Issuu on Google+

Informa

A Semente esta Plantada Crianças Curtindo e Aprendendo na Prática

REFERÊNCIA INTEGRAÇÃO

SUSTENTABILIDADE

Instituto CRIS Referência Integração e Sustentabilidade Índice Ecofeira da Granja Viana AUescambAU Gaia Education Encontro Bianual Gaia Brasilandia Econômico Transition Town Mão na Massa Agenda - Pé no Chão Rede

Informativo da Primavera Setembro 2011

Referência Integração Sustentabilidade

O Instituto CRIS Centro de Referência e Integração para a Sustentabilidade é uma organização governamental sem fins lucrativos que tem por objetivo criar, desenvolver, promover, organizar e sistematizar a inovação para a Sustentabilidade em áreas urbanas. O trabalho da organização é de pesquisar, disseminar e desenvolver técnicas de design para a sustentabilidade integrada, e que possam trazer para a sociedade soluções para um mundo mais resiliente, com qualidade de vida e feliz.

2 3 4 5 6 7 8 9

Integrar as relações humanas com a natureza de forma sistêmica e cada vez menos impactante entre si, é uma tarefa que o CRIS leva muito a sério. Para tanto, vem realizando programas, projetos e parcerias com diversas entidades nacionais e internacionais buscando disseminar e fomentar uma transição de um modo de vida insustentável para uma forma de viver menos impactante e mais duradoura, no Brasil e no mundo.


Mão na Massa também é acordar cedo no domingão e ir a EcoFeira,

Ecofeira da Granja Viana e AUescambAU Mais Diversidade = Mais Resiliência Local Em sua oitava edição a EcoFeira da Granja vai ganhando qualidade e quantidade, mais produtos, mais fornecedores, mais frequentadores e melhor organização. Ainda é pequena, é verdade, e muito ainda pode ser feito, mas, é um passo importante para Sustentabilidade Local. Mais Resiliência Local é um dos objetivos principais do Movimento

8 Oitava EcoFeira da Granja Viana - Agosto

2011

Transition Town, que iniciou na Granja Viana a pouco mais de dois ano. Hoje o Transition Granja Viana tem vários projetos em andamento e EcoFeira e AUescambAU são dois deles dentre outros como do meu Lixo cuido eu e Voto onde moro. A Ecofeira também faz parte de outro Objetivo, talvez o topo da lista dos objetivos das mais de 1000 cidades em transição espalhadas pelo mundo, que é Segurança Alimentar.

Edição de 1 ano Vamos Comemorar Juntos! EcoFeira : Domingo Dia 4 de Setembro das 9 as 14 na Escola da Granja Viana - EGV R. José ƒélix de Oliveira, 1271 Próximas: 06/11 04/12 Trazer 4 objetos para trocar Estacionamento Gratuito

www.ecofeira.blogspot.com


AUAU Trocando Tudo Dani e Teresa do Transition Granja Viana

Resiliência um dos 7 princípios Resiliência é a capacidade que a comunidade tem em se recuperar após qualquer evento que abale sua estrutura. Aumentar esta capacidade é um princípio do movimento “Cidades em Transição”. transitionbrasil.ning.com

Feira de Trocas AUescambAU Junto com a Ecofeira sempre acontece a feira de Trocas; uma oportunidade de trocar o que você não usa mais por algo útil. http://youtu.be/na6tciwCU8o

Encontrar pessoas desenvolver, “ComUnidade”, conviver, ViverCom, promover saúde, um evento que aumenta o FIB (Felicidade Interna Bruta) www.felicidadeinternabruta.org.br.

Movimente-se !!! Experimente.

Desenvolver uma Economia local e Solidária deve estar na agenda de tod@s que de alguma forma pretendem desenvolver comunidades Fortes. Viver em uma Economia que respeite os limites do Planeta é um dos maiores desafios dos nossos tempos. http://issuu.com/ gaia.education.library/docs/ gaian_economics

Apoio: Instituto CRIS Sustentabilidade www.cris.org.br

Diversidade Aumentando = ++ Resiliencia Local ++ Feugiat rhoncus, accumsan id, nisl. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Pellentesque nunc tellus, iaculis quis, volutpat eget, bibendum ac, lectus. Vivamus est ipsu vehicula nec.


Foto do encontro, com todos os Geeses

Gaia Education Dinamarca 2011 Primeiro Dia O lindo dia de verão Europeu deu as boas vindas aos participantes do Encontro do GEESE 2011. Abrindo o encontro, May East fez uma explanação sobre o movimento Gaia Education no mundo, apresentando todas as novidades, inclusive a versão 5.1 da grade curricular gaiana. Segundo Dia Formação de grupos de trabalhos sobre: Certificações, Comunicação e Desenvolvimento de Produtos. Depois todos puderam compartilhar opiniões e considerações, contribuindo ainda mais para formação de estratégias. Terceiro Dia Consolidação dos progressos sobre todos os grupos de trabalho, estabelecendo novas estratégias e desenhando medidas concretas. E também, novos grupos de trabalho surgiram para projetos chaves, criando muitas expectativas para o futuro. Quarto Dia Aplaudida e ovacionada por todos, May East foi reeleita por unanimidade por mais 3 anos de gestão.

Gaia Para Transição Brasilandia - São Paulo

Encontro Bi-anual dos Geese na Dinamarca Envolvido por muitas boas energias de cumplicidade, o Encontro bianual dos GEESE reuniu na Dinamarca, no Rancho dos Jackson, pessoas do mundo inteiro relacionado ao Gaia Education; o Brasil foi representado por Marcelo Todescan, do Instituto CRIS- Centro de Referencia de Integração em Sustentabilidade, representando o Gaia Brasilandia e Projeto Mão na Massa, Franco Welang, do Gaia Village, e Potira Preiss membro do Board e representante da rede Brasileira. Para começar, May East apresentou um relatório completo sobre as novidades do Gaia, incluindo as noticias sobre os grupos de certificação, os cursos de pós-graduação e mestrado e feedback sobre comunicações “Hildur” . O destaque se deu com a apresentação da nova versão 5.1 do programa curricular Gaia, que, ainda em formato de rascunho, promete ser um excelente recurso para os educadores e estudante entusiastas da vida sustentável. Sob o título de “Programas GEDs”, grupos de trabalhos foram formados para elaborar estratégias de comunicação e desenvolvimento de produtos segundo as decisões do conselho. Este momento foi seguido por um espaço aberto para discussão entre todos os participantes, proporcionando a oportunidade de todos colaborarem com tema em questão. Além disso, foram apresentados estudos de caso e muitas outras histórias sobre Gaia Education ao redor do mundo, mostrando como o Gaia está fazendo a real diferença em comunidades marginalizadas, assim como em zonas de calamidade e conflitos naturais. Após compartilhar muitas experiências e informações, também houve o momento de consolidar os progressos sobre todos os grupos de trabalho: Certificações, Comunicação, Desenvolvimento de Produto e “GEDS”.  Foram estabelecidas novas estratégias, desenhando medidas concretas sobre tais temas. E também, novos grupos de trabalho surgiram para projetos-chaves, criando muitas expectativas para o futuro. De acordo com lema gaiano “somos a mudança que queremos ver no mundo”, os GEESE também concordaram em reduzir o impacto de carbono do Encontro e doaram  2 projetos focados na redução de carbono. Ainda mais sustentável, foi acordado em fortalecer o movimento Gaia na website, utilizando de ferramentas como skype, facebook e “ning”. Ao final do encontro GEESE 2011, aplaudida e ovacionada por todos, May East foi reeleita por unanimidade por mais 3 anos de gestão. geese-gaiaeducation.ning.com

Gaia Education Brasilandia O Programa Gaia para Transição é o primeiro do mundo a ser fornecido para uma comunidade de baixa renda participante do Programa Cidades em Transição (Mobilização criada na Inglaterra para o desenvolvimento sustentável , baseado em ações para conter o Aquecimento Global, Degradação Ambiental e Social, e Pico do Petróleo). Trata-se de um curso presente em cerca de 20 países, que inventiva os participantes a desenharem sua atuação no mundo para gerar processos sustentáveis. Oferece um espaço de convivência de transição em quatro âmbitos da experiência humana: social, econômico, ecológico e visão de mundo. Além dos estudos conceituais e práticos, os participantes trabalharão sobre seus próprios projetos pessoais e/ou comunitários. Com 140 horas de capacitação, o curso esta acontecendo no Centro Educacional Unificado (CEU) Jardim Paulistano, até 30 de novembro. Terá a participação de professores de renome internacional, como May East (diretora do Gaia Education), José Pacheco (criador da Escola da Ponte, de Portugal), Dominc Barter (comunicação não violenta), Jefferson Costa (Economia), Isabela Menezes (Transition Brasil), Kellen Ribas (Ciclabrasil), entre outros. O curso é financiado pelo Gaia Education, UMAPAZ,  Oficina da Sustentabilidade e  Instituto CRIS.


PRESENÇA

DIVERSIDADE

RESPEITO

QUALIDADE

GAIA

AMOR

Make it Visible

Reencontrar os amigos, fazer

Essa é a Missão do grupo de Comunicação e de Todos os Geese. Tornar o Gaia Education mais visível para o mundo, Virtual e Real.

novas amizades e parcerias

Como você pode ajudar : 1. Publicando seu Estudo de Caso, Trabalho, Experiência, na rede e postando no Facebook o link 2. “ Curtindo” as publicações no Facebook 3. “ Compartilhando “ as publicações no Facebook 4. Comentando os Posts no faceBook e nos Blogs do ning 5. Participando dos Fórum de Discussão na rede 6. Fazendo amigos e Tecendo Relações na Rede ( O Ning é só uma Ferramenta, a Rede somos Nós, ou melhor as relações entre nós) 7. Gerando Conteúdo, publicando nos Blogs, Facebook, fazendo vídeos, Youtub 8. Cooperando, Trocando Ideias na Rede (Usando a Ferramenta para aumentar a Inteligência Coletiva, quando mais “snapces”, cooperação e diversidade mais inteligência.) 9. “Linkando” com outras Redes, Instituições e Pessoas (Não estamos sozinhos, Ampliar a Comunidade, Incluir, Tecer Relações, Todos somos necessários) Site Rede Facebook Youtub

: : : :

http://www.gaiaeducation.org http://geese-gaiaeducation.ning.com http://www.facebook.com/GaiaEducation http://www.youtube.com/user/gaiaeducation

May East selecionada como um dos Sustain Ability Showcase's top 100 leaders!

Confira: www.unitar.org

Strategy Execution Summit Aconteceu em São Paulo, entre os dias 17 e 19 de agosto, o evento Strategy Execution Summit. O evento promove a interação entre organizações de diversos segmentos para refletir e descobrir: o que faz uma estratégia ser vencedora e realmente executável; por quais caminhos a inovação de negócios pode garantir à organização um espaço diferenciado e sólido no mercado; como a inclusão de stakeholders pode acelerar e promover o crescimento do negócio e, acima de tudo, como é possível crescer de forma sustentável. Em sua 8ª edição, o Strategy Execution Summit, promovido pela Symnetics em parceria com a Infinity Conferences & Exhibitions, foi uma oportunidade ímpar para aprender, refletir e trocar experiências sobre os assuntos que diretamente impactam na qualidade e efetividade das decisões corporativas.

Gaia Education Econômico na Brasilandia No dia 20 de agosto começou o modulo econômico do curso Gaia- education brasilandia. Jefferson Costa, educador e terapeuta social, explanou sobre crise e oportunidade, de maneira simples e envolvente, ele desmitificou a Economia, falando sobre consumo consciente, lógica da economia e sincronicidade. No dia 21-domingo- Kellen Ribas falou sobre valorização da economia local. Seguindo a programação, Isabela Menezes falou sobre Feira de Trocas e foi realizado uma feira de trocas entre os alunos do Gaia; cada um levou alguns pertences pessoais, e depois, de acordo com o interesse de cada um as trocas foram realizadas, foi muito divertido! Nos próximos finais de semana continua a programação do curso abordando temas como: Negócios Sociais, Banco comunitário e moeda local, Economia Solidária e Vida comunitária


Transition Brasil em Liverpool http://transitionbrasil.ning.com/

www.cris.org.br

Monica Picavea,

Rob Hopkins,

Isabela Menezes e

May East

5ª Conferencia Internacional, contou mais uma vez com a participação do Brasil. Aconteceu em Liverpool, Inglaterra a 5ª Conferencia Internacional Transition Towns, o movimento das Transition Towns, ou, Cidades em Transição, foi criado pelo inglês Rob Hopkins com o objetivo de transformar as cidades em modelos sustentáveis, menos dependentes do petróleo, mais integradas à natureza e mais resistentes a crises externas, tanto econômicas como ecológicas. A conferência foi organizada pelo equipe do Transition Network. Em três dias de encontro foram promovidos diversos workshops, dinâmicas e apresentações com a participação de todos os representantes das cidades em transição do mundo inteiro, sendo o Brasil o país mais ao sul do planeta presente na conferência. Ao terceiro dia de evento, May East explanou sobre panorama geral do Transitions Town no Brasil, explicando sobre a rede nacional e zonas de influência, anunciando a marca de 1000 membros participantes da rede brasileira. Além disso, Isabela Menezes apresentou as experiências do “Transition Granja Viana”, e Monica Picavea apresentou o “Transition Brasilândia”, que são apoiados pelo Instituto CRIS - Referencia Integração Sustentabilidade &

Transition Brasil e da Oficina da Sustentabilidade. De modo geral, todos ficaram bastante impressionados com as experiências compartilhadas sobre o processo de transição brasileira, considerado o destaque da conferência segundo os organizadores do evento. veja tudo sobre a conferência: http://transitionnetwork.org/blogs/ conference-2011

Somos o Hub Oficial Entre as muitas experiências e conhecimentos conquistados nessa conferência, o mais importante delas foi o reconhecimento do Transition Towns- Brasil como um Hub oficial. O Hub Brasileiro é a conexão de todas as cidades em transição do Brasil cadastrados no site : http://transitionbrasil.ning.com/, e agora o Hub Brasil no Transition Town Network. http://www.transitionnetwork.org/search/node/ hub%20brasil

Transition Manaus No dia 9 de agosto, em parceria com Green Hera, foi realizada a palestra sobre Transition Town pelo Permacultor e BioConstrutor Neimar Marcus. E No dia 24 a primeira reunião do Grupo Transition Manaus. Em breve faremos o Treinamento Oficial.

Nossa Issa Direto de Liverpool Este ano, na sua 5ª Conferencia Internacional, contou mais uma vez com a participação do Brasil, representado por May East da Rede Nacional, Monica Picavea da rede nacional e do Transition Brasilandia e Isabela Menezes articuladora da rede nacional e do Transition Granja Viana. Aprenda com o Transition como uma conferência pode ser divertida através do relato da Issa abaixo!! Saiba mais sobre o Encontro : Click aqui para ver Relato Issa


Zumm

MarCelo Todescan

Monica Picavea

Isabela Menezes

Sue esta Camisa Não Basta Vestir tem que Suar !!!

Mão na Massa Brasilandia O movimento Mão na Massa surgiu há alguns anos quando, em um curso de Ecovilas em Nazaré, os participantes resolveram colocar a Mão na Massa, bioconstruindo a Casa da Creuza. A partir disso, foram realizadas diversas oficinas com o Monge Enjô, especialista em construções ecológicas, organizadas pelo grupo Ecovila São Paulo. Além da bioconstrução, foram explorados temas como a Permacultura, Economia Solidária e toda transversalidade dos temas de Visão do Mundo. Durante estes anos, passaram pelo Mão na Massa diversos Mestres do mundo todo, como: Michael Shaw, May East, Creag Gibson, Enjô, Kaka Werá, Peat Web, Cristina Belfort, Zumm Bamboo, Frank Siciliano, Creusa Gomes, Monica Picavea, Gui Castanha, Valmir OIA, Marcelo Todescan e Muitos outros colaboradores e equipes. E agora em 2011 a ideia ressurge dinamizada com duas outras partes agregadas ao processo, Cabeça nas Estrelas, a dimensão da Co-Criação do Design e das infinitas possibilidades, e a dimensão Pé no chão onde o Mão na Massa cria sua raiz que sustenta o processo através dos anos. Após o processo “Cabeça nas Estrelas”, onde foi idealizado o primeiro curso Gaia Education do mundo em uma comunidade de baixíssima renda, o estágio prático do curso, ou seja a “Mão na Massa”, foi a bioconstrução de uma Geodésica, com a participação da comunidade local, incluindo as crianças, e outras pessoas interessadas. O Estágio foi realizado pelo Instituto CRIS, UMAPAZ, apoiado pela ANAB Brasil, Oficina da Sustentabilidade e Todescan Siciliano Arquitetura e focalizado por Marcos http://maonamassa-cris.blogspot.com/

Ninguem, Zumm Bamboo, Isabela Menezes, Monica Picavea e Marcelo Todescan. Para completar o processo, e realizar a dimensão “Pé no chão”, o Instituto CRIS irá promover um curso de capacitação para sustentabilidade prática aos professores, conectando o conhecimento e as experiências dos professores e as do CRIS; e assim elaborar atividades práticas e teóricas com diferentes abordagens para cada faixa-etária de alunos. O objetivo é fazer com que os professores levem seus alunos na Geodésica e façam deste espaço uma extensão da sala de aula.

Peça a Sua : R$ 35,00 -  cris.sustentabilidade@gmail.com Toda Renda destinada ao Projeto

A Semente Esta Plantada ! O EDE - Modulo Ecológico na Brasilandia esta indo muito bem, o Mao na Massa esta cumprindo seu papel. A Comunidade realmente esta gostando do Projeto, que tem recebido visita de Autoridades, estudantes de diversas escolas. As crianças ficam muito interessadas, e querem participar. A Semente esta Plantada ! Junto com o Piloto em Heliopolis Semeando Gaia e o Projeto Pé no Chão que começa na Brasilandia em Setembro no CEU Paulistano.

Marcos Ninguem e as Crianças na Brasilandia

Click aqui Para Ver o video: http://youtu.be/NleCYZtqQCc

Jeff e Adriana Semeando Gaia Heliopolis


Agenda AGENDA SUJEITA A MUDANÇAS

Setembro

Outubro

Novembro

4

2

6

EcoFeira + AUescambAU na Granja Viana

EcoFeira + AUescambAU na Granja Viana

EcoFeira + AUescambAU na Granja Viana

15

14,15 e 16

26

Palestra sobre o movimento Transition Towns na III Semana de Gesta Ambiental na Escola de Artes, ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo

Treinamento Transition Town - Hub São Paulo Info

Treinamento Oficial Transition Towns Guarulhos

6 Transition Brasilandia

Um Dia de Visita na Geodésica. Pé no Chão começa no CEU Paulistano A cúpula de geodésica consiste em barras de qualquer material, como bambu e canos de PVC, composta de uma rede de triângulos que da forma a uma superfície aproximadamente esférica. A sua resistência deve-se ao formato esférico, e aos triângulos que compõe sua estrutura. Qualquer força aplicada no domo se distribui igualmente até sua base. No caso da geodésica construída na praça do CEU Jardim Paulistano-brasilandia a estrutura de bambu foi revestida por telas de plástico e ferro , que por sua vez sustentou um revestimento composto por barro, areia e cimento. Essa geodésica foi construída por mãos voluntárias do pessoal do ”Mão na massa” e Curso GAIA-Education (esta acontecendo no CEU aos fins de semana), e financiado pelo Instituto CRIS, UMAPAZ, apoiado pela ANAB Brasil, Oficina da Sustentabilidade e Todescan Siciliano Arquitetura e focalizado por Marcos Ninguem, Zumm Bamboo, Isabela Menezes, Monica Picavea e Marcelo Todescan. Após o processo “mão da massa”: a construção da geodésica, acontece a dimensão “pé no chão”, onde o Mão na Massa cria sua raiz que sustenta o processo através dos anos. Para tal, o Instituto CRIS irá promover um curso de capacitação para sustentabilidade prática aos professores, e assim elaborar atividades práticas e teóricas com diferentes abordagens para cada faixaetária de alunos.

30Encerramento Gaia Brasilandia

Para começar o processo “Pé no chão”, no dia 26 de agosto as portas da Geodésica foram abertas para os alunos do CEU Jd. Paulistano. Foram diversas turmas de diversas idades, desde pequeninos do CEI (0 a 4 anos), e também os maiorzinhos do EMEI (5 a 6 anos), até os alunos do EMEF (6 a 14 anos). Todos eles foram recebidos pela responsável do GAIA-Brasilandia Monica Picavea, e alguns alunos do GAIA como Thamires Ribeiro, Gilberto Cesar e Carolina Araujo. Além da apresentação e explicação da Geodésica, os alunos puderam conhecer uma mini cisterna para armazenar água da chuva, e também esquema de forno solar; os alunos ficaram impressionados ao saber da experiência de aquecer água com aquecedor feito de tetra pak para fazer café durante o curso GAIA. Independente da idade, a curiosidade para saber o que havia dentro da geodésica era geral, alguns diziam que poderiam morar lá, outros já achavam muito rústico para a vida moderna. Também foi feito rodas de histórias para os pequenos e espaço aberto para as crianças falarem suas opiniões e duvidas. Outras pessoas que passavam por perto também aproveitaram para conhecer a geodésica, tiraram fotos e falaram que iam chamar familiares para conhecer pessoalmente, parece que a Geodésica esta surgindo como um novo ponto turístico da brasilandia, que esse seja o marco de divulgação da transição sustentável que esta acontecendo por lá. Info: Pé no Chão

Carolina Ribeiro e as Crianças na visita a Geodésica.


Faça parte dessa Rede

crissustentabilidade.ning.com Energia, Sociedade, Produtos e Serviços, Comunicação, Arquitetura e Urbanismo, Educação, Ecologia, Certificação, Água, Construções Sustentáveis

A REDE CRIS é uma rede, formada por pessoas, profissionais  e empresas. Referência em Sustentabilidade, dispõe em sua rede, referências nacionais e internacionais em cada setor:

Tem como missão, integrar as diversas técnicas, disciplinas gerando ações concretas, dentro de uma perspectiva de um mundo em Transição para uma Sociedade com estilo de vida  com qualidade e sustentável.

Informa

Rede CRIS Referência Integração Sustentabilidade

REFERÊNCIA INTEGRAÇÃO SUSTENTABILIDADE

Todescan Siciliano Arquitetura

DUCA Acessibilidade

Oficina da Sustentabilidade

Biomatrix Water Aktuel

Factor 4 Planetária Comunicações

UMAPAZ OIA Gaia Education

Zumm Marcos Ninguem Torres Issa Menezes Ulli Zens Jefferson Costa Diogo Alvin Gui Castanha Edson Urbano Zaida Amaral

GLOBAL ECOLOGIA ARQUITETURA LER >>

www.cris.org.br


Informativo Inst. CRIS Sustentabilidade Set. 2011