossos atos e suas consequências, e salienta a importância da coerência entre o falar e o agir. “Nada façais por competição ou vanglória, mas, com humildade, cada um julgue que o outro é mais importante e não cuide somente do que é seu, mas também do que é do outro. Tende entre vós o mesmo sentimento de Cristo Jesus” (Fl 2,3-5). Portanto, somos convidados à escuta, contemplação e vivência da Palavra, encarnando-a no dia-a-dia da nossa vida e assim capacitando-nos para anunciá-

la aos jovens no hoje do nosso tempo. ”Que pode haver de mais elevado no âmbito educativo senão ter a consciência de que somos chamados a ser educadores de santidade, numa realidade sempre mais sedenta de Deus”? (M. Yvonne Reungoat, Circular 921) O Páginas Vivas apresenta notícias diversificadas que mostram o compromisso com a Educação, a Cidadania e a Solidariedade: aprovação de aluno em Engenharia Elétrica, Encontro de Lideranças para formação de jovens, Missão Jovem e protagonismo juvenil, tragédias e calamidades naturais em Santa Catarina. Estas e tantas outras notícias são fatos que construíram a vida das Comunidades Educativas da Inspetoria Nossa Senhora Aparecida, no mês de setembro. Continuemos buscando na Palavra de Deus o alimento para a nossa fé, o alento para a dor, a sabedoria e a força para a realização da missão que o Senhor nos confia e a certeza de que Ele é presença viva e constante em nossas vidas. Peçamos à Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, a sua proteção e bênção para nossa Inspetoria e para o povo brasileiro.

Minhas preces e abraço fraterno.

Ir. Maria Floriani inspetora@salesianasbpa.com.br


3- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

Nesta Edição.... Instituto Medianeira de Rio Pardo - pág. 4 Centro Educacional João Paulo II de Guarapuava- pág. 5 Colégio Auxiliadora de Campos Novos- pág. 7 Instituto Maria Auxiliadora de Rio do Sul- pág. 13 Lar Padre Jacó de Itajaí - pág. 16 Instituto Nossa Senhora Auxiliadora de Cambé - pág. 18 Instituto Laura Vicuña de Uruguaiana - pág. 21 Instituto Maria Auxiliadora de Porto Alegre- pág. 23 Aniversariantes - pág. 25


4- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lRio Pardo- RS

Banda “Dom Bosco” desfila uniformizada na caminhada cívica l Sabrina Scherer

A

caminhada Cívica da Semana da Pátria, aconteceu no município de Rio Pardo no dia 04 de setembro de 2011, contando sempre com a participação de todas escolas, entidades e projetos da cidade. O Instituto Medianeira – Casa da Criança não poderia deixar de participar desfilando mais uma vez, representando suas oficinas e dando visibilidade a todas as atividades que desenvolve. O merecido destaque ficou novamente com a Banda Marcial “Dom Bosco”, que apresentou-se usando pela primeira vez o uniforme da banda con-

Banda D. Bosco durante caminhada cívica pelas ruas centrais de Rio Pardo

quistado com muito esforço. Os componentes desfilaram orgulhosos marchando e tocando seus instrumentos, demostrando seu amor e respeito pela Pátria. Toda a comunidade presti-

giou atenciosa e incentivando as bonitas apresentações o que contribui sempre com tamanho sucesso e empenho de todas as crianças e adolescentes.

Orgulho de ser gaúcho no IMCC l Sabrina Scherer

Não podendo deixar de comemorar as tradições gaúchas, o Instituto Medianeira – Casa da Criança- IMCC entrou no clima da semana farroupilha, planejando com seus atendidos atividades diversificadas, que foram trabalhadas durante a semana. O encerramento deste momento com as crianças aconteceu com muita música, onde puderam aprender os passos gauchescos saboreando o tradicional chimarrão, em um ambiente totalmente preparado com a chama crioula, cantaram o hino e hastearam as bandeiras. As adolescentes do turno da tarde assistiram à palestra ministrada pelo “1º Peão do Município”, que conversou sobre as tradições. No dia posterior, as meninas, vestidas a caráter já se preparavam ansiosas para

Jovens vencedoras do concurso de prendas

as provas do Concurso de Prendas, onde fizeram prova de conhecimentos teóricos e provas apresentadas a uma bancada de juízes. Também tiveram que mostrar seus dotes artísticos, apresentando-se e dançando com seu par. As meninas foram muito esforçadas, levando a sério todo o evento. Esperavam com expectativa o resultado do Concurso que premiou 1ª e 2ª Prenda e 1ª

Jovens durante a palestra com “peão”

e 2ª Prendinha Mirin. Toda esta brincadeira trouxe muitos resultados, pois além de dar vida às tradições, mostrou o envolvimento, empenho e dedicação de cada criança e jovem.


5- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lRio Pardo- RS

AJS na Conferência Municipal da Juventude l Sabrina Scherer

O

grupo de Jovens do IMCC, sempre em atividade, continua participando assiduamente de todos os eventos em que consegue se colocar. No dia 16 de setembro de 2011, os participantes, juntamente com a assessora e coordenadora do grupo participaram durante todo o dia da “Conferência Municipal da Juventude, promovida pela Secretaria Municipal da Juventude, esporte e lazer. Na confe-

rência foram trabalhados temas como “Juventude, desenvolvimento e efetivação de direitos” e “Direitos da Juventude” com a presença do vocalista da Comunidade Nin-Jitsu – Mano Changes. Ao meio-dia, foi oferecido um almoço no local do evento em um momento de confraternização com todos os grupos. Foi encerrado o evento com a plenária final, deixando os jovens na expectativa para um próximo encontro.

Jovens da AJS durante palestra sobre “Juventude, desenvolvimento e efetivação de direitos”

lGuarapuava- PR

Vocacionada partilha a caminhada de discernimento l Maria Larissa Pereira Andruchiw

Meu nome é Maria Larissa Pereira Andruchiw, sou filha de Ana Cláudia Pereira Silva e Adilson Andruchiw e nasci no dia 04 de outubro de 1996 em Ponta Grossa- PR. Desde pequena, pensava na possibilidade de um dia ser uma religiosa, e às vezes acho isso até meio estranho, porque com onze anos geralmente as meninas sonham em casar de branco na igreja, com véu e tudo o mais, e eu não: sempre idealizei o dia da minha profissão, e depois viver e dedicar a minha vida toda aos jovens. Hoje, faço voluntariado aqui no Centro Educacional João Paulo II, junto com as irmãs Salesianas. Essa experiência está me ajudando a ver mais de per-

to o que realmente fazemos e como trabalhamos, participo da AJS, da catequese e ajudo na Infância Missionária e faço uma caminhada atrás do meu sonho, mas nunca esquecendo de ver se isso é o que Deus quer de mim, porque não adianta só fazer a minha vontade e deixar a vontade de Deus, que é o Centro de tudo, de lado. Eu tenho apenas 15 anos, então tenho tempo para discernir o caminho certo, enquanto isso construo a minha história a cada dia vivido. Às vezes bate a dúvida e aquela saudade de tudo o que deixei e quando isso acontece, olho para as crianças e jovens brincando, lembro da frase de Maria para Dom Bosco no sonho dos nove anos: ”Eis o teu campo, onde deves trabalhar”,

Voluntária- Maria Larissa

então vejo que ainda tenho muito que fazer e o trabalho continua. Termino aqui, dizendo que o melhor prêmio que se tem por isso é aquele cansaço do final do dia, aquele cansaço bom que dá sentido ao trabalho e faz tudo valer a pena.

Cristo quis fazer-se nosso modelo, nosso caminho, nosso exemplo em tudo, mas, de modo especial na educação da juventude. Sobre esse divino modelo quereria que fossem formados os meus queridos filhos.

São João Bosco- circ. 24-01-1883


6- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lGuarapuava- PR

O

Jovens participam de Conferência da Juventude

s jovens da AJS do Centro Educacional João Paulo II: Ana Maiara Ianuch, Gislene Machado, Gustavo Fonseca, Vanessa Custodio, Luiz Antonio da Silva tiveram uma participação ativa na I Conferência Municipal de Juventude, realizada no dia 11 de agosto na cidade de Guarapuava, nas dependências da Faculdade Campo Real. Perto de 200 jovens estiveram presentes debatendo o lema: “Juventude, Desenvolvimento e Efetivação de Direitos”. O lema será norteado por três temas principais: Juventude - Democracia, Participação e Desenvolvimento Nacional; Plano Nacional de Juventude: prioridades 2011-2015; e Articulação e Integração das Políticas

Públicas de Juventude. A conferência é um espaço voltado à participação da sociedade civil, especialmente dos jovens, no processo de afirmação, promoção, e consolidação das políticas públicas de juventude, reunindo movimentos, entidades comprometidas com a causa da juventude. Esta conferência foi um pré-requisito para a Conferência Estadual e Nacional. O Jovem Gustavo Fonseca foi eleito delegado para participar da Conferência Estadual que acontecerá em Maringá no mês de outubro. A Nacional será entre os dias 9 e 12 de dezembro. Ir. Rosalina Lemos participou de todo o processo de preparação

Jovens participantes da Conferência Municipal da Juventude

da Conferência ,sendo presidente da comissão. Na ocasião, as adolescentes do grupo de dança do Centro Educacional fizeram uma bonita apresentação, sendo aplaudidas pelos presentes. As propostas votadas pelos participantes serão encaminhadas à Conferência Estadual.

Voluntária homenageia Irmãs de Guarapuava A voluntária Eudenice da Luz Maia homenageou as Irmãs

de sua comunidade pela passagem do dia da religiosa por meio

Irmãs, cada uma do seu jeito, único e especial de ser, é tão difícil descrever. Ir. Siloé: sempre tão atenciosa, palavras amigas sabe dizer, séria, ao mesmo tempo, quer tudo bem feito, mas quando sorri tudo pode transformar com o seu jeito simpático e único de falar. Ir. Rosalina, sempre sorrindo, de bem com a vida, gosta de cantar, exige responsabilidade, mas no fundo, conquista a todos com seu jeito legal, o jeito de ser amiga, uma qualidade verdadeira e natural. Ir. Arlete, fala pouco, mas quando fala, é tão sabia na arte de ensinar, não somente bordando, mas nas lições para a vida. Tem muitas experiências para contar, uma vida para compartilhar.

de uma poesia.

Ir. Darci, tem grande coração, ajudar as pessoas é o que gosta de fazer e quando chegar ao céu a recompensa vai receber. Um grande abraço e minha gratidão. Amo cada uma de um jeito especial em meu pequeno coração.


7- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCampos Novos- SC

A

Alunos participam do “Projeto Profissões”

companhamento é palavra chave numa educação integral que visa favorecer o desenvolvimento do educando e possibilitar elementos sólidos na formação acadêmica e profissional. Certa disso, a Equipe Pedagógica do Colégio Auxiliadora lançou no dia 20 de setembro o Projeto “Profissões”, com o intuito de favorecer elementos para os educandos do 2º ano do Ensino Médio na escolha por sua profissão por meio de um processo informativo. O lançamento do Projeto

Palestra sobre profissões promovida pelo CETESC

“Profissões” se deu no Salão de Atos do Colégio Auxiliadora com palestras ministradas por profissionais da CETESC. O projeto “Profissões” consiste em três etapas: a primeira

Alunos aprendem sobre esgrima na escola l Prof. Cristiane Pelozato

A Esgrima existe há mais de 3.000 anos e hoje é considerada um esporte olímpico. Como trabalhar este esporte milenar dentro da escola? Os alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental do Colégio Auxiliadora, puderam vivenciar e conhecer esta prática nas aulas de Educação Física, usando imaginação, criatividade e empenho. Os alunos pesquisaram previamente sobre o assunto, verificando as regras, indumentária, pistas de jogo e principais características do esporte. Na aula seguinte, socializaram o que estudaram em uma roda de conversa e na sequência confeccionaram junto com a professora, uma espada e um colete de jornal, sendo que para a marcação no adversário, foi usada tinta guache. Ainda nesta aula, de maneira descontraída, aprendeu-se a técnica básica do esporte, a postura do esgrimista e como se desenvolve o jogo. Dando continuidade e já conhecendo o esporte da esgrima, os alunos for-

de palestras com profissionais de diversas áreas de atuação a respeito da escolha profissional; a segunda, de formação de grupos por interesse que se empenharam em acompanhar a rotina de um profissional de determinada área, e por fim, a terceira, de socialização das percepções e informações obtidas. Na pedagogia do Colégio Auxiliadora, o Projeto “Profissões”, é opção metodológica para por em prática o acompanhamento visto no Sistema Preventivo como garantia eficaz de uma educação humana, cristã e profissional de sucesso!

Caça ao tesouro em inglês l Prof. Rosemery Recalcatti

Alunos praticando esgrima na aula de Ed. Física

maram duplas e confeccionaram suas próprias roupas e “armas”, usando de muita criatividade e imaginação, realizaram um pequeno torneio de duelos. A atividade proporcionou grande entusiasmo aos participantes, pois além do conhecimento, foi possível vivenciar a prática da esgrima, saindo dos esportes convencionais e incentivando o interesse por atividade física.

Em Língua Inglesa o 5° ano do Ensino Fundamental está estudando os verbos de ação: “swim, fly, jump, climb...” e aprendendo a falar sobre habilidades: “I can / I can’t”. Com o objetivo de memorizar estes elementos linguísticos através de canções, chats e games, na atividade Treasure Hunt (Caça ao Tesouro), os alunos tiveram que descrever o mapa em inglês, seguindo as orientações do dado. Um aluno lançava o dado, lia as instruções e assinalava o local indicado no mapa, (por exemplo, sobre o rio na instrução: swim across the river) e representava a ação. Em seguida, passava a vez para o colega. Ao fim do jogo, venciam quem superasse todos os seis obstáculos e chegasse ao tesouro primeiro. Os alunos também recortaram e montaram seus próprios dados: Play the game! Aprender brincando é o grande segredo do Colégio Auxiliadora para uma aprendizagem significativa e efetiva!


8- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCampos Novos-SC

D

Colégio Auxiliadora comemora Semana da Pátria

urante a semana, que transcorreu do dia 1 a 6 de setembro, os alunos do Colégio Auxiliadora juntamente com os professores, realizaram sua homenagem a Pátria durante os Bons Dias e Boas Tardes, como um momento importante para refletir sobre Cidadania e os Direitos e Deveres dos cidadãos. As homenagens à Pátria teve como texto base “Cidadania” de Thiago de Mello. Cidadania é um dever do povo. Só é cidadão quem conquista seu lugar, na perseverante luta do sonho de uma nação. Cidadania é, também, a obrigação de construir consciências claras, de maneira especial em quem detém o poder, é ainda, “força gloriosa que faz um homem

Jovens do Colégio Auxiliadora durante homenagem à Patria

ser para outro homem caminho do mesmo chão, luz solidária e canção”. Durante as homenagens foi executado o Hino Nacional e as turmas apresentaram poesias, músicas, teatros, produções realizadas por eles expressando o orgulho de serem brasileiros. No dia 7 de setembro, encer-

rando a Semana da Pátria, os alunos foram convidados a participar do Ato Cívico, realizado no Galpão Crioulo, onde estiveram presentes todas as escolas do município, autoridades locais e a população camponovense. O Colégio Auxiliadora acredita que a comemoração da Semana da Pátria representa uma importante fonte de estímulos ao civismo, propiciando assim a oportunidade de formar o conceito de Pátria, despertar o sentimento de patriotismo, formar atitude de respeito aos símbolos do Brasil, desenvolver a compreensão do passado histórico e da significação da data marcante de Sete de Setembro, por isso favoreceu aos seus educandos vivenciarem essa semana com especial entusiasmo e patriotismo.

Alunos se destacam na Taça Rádio Cultura Sub 9 E Sub 11 l Prof. Maurício Azevedo

O Colégio Auxiliadora de Campos Novos, em parceria com a Empresa Estação Saúde Ltda e a Loja Nakisska, está participando da Taça Rádio Cultura 2011, nas Categorias Sub 09 e Sub 11 Masculino. Até o momento, a equipe Estação Saúde/Auxiliadora, no Sub 09, disputou 4 partidas, onde venceu todas, sendo: 03/09 - Estação Saúde/Auxiliadora 5 x 2 Pinheiro B 04/09 - Estação Saúde/Auxiliadora 3 x 1 Pinheiro A 10/09 - Estação Saúde/Auxiliadora 1 x 0 Abdonense 11/09 - Estação Saúde/Auxiliadora 2 x 0 Pinheiro B Já a equipe Nakisska/Auxiliadora, no Sub 11, venceu, até o momento, as duas partidas que disputou, sendo: 03/09 - Nakisska/Auxiliadora 7 x 2 Abdonense 11/09 - Nakisska/Auxiliadora 5 x 1 Brunópolis

Equipe Sub 9 de futsal do Colégio Auxiliadora

Todos os jogos acontecem no Ginásio Municipal Humberto Calgaro. Os próximos jogos das nossas equipes são os seguintes: 17/09 (sábado) - Estação Saúde/Auxiliadora x Pinheiro A – 13h55min, Sub 09

18/09 (sábado) - Estação Saúde/Auxiliadora x Abdonense – 13h55min, Sub 09 18/09 (sábado) - Nakisska/Auxiliadora x Vargem – 14h45min, Sub 11 Parabéns a todos os Alunos e Pais envolvidos neste evento.


9- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCampos Novos- SC Alunos da Auxiliadora participam de II Conferência Regional Da Juventude

N

o dia 10 de setembro, o Colégio Auxiliadora participou da II Conferência Regional de Politicas Públicas para a Juventude, representado pelas Irmãs Adrielle Druciak e Heide Teixeira, pelos alunos Viviane e Fabrício do 2º ano do Ensino Médio, e ainda com a participação especial dos alunos Ana Karolina Peixoto e Wilson Primon Filho que marcaram presença salientando a riqueza cultural do mundo juvenil através da música. A Conferência aconteceu no auditório da Unoesc de Campos Novos e contou com a presença

representativa de vários municípios da região, bem como, de representantes da sociedade civil e diversas autoridades politicas, entre elas o Sr. Vilibaldo Shimit, Prefeito de Campos Novos, bem como o Sr. Alcides Montovani, Secretário Regional de Desenvolvimento. A segunda edição das Conferências Regionais tem como objetivo traçar metas e discutir anseios da juventude a fim de definir políticas que atendam às necessidades das oito cidades que compõem a 8ª SDR, e como programação palestras e trabalhos em grupo em torno do

lema “Estado Forte, Juventude Presente”, além de uma plenária e a escolha dos delegados que representarão a Regional no encontro estadual que acontecerá entre os dias 04 e 06 de novembro, em Florianópolis. Os alunos Viviane e Fabricio irão, representando o município de Campos Novos, participar, em nível estadual, da próxima etapa de discussão na certeza do que diz a canção: “Hei Juventude, rosto do mundo, teu dinamismo logo encanta quem te vê!”, é a juventude brasileira em cada município debatendo os rumos do nosso país de maneira jovem

Colégio Auxiliadora realiza II FESAM A música é na sociedade instrumento significativo de expressão e, portanto de educação. Com esta certeza, no dia 30 de setembro, o Colégio Auxiliadora realizou a segunda edição do Festival Salesiano da Música, o FESAM. Com o objetivo de despertar a Comunidade Educativa do Colégio Auxiliadora e, por meio dela, a sociedade para o valor da música na formação humana e cristã da juventude, o FESAM tem como metas educar para a cultura, oportunizar um momento de integração da Comunidade Educativa e a Sociedade e incentivar o desenvolvimento musical dos educandos. Para a sua realização, a segunda edição do FESAM contou com o apoio da Casa da Cultura de Campos Novos, que abriu a noite com algumas apresentações realizadas por seus professores e alunos, sendo que estes também configuraram a Banda Base do evento. O Festival Salesiano da Música teve ainda a presença do músico Juliano, da Banda Pulso Colorido que com sua dinamicidade executou o protocolo do

Alunos durante apresentação no II FESAM

festival, e a presença dos jurados: a senhora Eliamar Mayer, superintendente da Casa da Cultura, Vilmair Delfes, músicista e gestora do CDL, e o músico e empresário Luis Mauricio. Com 12 apresentações realizadas pelos alunos inscritos e seus convidados, o festival destacou três apresentações de cada categoria – instrumental e interpretação -, sendo que entre elas as que mais pontuaram foram às apresentações realizadas pelos alunos: Luis Felipe Dalmolin do 3º ano do Ensino Médio, com a música “Have you ever seen the rain” do Creeden-

ce na categoria instrumental; e a apresentação realizada pelas alunas Letícia Redante Faria, do 4º ano e Geórgia Damião do 5º ano do Ensino Fundamental com a música “Não é tarde” da Fernanda Brum. Educar de forma integral é também favorecer espaços de integração e desenvolvimento artístico e cultural. O Colégio Auxiliadora parabeniza a todos os alunos participantes e agradece de forma especial o apoio da Casa da Cultura de Campos Novos e da Banda Pulso Colorido que enriqueceram o nosso Festival.


10- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCampos Novos- SC

Missão Jovem: a alegria de ser discípulo missionário de Jesus l Ir. Adrielle Druciak

Com o entusiasmo próprio do espirito juvenil, o grupo de 16 jovens missionários do Colégio Auxiliadora de Campos Novos, realizou nos dias 15 a 18 sua Missão Jovem na Comunidade Nossa Senhora dos Aflitos do bairro Integração, com o objetivo de aprofundar a fé cristã e o compromisso missionário de batizados, favorecer o protagonismo juvenil e oportunizar o confronto educativo com outras realida“A Missão Jovem foi muito boa, tivemos momentos maravilhosos, de amor, união, choramos, rimos, brincamos e aprendemos que nada é apenas para mim, e sim para os outros. Também vimos que devemos ser sempre o sal da terra e luz do mundo para todos os que estão diante de nós. Esses três dias que convivemos juntos, foram os melhores! Encontramos o rosto de Deus nas pessoas da Comunidade, nas crianças que queriam estar sempre conosco, e em cada um de nossos colegas que estavam lá fazendo o bem. Foi tudo muito bom, é só o começo de uma missão que temos para a vida, nunca vou me esquecer disso!” Caroline Pereira, 13 anos, missionária.

des. A Missão começou com a Missa de Envio realizada nas dependências da Escola, que foi animada pelos próprios missionários no desejo de serem sementes e semeadores, e teve a alegria de contar com a presença dos pais dos Missionários, Irmãs, Direção e Professores Regentes. Os dias que se seguiram foram marcados por momentos diversos de convivência, brincadeiras, orações e visitas às famílias, bem como, à Escola e à

Oratório festivo aniamdo pelos missionários

“Eu achei a missão muito boa, alegre e emocionante, vendo a felicidade nos rostos das crianças que foram na tarde de brincadeiras e nas pessoas que nos acolheram nas casas. Só teve um motivo para chorar... que acabou!” (Bernardo Francalacci Fortunato da Silva, 13 anos, missionário).

Creche da Comunidade. A culminância dessa experiência foi na tarde de domingo com o Oratório Festivo, tipicamente salesiano, que contou com a participação de cerca de 150 crianças e 20 mães, e teve o apoio e presença do Club de Serviço Rotary Centro e do grupo das ExAlunas que desenvolveram atividades manuais com as mães. “A Missão Jovem é uma atitude que ensina as pessoas e viverem, pois, como missionários, temos que fazer a diferença, olhando a realidade e a vida das pessoas, chegando ao coração de cada uma. Que Deus abençoe cada família que visitamos!” (Nelson Lima, 14 anos, missionário). “A Missão Jovem foi muito legal! Nela eu conheci uma cultura diferente da minha. As pessoas não tem vergonha de ser o que são, e mesmo tendo poucas coisas vivem felizes, e nós muitas vezes ainda reclamamos. Aprendi que também podemos ser felizes.” Isadora Melo, 14 anos, missionário.


11- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCampos Novos- SC

N

Jogo do Almoço: “Conhecimento SIM, Tortura... TALVEZ!”

o feriado de 7 de setembro, após o ato Cívico, as jovens que realizam uma experiência vocacional na Comunidade de Campos Novos, tiveram um “Almoço com Religião”. A experiência elas mesmas contam: “Depois de termos estudado algumas perguntas catequéticas, dadas pela Irmã Arlete, fomos instigadas a conquistar o nosso almoço, através de um jogo onde éramos questionadas pelas Irmãs, e tínhamos como juíza Irmã Maria Alzira, jurada Irmã Arlete, anja Irmã Cecília e arcanja Irmã Bruna. A cada pergunta acertada, nós – Narielen, Amanda, Mirian, Cleópatra, e Alessandra -, conquistávamos copos, talheres, pratos, guardanapos,

Ir. Arlete Sandri e uma das jovens que faz a experiência vocacional em Campos Novos

e depois, veio o refrigerante, o pão, o molho e os incrementos do cachorro quente, seguido de sobremesa. Se a resposta fosse parcialmente certa, recebíamos apenas a metade. O jogo não se tratou apenas de uma questão de conquistar comida, e sim de sabedoria, para aprofundarmos os conhecimentos sobre nossa religião. Assim, com uma alegria contagiante tivemos um almoço cheio de aprendizado e sorrisos, sem contar que foi uma delicia!” Narielen de Oliveira Santos, 15 anos. “Professamos assim, querer viver para a glória de Deus, realizando um serviço de evangelização entre as jovens, percorrendo com elas o caminho da santidade.” (Constituições, art. 5).

Crianças ampliam o conhecimento através de aulas práticas l Prof. Rita Petricoski

Dando início ao estudo da Unidade 3 do Componente Curricular de Ciências “Humanidade Transformadora”, os alunos do 2º ano do Fundamental I, juntamente com a educadora Rita Simone e auxiliar Franciele, desenvolveram um grande estudo sobre as plantas, em especial as árvores, dentre elas foi escolhida uma para aprofundamento maior: o CACAUEIRO. No Livro da RSE e no laboratório de informática foi feito uma pesquisa para saberem de onde vem o chocolate. O delicioso chocolate, que quase todo mundo gosta e que é um alimento muito nutritivo, vem de uma árvore – o Cacaueiro! Ou melhor, da semente da árvore, o CACAU. O chocolate é feito assim: depois de colhido o fruto, as sementes são retiradas, colocadas para secar ao sol para

não estragarem. As sementes secas chamadas de “cacau em amêndoas” são enviadas para as fábricas. Lá são torradas, descascadas, moídas e formam uma pasta muito cheirosa. Basta juntar açúcar e leite a essa pasta para termos o chocolate. O chocolate é colocado para esfriar. Quando endurece está pronto para ser degustado! Após o estudo foi feito em sala, um “amigo secreto do chocolate”, trabalhando a diversidade de sabores existentes. Com o chocolate é possível fazer muitos doces deliciosos. Um deles, inventado no nosso país, é o BRIGADEIRO. Nesse doce, usa-se o pó de cacau, o leite e o açúcar para fazer a massa do chocolate de um modo muito parecido como é feito o chocolate nas fábricas. No dia 02 de setembro de 2011, nas aulas de Ciências e Artes foi desenvolvida uma deliciosa receita de Brigadeiro.

Crianças fazendo brigadeiro durante aula de Ciências

A turma amou esta experiência que com certeza marcou. A pesquisa unida à prática torna a aprendizagem mais significativa.


12- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCampos Novos- SC

Educação no Trânsito Já!

D

os dias 26 a 29 de setembro um grupo de 13 alunos do Colégio Auxiliadora de Campos Novos/SC do 8º e 9º ano participaram do Concurso Educativo de Conscientização no Trânsito, promovido pela Auto Escola Padrão, com o objetivo de realizar campanhas educativas de temas livres para conscientização no trânsito. O grupo de alunos do Colégio Auxiliadora optou por trabalhar uma problemática de seu próprio cotidiano: a saída da Escola. A saída da Escola, de modo especial no período vespertino – do Ensino Fundamental I, de 5 a 10 anos – se torna por vezes problemática colocando a vida das crianças em risco, devido ao descaso de motoristas que não respeitam pequenas regras de trânsito como: não estacionar na faixa de segurança, não estacionar na área reservada ao transporte escolar, não parar no

meio da rua para o embarque e desembarque, entre outras. A Campanha do Colégio Auxiliadora foi aberta com a entrega de dicas para os pais e motoristas que frequentam a rua da Escola no horário da saída das aulas. No segundo dia, os alunos participantes encantaram pais, crianças e motoristas com uma paródia sobre as regras de trânsito. No terceiro dia o movimento foi de fiscalização, “guardas-amigos” distribuíam “multas-amigas” indicando aos motoristas as infrações por eles cometidas, bem como parabenizando aquelas que através do respeito às leis de trânsito zelam pela vida. O cume da Campanha foi no dia 29 (quinta-feira) quando, por meio de brincadeiras diversas e de um circuito animado, as crianças tiveram a oportunidade de refletir e aprender sobre a importância do cuidado no trânsito

Alunos fazendo aula prática sobre o trânsito

de forma divertida. No fim do dia, depois de uma conversa sobre as dificuldades enfrentadas na saída, todas foram desafiadas a marcarem essa tarde com um grande movimento na rua em frente à Escola, dançando uma divertida música sobre o tema. O Colégio Auxiliadora concorda com a Auto Escola Padrão: a educação é chave do futuro, e um futuro melhor se faz com atitudes no presente!

Crianças aprendem sobre pintura corporal indígena l Prof. Célia Pauli

O componente curricular de Natureza e Sociedade apresenta no segundo semestre o projeto “NOSSAS CRIANÇAS INDÍGENAS”. Este projeto propõe o modo de viver e de ser das crianças indígenas, contemplando os brinquedos, as brincadeiras, a culinária, as histórias, com objetivo de discutir as raízes dos povos brasileiros de forma lúdica, criativa, divertida e ao alcance das crianças. Foi desta forma que o Infantil III realizou as atividades relacionadas com a “PINTURA CORPORAL INDÍGENA”. A pintura corporal é uma das características que marcam a cultura dos índios e pode ser vista como tão necessária e importante esteticamente como a roupa usada pelo “homem branco”.

As crianças aprenderam que os índios tiram da natureza quase tudo de que necessitam, para fazer suas tintas, por exemplo, eles utilizam: semente de urucum- cor vermelha, fruta do jenipapo- cor azul escuro, argila- cor branca, carvão- cor preto. A pintura tem como objetivo diferir os povos, determinando as funções de cada um dentro da aldeia e até mostrar o estado civil. Os índios brasileiros têm uma pintura diferente, para comemorar os acontecimentos em suas tribos como a colheita, chuva, guerra, e datas importantes são pintados de acordo com a ocasião. Utilizam as mãos e os dedos para pinturas corporais, quando há traços mais finos, usam estiletes de palha ou madeira. O projeto aborda um dos

Crianças do Infantil III durante aula prática

temas mais importante para o aprendizado da criança, pois está desenvolvendo a construção do conhecimento da diversidade de realidades sociais, culturais, geográficas e históricas que compõem a cultura indígena.


13- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lRio do Sul- Sc

Alunos do IMA obtém sucesso em competições nacionais l Isolene Lehmkuhl

É

com muita satisfação que o IMA parabeniza os alunos que participaram da segunda etapa do Desafio National Geographic Brasil - Projeto Viagem do Conhecimento. Esse projeto se caracteriza por uma grande competição estudantil que busca aferir o conhecimento dos jovens estudantes brasileiros principalmente na disciplina de Geografia, além de conhecimentos sobre história, turismo, vida sustentável, diversidades sociais e culturais do Brasil e informações que envolvam atualidades sobre aspectos ligados à natureza e ao meio ambiente mundial. Também na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) um número significativo de alunos foi aprovado e participou da segunda etapa do concurso. Esta olimpíada é uma competição

Prof. Simone e alunos participantes do Desafio National Geographic Brasil

Alunos participantes das Olimpíadas de Matemática

organizada pela Sociedade Brasileira de Matemática e aberta a todos os estudantes do Ensino Fundamental, Médio e Universitário das escolas públicas e privadas de todo o Brasil que obtiveram um ótimo desemprenho na primeira etapa. Visa a melhoria do ensino de Matemática no país, além de contribuir para a descoberta precoce de talentos para as Ciências em geral. Ambas as provas foram re-

alizadas em Blumenau no último sábado, dia 24 de setembro Agora os alunos aguardam o resultados das provas que possibilitarão ou não participar da fase final. Parabéns aos alunos, Professora Simone e Professor Direceu pela iniciativa e resultados da prova Viagem do Conhecimento e nas Olimpíadas da Matemática.

IMA comemora dia do Estudante com Olimpíadas O Instituto Maria Auxiliadora de Rio do Sul preparou para o dia do Estudante mais uma edição das Olimpíadas Estudantis. Porém, em virtude do grande volume de chuvas, que aconteceu durante todo o mês de agosto, as Olimpíadas forma transferidas e aconteceram somente nos dias 05 e 06 de setembro. O atraso, porém, não diminuiu a alegria e o empenho dos atletas que participaram das modalidades de Futsal, Basquete, Vôlei e Handebol. Foram dois dias de muito empenho, onde cada adolescente e jovem deu e melhor de si. Angelita Maria Gambeta Stuepp, diretora da escola salienta que o objetivo é criar a integração e aproximação entre as turmas. “No sistema preventivo que fundamenta a filosofia das escolas da Rede Salesiana de

Alunos participando das Olimpíadas Escolares

Escolas, o esporte é uma estratégia para aproximar os alunos entre eles e entre os educadores da escola. É por meio do esporte, da alegria que visamos desenvolver aspectos sociais, afetivos e éticos ente os jovens”. Por meio dos jogos, os adolescentes exercitam o respeito

às regras, o exercício da tolerância e o espírito de alegria e competição de modo saudável entre os adolescentes e jovens. “Este é nosso interesse promover mais do que educação curricular, mas formar cidadãos de bem”, destaca Angelita.


Ano 44 n.297

14- Páginas Vivas

lRio do Sul- Sc

Enchente deixa cidade de Rio do Sul em estado de Calamidade Pública l Ir. Marcia Koffermann

A

s constantes chuvas que ocorreram durante todo o mês de agosto, aliadas a um volume superior aos 100 mm do dia 08 de setembro provocaram a maior enchente de Rio do Sul desde 1984, quando o rio Itajaí-açu atingiu a marca de 15, 46 metros. Às 20h da sexta-feira, 09 de setembro, o rio atingiu os 12,96 metros deixando 85% da cidade submersa, conforme divulgou a defesa civil. Dos 62 mil habitantes de Rio do Sul, cerca de 10 mil ficaram desalojados. Cerca de 2 mil ficaram desabrigados e foram encaminhadas para os 32 abrigos montados pela prefeitura. No Alto Vale do Itajaí os municípios de Aurora, Agronômica, Brusque, Ituporanga, Presidente Getúlio, Rio do Sul, Laurentino, Lontras e Taió decretaram estado de Calamidade Pública e agora se empenham na limpeza e organização das cidades. O município de Rio do Sul ficou completamente isolado do restante do Estado por alguns dias, sendo que muitas pessoas ficaram ilhadas e sem comunicação. O Instituto Maria Auxiliadora disponibilizou o ginásio para acolher as famílias atingidas pelas chuvas, recebendo mais de 60 pessoas que não tinham para onde ir. No abrigo as pessoas encontravam um local para dormir e fazer as refeições. Na maioria dos casos, eram famílias inteiras que perderam tudo o que tinham e chegaram apenas com a roupa do corpo. As pessoas chegavam muito abaladas por se verem sem saber para onde ir e a escuta atenta era uma forma de diminuir o sofrimento delas. Neste abrigo, também forma acolhidos os pacientes que vieram da região para fazer hemodiálise no Hospital Regional e não puderam retornar para seus locais de

Pessoas abrigadas no Ginásio do IMA

Irmã Rosane Dewes e famíli de funcionária que ficou abriagada noIMA

Heitor Lopes, jovem estudante do IMA e particpante da AJS ajudando na disrtibuição das roupas e alimentos arrecadados

Equipe de leigas doIMA ajudaando na limpeza das casas.

origem Casos como o de dona Geneci que ao tentar ajudar os vizinhos e amigos, não conseguiu salvar as próprias coisas, demonstram o tamanho da solidariedade que se manifesta entre as pessoas simples da região. Além do abrigo público do ginásio, foram acolhidos na casa das Irmãs familiares de duas Irmãs que foram atingidos pela enchente e a comunidade das Irmãs Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo. Como a solidariedade não tem limites, o colégio acolheu também, dois velórios de pessoas da comunidade que não tinham outro local para realizá-los. Embora o colégio das FMA não tenha sido atingido, as aulas foram suspensas por uma semana, pois a cidade foi muito afetada. As Irmãs, juntamente com leigos que não foram atingidos pelas chuvas se organizaram para ajudar aos que mais precisam, formando equipes de

trabalho para auxiliar na limpeza das casas, especialmente dos funcionários, parentes das Irmãs e alunos. Alunos da AJS e Irmãs ajudaram na arrecadação e distribuição de roupas e alimentos. Apesar de toda a situação complexa e triste que a cidade vivenciou, não faltaram exemplos de solidariedade e ajuda mútua, muitas pessoas acolheram na própria residência outras famílias, trabalharam como voluntários nos abrigos, organizam doações, ajudaram com o trabalho de limpeza e tudo o que podem fazer. Ainda não é possível ter ideia de como a cidade foi abalada, mas calcula-se que os prejuízos sejam pelo menos 3 vezes maior que os da enchente de 84 quando Rio do Sul era ainda bem menor e menos desenvolvida que nos dias atuais. Fica agora, a nossa solidariedade com o povo riossulense e espírito de comunhão para ajudar a reconstruir a cidade.


15- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lRio do Sul- Sc

N

Culto Ecumênico é sinal de comunhão entre católicos e luteranos de Rio do Sul

o domingo, dia 25 de setembro, a comunidade católica e a comunidade luterana de Rio do Sul estiveram reunidos na Catedral São João Batista para a realização de um culto ecumênico. O culto tinha por objetivo unir a comunidade cristã da cidade para fortalecer-se na centralidade em Jesus Cristo, buscando nele as forças necessárias para reconstruir a cidade e seguir adiante sem desanimar. O culto foi presidido pelo pároco da catedral, Pe. Fernando e pelo Pastor Adelmo da comunidade luterana, reunindo mais de duas mil pessoas. Estiveram presentes também algumas pessoas que deram o seu testemunho de vida e de fé, entre eles o

Catedral São João Batista

prefeito da cidade, Milton Hobus, que agradeceu a toda a cidade pelo espírito de solidariedade vivido e manifestado através de tantos gestos concretos. Apesar das dificuldades enfrentadas por todo o povo riossulense, a fé continua firme e como disse o Pastor Adelmo, de todas as situações é possí-

Igreja Luterna de Rio do Sul

vel aprender alguma coisa, e nestes dias, aprendemos a partilhar mais, aprendemos que somos pequenos demais e acima de tudo, aprendemos que Deus está conosco sempre e não nos abandona.

Alunos do Ensino Médio visitam a FURB No dia 28 de setembro os alunos do 3º ano do Ensino Médio fizeram uma viagem à FURBUniversidade de Blumenau. O objetivo da visita era conhecer o campus, conversar com os professores e profissionais dos cursos de interesse. Os jovens puderam esclarecer dúvidas sobre o mercado de trabalho, e conhecer um pouco mais da estrutura dos mais de 40 cursos que são oferecidos pela Universidade. Este foi um momento importante para os jovens pensarem sobre seus projetos de vida e já irem traçando metas em relação ao seu futuro profissional. “A visita foi uma experiência bastante interessante e importante, principalmente para aqueles alunos que não sabem por qual curso irão optar, uma vez que temos a oportunidade de participar de oficinas, possibilitando um maior contato com o curso em si, podendo tirar nossas dúvidas e ajudando nesta difícil escolha.” Bianca Sabino- 3º ano II

“Na FURB pudemos conhecer diferentes áreas de estudo, com as quais nos identificamos mais com umas do que com outras. Conhecemos um pouco mais do mundo acadêmico e como funciona o dia-a-dia dos estudantes. A vontade de ficar foi perceptível em todos, mas teremos que esperar um pouco mais ainda. No próximo ano muitos de nós certamente frequentarão esta e outras universidades...” Carla Taynara de Brito- 3º ano II


16- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lItajaí- Sc

Multiplicar para transformar Programa de Cidadania Socioambiental expande suas ações no Lar Padre Jacó. A meta é audaciosa: mudar o mundo!

C

om o objetivo de transformar os atendidos da Associação Pró-Menor Lar Padre Jacó, localizada no Município de Itajaí/SC, em multiplicadores da cidadania socioambiental, o “Programa de Cidadania Socioambiental – SocioAmbientar: Multiplicando Sonhos” vem desenvolvendo, desde 2009, uma série de oficinas pedagógicas e ecopedagógicas fundamentadas na construção do conhecimento. Em maio de 2011 as atividades passaram a ser desenvolvidas no âmbito do Projeto “Nas trilhas do ECA e da ECO”, tendo como base o “Caderno de Cidadania”, e o suporte técnico subsidiado pelas “Diretrizes Teóricas do Caderno de Cidadania”. Atualmente o Programa SocioAmbientar capacita crianças e adolescentes, por meio da participação dos multiplicadores que já passaram pelas fases iniciais de formação socioambiental. Nas oficinas, seja na teoria ou na prática, os atendidos aprendem como se constrói um cidadão ativo para com as questões socioambientais. Além disso, descobrem como é possível desenvolver a auto-estima, assim como estabelecer metas e sonhos individuais e coletivos a serem alcançados. Existe, ainda, a

Crianças e adolescentes do Lar Pe. Jacó que participam do Projeto de Cidadania Socioambiental

oportunidade de identificar como os recursos naturais são fundamentais à sobrevivência da vida, e que é possível promover uma transformação social por meio do exercício da cidadania. O SocioAmbientar teve início em julho de 2009, atendendo crianças e adolescentes das Associações Lar da Criança Feliz e Pró-Menor Lar Padre Jacó. A equipe técnica conta com profissionais da área de educação, engenharia ambiental, ciências biológicas, psicologia, comunicação, ciências jurídicas e ciências contábeis. Com frequência, o grupo participa de mutirões ecológicos, pesquisa-ação, ações socioambientais entre outras atividades que promovem interação com a comunidade e aplicam as

lições construídas, exercendo a cidadania socioambiental. Os principais parceiros do Programa SocioAmbientar são a Associação Lar da Criança Feliz, Associação Pró-Menor Lar Padre Jacó, PFCIJ/CEJURPS/UNIVALI, Associação de Surf Praias de Itajaí, Sala Verde Itajaí, Instituto Areté e Rockfeller Language Center (unidade Itajaí). São apoiadoras do Programa SocioAmbientar as empresas Procave Incorporações, DC Logistics Brasil, Indústria e Comércio de Pescados Dona Rose Ltda, Invista Comunicação, Kleverson Rita Fotografia, Viação Praiana, Fotográfo Davi Spuldaro, New Vision, Almeida Prado, Tesser & Flôr Advogados e Virtual Mídia.


17- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lItajaí- SC

O

Grupos de dança do Lar Pe. Jacó encantam o público

s grupos de dança da Associação Pró Menor Lar Padre Jacó participaram da semana da Primavera promovida pelos nossos irmãos SDB do Parque Dom Bosco, Itajaí. A dança e a música sempre transmitem alegria e vibração, unida à parceria com nossos co-irmãos, transforma-se em alegria de se viver em Família Salesiana. Foram cinco apresentações feitas pelos alunos do Lar P. Jacó que, somadas as de outros grupos de dança, permitiram que mais de 1.000 crianças adolescentes e jovens vivessem

momentos mágicos de encantamento, entusiasmo e alegria de viver. Estes momentos permitiram que, além de estarem livres de qualquer perigo que o mundo oferece, perceberam oportunidades de crescer como pessoas, cidadãos, profissionalmente e acima de tudo, capazes de fazer algo de muito bom: encantar com sua arte, desenvoltura, simpatia e responsabilidade. Parabenizamos aos pequenos artistas e à coordenação do Parque Dom Bosco por esta iniciativa.

Grupos de dança do Lar Pe. Jacó durante apresentações no Parque D. Bosco

Mês de setembro é iluminado pela Palavra de Deus

Alunos fazem homenagem cívica durante Semana da Pátria

Setembro é um mês muito especial para os brasileiros por termos muitas comemorações. Por isto nos “Bons-dias” e “Boastardes”, a motivação foi sempre voltada à BÍBLIA, que esteve em destaque durante todo o mês e a Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil por iniciar o mês com a Semana da Pátria. Diariamente, junto à oração inicial era feita a homenagem cívica com o

Hino Nacional e hasteamento da bandeira. Cada dia uma turma ficou encarregada pela dinamização da homenagem, usando de criatividade e arte, com poesias, canto, dança coreográficas, ou encenações. Isto tudo para concretizar o objetivo de transformar estes brasileirinhos em “bons cristãos e honestos cidadãos”.

A Bíblia é a Palavra de Deus, semeada no meio do povo...


18- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCambé- PR

N

INSA realiza 3º Passeio Ciclístico

o dia 18 de setembro, aproximadamente 1.000 pessoas participaram do Passeio Ciclístico que percorreu vários pontos da cidade de Cambé. Este passeio teve por objetivo promover as práticas de qualidade de vida e a convivência familiar entre alunos, professores e comunidade em geral. O passeio foi comandado pela equipe do INSA e seu trio elétrico, que ao término do percurso, tiveram como ponto de encontro, o Instituto Nossa Auxiliadora, onde todos os participantes foram recepcionados com frutas, sucos e água fresca

Ciclistas passeando pelas ruas de Cambé

Crianças do Infantil 3B durante atividade de Língua Portuguesa

para matar a sede, além de participar do sorteio de vários prêmios, entre eles duas bicicletas. O colégio agradece ao apoio de todos os patrocinadores.

No mês de agosto, as crianças do Infantil 3B do INSA - Cambé, realizaram uma proposta da área de Língua Portuguesa, na qual faz parte do projeto “Uni, duni, tê”. O nome da proposta realizada foi “Parlenda Cantada”. A proposta teve como objetivo trabalhar textos curtos, que trazem consigo os registros da cultura oral brasileira e que, de certa forma, já fazem parte do contexto infantil. As crianças conheceram a Parlenda “Quem vai ao ar, perde o lugar...”, em seguida realizaram a brincadeira: Dança das Cadeiras com a Parlenda estudada, desenvolvendo a oralidade das mesmas. Todas as crianças participaram da proposta demonstrando interesse e entusiasmo.

Aluno Salesiano é destaque no vestibular da UEM l Ir. Ercilde Moratelli

O aluno Lucas Salla Pagnan, aluno do 3º colegial do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora de Cambé, foi parabenizado por ter sido aprovado no Curso de Engenharia Elétrica no vestibular da Universidade Estadual de Maringá, Paraná. No 3º simulado do

Crianças aprendem com parlendas

Colégio teve 96% de acertos. O aluno Lucas iniciou seus estudos neste Colégio ainda na Educação Infantil. Ele demonstrou que o Instituto Nossa Auxiliadora desenvolve habilidades essenciais para o aluno assumir os desafios de uma vida normal.

“Preparei-me para o vestibular da UEM, e continuo me preparando para outros, estudando pelo material da Rede Salesiana de Escolas e por provas de diversos vestibulares anteriores. Juntos, eles abrangem conteúdos e exercícios suficientes para a realização de qualquer teste. Claro que para ser eficiente, o estudo deve ser feito em um ambiente propício, sem muito barulho. Além disso, rever a matéria do dia é importante para fixá-la e tirar possíveis dúvidas na próxima aula da disciplina. Os professores do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora incentivam muito o estudo dão preciosas dicas e estão sempre dispostos a sanar dúvidas. “Os plantões, com o professor da disciplina, nos ajudam a relembrar conteúdos e a resolver exercícios para praticar o que foi aprendido.”


19- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCambé- PR

Alunos identificam os problemas da cidade, procurando alternativas

O

s alunos do 3º ano do Ensino Medio iniciaram um trabalho na cidade de Cambé, cujo objetivo é conhecer alguns problemas existentes na cidade, a fim de encontrar alternativas para amenizá-los. Esta ideia surgiu por meio de debates ralizados durante as aulas de Geografia e Sociologia, ministradas pelo Professor Reinaldo Nishikawa, nas quais percebeuse a importância da atuação na responsabilidade social. Para concretizar ainda mais esse trabalho, no dia 22 de setembro, os alunos visitaram alguns bairros da cidade de Cambé acompanhados pela Professora Maristela Bonilha, pela Irmã Iara Poffo, pelo secretário de desenvolvimento Rômulo Sergio Y. Santos e pelo Prefeito João Pavinatto, que apoiou e possibilitou esta iniciativa desde o início. “Nós tivemos a oportunidade de estar em contato com varios agentes publicos, além do secretário de desenvolvimento e do prefeito de nossa cidade. Essa aproximiadade permitiu-

Alunos visitando os bairros de Cambé

nos não só conhecer a realidade cambeense, mas também o que tem sido feito para melhorá-la. Projetos que contemplam áreas relacionadas à moradia, como o Residencial Vilage de Itaipu, e a saúde, como o UPA (Unidade de Pronto Atendimento- 24h), que está sendo construído no Jardim Tupi visam atender um público ainda carente nesses setores.

Outras obras como o Centri Municipal Educacional Munhoz Zerbeto e o Centro da Juventude abrangem as areas educacionais e culturais, consideramos fundamentais para o crescimento da cidade. É bom ver que realmente existe em Cambé uma real preocupação como o bem estar de nossos cidadãos!”

Projeto: Nossas Crianças Indígenas: Amigo Pintado No mês de agosto, o Infantil 3A realizou a proposta do livro da Rede Salesiana de Escolas na área de Natureza e Sociedade, da qual faz parte o projeto “Nossas Crianças Indígenas” denominada “Amigo Pintado”. A proposta teve como objetivo oportunizar momentos de criatividade às crianças ao elaborar uma pintura facial e conhecer um pouco mais deste povo, através das pinturas corporais, os hábitos e costumes, comidas, vestuário e maquiagem. Assim as crianças conheceram um pouco da vida e realidade das crianças indígenas. Os alunos demonstraram entusiasmo, interesse e muita criatividade com a proposta apresentada.

Atividade prática sobre os povos indígenas


20- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lCambé- PR

INSA inaugura nova entrada principal para alunos l Ir. Ercilde Moratelli

O

Instituto Nossa Senhora Auxiliadora iniciou a construção da entrada principal do Estabelecimento com a colocação de catracas no dia 5 de maio, com o objetivo de aumentar a segurança do aluno, sem descuidar da sensibilidade estética que deve permear o ambiente educativo salesiano. Afinal, compreende-se que o educar pessoas para a ordem das formas e das cores, favorece o bem estar e a boa convivência na vida de família, valores defendidos pelo estilo educativo da pedagogia salesiana. A organização da nova entrada é um elemento fundamental para a estruturação da rotina dos alunos, como tudo aquilo que contribui para a acolhida alegre, a decoração adequada, enfim, um espaço de vida. A inauguração da nova entrada aconteceu no dia 15 de setembro, às 10h da manhã, e estiveram presentes a Inspetora Provincial das Filhas de Maria Auxiliadora do sul do Brasil, Irmã Maria Floriani; o Senhor Prefeito João Pavinatto; a Secretaria da Educação do Município, Claudia Paschoal de Souza; o Diácono José Marcos Vilas Boas, representando o Pe. Amaury José Domingues; a Presidente da União das Ex-Alunas Local, senhora Maria de Lourdes Begnine Carvalho; Irmã Aparecida Jardini, representando as Irmãs do Lar Santo Antonio e o senhor Francisco Lucena representando os pais de todos os alunos. A oficialização inaugural deuse através do descerramento de fitas pelas mãos da Diretora Irmã Alice Dermarchi, da Inspetora das Salesianas Irmã Maria Floriani, do Prefeito João Pavinato e o Diácono José Marcos Vilas Boas.

Inauguração da Entrada principal do INSA

O aluno Lucas Salla Pagnan, do 3º Ano colegial, foi escolhido pela Comunidade Educativa para oficializar o uso das catracas por ser o aluno de maior aproveitamento no 3º simulado do Colégio, e que fazendo uso da palavra e cumprimentando as autoridades e as pessoas amigas ali presentes, assim se expressou:

‘Hoje, aqui, representando os meus amigos no estudo, expresso sentimentos de reconhecimento e gratidão aos responsáveis da Instituição que não mediram esforços para concretizar a nova entrada para os alunos. Com certeza, nós alunos, iremos ter não somente maior segurança, mas acima de tudo um novo olhar de atenção e de acolhimento por parte da escola. Neste ambiente nos sentimos bem acolhidos. Representa a nossa segunda casa. Por isso, além de expressar o nosso agradecimento, queremos dizer ainda que este investimento é um beneficio para toda Comunidade do INSA e para a Sociedade desta cidade. Muito obrigado!’


21- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lUruguaiana-RS

ILV promove Olimpíadas de Matemática

D

ia 8 de setembro ocorreu a primeira etapa das Olimpíadas de Matemática no Instituto Laura Vicuña. A atividade iniciou com a abertura oficial feita pela Ir. Nara, seguida de desfile das delegações, acompanhadas de seus escudos, criados pelos próprios alunos que utilizaram formas geométricas e números em sua composição. Após a apresentação, todos assistiram ao vídeo “Pato Donald no País da Matemática”, uma ideia divertida para descontrair a turminha antes do início das provas: Tombo Legal; Carta Enigmática; Mapa do Tesouro; “Qual a idade?”; “Quanto Mede Daqui Ali?” e Espantalho. Segundo a professora Ra-

Escudo de uma das turmas que participou das Olimpíadas da Matemática

quel Mahmud, este ano a atividade está ainda melhor, o que estimula cada vez mais o envolvimento dos alunos. O evento terá ainda, mais duas etapas: II Etapa- 30/0 - Desafios Matemáticos, na sala de aula. III Etapa- 06/10 - Bingo da Multiplicação, no salão da escola. l Prof. Ariane

Terceirão faz viagem de estudos para Buenos Aires

l Profª Izabel Antunes

A turma 301 do ILV realizou uma viagem de estudos a Buenos Aires dos dias 25 a 29 de agosto, acompanhados por Irmã Solange e pelas professoras Izabel Antunes e Cláudia Freitas, além das guias de turismo da Agência Geratur. Durante esse período, puderam visitar e admirar diversos pontos turísticos da capital portenha: Plaza de Mayo, Casa Rosada, Catedral Metropolitana, Avenida de Maio, Congresso Nacional, Avenida 9 de Julho, Obelisco, o colorido bairro de ”La Boca” - Estádio do “Boca Junior” e o “Caminito”. Além disso, encantaram-se com a Feira de Antiguidades de San Telmo e Puerto Madero, com sua “Ponte da Mulher”. No famoso Bairro de La Recoleta, passearam por sua grande feira artesanal e deliciaram-se à noite no Hard Rock Café Buenos Aires, no Buenos Aires Design. A história da Argentina

Alunos fazem estudo sobre Cultura Africana

Passeio pela Avenida de Maio, ao fundo estátua de manuel Belgrano- autor da bandeira argentina

pôde ser apreciada e vivenciada no belíssimo espetáculo folclórico e musical “Ópera Pampa”, através de suas canções e da destreza dos gaúchos e de seus assombrosos cavalos. Certamente esses bons momentos permanecerão na memória destes jovens por muito tempo.

A turma do 4º ano A realizou uma pesquisa sobre a Cultura Africana com o objetivo de compreender quais as contribuições do povo africano para a formação da cultura brasileira. Para a realização da pesquisa, a turma organizou-se em grupos, sendo que cada grupo ficou responsável por pesquisar um item. Os alunos pesquisaram os seguintes aspectos: culinária, capoeira, crenças, danças, máscaras, ritmos, instrumentos musicais, e palavras e seus significados. Essa pesquisa possibilitou que os alunos compreendessem melhor como a cultura africana está presente no nosso diaa-dia, em nossos hábitos


22- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lUruguaiana-RS

AJS participa da I Etapa do Curso de Lideranças em Santa Rosa “Os grandes líderes são como os melhores maestros - eles vão além das notas para alcançar a mágica dos músicos.” (Blaine Lee) iderar é a arte de administrar o mistério que cada pessoa é, colocando riquezas e potencialidades a serviço da vida, como o dizia Dom Bosco: “O Senhor colocou-nos no mundo para os outros”. A liderança juvenil é aspecto fundante de nosso Protagonismo na Sociedade e na Igreja. Certos disso, a AJS de de Uruguaiana promoveu nos dias 10 e 11 de setembro a primeira etapa do Curso de Lideranças. Participaram do mesmo 10 jovens de Santa Rosa e 19 jovens do ILV. No primeiro dia na parte da manhã, foi abordado o tema: “A pessoa humana”, com linda celebração enfocando o a psicóloga Rose Castanho. Na tema do sal e da luz, os jovens parte da tarde foi aprofundada a foram convidados a assistir ao pessoa de Jesus Cristo como o filme “Um sonho possível”. No grande líder. Esse tema teve a domingo, dia 11, foi a vez de assessoria de Karina, da Reno- Ir. Solange trabalhar o tema da vação Carismática Católica da confiança e para que haja conJovens participando da formação no Curso de Lideranças em Santa Rosa Paróquia de São Miguel. Foram fiança é necessário arrancar as realizadas duas oficinas, uma máscaras. O encontro foi consobre a violência e a outra de cluído com um agradecimento dinâmicas. À noite, após uma recíproco dos dois grupos.

L

XXI Concurso Estudantil de Trovas Durante a cerimônia de encerramento das festividades da Semana Farroupilha de 2011, na Praça Milton Souza, foram entregues as premiações referentes ao XXI Concurso Estudantil de Trovas. Alunos, familiares, a professora Izabel Antunes e as Irmãs Maria Ana e Solange se fizeram presentes ao evento. Tal concurso ocorre anualmente e premia 15 estudantes. Neste ano, o ILV conquistou 13 das referidas premiações.

Alunos premiados no Concurso Estudantil de Trovas


23- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lPorto Alegre- RS

Leigas auxiliam na formação das Aspirantes

D

esde o mês de março, as aspirantes contam com a contribuição eficiente e dedicada de leigas na formação humana e profissional. Estas desenvolvem com as formandas estudos na temática educacional, o que também auxilia a prática pedagógica que as aspirantes exercem juntos aos destinatários. A coordenadora do IMA, Aline Manzoni trabalha conteúdos referentes ao desenvolvimento infantil e Grace Pinto, supervisora, desenvolve temas mais direcionados à relação que acontece entre aluno e educador, planejamento, e motivação. To-

das as semanas, as aspirantes juntamente com a formadora, estudam e exercitam o português com a professora Desirré Reinehr, para que desta forma, a comunicação possa ser mais eficaz. Além destas, Cristiane Marins, da Casa Fonte Colombo, fornece auxílio e acompanhamento às formandas voluntárias da casa, que desenvolvem neste ano, seu projeto de estágio pastoral na instituição. É de grande valia para a formação esta parceria obtida com as leigas, que transmitem seus conhecimentos, assim como as aspirantes partilham suas experiências da missão.

Formandas participam dos 25 anos de instituição teológica

As aspirantes que estudam no Curso Básico de Teologia na ESTEF, marcaram presença no jantar festivo, que ocorreu por ocasião dos 25 anos da instituição de teologia. A comemoração realizou-se no dia 17 de setembro, no Salão de festas da Paróquia Santo Antônio e contou com a participação de 220 pessoas. Foi uma bela noite de homenagens e recordações de uma trajetória marcada por significativos passos da instituição, no meio

acadêmico e popular. As formandas foram responsáveis pela ornamentação do evento, e à noite participaram juntamente com Ir. Cristina do jantar e das comemorações festivas que abrilhantaram este importante momento. Fica nosso obrigada à ESTEF pelo compromisso de unir fé e vida na vida dos formandos e assim poderem ser na sociedade e na Igreja agentes humanizantes de transformação.

Formandas participam de Postulinter Nos dias 03 e 04 de setembro aconteceu o terceiro encontro de postulantes do primeiro ano da CRB, no colégio Rainha do Brasil das Irmãs Franciscanas Aparecida. Foi o último encontro do grupo em 2011 e teve como tema “Educar a consciência para o discernimento”, assessorado pelo Frei Arno Frelich, OFM. O assessor trabalhou o tema a partir da reflexão teológica do discernimento, enquanto processo constante e indispensável na vida. “O discernimento é um processo vivencial, não mental, que se dá por uma relação mútua de comunhão, comunicação e amor entre a pessoa e Deus. Um processo que acontece dentro da realidade de cada um. O discernimento é a arte (expressão de sentimento de coração para coração) através da qual o ser humano compreende a palavra que lhe foi dirigida e nesta destranca a via que precisa percorrer para respondê-la. Vocação é viver no Amor, vai além do chamado a um serviço, é ver a si mesmo com os olhos de Deus, para assim, passar a fazer parte da mesma humanidade que Cristo assumiu.” Para as aspirantes que se preparam para o ingresso no postulado no próximo ano, e estão no período especifico de discernimento foi com certeza uma profunda reflexão, oportuna e de grande valor para o momento que estão vivenciando.


24- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lPorto Alegre- RS

N

Repensando a Teologia

os dias 19, 20 e 21 de setembro, realizou-se na ESTEF, um encontro de aprofundamento teológico no qual participaram formandos, estudantes de teologia, religiosos, professores e leigos engajados nas diversas pastorais. A exposição foi ministrada pelo teólogo Andrés T. Queiruga do Instituto de Teologia de Santiago de Compostela que desenvolveu o tema “Repensar a teologia: Criação e Cristologia”. O teológo em sua abordagem tratou de diversas temáticas tais como a problemática do mal, uma nova lógica para a Revelação, o repensar da oração, a moral religiosa, uma nova imagem de Deus e a Ressurreição. Foram dias de intensa reflexão e aprofundamento, que exigiu abertura para os novos pontos de vista apresentados por Queiruga. As novas ideias expostas,

Teólogo Andrés T. Queiruga

com certeza, fizeram as (os) participantes repensarem sua forma de celebrar e conceber as verdades de fé.

Alunos aprendem sobre Semana Farroupilha A Revolução Farroupilha foi um conflito de longa duração, iniciando no ano de 1835 e terminando em 1845, cujo o principal objetivo era a independência do estado gaúcho. Também chamada de Guerra dos Farrapos, foi uma das mais longas guerras brasileiras. Com o intuito de motivar as turmas a pesquisarem sobre as tradições gaúchas e socializarem seus conhecimentos a respeito do assunto, as professoras Alessandra Kerber e Maria Célia Lopes juntamente de seus alunos do Instituto Semana Farroupilha no IMA

Maria Auxiliadora de Porto Aelgre, realizaram um seminário interativo, com roda de chimarrão no pátio da escola. A dinâmica abordou todos os fatores responsáveis dessa luta marcante no estado, fazendo o grupo compreender de maneira construtiva o conteúdo.

IMA realiza Balada Teen Na sexta-feira do dia 23 de setembro realizou-se a Balada Teen no Instituto Maria Auxiliadora de Porto Alegre. Foi ummomento de festa e alegria entre alunos, amigos e familiares, animado pela equipe do DJ Ricardo Costa. Além de proporcionar a confraternização entre a comunidade educativa, a balada tem por finalidade contribuir para o Dia da Solidariedade, celebrado no dia 24 de outubro. Essa iniciativa não é nova e vem mobilizando a comunidade educativa cada vez mais.


25- Páginas Vivas

Ano 44 n.297

lPorto Alegre- RS

Feira Cultural

Semana da Alegria no Shopping Lindóia

D

o dia 26 a 30 do mês de setembro, o Instituto Maria Auxiliadora de Porto Alegre promoveu a Semana da Alegria no Shopping Lindóia. O evento aconteceu sempre no período das 13h30min às 19h30min. As tardes eram animadas com personagens caracterizados, palhaços, oficinas de artes e dos sentidos, jogos lúdico e peças de teatro. A parceria do Shopping Lindóia com o IMA desejava proporcionar as crianças momentos de brincadeiras e di-

versão. Foram tardes marcadas pela alegria das crianças que encantavam os adultos. A alegria é também para o IMA uma parte essencial do método educativo baseada na razão, na religião e na amorevolezza (amor manifestado), no qual investe numa metodologia impregnada de valores que fundamentam a construção de conceitos, incentivam atitudes honestas e promovem a cultura da solidariedade e da paz.

Momento de alegria no Shopping Lindóia

éns! b a r a P .. . s e d a d i Felic

Aniversariantes de Setembro: 04. Ir. Lourdes Paoletto 05. Ir. Iara Maria Poffo 06. Ir. Silvia A. da Silva 10. Ir. Iolandia Souza 12. Ir. Zenilde A. Fontes 13. Ir. Maria Alzira S e Silva 13. Ir. Adrielle Druciak 20. Ir. Maristela M. Trindade 23. Andresa Amaral (asp.)

No dia 09 de setembro, aconteceu no Instituto Maria Auxiliadora de Porto Alegre a Primeira Edição da Feira Cultural e Feira do Livro. Foi um momento rico de aprendizagem e trocas de experiências entre os alunos. A manhã de estudos iniciou-se no Salão de Atos da escola com uma Palestra sobre a Preservação do Ambiente. Após a palestra, os alunos iniciaram a apresentação simultânea de seus trabalhos com a supervisão dos professores. No saguão da escola aconteceu a feira do livro com a presença de duas editoras e a organização da Bibliotecária Luciana Fontoura.

PÁGINAS VIVAS Informativo mensal da Inspetoria N. S. Aparecida – BPA Ano 44 – N. 297 – setembro 2011 ........................................................... Inspetora: Ir. Maria Floriani Coordenação: Ir. Marcia Koffermann Colaboração:Ir. Ercilde Moratelli, Ir. Cristina Schorck, Ir. Adrielle Druciak, Hugo Braga Fialho, Ir. Rosalina Lemos, Ir. Carmen Demarchi, Sabrina Sherer, Ir. LúciaTironi, Ir. Maria Floriani, ........................................................... Inspetoria N. S. Aparecida Rua Gonçalo de Carvalho, 390 Bairro Floresta 90.035 – 170 Porto Alegre – RS Fone: (51) 3311 4090 secretaria@salesianasbpa.com.br


PV setembro  

Informativo da Inspetoria Nossa Senhora Aparecida

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you