Page 1

PROTEGENDO E CONSERVANDO O QUE VOCÊ CONSTRÓI! Criada a mais de 65 anos para suprir uma necessidade de aprimoramento técnico e qualidade no segmento de impermeabilização estrutural, a TEXSA percorreu o trilha dos desbravadores, criando caminhos e técnicas onde havia prioridades, desenvolvendo produtos e treinando mão de obra. Tudo o que se conhece na área de impermeabilização e aditivos de concreto, de uma maneira ou outra, teve a participação direta ou indireta da TEXSA, seja pelos seus produtos que estão presentes em milhares de obras em diversos países do mundo, seja pela metodologia de trabalho amplamente disseminada por incontáveis profissionais treinados pela marca em suas muitas publicações. Não podemos falar de impermeabilização, hoje, sem falarmos de TEXSA inevitavelmente. A primeira máquina fabricante de mantas para impermeabilização no Brasil, estava na TEXSA, décadas atrás. Foi pioneira na produção de aditivo para concreto, primer e fita adesiva, enfim, a TEXSA, dessa forma, criou soluções inovadoras e desenvolveu o mercado, permitindo, até mesmo, a formação da concorrência, a qual não precisou abrir trilhas e estradas nesse complexo segmento, onde as exigências referentes às normas e técnicas foram implementadas através de pesquisa e dedicação dos pioneiros que criaram a marca. Se hoje temos um mercado de impermeabilização no Brasil, a TEXSA é uma das responsáveis diretas pela criação do mesmo. Com uma completa linha de produtos amplamente testada a aprovada por especialistas, a TEXSA resolveu reinventar-se, ousando mudar atitudes e desenvolver novos produtos com a expertise consagrada pelo mercado. Agora a TEXSA está aprimorando o seu portfólio e desenvolvendo novos produtos, colocando-os a disposição de seus clientes com o objetivo de “proteger e conservar o que você constrói”. Além da nova linha de Argamassas Poliméricas: TEXSAPLUS Semiflexível TEXSAPLUS Flexível - TEXSAPLUS Fibras Super Flexível, produtos de fácil aplicação, alto desempenho e excelente rendimento, estamos de prontidão para responder a consultas sobre os nossos demais produtos, tais como Mantas Asfálticas, Fitas Asfálticas Adesivas, Emulsões, Desmoldantes, Aditivos de Argamassas, Juntas, Mantas Liquidas, etc. Nosso departamento técnico está capacitado para lhe oferecer uma visão mais abrangente dos nossos produtos e suas múltiplas aplicações. Fique à vontade para nos contatar para elaboração de orçamentos e demais informações que eventualmente precisar.

Alexandre Racz Diretor Executivo


ADESIVOS PARA COLAGEM DE MANTAS ASFÁLTICAS

MANTAS ASFÁLTICAS TQM 3mm e 4mm

07

Plastipegante

36

TQM Alumínio 3mm e 4mm

09

Plastipegante Massa

37

Morter Plas RR

11

Morter Plas N/S e N/D

12

Morter Plas Alumínio

14

Morplava Auto Adesiva 2,5mm

15

Morter CB

41

Morplava Alumínio 2mm

16

Morter Fix

42

Fluitexsa

43

Superplastexsa

44

PRIMER Capol

18

Capol Primer

19

Emulprimer

21

EMULSÕES ADESIVAS Plastofix ADITIVO PLASTIFICANTE

ADITIVO HIDROFUGANTE Stop 1

46 CIMENTÍCIOS

FITAS ADESIVAS Texsa Band

39

23

EMULSÕES ASFÁLTICAS Texfilm

25

Texfilm Ferroso

26

Emuplástico Látex

27

Emufaltexsa

28

EMULSÕES ACRÍLICAS

Texsaplus Semi Flexível

48

Texsaplus Flexível

50

Texsaplus Fibras Super Flexível

52

EMULSÃO ACÚSTICA REDUTORA DE RUÍDO DE IMPACTO Emulsão Antirruído

55

ARGAMASSAS TÉRMICAS Argatexsa Térmica 1

58

Texsacryl Manta Líquida

30

Argatexsa Térmica 2

59

Texton L/AC

32

Argatexsa Térmica 3

60

Texton L

33

Acryl Texsa Selador

34

Químico Responsável nº 04308932 - 3ªRG

GRAUTES Texslump R Graute

62

Plastop Graute

63


ARGAMASSAS COLANTES DE ALTA PERFORMANDE Diplas Extra Forte

65

Diplas Branco

66

ARGAMASSA DE REVESTIMENTO Diplas Massa Corrida Impermeável Branca

68

ARGAMASSA DRENANTE Argamassa para Piso Drenante

70

MASTIQUES

Texsaslump LR

90

Emugrava R1

91

ARGAMASSAS ESPECIAIS Argatexsa

93

Argamassa Única Construção 10 e 20mpa

94

RP Morter

95

R Morter

96

Stop Morter R

97

Junter F

72

Stop Morter L107

98

Selarjunt

73

Stop Morter L

99

Texsa 400

74 DESMOLDANTES

Desmoltexsa A

Rejuntexsa 76

PROTEÇÃO DE SUPERFÍCIES Superficial Guard

78

ADITIVO EXPANSOR Texsa E

80

CONVERSOR DE FERRUGEM Oxiprimer

REJUNTAMENTOS 101 OUTROS Espumogen

103

Stop 11

104

Texsalux

105

Tecrosca

106

Texsa Endurecedor de Piso

107

82

ASFALTO OXIDADO PARA ADESÃO DE MANTAS ASFÁLTICAS Texsa Asfalto Oxidado

84

ASFALTO ELASTOMÉRICO PARA ADESÃO DE MANTAS ASFÁLTICAS Texsa Asfalto Elastomérico

86

MICRO CONCRETO PRONTO PARA USO Emugrava

89

INFORMAÇÕES IMPORTANTES As informações contidas nesse manual técnico representam a nossa experiência e conhecimento relativos a cada um dos produtos e suas aplicações. Revervamo-nos o direito de alterar informações aqui contidas sempre que for necessário.


2. Utilização

3.

Característica técnicas do Produto

4. Normatização • NBR 9952 – Mantas Asfálticas para impermeabilização (Atende aos Tipo II, III e IV – Classe A, B e C)   5. Instruções de Utilização Preparação da superfície

TQM 3 E 4 MM

A manta asfáltica TEXSA TQM é produzida com asfaltos modificados fisicamente/quimicamente com polímeros e estruturada com armadura de alta performance de não tecido de filamentos contínuos de poliéster previamente resinados/estabilizado.

8 cm. Nas áreas verticais em alvenaria, inicie o chapisco de cimento e areia média, traço 1:3, seguido da aplicação de uma argamassa desempenada, de cimento e areia média, traço 1:4, utilizando água de amassamento composta de 1 volume de emulsão adesiva PLASTOFIX e 2 volumes de água. Sobre a superfície horizontal úmida, faça a regularização com caimento mínimo de 1% em direção aos pontos de escoamento de água. A argamassa de regularização deve ser preparada com argamassa de cimento e areia média, traço 1:3, utilizando água de amassamento composta de 1 volume de emulsão adesiva PLASTOFIX e 2 volumes de água para maior aderência ao substrato. A argamassa deverá ter acabamento desempenado, com espessura mínima de 2 cm. Nos vãos de entrada das edificações (portas, esquadrias, etc.), a regularização deverá avançar no mínimo 60cm para o seu interior, por baixo de batentes e contramarcos indicamos utilizar argamassa impermeável para assentar a soleira assim como emboço por trás dos contramarcos, respeitando o caimento para as áreas externas. Após a aplicação da manta asfáltica, executar o teste de estanqueidade, enchendo os locais impermeabilizados com água, mantendo o nível por no mínimo 72 horas.

Aplicação com chama de maçarico: Alinhar a manta asfáltica TEXSA TQM em função do requadramento da área, procurando iniciar a colagem no sentido dos ralos para as cotas mais elevadas. Com auxílio da chama do maçarico de gás GLP, proceder a aderência total da manta TEXSA TQM. As emendas das mantas deverão ter sobreposição de 10 cm para receber biselamento e proporcionar perfeita vedação. Executar as mantas na posição horizontal, subindo 10 cm na posição vertical. Alinhar e aderir a manta na vertical, descendo e sobrepondo em 10cm na manta aderida na horizontal. A manta deverá ser aderida na vertical, 30 cm acima do piso acabado.

• Antes de aplicar a manta asfáltica TEXSA TQM a superfície deverá ser previamente lavada, livre de resíduos de óleo, desmoldante areia, pó e graxa, manchas de nenhum tipo de material que possa prejudicar a colagem do produto. • Na região dos ralos, crie um rebaixo de 1cm de profundidade, com área de 40x40 cm, com bordas chanfradas, para que haja nivelamento de toda a impermeabilização após a colocação dos reforços previstos neste local. • Todos os cantos e arestas deverão ser Camada Separadora: arredondados com raio aproximado de 5 cm a

MANTAS ASFÁLTICAS

1. Descrição

07


TQM 3 E 4 MM

Impede que os esforços de expansão e e prejudicando a sua aplicação. contração da argamassa de proteção mecânica atuem diretamente sobre a manta asfáltica TEXSA 9. Recomendações de segurança TQM. Antes de iniciar os trabalhos consultar a Argamassa de Proteção Mecânica FISPQ dos produtos; Produto aplicado sob ação de temperatura Horizontal: Utilizar vestimentas e EPIs adequados (respirador, Executar a argamassa de proteção mecânica luvas de raspas, botas, mangote, perneira, avental de cimento e areia traço 1:4, desempenada com e óculos de segurança), mantendo o ambiente espessura mínima de 3 cm. Esta argamassa ventilado até secagem completa do produto; deverá ter juntas perimetrais com 2 cm de Em ambiente fechado é obrigatório utilizar largura, preenchidas com argamassa betuminosa, ventilação forçada e máscara semifacial com filtro traço 1:8:3 de cimento, areia e emulsão asfáltica adequado para vapores orgânicos; Emuplastico Latex. Caso a proteção mecânica seja Quando utilizar maçarico na aplicação do o piso final, executar juntas formando quadros sistema impermeabilizante em local confinado de no máximo 2,00m x 2,00m, preenchido com (fechado), para maior segurança, o botijão de gás argamassa betuminosa conforme descrito. deverá permanecer fora do ambiente. Vertical: Sobre a impermeabilização, executar 10. Cuidados ambientais chapisco de cimento e areia média, traço Realizar o descarte em local apropriado e 1:3, seguido da execução de uma argamassa desempenada de PLASTOFIX e 2 volumes de água. regulamentado de acordo com legislação vigente do A argamassa deverá ser armada com tela plástica, meio ambiente estadual. subindo 10 cm acima da manta asfáltica. 11. Primeiros socorros 6. Tipo/Acabamento Consultar a FISPQ dos produtos; Em caso de contato do produto quente com • RR – Manta AntiRaiz a pele, resfriar imediatamente com água fria, até • PP – Polietileno em ambos os lados • P/AL – Parte superior revestida de Alumínio que haja endurecimento e resfriamento do produto, Flexível, parte inferior, revestida de filme de cobrir a queimadura e encaminhar ao atendimento médico; polietileno. Em caso de intoxicação por inalação, remover 7. Consumo a vítima para local arejado e procurar imediatamente assistência médica; Em caso de contato com os Manta asfáltica: 1,15 m de área, considerando olhos, lavar com água potável em abundância e sobreposições e perdas por recortes de detalhes. procurar orientação médica; Eventual irritação Capol Primer: 0,35 Kg/m a 0,50 Kg/m . da pele, olhos ou ingestão do produto, procurar Plastipegante: 0,50 Kg/m a 0,80 Kg/m . orientação médica, informando sobre o tipo de Plastipegante Massa: 0,50 Kg/m a 0,80 Kg/m . produto. Para mais detalhes, consulte os seguintes   catálogos: PLASTIPEGANTE, PLASTIPEGANTE MASSA, 8. Validade/Estocagem EMULPRIMER, EMUFALTEXSA, OU CAPOL PRIMER.

MANTAS ASFÁLTICAS

2

08

2

2

2

2

2

2

A validade é de 05 anos a partir da data de fabricação. O material deverá ser armazenado sobre o palete evitando o contato com o piso na posição vertical, nas embalagens originais e intactas, em local coberto e seco, ventilado e longe de fontes de calor, os paletes não poderão ser empilhados, pois este empilhamento poderá danificar o material


A manta asfáltica TEXSA TQM é revestida • de alumínio e produzida com asfaltos modificados fisicamente/quimicamente com polímeros e estruturada com armadura de alta performance de não tecido de filamentos contínuos de poliéster previamente resinados/estabilizado.

3.

Característica técnicas do Produto

4. Normatização • NBR 9952 – Mantas Asfálticas para impermeabilização (Atende aos Tipo II, III e IV – Classe A, B e C)   5. Instruções de Utilização Preparação da superfície

Aplicação com chama de maçarico: Alinhar a manta asfáltica TEXSA TQM em função do requadramento da área, procurando iniciar a colagem no sentido dos ralos para as cotas mais elevadas. Com auxílio da chama do maçarico de gás GLP, proceder a aderência total da manta TEXSA TQM. As emendas das mantas deverão ter sobreposição de 10 cm para receber biselamento e proporcionar perfeita vedação. Executar as mantas na posição horizontal, subindo 10 cm na posição vertical. Alinhar e aderir a manta na vertical, descendo e sobrepondo em 10cm na manta aderida na horizontal. A manta deverá ser aderida na vertical, 30 cm acima do piso acabado.

• Antes de aplicar a manta asfáltica TEXSA TQM a superfície deverá ser previamente lavada, livre de resíduos de óleo, desmoldante areia, pó e graxa, manchas de nenhum tipo de material que possa prejudicar a colagem do produto. • Na região dos ralos, crie um rebaixo de 1cm de profundidade, com área de 40x40 cm, com bordas chanfradas, para que haja nivelamento de toda a impermeabilização após a colocação dos reforços previstos neste local. • Todos os cantos e arestas deverão ser Camada Separadora

MANTAS ASFÁLTICAS

2. Utilização

arredondados com raio aproximado de 5 cm a 8 cm. Nas áreas verticais em alvenaria, inicie o chapisco de cimento e areia média, traço 1:3, seguido da aplicação de uma argamassa desempenada, de cimento e areia média, traço 1:4, utilizando água de amassamento composta de 1 volume de emulsão adesiva PLASTOFIX e 2 volumes de água. Sobre a superfície horizontal úmida, faça a regularização com caimento mínimo de 1% em direção aos pontos de escoamento de água. A argamassa de regularização deve ser preparada com argamassa de cimento e areia média, traço 1:3, utilizando água de amassamento composta de 1 volume de emulsão adesiva PLASTOFIX e 2 volumes de água para maior aderência ao substrato. A argamassa deverá ter acabamento desempenado, com espessura mínima de 2 cm. Nos vãos de entrada das edificações (portas, esquadrias, etc.), a regularização deverá avançar no mínimo 60cm para o seu interior, por baixo de batentes e contramarcos indicamos utilizar argamassa impermeável para assentar a soleira assim como emboço por trás dos contramarcos, respeitando o caimento para as áreas externas. Após a aplicação da manta asfáltica, executar o teste de estanqueidade, enchendo os locais impermeabilizados com água, mantendo o nível por no mínimo 72 horas.

TQM ALUMÍNIO 3 E 4MM

1. Descrição

09


TQM ALUMÍNIO 3 E 4MM

de calor, os paletes não poderão ser empilhados, Impede que os esforços de expansão e pois este empilhamento poderá danificar o material contração da argamassa de proteção mecânica e prejudicando a sua aplicação. atuem diretamente sobre a manta asfáltica TEXSA TQM. 9. Recomendações de segurança Argamassa de Proteção Mecânica Horizontal: Executar a argamassa de proteção mecânica de cimento e areia traço 1:4, desempenada com espessura mínima de 3cm. Esta argamassa deverá ter juntas perimetrais com 2 cm de largura, preenchidas com argamassa betuminosa, traço 1:8:3 de cimento, areia e emulsão asfáltica Emuplastico Latex. Caso a proteção mecânica seja o piso final, executar juntas formando quadros de no máximo 2,00m x 2,00m, preenchido com argamassa betuminosa conforme descrito. Vertical: Sobre a impermeabilização, executar chapisco de cimento e areia média, traço 1:3, seguido da execução de uma argamassa desempenada de PLASTOFIX e 2 volumes de água. A argamassa deverá ser armada com tela plástica, subindo 10 cm acima da manta asfáltica.

Cuidados ambientais

Realizar o descarte em local apropriado e regulamentado de acordo com legislação vigente do meio ambiente estadual. Primeiros socorros

Consultar a FISPQ dos produtos; • RR – Manta AntiRaiz Em caso de contato do produto quente com • PP – Polietileno em ambos os lados • P/AL – Parte superior revestida de Alumínio a pele, resfriar imediatamente com água fria, até Flexível, parte inferior, revestida de filme de que haja endurecimento e resfriamento do produto, cobrir a queimadura e encaminhar ao atendimento polietileno. médico; 7. Consumo Em caso de intoxicação por inalação, remover a vítima para local arejado e procurar imediatamente • Manta asfáltica: 1,15 m de área, considerando assistência médica; Em caso de contato com os sobreposições e perdas por recortes de olhos, lavar com água potável em abundância e detalhes. procurar orientação médica; Eventual irritação • Capol Primer: 0,35 Kg/m a 0,50 Kg/m . da pele, olhos ou ingestão do produto, procurar • Plastipegante: 0,50 Kg/m a 0,80 Kg/m . orientação médica, informando sobre o tipo de • Plastipegante Massa: 0,50 Kg/m a 0,80 Kg/m . produto. Para mais detalhes, consulte os seguintes   catálogos: PLASTIPEGANTE, PLASTIPEGANTE MASSA, 8. Validade/Estocagem EMULPRIMER, EMUFALTEXSA, OU CAPOL PRIMER. 2

MANTAS ASFÁLTICAS

10.

11.

6. Tipo/Acabamento

10

Antes de iniciar os trabalhos consultar a FISPQ dos produtos; Produto aplicado sob ação de temperatura Utilizar vestimentas e EPIs adequados (respirador, luvas de raspas, botas, mangote, perneira, avental e óculos de segurança), mantendo o ambiente ventilado até secagem completa do produto; Em ambiente fechado é obrigatório utilizar ventilação forçada e máscara semifacial com filtro adequado para vapores orgânicos; Quando utilizar maçarico na aplicação do sistema impermeabilizante em local confinado (fechado), para maior segurança, o botijão de gás deverá permanecer fora do ambiente.

2

2

2

2

2

2

A validade é de 05 anos a partir da data de fabricação. O material deverá ser armazenado sobre o palete evitando o contato com o piso na posição vertical, nas embalagens originais e intactas, em local coberto e seco, ventilado e longe de fontes


Descrição

2.

Características

de Aplicação de Mantas da TEXSA. Para mais informações adquira, também, o “Manual de Manta asfáltica impermeável, fabricada Impermeabilização e Isolamento Térmico” de Aimar industrialmente, com armadura central de filme de Cunha e Walter Neumann e consulte o nosso site poliéster. www.texsa.com.br .

3. •

• 4.

Componentes: Duas camadas de asfalto polimérico estruturadas com um filme central de poliéster (politereftalato de etilenoglicol), revestida em uma das faces com um filme de polietileno impresso e a outra face com um filme de polietileno incolor anti-aderente ou um filme descartável. Ao longo das bordas da manta, onde se faz a sobreposição para a soldagem das emendas, leva fitas descartáveis. As mantas MORTER-PLAS RR atendem à norma NBR 9952 “Mantas Asfálticas com Armadura, para Impermeabilização”, no tipo 2.

Rendimento

Deve-se prever um consumo de 10% a 15% maior do que a área a ser impermeabilizada, o que corresponde à perda e às sobreposições nas emendas. 6.

Consumo

As mantas são fornecidas em rolos de 7 m de comprimento por 1,10 de largura, nas espessuras de 3mm e 4mm.

Aplicações Floreiras e jardineiras, para pequenos arbustos (1,2 m). Bacias de coleta de líquidos e canais de irrigação, executados diretamente sobre o terreno. Impermeabilizações, de modo geral: lajes, subsolos, caixas d’água onde uma elevada resistência à perfuração é indispensável. Resistente a brotos de apim e raízes de pequenos arbustos, plantas, etc. Utilização Para orientar o trabalho, consultar o Guia

MANTAS ASFÁLTICAS

5.

MORTER PLAS RR

1.

11


MORTER PLAS N/S E N/D

1. Descrição

PP – Polietileno em ambas as faces para colagem com maçarico. É uma manta impermeabilizante pré- P/AL – Parte superior revestida de Alumínio Flexível, fabricada à base de asfalto modificado com parte inferior, revestida de filme de polietileno. polímeros e estruturada com polietileno. Melhor Outros tipos de acabamento, sob consulta. custo benefício na aplicação em lajes de até 50m . É necessário fazer proteção mecânica para proteção 6. Consumo da manta. O produto atende às normas ABNT. • Manta asfáltica: 1,15 m de área, considerando 2. Utilização sobreposições e perdas por recortes de detalhes. MORTERPLAS 3mm • Capol Primer: 0,35 Kg/m a 0,50 Kg/m . Recomendada para impermeabilização • Plastipegante: 0,30 Kg/m a 0,50 Kg/m . de: lajes; áreas frias como banheiros; calhas e • Plastipegante Massa: 0,70 Kg/m a 0,90 Kg/m . vigas-calha; áreas de serviço; terraços, sacadas, cozinhas, alicerces e baldrames; floreiras e muros 7. Embalagem de arrimo; superfícies de concreto. • Bobinas de 1,10 m de largura e 7,70 m de comprimento: MORTERPLAS 4mm Recomendada para impermeabilização • Palete com 30 bobinas de manta 3 mm - 300m ; de: lajes; áreas frias como banheiros; calhas e • Palete com 25 bobinas de manta 4 mm - 250m ; vigas-calha; áreas de serviço; terraços e sacadas, cozinhas, alicerces e baldrames; floreiras, muros 8. Validade/Estocagem de arrimo; superfícies de concreto. A validade é de 05 anos a partir da data de fabricação. O material devera ser armazenado sobre 3. Característica técnicas do Produto o palete evitando o contato com o piso na posição vertical, nas embalagens originais e intactas, em local coberto e seco, ventilado e longe de fontes de calor, os paletes não poderão ser empilhados, pois este empilhamento poderá danificar o material e prejudicando a sua aplicação. 2

2

2

2

2

2

2

2

2 2

9. Empilhamento

MANTAS ASFÁLTICAS

4. Normatização

12

• NBR 9952 - Mantas Asfálticas para impermeabilização (Atende ao Tipo I – Classe B). • NBR 9575:2010 – Impermeabilização – Sistemas e projetos; NBR 9574:2008 – Execução da impermeabilização. • Manta Asfáltica: 1,15 m de área, considerando sobreposições e perdas por recortes de detalhes. • Primer: 0,40 l/m • Plastipegante Massa: 0,9 kg/m . 2

2

2

5. Tipo/Acabamento

Os paletes deverão ser empilhados de acordo com o recomendado para evitar desmoronamento do estoque e danos ao produto; Empilhar o material na vertical e sobre paletes, evitando o contato com o piso; Não empilhar o material contra paredes ou divisórias; Empilhar até 2 paletes, sendo que o segundo palete deverá ser acomodado sobre Madeirit para distribuição do peso. 10.

Recomendações de Segurança

Antes de iniciar os trabalhos consultar a FISPQ dos produtos; Produto aplicado sob ação de temperatura - Utilizar vestimentas e EPIs adequados (respirador, luvas de raspas, botas, mangote, perneira, avental e óculos de segurança), mantendo


Cuidados Ambientais

Realizar o descarte em local apropriado e regulamentado de acordo com legislação vigente do meio ambiente estadual. 12.

Primeiros Socorros

• Consultar a FISPQ dos produtos; • Em caso de contato do produto quente com a pele, resfriar imediatamente com água fria, até que haja endurecimento e resfriamento do produto, cobrir a queimadura e encaminhar ao atendimento médico; • Em caso de intoxicação por inalação, remover a vítima para local arejado e procurar imediatamente assistência médica; • Em caso de contato com os olhos, lavar com água potável em abundância e procurar orientação médica; • Eventual irritação da pele, olhos ou ingestão do produto, procurar orientação médica, informando sobre o tipo de produto. • Para mais detalhes, consulte os seguintes 14. Aplicação do Produto catálogos: PLASTIPEGANTE, PLASTIPEGANTE MASSA, EMULPRIMER, EMUFALTEXSA, OU CAPOL Aplicar sobre a regularização seca uma PRIMER. demão de primer EMULPRIMER e aguardar secagem por no mínimo 2 horas, EMULFATEXSA e aguardar 13. Preparação da Superfície secagem por no mínimo 2 horas ou CAPOLPRIME e aguardar secagem por no mínimo 1 horas. A superfície deverá ser previamente lavada, O produto pode ser aplicado com maçarico isenta de pó, areia, resíduos de óleo, graxa, ou com a utilização de asfalto, sendo que desmoldante, manchas de qualquer tipo de material recomendamos a utilização de asfalto elastomérico que possa prejudicar a aderência do produto. frio/PLASTIPEGANTE MASSA. Sobre a superfície horizontal úmida, executar a regularização com caimento mínimo de 1% em direção aos pontos de escoamento de água. A argamassa de regularização deve ser preparada com argamassa de cimento e areia média, traço 1:3, utilizando água de amassamento composta de 1 volume de emulsão adesiva PLASTOFIX e 2 volumes de água para maior aderência ao substrato. Esta

MORTER PLAS N/S E N/D

11.

argamassa deverá ter acabamento desempenado, com espessura mínima de 2cm. Na região dos ralos, crie um rebaixo de 1 cm de profundidade, com área de 40x40 cm, com bordas chanfradas, para que haja nivelamento de toda a impermeabilização após a colocação dos reforços previstos neste local. Não é necessário a realização de meia cana, ou arrendamento de cantos e aresta, para aplicações de mantas TEXSA, recomendamos a execução em cantos de 90°. Nas áreas verticais em alvenaria, inicie o chapisco de cimento e areia média, traço 1:3, seguido da aplicação de uma argamassa desempenada, de cimento e areia média, traço 1:4, utilizando água de amassamento composta de 1 volume de emulsão adesiva PLASTOFIX e 2 volumes de água. Nos vãos de entrada das edificações (portas, esquadrias, etc.), a regularização deverá avançar no mínimo 60 cm para o seu interior, por baixo de batentes e contramarcos, respeitando o caimento para as áreas externas, exceto para áreas internas com pisos de madeira ou degradáveis por ação de umidade. Recomenda-se que as áreas externas tenham cota no mínimo 6 cm menor que as cotas internas, tanto no nível da impermeabilização como no nível do piso acabado. Os ralos e demais peças emergentes deverão estar adequadamente fixados de forma a executar os arremates. Em reservatórios e piscinas, executar teste de carga plena de no mínimo 72 horas, antes da preparação da superfície.

MANTAS ASFÁLTICAS

o ambiente ventilado até secagem completa do produto; Em ambiente fechado é obrigatório utilizar ventilação forçada e máscara semifacial com filtro adequado para vapores orgânicos; Quando utilizar maçarico na aplicação do sistema impermeabilizante em local confinado (fechado), para maior segurança, o botijão de gás deverá permanecer fora do ambiente.

13


MORTER PLAS ALUMÍNIO

1.

Definição

4.

Manta multilaminar contínua à base de • betume polimérico com armadura central de polietileno e acabamento protetor decorativo em lâmina contínua de alumínio gofrado na cor natural. 2. •

Características Componentes: Duas camadas de asfalto polimérico, com um filme central de polietileno, revestida em uma das faces com uma lâmina de alumínio gofrado, e a outra face com um filme plástico descartável. Ao longo de uma das bordas da manta, onde se faz a sobreposição para a soldagem das emendas, leva fitas brancas descartáveis para serem removidas (puchadas) em ângulo de 90°.

5.

Utilização Para orientar o trabalho, consultar o Guia de Aplicação de Mantas da TEXSA. Para mais informações adquira, também, o “Manual de Impermeabilização e Isolamento Térmico” de Aimar Cunha e Walter Neumann e consulte o nosso site www.texsa.com.br. Rendimento

Com a perda devida à sobreposição para a soldagem das emendas, os rolos de manta MORTERPLAS ALUMÍNIO oferecem 7,0m de área útil. 2

6. Rolo com 7 m de comprimento, 1,10 de largura e 3 mm de espessura (7,7m ). 2

3. •

MANTAS ASFÁLTICAS

14

Aplicações Impermeabilização em telhas de fibrocimento, de madeira, etc., dispensando outros acabamentos. Impermeabilização de lajes de cobertura que tenham necessidade de serem impermeabilizadas e que não suportem um acréscimo de carga estática, em lajes com declive superior a 3% e em coberturas com trânsito ocasional para limpeza e manutenção. Como impermeabilizante para vigas, marquises, paramentos, rufos, bordas e outros arremates.


Descrição

6.

Embalagem

Manta termoplástica impermeável para uso As mantas são fornecidas em rolos de como barreira de vapor e impermeabilizante. 10m de comprimento por 1,10 de largura, nas espessuras de 1,5mm e 2mm. 2. Característica • •

3. • • • • 4.

Componentes: Asfalto polimérico e filmes de polietileno. Obs.: A MORPLAVA 2,5mm auto adesiva possui como estrutura central um filme de polietileno e faixas laterais descartáveis. Aplicações

MORPLAVA AUTO ADESIVA 2,5MM

1.

Barreira de vapor em câmaras frigoríficas até < 0°C. Lajes de cobertura antes da aplicação do isolamento térmico. Impermeabilização de áreas frias e de estruturas estáveis, tais como: banheiros, cozinhas, sótãos e áreas debaixo de telhados, etc. Revestimento anticorrosivo sobre superfícies metálicas enterradas. Utilização

MORPLAVA é colada sobre paredes e pisos previamente regularizados, com os adesivos PLASTIPEGANTE e PLASTIPEGANTE MASSA, seguindo a orientação contida nas respectivas fichas técnicas. 5.

Rendimento

MANTAS ASFÁLTICAS

Deve-se prever um consumo de 10% a 15% maior do que a área a ser impermeabilizada, o que corresponde à perda e às sobreposições nas emendas.

15


MORPLAVA ALÚMINIO 2MM

1.

Descrição

• •

• • • • 4.

Componentes: Asfalto polimérico e filmes de polietileno. Obs.: A MORPLAVA 2,5mm auto adesiva possui como estrutura central um filme de polietileno e faixas laterais descartáveis. Aplicações Barreira de vapor em câmaras frigoríficas até < 0°C. Lajes de cobertura antes da aplicação do isolamento térmico. Impermeabilização de áreas frias e de estruturas estáveis, tais como: banheiros, cozinhas, sótãos e áreas debaixo de telhados, etc. Revestimento anticorrosivo sobre superfícies metálicas enterradas. Utilização

MORPLAVA é colada sobre paredes e pisos previamente regularizados, com os adesivos PLASTIPEGANTE e PLASTIPEGANTE MASSA, seguindo a orientação contida nas respectivas fichas técnicas. 5.

Rendimento

Deve-se prever um consumo de 10% a 15% maior do que a área a ser impermeabilizada, o que corresponde à perda e às sobreposições nas emendas.

MANTAS ASFÁLTICAS

Embalagem

Manta termoplástica impermeável para uso As mantas são fornecidas em rolos de como barreira de vapor e impermeabilizante. 10m de comprimento por 1,10 de largura, nas espessuras de 1,5mm e 2mm. 2. Característica

3.

16

6.


CAPOL 1. Descrição

abrasivo.

CAPOL é uma pintura betuminosa impermeabilizante à base emulsão asfaltica, com finalidade de revestir e impermeabilizar com segurança diversas superfícies. Pronto para uso com excelente aderência.

6.

2. Utilização

7. Desempenho

• Impermeabilização de baldrames e fundações de concreto armado; • Impermeabilização de paredes de concreto ou de alvenaria em contato direto com a terra (pressão positiva); • Primer para Fitas Adesivas, Selantes e Mantas de base asfáltica; • Impermeabilização de jardineiras, tanques, ralos, tubos emergentes, etc.; • Proteção temporária contra corrosão de tanques, tubos, calhas (mesmo galvanizadas) e estruturas metálicas; • Proteção de madeiras expostas ao tempo.

Aguardar período de secagem de 2 horas antes da aplicação da fita asfáltica autoadesiva ou da manta asfáltica.

3. Vantagens

Metodologia de aplicação

USO COMO PRIMER: Aplicar uma demão do produto com auxílio de um rolo de lã de carneiro, vassoura de pelo macio ou pincel.

8.

Uso como Pintura Impermeabilizante

Aplicar 1 demão do produto sem diluição com auxilio de rolo de lã de carneiro, vassoura de pelo macio ou pincel. A segunda demão aplica-se de forma farta, respeitando o intervalo mínimo recomendado de 1 a 2 horas entre as demãos, dependendo da ventilação e temperatura do local.

9. Embalagens Ideal para fitas asfálticas Excelente aderência; • Galão de 3,6 Litros Secagem ultrarrápida; • Lata de 18 Litros Fácil aplicação, a frio, com brocha pincel ou • Tambor de 200 Litros spray; 10. Consumo 4. Propriedades Típicas • • • •

11.

PRIMER

5.

18

Preparo da Superfície

Informações para Transporte

As informações contidas na tabela a seguir são para fins de transporte, podendo sofrer alterações. Os dados deverão ser confirmados mediante

As superfícies de concreto, argamassa, madeira, etc. deverão estar limpas, secas e isentas Observações de óleos, graxas e partículas soltas de qualquer O produto deve ser homogeneizado antes natureza. do uso. As superfícies metálicas deverão estar limpas e isentas de ferrugem e restos de cimento ou argamassa. Caso necessário, efetuar o preparo através de lixamento, escovação ou jateamento


Galão com 3,6 litros até 6 unidades; Balde com 18 litros até 3 unidades; Emulsão asfáltica para imprimação à Não apoiar as pilhas do produto contra base d’água composta de asfaltos modificados e paredes ou divisórias. aditivos, isenta de solventes e compostos orgânicos voláteis (VOC), com secagem rápida para aplicação 8. Normalização a frio sobre superfícies de concreto, argamassa, alvenaria, PVC, fibra de vidro, entre outros. NBR 9574/2008- Execução de impermeabilização 2.

Característica técnicas do Produto

9.

CAPOL PRIMER

1. Descrição

Aplicação do Produto

Preparação da Superfície O substrato que receberá o primer Capol Primer deve estar limpo , seco e regularizado em conformidade com sua utilização. O produto CAPOL PRIMER é aplicado puro, com pincel ou rolo de pintura de lã de carneiro 3. Utilização em uma única demão, aguardando a secagem por um período mínimo de 2 hora antes da aplicação • Capol Prime é recomendado como primer do sistema de impermeabilização, em situações para substrato em áreas que receberão de ambiente externo com condições climáticas impermeabilização com mantas asfálticas no favoráveis o período de secagem será reduzido sistema de aplicação a maçarico. para 1 hora antes da aplicação do sistema de impermeabilização. O produto deverá ser 4. Consumo homogeneizado antes e durante a aplicação. 2

• Galão com 3,6 litros; • Balde com 18 litros; • Tambor com 180 litros. 6. Estocagem

Recomendações de Aplicação Não é recomendável aplicação do produto em tempo chuvoso e substrato molhado. Deve-se evitar também a aplicação sobre marcações existentes como pinturas, termoplásticos e outros. Por ser um produto aplicado sob ação de temperatura, utilize vestimentas e EPI’s adequados.

7. Empilhamento

Recomendações de Segurança Antes de iniciar o trabalho consulte a FISPQ do produto. Em todo o período de aplicação, principalmente em ambientes fechados, utilize EPI´s adequados: óculos de segurança, luvas de raspas, botas, magotes. Mantenha o ambiente ventilado até a secagem completa do produto. A ventilação forçada e máscara semifacial com filtro adequado para vapores orgânicos são obrigatória em ambientes fechados. Limpe as ferramentas e equipamentos com solvente orgânico.

Evite o contato do produto com o piso, empilhe sobre paletes. As embalagens deverão ser empilhadas de acordo com o recomendado para evitar o desmoronamento do estoque e danos com o produto:

Cuidados Ambientais Evitar o derramamento do produto no solo. Caso aconteça, proveja imediatamente a contenção, evitando a contaminação em área de preservação permanente, cursos de água, bueiros, etc. Realize

O produto deve ser armazenado em local coberto, ventilado, seco, longe de fontes de calor, fora do alcance de crianças e animais, e nas embalagens originais e intactas. A temperatura máxima para armazenagem é de 40°C. A validade do produto é de 12 meses a partir da data de fabricação.

PRIMER

Concreto e Alvenaria: 0,350 litros/m * por demão.   5. Embalagem

19


CAPOL PRIMER PRIMER 20

o descarte em local apropriado e regulamentado de acordo com a legislação vigente do meio ambiental estadual. Primeiros Socorros Em caso de intoxicação por inalação, remova a vítima para um local arejado e procure assistência médica imediatamente. No caso de contato com os olhos, lave com água potável em abundância por no mínimo 15 minutos e procure orientação médica. Para eventuais irritações da pele, olhos ou ingestão do produto, procure orientação médica, informando o tipo de produto


compactada selando-a estabilizando com certa impermeabilidade para receber as Asfalto líquido emulsionado de característica pavimentações de concreto asfalto. aniônica. • EM OPERAÇÕES TAPA BURACO: É perfeito para operações tapa buraco em • O traço com areia e brita “0” para pavimento ruas, estradas e, etc. nas operações de tapa buracos em ruas, estradas e rodovias. 2. Características 4. Utilização • Cor: castanho escuro Em impermeabilizações ou impregnações: • Aspecto: líquido Como apagador de poeira nas superfícies friáveis • Concentração: 50-58% de betume ou nas pavimentações de estradas, de pátios e • Viscosidade: 16 seg. CF 4 outros, fazer as primeiras imprimações traçando • Suscetibilidade térmica: Inalterável a qualquer o EMULPRIMER com água potável nas seguintes temperatura ambiente. proporções: 1:10 - 1:8 - 1:4 e por fim, se • Inocuidade: É atóxico, inodoro e não inflamável. necessário, traçá-lo em 1:2. Nota: Se em cada • Secagem: Depende da absorção da base, da imprimação for intercalando um espargimento temperatura e da umidade do ambiente em de pó de pedra, vai tornando e consolidando as superfície seca, ao fim de 20 minutos, sobre superfícies feitas desta maneira em um bom piso área levemente umedecida, duas (2) horas. com boa impermeabilidade. • Impermeabilidade: Total à água, depois de seco. 150-300g/m , dependendo da superfície base, ou do material a ser impregnado ou aglomerado. 3. Aplicações

EMULPRIMER

1. Definição

2

5. Armazenamento Por seis (06) meses, devidamente protegido. 6. Embalagem • Galão: 3,6 L - 3,4 kg líquido • Balde: 18 L - 18 kg líquido • Tambor: 200 L - 190 kg líquido.

PRIMER

• Aplicar com rolo, trincha ou broxa, nas condições em que é fornecido, diretamente sobre a superfície de concreto ou mesmo de argamassa, para torná-las impermeabilizadas e aptas a receber outros materiais de acabamento final. Como agente aglomerante, coesante em superfície friável. Na fabricação do concreto asfáltico:para pavimento de rodovias, etc. • No preparo de estrada de terra batida fazendo a irrigação com EMULPRIMER, traço 1: 8 de água e intercalando com pó de pedra no mínimo por duas ou 4 vezes . Se traçar o pó de pedra com brita “0” o consumo gira em torno de 7 a 12% (em relação ao pó de pedra e brita 0). • Como primer impermeabilizante sobre concreto, parede de alvenaria, emboços, muros de arrimo, etc, vedando a porosidade dos capilares. • Como aglomerante de areia seca e selecionada na proporção de 1:4 em volume, produzindo um piso de alta plasticidade que dispensa juntas de dilatação. Em impermeabilizações ou impregnações: • Como imprimação impermeável sobre concretos, paredes de alvenaria, emboços, muros de arrimo, etc., vedando a porosidade dos capilares. • Como apagador de poeira sobre terra

21


TEXSA BAND Fita - é uma membrana asfáltica com utilização de asfalto. Com alto teor de elastômeros, propicia permanente adesividade. Recoberta com alumínio flexível, possibilita sua utilização de forma abrangente, de fácil aplicação e proporcionando solução imediata de reparo em goteiras e infiltrações. Utilização A alta e permanente adesividade garante a adesão em: • Concreto; • Telhas (metálicas: fibrocimento e concreto); • Rufos e calhas metálicas; • Proteção de tubulação PVC exposta ao tempo; • Dutos de ventilação e ar condicionado; • Cantoneiras, furgões, carrocerias baú; • Barraca de camping; • Fechamento das sobreposições em sistema de subcobertura

TEXSA BAND normalmente. TEXSA BAND não é recomendada para superfícies sujeitas às altas temperaturas. Não utilize em substituição a rufos metálicos. Para melhor performance, TEXSA BAND deve ser aplicada quando a temperatura ambiente estiver acima de 20°.

TEXSABAND

1. Descrição

Recomendações Caso haja contato do produto com os olhos, lave-os apenas com água e procure apoio médico. Caso ocorra ingestão, não provoque vômito e procure apoio médico imediatamente.

2. Embalagem • • • • • • •

0,05m x 10m = 0,5m 0,10m x 10m = 1,0m 0,15m x 10m = 1,5m 0,20m x 10m = 2,0m 0,30m x 10m = 3.0m 0,45m x 10m = 4.5m 0,90m x 10m = 9.0m

2 2 2 2 2 2 2

Pacote com 4 caixas Pacote com 4 caixas Pacote com 2 caixas Pacote com 2 caixas Caixa com 1 unidade Caixa com 1 unidade Caixa com 1 unidade

3. Validade O produto tem validade de 2 anos.

3. Normatização

Norma NBR16411 de 07/2015

4.

Instruções de utilização

Comece removendo as partes soltas e as impurezas. Retire o filme plástico da face adesiva da TEXSA BAND e aplique firmemente apoiando com maior vigor nas bordas. Para superfícies porosas, recomenda-se imprimar com tinta betuminosa EMULPRIMER e aguardar secar por 2 horas ou CAPOL PRIMER e aguardar secar por 1 horas. Proceda a colocação

FITAS AUTO ADESIVAS

23


Recobrimento asfáltico tenso ativo com interação de moléculas e co-acriláticos prédosificados, isento de solventes, de alcatrão epóxi e, outros passíveis de poluição ambiental. TEXFILM é um produto ecologicamente equilibrado, com alta eficiência tecnológica. É um líquido preto, à base de hidrocarboneto resinado, composto e disperso em moinhos coloidais, redutores da molécula em micro células, o que o torna um produto de perfeita fluidez e grande capacidade de vencer o capilar de 0.05mm. Uma vez seco, oferece um acabamento impermeável e de elevado brilho, dureza superficial excelente, resistente a alguns ácidos, resistente aos atritos pneumáticos, o que garante uma perfeita proteção aos pisos de concretos e argamassas, e principalmente aos de concreto/asfáltico de vias, ruas e estradas, aumentando a aderência e segurança nas rodovias, protegendo também contra os raios ultravioletas. TEXFILM é um excelente restaurador de superfícies, mesmo que estas se apresentem com trincas ou fissuras. Não deixa a base ficar tufada.

desgaste realizado pelas águas correntes e pelo vento.

TEXFILM

1. Definição

3. Aplicações Como revestimento impermeabilizante e protetor de pisos velhos, tais como asfaltos de ruas e estradas, pisos de argamassas e concretos; em muros de arrimo, paredes junto a encostas que recebem pouco aquecimento solar; em pavimentação de vias, rodovias e aeroportos, etc. 4. Utilização O suporte deve estar limpo, não se apresentar friável (estar isento de poeira) e se apresentar absolutamente firme e isento de óleo, graxa, gesso ou cal. A pintura de TEXFILM pode ser armada com uma única camada de não tecido de poliéster, véu de vidro resinado etc. 5. Rendimento Varia de acordo com as condições do suporte. Como mínimo, recomendamos 500 gramas p/m ; podendo ser necessário até um mínimo de 1,00 kg/m para determinadas condições da base. 2

• Suporta jato d’água com pressão acima de 8 bares após a cura. • Ponto de fulgor após ebulição - 300°C Teor de sólidos s 54% • Phs9a 9,5 Não é tóxico Seca em 20 minutos. • Ótima resistência química à água e a soluções diluídas de sais, ácidos e também aos álcalis. • Excelente impermeabilidade à água e boa resistência à penetração de gazes como o C02, • Boa flexibilidade, permite ser utilizado sobre portas articuladas de chapas de ferro ou alumínio, e em vários tipos de materiais, além de pavimentação com superfície modulada em pequeno bloquete, etc. • Fácil de aplicar com brocha, rolo de pintura ou spray • Flexibilidade, permite cobrir micro fissuras e furos. • Ótimo alongamento na tração, não se desprende pintado sobre um fino filme fino de polietileno, alongando acima de 300%, sem fissurar. • Não abrasivo; protege os materiais do

2

6.

Cuidados no Manuseio

Embora não apresente risco durante a manipulação, recomenda-se fazer uso de EPIs como: luva, capacete e botas (exigências das normas de segurança do trabalho). 7. Embalagem • Baldes - 20 L - 20 kg líquido Tambores - 200 L - 170 kg líquido.

EMULSÕES ASFÁLTICAS

2. Características

25


TEXFILM FERROSO

1. Definição

Agite e pinte as superfícies com trincha ou rolo de carneiro. TEXFILM FERROSO, por ter como solvente a água, recomenda-se manter ferramentas em pequeno balde com água potável. Sobre superfície limpa e seca (é aceitável uma ligeira umidade) pinte com brocha, rolo de carneiro ou borracha. A pintura feita com TEXFILM FERROSO tem alto poder de resistência à tração, 2. Características razão de também poder ser usada como pintura impermeável de ligação, para em seguida se • Cor: cerâmica despejar a argamassa impermeável MPa 10, • Altamente impermeável - 100% desnivelando-a como piso final. • Secagem: rápida, não se desprega das TEXFILM FERROSO PINTOU IMPERMEABILIZOU. superfícies Poder de aderência: excelente a todos materiais Poder de cobertura: uma só demão. • Não se decapa e nem esfolheia. Tinta impermeabilizante de cor cerâmica para paredes e pisos de argamassas, concreto, chapa de ferro, materiais isolantes, e superfícies similares. Excelente para impermeabilizar pisos de concreto asfáltico que estejam trincados, pisos velhos sobre lajes. Dispensa juntas de articulação.

EMULSÕES ASFÁLTICAS

3. Propriedades

26

Impermeabiliza e protege contra corrosão superfícies de concretos novos e velhos entre si, chapas de ferro, tubulações, inclusive sobre superfícies lisas ou brunidas. Perfeito para demarcação e pintura de pisos. Pós-pintado a secagem é de aproximadamente 10 minutos. Tinta altamente impermeável de grande poder de 6. Marketing aderência e cobertura em uma demão. O TEXFILM-FERROSO É UM PRODUTO QUE NÃO Quando se precisa impermeabilizar com AGRIDE O MEIO AMBIENTE. resistência total à molécula da água, feita por cima de pisos ou mesmo sobre várias camadas 4. Aplicações de materiais sobrepostos, utilize o TEXFILM • Impermeabilizações de muro de arrimo, FERROSO. Melhor impermeabilizante aplicado em piso de banheiros, cozinha, laje de cobertura, nível do concreto. Use também o TEXFILM FERROSO etc. Impermeabilização ou imprimação de EXTRA RUGOSO antiderrapante em escadas, lajes argamassas em pisos e paredes de subsolo, inclinadas, pisos, rampas e nos costados ou fundo etc. de embarcações. Obs.: primeiro pinte os ângulos • Pintura ou reparação de pavimentos de retos e as trincas e depois pinte geral. concreto asfáltico. Em tubulações contra 7. Apresentação e Armazenagem corrosão. • Pintura sobre o piso asfáltico EMUGRAVA R1 de aplicação a frio, termo-acústico, nos • Baldes plásticos de 18 kg e Galões de 3,6 kg. Tempo de armazenamento, devidamente costados de navios, coberturas prediais, pisos coberto, seis (6) meses. de garagem, etc... • Nota.: Sobre chapa de ferro ou ferro com ferrugem Io pintar com OXIPRIMER VERNIZ para transformar a ferrugem em fosfato protegido por carbono. 5. Utilização


Impermeabilizante pastoso, à base de asfalto emulsionado e cargas minerais inertes e látex de borracha. 2. Características • Aspecto: Massa pastosa • Cor: Marrom escuro (fica preta depois de curada) • Diluente: Água. • Após a cura: solvente derivado do petróleo • Toxidade : Atóxico

EMULPLASTICO LATEX MASSA

1. Definição

3. Aplicações É um impermeabilizante contra água de percolação para uso em terraços e áreas internas de edificações, assim como, banheiros, áreas de serviço, etc. Como barreira de vapor e capa impermeabilizante sobre materiais de isolamentos térmicos de tubulações de água gelada, especialmente poliestireno expandido (Isopor), poliestireno extrudado e poliuretano. 4. Utilização

5. Rendimento • Para uma boa impermeabilização deve-se usar de 3 kg/m a 6 kg/m . • O consumo por demão é de, aproximadamente, 800 g/m a 1 kg/m . 2

2

2

2

6. • Galão: 3,6 L - 3,4 kg líquido • Balde: 18 L - 18 kg líquido • Tambor: 200 L - 190 kg líquido

EMULSÕES ASFÁLTICAS

As superfícies a serem impermeabilizadas devem estar limpas, secas e isentas de impurezas. Não aplicar quando ameaçar chuva. Aplicar com desempenadeira de aço ou rodo de borracha dentado, em camadas de 1mm a 2mm de espessura. Deixar curar antes de aplicar a camada seguinte.

27


EMULFATEXSA

1. Definição Impermeabilizante à base de asfalto emulsionado com cargas minerais inertes. 2. Características • Aspecto: Pastoso • Cor: Marrom-escuro (fica preto depois de curado) • Diluente : Água. Após curado, solvente derivado do petróleo. • Toxidade : Atóxico. 3. Aplicações • • • • • •

Como pintura impermeabilizante em : Lajes frias e estáveis Muros de arrimo Empenas entre edificações Sótãos Pisos de cozinha e banheiro, etc. Proteção contra umidade em subsolos, aplicado pelo lado externo. • Camadas de separação para concreto contínuo, quando se deseja que as juntas de concretagem atuem como juntas de contração. • Fundações e obras enterradas em geral. 4. Utilização

EMULSÕES ASFÁLTICAS

• As superfícies a serem impermeabilizadas devem estar limpas, secas, isentas de pó e impurezas. • Aplicar com rolo ou trincha. • Não aplicar quando ameaçar chuva.

28

5. Rendimento 0,80 kg/m para 0,5mm de espessura de filme seco. O consumo por demão é de, aproximadamente, 0,20 kg/m . 2

2

6. Embalagem • Galão : 3,7 kg líquido • Balde : 18 kg líquido • Tambores: 186 kg líquido


TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA

1. Descrição

6.

Impermeabilizante à base de polímeros acrílicos TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA – Impermeabilizante flexível, para moldagem no local de membrana acrílica, formulado à base de polímeros acrílicos dispersos em meio aquoso.

A superfície a ser impermeabilizada deve estar limpa, isenta de óleos, graxas e partículas soltas de qualquer natureza. Executar a regularização com argamassa de cimento e areia, traço 1:3 a 1:4 em volume, com acabamento desempenado e caimento mínimo de 1% ou 2% para o caso de membranas expostas, em direção aos ralos, Arredondar os cantos vivos e as arestas. As tubulações emergentes e ralos deverão estar rigidamente fixados, garantindo assim a perfeita execução dos arremates. A impermeabilização deverá ser executada nos rodapés, a uma altura mínima de 30 cm do piso acabado. Calafetar ralos, juntas e trincas com produtos, JUNTER F ou SELARJUNT ou TEXSA 400.   7. Aplicação

2.

Característica Técnicas do Produto

3.

Normalização e Certificados

• NBR 13.321:2008 – Membrana acrílica para impermeabilização; • NBR 9575:2010 – Impermeabilização – Sistemas e projetos; • NBR 9574:2008 – Execução da impermeabilização.

EMULSÕES ACRÍLICAS

4. Vantagens

30

Preparação de superfície

A aplicação na primeira demão deve-se realizar a diluição do TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA com água proporcionando maior aderência ao concreto ou argamassa. Misturar 1 volume do produto TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA com igual quantidade de água (diluição de 1:1). Aplicar a primeira demão do material diluído conforme consta no item anterior. Aplicar o TEXSACRYL MANTA LIQUÍDA com trincha, rolo de pintura de lã de pelo curto ou vassoura de pelo, aguardar a secagem. O tempo de secagem entre demãos esta compreendido entre 2 a 3 horas, dependendo da temperatura, condições climáticas e da ventilação do local. Aplicar a segunda e demais demãos do TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA sem diluição até atingir o consumo previsto para o local a ser impermeabilizado. A aplicação deverá ser em sentido cruzado e assim sucessivamente. Antes do teste de estanqueidade de 72h, aguardar um período de no mínimo 3 dias para cura do produto. (Para lajes).

• Resina acrílica ; • Pronto para uso, fácil aplicação, ótima flexibilidade; • Secagem super-rápida; • Perfeita aderência ao concreto e argamassa; • Baixa emissão de VOC; • Isento de solventes; • Resistente às intempéries, ozona, raios UV . • De cor branca, reflete os raios do sol reduzindo a passagem térmica através da cobertura melhorando o conforto térmico da edificação; Reforço: • Proporciona ótimo acabamento final. Em bocas de ralo, meia canas e locais fissurados, recomenda-se reforçar a 5. Utilização impermeabilização com tela de poliéster malha TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA é indicado para 2mm x 2mm . Aplicar a primeira demão do produto impermeabilização exposta de lajes de cobertura, diluído TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA que terá a lajes abobadadas, sheds, marquises, telhas de função de imprimação; Aplicar a segunda demão sem diluição, e com o TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA fibrocimento, telhados, pré-fabricados, etc. ainda úmido estender a tela de reforço para que


TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA

ela fique impregnada no material; Aplicar as demais iniciar os trabalhos. O produto deve ficar fora do alcance de demãos de modo a cobrir por completo a tela com crianças e animais domésticos. Utilizar ventilação o produto. forçada em ambientes fechados ou de pouca Observações ventilação, garantindo a renovação do ar durante Em superfícies muito lisas e no caso da a aplicação e secagem do produto. Em caso de não utilização da camada primaria recomendada, a contato com a pele, lavar a região com água e sabão a 1 demão do TEXSACRYL MANTA LÍQUIDA deve ser neutro. No caso de contato com os olhos, lavar diluída com 10 a 30% de agua. com água potável em abundância por no mínimo 15 minutos e procurar orientação médica. Eventual Restrições de Uso irritação da pele, olhos ou ingestão do produto, • No caso de haver trânsito de pessoas no local, procurar orientação médica, informando sobre o aplicar proteção mecânica; tipo de produto. Em caso de ingestão, não induza o • Locais de armazenamento de água (espelhos vômito e procure auxílio médico imediatamente. d’água, reservatórios, tanques, etc..). 12. Cuidados Ambientais 8. Consumo • Não reutilize as embalagens vazias. • Rendimento • Não descarte do produto ou embalagem no meio • 0,4 a 0,5 kg/m por demão. ambiente. Providencie o destino de resíduos de • Balde 12 kg – 12m / por 3 demãos. forma adequada conforme legislação vigente do • Galão 4 kg – 4m / por 3 demãos. meio ambiente local e regulamentos aplicáveis de acordo com as características do produto Observação: a quantidade de demãos necessárias ou material. depende da porosidade, tamanho e tipo de estrutura que está sendo impermeabilizada. 2

2

2

Consumo Recomendado • Telhados – 1,0 kg/m . • Lajes – 1,2 kg/m em 3 demãos. • Observação: O consumo de 1,0 a 1,2 kg/m e indicado como ideal, porém o consumo ideal depende da porosidade e das condições de preparação da superfície. 2

2

2

• Balde 12 kg: Máximo 4 unidades. • Galão 4 kg: Máximo 4 unidades. • Nota: Empilhar as embalagens sobre Madeirit para não ter contato direto com o piso ou solo. 10. Validade/Estoque Dois (2) anos a partir da data de fabricação nas embalagens originais e intactas, em ambiente coberto e seco, ventilado e longe de fontes de calor. A temperatura limite para armazenagem é de 30 C. 0

11.

Recomendações de segurança

Consultar a FISPQ dos produtos antes de

EMULSÕES ACRÍLICAS

9. Embalagem/Empilhamento

31


TEXTON L/AC

1. Definição Tintas para revestimento impermeáveis e decorativas à base de copolímero especial vinil/ acrílico emulsionado, para revestimento de diversos tipos de suportes. Excelente para fachadas por ser impermeável às águas projetadas e permeável ao vapor d’água. Decorativo e lavável, embeleza os exteriores e interiores das edificações. 2. Características • • • •

Preferencialmente deve ser composta de cimento e areia (inorgânica), sem a presença de materiais orgânicos, tais como o saibro, a terra de emboço e a cal, que poderão causar eflorescências e outros efeitos indesejados. A imprimação da base com ACRYLTEXSA SELADOR PINTURA é recomendada. Aplica-se TEXTON L como qualquer tinta, com rolo de espuma ou pistola, devendo-se utilizar uma escova para controlar o consumo, evitando o desperdício com a saturação das irregularidades da superfície. O produto vem pronto para uso e não se deve adicionar água, bastando agitá-lo bem para usar. Obs. No caso de sua utilização como pintura de pisos, após seca a película, passar cera líquida incolor, antes de liberar ao trânsito, para diminuir a aderência inicial.

Aspecto: Líquido ligeiramente espesso. Impermeabilidade: Às águas projetadas. Permeabilidade: Ao vapor d’água. Resistência: Alta resistência ao intemperismo, à abrasão e à fotodegradação. • Excelente resistência ao ozônio, à névoa salina, à chuva ácida e a derivados de petróleo. 5. Rendimento Acabamento: Tipo L - Liso com leve aspereza. • Tipo 17AC - Liso acetinado. • Pintura sobre base lisa - = 0,350 kg/m Pintura sobre base rugosa - = 0,450 kg/m • Para se conseguir o rendimento acima, deve3. Aplicações se aplicar o TEXTON com o uso de um rolo de espuma e uma escova (Tigre tipo 1188 n 3) em - Em exteriores: uma demão. • Fachadas, empenas e outros paramentos de edificações, especialmente à beira mar. Constitui um acabamento decorativo e impermeável, 6. Embalagem protegendo as partes internas da umidade e da • Galões: de 3,6 litros com 5,6 kg, líquido infiltração de água pelas paredes. • Devido ao seu excelente desempenho e • Baldes: de 18 litros com 31 kg, líquido durabilidade, é especialmente recomendada para obras de restauração patrimonial. • Pisos em geral, especialmente de quadras poliesportivas. • Como proteção e acabamento de mantas asfálticas aluminizadas. • Cobertura de veículos tipo bonde elétrico, baú, bagageiro, lonas, superfícies convexas, toldos e etc.. 2

2

EMULSÕES ACRÍLICAS

0

32

- Em interiores: • Caixas de escadas, cômodos, paredes, passagens ou corredores em colégios, clínicas, etc. • TEXTON L é recomendado pela sua facilidade de limpeza e durabilidade. 4. Utilização A base suporte deve estar firme, seca e isenta de óleos, graxas, poeiras e impurezas.


Tintas para revestimento impermeáveis e decorativas à base de copolímero especial vinil/ acrílico emulsionado, para revestimento de diversos tipos de suportes. Excelente para fachadas por ser impermeável às águas projetadas e permeável ao vapor d’água. Decorativo e lavável, embeleza os exteriores e interiores das edificações. 2. Características

e areia (inorgânica), sem a presença de materiais orgânicos, tais como o saibro, a terra de emboço e a cal, que poderão causar eflorescências e outros efeitos indesejados. A imprimação da base com ACRYLTEXSA SELADOR PINTURA é recomendada. Aplica-se TEXTON L como qualquer tinta, com rolo de espuma ou pistola, devendo-se utilizar uma escova para controlar o consumo, evitando o desperdício com a saturação das irregularidades da superfície. O produto vem pronto para uso e não se deve adicionar água, bastando agitá-lo bem para usar. Obs. No caso de sua utilização como pintura de pisos, após seca a película, passar cera líquida incolor, antes de liberar ao trânsito, para diminuir a aderência inicial.

• Aspecto: Líquido ligeiramente espesso. • Impermeabilidade: Às águas projetadas Permeabilidade: Ao vapor d’água. • Resistência: Alta resistência ao intemperismo, à abrasão e à fotodegradação. • Excelente resistência ao ozônio, à névoa salina, 5. Rendimento à chuva ácida e a derivados de petróleo. Acabamento: Tipo L - Liso com leve aspereza. • Pintura sobre base lisa - = 0,350 kg/m Pintura sobre base rugosa - = 0,450 kg/m • Tipo 17AC - Liso acetinado • Para se conseguir o rendimento acima, devese aplicar o TEXTON com o uso de um rolo de 3. Aplicações espuma e uma escova (Tigre tipo 1188 n 3) em uma demão. Em exteriores: • Fachadas, empenas e outros paramentos de edificações, especialmente à beira mar. Constitui 6. Embalagem um acabamento decorativo e impermeável, protegendo as partes internas da umidade e da • Galões: de 3,6 litros com 5,6 kg, líquido • Baldes: de 18 litros com 31 kg, líquido infiltração de água pelas paredes. • Devido ao seu excelente desempenho e durabilidade, é especialmente recomendada para obras de restauração patrimonial. • Pisos em geral, especialmente de quadras poliesportivas. • Como proteção e acabamento de mantas asfálticas aluminizadas. • Cobertura de veículos tipo bonde elétrico, baú, bagageiro, lonas, superfícies convexas, toldos e etc.

TEXTON L

1. Definição

2

2

Em interiores: • Caixas de escadas, cômodos, paredes, passagens ou corredores em colégios, clínicas, etc. • TEXTON L é recomendado pela sua facilidade de limpeza e durabilidade. 4. Utilização A base suporte deve estar firme, seca e isenta de óleos, graxas, poeiras e impurezas. Preferencialmente deve ser composta de cimento

EMULSÕES ACRÍLICAS

0

33


ACRYL TEXSA SELADOR

1. Definição

várias matizes de cor, o uso do ACRYLTEXSA SELADOR PINTURA é indispensável. Quando o emboço ou reboco forem constituídos de material orgânico ou hidratável, o que poderá acarretar eflorescências, a aplicação do PLASTOFIX é necessária, o qre evitará florescências e dará uma sobrevida aos matérias que estavam em decomposição.

Revestimento acrílico nobre, apresentado em diversas cores, com acabamento tipo travertino (riscado). Quando aplicado forma um corpo plástico monolítico rígido mais resistente do que o concreto e por ser permeável aos gases é mais eficiente nos revestimentos externos e internos , pois jamais se desprenderá 5. Rendimento 2. Características

Seu consumo aproximado é de 2,50 a 3,00 kg/m , por demão, em superfícies emboçadas, ou em alvenarias de bloco de concreto. 2

• Forma um corpo plástico monolítico . • Impermeável às águas projetada e permeável 6. Embalagem ao vapor d’água. • Aderência perfeita e contínua ao suporte. • Resistente ao intemperismo, à fotodegradação • Galão: 3,6 I - 7 kg líquido • Balde: 18 I - 35 kg líquido. e à abrasão. • Protege bases inorgânicas (cimento/areia traço 1:8) sem fissurar. • Adapta-se a todas as formas geométricas das obras. • Atóxico, não contém fibras de amianto

EMULSÕES ACRÍLICAS

3. Aplicações

34

• ACRYL TEXSA SELADOR em duas versões (FINO ou GROSSO) são revestimentos impermeáveis para fachadas e paredes, em exteriores e interiores, de alta qualidade, fornecidos prontos para aplicação. Com um acabamento sofisticado e de grande beleza do tipo travertino, é decorativo, possuindo grande variedade de cores. De fácil aplicação, é resistente às intempéries, não desagregando e nem descascando, podendo ser aplicado diretamente sobre blocos e tijolos cerâmicos, etc. 4. Utilização A superfície suporte deve ser coesa, sem brocas e ninhos, com acabamento camurçado ou liso. O revestimento SELADOR é aplicado sobre o suporte umedecido ou selado, com desempenadeira de aço inox, numa espessura aproximada de 2mm. Em seguida dar o acabamento travertino com uma desempenadeira plástica, passando-a no sentido vertical, de cima para baixo. OBS. Quando a superfície for friável e apresentar


PLASTIPEGANTE

1. Definição

conforme as condições da superfície.

Adesivo asfáltico elastomérico, líquido e impermeável, para colagem de materiais de 6. Embalagem construção e colmatação de poros da superfície • Galão: 3,6 L - 3,6 kg líquidos suporte. • Balde: 18 L - 18 kg líquidos • Tambor: 200L - 200 kg líquidos 2. Características • Aspecto: Líquido • Cor: Marrom escuro (fica preto depois de curado) • Diluente no estado pastoso : Água. • Diluente após a cura : Solventes derivados do petróleo. • OBS: A resistência ao arrancamento da base, ou seja, à tração perpendicular, é de = 0,500 kgf/cm 2

ADESIVOS PARA COLAGEM DE MANTAS ASFÁLTICAS

3. Aplicações

36

• Colagem de mantas asfálticas, placas e calhas de material isolante térmicos. Excelente para unir poliestireno expandido (Isopor) ou extrudado. • Como protetor e fixador do chapisco das areias espargidas sobre as capas de espuma, de (poliuretano aplicada por spray). • Colagem de pisos plásticos e outros revestimentos. 4. Utilização • O produto funciona como um adesivo de contato. • As partes a serem unidas precisam estar planas, limpas, secas, isentas de poeira e impurezas, para serem encostadas perfeitamente umas nas outras. • Aplicar o PLASTIPEGANTE em ambas as faces, em camada fina, aguardar até a película ficar seca e adquirir a máxima pegajosidade (= 20 minutos). Unir as partes. Apertar bem. Cuidado para não deixar bolha de ar entre as partes a serem unidas. • Secagem total 72 horas de acordo com as condições climaticas de cada local, quanto maior a umidade presente no ar maior o tempo de secagem.   5. Rendimento

O consumo é de 0,10 kg/m a 0,30 kg/m , 2

2


FAÇA ARGAMASSA COM O CIMENTO IMPERMEÁVEL RP MORTER. ESPECIFIQUE NOSSAS MANTAS MORTER Adesivo de corpo pastoso, inodoro composto PLAS. de asfalto e elastômero. 2. Características • Aspecto: Pastoso • Cor: Marrom escura (fica preto depois de curado) • Diluente no estado pastoso : Água. • Diluente após a cura : Solventes derivados do petróleo. • OBS: A resistência ao arrancamento da base, ou seja, à tração perpendicular, é de = 0,500 kgf/cm

PLASTIPEGANTE MASSA

1. Definição

2

• Colagem de mantas asfálticas, placas e tubos isolantes térmicos, especialmente poliestireno expandido ou extrudado, pisos plásticos, etc. É indicada para uso em superfícies rugosas e que não estejam perfeitamente regularizadas, onde se requer o uso de uma cola mais espessa para cobrir pequenos desníveis da base. 4. Utilização Aplicar o adesivo sobre uma das partes a serem unidas, em uma camada espessa, em seguida, com rodo de borracha dentada ou de uma desempenadeira de aço também dentada, penteálo, para retirar o excesso e formar estrias do PLASTIPEGANTE MASSA. Unir as partes (mantas ou placas), do centro para os lados, para expulsar o ar e espalhar a massa que foi previamente dentada. OBS: Na colagem de mantas asfálticas, não passar a PLASTIPEGANTE MASSA nas bordas de sobreposição. 5. Rendimento • 0,5 kg/m a 0,8 kg/m . 2

2

6. Embalagem • Galão: 3,6 L - 4 kg líquidos • Balde: 18 L - 20 kg líquidos

ADESIVOS PARA COLAGEM DE MANTAS ASFÁLTICAS

3. Aplicações

37


6. Embalagem

PLASTOFIX

1. Definição

Aditivo promotor de aderência e “vitrificante” • Balde: 18 kg líquidos de superfícies. • Tambor: 190 kg líquidos 2. Características

NÃO DEIXE MIGRAR OXIGÊNIO NEM HIDROGÊNIO PARA O INTERIOR DO CONCRETO: USE COMO • Aspecto: Líquido leitoso REVESTIMENTO O BETUPISO E DECORE COM TEXTON • Diluente: Água R /PROCEDIMENTO PARA AUMENTAR A VIDA ÚTIL DOS CONCRETOS. USE MORTER PLAS- SUBSTITUI COM 3. Aplicações VANTAGENS QUAISQUER OUTRAS DUAS (2) MANTAS. ELA É GARANTIA DE QUALIDADE E DESEMPENHO A • Em chapisco, seu efeito plastificante e MAIS DE 45 ANOS, QUEM USOU ELOGIA ATÉ HOJE. aderente evita desprendimento e fissuras. • Em argamassas, permite a sua aplicação em espessuras entre 5mm e 40mm, reduzindo as tenções internas, evitando o aparecimento de trincas e fissuras e garantindo sua perfeita aderência em paredes e tetos. Aplicado como pintura em superfícies poeirentas, tais como pinturas mortas, superfícies de revestimentos friáveis (gesso e cimento), aglutina e aglomera as partículas soltas, “vitrificando” a superfície, tornando-a firme e resistente. • Aplicado como pintura de concretos, como impermeabilizante de superfície, não permite a evaporação acelerada da água, evitando o aparecimento de trincas e fissuras no processo de cura.

No preparo de argamassas, diluir o PLASTOFIX em água na proporção de 1 volume do produto para 20 de água, e acrescentar esta mistura ao cimento na proporção de 44% a 50% em relação ao seu peso. No preparo de chapisco, massa de rejunte de azulejos e fixador de caiação, diluir o PLASTOFIX em igual parte de água e acrescentar a mistura ao cimento na proporção 1:2 em volume, ou seja, 2 volumes de cimento para 1 volume da mistura de PLASTOFIX e água. Como aglutinante e impermeabilizante de superfícies, aplicar o produto puro, como um verniz.   5. Rendimento • Como pintura, prever um consumo de = 150 ml/m . • Como aditivo, prever um consumo de = 1,25 L por saco de cimento. 2

EMULSÕES ADESIVAS

4. Utilização

39


4. Utilização Despeja-se a água na betoneira e, com esta em movimento, despeja-se o MORTER CB, seguido do cimento e da areia. NOTA: Para que haja perfeita homogeneidade de uma argamassa ou concreto, são necessárias 210 rotações (evoluções) da betoneira, e a participação

MORTER CB

da água deve ser de, no máximo, 54% em relação ao peso do cimento, variando conforme o traço. Aditivo plastificante, coesante, retardador Processada a mistura a água não mais separa. da cura e introdutor de ar. Reduz o consumo de cimento e areia, substituindo a cal, o saibro e a RENDIMENTO: terra de emboço, proporcionando economia de • 250 ml (0,5%) por saco de cimento, para material e mão-de-obra. argamassas pobres. Traços 1:6,1:8,1:9,1:10, etc. 2. Característica • 50 ml (0,1%) por saco de cimento para concreto ou argamassas fortes. Traços 1:3, 1:4 e 1:5.6 • Aspecto: Líquido Em concreto estrutural - no máximo entre • Cor: Vinho 10/20 ml (0,04%) do MORTER CB por saco de • Diluente: Água cimento, Traço 1:3:4. • Cloretos: Isento • Sulfatos: Isento 5. Embalagem • pH: 10 - 11 • Galão: 3,5 kg líquidos 3. Aplicações • Balde : 20 kg líquidos • Tambor: 190 kg líquidos • Utilizado no preparo de argamassas de cimento e areia para emboço, assentamento de alvenaria etc., substituindo a cal, o saibro e a terra de emboço. Acrescentado à água do traço, sua ação é puramente físico-mecânica, não intervindo na hidratação do cimento. • Confere grande plasticidade e coesão à massa, permitindo a execução de revestimentos com argamassa pobre, composta somente de cimento e areia. Reduz o consumo de cimento e areia nas obras, aumentando o volume do traço entre 12% a 20%, aproveitando melhor a capacidade aglomerante do cimento. Usar 1,2 % do aditivo em relação ao peso do cimento Portland (cpv Ari fácil). • O uso do aditivo MORTER CB retarda a cura da argamassa, evitando, deste modo, retrações e fissuras decorrentes deste processo, proporcionando ainda uma argamassa mais impermeável e de maior resistência à compressão do que uma argamassa comum feita com terra de emboço ou saibro. MORTER CB, é um produto estável e não exposto ao calor, seu prazo de validade é de 12 meses.

ADITIVO PLASTIFICANTE

1. Definição

41


MORTER FIX

1. Definição Aditivo plastificante para argamassas especialmente médias e pobres em cimento, constituídas por cascalho de pedra britadas feitas por processo de moedura. É coesante e promove a pega entre 3 a 4 horas, por incluir uma pequena quantidade adicional de ar em formas de diminutas bolhas esféricas, independentes entre si e dotadas de grande tensão capilar superficialmente, influenciando da seguinte maneira nas argamassas: reduz as tensões internas, aumenta a docilidade, aumenta a adesividade e melhora a trabalhabilidade ou, alternativamente, permite conservar as mesmas com redução da relação A/C de 10 a 30% ou mais, em alguns casos. 2. Características • • • • • • • •

Aspecto: Líquido pH: = 10 Cor: Vinho Viscosidade: 63 Uk Densidade: 1,00 g/cm Diluente: Água Sólidos: 8,50% Sulfatos: Isento Cloretos: Isento 3

ADITIVO PLASTIFICANTE

3. Aplicações

42

Confere grande adesividade, plasticidade e coesão à massa, permitindo a execução de revestimentos com argamassa pobre em cimento e composta somente de areia industrial. -Argamassa para cimentados. • Argamassa para bombeamento. • Argamassa para chapisco. • Fabricação de blocos. 4. Utilização Despeja-se água na betoneira e, com esta em movimento, despeja-se o MORTER FIX, seguido do cimento e da areia. NOTA: Para que aconteça perfeita homogeneidade de uma argamassa ou concreto, é necessário que seja misturada com 210 rotações em betoneira, e a participação da água deve ser de, no máximo, 65% em relação ao peso do cimento, variando conforme o traço. MORTER FIX, é um produto estável e não

exposto ao calor, seu prazo de validade é de 06 meses. 5. Rendimento • 500 ml (1.0%) por saco de cimento, para argamassas. • Traços: 1: 4 e 1: 9. • 50 ml (0.1%) por saco de cimento, para concretos. • Traços 1: 3: 4 e 1: 5: 5. 6. Embalagem • Galão: 3,6 L - 3,4 kg líquido • Balde: 18 L - 18 kg líquido • Tambor: 200 L - 190 kg líquido.


FLUITEXSA

1. Definição Aditivo adensante, fluidificante com poderes de plastificar e reduzir o fator água/cimento para argamassas e concretos. 2. Características • Aspecto: Líquido • Cor: Castanho avermelhado • Diluente: Água 3. Aplicações Como aditivo adensante e super plastificante para concreto, reduzindo o fator água/cimento em = 10% • Para obter um concreto mais fluido. • Para obter um concreto com maior resistência final. • Para obter um concreto que, com menor dosagem de cimento, mantém uma mesma resistência. • Para obter um acabamento perfeito, sem brocas e irregularidades, em obras de concreto aparente, principalmente quando as ferragens são muito densas. • Para encurtar o prazo de descimbramento para até 48 horas após a concretagem.

• Os melhores resultados são obtidos adicionando-se o aditivo FLUITEXSA, na dosagem indicada, no final do empastamento do traço. São necessários 3 a 5 minutos de mistura em betoneiras eficientes. No caso de concretos preparados em moto-betoneiras, adicionar o aditivo 5 a 7 minutos antes do lançamento. 5. Dosagem A dosagem básica é de 1% de FLUITEXSA em relação ao peso do cimento (0,5 kg de aditivo para 50 kg de cimento Portland). 6. Embalagem • Galão : 4 kg líquidos • Balde : 20 kg líquidos • Tambor: 180 kg líquidos.

ADITIVO PLASTIFICANTE

4. Utilização

43


SUPERPLASTEXSA

1. Definição

7. Armazenamento

Aditivo superplastificante retardador de cura para • De preferência em local seco e ventilado com concreto temperatura média ao redor de 25°C. • Validade: 12 meses na embalagem original e 2. Características lacrada. • • • • • •

Líquido de coloração castanho escuro sento de cloretos e sulfetos Diluente: água Massa especifica: 1,2 g/cm Ph: = 12 Incorporação de ar: menor do que 2% 3

3. Propriedades • Não altera a alcalinidade do concreto • Permite a obtenção de um concreto uniforme • Boa resistência mecânica. OBS: Por ser um aditivo integral que reúne um conjunto de propriedades, torna o concreto autoadensante e auto-nivelante, facilitando assim seu lançamento e vibração. 4. Aplicações • Em todas as misturas de concretos. • Por ser retardador da cura, atua sobre a pega do cimento, reduzindo o fator água/cimento. • Para se obter um concreto com menor dosagem de cimento, mantendo a mesma resistência mecânica.

ADITIVO PLASTIFICANTE

5. Utilização

44

Considere ± 65% de água em relação ao peso do cimento. Os melhores resultados são obtidos adicionando-se o aditivo SUPERPLASTEXSA-RD1 em água, na dosagem indicada para uso, adicionandose de preferência no inicio do empastamento dos traços. OBS: Não adicione o aditivo diretamente ao cimento. 6. Dosagem A dosagem básica é de 1% de SUPERPLASTEXSA - RD1 em relação ao peso do cimento, podendo variar de 0,25% a 1% do aditivo para 50,0 kg de cimento Portland, em função da sua compatibilidade com o cimento utilizado, sendo recomendado a realização de ensaios laboratoriais.

8. Embalagem • Galões - 3,6 L - 4 kg líquido • Baldes - 18 L - 18 kg líquido • Tambores - 200 L - 180 kg líquido


STOP 1 1. Definição

• Tambor: 184 kg líquidos • Galão: 3,3 kg líquidos Aditivo impermeabilizante hidrofugante, • Para recuperar o concreto use o microconcreto para uso geral em argamassas impermeáveis. R-MORTER E DIPLAS EXTRAFORTE. 2. Características • Aspecto: Líquido viscoso • Cor: Amarelo claro • Diluente: Água 3. Aplicações • STOP - 1 é usado como impermeabilizante em argamassas para rebocar, emboçar ou chapiscar interiores e exteriores. Em argamassas para soleiras, muros, paramentos, caixas d’água independentes da estrutura, piscinas, etc. O aditivo misturado melhora a aderência, a pegajosidade e impermeabilidade das argamassas. • Os traços de argamassa indicados são 1:2 e 1:3, em volume. • Em lastros de concreto magro, lançado sobre a terra, para canais, açudes, pavimentações, etc.

ADITIVO HIDROFUGANTE

4. Utilização

46

O aditivo STOP-1 deverá ser adicionado, previamente, à água do traço, na proporção de 4% em relação ao peso do cimento. Nas misturas em betoneiras, aconselhamos adicioná-lo inicialmente à água (entre 23 e 26 litros por saco de cimento), antes da adição do cimento e dos agregados. Estando pronta a argamassa, lançá-la sobre o suporte. OBS.: Em subsolos, poços de elevador, etc., caso haja infiltrações de águas impetuosas no suporte, fazer antes o tamponamento rápido dessas áreas com o STOP MORTER-R, de modo a vedar ou tamponar as infiltrações, antes de lançar a argamassa hidrofugante. 5. Rendimento • 4% do aditivo STOP-1 em relação ao peso do cimento do traço, ou seja : 1,65 litro para 36 litros de cimento ou 2 kg para 50 kg de cimento. 6. Embalagem • Balde: 14 kg líquidos


TEXSA PLUS SEMI FLEXÍVEL

1. Descrição TEXSAPLUS SEMI FLEXÍVEL trata-se de um revestimento impermeabilizante, semi-flexível, bicomponente (A + B), à base de cimentos especiais, aditivos minerais e polímeros de excelentes características impermeabilizantes. 2.

Característica técnicas do Produto

paredes internas e externas, pisos frios em contato com o solo, reservatório de água potável (não elevado), piscinas em concreto enterradas e estruturas sujeitas a infiltração do lençol freático. • Indicado como revestimento sobre contra piso antes de receber o assentamento de pisos cerâmicos para proteção de umidade ascendente em caso de pisos com contato direto com solo. • Indicado para proteção de rodapé oriundo de umidade ascendente. Para outras utilizações de uso consulte nosso departamento técnico (sac@texsa.com.br). 6.

6.1 - Preparo da base Substrato deverá apresentar-se limpo, sem partes soltas ou desagregadas, nata de cimento, • NBR 11.905 - sistema impermeabilizante óleos, desmoldantes ou qualquer tipo de material composto por cimento que possa prejudicar a aderência. Impermeabilizante e polímeros; Quando em estrutura de concreto recomenda-se a • NBR 9575:2010 - impermeabilização - lavagem com escova de aço e água ou jato d’água sistemas e projetos; de alta pressão. • NBR 9574:2008 - execução da impermeabilização. 6.2 - Preparo do produto Produto é fornecido em dois componentes 4. Vantagens e estão fracionados para aplicação em forma de pintura: componente a (resina) - polímeros acrílicos • Resistente às altas pressões hidrostáticas, emulsionados; tanto positivas quanto negativas. Componente b (pó cinza) - cimentos • Em pressão positiva resiste até 60 m.c.a. especiais, aditivos impermeabilizantes, • Em pressão negativa resiste até 10 m.c.a. plastificantes e agregados minerais. • Adere completamente as mais diversas Adicione aos poucos o componente b superfícies (pó cinza) ao componente a (resina) e misture • Ótima trabalhabilidade.. mecanicamente por 3 minutos, dissolvendo • Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico possíveis grumos que possam se formar, obtendo e inodoro. uma pasta homogênea. • Produto de fácil aplicação, com trincha ou Após misturado os componentes a e vassoura de pelo. b, o tempo de utilização desta mistura não • Pode ser aplicado sobre superfícies de concreto, deverá ultrapassar o período de 40 minutos, na alvenaria e argamassa temperatura de 25 °c. passado este período não • Permite assentamento direto de revestimentos recomendamos sua utilização. sem a necessidade de proteção mecânica no Aplicação em revestimento (traço em caso de ambientes sem cota. volume): 1 parte do componente a (resina) para 3 partes do componente b (pó). use desempenadeira 5. Utilização ou rodo. para o uso da desempenadeira, aplique inicialmente uma demão com trincha no traço de • TEXSAPLUS SEMI FLEXÍVEL é utilizado para pintura. impermeabilização de subsolos, cortinas, poços Não adicione em hipótese alguma água na de elevadores, muros de arrimo, baldrames, mistura do produto.

CIMENTÍCIOS

3.

48

Instruções de utilização

Normalização e Certificados


• Em reservatórios após a cura total do produto, lave com água e sabão utilizando vassoura de pelo antes do primeiro carregamento de água potável. • Em piscinas e reservatórios enterrados de concreto, antes da aplicação do sistema impermeabilizante, execute teste de carga d’água por no mínimo 72 horas para acomodação da estrutura. • Verifique o aparecimento de eventuais trincas e fissuras que podem ocorrer na carga total. • Recomenda-se a utilização de argamassa de proteção mecânica no piso para aplicação em reservatórios de água, devido aos serviços de limpeza que estas áreas estão sujeitas, que geralmente são efetuadas com escovas e podem ocasionar a remoção do produto devido a forte agressão mecânica. Restrições de Uso Não utilize o produto em: • Estruturas sujeitas a fissuração. • Sobre massa de regularização que contenha cal ou hidrofugo, em caso de utilização da cal ou

8. Consumo

9. Embalagem/Empilhamento

TEXSA PLUS SEMI FLEXÍVEL

hidrófugos somente poderá ser aplicada após a cura total da massa a fim de evitar problemas com a carbonatação da cal. • Situações com ph inferior a 6,0.

• Caixa de 18 kg - contendo dois bags, um com parte seca e outro com parte líquida. • Máximo 4 unidades. 10. Validade/Estocagem Nove (09) meses a partir da data de fabricação desde que mantido em suas embalagens originais e intactas, em local coberto e seco, ventilado e longe de fontes de calor. 11.

Recomendações de segurança

• Antes de iniciar os trabalhos consultar a FISPQ dos produtos. • Utilize EPI’s adequados como luvas e máscara de proteção facial, botas impermeáveis e óculos de segurança. • Manter o produto fora do alcance de crianças e animais domésticos. • Em ambientes fechados ou de pouca ventilação, obrigatório garantir a renovação do ar através de ventilação forçada durante a aplicação e secagem do produto. • Em caso de contato com a pele, lavar a região com água e sabão neutro. • No caso de contato com os olhos, lavar com água potável em abundância por no mínimo 15 minutos e procurar orientação médica. • Eventual irritação da pele, olhos ou ingestão do produto, procurar orientação médica, informando sobre o tipo de produto. • Em caso de ingestão procure auxilio médico imediatamente.

CIMENTÍCIOS

6.3 - Aplicação do produto Recomendamos que a superfície seja umedecida antes da aplicação do produto, após aplicar as demãos necessárias para cada caso, conforme tabela de consumo. As demãos deverão ser aplicadas no sentido cruzado, em camadas uniformes, intervalos de 2 a 4 horas dependendo da temperatura ambiente até atingir o consumo especificado. Em regiões críticas como ao redor de ralos, elementos de passagem e juntas de rodapé, recomendamos a aplicação de TEXSAPLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL. Em juntas de concretagem recomendamos o reforço com aplicação de TEXSAPLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL entre a 1ª e 2ª demão. Aguarde a cura do produto por no mínimo 5 dias antes do teste de estanqueidade e execução da proteção mecânica. Em ambientes fechados ou em situações com umidade do ar elevada o período mínimo de cura é de 7 dias. Em áreas abertas ou sob forte incidência solar, promova a hidratação do TEXSAPLUS SEMI FLEXÍVEL no mínimo por 72 horas.   7. Recomendações

49


TEXSA PLUS FLEXÍVEL CIMENTÍCIOS 50

1. Descrição

da data de fabricação, desde que armazenado em local seco, ventilado e nas embalagens originais e Impermeabilizante à base de resinas intactas. acrílicas e cimentos aditivados que em composição, Instruções de Utilização resultam em uma membrana de polímero modificado, 8. com cimento de excelentes características de Preparação da Superfície resistência e impermeabilidade. • O substrato deverá apresentar-se limpo e íntegro, sem partes soltas ou desagregadas, 2. Característica técnicas do Produto nata de cimento, óleos, desmoldantes, etc. • Recomenda-se a lavagem com escova de aço e água ou jato d’água de alta pressão. • Ninhos e falhas de concretagem deverão ser tratados com argamassa de cimento e areia, traço 1:3, amassada com solução de água e emulsão adesiva PLASTOFIX, na proporção de 3. Vantagens 2:1 em volume. • Deve-se calafetar eventuais juntas de dilatação, • Resistente à altas pressões hidrostáticas fissuras e ao redor de tubulações com mástique positivas; SELARJUNT seguindo as normas técnicas de • Produto de fácil aplicação com trincha ou calafetação de juntas. LEMBRE-SE SEMPRE DE vassoura de pelo; UMEDECER O SUBSTRATO. • Não altera a potabilidade da água, sendo • Sobre o substrato úmido, aplique 2 demãos atóxico e inodoro; de TEXSAPLUS SEMI FLEXÍVEL e aguarde secar • Aplicado sobre superfícies de concreto de 2 a 6 horas entre demãos (ver catálogos ou argamassa isenta de cal. Confere excelente específicos). Esta aplicação tem como objetivo aderência; o estucamento e a selagem dos poros do • Acompanha as movimentações estruturais substrato. e fissuras previstas nas normas brasileiras. Preparação do Produto • Componente A (resina acrílica): Resina e 4. Utilização aditivos; Componente B (pó cinza): Cimentos especiais, aditivos impermeabilizantes e • Por se tratar de um produto flexível, plastificantes. TEXSAPLUS FLEXÍVEL é indicado para • Adicione aos poucos o componente B (pó impermeabilização de torres de água e cinza) ao componente A (resina), misturando reservatórios de água potáveis, elevados ou mecanicamente por 3 minutos ou manualmente apoiados de estrutura de concreto armado. por 5 minutos, obtendo uma pasta homogênea Para outras utilizações de uso consulte o e sem grumos. Departamento Técnico. • Em hipótese alguma adicione água na mistura do TEXSAPLUS FLEXÍVEL. 5. Consumo Aplicação do Produto • O consumo estimado é de: 3,5 kg/m . • Misture constantemente o produto durante a aplicação. Aplique TEXSAPLUS FLEXÍVEL com 6. Embalagem trincha ou vassoura de pelo. • Na primeira demão, aguarde secar por um • Caixa com 18 kg. período mínimo de 4 horas. Aplique as “demãos” subsequentes em sentido cruzado, em camadas 7. Estocagem uniformes por igual período ou dependendo da temperatura ambiente, até atingir o consumo O produto tem validade de 9 meses, a partir especificado. 2


TEXSA PLUS SEMI FLEXÍVEL

9. Recomendações • Ambos os componentes não apresentam riscos à saúde quando utilizados corretamente. Utilize luvas de borracha para manuseio do produto. Após o seu uso, lave bem as mãos. • Em caso de contato do produto com os olhos ou mucosas, lave com água em abundância. Persistindo a irritação, procure orientação médica. • A utilização dos EPIs normais e insuflador para renovação do ar interno é imprescindível quando o produto for aplicado em locais fechados. • Para reservatórios e torres de água, recomendase que antes da preparação da superfície, seja executado o teste de carga d’água por no mínimo 72 horas, para acomodação da estrutura. Verifique o aparecimento de eventuais trincas e fissuras que podem ocorrer na carga total. • Aguarde a cura do produto por um período mínimo de 5 dias ou conforme condições de temperatura ambiente, umidade relativa e ventilação. • O produto é formulado para reservatório de água potável ou estação de tratamento de água (E.T.A), não devendo ser utilizado em locais cujo pH seja inferior a 6,0. • Em reservatórios, após teste de estanqueidade de 72 horas, promova a sanitização e despreze o primeiro carregamento de água para consumo humano ou animal. • Não recomendamos utilizar produtos de natureza química para higienização ou sanitização das áreas impermeabilizadas. Para mais informações consultar os procedimentos para lavagem, contidos em nosso site ou órgão regulamentador. É recomendável a utilização de argamassa de proteção mecânica no piso, quando da aplicação em reservatórios de água, devido aos serviços de limpeza a que estas áreas estão sujeitas. • Recomenda-se não ultrapassar o período de 3

CIMENTÍCIOS

• Espalhe areia peneirada e seca antes da horas entre as aplicações do TEXSAPLUS SEMI secagem da última demão do Texsaplus Flexível. FLEXÍVEL E TEXSAPLUS FLEXÍVEL a fim de não • Aguarde a cura do produto por no mínimo 5 dias permitir a delaminação entre as camadas dos antes do teste de estanqueidade e execução da produtos. proteção mecânica. • Consulte os seguintes catálogos: PLASTOFIX E • Argamassa de Proteção Mecânica TEXSAPLUS SEMI FLEXÍVEL. • Horizontal • Execute argamassa de proteção mecânica de cimento e areia traço 1:3, desempenada com espessura mínima de 3 cm.

51


TEXSA PLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL

1. Descrição

Piscinas de concreto enterrada: 4,5 kg/m em 3 demãos; Impermeabilizante à base de resinas • Reservatório ou piscina elevada de concreto: termoplástica e cimentos com aditivos e 4,5 kg/m em 3 demãos. incorporação de fibras sintéticas (polipropileno). Essa composição resulta em uma membrana de 6. Embalagem polímero modificado com cimento de excelentes características de resistência, flexibilidade e Caixas de 18 kg (5 unidades líquidas: 4,5 kg mais 1 unidade Pó: 13,5 kg). impermeabilidade. 2

2

2.

Característica técnicas do Produto

• O produto tem validade de 9 meses, a partir da data de fabricação, desde que armazenado em local seco, ventilado e nas embalagens originais e intactas. 8.

CIMENTÍCIOS

3. Vantagens

Instruções de Utilização

Preparação da Superfície • O substrato deverá apresentar-se limpo e • Excelente performance de flexibilidade; íntegro, sem partes soltas ou desagregadas, • Produto de fácil aplicação, com trincha ou nata de cimento, óleos, desmoldantes, etc. vassoura de pelo; • Recomenda-se a lavagem com escova de aço e • Atóxico. Após a cura é inodoro; água ou jato d’água de alta pressão. • Excelente aderência quando aplicado sobre • Ninhos e falhas de concretagem deverão ser superfícies de concreto ou argamassa; tratados com argamassa de cimento e areia, • Permite o assentamento direto de traço 1:3, amassada com solução de água e revestimentos, sem a necessidade de proteção emulsão adesiva PLASTOFIX, na proporção de mecânica no caso de banheiros, cozinhas e 2:1 em volume. lavanderias sem cota. • Deve-se calafetar eventuais juntas de dilatação, 4. Utilização fissuras e ao redor de tubulações com mástique SELARJUNT seguindo as normas técnicas de Indicado para impermeabilização de áreas calafetação de juntas.LEMBRE-SE SEMPRE DE com constante presença de água ou áreas UMEDECER O SUBSTRATO. permanentemente úmidas, como: • Em reservatórios e piscinas enterradas, sobre o • Reservatório de concreto de água potável substrato úmido, aplique 2 demãos de Texsaplus elevados ou apoiados Semi Flexível e aguarde secar de 2 a 6 horas • Piscinas de concreto elevadas; entre demãos (ver catálogos específicos). Esta • Áreas frias como banheiros, cozinhas e aplicação tem como objetivo o estucamento e a lavanderias; selagem dos poros do substrato. • Lajes de pequenas dimensões, • Terraços e varandas Preparação do Produto • Produto não recomendado para lençol • Componente A (resina termoplástica): Resina freático atuante. e aditivos; Componente B (pó cinza): Cimentos Para outras utilizações de uso consulte o especiais, aditivos impermeabilizantes e Departamento Técnico plastificantes e incorporação de fibras sintéticas (polipropileno). 5. Consumo • Adicione aos poucos o componente B (pó cinza) ao componente A (resina), misturando • Área Molháveis: 3 kg/m em 2 demãos; mecanicamente por 3 minutos ou manualmente • Sacadas e terraços: 3 kg/m em 2 demãos; por 5 minutos, obtendo uma pasta homogênea 2

52

7. Estocagem

2


• Ambos os componentes não apresentam riscos à saúde quando utilizados corretamente. • Utilize luvas de borracha para manuseio do produto. Após o uso do produto, lave bem as mãos. • Caso o produto entre em contato com os olhos ou mucosas, lave com água em abundância. Persistindo a irritação, procure orientação médica, informando sobre o produto. • Quando utilizado em locais fechados, é imprescindível a utilização dos EPIs usuais. • Em piscinas enterradas, reservatórios e torres de água, recomenda-se antes da preparação da superfície, executar teste de carga d’água por no mínimo 72 horas, para acomodação da estrutura e a verificação de eventuais aparecimentos de fissuras que venham a ocorrer quando da carga total e possibilitar a preparação adequada para a superfície a ser impermeabilizada. • Recomenda-se não ultrapassar o período de 3 horas entre as aplicações do TEXSAPLUS SEMI

TEXSA PLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL

• Aplicação do Produto • Misture constantemente o produto durante a aplicação. Aplique TEXSAPLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL com trincha ou vassoura de pelo. • Na primeira demão, aguarde secar por um período mínimo de 4 horas. Aplique as “demãos” subsequentes em sentido cruzado, em camadas uniformes com intervalos entre 4 a 8 horas, dependendo da temperatura ambiente, até atingir o consumo especificado; • • Eventuais juntas de dilatação e ao redor de tubulações, deverão ser calafetadas com mástique SELAJRUNT seguindo as normas técnicas de calafetação de juntas. Espalhe areia peneirada e seca antes da secagem da última demão do TEXSAPLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL. • Aguarde a cura do produto por no mínimo 7 dias antes do teste de estanqueidade e execução da proteção mecânica. • Argamassa de Proteção Mecânica • • Horizontal • Execute argamassa de proteção mecânica de cimento e areia traço 1:3, desempenada com espessura mínima de 3 cm. • 9. Recomendações de Segurança

FLEXÍVEL E TEXSAPLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL a fim de não permitir a delaminação entre as camadas dos produtos. Aguarde a cura do produto por período mínimo de 7 dias ou conforme condições de temperatura ambiente, umidade relativa e ventilação. O produto é formulado para reservatório de água potável ou estação de tratamento de água (E.T.A), não devendo ser utilizado em locais cujo pH seja inferior a 6,0 em reservatórios, após teste de estanqueidade de 72 horas, promova a sanitização e despreze o primeiro carregamento de água para consumo humano ou animal. Não recomendamos utilizar produtos de natureza química para higienização ou sanitização das áreas impermeabilizadas. Para mais informações consultar os procedimentos para lavagem, contidos em nosso site ou órgão regulamentador. É recomendável a utilização de argamassa de proteção mecânica no piso, quando da aplicação em reservatórios de água, devido aos serviços de limpeza a que estas áreas estão sujeitas. Recomenda-se não ultrapassar o período de 3 horas entre as aplicações do TEXSAPLUS SEMI FLEXÍVEL E TEXSAPLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL a fim de não permitir a delaminação entre as camadas dos produtos. Consulte os seguintes catálogos: PLASTOFIX e TEXSAPLUS SEMI FLEXÍVEL.

CIMENTÍCIOS

e sem grumos. • Em hipótese alguma adicione água na mistura do TEXSAPLUS FIBRAS SUPER FLEXÍVEL.

53


2. Vantagens EMULSÃO TEXSA ANTIRRUÍDO® oferece os seguintes benefícios: • Fácil manuseio e aplicação a frio, formando uma membrana contínua, aderida ao substrato e sem emendas; • A base de água, não é agressiva ao meio ambiente, podendo ser aplicada em ambientes fechados; Produto com responsabilidade ambiental; • Ótima redução de ruídos de impacto nas edificações; • Pronta para o uso. 3.

Característica técnicas do Produto

*L’nT,w - Nível de pressão sonora de impacto padrão ponderado. ** Ensaios realizados em nosso campo de provas, resultados de teste de campo. Ruído de impacto em piso - Comportamento em Campo O valor de *L’nT,w depende de vários fatores, tais como : • • • • • •

Rigidez da laje Espessura; Densidade do material; Módulo de Young; Armaduras (bitola e malha); Forma de vinculação das 4 bordas da laje na estrutura (interligação de armaduras); • Forma de vinculação ou contato com as paredes.

4. Aplicações EMULSÃO TEXSA ANTIRRUÍDO® vem pronta para o uso, sendo aplicada a frio, com uso de rolo, trincha, vassoura de pelo de cerdas curtas ou rodo denteado, para áreas como: • Laje zero; • Em paredes divisórias; • No interior de places de gesso acartonado (utilizar fundo preparador na placa); • Sob e Sobre contra piso; • Amortecendo impacto de pisos de madeiras, laminados e vinílicos; • Em construções tipo “Steel Frame”; • Em tubulações de água e esgoto, principalmente nas tubulações aéreas e fundos de caixa sifonada, evitando ruído de “queda dágua”; • Dentro de shafts para amortecer o ruído das tubulações, • Interior de casa de máquinas para amortecer ruído dos equipamentos. 5.

Como aplicar

1. Preparo do substrato O substrato deve estar liso, sem protuberâncias, limpo, isento de pó, sem presença de arranques, pregos, desmoldantes e/ou elementos perfurantes e que possam criar pontos de atrito, etc. Observação importante: após a aplicação do produto caso sejam realizadas instalações elétricas ou hidráulicas o produto deverá ser reaplicado nos vãos abertos.

2. Aplicação do produto Emusão Texsa Antirruído® vem pronto para o uso e deve ser aplicada com uso de rolo, trincha, vassoura de pelo de cerdas curtas ou rolo denteado, de modo que o material seja depositado no substrato em uma única demão, formando uma camada homogênea. 2.1 Em lajes de piso: Recomendamos a aplicação de cerca de 1,0 cm L’nT,w: Nível de pressão sonora de impacto acima da altura prevista do contrapiso a fim de padronizado ponderado - aplica-se em pisos criar um rodapé acústico. somente. Aguardar a completa secagem do material por

EMULSÁO ANTIRRU[IDO

EMULSÃO TEXSA ANTIRRUÍDO® é um produto a base de asfalto, composto com cargas de borracha reciclada, emulsionado em água. Produto de fácil aplicação que, depois de curado, forma uma membrana asfáltica com excelente característica de redução de ruídos de impacto, atendendo o nível mínimo estabelecido pela ABNT NBR 15575:2013 nas edificações residenciais.

EMULSÃO ACÚSTICA REDUTORA RUÍDO DE IMPACTO

1. Descrição

55


EMULSÃO ANTIRRU[IDO EMULSÃO ACÚSTICA REDUTORA RUÍDO DE IMPACTO 56

cerca de 12 horas antes de aplicar o contra piso ou experiência de uso desses produtos, desde acabamento desejado. que devidamente armazenados, manuseados e 2.2 Sobre contra piso: aplicados em condições normais. Recomendamos a aplicação de cerca de 1,0 cm • Em condições práticas de campo sabemos que acima da cota de contrapiso, a fim de criar um ocorrem variações no estado do material, a rodapé acústico. variadas superfícies e condições de aplicação Aguardar a completa secagem do material por em campo são de tal forma imprevisíveis que cerca de 12 horas antes de aplicar o contra piso ou nenhuma garantia a respeito da comercialização acabamento desejado. ou aptidão de um determinado produto 2.3 Em tubulações: para um determinado fim, nem quaisquer Recomendamos que a tubulação esteja limpa, responsabilidades decorrentes de qualquer principalmente de pastas lubrificantes, e que o relacionamento legal entre as partes poderão produto seja aplicado em toda a superfície aparente ser inferidas dessas informações ou de do tubo, nos fundos de caixa sifonada recomendamos quaisquer recomendações dadas por escrito ou que seja aplicado dupla camada a fim de minimizar por qualquer outro meio. o impacto do barulho de “queda dágua”. • Recomendamos que seja consultado sempre 2.4 No interior de placas de gesso acartonado: nosso Departamento Técnico em caso de dúvidas Recomendamos que a mesma receba uma demão e no caso de contaminações ou uso indevidos de fundo preparador a fim de não receber migração procurar o médico o mais rapidamente possível do asfalto para a cor da placa. levando a FISQP do produto. 2.5 Paredes divisórias, shafts, casa de máquinas: Recomendamos que seja aplicado uma nata de cimento a fim de minimizar as juntas entre os blocos e nivelar a superfície, aplicar a emulsão diretamente sobre essa nata ou sobre o bloco, após aplicar a massa de revestimento, nas paredes de shafts e casa de máquinas recomendamos cobrir com nata de cimento para proteger a emulsão. • Caso necessário e exista cota pode ser aplicado uma segunda demão do produto a fim de atingir o consumo recomendado de 3 kgs por m . • O tempo de secagem da emulsão entre demãos e para recebimento de outro material é de 12 horas. • A emulsão pode receber argamassa colante diretamente sem quaisquer risco. 2

6. Consumo • 3,00 a 4,00 kgs/m

2

7. Embalagem • Barricas contendo 18 kgs de material.   8. Recomendações Gerais • As informações e, em particular, as recomendações relacionadas à aplicação e à utilização final de nossos produtos são fornecidas de boa-fé e baseadas no conhecimento e na


ARGATEXSA TÉRMICA 1

1.

Definição

Argamassa mineral leve, macia e flexível, de boa resistência à compressão. É um sistema de isolamento térmico para eliminar o aquecimento de paredes ensolaradas, porta corta-fogo, tubulações de água quente etc. 2. • • • • • 3.

Características Aspecto: Pó de granulometria média Cor: Gelo Valor: p = 0,118 kcal. Resistência ao fogo: s 1000°C Resistência a punção sub: de lcm = 25 kg Aplicações

COMPARATIVOS DE RESISTENCIA AO CALOR E AO FOGO Isopor > 70°C Poliuretano rígido > 120°C TEXTON 9000 > 300°C ESPUMOGENS AIS TEXSA > 800°C CONCRETO ESTRUTURAL > 250°C ARGATEXSA TÉRMICA 1 > 1000°C 5. •

• • •

4.

ARGAMASSAS TÉRMICAS

Utilização

Despejar ARGATEXSA TÉRMICA 1 num recipiente que não permita a fuga dos elementos finos e da água, tal como a Masseira Prática (de chapa) ou numa betoneira, adicionando a água, em seguida, na proporção de 50% em relação ao peso do ARGATEXSA TÉRMICA 1 e misturar até a massa ficar homogênea (= 10 minutos em betoneira). • Traço: 10 kg de ARGATEXSA TÉRMICA 1 (1 saco) - 5 litros de água. • Caso se queira uma plastificação ou uma aeração da massa usar PLASTOFIX-SOLGLOUT ou então o aditivo MORTER CB. • Depois de pronta a massa, aplicá-la sobre o suporte previamente estriado com DIPLAS EXTRA FORTE ou sobre o chapisco bem aberto com uniformidade fino, na espessura máxima de 2,5cm de cada vez, dando acabamento alisado.

58

Paredes ensolaradas, corta-fogo, saunas, estufas, etc; Paredes de ambientes refrigerados por arcondicionado; Tubulações de água quente ou fria; Outras aplicações onde se necessita de uma massa isolante que separe ambientes de temperaturas diferentes.

Variável, de acordo com a irregularidade ou retidão do suporte, podendo-se considerar um consumo de 6,5 kg/m para 1 cm de espessura. 2

6.

Para revestir paredes e tetos, quando se • deseja separar a condutância térmica dos elementos construtivos, não permitindo a transmissão de calor, tais como: •

Rendimento

Embalagem Saco: 10 kg, líquido.


2. Propriedades É composta de minerais leves, apresentada em forma de pó e necessita somente da adição de água com aditivos especiais para ser empastada. É uma argamassa à base de hidrossilicato de cálcio, aplicada por sistema de moldagem in loco, podendo ser usada em temperaturas de até 600 °C e caracterizando-se por não ser inflamável. Resistente e leve, é quimicamente estável e apresenta alta resistência à umidade. Não contém fibras de amianto, não provoca corrosão no ferro. Atende às normas ABNT - EB221/NBR 10662, PETROBRASN-1618A, ASTM C-533, MIL-I-24244, MIL - 278IE, E MIL - 2819F.

5.

Utilização

Pode ser preparada com os aditivos PLASTOFIX e MORTER. Coloca-se na betoneira a água necessária e despeja-se a ARGATEXSA TÉRMICA 2 despejando-o lentamente para não fazer poeira. Liga-se a betoneira deixando bater, durante 5 minutos, para se ter perfeita homogeneidade. 3. Características Traço com água: 15,00 kg de ARGATEXSA TÉRMICA 2 (1 saco) • Aspecto: Pó de granulometria média isopor com 9,00 litros de água. >70°C f ESPUMOGEM AIS TEXSA > 800°C Depois de confeccionada a massa, aplicá-la • Cor: Cinza sobre uma superfície previamente umedecida, na • Poliuretano rígido > 120°C espessura máxima de 2,0 cm, de cada vez, dando • CONCRETO ESTRUTURAL > 250°C acabamento liso ou camurçado. • Aderência: Boa O tempo de trabalho da massa ARGATEXSA • TEXTON 9000 > 300°C TÉRMICA 2 é de uma a duas horas, aproximadamente, • ARGATEXSATÉRMICA > 1000°C com cura em s 7 horas. RENDIMENTO: • Aplicabilidade: Boa, podendo ser aplicada com Variável, de acordo com a base em que colher de pedreiro ou desempenadeira. estiver sendo aplicada. Como valor médio, podemos • Coesão: Boa, não apresenta segregação no considerar 12 kg por m2 com 1 cm de espessura. estado pastoso e não fissura após a cura. • Estabilidade à água: Total, não redispersa ao 6. Acabamento Final imergir na água, depois de curada. • Resistência: A resistência à compressão Recomendamos os revestimentos da argamassa ARGATEXSA TÉRMICA 2, após TEXTON R ou ACRYL TEXSA CODEGRAN, por serem 72 horas de cura, é adequada para pisos de impermeáveis às águas projetadas e permeáveis trânsito leve em terraços ou varandas, podendo ao vapor d’água, propriedades necessárias para ser aplicada diretamente em cima de mantas se obter uma perfeita circulação dos gases e bom asfálticas (salvo casos especiais). desempenho do sistema. • Resistência à compressão no 28° dia: = 55 a 58 kgf/cm . 7. Armazenamento • Resistência à punção sub. de lcm = 25 kg Incombustibilidade: Suporta, sem alteração, • Seis (06) meses na embalagem original fechada, temperaturas de 600°C. resguardada das intempéries. • Condutividade térmica: = 0,125 kcal/mh °C (certificado 26030.003680/86) 8. Embalagem • 4. Aplicações • Sacos plásticos - 10 kg líquidos 2

Recomendada nos revestimentos adicionais

ARGATEXSA TÉRMICA 2

Argamassa que possui características de isolante térmico, com maior resistência ao puncionamento e à abrasão quando comparada com a ARGATEXSA TÉRMICA 1.

sobre a ARGATEXSA TÉRMICA 1 ou aplicada em: • Paredes ensolaradas • Paredes e tetos de alvenaria (de barro ou blocos de concreto) • Paredes de ambientes resfriados por arcondicionado. • Paredes divisoras de ambientes aquecidos (saunas, cozinhas, banheiros, etc) ou corta fogo. • Tubulações de água quente ou fria. • Outras aplicações onde se necessita de uma argamassa isolante de acabamento final. • do I.N.T. - ASTM C-177 e C-680).

ARGAMASSAS TÉRMICAS

1. Definição

59


ARGATEXSA TÉRMICA 3

1.

Definição

Micro argamassa que isola o calor dos raios solares. É impermeável às águas projetadas por chuva e vento, resistindo à pressão hidrostática acima de 2,319 g/cm ; tem resistência ao fogo, suportando chamas acima de 1200 °C; tem alta resistência ao puncionamento e à abrasão; tem em sua composição partículas leves; é quimicamente estável e apresenta alta resistência à umidade. 2

2.

Características

Aspecto: Argamassa composta de granulometria média. • Cor: Branco gelo. • Aderência: Boa • Aplicabilidade: Boa, com ferramentas convencionais. • Coesão: Boa, não apresenta segregação e não fissura após a cura. • Estabilidade à água: Total à água projetada, depois de curada. • Resistência: Boa resistência à compressão. • Resistência a punção sub 0 de lcm = 25 kg • Densidade aparente : 1.345 kg/m . • Cura: 03:30 horas. • Incombustibilidade: Suporta, sem alteração, temperaturas de 5o C até 600° C. 3

3.

Aplicações

Pronta para ser usada, basta adicionar água e homogeneizar. Coloca-se na betoneira a água necessária, despejase a ARGATEXSA TÉRMICA 3 lentamente para não fazer poeira, liga-se a betoneira deixando bater durante 5 minutos para se ter perfeita homogeneidade. Empastamento : 1 saco = 25 kg com 4 litros de água (16%). 5. • • 6.

4.

Utilização

ARGAMASSAS TÉRMICAS

Acabamento Final

É altamente estável em sua cor natural, que é o branco gelo, podendo ser pintada com TEXTON L ou ACRIL TEXSA CODEGRAN em diversas cores. É um revestimento de longa perenidade e de melhor desempenho do que pastilhas ou cerâmicas, porque não cai e é impermeável à molécula da água e permeável aos gases. Sua vida útil pode ser estimada em, no mínimo 25 anos. 7. •

60

Variável, de acordo com a base em que estiver sendo aplicada. Como valor médio, podemos considerar 15 kg/ m para 1 cm de espessura. 2

8.

Fabricada industrialmente para substituir o emboço e reboco tradicionais sobre alvenarias e concretos, em paredes ensolaradas, paredes divisoras de ambientes aquecidos (saunas, cozinhas, banheiros, etc) ou corta fogo, em tetos, paredes que dividem ambientes refrigerados e os pré- aquecidos. É adequada para pisos de trânsito leve em terraços ou varandas, podendo ser aplicada diretamente em cima de mantas asfálticas (salvo casos especiais).

Rendimento

Armazenamento Seis (06) meses na embalagem original fechada, resguardada das intempéries. Embalagem Sacos plásticos - 25 kg, líquido.


TEXSLUMP R GRAUTE

1. Definição

TESTES DE RESISTÊNCIA A COMPRESSÃO POR PERÍODO DE HORAS: É um concreto de fácil aplicação que permite MONÔMERO - ESCALA DE 0 A 350 KGF/CM2 - OU 0 A enchimento e desforma rápida porque proporciona 5000 PSI uma resistência à compressão em 120 minutos, da ordem de 56 kgf/cm , que ao ser aplicado se auto nivela com cura ultra-rápida. Em espessuras maiores pode ser misturado com brita “0” e brita 1, meio a meio de cada. 2

2. Características • Aspecto: Pó Cor: Cinzento • Resistência à compressão em 24 horas: 35 5. Rendimento Mpa. • Endurecimento: Tipo R - em 30 minutos adquire • Variável de acordo com o tipo de aplicação que se dará ao produto. Levando em resistência delO kgf/cm . consideração uma área de 1 m com 10 cm de 3. Aplicações espessura, o consumo é de 220 quilos. 2

2

• Como concreto estrutural em lajes, pilares, rampas, cintas, vigas, vergas e contra vergas; em fixação e chumbamento de peças, tais como: caixonete de porta, portões, janelas, máquinas e equipamentos, graute de tubulações, etc. • Confecção e execução de pisos planos com espessuras de 150 mm, pátios, plaqueados, etc. • Para execução de paramentos em grades, lamela de 120 mm de espessura, juntas de concreto em pontes e viadutos, etc.

GRAUTES

4. Utilização

62

• Adicionar 18 % de água em relação ao peso do TEXSLUMP (1 : 5), homogeneizar e encher ou espalhar na área, que deverá estar limpa, isenta de poeiras, partículas soltas e outros materiais estranhos ao suporte, tais como: graxas, óleos, gesso, cal, etc. Obs: Após devidamente homogeneizado e preparado, seguidamente lançá-lo (aplicá-lo) no tempo máximo de 10 minutos, devido à sua cura rápida. • Em rampas, ao ser lançada (derramada) a Ia batelada do concreto fácil sobre o suporte (base), para que não se perca o estado viscoso em que se encontra o TEXSLUMP - R Graute, cada batelada deve ser sempre despejada uma sobre a outra, e sempre chacoalhando (agitando) com enxada ou rodo apropriado o graute derramado (o que está correndo), empurrando um para cima do outro.

6. Embalagem • Sacos plásticos de 25 kg líquidos OBSERVAÇÃO: Os produtos da linhagem - TEXSLUMP - podem ser aplicados nas recuperações ou reabilitações de aplicações de alta resistência: auto-estradas, pátios em aeroportos, pontes, injeções para preencher os vazios ao atirantar, concreto projetado, pisos industriais etc.


PVA e Látex.

Selador e aglutinador atóxico, neutro, de cor branca, promove resistência às superfícies 5. Utilização friáveis, facilitando a aderência das argamassas e 5.1 Em preparo firme ou impregnações das tintas. Como apagador de poeira nas superfícies 2. Características friáveis ou na preparação das paredes, lajes e outras, fazer as primeiras imprimações como base • Líquido de cor branca Ph: 9 das pinturas. • Densidade: 1,00 g/cm Nota: Se usar como plastificante em argamassa 3. Propriedades ou massa corrida impermeável usar somente 20% sobre o volume da água do preparo da massa. • Tenso ativo • Aglutinante de superfícies pulverulentas 5.2 Aplicar com rolo, trincha ou broxa, nas • Consolidante de superfícies friáveis condições em que é fornecido, diretamente sobre • Selante de superfície, de boa impermeabilidade a superfície de concreto ou mesmo de argamassa, para torná-las firmes e coesas, hábeis a receber 3.1 Suscetibilidade térmica outros materiais de acabamento final. Inalterável a qualquer temperatura ambiente. 5.3 PLASTOFIX-SOLGLOUT pode ser usado 3.2 Inocuidade como selador ou na imprimação de superfície de É atóxico, inodoro e não inflamável. argamassa ou concreto que esteja se decompondo. Por manter seus componentes em homogenia Aplicá-lo no seu estado natural. aquosa, protege o operário que o manuseia dos riscos de intoxicação pela inalação de vapores 6. Consumo tóxicos e das nefastas conseqüências quando o selador é à base de solvente aromático ou alifático. • 150-300 g/m , dependendo da superfície ou do material a ser impregnado ou reaglomerado. 3.3 Secagem Depende da absorção da base, da temperatura e da 7. Armazenagem umidade do meio ambiente. Sobre superfície seca, ao fim de 10 minutos, sobre • Por doze (12) meses, devidamente protegido. área levemente umedecida, 40 minutos. 8. Rendimento 4. Aplicações • Sobre suporte deteriorado ou friável, para promover resistência superficial, aplicando de • Como primer (Io) na impermeabilização feita baixo para cima ± 200 mililitros p/m , deixando com o produto elastomérico EMUPLÁSTICOsecar p/40 minutos. LÁTEX. • É um excelente selador aplicado sobre argamassa friável e tintas mortas á base de 9. Embalagem água , etc. • Como primer impermeabilizante, sobre parede • Tambor : 190 kg, líquido de alvenaria, emboços, muros de arrimo, • Balde : 18 kg, líquido etc., ligante de argamassa em erosão, após remoções ou esfoliamento de emboço e reboco, etc. • Como pintura selante e aglomerante de superfície friável ou em erosão, deixando-as firmes para receber pinturas acrílicas ou de

PLASTOP GRAUTE

1. Descrição

3

2

GRAUTES

2

63


Definição

contínua. Para assentar azulejos ou semelhante trabalho, usar uma desempenadeira de aço Cola forte de cimento para colagem de dentada. Espalhar o produto em panos pequenos, elementos pesados, mármores, porcelanatos, raspar com a borda dentada e assentar os azulejos cerâmicas, azulejos e outros revestimentos. ou pisos. • Caso o produto comece a secar superficialmente, 2. Características quando aplicado em panos maiores, depois de espalhado, “salpicar” água sobre as estrias com • Aspecto: Pó Cor: Cinza uma broxa, para reativar a massa. • Resistência à tração: s3,5 kgf/cm , no Nota: A base suporte deve estar limpa, plana, seca arrancamento perpendicular. e isenta de poeira, não sendo necessário molhála, e nem as peças que serão coladas, tais como: 3. Aplicações azulejos, mármores, porcelanatos, etc.

DIPLAS EXTRA FORTE

1.

2

4.

DIPLAS é uma cola de cimento adequada para assentar azulejos, cerâmicas, pedras naturais, mármore, etc., sobre paredes, pisos, piscinas etc. Como adesivo usado na interface da junção de argamassa nova sobre concreto velho. Para formar estrias para a ancoragem de revestimentos de argamassa sobre pilares, cintas de concreto e mantas asfálticas. Utilização

5.

Rendimento

1,5 a 3 kg/m , conforme a espessura necessária para corrigir imperfeições dos planos das bases. DIPLAS - EXTRA FORTE reduz os seus custos e o tempo de execução em vários dias, quando assentar azulejos, pisos e outros materiais. •

6.

Acrescentar água até obter uma firme • massa cremosa. Deixar repousar 5 minutos. Pode ser aplicada por ponto ou numa capa estriada

2

Embalagem Sacos plásticos de 30 kg líquidos.

COMO VESTIR UMA ESTRUTURA E TER DESEMPENHO E QUALIDADE EM SUAS OBRAS OU PROJETOS.

ARGAMASSAS COLANTES DE ALTA PERFORMANCE

65


DIPLAS BRANCO

1. Definição

da base.

Cola à base de cimento branco e polímero 7. Embalagem sintético para rejuntamento de azulejo, mármore, • Saco plástico : 30 kg líquidos. pedra São Tomé, etc. Nossos revestimentos TEXTON e ACRILTEXSA, 2. Propriedades as melhores tintas do mercado. • • • • 3.

Alta resistência a compressão PAREDE COM ESTRIAS - SUBSTITUI OS TUMORES Alta resistência ao fogo IRREGULARES DO CHAPISCO Baixo percentual de absorção Boa resistência ao fogo a partir da espessura de 4, 5, 10, 20, 30 mm. Características Técnicas

• Aspecto: Pó Cor: branco gelo. • Módulo de elasticidade - flete num raio de 2” (plástica). • Coeficiente de dilatação - s 14 x 10 6 m/l°C Resistência ao arrancamento - = 1,00 kgf/cm

ARGAMASSAS COLANTES DE ALTA PERFORMANCE

2

4. Aplicações • DIPLAS BRANCO é uma cola de cimento adequada para rejuntamento e assentamento de azulejos em paredes, pisos, piscinas, etc. • Para assentamento, amarração e colagem de tijolos das alvenarias, etc. OBS.: Para assentamento em planos verticais de peças pesadas use DIPLAS EXTRA FORTE. 5. Utilização • Acrescentar água ao pó DIPLAS BRANCO, com 10% de PLASTOFIX, até obter uma massa cremosa. Deixar repousar 2 minutos. Pode ser aplicado por ponto ou numa capa contínua penteada, para assentar azulejos ou semelhante trabalho. Aplicar com desempenadeira de aço dentado, espalhando o produto em panos pequenos, raspar com o lado dentado da desempenadeira e, simultaneamente, ir assentando os azulejos. Nota: Não é necessário molhar a base suporte, e nem mesmo as peças que serão coladas, tais como: azulejos, cerâmicas, blocos cerâmicos, etc. 6. Rendimento • 1,5 a 3,0 kg/m , conforme a espessura necessária para corrigir imperfeições do plano 2

66


DIPLAS MASSA CORRIDA IMPERMEÁVEL BRANCA ARGAMASSA DE REVESTIMENTO

1. Descrição Pó que requer somente adição de 10% do aditivo PLASTOFIX-SOLGLOUT, para se converter em uma massa corrida impermeável, de endurecimento rápido, adequada para alisar superfícies deixandoas, totalmente impermeável a molécula da água. Esta moderna massa é em muito superior as massas acrilica e as de PVA, pois além de reduzir em muitos dias os trabalhos de emassar, lixar, pintar e eliminar o grande volume de poeira dos ambientes internos das habitações. 2.

Característica técnicas do Produto

• Aspecto: Pó • Cor: Branca • Densidade aparente seco: 1.10 g/cm

6. Embalagem • Galões - 3,6 L - 4 kg, líquido • Sacos plásticos - 25 kg, líquido 1º NOTA: Para acabar com a poeirada ao lixar faça ao mesmo tempo a aplicação de uma demão do selador de superfície PLASTOFIX SOLGLOUT (fundo preparador das tintas TEXTON e das texturas FAISCATTO, CODEGRAN, ACRYL T SEMIBRILHO, ACRYL T QUARTZO e ACRYL-TEXSA SUPER).

2º NOTA: Empastar e lixar as massas finas com PLASTOFIX, 3. Aplicações umedeça e lixe, remove pestanas e apaga o incomodo da poeirada nos ambientes fechados em • Para dar um acabamento liso, oferecendo uma obras adequada superfície impermeável para pinturas lisas ou texturizadas. • Para eliminar vincos, pestanas e a poeira no lixamento da massa já curada ela deve ser umedecida com o PLASTOFIX SOLGLOUT usando a trincha de 2” e seguidamente lixar. Deixando-a pronta para ser imediatamente pintada com tinta de alta vida útil o ACRILTEXSA SEMIBRILHO, TEXTON L e outras de nossa fabricação, criando na cor desejada a decoração dos ambientes. Estas aplicações garantirão perfeito desempenho e perenidade. 3

4. Utilização • Misturar o PLASTOFIX SOLGLOUT ao pó (10 litros: 25 kg do pó) ou o suficiente, até atingir a consistência de uma massa cremosa com boa plasticidade. Nota: Este traço custa R$3,77 Se o suporte for muito absorvente e o tempo quente, ele deve ser levemente molhado antes de se aplicar ja cremoso o DIPLAS MASSA CORRIDA IMPERMEÁVEL BRANCA. • Usar desempenadeira de aço com dentes de serrote. 5. Rendimento • 1,5 kg/m do pó branco produz um acabamento liso com, aproximadamente, 1 mm de 2

68

espessura. OBS: Não é inflamável, nem tóxico não sendo perigoso para os trabalhadores. Use EPIs.


ARGAMASSA PARA PISO DRENANTE

1.

Definição

Argamassa composta com aditivos que, na formação de concreto permeável, desenvolve • espaços vazios formando piso drenante, mantendo-o com resistência de compressão, ao ser traçada com brita “0” que tem formas hexagonais irregulares, sendo traçada na proporção de 1:4, e acrescida • com 5% de água para causar uma coesão de tração sobre as britas, deixando-as ligadas, porém com vazio entre elas. Assim, se obtém o concreto para pisos drenantes perfeitamente permeáveis à • água que se infiltra através dos vazios formados. A mistura deve ser lançada sobre um desnível de argamassa ou quaisquer outras superfícies levemente inclinadas; O piso, que depois de curado permitirá a migração das águas de percolação continuamente para o suporte inferior, não deixa causar erosão ou assoreamento da base. De cura rápida, a resistência à compressão = 43,00 kgf/ cm , na espessura de 10 cm, se obtém em 12 horas de. O composto granulométrico torna a pavimentação de alta resistência. Na espessura de 10 cm, o consumo por m é de = 190 kg 4. 2. Características • • Aspecto: Pó Cor: Cinzento • Endurecimento: 2 horas, depois de aplicado. • Resistência inicial: 5 Mpa em 2 horas. • Resistência pontual: Diâmetro 1 cm = 18 kg/ cm • Resistência pontual:

chapas de aço ou madeirit plastificado. Não deixar de usar nas formas o DESMOLTEXSA “A”, “S” ou “GEL” para facilitar a desforma. Como dreno para circulação e exsudação dos gases da base (plano inferior), em grandes pátios, áreas de estacionamento de veículos, etc. Na execução de pavimentação nas áreas de afundamento (efeito côncavo) de ruas ou avenidas, em locais de grande distância dos esgotos viários, etc. Como dreno na sub base (fundo) de quadras esportivas. Promove estabilidade do piso e diminui o consumo de água nas quadras de saibro etc.

2

2

Despeje o conteúdo do saco de vinte e cinco (25) quilos em uma betoneira ou masseira que deve ser totalmente estanque, acrescer 100 kg da brita “0” e adicionar 5 % de água (6,25 litros) em relação ao peso da mistura. Homogeneizar e espalhar na área, que deverá estar bem compacta, limpa e levemente umedecida, nivelando e compactando por igual 3. Aplicações o piso concreto drenante com desempenadeira de madeira. • Em pavimentação de estradas, ou para fazer Obs: É recomendado que a quantidade preparada um grande piso permeável. seja bem calculada, para ser aplicada no tempo • Como dreno ou sumidouro ao redor dos ralos das máximo de 10 minutos, devido à cura rápida do lajes impermeáveis nas coberturas, nos pilotis, concreto permeável. calhas, passarelas, pisos decorativos, entre meio às pedras quadradas ou retangulares, 5. Embalagem fundos de poços artesianos, etc. • Na confecção de corredeiras ao longo de ruas e • Sacos Plásticos de 25kg estradas asfaltadas, nos perímetros paralelos de vias públicas ou na execução de pisos drenantes. • Para se industrializar placas pré-moldadas, pisos articulados, no local da obra. Nestes casos recomendamos que as formas sejam feitas em 2

ARGAMASSA DRENANTE

2

70

Utilização


JUNTER F

1. Definição

de mastique sobre uma superfície plana ou pressionar com rolo de massa de fazer pastel, Massa plástica/elástica, de aplicação a transformando em fitas. frio, para enchimento e vedação de juntas de • Pressionar a massa JUNTER F preenchendo articulações. toda a junta até o fundo, sem deixar nenhum espaço vazio, garantindo seu contato total com 2. Características as superfícies internas das juntas. • No caso de juntas profundas, que não • Aspecto: Mastique necessitem ser totalmente preenchidas com • Resistência de compressão : incompressível JUNTER F, criar um fundo artificial com um Cores: Preto, creme, cinza ou branco material de enchimento, tal como espuma de • Componentes: Borracha sintética, carbono poliestireno, espuma de poliuretano, borracha, molecular e cargas minerais. etc., até a altura necessária. 3. Aplicações

5. Rendimento

O campo de aplicação do mastique JUNTER F é muito grande, devido à sua versatilidade, tendo sido usado com resultado positivo na selagem e vedação de: • Depósitos, tanques e silos. • Canais de drenos, em contato permanente com a água. • Juntas de dilatação horizontal e vertical, de estruturas em concreto ou aço. • Selagem de tubos de concreto, tampa de bueiro, fibrocimento, cerâmica, etc. • Na fixação e selagem de telhados de fibrocimento, telhas de barro, chapas de zinco, ferro, folhas de flandres, etc. • Em Janelas, boxes, calhas, clarabóias, etc. • Vedação em montagens hidráulicas, de flanges, ralos, sifões, etc. • Fixação e vedação de tampas de ferro ou concreto em bueiros etc.

É calculado baseado nas dimensões da junta e na densidade da massa a ser aplicada, adotandose a seguinte fórmula para o cálculo, M = d x V, onde: • M = peso do produto a ser aplicado, em kg • d = densidade da massa = 1,60 g/cm • V = volume em litros da junta a ser preenchida pela massa.

MASTIQUES

4. Utilização

72

• As juntas de articulação a serem vedadas com a massa JUNTER F deverão ter medidas adequadas, guardando uma proporção conveniente entre a largura e a profundidade. Em geral, a profundidade será pelo menos igual, e quase sempre maior que a largura, dependendo do movimento previsto. • As laterais da junta devem ser bem preparadas, estar limpas e com arestas firmes. • Imprimar as laterais com CAPOL. Os bastões do mastique JUNTER F podem ser modelados à mão ou transformados em fitas com largura e espessura convenientes. Para reduzir o diâmetro pode-se rolar um pedaço do bastão

3

6. Embalagem • Caixas de papelão: 16,0Kg líquido, contendo 40 bastões com 2,5cm de diâmetro e 50,0cm de comprimento.


Massa plástica/acrílica para selar, encher e vedar juntas, de aplicação a frio, de excelente resistência ao ozônio. 2. Características

SELARJUNT ACRÍLICO

1. Definição

• Aspecto: Massa • Cor: Branca (outras cores sob consulta) • Componentes: Resina acrílica, aditivos e cargas minerais 3. Aplicações Principais usos: • Juntas de dilatação, vertical e horizontal. • Juntas que necessitam de resistência a solventes. • Calafetação de esquadrias, portas, janelas, pisos, etc. • Juntas de articulação de piso plaqueamento. • Vedação de clarabóia, etc. • Acabamento sobre outros mastiques expostos ao intemperismo 4. Utilização • Preparar as juntas deixando as laterais limpas e as arestas firmes. Retirar o produto da lata e colocar em um cartucho, ou aplicar com espátula. • Espremer para dentro da junta em camadas de, no máximo, 3 mm a 4 mm de espessura de cada vez. Aguardar, no mínimo, 2 horas entre camadas sucessivas.

Em juntas de dilatação, o consumo é baseado nas dimensões da junta, considerando-se a densidade do produto e adotando-se a fórmula M = d x V, onde: • M = quantidade de SELARJUNT em kg • d = densidade = 1,45 g/cm • V = Volume em litros da junta a ser preenchida 3

6. Embalagem • Galão: 5,00 kg líquido

MASTIQUES

5. Rendimento

73


TEXSA 400

1.

Definição

e na densidade do produto.

Mastigue emulsionado para vedação a frio 6. de juntas de dilatação. • 2. Características • • Aspecto: Mastigue emulsionado • Cor: Preto • Componentes: Borracha sintética, aditivos poliméricos e asfalto • Densidade: = 1,44 g/cm • Sensibilidade térmica: Resiste a temperaturas de 0 °C a 115 °C, sem ficar quebradiço ou fluido. 3

3. • • • • • • • 4.

MASTIQUES

74

Aplicações Na selagem e vedação de: Depósitos, tanques e silos Canais de drenos, em contato permanente com a água Juntas de dilatação verticais e horizontais de estruturas Selagem de tubos de concreto, fibrocimento, cerâmica, etc. Coberturas, telhas, chapas de zinco, tampas de bueiro, etc. Montagens hidráulicas, em flanges, tubos, ralos, roscas, sifões, etc., como anel ou espiral de vedação. Parafusos e elementos de fixação e sustentação que atravessarão uma base impermeabilizada. Utilização Limpar a área que receberá o TEXSA 400, eliminando poeiras, impurezas, óleos, graxas e quaisquer outras substâncias antiaderentes. Preparada a área, aquecer água à temperatura de 35 °C a 45 °C, em uma lata, e imergir pedaços de TEXSA 400 na água aquecida. Em seguida, amassar o produto com as mãos para a eliminação da água contida no mesmo, moldando-o, simultaneamente, para sua aplicação. À medida que a água é eliminada, a pegajosidade do produto aumenta, quando, então, estará pronto para ser aplicado.

5.

Rendimento

É calculado baseado nas dimensões da junta

Embalagem Baldes: 18 kg líquido (7 kg sólidos + 11 kg meio aquoso) Tambores: 170 kg líquido (70 kg sólidos + 100 kg meio aquoso)


DESMOLTEXSA A

1. Descrição Desmoltexsa A é um produto desenvolvido à base de oleínas emulsionados em água. 2. Vantagens • Aplicação rápida e fácil; • Facilita a desmoldagem de moldados em concreto ou argamassa; • Permite o reaproveitamento das formas devido a facilidade na desmontagem; • Evita o aparecimento de manchas ou danos aparentes; • Permite um melhor acabamento ao concreto aparente. 3.

Características Técnicas

a superfície com escova de cerdas de nylon, enxaguando bem após a lavagem, pois o desmoldante interfere na aderência dos produtos. 7. Segurança Em caso de ingestão, não provoque vômito, procure um médico. Caso o produto entre em contato com a pele ou olhos, lave com bastante água. Não reutilize a embalagem 8. Embalagem • Galão: 3,6 kg líquido • Balde: 18 kg líquido • Tambor: 190 kg líquido 9. Estocagem • O produto tem validade de 24 meses, a partir da data de fabricação, desde que armazenado em local seco e ventilado e nas embalagens originais e intactas

4. Aplicações • É indicado para aplicação em formas ou moldes de madeira e metal. 5. Consumo O consumo é variável de acordo com o tipo de forma a ser utilizada, em geral as formas de madeira possuem maior absorção. • Consumo médio: até 100m /litro. (Diluição 1:10) 2

DESMOLDANTE

6. Aplicação

76

• A superfície das formas de madeira devem estar limpas, isentas de pó ou oleosidade e preparadas conforme NBR 7200 (ABNT). • DESMOLTEXSA A vem pronto para uso e deve ser aplicado puro ou diluído (na proporção de 1:10 (sendo 1 de DESMOLTEXSA A e 10 de água), conforme a situação, em uma só demão, com broxa, pincel, trincha ou rolo de lã. • Quando for previsto revestimento ou pintura sobre o concreto, recomenda-se lavar a superfície com água e sabão neutro esfregando


SUPERFICIAL GUARD

1. Definição Produto líquido, penetrante, incolor, impermeável, à base de micro moléculas dispersas em meio ativo que atuam de modo livre para proteger as superfícies contra as infiltrações das águas projetadas e de percolação, produzindo uma ação refletora, semibrilhante, na superfície. Econômico e de longa duração, SUPERFICIAL GUARD age na superfície dos materiais, penetrando facilmente em superfícies porosas e absorventes, como a das pedras decorativas, telhas em geral, pisos em argamassa, barro, lajotas, porcelanas não vitrificadas, mármores, concreto e alvenarias, tendo como característica principal: reduzir a absorção da água sobre as superfícies e repelir a migração d’água, inclusive no gesso e na espuma de cimento AIS-TEXSA. SUPERFICIAL GUARD funciona como rejuvenescedor de superfícies pintadas (tinta “morta”). 2. Características

• As superfícies devem estar firmes, secas, limpas, isentas de ceras e gorduras. Pode ser aplicado com rolo de espuma, trincha ou pistola. A aplicação com pistola é mais eficiente devido à pressão obtida, ou seja, o produto penetra na interface em maior profundidade. 5. Precauções Caso ocorra um contato com superfície que não se deseja impermeabilizar ou selar, lave imediatamente com água em abundância. 6. Segurança Olhos e pele devem ser protegidos do contato direto. Caso aconteça o contato, lavar imediatamente com água em abundância. A qualquer sinal de irritação, procure um médico. 7. Rendimento • 250 ml por m , ou seja, 15 m por galão ou 80 m por balde. 2

2

2

• • • • • • • • •

Aspecto: Líquido Odor: Não exala odores Cor: Incolor, translúcido ao secar Profundidade de penetração: 1 a 5 mm Tipo de ação: Impermeabilizante de superfície Densidade: 1.000 kg/m Endurecimento: 1 hora Aparência: Lisa, semi-brilhante Resistência: Boa resistência às intempéries. 3

PROTEÇÃO DE SUPERFÍCIES

3. Aplicações • Em uma só demão, deixando uma película protetora transparente sobre os materiais de acabamento. Para interiores e exteriores, em paredes, lajes batidas e pisos de modo geral. • É de fácil aplicação, sobre superfícies úmidas ou secas, porosas e absorventes, como a das pedras decorativas, pisos e estruturas à base de concreto e argamassas. • Estabiliza e aumenta a resistência dos revestimentos, impede a erosão dos materiais, sendo excelente sua ação sobre superfícies pintadas com qualquer tipo de tinta, nova ou velha, proporcionando impermeabilidade e aumentando a vida útil das tintas. 4. Utilização 78

8. Embalagem • Galões - 3,6 L - 3,6 kg líquido. • Baldes - 20 L - 18 kg líquido. • Tambores - 200 L - 180 kg líquido.


TEXSA E

1.

Definição

Aditivo concreto. 2.

4. expansor

para

argamassa

Aspecto: Pó fino Cor: Marrom lilás

3.

Aplicações

ADITIVO EXPANSOR

Em todas as situações que requeiram o enchimento de espaços vazios com argamassas de cimento e areia ou concreto, sem retração, ou com a necessidade de estroncar ou forçar a entrada nos espaços, tais como: • Preenchimento de fissuras de rochas em fundações, barragens e túneis. • Travamento de paredes de alvenaria. • Preenchimento de bainhas em concreto protendido. • Em argamassa para preparo de concreto coloidal, usado no enchimento de vazios entre pedras graúdas. • •

80

Acrescentar o TEXSA-E aos agregados, misturando-os. Feito isto, adicionar a quantidade de água necessária para obter a consistência desejada. NOTA: Para que haja perfeita homogeneidade de uma argamassa ou concreto, é necessário que se misture em 210 evoluções, e a participação da água deve ser de, no máximo, 60% do peso do cimento, variando conforme o traço.

e •

Características

• •

Utilização

5.

Dosagem

A dosagem do aditivo varia de 0,5% a 1,0% em relação ao peso do cimento. O tempo de atuação é de, no máximo, 50 minutos após a adição da água. Quando lançado imediatamente após a mistura com os agregados, seu poder de expansão e auto-nivelamento é maior. 6. • •

Embalagem Galão : 3,0 kg líquidos Balde : 14 kg líquidos


OXIPRIMER

7. Embalagem

1. Definição

Emulsão que aplicada incorpora a ferrugem • Galões - 3,6 L - 3,7 kg líquido • Baldes - 18 L - 18 kg, líquido ao ferro. Sua ação produz uma fina capa fosfatada que depois de seca protege o ferro por largo tempo. Para que seja aumentada a proteção recomendamos que o tratamento seja complementado com TEXFILM FERROSO OU TEXFILM. Uma vez aplicado, seca e decapa em menos de 1 hora. Confere ao suporte ferruginoso total limpeza, deixando-o pronto para receber as pinturas de proteção e acabamento final. 2. Características • Aspecto - Avermelhado, 100% atuante sobre ferrugem. • Densidade - 1.03 g/cm . 3

3. Aplicações • Proteção frente ao ataque da ferrugem sobre suportes metálicos, ladrilhos, louças, para evitar a degradação química causada por água e agentes atmosféricos como frio e calor. • É um incorporador e inibidor da ferrugem antes das pinturas de acabamento.

CONVERSOR DE FERRUGEM

4. Utilização

82

• Deve-se remover toda a carepa (bilha corrosiva), batendo com leveza um martelo de cabeça arredondada. A seguir aplicar o OXIPRIMER com trincha de 4”. Para grandes superfícies, preferencialmente com pistola; caso não seja possível, aplicar com rolo ou brocha de caiação. • A tinta recomendada para acabamento colorido sobre a película seca de OXIPRIMER é a tinta decorativa ACRILTEXSA SEMIBRILHO. Não usar tintas sintéticas ou a óleo.   5. Rendimento • Consumo estimado de 0.36 quilos por metro quadrado. (360 g/m ) 2

6. Armazenamento • Tempo de estocagem 6 meses em recipientes fechados e resguardados das intempéries.


TEXSA ASFALTO OXIDADO

1. • • • • •

Características Técnicas Aspecto: Sólido Cor: Preto Ponto de Amolecimento: 90 – 100 ºC Ponto de Penetração: 20 – 30 mm Fulgor: Superior a 280 ºC

2. Descrição Produto obtido do asfalto destilado de petróleo, modificado industrialmente com plastificante de modo a conferir ao produto total impermeabilidade.

ASFALTO OXIDADO PARA ADESÃO DE MANTAS ASFÁLTICAS

3. Aplicações

84

• Apresenta boa elasticidade e flexibilidade, ideal para aplicação em lajes, marquises, floreiras, juntas de dilatação, etc, apresentando boa resistência a intempéries. 4. Utilização • Utilizar calor indireto para a fusão, o que permite um melhor controle da temperatura a ser atingida pela massa, evitando alterações das propriedades devido ao calor excessivo.   5. Embalagem • Sacos aproximadamente de 25 Kg


TEXSA ASFALTO ELASTOMÉRICO ASFALTO ELASTOMÉRICO PARA ADESÃO DE MANTAS ASFÁLTICAS 86

1. Definição

6.

TEXSA ASFALTO ELASTOMÉRICO é um asfalto elastomérico obtido através da modificação do Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP) com a adição de polímeros de SBS (Estireno-ButadienoEstireno), conferindo ao produto final, além da impermeabilidade inerente ao asfalto, excepcional ductibilidade e resiliência. É aplicado a quente e tem excelente aderência, estabilidade em altas temperaturas, flexibilidade em baixas, alta resistência à fadiga e grande durabilidade.

Imprimação As superfícies deverão apresentar-se limpas e secas, isentas de graxas, óleos e partículas soltas de qualquer natureza.

2. Utilização

Membranas moldadas “In Loco” Regularizar as superfícies com argamassa de cimento e areia, traço 1:3, acabamento desempenado e com caimento mínimo de 1% em direção aos ralos ou condutores de água. Cantos vivos e arestas deverão ser arredondados e efetuar a imprimação. Aplicar sobre a superfície imprimada uma camada de aproximadamente 2,0 kg/m de Texsa asfalto elastomerico previamente fundido a uma temperatura de 160 a 180 °C. Sobre esta, aplicar o estruturante (véu de fibra de vidro resinado, tela de poliéster termoestabilizada ou véu de poliéster). Aplicar sobre o estruturante outras camadas de Texsa asfalto elastomerico fundido, até atingir a espessura ou consumo previsto no projeto.

• É utilizado na impermeabilização a quente em lajes de cobertura, marquises, terraços, jardineiras e pisos frios. É utilizado também em juntas de dilatação horizontais em construções em geral, juntas de proteções mecânicas, juntas de canais de irrigação, bem como para aderência a quente de mantas asfáltica elastoméricas. 3.

Característica técnicas do Produto

Metodologia de Aplicação

Aplicação Preenchimento de juntas Sobre a superfície imprimada, preencher a junta com o Texsa asfalto elastomerico vertendo-o na temperatura máxima de 180°C.

2

• A manta asfáltica TEXSA TQM é produzida com asfaltos modificados fisicamente/quimicamente com polímeros e estruturada com armadura de alta performance de não tecido de filamentos contínuos de poliéster previamente resinados/ Colagem de mantas asfálticas Sobre o substrato imprimado, aplicar o es- tabilizado. Texsa asfalto elastomerico a quente, na temperatura máxima de 180 °C, com auxílio de brochas de fibras 4. Vantagens vegetais. Controlar a temperatura durante a aplicação • Sólido a temperatura ambiente, fluidifica-se quando aquecido a temperaturas de 130° a para que se tenha a viscosidade adequada para a colagem da manta. 180°C; Aplicar o Texsa asfalto elastomerico não • Ótimas propriedades de adesão; ultrapassando meio metro de distância do rolo de • Excepcional elasticidade; • Excelentes características de elongação, manta asfáltica, evitando que o produto resfrie. flexibilidade a baixa temperatura e resistência Recomendações à fadiga, • Não aplique o produto em tempo chuvoso, em substratos molhados e em pavimentos novos. 5. Propriedades Nos pavimentos novos, aguarde pelo menos 15 dias após a sua liberação. Não aplique em juntas transversais ou longitudinais do pavimento ou sobre marcações existentes, como pinturas, termoplásticos e outros.


2

2

• Saco de papel multifolhado com 30kg. 9. Validade O produto tem a validade de 12 meses a partir da data de fabricação, desde que armazenado nas embalagens originais, fechadas e em local seco, coberto e longe de fontes de calor. 10. Normalização Ensaios e especificações segundo norma NBR 13121. 11.

Manuseio e Segurança

• Manter o controle da temperatura de aplicação e cuidar para que sob qualquer hipótese, não haja chama, fogo ou fontes de ignição próximas das caldeiras; • Não fume durante a aplicação; • Em caso de incêndio jamais jogue água. Utilize extintor de CO2 (pó químico) ou simplesmente abafe a abertura da caldeira com uma chapa metálica, ou controle o fogo jogando areia; • Recomenda-se observar as normas de segurança estabelecidas pelos órgãos competentes e o uso de EPI’s adequados, incluindo óculos e botas de segurança, máscaras contra gases, luvas, aventais, mangotes e perneiras de raspa de couro; • Em caso de queimaduras, não tentar limpar o local. Procurar socorro médico; • Para maiores informações sobre manuseio e segurança do produto, solicite a Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico (FISPQ).

TEXSA ASFALTO ELASTOMÉRICO

O consumo mínimo recomendado é: • Juntas de dilatação (1 x 1 cm) - 0,150kg/m • Colagem de mantas asfálticas elastoméricas 3,00kg/m • Impermeabilização moldada no local - 3,00 a 5,00kg/m   8. Embalagem

ASFALTO ELASTOMÉRICO PARA ADESÃO DE MANTAS ASFÁLTICAS

7. Consumo

87


EMUGRAVA BRANCO

1 - DEFINIÇÃO EMUGRAVA-BRANCO é um piso flexível, de aplicação a frio, de execução rápida e prática, para pisos de trânsito acasional, enchimento de juntas de plaqueado e cobertura de pisos asfálticos. É resistente aos derivados de petróleo, aos álcalis ao ozônio, aos raios solares, etc. 2 - CARACTERÍSTICAS • Aspecto: Massa úmida granulada. • Cor: Branco areia • Densidade aparente: 1.600 kg/m 3

4 - UTILIZAÇÃO • Empalhar, compactar e alisar com desempenadeira de aço. A espessura mínima recomendada é de 1 cm. Depois de curado (mínimo 72 h), pode ser transitado. 5 - RENDIMENTO • Pisos: 16 kg/m com 1 cm de espessura. • Enchimento de juntas de pisos articulados: ABERTURA DAS JUNTAS 2

6 - EMBALAGEM • Sacos plásticos - 40 kg líquidos.

MICRO CONCRETO PRONTO PARA USO

3 - APLICAÇÕES • Como piso confinado entre paramentos rígidos, em quadras de esportes e pistas de atletismo, convés de embarcações, etc. • Como piso final sobre concreto celular AIS-TEXSA, mantas asfálticas, etc., para proteção dos ataques atmosféricos nas impermeabilizações de cobertura com trânsito eventual. Reflete até 63% dos raios solares, o que o torna um razoável isolante térmico. • Como pisos de quadra de esporte. • Enchimento de juntas de articulação de pisos plaqueados, cerâmicas, etc.

89


TEXSLUMP L-R

1. Definição

• Densidade aparente: • seco = 1.200 kg/m - R 23 1.600 kg/m Micro concreto pronto para uso, apresentado • úmido = 2.100 Kg/m em três (3) versões: TEXSLUMP R, R 23 e o L. O TEXSLUMP R e o R 23 de endurecimento rápido e o 5. Utilização L de endurecimento lento. Auto-nivelantes, à base • Adicionar 16 % ou 4:1 de água em relação ao peso do tipo R e 12 % ou 5:1 de água em de cimento especial e agregados de granulometria relação ao peso do tipo L e R 23. O suporte adequadas, que oferece resistência à compressão deve estar limpo, isento de poeira, partículas de 5 MPa em 30 minutos. mal aderidas e outros materiais estranhos ao 2. Aplicações suporte, tais como graxa, óleo, gesso, etc. 3

MICRO CONCRETO PRONTO PARA USO

O TEXSLUMP R, de endurecimento rápido, é excelente para reparos urgentes em juntas, pisos em geral, etc. O TEXSLAMP R e R 23 para preenchimento de caixonetes de portas, portões, janelas, paramentos em grades, lamela de 7mm de espessura, fixação de tubulações e elementos hidráulicos, máquinas e equipamentos, recuperação e reparos em pisos de câmaras frigoríficas (liberação rápida), juntas de concreto em pontes e viadutos, pátios e pisos plaqueados ou modulados, etc.

90

3

3

6. Rendimento • L, R 23 e R - 20 a 22 kg/m para 1 cm de espessura. 2

7. Embalagem • Sacos plásticos - 25 kg, líquido

OBSERVAÇÃO: Os produtos da linhagem - TEXSLUMP - podem ser aplicados nas recuperações ou reabilitações de 3. Características aplicações de alta resistência: auto-estradas, pátio em aeroportos, pontes, injeções para preencher Possui as seguintes vantagens: os vazios ao atirantar, concreto projetado, pisos • Maior aderência ao suporte. • Menor retração, pelo baixo teor de água na sua industriais etc preparação, obtendo, por conseguinte, maior resistência à compressão, 30 minutos para o tipo (R) e 7:50 h para o tipo (L), ambos com resistência final de 30 a 50 MPa. Tipo (R 23) com resistência final de @ 23 Mpa. • Melhor controle da cura, pela retenção da umidade que se promove na dispersão. • Alta resistência mecânica, a curto como a longo prazo. • Aumento da resistência à abrasão. • Menor permeabilidade à água e ao anidrido carbônico, assim como uma maior resistência aos gases. 4. • • • • •

Dados Técnicos

Pega inicial R 23 = 15 a 20 minutos R = 20 a 30 minutos L = 5h e 30 minutos Aderência sobre o concreto = Boa (depois de 3 dias a 25 °C). • Resistência à compressão vide Gráfico.


de suas especificações e imprimadas. • EMUGRAVA R1 e fornecido para pronto uso. EMUGRAVA R1 é um micro-concreto • Após espalhar o material sobre a superfície na espessura de 2,00 cm, o mesmo deverá asfáltico para aplicação a frio, composto de sílica ser compactado com rolo pequeno ou soquete selecionada, aditivos, e de interação molecular manual, no caso de uso de vibrador mecânico com co-acriláticos pre-dosificados em solução de cuidado com a compactação excessiva e cura rápida, insolúvel em água e com flexibilidade eventual redução de espessura. permanente. • Após a compactação recomendamos o alisamento da superfície com desempenadeira 2. Características de aço.

EMUGRAVA R1

1. Descrição

5. Consumo • EMUGRAVA R1 rende 34 kgs por m para a espessura recomendada de 2 cm. 2

3.

Principais Aplicações

EMUGRAVA R1 trata-se de um excelente micro-concreto asfáltico para pavimentação ou restauração de pisos e rodovias. Sua aplicabilidade, em recuperação de pavimento estrutural, flexibiliza a dinâmica dos movimentos. Pode ser usado em espessuras delgadas. Demais aplicações: • Em lajes de cobertura, sobre o isolamento antifogo e impermeável IMPERAIS-TEXSA. • Em quadras de tênis e outras. • Sobre áreas impermeabilizadas. • Como piso antiderrapante e isolante, no tombadilho de navios. • No enchimento de juntas de dilatação semirígidas, entre pisos plaqueados. • Como tapa-buraco de pavimentos de concreto asfáltico ou de concreto. • Em recapeamento de piso asfáltico, piso de concreto, ou reparação de qualquer piso. • Como piso final sobre espuma de cimento (concreto celular) AIS-TEXSA. 4. Utilização • EMUGRAVA R1 deve ser aplicado em superfícies sãs, livres de danos estruturais, isentas de resíduos, adequadas a receber o produto dentro

Observações Gerais

• EMUGRAVA R1 foi testado em nossos laboratorios para as finalidades acima apresentadas para demais utilizações por favor consulte nosso Departamento Técnico. • Todos os dados tecnicos aqui contidos são baseados nossas análises internas, sabemos que condições reais de obra fogem as medidas padrão de controle, qualquer desvio dos padrões acima apresentados entre com contato com nosso Departamento Tecnico. • Para mais informações sobre manuseio, estocagem e disposição dos resíduos consulte a versão mais recente de nossa FISQP que contem os dados disponíveis, das propriedades físico químicas de nossos produtos e materiais.

MICRO CONCRETO PRONTO PARA USO

6.

91


sobre a qual será aplicada.

Argamassas fabricadas à base de cimento Portland, aditivos especiais e granulometria desenvolvida para proporcionar resistência de 10 Mpa ou de 20 Mpa, para cobrir, de modo impermeável, as alvenarias de lajotas de cerâmica, blocos de concreto pré-fabricados, lajes, marquises, e aplicações como piso plaqueado, contrapiso impermeável sob piso cerâmico, do tipo porcelanato e outros. Também sobre pintura impermeável, mantas asfálticas e etc.

5. Rendimento

2. Características

• 6 (seis) meses na embalagem original fechada, resguardada da água e das intempéries.

ARGATEXSA

1. Definição

• Variável, segundo o prumo do paramento onde estiver sendo aplicada e a espessura do emboço/reboco desejado. • Considerando-se um emboço/reboco de 0,5cm de espessura, pode-se estimar o consumo de 6,5 a 8 kg/m . 2

6. Armazenamento

7. Embalagem • Sacos plásticos: 25 kg líquidos.

• De uso geral para emboço e reboco de fachadas, paramentos, empenas cegas, paredes, tetos em geral, pátios, banheiros, pisos plaqueados, cisternas, caixas d’água, etc. Dispensa o chapisco fechado em superfícies verticais sobre suportes rígidos, podendo ser aplicada diretamente sobre a alvenaria numa única operação, como emboço e reboco, proporcionando uma excelente base para a aplicação de pinturas. 4. Utilização Confecção da argamassa: • Deposita-se o conteúdo de um ou mais sacos de ARGATEXSA IMPERMEÁVEL na betoneira e a seguir a água necessária, à razão de 3 litros a 5 litros para cada saco de 25 kg do produto (13% a 18% em relação ao peso). O tempo de emassamento é o normal de uma argamassa de cimento. Pode também ser empastado à mão nas masseiras. • Usa-se como uma argamassa normal, devendose manter o procedimento de molhar a base

ARGAMASSAS ESPECIAIS

3. Aplicações

93


ARGAMASSA ÚNICA PARA CONSTRUÇÃO 10 E 20MPA ARGAMASSAS ESPECIAIS 94

5.

1. Definição

Utilização

Um só produto resolve todos os problemas • Lavar abundantemente e seguidamente imprimar toda a base com PLASTOFIX-SOLGLOUT. de argamassa nas obras, inclusive eliminando e reduzindo perdas, e custos administrativos. Nova • Misturar 3,5 litros de água (14%) por saco de 25 kg em betoneira ou masseira técnica para emboço, reboco, contra-piso, colagem hermeticamente fechada até que argamassa e levante alvenarias etc. A obra terá melhor qualidade fique reologicamente homogênea. de acabamento final e perfeito desempenho. Pode ser facilmente colorida formando um acabamento • Não cria junta de trabalho quando o encontro acontece em ângulo invertido, ai Não desprende muito decorativo. Além de reduzindo em muitos e nem esfolheia. dias o trabalho dos estucadores. • Seu estado reológico é trabalhável nos limites de 5 a 30 minutos no verão e 1 hora no inverno. 2. Características • Estender passando uma camada fina e ir elevando a espessura para 8mm a 1 cm em • Cor cinza cimento. uma só camada. Se a característica da base • Densidade aparente = 1,700 g/cm exigir, pode-se elevar a espessura até 1,2 cm • Densidade empastada = 1,900 g/cm ou mais. • Resist de compressão em 24h = 20 kgf/cm • Permite ter acabamento final perfeitamente • Resist. arrancamento em 72h = 1,20 kgf/cm liso quando o estucador trabalhar com índice de absorção afogada em 24h = 3 % desempenadeira de chapa de aço fina ou mesmo com colher grande de pedreiro, ficando pronta 3. Propriedades para receber pintura impermeável à molécula d’água e permeável ao vapor e aos gases • O suporte não precisa ser molhado. • Emboço e reboco podem ser feitos na espessura NOTA: Produto de alta tecnologia, que oferece de 6 a 8 mm, não haverá retração. • Reduz perdas das argamassas convencionais perfeito desempenho para colar blocos e alvenarias cerâmicas e ao mesmo tempo emboçar e rebocar em 95%, e prazo da aplicação é significativo. paredes já propiciando acabamento desenhado • Permite alinhar e aprumar a alvenaria. e colorido. Recomendamos que ao colorir a • Boa resistência após 24 horas. • Reduz em 35% a carga estática nas estruturas ARGAMASSA ÚNICA PARA CONSTRUÇÃO ela deve e pode ser pigmentada em 2% por saco de 25 kg. frente à argamassa feita nas obras. O teor do pigmento pode variar de acordo com as tonalidades desejadas. Esta é uma grande evolução 4. Aplicações na construção de casa e edifícios em fachadas e • Colagem de blocos (concreto/cerâmico) e no paredes cegas, que ficam impermeáveis. levante da alvenaria. • Se desejar colorir use pó xadrez embelezando o 6. Rendimento emboço e rebocos. • Em função da retidão e prumo das paredes • Em contra-pisos, fachada e parede cega etc. base e a espessura que desejar assentar ou • Impermeabilização de caixas e cisternas. revestir (emboço) sobre o bloco, o rendimento • A parede de alvenaria pode ser feita na espessura na espessura de 6/8mm fica entre 5 a 6 kg/m . de 6 / 8mm. Se modernize usando ARGAMASSA ÚNICA PARA CONSTRUÇÃO, espalhando e apertando-a com a colher sobre a base e, 7. Embalagem simultaneamente pentear com desempenadeira dentada para oferecer o controle da espessura. • Embalado em saco plástico de 25 kg • Em seguida alisar e decorar, tendo um • Armazenamento, local seco, devidamente revestimento impermeável contra água de chuva coberto, ± seis (6) meses. e vento. ARGAMASSA ÚNICA DE CONSTRUÇÃO • Emboço sobre o bloco, o rendimento na sua produtividade inova e evolui a construção espessura de 6/8mm fica entre 5 a 6 kg/m civil reduzindo os custos. O revestimento pode ser desenhado (estampado) usando rolos de altos e baixos relevos, mesmo com a espessura de 6 mm. 3

3

2

2

2

2


cada camada aplicada. Recomendamos a feitura de estrias de DIPLAS em forma de tabuleiro 30 x 30 cm, ou chapisco com espessura uniforme, com prévia aplicação da papa do DIPLAS, quando do lançamento do reboco impermeável que será aplicado em uma só operação, dando um acabamento liso, após a feitura do camurçado, com uma desempenadeira de aço.

• Pioneiro cimento impermeável produzido no Brasil, resultado do acúmulo de conhecimento tecnológico na fabricação de argamassas aditivadas, de elevado desempenho, que oferece o dobro de qualidade e facilidade no preparo, pois é suficiente adicionar somente areia e água para estar pronta a melhor argamassa impermeável para emboçar e impermeabilizar, • Traço para reboco ou piso - 1:3, 1:4, e 1:6 com segurança, piscinas, reservatórios, muros de arrimo, fachadas, paredes, entre as mais diversas aplicações. • Os diversos traços de argamassa formam uma capa impermeável de excelente desempenho. O • Traço para concreto - 1:3:1 cimento RP-MORTER é indicado também para evitar erosão de taludes, etc. Indicado também para compor na feitura do solo-cimento, para estabilização da terra.

RP MORTER

1. Definição

5. Rendimento

2. Características

• Para um (1) m com espessura de 1 cm.Tç.l:6: • Aspecto: Pó Cor: Cinza claro • Aderência : Muito boa, a todas as superfícies tradicionais da construção. • Impermeabilidade : 100% impermeável às águas. • Permeabilidade: Permeável ao vapor d’água, 6. Embalagem deixando a obra transpirar. • Resistência à compressão: fck s de 7,5 a 9 e • Sacos plásticos: 15 kg. 11 MPa, ou 75, 90 e 110 kg/cm . 2

2

• Para emboço sem retração de empenas e fachadas de prédios, residências, indústrias,etc. • Em impermeabilizações de subsolos, caixas d’água, cisternas, piscinas, etc. • No preparo de argamassas para piso e emboço, tornando-as totalmente impermeáveis, resistentes a altas pressões hidrostáticas, para fachadas e lajes batidas, cisternas, piscinas, subsolos, poços de elevador, reservatórios de água potável e estruturas com infiltração do lençol freático, positivo ou negativo, etc. Obs.: Nos planos horizontais deixar com desnível de 1 % direcionado para os pontos de escoamento. 4. Utilização • Para um perfeito desempenho torna-se necessário dimensionar a força da interface por

ARGAMASSAS ESPECIAIS

3. Aplicações

95


R MORTER

ESPECIFICAÇÕES PARA NÃO TER DISSABOR NAS RECUPERAÇÕES ESTRUTURAI COM GARANTIDA DE É micro concreto impermeável, com poder PERFEITO DESEMPENHO: de graute, industrializado, para recuperação de 1- Fazer com Maquita corte do concreto concreto, para emboço e reboco de fachadas, lajes, paramentos, empenas, paredes, pilares e rampas carbonatado, com simetria; 2 - Veja o esquadro, o corte inclusive no em geral. ângulo com perfeita retidão; 3 - Ferro exposto enferrujado pronto para 2. Características receber o VERNIZ OXIPRIMER; • Aspecto: Pó Cor: Cinza claro 4 - Pintar o verniz sobre ferrugem ficando • Módulo de elasticidade (E) - s 140.000 kgf/cm na posição fosforizada; 5 - Para corrigir o ph do concreto aplicar 3. Aplicações no traço de 2 de água e 1 do DIPLAS EXTRA FORTE com uma trincha de 3” e de modo simultâneo ir • Reparo e reconstituição de concreto danificado, preenchendo os espaços do concreto com o micro brocas, ninhos, arestas vivas em concretos e concreto “R Morter”; argamassas. 6 - Com os cortes preenchidos o concreto • Execução de rufos na junção de telhados com volta à sua forma original; se desejar aumentar a vida paredes, rejuntamento de cumeeiras em útil do concreto por 20 anos mais, recomendamos, telhados de telhas de barro. de modo simétrico 30 x 30 cm, fazer estrias do • Ondulações de rampas para facilitar e resistir à DIPLAS EXTRA FORTE por todo concreto. Recobrir ação de freio de veículos. Rampa Revestimento com o micro concreto “R MORTER com espessura complementar de impermeabilizações rígidas de 1 cm. em subsolos, poços de elevador, caixas d’água, Pintura em uma demão impermeável aos empena cega, paredes etc. gases com “EMUPLÁSTICO LÁTEX. Pintura decorativa e permeável aos gases em uma demão com “TEXTON 4. Utilização L. 1.

Definição

2

ARGAMASSAS ESPECIAIS

96

5. •

Misturar o conteúdo de um saco com, aproximadamente, 2,7 litros de água, manualmente ou em betoneira. Encher os espaços vazios do concreto, ou aplicar como qualquer argamassa, diretamente sobre o suporte. Se necessário, aplique o DIPLAS EXTRA FORTE em forma de “papa”, para melhorar a aderência, chapando, simultaneamente, o R-MORTER. Rendimento Variável, segundo as condições da base e da espessurado emboço/reboco, ou do enchimento desejado. Como base de cálculo, considerandose um emboço/reboco de 0,5cm de espessura, pode-se estimar o consumo de 6,5 a 8 kg/m . 2

6. •

Embalagem Sacos plásticos: 25 kg líquidos.

REPARANDO COLUNAS ESTRUTURAIS


Cimento especial impermeável de endurecimento rápido, para vedação e tamponamento de infiltrações de águas impetuosas, ou de veios de água em constante fluência. 2. Características • Aspecto: Pó Cor: Cinza escuro • Tempo de cura: Veda e tampona em 15 segundos. 3. Aplicações • • •

• Limpar, o mais perfeito possível, a área a ser tratada, que deve ser nitidamente maior que a área umedecida, devendo-se estudar cada caso separadamente. Molhar abundantemente com o aditivo STOP-11 toda a área de tratamento. Com a mão enluvada, tomar o pó de STOPMORTER R e esfregá- lo, pressionando-o sobre a superfície, formando uma camada mais grossa possível. Em seguida, aplicar nova imprimação do aditivo STOP-11. Remover o pó que sobrar e que estiver solto.

STOP MORTER R

1. Definição

5. Embalagem

• Galões - 3,6 L - 4,2 kg líquido Para emboço sem retração de empenas e • Baldes - 20 L - 18 kg, líquido fachadas de prédios, residências, indústrias,etc. Em impermeabilizações de subsolos, caixas d’água, cisternas, piscinas, etc. No preparo de argamassas para piso e emboço, tornando-as totalmente impermeáveis, resistentes a altas pressões hidrostáticas, para fachadas e lajes batidas, cisternas, piscinas, subsolos, poços de elevador, reservatórios de água potável e estruturas com infiltração do lençol freático, positivo ou negativo, etc. Obs.: Nos planos horizontais deixar com desnível de 1 % direcionado para os pontos de escoamento.

Para tamponar veios de água impetuosa: • Abre-se mais a fenda ou o buraco, a fim de sanear a área, chegando até a parte dura do concreto. • Limpa-se bem a área. • Utilizando-se uma pequena bacia plástica (20cm a 25cm de diâmetro), despeja-se nela uma pequena quantidade de STOP-MORTER R. Acrescentar um pouco d’água e com a mão enluvada, misturar o produto até se obter uma massa consistente em forma de “pêra”. Seguidamente, antes que a massa endureça, introduzi-la na abertura, pressionando-a firmemente até que endureça. Quando a proporção de água em relação ao STOP-MORTER R é correta, sente-se um acentuado aquecimento da massa, quando de seu endurecimento. • Para tamponar furos e chapas ou tubos de ferro com forte pressão d ‘água, etc. • Para secar superfícies úmidas:

ARGAMASSAS ESPECIAIS

4. Utilização

96


STOP MORTER L107

1. Definição É um revestimento impermeabilizante semiflexível, bicomponente, indicado para impermeabilização de superfícies de concreto, argamassas e alvenarias. Não altera a potabilidade da água. 2. Mistura STOP-MORTER L 107 está pré-dosado para a mistura, devendo-se primeiramente revolver o componente B (pó), para em seguida adicionar aos poucos o componente A (líquido), misturando-os de forma enérgica, manualmente ou mecanicamente (hélice + furadeira), até atingir uma perfeita homogeneidade sem grumos. 3. Aplicações • Antes da aplicação, verificar as condições da superfície, caso esteja friável, é necessário raspar e escovar com escova de aço, eliminando os elementos soltos deixando a superfície áspera; em seguida aplicar o produto com trincha de 4”, esperar secar por 24 horas e iniciar o tratamento impermeabilizante. 4.

Tratamento Impermeabilizante

ARGAMASSAS ESPECIAIS

Umedecer a base e aplicar o produto, com trincha, em duas ou três demãos cruzadas, em intervalo de 45 minutos. Em reservatórios de água, submetidos previamente a teste de carga, o produto deve ser aplicado preferencialmente ao nível do concreto.

98

5. Consumo • 1kg/m por demão, dependendo da regularidade dos planos da base. 2

6. Embalagem • Baldes - 18 L • Componente A = Líquido = 3,6 kg líquido Componente B = Pó = 17 kg, líquido


produto.

Cimento especial impermeável, para 6. Embalagem revestimento de concreto, argamassas, alvenarias, etc, em impermeabilizações pelo Sistema Semi- • Sacos plásticos - 25 kg líquido Rígido, Rígido ou Cristalizante.

STOP MORTER L

1. Definição

2. Características • Aspecto: Pó Cor: Cinza 3. Aplicações • Para impermeabilização e vedação contra pressão de água de ação negativa ou positiva, pelo sistema semi-flexível, rígido ou cristalizante, em cisternas, subsolos, muros de arrimo, caixas d’água, etc.

• Em lugares secos é usado puro com água ou com o aditivo PLASTOP GRAUT. • Em lugares úmidos ou com água fluindo, é usado em conjunto com STOP-MORTER R e STOP-11, como componente do chamado sistema de cristalização. • STOP-MORTER L é empastado com água ou com PLASTOP GRAUT até formar uma pasta cremosa. A aplicação é feita com uma trincha ou escova, em demãos cruzadas, sobre superfícies limpas, isentas de pó e impurezas. O PLASTOP GRAUT é um plastificante e deve ser usado quando se pretende obter um revestimento com certa capacidade de deformação, na proporção da metade da água de amassamento. • A dosagem básica é de 3 kg de PLASTOP GRAUT mais 3 litros de água para 30 kg de STOPMORTER L. O aditivo STOP-11 é um acelerador de cura usado junto com a água do empastamento quando se trabalha em lugares úmidos. A dosagem básica é 15% de STOP-11 e 85% de água. NOTA: Em nenhum dos casos, o volume do líquido de empastamento pode ser maior do que 20% do peso do STOP-MORTER L (6 litros por saco). 5. Rendimento • Para um revestimento de 1 mm a 1,5 mm de espessura considerar 2,5 kg/m a 3,0 kg/m do 2

2

ARGAMASSAS ESPECIAIS

4. Utilização

99


Massa de múltiplas cores, maleável nas temperaturas ambientes, para rejunte de azulejos, cerâmicas, etc.

REJUNTEXSA

1. Definição

2. Características • Semi-flexível • Impermeável • Aderente, sem imprimação, à maioria dos materiais de construção. Perene, suportando perfeitamente as intempéries. • Densidade aparente: = 0,987 g/cm . 3

3. Utilização • O empastamento se faz adicionando de 27% a 30 % de água por quilo do REJUNTEXSA. • Aplica - se como massa corrida com auxílio de uma espátula, preenchendo o vazio entre as peças, devidamente aderidas e separadas entre si, levando a massa até o fundo da junta, de modo a eliminar todo o vazio. Na colagem de azulejo, aplicar no suporte, de modo estriado, e seguidamente colar o azulejo. NOTA: Para tornar o REJUNTEXSA mais flexível e elevar o poder de colagem, use 10% de aditivo PLASTOFIX na água de amassamento. 4. Rendimento • De acordo com o volume da junta e a densidade da massa REJUNTEXSA, o consumo médio é da ordem de 0,120 g/m , dependendo da profundidade e da largura das juntas. 2

• Galão: 3,5 kg líquidos

REJUNTAMENTO

5. Embalagem

101


modo contínuo derramar o cimento, continuando a bater por mais 4 minutos, quando fica Aditivo que misturado à água e ao cimento preparado o concreto leve para ser derramado Portland torna-se um concreto leve isolante térmico nas formas ou sobre as superfícies que se de alta resistência ao fogo, dimensionalmente deseja proteger contra o calor, o fogo. estável. • A espuma quando aplicada sobre O uso dessa mistura permite confeccionar, impermeabilizações as tornam mais duráveis, em fôrmas, pré-moldados de marquises, painéis pois as protegem contra as ações mecânicas. isolantes rígidos de boa leveza, permitindo criar depressões ovalóides com riscos entre eles, assim 6. Embalagem reduzindo e absorvendo o som quando fica oposto ou defronte a uma superfície dura e lisa. • Balde plástico, de 18 litros

ESPUMOGEM

1. Descrição

2. Propriedades • Boa resistência à compressão após 05 d/cura = 12 Kgf/cm Se desejar maior resistência, basta reduzir a água entre 50 e 60% • Pode ser cortado e instalado com facilidade. • Resistente ao fogo, em chamas de 1200°C (bico de Bunsen) • Boa absorção do som aéreo. 2

3.

Característica da Espuma

• Aspecto: Gelatinoso, da cor do cimento Portland Densidade úmida: 0,530 g/cm • Densidade após 07 dias de cura: 0,450 kgm/ cm • Estabilidade ao fogo: 1200ºC (corpo de prova 5cm espessura) • Fácil aplicação: não necessita mão de obra especializada pH = 12 3

3

IDEAL ISOLAMENTO TÉRMICO DE: • Lajes de coberturas. • Telhados de modo geral. • Telhas metálicas. • Coberturas transitáveis. • Terraços • Enchimentos de porta corta fogo, etc. • Sobre a superfície de painéis aplica-se uma capa de TEXTON-R na cor desejada, ou ARGATEXSA ÚNICA na espessura de 08 mm. 5. Utilização • ESPUMOGEN misturado à água se transforma em grande volume de espuma gel, ao serem batidos no tempo entre ± 5 e 8 minutos. De

OUTROS

4. Aplicações

103


STOP 11

1. Definição Cristalizante endurecimento.

5. Embalagem acelerador

de

pega

e • Galão: 4,2 kg líquidos • Balde : 22 kg líquidos

2. Características • • • •

Aspecto: Líquido Cor: Azulado - lilás Cloretos - Isento Diluente - Água

3. Aplicações • Como acelerador de cura em argamassas e concretos, e como impermeabilizante cristalizante auxiliar nos processos de impermeabilização com os produtos STOPMORTER - L e STOP-MORTER - R. • Na imprimação do concreto ou argamassa no processo de cristalização com o pó do STOPMORTER - R. 4. Utilização

OUTROS

• Na preparação do cimento impermeabilizante STOP-MORTER R, adicionar de 5% a 10% do STOP- 11 em relação ao peso do STOP-MORTER R a ser preparado, empastando, manualmente, num recipiente plástico. • Na preparação de concreto contendo cimento Portland tipos CP I e CP II, adicionar 1,5 kg do aditivo STOP-11 por saco de cimento e água na proporção máxima de 53% do peso do cimento (50 Kg x 0.53 = 26,50 litros por saco). • Quando houver risco de chuva, após ter sido lançada e nivelada a argamassa ou o concreto, a aplicação do STOP 11 sobre a superfície acelera a cura superficial protegendo contra a erosão das massas frescas.

104

• Técnica de preparação: Inicialmente colocar na betoneira a água, adicionando, em seguida, os componentes do concreto e, por último, o aditivo STOP-11. OBS: Não é recomendado o uso do aditivo STOP11 em concretos e argamassas contendo cimento Portland CPV-ARI, devido ao excesso de calor de hidratação desenvolvido durante a pega, o que pode acarretar modificações nas características da massa.


TEXSALUX

1. Descrição Composição á base de resina acrílica emulsionada em água que ao secar forma uma película absolutamente transparente. Boa resistência ao intemperismo impermeável ás aguas projetadas. 2. Características • Aspecto: Líquido leitoso (após aplicação, incolor) • Componentes: Resina acrílica • Diluente: Água. 3. Aplicações • Envernizamento interno de tijolos á vista e blocos de concreto. • Selador para pintura. • Proteção interna de concreto aparente. • Acabamento final em interiores: tintas em geral, madeiras, portas, janelas, esquadrias, sancas. • Revestimento brilhante decorativo de áreas como: corredores, hallsocial e escadas. 4.

Preparo da Superfície

Limpar a superfície de pó e poeira 5.

Preparo do Produto

Homogeneizar bem o produto 6. Restrição Superfície úmida 7. Consumo • 100 a 200 ml/m - 1 demãos O consumo depende das características da superfície 2

• Galão: 3,6 l — 3,6 Kg líquidos • Baldes: 18 l — 18 Kg líquidos

OUTROS

8. Embalagem

105


TEC ROSCA OUTROS 106

1.

Definição

atmosferas. TEC-ROSCA é uma pasta vedante que não é compressível, razão de compensar as tensões Pasta que veda roscas e protege contra provocadas pelo vai e vem da água do interior das a corrosão, por inibir as reações que se passam tubulações, pois ao acontecerem as tensões, pelo entre dois corpos metálicos quando em contato, desequilíbrio de seus gases e do próprio vapor evitando as pilhas de corrosão. do líquido, não permite que joelhos, tês, e luvas fissurem. 2. Instruções para Aplicação TEC-ROSCA ocupa os espaços vazios das roscas neutralizando tensões (golpe de aríete). Para tubos de ferro enferrujado não é necessário remover a ferrugem. Para as demais 8. Embalagem roscas dos tubos, limpar e secar as roscas antes de aplicar o produto. • Galão : 3,3 kg líquido Para tubos até 7/8” de diâmetro, aplicar o produto em volta do início da rosca macho. Para tubos de maior diâmetro, aplicar o produto também no início da rosca fêmea. TEC-ROSCA é o único veda roscas que transforma a ferrugem em fosfato, além de vedar roscas e juntas sem colar. TEC-ROSCA proporciona uma vedação instantânea, não resseca e não endurece. Combina três desempenhos: vedação, lubrificação e proteção anti-corrosiva. Dificulta que as roscas se grimpem, por ter boa característica de anti-vibração, aceitando reabertura da conexão a qualquer momento. TECROSCA pode ser utilizado em tubulações de água, ar comprimido, gás, óleo, vapor d’água e roscas de tubulações de condensados, etc. Uma pequena camada de TEC-ROSCA, aplicada entre roscas, resiste pressões de até 2


água para remoção do excesso; • Em concretos com baixa porosidade após É uma solução aquosa à base de silicatos 30/40 minutos remover o material e enxague para endurecer a superfície de concreto; auxiliar de com agua, evitando a formação de manchas cura do concreto; aumenta a impermeabilidade do esbranquiçadas. piso e a resistência á abrasão. • Liberação das áreas: pessoas - 1 hora; trafego pesado - 24 horas. 2. Características SEGURANÇA • Cor: incolor • Aspecto: líquido • Deve se utiliza EPI’s recomendáveis: Botas , • Densidade: 1,13 a 1,17 g/cm luva e óculos de segurança química. • Ph: 11 a 13 • Em contato com a pele provoca irritação moderada. 3. Qualidades • Corrosão / irritação à pele: Categoria 3 3

TEXSA ENDURECEDOR DE PISO

1. Definição

• Aplicação simples; 5. Consumo • Baixo custo comparado com outras técnicas utilizadas para mesmo resultado; • 1 litro de TEXSA ENDURECEDOR DE PISO rende • Auxilia na cura do concreto, reduzindo a perda de 3 a 5 m , dependendo da superfície. de água por evaporação; 6. Embalagem • Boa impregnação no concreto; • Diminui a poeira em concreto pobres. Tambor: 240 Kg 4. Aplicação 2

UTILIZAÇÃO • • • •

Depósitos/almoxarifados Shoppings Centers Pisos de garagem/ estacionamentos Plantas industriais

• Em superfícies novas não requer preparo especial. • Pisos com superfície recente, remover todo desmoldante. • Em concreto curado requer superfície limpa/ seca e isenta de óleos, graxas, tintas, desmoldantes, asfalto ou material que impeça a absorção do produto. • Aplicar com rodo, vassoura de pelo, rolo, pulverizador de baixa pressão. • Em concreto “frescos” após a evaporação da água e a superfície em processo de endurecimento, suportando tráfego de pessoas, aplicar uma demão farta e aguardar 30/40 minutos. • Sobre as áreas secas nova aplicação e retire o excesso das depressões do piso. • Após a absorção do material, lavar a área com

OUTROS

PREPARO DA SUPERFÍCIE

107

Manual técnico texsa issu  
Manual técnico texsa issu  
Advertisement