Issuu on Google+

Páginas Vivas

Inspetoria Nossa Senhora Aparecida (BPA) - Porto Alegre – RS – BRASIL Outubro de 2011 - Ano 44 – N. 298

Mestre, onde moras?

Vinde e Vede!


2- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

Editorial Queridas Irmãs e formandas! Prezados Leitores!

O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção, para anunciar a Boa Notícia aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos presos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos, e para proclamar um ano de graça do Senhor”. (Lc 4, 18-19) Jesus foi o grande missionário do Pai, o ungido pelo Espírito para anunciar a boa notícia aos pobres. Ao proclamar o Reino, Ele combateu o sofrimento, resgatou a dignidade, acolheu e reintegrou as pessoas porque era apaixonado pela vida. Não foi compreendido por todos, ao contrário, foi rejeitado pelas autoridades, pois com a proclamação do Reino provocou um processo de desmascaramento do poder e das ideologias, questionou as estruturas nas quais a sociedade estava alicerçada e que impediam que o plano de Deus se realizasse na história. Jesus não desistiu, porque tinha clareza da sua missão e isto lhe deu forças para abraçar a cruz e dar a sua vida como a maior prova de amor pela humanidade. A missão da Igreja nasce da missão do próprio Jesus, que a confia a quem estiver disposto a se deixar transformar pela sua Palavra. Toda pessoa é missionária quando age com a consciência de que vive para a maior

glória de Deus, na busca do bem comum e na construção de uma história segundo os critérios do Evangelho e de uma cidadania ativa. Nosso Instituto nasceu com espírito missionário, porque São João Bosco e Santa Maria Domingas Mazzarello tinham como objetivo fazer com que Jesus fosse conhecido e amado pelos jovens. E, para garantir a salvação da juventude, souberam criar um jeito diferente de educar e evangelizar, sonharam e ousaram transcender os espaços de origem e os tempos, atingindo todos os continentes e encontrando respostas para os desafios de cada momento e realidade. O Páginas Vivas apresenta, através das diversas notícias, um pouco do dinamismo do carisma missionário salesiano concretizado nas presenças da Inspetoria Nossa Senhora Aparecida, de Porto Alegre. Destaca a 2ª Jornada Vocacional Interinspetorial realizada em Itajaí, nos dias 08 e 09 de outubro, com o tema “Mestre, onde moras? Vinde e vede”. Peçamos ao Senhor que derrame sobre nós o seu Espírito para que, a exemplo dos nossos Santos fundadores, possamos ser pessoas e comunidades educativas fiéis ao carisma salesiano, na ação educativa e evangelizadora, buscando e promovendo a santidade, ainda possível em nossos dias, também para os jovens. Maria Auxiliadora continue sendo presença viva entre nós e envie do céu as bênçãos, graças e proteção necessárias. Minhas preces e abraço fraterno. Ir. Maria Floriani inspetora@salesianasbpa.com.br


3- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

Nesta Edição.... Noviciado Nossa Senhora das Graças de São Paulo - pág. 4 Instituto Maria Auxiliadora de Rio do Sul- pág. 4 Centro Educacional João Paulo II de Guarapuava- pág. 7 Instituto Medianeira de Rio Pardo - pág. 9 Colégio Auxiliadora de Campos Novos- pág. 12 Instituto Nossa Senhora Auxiliadora de Cambé - pág. 18 Instituto Laura Vicuña de Uruguaiana - pág. 19 Instituto Maria Auxiliadora de Porto Alegre- pág. 20 Partilhando - pág. 24 Especial: II Jornada Vocacional Interinspetorial - pág. 26 Aniversariantes - pág. 28


4- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lSão Paulo- SP

Irmã Silvia Boullosa visita o Noviciado Nossa Senhora das Graças

Noviciado recebe Inspetoras de todo o Brasil

l Luciane Rocha Carvalho

N

os dias 15 e 16 de outubro, o Noviciado Nossa Senhora das Graças em São Paulo teve a alegria de receber a visita de Ir.Silvia Boullosa. Irmã Silvia se encontra na Inspetoria Santa Catarina de Sena e está realizando a visita canônica. Este momento foi vivido com grande intensidade e a comunidade agradece Ir.Silvia, pessoa muito agraciada por Deus, que soube com simplicidade, alegria e

Ir. Silvia Boullose e Noviça Luciane

muito amor e deixar um belo testemunho para a caminhada pessoal e comunitária de todo o noviciado.

lRio do Sul- SC

Grupo de Teatro da AJS anima Semana da Criança l Ir. Marcia Koffermann

Grupo de Teatro Sinsalabin

No dia 14 de outubro, o grupo de Teatro da AJS apresentou o espetáculo “Alice no País das Maravilhas”, encerrando as festividades da Semana da Criança. O espetáculo foi preparado por 9 alunos de quarta, quinta e sexta séries, sob a assessoria de Ir. Marcia. Desde o início do ano, o grupo vem estudando as técnicas de teatro, montando e ensaiando a peça. Os

alunos, além, de encenarem o texto, ajudaram na preparação do cenário, na confecção dos figurinos, se empenhando muito para que a apresentação saísse da forma como queriam. O resultado foi um belo espetáculo, que ilustrou a dedicação, o dinamismo, a capacidade de trabalhar em grupo e o protagonismo típicos da pedagogia salesiana.

Ir. Helena Gesser, Ir. Silvia Boullose, Ir. Maria Floriani e noviça Luciane

l Luciane Rocha Carvalho

Ainda em clima de fraternidade e alegria, nos dias 17 e 18 de outubro, a comunidade do Noviciado Nossa Senhora das Graças recebeu as Inspetoras, demosntrando todo o carinho e preocupação com a formação inicial. Juntas: inspetoras, formadoras e noviças, realizaram a avaliação anual da caminhada do noviciado interinspetorial. Momento muito forte de enriquecimento para todas da comunidade. Foram dias de muita graça de Deus na vida de cada jovem que realiza o seu caminho formativo.

Se você não sabe para onde vai, qualquer camnho serve...”

Lewis Carroll


5- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lRio do Sul- SC l Ir. Marcia Koffermann

N

Ao Mestre com carinho...

o dia 14 de outubro, os alunos do Instituto Maria Auxiliadora prestaram várias homenagens aos professores. Os alunos do Ensino Fundamental I homenagearam os professores com músicas, poesias e vídeo, demonstrando o carinho e a gratidão por tudo o que seus educadores fazem. Os alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio foram representados pela banda “Além do Acorde” e pelos alunos Rafael Figueiredo e Alana Wipprich que cantaram algumas canções, animando o recreio dos professores e deixando uma mensagem de agradecimento. O IMA também apro-

veitou a data para homenagear estes profissionais que são tão importantes para a missão educativa salesiana, entregando uma cesta de café para cada professor, o que foi feito pela equipe de coordenação na sexta a noite e no sábado pela manhã. Para finalizar, o grupo docente foi homenageado durante a missa na Catedral que foi animada pelo IMA e presidida pelo Frei Gustavo Medela –OFM.

Alunos fazendo homenagem aos professores

Instituto Maria Auxiliadora abre período de matrículas l Karine Sabino

Referência em ensino de qualidade, o Instituto Maria Auxiliadora - IMA inicia neste mês o período para rematrículas e matrículas. As rematrículas, destinadas aos já alunos, foram feitas no período de 24 a 29 de outubro. Já as matrículas para novos alunos aconteceram entre os dia 27 até 29 de outubro. O IMA oferece, além das atividades curriculares, várias outras oportunidades de formação. Por meio de cursos, seminários, assessorias individualizadas aos professores no planejamento de suas aulas, forma diariamente os profissionais que atuam diretamente no ensino e na aprendizagem dos alunos. Trabalhando na formação dos valores dos estudantes, a escola ainda oferece uma série de aulas extraclasse afim de que eles possam experimentar outras experiências dentro do ambiente escolar. “Nosso objetivo, além de uma educação de qualidade, é formar bons cristãos e honestos cidadãos. Queremos que eles

aprendam, por meio da convivência escolar, os valores que fundamentam a filosofia da Rede Salesiana”, destaca a diretora Angelita Maria Gambeta Stuepp. Há mais de 80 anos atuando no Alto Vale, o IMA é parte integrante da Rede Salesiana de Escolas que atua no mercado educacional brasileiro há mais de 120 anos. Reunindo cerca de 90 mil alunos e 5 mil educadores em mais de 100 escolas. Preocupados com a formação do caráter dos alunos, a Rede Salesiana propicia excelência de aprendizagem, com especial atenção a aspectos que colocam o jovem como protagonista na construção do conhecimento. Para trabalhar esta excelência uma das grandes marcas da Rede é o material didático

exclusivo, reconhecido como referência no ensino do país e pioneiro em relação às diretrizes que a educação brasileira vem seguindo. “Somos uma escola tradicional que busca inovar todos os dias para a melhor formação educacional dos alunos. Nosso objetivo é não só formá-los mais capacitá-los de alguma forma para a vida também. Há 80 anos nessa região, nossa escola já formou várias gerações de cidadãos que atuaram e atuam como autênticos lideres em nossa comunidade”, afirma a diretora da escola.


6- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lRio do Sul- SC

Adolescentes se reúnem para Formação de Lideranças l Ir. Marcia Koffermann

N

os dias 21, 22 e 23 de outubro aconteceu a segunda etapa do curso de Formação de Lideranças para adolescentes em Rio do Sul-SC. Participaram do encontro adolescentes de Itajaí, Campos Novos e Rio do Sul, juntamente com os assessores responsáveis. O curso começou na noite da sexta-feira com o jantar e um momento de integração e convivência fraterna. No sábado pela manhã aconteceu a primeira formação, dinamizada pelo salesiano Jeferson de Joinville. O tema tratado foi Projeto de vida e foi um convite e incentivo para que os jovens construam o próprio projeto. Na tarde do sábado, o tema tratado foi a pessoa de Jesus Cristo e sua prática de liderança. O tema desenvolvido pelo Ir. Leandro e pela Irmã Marcia foi um aprofundamento de como Jesus se relacionava com seus amigos, com sua família, com sua religião e com a situação política e social de seu tempo. Depois de aprofundar a pessoa de Jesus Cristo, durante a noite, o grupo foi convidado para um encontro pessoal com Cristo a partir da passagem bíblica da Samaritana. Neste momento de oração, os jovens tiveram a oportunidade de fazer uma adoração ao Santíssimo e entrar na dinâmica do discípulo missionário que experimenta a presença de Deus e é convidado a sair e anunciar a Boa Nova. No domingo, os jovens aprofundaram mais alguns aspectos em relação à liderança, ressaltando as características e práticas de um líder cristão. A formação encerrou com um momento de deserto em que cada um foi convidado a pensar sobre o seu Projeto de

Diversos momentos do curso de líderes em Riod do Sul

Vida pessoal, tendo a oportunidade de conversar com os assessores sobre o assunto. O encontro terminou com um almoço de confraternização, reunindo os jovens, e as comunidade de SDB e FMA de Rio do Sul. Estes dois dias, foram vividos na alegria e fraternidade tipicamente salesianas e certamente serão de grande importância para os jovens que participaram da formação.


7- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lRio do Sul- SC

Regional Sul 4 da CNBB realiza II Seminário sobre Novas Mídias e Novas Tecnologias l Ir. Marcia Koffermann

N

os dias 28, 29 e 30 de outubro aconteceu o II Seminário sobre Novas Mídias e Novas Tecnologias em Cocal do Sul na diocese de Criciúma. Participaram do evento representantes de sete dioceses do Regional Sul 4, entre os quais Ir. Marcia Koffermann e Luis Cunha representando a diocese de Rio do Sul. O Seminário teve como tema “Investir em comunicação para ganhar na Evangelização” e foi um convite a pensar como a Igreja vem tratando as questões relacionadas a comunicação e impulsionar o trabalho das Pastorais da Comunicação nas Igrejas locais. Na sexta-feira a noite, o padre Marcio Vignoli, fundador da comunidade Divino Oleiro e criador do Projeto Mais Feliz com Jesus, trabalhou sobre a Importância da Espiritualidade no uso das Novas Mídias e Novas Tecnologias. Padre Marcio ressaltou a diferença entre uma pastoral de “marqueteiros” e uma pastoral missioná-

Padre Marcio Vignoli (esq.) e participantes do Seminário (dir.)

ria, e apontou a possibilidade de que as novas tecnologias sejam novos centros de espiritualidade e evangelização, se não perdermos de vista a comunhão. No sábado pela manhã, o tema tratado foi Estatística, estratégias e monitoramento das mídias sociais e novas tecnologias, dinamizado pelo jovem missionário da Canção Nova, Gustavo Henrique Borges. Durante a tarde, o jornalista Ruy Ferrari falou sobre a WEB TV como Ferramenta de Evangelização, destacando a necessidade de integrar a novidade do Evangelho na nova cultura em

que vivemos. No domingo pela manhã, o padre Domingos Nandi o Panorama da Comunicação diante das Novas Tecnologias e fundamentou o trabalho que deve ser realizado pela Pascom. Os 3 dias de estudo e aprofundamento foram momentos de grande riqueza, pelos conhecimentos partilhados, pelas redes de relações que puderam ser ampliadas e principalmente pela busca conjunta por meios cada vez mais eficazes de evangelização, fazendo com que a Boa Notícia chegue a todos os confins da terra.

lGuarapuava- PR l Ir. Rosalina Lemos

Dia Nacional da Juventude

Aconteceu no dia 30 de outubro o Dia Nacional da Juventude na diocese de Guarapuava. O mesmo, teve como tema “Jovem Discípulo Missionário” e o local escolhido foi o Ginásio do Colégio Nossa Senhora de Belém, das Irmãs Scalabrinianas. Às 08h30 iniciou-se a concentração e acolhida que ficou sob a responsabilidade da catequese do Crisma. Na parte da manhã, houve a celebração eucarística presidida pelo Bispo diocesano, Dom Antonio Wagner da Silva, e concelebrada por vários padres. Dom Wagner motivou muito os jovens para fazerem uma bonita caminhada

em preparação para a Jornada Mundial que acontecerá em 2013 no Rio de Janeiro. Era visível a motivação dos jovens com relação à Jornada. No período da tarde, houve diversas apresentações teatrais e também um manifesto contra a violência e a corrupção. O evento contou com mais de 1000 jovens, de toda a Diocese. A Articulação da Juventude Salesiana, sob orientação do S. Luiz Opata-SDB e da Ir. Rosalina Lemos se fez presente não só no encontro, mas também em todo o processo de organização e preparação do

mesmo. Do Centro Educacional João Paulo II e da Paróquia são Luiz participaram do encontro perto de 100 jovens. O DNJ reforçou a validade da afirmação de Bento XVI: “Sem o rosto do jovem a Igreja seria desfigurada”.


8- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lGuarapuava- PR

Alunas se destacam como ginastas

Oficina Capoeira

l Letícia Dzwonek de Andrade

D

urante os dias 12,13,14 e 15 de outubro de 2011, as ginastas Angélica Eliza da Silveira, Emily Terezinha dos Santos Lima, Josiane Nicoden Viana, Larianny Kristina Dziurum Dias, Maria Gabrielli da Silva Taborda e Yohanna Brienna M. Brasil Machado, do Centro Educacional João Paulo II de Guarapuava, participaram do 25º Jogos da Juventude do Paraná - Jogos Oficiais do Paraná – 2011 na modalidade de Ginástica Rítmica. Conforme as categorias e sob a supervisão das Professoras Shauane Emanuela Silva e Aline Okonoski a equipe ficou nas seguintes colocações: * Categoria coinjunto- 05 fitas – Nível B: 11º Lugar; * Categoria individual bola– NÍVEL B: 19º Lugar (Maria Gabrielli da Silva Taborda);

Alunos participantes do grupo de capoeira

l Shauane Fornaciari Grupo de ginastas do Centro Educacional João Paulo II

* Categoria Individual Mãos Livres – NÍVEL B: 21º Lugar (Maria Gabrielli da Silva Taborda); As professoras voltaram satisfeitas com sua equipe, pelo desempenho e esforço durante a competição. E a equipe retornou entusiasmada aos seus treinamentos para futuros desafios.

Grupo de jovens comemora Aniversário l Ir. Rosalina Lemos

O grupo JEMP- Jovem em Missão de Paz da Articulação da Juventude Salesiana do Cento Educacional João Paulo II comemorou no dia 18 de setembro os quatro anos do grupo com uma bonita celebração Eucarística na comunidade São Luiz. O celebrante Frei Célio da Ordem dos Mínimos ressaltou a importância da vida do jovem na Igreja. Valorizou a participação na comunidade em várias pastorais, como Catequese, PASCOM- Pastoral da Comunicação, Infância Missionária, Santas Missões Populares, Liturgia, Setor Juventude na diocese, participação na Conferência da Juventude. Este é um grupo aberto às necessidades da comunidade. Participaram juntos mais de 50 jovens dos grupos da Articu-

lação Juvenil Salesiana da paróquia Dom Bosco. Após a missa, todos foram recepcionados na comunidade das Irmãs para uma confraternização preparada por elas. Foi uma festa alegre, com espírito de família, próprio do carisma salesiano. Parabéns jovens! “Sem o rosto dos jovens a igreja seria desfigurada”. (Bento XVI

Semanalmente, no Centro Educacional João Paulo II de Guarapuava, acontecem as aulas de capoeira, além dos educandos do Bairro, o Professor Francisco Aloísio Teixeira conhecido internacionalmente como Mestre Ceará, juntamente com a Educadora Francielle do Rocio Garcia atendem na entidade alunos da APAE RURAL de Guarapuava. Onde os mesmos trabalham a integração das diferenças com sua modalidade. Gradativamente, a capoeira vem promovendo inclusão de pessoas que, até há pouco tempo estavam distantes de sua prática. A luta ajudou essas crianças a superar limites e acreditar em seu potencial.

Jovens do Jemp- Guarapuava


9- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lGuarapuava- PR

2ª Conferência Estadual de Políticas Públicas de Juventude l Letícia Dzwonek de Andrade

D

urante os dias 14, 15 e 16 de Outubro, foi realizada a 2ª Conferência Estadual de Políticas Públicas de Juventude (2ª CEPPJ) em Maringá. Estiveram reunidos mais de 800 jovens, destes, aproximadamente 770 eram delegados, que foram eleitos representantes de seus municípios durante as Conferências Municipais e também Regionais. Na sexta feira (14/10), teve a abertura oficial na Sociedade Rural de Maringá, com apresentação e aprovação do regimento. Já no sábado (15/10), foram realizados os trabalhos em grupos. Cada grupo discutiu e elaborou propostas (as que foram aprovadas serão encaminhadas para a Conferência Nacional) sobre um dos subtemas dos cinco eixos da conferência. Os eixos foram: 1° Direito ao desenvolvimento integral (Sub temas: Juventude e Educação; Juventude e Trabalho; Juventude e Cultura; Juventude e Comunica-

sexto eixo, onde foram elaboradas propostas para serem encaminhadas ao governo estadual. Durante a noite do sábado, os delegados foram direcionados a segmentos conforme a sua representação, eram 9 segmentos para sociedade civil e 1 segmento para Gestores Públicos. Cada segmento da sociedade civil Jovens participantes da Conferência elegeu 7 delegados e os gestores públicos 6. Os escolhição); 2° Direito ao Território dos irão representar o Paraná (Sub temas: Juventude e a na Conferência Nacional, que cidade; Juventude Rural; Ju- está prevista para ocorrer do ventude e o Transporte Públi- dia 9 a 12 de dezembro de co; Juventude e o Meio-am- 20/11. No domingo (16/10), biente; Juventude e os povos aconteceu a aprovação das tradicionais); 3° Direito à ex- propostas elaboradas duranperimentação e qualidade de te o sábado, e a apresentavida (Sub temas: Juventude ção dos delegados eleitos. e Saúde; Juventude, Esporte Dentre os delegados e Lazer; Juventude e Tempo eleitos para a Conferência livre); 4° Direito à diversida- Nacional, está a educadode e vida segura (Sub temas: ra Carina Chulek do InstituJuventude e Segurança; Ju- to Educacional Dom Bosco ventude, respeito à Diversi- (Salesianos) e a educadora dade e Direitos Humanos); 5° Letícia Dzwonek de Andrade Direito à participação. Após a do Centro Educacional João elaboração das propostas, os Paulo II (Salesianas), ambas grupos discutiram sobre um de Guarapuava.

lRio Pardo- RS

Banda “Dom Bosco” faz a abertura da Semana Da Água l Sabrina Scherer

A Banda “Dom Bosco” da Casa da Criança, de Rio Pardo, esteve participando de mais um evento grandioso. Desta vez foi convidada para dar abertura a “18º Semana Interamericana da Água e 11ª Semana Estadual da Água”, que aconteceu no dia 03 de outubro de 2011, promovida pela CORSAN de Rio Pardo. A Semana da Água teve por finalidade aprofundar o debate sobre a preservação do meio ambiente. A Banda “Dom Bosco” participou da solenidade, apresentando

duas músicas e mais uma vez mostrou competência com sua apresentação, fazendo uma belíssima apresentação. Todo o grupo abraçou a causa com muito comprometimento para esta comemoração tão importante, pois conscientiza a população sobre a importância de preservação do meio ambiente, como os rios e nascentes. Esse é um dia de alegria com o cuidado de nossa vida, porque água é vida.


10- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lRio Pardo- RS

Casa Da Criança em prol do meio ambiente – Projeto Papa-Pilhas l Sabrina Scherer

N

o Centro Regional de Cultura, em Rio Pardo, aconteceu mais uma atividade do projeto desenvolvido com os educandos do Instituto Medianeira – Casa Da Criança. Este projeto foi idealizado pela coordenação do Museu Zoológico Municipal, com o objetivo de tornar o museu um local atrativo para o desenvolvimento tanto de atividades escolares, quanto de lazer. Foram escolhidos para o desenvolvimento dos trabalhos os atendidos pelo IMCC. Desta vez a atividade promovida buscou tratar da importância do meio ambiente, através de descarte de resíduos sólidos. As adolescentes do turno da tarde estiveram no dia 03 de outubro de 2011 assistindo a uma palestra sobre o meio ambiente. Na ocasião foi lançada a atividade “papa-pilhas” que visa retirar do meio

ambiente baterias de celular e pilhas velhas. As meninas do IMCC se comprometeram em confeccionar os “papa pilhas” que ficarão em vários locais do município (prefeitura, escolas, secretarias, supermercados, bancos, etc) para que a comunidade leve as baterias e pi- Educandos do IMCC no Centro Regional de Cultura lhas para estes postos de coleta, de onde as um squeeze, ofertado com idealizadoras do projeto jun- apoio da UNIMED, lembrantamente com as adolescentes do-se da importância da água participantes do IMCC leva- para a saúde. Entusiasmadas rão o material recolhido até o com a ideia já deram início coletor da UNIMED local para aos trabalhos demonstrando dar destino adequado a este conscientização, comprometimaterial que muito prejudica a mento e valorização pela vida natureza. do planeta. Ao final todos receberam

AJS nas comemorações dos 202 anos do município l Sabrina Scherer

O grupo de Educação para a Paz, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Turismo e Cultura de Rio Pardo e UNISC, mobilizou os jovens do município para participarem das atividades programadas para os 202 anos de Rio Pardo. No dia 06 de outubro de 2011, promoveu o “VI Encontro de Grêmios Estudantis” que aconteceu na Praça da Igreja Matriz, contando com a participação do grupo da AJS da Casa da Criança. No encontro aconteceu a “I Corrida de orientação de Rio Pardo”. Após a abertura pela manhã, houve uma reflexão de

que a PAZ pode ser construída por cada um de nós através de ações onde prevalecem a consciência da responsabilidade, autonomia e solidariedade. Os grupos construíram uma bandeira e fizeram seu grito pedindo por PAZ. Em seguida, lançou-se uma gincana, formando as equipes com o objetivo de integrar os jovens dos diferentes grupos. A Gincana aconteceu na forma de uma corrida orientada, onde

cada equipe tinha que percorrer um trajeto orientado por um mapa e uma bússola, no decorrer do trajeto também havia tarefas que deveriam ser executadas. A proposta atraiu muitos jovens que participaram com entusiasmo, disposição, energia, criatividade e muito companherismo. Ao meio-dia, os participantes reuniram-se em um almoço no Círculo Operário. À tarde, os Jovens prestigiaram o trabalho do vocalista da Banda “Nenhum de nós” – o músico Thedy Corrêa num bate-papo descontraído acompanhado de boa música, à sombra das árvores da belíssima Praça da Matriz.


11- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lRio Pardo- RS

Dia Da Criança com Show De Talentos no IMCC l Sabrina Scherer

I

dealizado pela Educadora Íris, aconteceu no dia 13 de outubro, um Show de talentos em comemoração pela passagem do dia da Criança. O evento foi lançado alguns dias antes, quando as participantes puderam se inscrever escolhendo uma forma criativa de mostrar algum de seus talentos. O dia de mostrar os variados dons recebidos: cantar, dançar, tocar algum instrumento, dramatizar, contar história; pode ser resumido em uma só palavra: DIVERSÃO. A tarde foi muito especial, com muitos talentos descobertos em um momento divertido, com muitos sorrisos, brincadeiras, partilha e integração. Aconteceram apresentações diversificadas, e também entrou na festa Ir. Paulina que mesmo com seus 97 anos se envolveu nas apresentações, juntamente a Irmã Denize e os educadores, cantando e brincando com cantigas para as crianças. Aproveitando o dia foram feitas homenagens aos professores em comemoração ao dia do professor. Com muita expectativa, as meninas esperavam animadas por uma grande surpresa

Grupo Conexão Borigua no IMCC

Ir. Denize, Ir. Paulina e demais educadores

prometida para o final: o grupo “Conexão Boricua” fez um Show particular para elas. O grupo que já é muito conhecido tanto no município, como fora, veio especialmente para fazer a festa, cantando e deixando as meninas realizadas com sua presença. No final do encontro, as meninas pegaram autógrafos e tiraram fotos com seus Ídolos. Esse, com certeza, foi um dia muito especial para todos, diferente com muitas atrações

e que ficará marcado na lembrança de cada um. Finalizando as comemorações do dia da Criança, no dia 14 de outubro foi oferecido um almoço especial, integrando os atendidos dos dois turnos da entidade, além de educadores e Irmãs para saborear muitas coisas gostosas. Em momentos de descontração e entretenimento brincaram e comemoraram o quanto é bom ser criança.


12- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lRio Pardo- RS

I Encontro de Projetos Sociais em Rio Pardo l Sabrina Scherer

A

Prefeitura de Rio Pardo, através da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social realizou o 1º Encontro de Projetos Sociais do Município. O evento fez parte da programação das comemorações dos 202 anos do município e aconteceu no dia 10 de outubro. O Instituto Medianeira – Casa Da Criança, como reconhecido projeto social do Município, teve neste evento mais uma oportunidade de divulgar seu trabalho à comunidade em geral. Durante o dia, cada instituição pôde expor painéis com as ações desenvolvidas, objetivo e atendimentos realizados, demostrando com fotos um pouco do muito que é realizado para melhorar a qualidade de vida das famílias em situação de risco e vulnerabilidade social deste município. É claro que os atendidos da Casa da Criança não po-

Participantes do Encontro de Projetos Sociais de Rio Pardo

deriam deixar de participar de um evento tão importante. Acompanhadas dos educadores foram prestigiar o evento, visitando a exposição do IMCC e aproveitaram para conhecer os outros projetos do município. Neste encontro também aconteceram apresentações inéditas de peças teatrais apresentadas em 3 turnos direcionada às crianças, jovens e adultos com a temática da

violência. A entrada em todas as sessões foi gratuita. Quem quisesse colaborar poderia levar um quilo de alimento, que ao final do evento foi sorteado para beneficiar uma das entidades participantes. Um evento de grande importância para cada instituição, oportunizando a troca de experiências entre projetos e integração com toda a comunidade, além da visibilidade que o evento proporcionou.

lCampos Novos- SC

Alunos fazem estudo sobre a Palavra de Deus l Prof. Margarete Dal Farra

No Componente Curricular de Ensino Religioso, os alunos do 4º Ano do Ensino Fundamental I, observaram através de leituras que as antigas civilizações consideravam como “Palavra de Deus” suas explicações sobre a origem do mundo e da vida e sobre a criação da humanidade. A Bíblia assumiu essas histórias como parábolas do amor divino e da vocação humana para cuidar da criação. Através desses relatos, os antigos expressavam suas perguntas pelo sentido mais profundo da vida e da missão humana nesta terra. Os textos sagrados são inspirados por Deus, mas são também

expressão de uma cultura humana, de uma época e de um povo em seu caminho histórico. Os alunos perceberam também como interpretar o Livro Sagrado (Bíblia), pois Deus não se comunica para oprimir ou gerar medo, e sim, para libertar e ajudar. A interpretação correta será sempre a mais aberta e a que ajuda o povo a viver. Quando lermos um texto sagrado, devemos pesquisar a história que deu a origem ao texto, observando a forma em que foi escrito, como uma obra de arte, e enfim procurarmos ligar o texto à nossa vida. Os alunos trouxeram a Bíblia, onde pesquisaram sobre

Alunos do 4° ano fazendo estudo sobre a Palavra de Deus

os Evangelistas: Marcos, Mateus, João e Lucas e os Atos dos Apóstolos. Todos se empenharam na busca e leitura da atividade proposta. Parabéns!


13- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lCampos Novos- SC

Viagem de estudos a Água Doce

l Prof. Claudia Colle

N

a região meio oeste de Santa Catarina, em meio a vales, montanhas e campos, localiza-se cidade de Água Doce, a capital catarinense de energia Eólica. Com este destino, a turma do 5º ano, acompanhados pela professora Cláudia e a Irmã Heide, realizou um passeio de estudo no Parque Eólico e demais pontos turísticos da região. O nome Água Doce teve origem em um pequeno incidente: quando os moradores tiveram que dirigir-se em tropas para o município gaúcho de Marcelino Ramos em busca de mantimentos. Em uma destas viagens, uma mula que estava carregada de açúcar, caiu no rio e perdeu toda a sua carga, gerando a demarcação do rio e posteriormente do município de Água Doce. Água Doce está a uma altitude entre 800 a 1376 metros acima do nível do mar, o que garante o clima agradável no verão e temperaturas baixas no

Alunos vistando Usina Eólica de Água Doce

inverno. Com a ajuda do clima, a cidade se destaca também na produção de vinhos, onde os alunos puderam visitar a vinícola Villaggio Grando e apreciar as belas do local. A intensidade e a constância do vento possibilitaram a instalação do maior parque eólico do Estado de Santa Catarina. Além da produção de energia limpa e renovável, os imponentes aerogeradores oferecem um visual encantador a quem visita o Parque. Os alunos tiveram ainda a oportunidade de conhecer o Colégio Agrícola de Água doce suas instalações, atividades desenvolvidas e animais.

Cofrinho da Infância Missionária

l Irmã Heide Teixeira

A Igreja “por sua natureza é missionária, visto que, segundo o desígnio de Deus Pai, tem a sua origem na missão do Filho e na missão do Espírito Santo” (AG) Obediente ao mandato de Jesus a Igreja, ainda hoje, procura com empenho anunciar a Palavra de Cristo a todos os povos. No próximo domingo, dia 23 de outubro comemoramos o “Dia Mundial das Missões”, instituído por Pio XI em 24 de abril de 1926. A partir daí, todo penúltimo domingo do mês de outubro se celebra o dia das Missões, dedicado às orações e à arrecadação de fundos para as Missões Pontifícias do mundo todo. Em sintonia com toda a Igreja, a Infância Missionária de Campos Novos durante todo

VI Festival Solidário de Esportes

Participantes da Infãncia Missionária construindo o cofrinho

esse ano teve o compromisso diário de rezar uma Ave Maria e depositar uma moedinha mensalmente para as missões em um cofrinho confeccionado pelas próprias crianças. Nesta quarta feira, durante a “Boa Tarde”, as crianças juntamente com a Ir. Heide quebraram o cofrinho. O dinheiro será depositado na conta das Pontifícias Obras Missionárias que posteriormente será encaminhado para algum projeto missionário.

Alunos participante do Festival Solidário de Esportes

“Solidariedade é muito mais do que dar algo, é dar a si mesmo!” Esta certeza permeou a Semana da Solidariedade do Colégio Auxiliadora que aconteceu entre os dias 17 a 22 de outubro culminando na realização do VI Festival Solidário de Esportes. Com o objetivo de educar para a solidariedade e levantar, juntamente a outras casas salesianas do sul do Brasil, um fundo comum em prol de entidades carentes, o VI Festival Solidário contou com a participação de várias escolas nas modalidades de futsal, tênis de mesa e xadrez. O dia foi marcado por diversos jogos e favoreceu a convivência, testemunhando que um mundo melhor se constrói a partir de pequenos gestos de solidariedade, a começar em nossas relações.


14- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lCampos Novos-SC

Encontro Regional do Setor Juventude l Ir. Adrielle Druciak

A Igreja do Brasil vem realizando uma caminhada de unidade. É desse empenho que nasceu o documento 85, consciente de que “Há uma multiplicidade de experiências na evangelização da juventude no Brasil, cada uma com sua organização e espaços de formação e atuação” e propondo “uma instância mais ampla — Setor Juventude — para unir e articular forças num trabalho de conjunto, à luz das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil”. Visando efetivar tal proposta o Regional Sul 4 realizou no dia 10 de outubro uma Reunião Regional do Setor Juventude em Florianópolis para esboçar uma organização regional e motivar os trabalhos nas dioceses. Estavam presentes Dom Wilson Tadeu Jönck, que é bispo referencial da Juventude no regional, representantes das Pastorais da Juventude, uma

Participantes do Encontro Regional do Setor Juventude

nova comunidade, quatro movimentos e três congregações religiosas que trabalham com as juventudes de doze expressões eclesiais do estado. Irmã Adrielle Druciak participou representando a AJS de Santa Catarina, tomando parte das atividades propostas pela passagem da Cruz da Jornada Mundial da Juventude pelo estado, sendo que o grupo decidiu ainda incluir no calendário anual um encontro em conjunto para fa-

vorecer a comunhão das expressões juvenis da Igreja. Encontros como esse, evidenciam que a proposta do Setor Juventude “é fortalecer e ampliar a ação evangelizadora da Igreja e não perder riquezas conquistadas que já provaram seu valor pedagógico e teológico no campo da evangelização da juventude. O pluralismo de carismas e metodologias, vivido na unidade, fortalece a ação evangelizadora!”.

Alice no País Das Maravilhas l Ir. Adrielle Druciak

Na Educação Salesiana a arte é meio significativo de educação enquanto espaço cultural que desenvolve a criticidade e amplia os horizontes do conhecimento. Certo disso, o grupo de Teatro do Ensino Fundamental da AJS – Articulação Salesiana da Juventude - do Colégio Auxiliadora está encenando a peça “Alice no país das maravilhas” para várias instituições da sociedade camponovense. A primeira apresentação do grupo foi para a Escola Novos Campos do município, no dia 3 de outubro como parte da programação da Semana da Criança. No dia 5 de outubro, o grupo reapresentou a peça para os frequentadores do CAPS, no dia 07 de outu-

Alunos do grupo de Teatro da Articulação da Juventude Salesiana de Campos Novos

bro apresentaram para os alunos do Ensino Fundamental I e Educação Infantil do próprio Colégio, além de outras instituições da cidade. O teatro tira do ser humano o melhor de si, leva a pensar novas realidades e pontos de vista. Fazer teatro é repen-

sar a realidade, e assistir a um é deixar-se questionar por ela. Apostando nisso, o Colégio Auxiliadora reafirma sua convicção de que a educação integral da juventude é um espaço concreto de mudança social.


15- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lCampos Novos- SC

34ª Romaria de Nossa Senhora Aparecida l Ir. Adrielle Druciak

Este ano a cidade de Campos Novos realizou a 34ª Romaria ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, que contou com a presença do governador do estado de Santa Catarina, Sr. Raimundo Colombo, que ao referir-se ao evento destacou a união das pessoas durante o percurso da procissão. Estima-se que tenham participado cerca de 100 mil romeiros vindos de todo o estado, sendo que nas noites que antecederam a festa já era possível encontrar pessoas pelas estradas dirigindo-se ao Santuário. Como de costume, a padroeira do Brasil foi colocada no alto de um caminhão do Corpo de Bombeiros, e guiou os romeiros por um trecho de quase quatro quilômetros. Os peregrinos, em espírito de oração, aproveitaram a caminhada para agradecer as bênçãos, pagar promessas e fazer pedidos. Em seguida deu-se a tra-

Procissão de Nossa Senhora Aparecida pelas ruas da cidade

dicional missa após a procissão, e o dia em honra a Mãe Aparecida seguiu com várias demonstrações religiosas de fé, e com o intenso comércio que toma a cidade. Um grupo de alunos do Colégio Auxiliadora marcou presença nesta 34ª Romaria representando a AJS, bem como membros dos Escoteiros que tradicionalmente servem água aos romeiros. A Comunidade Educativa do

Colégio Auxiliadora uniu-se nesta festa a todo o Brasil, para rezar junto a Mãe Aparecida por todas as crianças que são o futuro de nossa nação.

Alunos visitam o santuário de Nossa Senhora Aparecida

do Santuário. Para dar início as ativiCom certeza são experidades alusivas a Semana da ências como esta, que ficarão Criança, os alunos do 1º e 2º na memória de cada criança: ano do Ensino Fundamental I, juntamente com as educadoras Rita e Vera, as auxiliares Francieli e Ana e a Irmã Adrielle fizeram um passeio até o Santuário de Nossa Senhora Aparecida em Campos Novos na tarde do dia 6 de outubro. Foi um momento de fé, oração e também a oportunidade de conhecer a história da pescaria milagrosa da imagem de Nossa Senhora Aparecida, nas águas do rio Paraíba do Sul. As crianças puderam ainda, encher suas garrafinhas com a água benta l Prof. Margarete Dal Farra

os momentos que passados juntos, bem como o amor e a devoção pela nossa Mãe Aparecida, padroeira do Brasil. Santuário de Nossa Senhora Aparecida

Banda D. Bosco durante caminhada cívica pelas ruas centrais de Rio Pardo


16- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lCampos Novos- SC

O palhaço e o nariz l Prof. Rita Petrikoski

Na última sexta-feira do mês de setembro, dia 30, foi a vez da turma do 2º ano realizar a “Boa Tarde” para as demais turmas do Ensino Fundamental I. A turma contou a história “O Palhaço e o Nariz” que fez refletir sobre a importância dos valores. A história fala sobre dois palhaços (interpretados pelos alunos Gabriel Zoldan e Bruno Turella) que não se sentindo felizes com os seus narizes resolveram procurar a ajuda de dois anjos (interpretados pelo aluno Arthur Fagundes e Otávio Chiari) que pudessem lhes levar até o Planeta dos Narizes e assim, trocarem de narizes. Mas, ao voltarem para a

Alunos realizando a Boa Tarde

sua amada plateia do circo, os pobres palhacinhos não foram recebidos com aplausos e sim com vaias. Tristes se encontraram novamente com os anjinhos e por diversas vezes voltaram ao Planeta dos Narizes para experimentar novos narizes, mas não foram felizes. No entanto, não desisti-

ram e ao tentar mais uma vez, encontraram um nariz diferente que os deixou lindos e voaram satisfeitos ao seu público. Dito e feito, fizeram muito sucesso! Todos os receberam com muitos risos e aplausos, por isso foram correndo aos anjinhos para contar da novidade, quando tiveram uma grande surpresa: os anjinhos lhes contaram que aqueles narizes eram os deles. Os palhacinhos descobriram que nada é melhor do que sermos nós mesmos! Após a história interpretada os alunos e demais colegas da turma dançaram a música “Circo da Alegria” passando a mensagem de que é muito bom ser criança.

Dia Estadual Da Paz: precisamos de paz e mais humanidade! l Ir. Adrielle Druciak

“Paz, precisamos de paz! O mundo está carente de paz e mais humanidade.” ressoava o canto que acolheu os alunos do Colégio Auxiliadora no dia 5 de outubro, instituído estadualmente como o “Dia da Paz”. Este ano a Secretária de Estado da Educação, promove este dia marcando a Semana da Paz que acontece nos dias 5 a 12 de outubro com o slogan “Haja Paz na terra a começar por mim”, com o objetivo de sensibilizar todo o Estado para a cultura da paz, do respeito e das ações de gentileza e bom humor. Os alunos do Colégio Auxiliadora simbolizaram seu empenho em fazer da paz uma atitude cotidiana carimbando nas letras da palavra “Paz” a marca de suas mãos com tinta guache. Sendo que as turmas do Ensino Fundamental I e Educação Infantil foram além, produzindo símbolos da paz e vindo à aula vestindo branco,

Aluna da educação Infantil participando das atividades do Dia da Paz

com intuito de fazer desse dia um verdadeiro movimento em prol da paz. A paz é elemento essencial à vida, e por tanto, fator elementar para a educação. Acreditando nisso o Colégio Auxiliadora se empenha em, aderindo a campanhas como esta, educar cidadãos para a cultura da paz!

O Dia da Paz foi instituído entre os dias 05 e 12 de outubro pela Lei n° 13.834, de 21 de agosto de 2006 e tem como objetivo proporcionar a reflexão e a sensibilização de toda a população catarinense para uma cultura de paz. É o início de um processo para substituir a cultura da violência partindo da “Educação para a Paz”, onde valores como a dignidade, igualdade, respeito e tolerância para com o outro, estimulem a reflexão e o pensamento crítico.


17- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lCampos Novos- SC

Semana da Criança no Colégio Auxiliadora l Janilce Giacomini

“Ser criança é saber brincar e sonhar com a vida, sem nada pensar... é saber buscar o melhor pra vida sem se preocupar... é saber se educar aprender coisas boas pra vida mudar... é nascer pra vida crescer para o mundo viver pros outros e lutar por si... é se divertir estar alegre tentar sorrir... é ser natural aproveitar o tempo a viver legal.”

Pensando nisso, a Semana da Criança do Colégio Auxiliadora foi preparada e organizada com muito carinho por toda Equipe Pedagógica e educadores. Dentre as atividades realizadas ressaltamos: a Visita dos Alunos e Educadores do 1º e 2º Ano até o Santuário Nossa Senhora Aparecida, o Dia do Circo

na Educação Infantil, as brincadeiras na cama elástica e para se deliciar algodão doce, as atividades do Color Day no Fundamental I, a Festa Estilo Anos 60 Educação Infantil e o Passeio no Clube Aqua Camponovense Sede Campestre do Fundamental I. Parabéns a todas as crianças e que neste dia tão

Passeio no Clube Aqua Campestre

especial, a nossa Mãe Aparecida abençoe e acompanhe cada criança do Colégio Auxiliadora!

Convite traz as famílias das jovens vocacionadas à comunidade religiosa

l Ir. Adrielle Druciak

No dia 16 de outubro a Comunidade Religiosa do Colégio Auxiliadora de Campos Novos teve a alegria de receber as famílias das jovens que realizam sua experiência de discernimento vocacional nesta comunidade. Estiveram presentes também, algumas jovens que desejam iniciar esta experiência no ano que vem, juntamente com seus pais. O dia teve início com uma oração preparada pelas jovens vocacionadas e em seguida uma partilha da rotina das jovens e o que é ser Irmã salesiana. Durante o almoço festivo oferecido pelas Irmãs às famílias e a gincana realizada no período da tarde, foi possível sentir o clima de familiaridade próprio do estilo salesiano. A Sra. Albertina mãe de uma das jovens vocacionadas assim se manifestou sobre este encontro: “Foi um encontro muito importante, no qual fomos informados sobre todas as atividades diárias realizadas pelas nossas filhas. Conhecemos melhor a congregação Salesiana, a vida de Dom Bosco e de Madre Ma-

Famílias reunidas em momento de oração no Colégio Auxiliadora

zzarello. O convívio deste dia com todos os pais, meninas e Família Salesiana ajudou-nos a crescer na fé e a descobrir o verdadeiro valor, sentido e trabalho da vida religiosa e a certeza de continuidade de nossa filha em busca de sua vocação religiosa, através de sua alegria e desenvolvimento como pessoa.” Também a jovem Cleópatra partilhou sua alegria em participar deste momento: “Percebi que o encontro entre as famílias foi excelente em tudo, principalmente no

sentido de todos se conhecerem, brincarem, se divertirem e também de conhecer o nosso dia-a-dia, entusiasmando novas meninas a fazerem a experiência conosco.”. A experiência vocacional proposta por Jesus a seus discípulos partia sempre do estabelecimento de vínculos significativos, por meio de relações abertas e fraternas. Com certeza, são experiências como esta que despertarão e fortalecerão nas jovens, a coragem de dizer um sim generoso ao Projeto de Deus!


18- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lCambé- PR

Os lugares do nosso dia-a-dia l Prof. Rita Petrikoski

As crianças do Infantil 2 do INSA – Cambè/PR, realizaram neste semestre, uma proposta da área de ‘Natureza’ e ‘Sociedade’, que faz parte do projeto “Os lugares do nosso dia-a-dia”. A proposta realizada em parceria com a família foi o baú de ‘faz-de-conta’, em que as crianças trouxeram de casa alguns objetos de bebê, como: mamadeira, bonecas, roupinhas, fraldas, chupetas, entre outros, para serem colocados dentro do baú. Esta proposta envolve a brincadeira como uma linguagem fundamental para a cons-

Crianças pintando o baú de faz-de-conta

trução da identidade e autonomia. Quando as crianças brincam podem desenvolver algumas capacidades como: atenção, memória, imitação e a imaginação. Além dessas, acrescenta-se a capacidade

de socialização que é desenvolvida por meio da interação e experimentação de regras e papéis sociais. Por isso, propomos o baú de ‘faz-de-conta’ para que as crianças possam brincar diariamente. A idéia não é dirigir a brincadeira, definindo os papéis para as crianças atuarem, mas deixá-las livres na execução da proposta. Assim, o objetivo é garantir o tempo e o espaço, para as crianças brincarem livremente. Podemos observar, através desta proposta, a participação e o entusiasmo das crianças.

Passeio ao Jabuti Lazer & Conhecimento - 2011 l Ir. Ercilde Moratelli

Em comemoração à Semana da Criança o Instituto Nossa Senhora Auxiliadora, Cambé, PR, programou um passeio ao Jabuti Lazer & Conhecimento. Tal passeio aconteceu no mês de outubro no dia 05 de outubro para a Educação Infantil e dia 6 de outubro para os 1º anos do Ensino Fundamental. Foi um passeio inesquecível onde as crianças puderam ter maior contato com a natureza.

Passeio ao Jabuti Lazer & Conhecimento

O principal objetivo foi, além de oferecer conhecimentos, oportunizar também à criança participar ativamente na formação de valores base-

ados no respeito e na responsabilidade, despertando uma nova consciência ambiental e social.

Aluna Salesiana entre os dez melhores da Semana Científica l Ir. Ercilde Moratelli

A aluna Thabata Nascimento, do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora de Cambé, teve seu trabalho denominado “Mitologia e Catolicismo: semelhanças polêmicas”, orientado pelo professor, Reinaldo Nishikawa, aceito na Semana de Iniciação Cientifica Junior da Universidade Filadélfia de Londrina-Pr. A aluna apresentou o seu trabalho no dia três de outubro, concorrendo com oitenta e quatro trabalhos das escolas públicas e particulares da cida-

Aluna Thabata durante apresentação na Universidade de Londrina

de de Londrina e de Cambé. Seu trabalho ficou classificado entre os dez melhores da Semana Científica e sua pesquisa consistia em estudar as rupturas e permanências entre a mitologia grega e a religião cristã. Seu estudo representa um importante passo no processo de aprofundamento das pesquisas em sala de aula demonstrando que é possível unir o ensino com a pesquisa e que esse processo prepara nossos alunos para a realidade que existe fora da sala de aula.


19- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lUruguaiana-RS

Encontro das Ex-alunas das FMA l Maria do Horto da Silva Encina

No final de semana, 8 e 9 de outubro de 2011, realizou-se em Porto Alegre-RS, na Inspetoria Nossa Senhora Aparecida, a 31ª Assembléia de Ex-alunas das FMA. Foram momentos de muita alegria, encontro e partilha. Estiveram presentes a Presidente da Federação, Idalina Bertan Veiga , a Delegada da mesma, Irmã Blondina Walchack, e as ex-alunas das Uniões de São Luiz Gonzaga, Bagé, Porto Alegre e de Uruguaiana, com presidente local, Cláudia Freitas. O encontro iniciou-se com as palavras de acolhida da Presidente da Federação e em seguida ocorreu a Santa Missa com Padre Lauro que enfatizou para nós “que devemos dar frutos onde Deus nos plantou” e “a quem mais é dado mais será cobrado”. Após a Missa, uma das Conselheiras da União de São Luiz Gonzaga, Ilza Cristiani, apresentou para o grupo, em data show, a Estréia do Reitor Mor Dom Pascual Chávez , para este ano de 2011. Complementando essa apresentação, as Ex-alunas desse grupo , com uma criativa dramatização, sugeriram a prática da proposta do Reitor Mor, usando a simbologia dos instrumentos de trabalho como martelo, chave de fenda, serrote... Aproveitando o tempo restante desta manhã, Ir.Blondina relatou para as/os Ex-alunas/ os as belas experiências vividas na Conferência Nacional das Ex-alunas/os do Brasil, durante a Assembleia acontecida em S. Paulo. Referiu-se também à grande Festa dos 200 anos do nascimento de Dom Bosco, o que acontecerá no ano de 2015. Nos anos que antecedem o evento, será estudado algum assunto relativo

Grupo de Ex-Alunas participando da 31ª Assembleia

à vida de Dom Bosco. O 1º ano, a partir de 16/08/2011 a 15/08/2012 – será dedicado ao conhecimento da história da vida de Dom Bosco. Na Estreia do 2º ano-de 16/08/2012 a 15/08/2013 será estudada a Pedagogia de Dom Bosco e o 3º ano-de 16/08/2013 a 13/08/2014 será dedicado ao estudo da Espiritualidade de Dom Bosco. No Ano do Bicentenário será estudada a Missão de Dom Bosco com os jovens. A União Dom Bosco das ex-alunas do Instituto Laura Vicuña de Uruguaiana apresentou a Identidade da Ex-Aluna. Através de um teatro muito apreciado e comentado pela plateia, contaram a História da fundação da Associação das Ex-alunas, destacando ao final o pensamento programático de Dom Rinaldi às primeiras Ex-alunas: “Viver no espírito de Dom Bosco e difundi-lo em união fraterna, com sentimentos de afetuosa gratidão às superioras”. Também foi possível refletir sobre a espiritualidade salesiana no estilo mornesino. As reflexões deixaram a certeza de que é uma graça ter sido aluna salesiana, educada nesse carisma e que a exemplo de Maria Domingas Mazzarello, podemos chegar

à santidade se, como ela, cada uma colaborar com a graça de Deus e permitir que Deus realize aquilo que Ele sonhou para cada uma desde toda a eternidade. O círculo de talentos que aconteceu à noite, no sábado, merece destaque porque relembrou a alegria cristã do Evangelho contribuindo muito para o entrosamento e união entre as ex-alunas. O grupo agradece à Irmã Ivone e Irmãs da Inspetoria que deram tratamento “1000 ESTRELAS’’, porque além de acolherem as participantes na casa, acolheram também no coração. “AMOREVOLEZZA” foi o que cada Ex-aluna sentiu naquele lugar.”Amor que abraça a alma”,que fez sentir-se em casa, amor


20- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lUruguaiana- RS

Semana da Criança l Prof. Sandra Vargas

Muita produção, criatividade e entrosamento na Semana da Criança... Foi assim que o 4º Ano B festejou, participando de atividades diversificadas, como passeios, piqueniques, jogos, tarefas em grupos,entre outras. No decorrer dessa semana, contaram com a disponibilidade e atenção de uma profissional da beleza a qual agradecemos, pois oportunizou momentos de descontração e mudanças no visual dos alunos. Acreditamos que momentos assim dão asas à imaginação dos mesmos, seja através de atividades individuais ou coletivas; eles necessitam de oportunidades para expressar de forma criativa suas expectativas, seus sonhos.

Banda D. Bosco durante caminhada cívica pelas ruas centrais de Rio Pardo

lPorto Alegre- RS

“Espiritualidade e Tecnologia” é tema de palestra Na manhã do dia 24 de outubro, as aspirantes participaram da palestra sobre “Espiritualidade e Tecnologia” que aconteceu no Centro Universitário UniLassale em Canoas e foi assessorado pelo Prof. Dr. Pe. Pedro Gilberto Gomes, SJ. O professor abordou a situação atual do processo midiático no mundo e como isso se impõe violentamente sobre o trabalho de evangelização. Apontou o existente desencanto com as formas tradicionais das Igrejas Históricas, o que leva os fiéis a buscarem outras fontes que saciem sua religiosidade. Com isso, é perceptível um

forte crescimento da evangelização através dos meios de comunicação: emissoras de TV, portais na internet. “Os cultos tradicionais perdem espaço no coração do homem contemporâneo”, diz o assessor que percebe hoje a existência de uma Igreja universal e virtual onde o “Templo é a casa das pessoas e o púlpito é o aparelho televisor”. Clarifica que a internet não é um instrumento a mais, mas que já se tornou uma ambiência, um modo de ser no mundo. A Igreja, hoje, lança-se cada vez mais à Internet, contudo simplesmente transcreve as mesmas práticas que realiza

nos templos. Gilberto Gomes levanta a grande questão existente hoje diante das atividades que antes eram realizadas na Igreja e agora já são disponíveis na Internet (confissão, preparação para Crisma, etc.): Que tipo de Espiritualidade está sendo gestada? Não se pode acreditar em uma ambiência neutra, pois a Igreja acaba assim, criando uma espiritualidade que não é de acordo com sua proposta, finaliza o professor. Foram momentos que levantaram vários questionamentos acerca de como evangelizar hoje diante do universo midiático em que vivemos.

“Sempre há flores para aqueles que querem vê-las.”

(Henri Matisse)


21- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lPorto Alegre- RS

Aspirantes participam do DNJ Em clima de muita festa, as aspirantes juntamente com Ir. Adriana Boeno participaram do DNJ, que realizou-se no dia 16 de outubro na Paróquia Nossa Senhora da Misericórdia, no bairro Restinga em POA. O evento, organizado pela Pastoral da Juventude, teve como tema “Juventude e Protagonismo Feminino” e como Adriana e Aspirantes participando lema “Jovens mulheres te- Ir. do DNJ cendo relações de vida”. Com início às 09horas da manhã, vens da PJ local que acolheu a comemoração do DNJ con- os grupos juvenis presentes. tou com a animação dos jo- Logo após, realizou-se a cele-

bração eucarística juntamente com a comunidade paroquial. No período da tarde, a juventude presente dividiuse em algumas oficinas, as quais foram: hip hop, grafite, customização, vídeo e debate sobre a temática do DNJ. Por fim, houve algumas apresentações de dança e bandas de outros grupos juvenis. A comemoração do DNJ no bairro Restinga, terminou com o show do Pe. Osmar Coppi. Foi um dia de bonita celebração e animação juntamente com a juventude que luta e vibra pela vida.

Aspirantes fazem a festa com a criançada! Durante a Semana da Alegria (26 a 30/09/2011), organizada pelo IMA-POA no Shopping Lindóia em Porto Alegre, as aspirantes participaram de duas tardes (segunda e sexta-feira) com a apresentação da peça teatral “A bruxa Salomé”. Colaboraram nas atividades preparadas pela comunidade educativa no local e apresentaram o teatro preparado no ano de 2010 a partir das aulas de teatro que fizeram com o Prof. Renan Mion. A peça já havia sido apresentada para os alunos do colégio em novembro do ano passado. Ao surgir a oportunidade de auxiliar nesta ação de divulgação da escola em um ambiente externo retomaram os ensaios e se organizaram para reapresentar. O mesmo teatro fez a alegria das crianças da Casa Fonte Colombo (obra social dos freis Capuchinhos onde algumas das meninas realizam sua atividade pastoral), nos dias 05 e 06 de outubro de 2011. A Casa realiza todos os anos a Festa da Criança para as crianças usuárias da Casa, bem como, para os fi-

Aspirantes na Casa Colombo

lhos dos usuários adultos. É uma forma de oferecer àquelas crianças um pouco de alegria e novidades às quais não elas têm acesso. As aspirantes apresentaram o teatro, depois, organizaram e rezaram com as crianças para a refeição e para a partilha do bolo da festa, cantando depois, o “Parabéns”. Encerraram a festa brincando com os pequenos, fazendo escultura em balão e organizando, jun-

tamente com demais voluntários da Casa e freis, a entrega do presente das crianças. “A alegria que se percebeu no olhar das crianças se reflete na alegria que sentiu cada uma de nós. Não há alegria proporcionada que não retorne para o coração de quem a ofereceu.”


22- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lPorto Alegre- RS

Lançamento do PEPJI no IMA

Passeio Orante com a Comunidade Paroquial A comunidade do IMAPOA, participou do primeiro “Passeio Orante”, uma iniciativa da paróquia Dom Bosco, em comemoração ao seu jubileu de ouro. Nos dias 24 de cada mês, de outubro deste ano até maio de 2012, a comunidade é convidada a fazer um passeio, uma procissão em oração, motivada pela celebração mensal de Maria Auxiliadora. No dia 24 de outubro, segunda-feira, aconteceu a primeira experiência desta ação. Iniciou-se em frente à igreja às 5h30 da manhã, com a assinatura das presenças e re-

cebimento dos “passaportes” (o cartão onde serão marcadas as participações de cada pessoa ao longo do projeto) e uma oração penitencial. Então, o povo reunido saiu em caminhada em direção à gruta de N. Sra. de Fátima que fica ao lado da paróquia vizinha, no mesmo bairro. Durante a caminhada, foi feita a meditação dos mistérios gozosos do Rosário. Chegando à gruta, Pe. Márcio Augusto Lacoski, presidiu a celebração eucarística. Celebraram juntos em torno de 30 fiéis.

Ciências na Fazenda Os alunos do 6º ano do Institutto Maria Auxiliadora de Porto Alegre estudaram no livro de Ciências da Rede Salesiana de Escolas sobre OS SOLOS e para vivenciar os conhecimentos e o uso adequado dos recursos naturais, através da Educação Ambiental, as professoras Maria Carmen Freitas e Niura Oliveira buscam atividades ecológicas oferecidas pela Fazenda da Quinta da Estância Grande. No dia 21 de outubro, os alunos passaram o dia inteiro “curtindo” atividades sem iguais, onde experimentaram lanches nutritivos e um almoço especial, visita ao minhocá-

rio com a utilização do húmus na produção de alimentos, visita à horta e nutrientes do solo, a função da composteira; além disso, fizeram a trilha dos bugios e visualização dos primatas nativos em seu habitat natural, a trilha ecológica em mata nativa com ponte suspensa e caminhada em arroio, visitação e contato com animais domésticos e exóticos, passeios a cavalo e de trator e a superação de limites e medos na tirolesa, com muita emoção e segurança total. E sem esquecer a paisagem com belíssima vista, coxilhas, matas ciliares, sol e águas cristalinas.

Aconteceu no dia 22 de outubro, no Instituto Maria Auxiliadora de Porto Alegre o lançamento do Plano de Pastoral Inspetorial com a coordenação de Ir. Adriana Miranda Boeno, coordenadora local de Pastoral. Na ocasião os educadores do IMA refletiram sobre o Projeto de Pastoral da Inspetoria, refletindo suas prioridades e estratégias. Rico também foi o momento da partilha das realidades dos educandos. No final, o grupo encaminhou propostas para a construção do Plano Local de Pastoral. Ir. Adriana ressaltou na reunião a importância do compromisso de cada Educador afim de que o Plano de Pastoral não seja mais um documentos, mas que efetivamente seja vida para a comunidade educativa.

Passeio de trator pela Fazenda


23- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lPorto Alegre- RS

Alunos do IMA visitam Bento Gonçalves

No dia 26 de outubro, os alunos dos quintos anos do Instituto Maria Auxiliadora, coordenados pelas Professoras Renata Macedo e Raquel Megiolaro, realizaram um bonito passeio pela Serra Gaúcha. O itinerário dos alunos pela Serra Gaúcha incluiu passeio de Maria Fumaça, visita às Vinícolas, almoço típico e principalmente, um mergulho na história da Colonização Italiana no Estado. Abaixo segue um pouco da História:

Crianças fazendo passeio na “Maria Fumaça”

A imigração italiana iniciou em 1875, quando cerca de 80 a 100 mil italianos foram enganados pelo governo brasileiro, com promessas falsas de terras férteis onde poderiam plantar seus alimentos e construir seus próprios castelos, a comida seria em abundância onde os rios seriam de vinho e queijos e salames dariam em árvores, teriam tudo o que desejavam. Apenas casais e seus

filhos poderiam embarcar para a América. A viagem durou aproximadamente 36 dias em um navio com condições precárias, onde não havia alimento, conforto e higiene. Os italianos que não resistiam a essas condições e a malária morriam e eram jogados ao mar (Epopéia Italiana). Ao chegarem a Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, perceberam que as propagandas eram ilusórias, pois não havia nada do prometido. Somente depois de muito sacrifício conseguiram a tão so-

nhada terra e dela os seus benefícios. Devido à dificuldade de locomoção foram criando suas colônias. Com os poucos recursos disponíveis iniciaram a construção de suas casas de pedra (Visita ao Museu de Ambiência Casa de Pedra), assim fundando a cidade de Bento Gonçalves e suas proximidades. Podemos perceber o quanto nossos antepassados sofreram para colonizar a nossa Serra Gaúcha.

Acampadentro no IMA Aconteceu na noite de 28 para 29 de outubro, no IMA de Porto Alegre, o Acampandentro das turmas de 1° ano a 6ª série. Com a coordenação da Supervisora Grace Pinto e da Coordenadora Aline Gonçalves o Acantonamento contou com visitas inesperada dos “Monstros” e caça aos doces na quadra. Essa foi uma noite agradável e feliz que reforçou os laços entre as educadoras e as crianças e pode-se vivenciar com alegria o Espírito de Família.


24- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lPartilhando

O uso do jornal como instrumento de ensino A comunidade do INSA Cambé partilha com os leitores do PV, a experiência que vem realizando em relação à utilização do Jornal em Sala de aula: l Artigo publicado na Folha de Londrina

O Instituto Nossa Senhora Auxiliadora, em Cambé, vem utilizando há dois anos o jornal para auxiliar as práticas pedagógicas. Seguindo orientações do material didático vinculado à Rede Salesiana de Ensino, esse material impresso tornou-se uma ferramenta eficiente para trabalhar os mais diversos assuntos. ‘’O jornal está sendo um apoio pedagógico importante, que complementa o que o livro didático apresenta’’, afirma a supervisora Glória Maria Garcia. ‘’A aula com o jornal é uma aula diferenciada que eles aguardam com expectativa’’, acrescenta a coordenadora Melina Tatiana dos Santos. Com os alunos do Fundamental 1, as aulas de matemática ficaram mais interessantes com a leitura e interpretação de gráficos e tabelas das páginas da seção de economia. Verificando na prática a importância de se conhecer a utilização dos números, os conceitos matemáticos deixam de ser tão abstratos e o português também é explorado na parte interpretativa dos números. ‘’Eles adoram esse trabalho e reclamam quando termina’’, comenta a professora Regiane Maldonado Sanches. Os alunos do segundo ao quinto ano do Fundamental 1 ainda têm como incentivo ao hábito de ler a ‘’Sacola de Leitura’’, em que livros e jornais são enviados toda semana para a casa dos alunos para estimular a leitura familiar. Já os alunos da 7 série, do Fundamental 2, desde o início do ano letivo estão estudando os gêneros textuais a partir da comparação dos

textos publicados em jornais e revistas. Conhecer o layout dos jornais, aprender a como produzir esses veículos de comunicação, elaborar reportagens e participar de palestra com a jornalista Célia Guerra, da Folha de Londrina, fizeram parte do trabalho coordenado pela professora de português Ludmila Camilo Maistro. ‘’Acho que o maior desafio foi mostrar para eles a importância da consciência da autenticidade dos textos; que é necessário pesquisar diversas fontes e não simplesmente utilizar o que está na internet como se fosse verdadeiro e redigido por eles’’, avalia Ludmila. Como forma de sedimentar o conhecimento adquirido no decorrer do ano, os alunos elaboraram duas revistas impressas - ‘’Look’’ e ‘’DNA’’ -, que foram editadas com o programa Word sob a orientação da professora de arte Pilar Santana. ‘’Escolhemos esse programa (Word) pelo manuseio ser mais simples, pois os alunos só estavam mais familiarizados com as ferramentas das redes sociais’’, conta Pilar. Durante várias semanas, os alunos se reuniam no laboratório de informática para montar o material que trouxe textos escritos por eles sobre temas de interesse da comunidade escolar. Bullying, entretenimento, música, dicas de maquiagem e até receitas integraram o conteúdo editorial. Orgulhosos do resultado final, os alunos tiveram a oportunidade de mostrar o que aprenderam aos pais na ‘’Noite de Autógrafos’’, realizada no dia 30 de setembro, no

Revista DNA produzida pelos alunos do INSA

colégio. Foram publicados 60 exemplares das revistas, com uma média de 20 páginas coloridas. ‘’Foi nossa primeira experiência e para o ano que vem pretendemos conseguir patrocínio para poder aumentar o número de impressão’’, pontua Ludmila. Enfocando mais a parte informativa dos textos jornalísticos, exemplares da Folha de Londrina estão servindo de base para o estudo e reflexão de assuntos da atualidade com alunos do Ensino Médio, que realizam semanalmente debates e produção de texto, voltados mais aos testes de vestibular. A turma do segundo ano ainda produziu dois telejornais em que as informações obtidas com a leitura da FOLHA serviram de fonte para a produção de textos para televisão - que são mais curtos e ritmados. Esse trabalho é coordenado pela professora de português Luciana Albieri.


25- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lPartilhando

“Nós tivemos que cuidar de todas as etapas de produção e uma das mais difíceis foi a edição. Cada programa teve 25 minutos de duração, dividos em blocos, que foram intercalados com comerciais. Nos preocupamos com a oralidade e colocamos uma certa dose de humor para sair um pouco da formalidade do texto jornalístico’’, lembram os alunos Luís Gustavo Roncon e Gabriel Dias Hiera Sampaio, ambos de 16 anos.

‘‘Gostei de aprender sobre o processo de elaboração de jornais e revistas e por causa disso passei a me interessar mais por esse tipo de leitura. Deu para perceber o trabalho que dá produzir esses meios de comunicação, que estou valorizando mais.’’ Gabriela Razente Fontes, 13 anos

“Com a pesquisa feita com o jornal passei a gostar mais desse tipo de leitura, principalmente das matérias de cinema. Foi novidade conhecer os nomes das partes do jornal e tudo isso nos ajudou muito a elaborar a revista, que foi uma conquista importante.’’ Eduardo Seide Asanuma, 13 anos

“Não tinha o costume de ler jornal, mas depois desse trabalho acabei me interessando mais. O meu grupo se esforçou para fazer as reportagens e gostei da palestra da jornalista Célia Guerra. Com esse trabalho acho que a minha escrita também melhorou.’’ Letícia Martins de Carvalho Hrescak, 13 anos.

“Já era acostumado a ler jornais e revista, mas o meu interesse aumentou depois desse trabalho que fizemos em sala de aula. Foi interessante ver como esses materiais são produzidos. Com a elaboração da revista, o texto escrito passou a ter mais sentido.’’ Pedro Henrique Berbel Barusso, 13 anos


26- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lEspecial

II Jornada Vocacional Interinspetorial: Mestre, onde moras? Vinde e Vede Salesianos e salesianas do Sul do Brasil reúnem cerca de 300 pessoas para refletir sobre seus projetos de vida. l Ir. Leandro B. Pinheiro e Ir. Marcia Koffermannn

O

Parque Dom Bosco de Itajaí/SC foi o palco da II Jornada Vocacional Interinspetorial, ocorrida nos dias 08 e 09 de outubro. Motivada pela Estreia 2011 do Reitor-Mor dos Salesianos, P. Pascual Chávez, esta Jornada teve como lema “Mestre, onde moras? Vinde e vede!” e como tema “Paixão pela Vida e pelo Senhor da Vida”. O assessor do encontro foi o P. Gildásio Mendes, da Inspetoria de Campo Grande, que tratou especialmente do amor de Deus para cada um, a partir da análise dos jardins presentes na Bíblia. Desde a chegada das delegações, o clima foi de familiaridade, alegria e entrosamento. A abertura oficial do evento foi feito pelo P. Orestes Carlinhos Fistarol e pela Ir. Maria Floriani, Inspetores do Sul do Brasil. A oração inicial foi conduzida pela presença de Rio do Sul, SDB e FMA, recordando a necessidade de a juventude deixar-se guiar por

Deus na elaboração de seu projeto de vida. Durante o dia, P. Gildásio conduziu os trabalhos, através de palestras, dinâmicas de grupo e plenárias. À noite, sob a animação dos formandos e formandas salesianos, o Padre Inspetor presidiu a missa vocacional, na Paróquia Dom Bosco de Itajaí, onde, além dos participantes, estava presente a comunidade paroquial que teve a oportunidade de refletir sobre o chamado pessoal de Deus. No domingo pela manhã, a missa foi presidida pelo assessor do encontro e animada pela presença SDB e FMA de Guarapuava, que trouxe presente os símbolos da preparação da II Jornada Vocacional. Na parte da manhã, os estudantes de teologia e Irmãs, dinamizaram cinco oficinas temáticas - Voluntariado juvenil, Santidade Salesiana, Família Salesiana, Projeto de Vida e Espiritualidade Juvenil Salesiana. Na parte da tarde, cada presença reuniu-se para duas atividades: a elaboração

de um compromisso a partir do que aprenderam na Jornada e a avaliação do evento. Por fim, a presença de Joinville coordenou a Celebração de Envio, quando P. Inspetor, rodeado dos salesianos e salesianas, abençoou todos os participantes e solenemente encerrou os trabalhos. A II Jornada Vocacional foi uma oportunidade aos jovens de mergulharem na Espiritualidade Juvenil Salesiana, em todos os momentos o confronto com a Palavra de Deus foi permitindo o despertar de questionamentos fundamentais para a compreensão da própria vocação e da presença de Deus na vida de cada jovem. Os jovens destacaram-se pela maturidade com que foram acolhendo as propostas, demonstrando que a Jornada não foi apenas um grande evento, mas o resultado de um processo de acompanhamento que vem acontecendo em todas as presenças salesianas e muito contribuiu para a consolidação de uma cultura vocacional.


27- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lEspecial

‘Durante estes dois dias em Itajaí, o que me chamou muito a atenção foi a alegria e a união entre os jovens. Gostei muito dos momentos de encontro com Deus e da oportunidade que tivemos de viajar pelos jardins da vida. Foram momentos de muita reflexão para mim. Fiz muitas amizades novas e revi amigos que fiz em outros encontros. Me diverti muito com a alegria de todos os jovens. Todos animados e dispostos a participar de tudo o que era proposto. Devia acontecer mais vezes. Foi D+.” Fernanda Meurer- 16 anos- IMA- Rio do Sul -SC “Entusiasmo, presença participativa e momento de reforçar e repensar as motivações da caminhada. Estes foram os aspectos que marcaram fortemente minha experiência na II Jornada Vocacional em Itajaí. A juventude animada que lá se encontrava foi presença propulsora de uma renovação de espírito no meu processo de discernimento. Senti a certeza de uma geração jovem que constantemente busca o Senhor (Mestre, onde moras?) e que aceitou o convite amoroso do Vinde e Vede! Minha opção pela juventude ressoou muito forte ao olhar para aqueles mais de trezentos corações juvenis em festa e em busca de um sentido maior na suas vidas. Eu pensei comigo “Quero estar sempre no meio deles!”. Animação, reflexão, testemunho e oração compuseram o cenário da jornada vocacional que assim como foi para mim, espero que tenha despertado em muitos corações o desejo de responder inteira e amorosamente ao irresistível convite do Mestre que é o Senhor da Vida” Isabelle Scheid- Aspirante a FMA


28- Páginas Vivas

Ano 44 n.298

lAniversariantes

Aniversariantes de Novembro: 02. Ir. Vergínia Piccinini 12. Ir. Laura Mondini 14. Ir. Marivone Mai 15. Ir. Nara Lúcia Tisatto 16. Ir. Iraci Natalio 18. Ir. Ezir Maria Silva 20. Ir. Zenira Ostrowski 23. Ir. Paulina Castilho 25. Ir. Nilcéia Fabris

s! n é b ra ades a P cid i l Fe

PÁGINAS VIVAS Informativo mensal da Inspetoria N. S. Aparecida – BPA Ano 44 – N. 298 – outbro 2011 ........................................................... Inspetora: Ir. Maria Floriani Coordenação: Ir. Marcia Koffermann Colaboração:Ir. Ercilde Moratelli, Ir. Cristina Schorck, Ir. Adrielle Druciak, Hugo Braga Fialho, Ir. Rosalina Lemos, Luciane Rocha Carvalho, Sabrina Sherer, Ir. LúciaTironi, Ir. Maria Floriani, ........................................................... Inspetoria N. S. Aparecida Rua Gonçalo de Carvalho, 390 Bairro Floresta 90.035 – 170 Porto Alegre – RS Fone: (51) 3311 4090 secretaria@salesianasbpa.com.br

Dá-nos a benção, oh mãe querida, Nossa Senhora Aparecida


Páginas Vivas