Page 1

Ano XII, Número 45

Janeiro/2013

HRA Comemora o Dia Internacional do Voluntariado

N

o dia 5 de dezembro foi comemorado o dia Internacional do Vo l u n t a r i a d o e o Hospital Regional de Assis, através do Núcleo de Atendimento ao Cliente, fez uma bela exposição dos projetos que contam com a participação do Vo l u n t a r i a d o n o hospital por meio de painéis de fotos. Pág. 4

RETROSPECTIVA COLEGIADOS 2012

Estamos no início de mais um ano e temos como hábito voltar a olhar, de uma forma mais global, os acontecimentos do ano que passou. No HRA, demos mais um passo em direção à gestão participativa. Pág. 8

Mensagem de ano novo

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar

Pág. 6

Pág. 2

Hemonúcleo do HRA comemora o Dia do Doador de Sangue Pág. 3

Empresa de Manutenção do HRA realiza reciclagem de curso

Pág. 3

Quem sou eu? Veja a resposta. Pág. 8

Pág. 7


2

FELIZ 2013

Nas ruas percebe-se o agito das pessoas que, mesmo apressadas olham de relance as vitrines, um par de sapatos novos, talvez uma roupa para elas mesmas ou para alguém especial. Os sorrisos estão mais soltos, os pensamentos mais leves. Não há como nessa época deixarmos de pensar nas nossas vidas, nas nossas realizações, nos sonhos conquistados e naqueles que ainda não alcançamos.

Pensamentos nos remetem às nossas atitudes e fazemos o balanço daquilo que fizemos por nós ou pelos outros. Quantas vezes nos sentimos meio de um árido deserto e encontramos o frescor de uma sombra, um cálice de água, no oásis de alguém que nos recebe com brilhos nos olhos ou simplesmente um sorriso. Isso nos acolhe e aquece nossas almas. Aí vem a lembrança que trabalhamos em meio o escaldante deserto do sofrimento humano. Será que fomos um oásis para alguém? Será que aplacamos a sede de alguém? Será que

conseguimos dar o frescor de uma sombra a algum viajante cansado? 2012 foi um ano de muita luta, algumas dificuldades porém, muitas conquistas o que só foi possível, graças àqueles que compõem essa grande família, o Hospital Regional de Assis. Que tenhamos em 2013 um ano repleto de PA Z , H A R M O N I A , REALIZAÇÕES, VIDA E SAÚDE,pois afinal é essa anossa missão. Que possamos, juntos, concretizar todos nossos sonhos e tornar o Hospital Regional de Assis cada vez melhor! A Direção

INFORMATIVO HRA É uma publicação do Hospital Regional de Assis Diretor Técnico de Departamento de Saúde: Dra. Elizabete Alves Salgado Executivo Público: Cláudio Rodrigues Fotos: Marcelo Silveira Núcleo de Atendimento ao Cliente Diagramação: Marcelo Silveira

Reportagens: Marcelo Silveira Cláudio Rodrigues Ana Laura R. Araújo de Castro - CEEP Evandra Aparecida Vendramin - NAC Augusta Maria Tonello - SCIH Márcio - Alltech

Hospital Regional de Assis Praça Symphronio Alves dos Santos, s/n - Centro Cep: 19814-015 - Assis SP Fone: (18) 3302-6000 E-Mail: hospitalregionalassis@gmail.com Tiragem - 800 Exemplares - Distribuição gratuita

E

ste foi um ano de alegrias, tristezas, realizações. Mas o mais importante é refletir sobre os acontecimentos, a jornada do dia-a-dia e, concluir ao final, que tivemos um saldo de crescimento e aprendizado. Agradecemos a todos funcionários por um ano de trabalho, cooperação, confiança e dedicação. Desejamos que este Ano Novo seja o início da construção de um caminho de amor, alegria e de esperança. Feliz 2013!


3 Hemonúcleo do HRA comemora o Dia do Doador de Sangue

Bolo em comemoração a Semana do Doador

Doador de sangue na abertura da Semana de Doação

Dia 25 de novembro é comemorado o Dia nacional do Doador Voluntário de Sangue. Com intuito de homenagear os doadores de repetição, para estimular a participação de mais voluntários, e divulgar a importância do ato de doar sangue, demonstrando a população os benefícios deste ato tão nobre que leva esperança de vida a quem necessita, o Banco de Sangue de Assis promoveu a Semana do Doador, que teve início no dia 19 de novembro e ofereceu um café da manhã especial, inclusive com bolo comemorativo, doado por voluntários. A Semana foi encerrada no sábado dia 25, com a participação do Rotary Club deAssis e Cândido Mota.

Seja você também um doador de sangue e ajude salvar vidas! •Não se contrai doença doando sangue. Todo material utilizado é descartável e estéril. •Os técnicos que realizam a coleta são treinados para utilizarem técnicas que garantem segurança e conforto na doação. •Existe assistência médica especializada durante e após todo o processo de doação. • Doar sangue não engrossa ou afina o sangue • Não engorda e não emagrece Todos os doadores de sangue nosso muito obrigado em nome dos pacientes do HRA e de toda equipe do Banco de Sangue.

Empresa de Manutenção do HRA realiza reciclagem de curso Os funcionários da ALLTECH, empresa terceirizada que presta serviços de manutenção nas dependências do Hospital Regional de Assis, realizaram no dia 25 de outubro, no auditório do HRA, uma reciclagem do curso NR-10, que é uma Norma Regulamentadora que estabelece os requisitos e condições mínimas que tem por objetivo a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, de forma a garantir a segurança e saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade. O curso foi ministrado pelo Engenheiro Eletricista Sr. João Luz dos Santos.

Engº João - ministrando curso

Funcionários da ALLTECH


4 Núcleo de Atendimento ao Cliente - HRA homenageia voluntários com Exposição! O5 de Dezembro de 2012 Dia Internacional do Voluntariado Para você que age com o coração, a nossa homenagem... Parabéns pela transformação que promove o ano inteiro!

No dia 5 de dezembro foi comemorado o dia Internacional do Voluntariado e o Hospital Regional de Assis, através do Núcleo de Atendimento ao Cliente, fez uma bela exposição dos projetos que contam com a participação do Voluntariado no hospital por meio de painéis de fotos. Os projetos visam a promoção da humanização h o s p i t a l a r, v a l o r i z a n d o o acolhimento dos pacientes, familiares e acompanhantes dos 25 municípios atendidos pelo hospital. O Voluntariado do Hospital Regional de Assis, coordenado pelo Núcleo de Atendimento ao Cliente, dedica-se a desenvolver projetos de solidariedade para com os pacientes e familiares que são atendidos em nossa instituição hospitalar. Nesta atitude de amor e comprometimento para com o próximo, os voluntários promovem o acolhimento aos usuários do hospital, através dos Projetos: Voluntário Acolhedor do Lanche, Voluntário Acolhedor da Internação e Voluntário Acolhedor do Ambulatório e Métodos Gráficos, Voluntário Doutores do Bem, Voluntário na Contação de H i s t ó r i a s e Vo l u n t á r i a

Exposição fotográfica dos trabalhos voluntários do HRA

Acompanhante do Parto. Também contribui nestas ações de acolhimento, a Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis, que desenvolve seu projeto junto à Unidade de Oncologia do Hospital Regional deAssis. A dedicação com que esses voluntários se envolvem em suas atividades tem sido constantemente reconhecida através dos elogios que os usuários expressam a estas pessoas, sempre com muita gratidão e carinho. Vestindo seus jalecos “Posso Ajudar”, os voluntários oferecem palavras de conforto, promovem a acolhida dos

Voluntários em atuação

pacientes e familiares, e acompanham suas histórias pelo hospital. O bom humor, a gentileza, a atenção e a generosidade compõem o dia a dia destas pessoas que tão simplesmente tornam grandes suas atitudes... 5 de dezembro, data em que se comemora o Dia Internacional do Voluntariado, o Hospital Regional de Assis, através do Núcleo de Atendimento ao Cliente, vêm expressar sua admiração e agradecimentos a todos aqueles que colaboram de jeito tão comprometido e carinhoso para com nossos pacientes e familiares.


5 PROJETOS DOS VOLUNTARIADOS DO HRA COORDENAÇÃO NÚCLEO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE

Área de atuação: Ambulatório Este Projeto destina-se ao acolhimento de pacientes ambulatoriais e acompanhantes que procuram o Hospital Regional de Assis para agendamento e realização de consultas. Os voluntários participam do Projeto orientando a população atendida através de informações e encaminhamentos para os serviços procurados. Horário de atendimento dos Voluntários: segunda a quinta- feira, no período da manhã.

Área de atuação: Ambulatório da Oncologia Clínica e Cirúrgica Os voluntários que integram este Projeto fazem parte da Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis, AVCCA, e em suas atividades acolhem e orientam os pacientes e familiares que passarão por consultas, exames ou internação. Além disso, também oferecem diariamente pelas manhãs na Clínica Oncológica o Café Solidário que promove a integração entre todos. Horário de atendimento dos Voluntários: Segunda a sexta- feira, no período da manhã.

Área de atuação: Núcleo de Admissão Os voluntários que participam deste Projeto promovem o acolhimento dos pacientes e familiares no momento da internação, orientando e encaminhando-os para as unidades assistenciais. Além disso, juntamente com um profissional de saúde, podem acompanhar o paciente e acompanhante até o leito auxiliando na familiarização da rotina hospitalar. Horário de atendimento dos Voluntários: segunda a quinta-feira, no período da manhã.

Área de atuação: Clínicas Médica,Cirúrgica e Pediatria. Este projeto ocorre em parceria com a UNESP-Assis, sendo as voluntárias alunas e professoras do curso de Psicologia, e é desenvolvido junto a pacientes e acompanhantes nos leitos de internação. Através da arte de contar histórias, as voluntárias promovem o entretenimento lúdico terapêutico, visando amenizar as dificuldades trazidas pela hospitalização. Horário de atendimento dos Voluntários: terça a sexta-feira no período da tarde.

Área de atuação: Núcleo de Diagnóstico e Métodos Gráficos Os voluntários que integram este Projeto participam do acolhimento aos pacientes e acompanhantes dos municípios atendidos, disponibilizando informações, orientando, encaminhando ou acompanhando-os aos serviços responsáveis pela requisição e realização de exames gráficos. Horário de atendimento dos Voluntários: segunda e quinta-feira, nos períodos da manhã e tarde.

Área de atuação: Ambulatório Os voluntários que participam deste Projeto promovem o acolhimento dos pacientes ambulatoriais e de seus acompanhantes oferecendo-lhes lanches todas as manhãs, atendendo a uma demanda de usuários provenientes dos municípios que são atendidos para realização de consultas e exames no Hospital Regional de Assis. Horário de atendimento dos Voluntários: Segunda a sexta-feira, no período da manhã.

Área de atuação: Clínica Obstétrica As voluntárias que participam deste Projeto promovem o acolhimento das pacientes internadas, oferecendo apoio e acompanhando-as durante a internação. Este Projeto também incentiva a amamentação materna através de orientações visando esclarecer a importância para a saúde dos bebês. Horário de atendimento dos Voluntários: segunda a sexta-feira, nos períodos da manhã e da tarde.

Área de atuação: Clínicas Médica,Cirúrgica, de Especialidades Obstétrica, e Pediatria Os voluntários que participam deste Projeto interagem com pacientes internados, acompanhantes e profissionais de saúde do hospital promovendo o humor e o entretenimento. Estes voluntários usam a arte do palhaço para promover o riso e trazer a delicadeza do cômico, amenizando as dificuldades de quem passa pela hospitalização. Horário de atendimento dos Voluntários: terça-feira no período noturno e sábado no período da tarde.


6 Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) “Ao Armar Uma Guerra, Arme Antes Uma Boa Estratégia de Proteção.” Andy Campos

O que é infecção hospitalar?

infecções em cirurgias limpas, treinamentos relacionados a

setores do hospital, na prática dos 5 MOMENTOS PARA

prevenção e controle de IH, participação obrigatória em algumas

HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS e:

Infecção Relacionada a

comissões (padronização, farmácia, resíduos e acidentes com

-Núcleo de Higiene (hospitais mal limpos transmitem infecções a

Assistência a Saúde (IRAS), isto porque a infecção pode ocorrer

material perfuro cortantes), avaliação do uso de antimicrobianos,

quem entra),

em um paciente durante o processo de assistência em um Hospital

visitas técnicas aos setores, orientações sobre padronizações e

-Núcleo de Compras (na aquisição dos produtos de qualidade para

ou em qualquer serviço de saúde (postos de saúde, serviços de

cuidados gerais a serem tomados para minimizar os riscos para

higiene das mãos, antibióticos e equipamentos mais seguros,

diálise, hospitais-dia ) e esta infecção não estava presente e nem em

ocorrência de IH.

insumos de materiais de enfermagem,etc.)

O termo utilizado anteriormente era INFECÇÃO HOSPITALAR (IH), hoje falamos

incubação no momento da admissão.

Na prática, como funciona o SCIH?

-Equipe médica (uso correto de antimicrobianos, no cumprimento

Diariamente a equipe do SCIH passa nos setores,

das orientações sobre prevenção das IH, rigor técnico e asséptico

avaliando prontuários e notificando os casos em que pode haver

durante a realização dos procedimentos invasivos , etc. )

uma infecção adquirida no hospital. No final do mês os casos

-Laboratório (na analise dos microorganismos e sua sensibilidade,

confirmados de IH são computados, analisados e discutidos, para

avaliação de hemograma, liquor etc.)

implantação de ações a fim de evitar novas ocorrências. Por

-Fisioterapia (na prevenção de pneumonia, extubação precoce,

exemplo: em agosto de 2012 foram detectados vários casos de

etc.)

infecção urinária em pacientes em uso de sonda vesical de demora.

-Farmácia (na disponibilização dos medicamentos prescritos,

Em função disso, foi elaborada uma estratégia para diminuir o uso

atuação direta no tempo de tratamento, dose, etc.)

de sonda vesical de demora, conscientizando os médicos e a equipe de enfermagem. Observamos que no mês seguinte a taxa de infecção urinária relacionada a sonda vesical diminuiu. Tentamos manter o serviço o mais atento possível a nossa realidade local e as Dra. Juliana Penço - Presidente da CCIH

necessidades do nosso hospital. Qual a maior prioridade do SCIH?

Qual a diferença entre Serviço e Comissão de Controle de

CONSCIENTIZAR OS PROFISSIONAIS DE

Infecção Hospitalar? A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)

é um órgão de assessoramento de caráter técnico

SAÚDE SOBRE OS 5 MOMENTOS PARA HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS .

-Enfermagem (no cumprimento das orientações sobre prevenção das IH, mantendo as boas práticas de

esterilização dos

instrumentais e equipamentos, rigor técnico e asséptico durante a realização dos procedimentos invasivos como passagem de sondas e cateteres,etc.) -Nutrição (na avaliação nutricional do paciente, atuação na prevenção de úlceras por pressão,etc.) -Informática (no auxílio da analise dos dados, na divulgação das informações.) -Manutenção (na disponibilização e em manter funcionando os equipamentos de higiene das mãos, bem como portas, janelas e

normativo e consultivo, subordinado à Direção Geral. É composta

ventilação adequados.)

por representantes de diversos setores do Hospital.

-Núcleo de admissão (na identificação de pacientes com doenças

O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar

potencialmente contagiosas, evitando que sejam internados em

(SCIH) é um serviço de caráter executor das ações programadas de

áreas sem isolamento, na separação dos prontuários solicitados

controle de infecção hospitalar. É composto por uma equipe de 3

pelo SCIH, na atualização dos dados pessoais dos pacientes.)

médicos infectologistas (Dra Juliana, Dr. Cilas e Dra Débora), uma

Enfim, todos os setores do hospital tem alguma

enfermeira (Augusta) e uma auxiliar de enfermagem (Nielse).

responsabilidade no controle de infecções adquiridas no serviço de saúde.

O que faz o serviço de controle de infecção hospitalar? Vigilância nos setores (busca ativa de pacientes que

Quais os planos para o futuro?

adquiriram infecção durante sua hospitalização), busca pós alta de

Elaboração de um plano claro estabelecido para a promoção de higiene das mãos, disseminado no hospital (com monitoramento direto da adesão à higienização das mãos, manutenção de produtos e equipamentos de qualidade e suficientes para higienização das mãos, entre outros). De quem depende o sucesso do serviço?

Visita técnica na obstetrícia

enfermeiros, para podermos atuar ainda mais de perto e junto às

constrói um Serviço de Controle de Infecção Hospitalar dentro de

equipes assistenciais de maneira a realmente prevenir infecções e

uma sala, com 3 pessoas. Precisamos da colaboração de todos o

não apenas constatá-las.

Foto: Marcelo Silveira

Nielse - Preparação para treinamento

Termos uma equipe com maior número de

Parece “chavão”, mas a realidade é que não se

Treinamento - técnica de higienização das mãos


7

Piada Um carteiro chegou na casa de Dona Filó para deixar uma carta e viu uma placa dizendo "Cuidado com o papagaio!". - Só pode ser gozação. Quem vai ter medo de um papagaio? pensou. Então o carteiro entrou no quintal para deixa a carta. Foi quando o papagaio gritou: - Pega, Rex! Pega, Rex! Fonte: http://criancas.uol.com.br


8

Último Colegiado de 2012 com a CCIH

do NEESMT e do SCIH. Paralelo a este movimento, diretores e gerentes participaram de 7 COLEGIADOS DE NÚCLEOS, onde foram organizados subgrupos de trabalho com o objetivo de apresentar propostas de enfrentamento das seguintes problemáticas: hegemonia médica, falta de protocolos, falta integração de equipes, agenda cirúrgica inadequada, falta de gerenciamento de leitos, acordos internos. No segundo semestre houve o encaminhamento de demandas para as devidas gerências. Foi o momento de abordarmos o grupo gerencial, no COLEGIADO DE GERENTES, com a realização de 8 encontros, para redirecionar as ações

Foto: Marcelo Silveira

Foto: Arquivo Pessoal

Estamos no início de mais um ano e temos como hábito voltar a olhar, de uma forma mais global, os acontecimentos do ano que passou. No HRA, demos mais um passo em direção à gestão participativa. Foram realizados 11 C O L E G I A D O S D E R E P R E S E N TA N T E S D E FUNCIONÁRIOS, sendo que 3 deles em conjunto com diretores e gerentes. Discutimos as fragilidades da instituição, buscamos contribuição de todos com sugestões de ações para resolução de problemas, que foram trazidas pelos representantes, e ainda compartilhamos informações importantes com a contribuição

Resposta da Edição Anterior: Descobriu que sou eu? Sou Margarete Maruski Silva Trabalho na Diretoria Geral do HRA

gerenciais, ou seja, para trabalharmos todos no mesmo sentido, que é a necessidade de melhorar a atenção e o cuidado aos usuários de nossa região de abrangência. Em função de apoiar os colegiados, desenvolvemos ainda OFICINAS NOS NÚCLEOS - com objetivo de sensibilizar os colaboradores quanto a importância do papel de representante, de ser a ponte de ligação entre seu setor e todo o hospital - e o GRUPO DE PLANEJAMENTO com o objetivo de facilitar a diretoria técnica na organização e implementação do planejamento estratégico do HRA. Todas as ações em direção à transformação interna da instituição exigem que abandonemos métodos com os quais tínhamos nos acomodado, o que vem a ser uma tarefa bastante difícil e demorada. É necessário coragem e dinamismo, além da disposição para o esforço coletivo. Fazemos votos para que continuemos a trilhar este caminho juntos em 2013, construindo a cada dia um hospital melhor para usuários e trabalhadores! Ana Laura R. Araújo de Castro Centro de Estudos e Educação Permanente

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Marcelo Silveira

RETROSPECTIVA COLEGIADOS 2012

Quem sou eu? Trabalho no Hospital Regional de Assis desde 1992 Descobriu quem sou eu? Veja a resposta na próxima edição.

Informativo Janeiro 2013  

Informativo do Hospital Regional de Assis

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you