Page 1

manual de sementes

quirido pelos coletores de sementes da Rede Comuni-

tária de Produção de Sementes Nativas, que atuam na Mata Atlântica, nas regiões do Alto Paranapanema e

Vale do Ribeira (SP). São fichas com dados de coleta e beneficiamento de trinta espécies, escolhidas dentre o universo das mais de cem encontradas nos locais de atuação da Rede e oferecidas aos viveiros. Trata-se de

uma contribuição significativa para o aperfeiçoamento

manual de sementes

Esta publicação sistematiza parte do conhecimento ad-

Coleta e benef iciamento de espécies florestais da Mata Atlântica

do trabalho de viveiristas e para as iniciativas de restauração de áreas de f loresta nativa.

rede comunitária de produção de sementes nativas


parceria e confiança A Fibria, líder global do setor de celulose, tem a missão de

desenvolver o negócio florestal renovável como fonte sustentável

de vida, consolidando a floresta plantada como produtora de valor econômico associado à conservação ambiental, inclusão social e

melhoria da qualidade de vida. Acreditamos em relações construtivas baseadas em laços de parceria e confiança, com compromisso e

respeito. É nesse contexto que temos a satisfação de apoiar a Rede Comunitária de Produção de Sementes Nativas nesta publicação.

Fibria

de floresta a pessoas Desde 1996, quando começou a atuar, um dos desafios que o

Instituto Refloresta se coloca é aliar conservação florestal e geração de renda. Para nós, atuar na conservação e na produção florestais

passa pelo humano e pelo comunitário, considera os conhecimentos locais e tradicionais, fazendo emergir reflexões sobre território,

paisagem e pessoas. Resultados como esta publicação nos servem de

bússola e de alimento, reafirmando nossa crença de que quanto maior o número de pessoas adquirindo, compartilhando e praticando a

sabedoria e o respeito às diferentes formas de vida mais perto da tão almejada sustentabilidade estaremos.

Instituto Refloresta


SUMÁRIO O projeto ----------------------------------- 06 Sociobiodiversidade --------------------------- 09 Sobre a publicação ---------------------------- 1 0 Agulheiro -- Seguieria langsdorffii ------------- 1 4 Angelim -- Andira anthelmia --------------- 1 6 Bico-de-pato -- Machaerium nyctitans --------- 1 8 Bugreiro -- Lithraea molleoides --------------- 2 0 Canela-guaicá -- Ocotea puberula ------------- 2 2 Canelinha -- Nectandra megapotamica --------- 2 4 Canjerana -- Cabralea canjerana ------------- 2 6 Capororoca -- Rapanea ferruginea ------------ 2 8 Capororoca-grande -- Rapanea umbellata ------ 3 0 Curtumeiro-preto -- Cassia ferruginea --------- 3 2 Curtumeiro-branco -- Cassia leptophylla -------- 3 4 Embira-amarela -- Guatteria australis --------- 3 6 Embiruçu -- Pseudobombax grandiflorum ------- 3 8 Falso-novateiro -- Coccoloba mollis ----------- 4 0 Faraó -- Allophyllus edulis ------------------ 4 2 Govoatã-branco -- Matayba elaeagnoides ------- 4 4 Govoatã-preto -- Cupanea vernalis ----------- 4 6 Guapeva-grande -- Pouteria bullata ---------- 4 8 Ingá-de-macaco -- Inga sessilis ------------- 5 0 Ingá-feijão -- Inga marginata -------------- 5 2 Laranja-de-macaco -- Posoqueria acutifolia ----- 5 4 Leiteiro -- Tabenaremontana hystrix ---------- 5 6 Macuqueiro -- Casearia sylvestris ------------ 5 8 Marolo -- Rollinia sylvatica ---------------- 6 0 Pêssego-bravo -- Prunus myrtifolia ----------- 6 2 Pinha-do-brejo -- Magnolia ovata ----------- 6 4 Roseteiro -- Xylosma glaberrima ------------- 6 6 Saraguaji -- Colubrina glandulosa ------------ 6 8 Tarumã -- Vitex montevidensis -------------- 7 0 Umbu -- Phytolacca dioica ----------------- 7 2 Bibliografia

--------------------------------- 7 6


O PROJETO

A ideia de formar um grupo de coletores de sementes de árvores da Mata Atlântica nasceu em 2002 a partir da aproximação de alguns tra-

balhadores rurais do entorno do Parque Estadual Intervales (extremo sudoeste de SP) com técnicos do Instituto Refloresta, por ocasião de

uma atividade de recuperação ecológica de áreas degradadas. Do con-

tato com as mudas e sementes nativas, de ambas as partes percebeu-se uma grande oportunidade. Pelo lado dos trabalhadores, havia o sonho de vencer o desemprego, voltando a viver da terra de origem de forma

autônoma e digna. Os técnicos viram nessa disposição a chance de desenvolver um projeto comunitário de geração de renda baseado no uso racional e sustentável da floresta.

Logo no início, o Refloresta estimulou e apoiou a atividade de co-

leta de sementes florestais, fornecendo alguns equipamentos e prestando orientações técnicas. Pouca coisa, mas o suficiente para estimular o

grupo a iniciar um pequeno comércio das sementes f lorestais. Graças à alta diversidade de espécies nativas coletadas, além do Instituto Reflo-

resta e da Fibria, outras instituições da região também demonstraram interesse na aquisição do material, criando uma demanda. Os novos

horizontes foram agarrados com tenacidade pelo grupo – inicialmente denominado Semente Nativa e rebatizado posteriormente como Rede Comunitária de Produção de Sementes Nativas.

Porém, no princípio, tudo era realizado de forma empírica. Havia

carência de técnicas de coleta, de beneficiamento e armazenamento e

desconhecimento sobre o mercado e o controle de vendas. Para que a atividade de coleta de sementes se tornasse de fato um ofício, era

preciso se estruturar, o que começou a acontecer em 2005, quando o

Refloresta, em parceria com a Fibria, lançou o projeto Sementes do Futuro que, desde então, tem apoiado o desenvolvimento do sistema de produção comunitária dos sementeiros. 6


No momento, organizados como uma rede e buscando autonomia para

sua auto-gestão, sessenta trabalhadores rurais encontram-se envolvidos

no projeto, configurando um grupo que conta com 75% de mulheres e

envolve os municípios de Capão Bonito, Ribeirão Grande e Guapiara, no Alto Paranapanema, e também Sete Barras, no Vale do Ribeira.

sociobiodiversidade

Além de abrigar cerca de um quinto da riqueza natural do planeta em

seis biomas, o Brasil é um caldeirão cultural formado por mais de duas centenas de povos e comunidades tradicionais. São grupos que se re-

conhecem como culturalmente diferenciados e possuem organizações sociais próprias. Ocupam e utilizam seus espaços naturais, desenvol-

vendo sistemas de produção simbólica e econômica, profundamente

ligados a esses ambientes. Desenvolvem e propagam conhecimentos, práticas e processos que se criam e se recriam ao longo de sucessivas

gerações. Essas populações estão entrelaçadas à natureza e se apro-

priam do que a biodiversidade tem a oferecer, gerando bens e serviços. À relação estabelecida entre os recursos naturais e a geração de bens

e serviços voltados à formação de cadeias produtivas de interesse desses

povos e comunidades tradicionais dá-se o nome de sociobiodiversidade.

Na Mata Atlântica, um dos cinco biomas mais ameaçados da Terra,

o desenvolvimento da sociobiodiversidade é uma necessidade premen-

te. É nesse contexto que se pode compreender o valor das atividades da Rede Comunitária de Produção de Sementes Nativas. Atuando num

dos mais significativos contínuos florestais do país, aliam de forma har-

mônica e equilibrada geração de renda e conservação florestal por meio da coleta e comercialização de sementes da floresta. Com o apoio do

Refloresta e da Fibria, tem-se desenvolvido uma tecnologia social que vem ajudando a romper o isolamento de comunidades rurais, colocando-as em contato com o cenário político e econômico dos municípios.

9


O Projeto tem como pilares os fortes laços de confiança, cooperação

e solidariedade entre os integrantes do grupo e entre o grupo e o sistema

natural que o cerca, envolvendo a atividade na complexidade da vida,

como um padrão tecnológico includente e ambientalmente responsável.

sobre a publicação

Esta publicação surgiu de anseios da equipe técnica do projeto e do sonho do grupo de sistematizar e difundir o conhecimento adquirido em sete anos de observações e estudos. Do universo de mais de cem espécies

oferecidas ao mercado, trinta foram aqui selecionadas, com informações de coleta e beneficiamento. São espécies arbóreas típicas da região de atuação do grupo (área de transição entre floresta ombrófila densa e floresta

estacional semidecidual), escolhidas de forma participativa, considerando as afinidades com as espécies, a maneira como elas estão inseridas no

cotidiano do grupo e as dificuldades indicadas por viveiristas da região do Alto Paranapanema para o manejo com determinadas sementes.

Há que se fazer uma observação: alguém lembrará que a informa-

ção meramente empírica pode ser questionável. Entretanto, deve-se considerar que o conhecimento do grupo foi gerado do encontro da

técnica científica com os saberes desenvolvidos na rotina de trabalho. Ou seja, não apenas do olhar aguçado em campo, de tentativa e erro

ou do acesso ao conhecimento popular, mas também pelos processos de capacitações técnicas e científicas pelos quais os componentes pas-

saram para melhorar e gerar suas próprias metodologias, garantindo desta forma sementes de qualidade aos compradores.

No fechamento do presente trabalho, teve-se o cuidado de con-

firmar e confrontar todas as fontes para fortalecer a precisão das in-

formações. Mesmo havendo pequenas divergências principalmente nos dados de floração e frutificação, o leitor deve se lembrar que estes variam de lugar para lugar. 10


informações importantes:

-- As fichas das espécies apresentadas nas páginas seguintes acompanham fotos das sementes em tamanho real. ---------------------------------------------------------------------- No caso de sementes muito pequenas há

uma ampliação em destaque para que os detalhes das mesmas fiquem mais evidentes. Há em algumas fichas imagens das flores, dos frutos e das árvores.------------------------

---------------------------------------------------- Aspectos sobre o armazenamento das sementes não são

mencionados nas fichas, pois a técnica é padrão para as espécies que suportam o procedimento. Nesse aspecto, as sementes

podem ser divididas em duas categorias: -----------------

---------------------------------------------------- • sementes ortodoxas: são aquelas que suportam seca-

gem, tais como as de cedro, embaúba, pau-viola, guarantã e

jequitibá. Essas sementes podem ser armazenadas. Para tanto, devem ser colocadas para secar à sombra, lacradas em seguida em sacos plásticos e, por fim, colocadas na geladeira. --------

------------------------------------------ • sementes recalcitrantes: são as que não suportam

secagem e baixas temperaturas. Exemplos delas são os ingás, canelas, juçara, pitanga e uvaia. Essas sementes não devem ser armazenadas, mas colocadas para germinar logo que colhidas.

-----------------------------------------------11


Nome popular -- Agulheiro Limão-bravo Juvueiro Nome CIENTÍFICO -- Seguieria langsdorffii

(PHYTOLACCACEAE)


Informações gerais - Árvore de 10 a 15 metros de altura, obser-

vada em matas secundárias, secas ou úmidas, não ocorrendo em populações agrupadas. Produz anualmente grande quantidade de frutos não apreciados pela fauna e dispersos pelo vento. A planta apresenta espinhos nos ramos. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Outubro a novembro. ----------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Julho a agosto. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Deve ser realizada quando os frutos iniciarem a dispersão ou apresentarem aspecto seco e coloração marrom escura. Colete-os diretamente da árvore com o auxílio de podão. Geralmente é necessário utilizar equipamento de escalada e luvas de couro devido aos espinhos dos ramos. A coleta é de fácil realização. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Coloque os frutos para secagem a pleno sol até que a asa dos mesmos fiquem bem quebradiças. Retire a asa com a mão ou com uma tesoura, mantendo apenas a parte arredondada que contém a semente. A retirada da semente do interior do fruto é difícil pela fragilidade da mesma, podendo até mesmo ser dispensada. O beneficiamento é considerado de fácil realização. ----------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. -----------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 8,6 mil unidades. A germinação e o desenvolvimento da muda em viveiro e campo são rápidos. -------------------------------------------------------------------------------------------15


Nome popular -- Angelim Goiabinha-do-campo Nome CIENTĂ?FICO -- Andira anthelmia (FABACEAE-FABOIDEAE)


Informações gerais - Árvore de 8 a 12 metros de altura, encontra-

da tanto no interior da floresta quanto nas bordas, em terrenos secos e úmidos. Os frutos são muito apreciados pela fauna. -------------------------------------------------------------------------Floração - Outubro a novembro. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Março a abril. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Os frutos não modificam a coloração ao amadurecerem, mantendo-se verdes e duros. O ponto de coleta é quando iniciam a dispersão espontânea e apresentam forte odor adocicado. Estenda uma lona sob a copa da árvore e colete-os com uso de podão ou balançando fortemente os galhos da árvore. A coleta é considerada de fácil realização. -------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - O beneficiamento é de difícil realização. Deixe os frutos em balde com água por dois dias para facilitar a limpeza. Após esse período, coloque-os num saco com areia e palha e pisoteie o mesmo. Em seguida, macere em peneira grossa de aço e água, separando o que sobrou dos frutos. Retire o excesso de água com um pano e deixe as sementes secando em local sombreado por dois dias. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a seis meses. ------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 80 sementes. A taxa de germinação é alta. As mudas ficam prontas para campo em torno de 8 meses e o desenvolvimento em campo é considerado moderado. É uma espécie recomendada para a arborização urbana por ser de médio porte. ---------------------------------------------------------------------------------17


Nome popular -- Bico-de-pato Nome CIENTĂ?FICO -- Machaerium nyctitans

(FABACEAE-FABOIDEAE)


Informações gerais - Árvore de 7 a 15 metros de altura, encontrada tanto em matas úmidas como secas, muito freqüente nas bordas e em florestas secundárias. Produz anualmente grande quantidade de frutos, não apreciados pela fauna e dispersos pelo vento. Os frutos são muito atacados por insetos. A planta possui espinhos nos ramos. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Dezembro a janeiro. ------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Setembro a outubro. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Colete os frutos com o auxílio de podão, quando iniciarem a dispersão ou apresentarem aspecto seco e coloração marrom escura. Geralmente é necessário utilizar equipamento de escalada e luvas de couro devido aos espinhos. A coleta é considerada de fácil realização. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Coloque os frutos para secagem a pleno sol até que a asa do mesmo fique bem quebradiça. Retire a asa manualmente ou com auxílio de tesoura, deixando apenas a parte ovalada que contém a semente. A retirada da semente do interior do fruto é muito difícil e dispensável. O beneficiamento é de fácil realização. ------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 6,7 mil unidades. Recomenda-se imergir as sementes em água por um dia antes da semeadura. A germinação é considerada rápida e de médio aproveitamento e o desenvolvimento das mudas é moderado. ------------------------------------------------------------19


Nome popular -- Bugreiro

Aroeira-braba Aroeira-brava

Nome CIENTĂ?FICO -- Lithraea molleoides

Folha

(ANACARDIACEAE)


Informações gerais - Árvore de 5 a 9 metros de altura, encontrada

em populações densas, em matas ciliares ou outras áreas úmidas, geralmente nas bordas de fragmentos florestais. São raras as ocorrências em locais secos e no interior de floresta. Produz anualmente grande quantidade de frutos, não apreciados pela fauna. -----------------------------------------------------------------------------Floração - Janeiro a março. --------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Novembro a janeiro. ----------------------------------------------------------------------------Coleta de sementes - A coleta é fácil, porém requer a utilização de luvas e roupas que protejam a pele do contato com a planta, já que esta contém substâncias alérgicas. Deve se feita quando os frutos apresentarem casca seca e levemente quebradiça e começarem a cair da árvore. Estenda uma lona sob a copa e corte os cachos de frutos com um podão. ------------------------------------------------------------Beneficiamento - Com luvas de borracha, retire os frutos dos cachos, deixando-os secar ao sol até que a casca fique bem quebradiça. A seguir, em local sombreado, esfregue em peneira fina, de forma que a casca desprenda-se das sementes. Por fim, lave-as em água para retirada do excesso de impurezas, deixando secar em meia sombra por um dia. O beneficiamento é considerado de difícil realização. ------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a oito meses. ------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 21 mil unidades. A taxa de germinação é alta e o desenvolvimento das mudas é igualmente rápido. A alergia provocada pelo contato da pele com as folhas e sementes geralmente aparece em cerca de um a dois dias. Os sintomas são queimação, vermelhidão, coceira intensa e o aparecimento de pequenas bolhas, que podem se espalhar pelo corpo. Para a cura, é utilizada popularmente a lavagem das áreas com chá de aroeira mansa (Schinus molle). --------------------------21


Nome popular -- Canela-guaicรก Canelinha Nome CIENTรFICO -- Ocotea puberula

(LAURACEAE)


Informações gerais - Árvore de 15 a 20 metros de altura, en-

contrada em matas secundárias úmidas ou parcialmente secas. É mais freqüente em bordas florestais. A frutificação tem maior intensidade em anos alternados. Os frutos são apreciados e dispersos por pássaros. ------------------------------------------------------------Floração - Junho a agosto. ---------------------------------Produção de sementes - Dezembro a janeiro. ----------------------------------------------------------------------------Coleta - Deve ser realizada quando os frutos iniciarem a queda espontânea ou adquirirem a cúpula (estrutura semelhante a um copo que envolve o fruto) com coloração vermelho intenso e o fruto roxo escuro. Estenda uma lona sob a copa da árvore e balance fortemente os galhos. Se isso não for eficiente, colete com um o podão. Geralmente é necessário utilizar equipamento de escalada para a coleta. A coleta é considerada de fácil realização. ---------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos em saco plástico fechado com um pouco de água por um dia. Na seqüência, macere-os levemente com auxílio de um saco de estopa. A semente deve ser completamente liberada da polpa pois esta possui inibidores da germinação. Lave e retire o excesso de água com um pano e, por fim, coloque as sementes para secar em local sombreado por dois dias. O beneficiamento é difícil. -------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a quatro meses. ----------------------------------------------------------------Outro dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 4 mil unidades. As sementes possuem dormência. Para otimizar a germinação (que pode chegar a um médio aproveitamento) recomenda-se a escarificação ácida (imersão das sementes em ácido sulfúrico por três minutos) e posterior enterramento das mesmas em areia por dois meses antes da semeadura. Sem o tratamento, a germinação é desigual, podendo perdurar por até um ano. O desenvolvimento das mudas é considerado rápido. ---------------23


Nome popular -- Canelinha Nome CIENTĂ?FICO -- Nectandra megapotamica

(LAURACEAE)


Informações gerais - Árvore de 15 a 20 metros de altura, obser-

vada em matas de solos úmidos e de drenagem rápida. É freqüente no interior das matas, onde forma grande concentração de indivíduos jovens próximos à planta mãe. A frutificação é irregular, com maior intensidade em anos alternados. Os frutos são muito apreciados pelas aves. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Julho a setembro. --------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Dezembro a janeiro. ---------------------------------------------------------------------------Coleta - Deve ser feita quando os frutos iniciarem a queda espontânea e apresentarem coloração roxa. Estenda uma lona sob a copa da árvore e balance fortemente os galhos. Ou colete os frutos com o uso de podão. Geralmente é necessário utilizar equipamento de escalada para a coleta, que é considerada de fácil realização. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos dentro de sacos plásticos fechados com um pouco de água por 24 horas. Após, retire e macere-os levemente com auxílio de um saco de estopa. Lave e retire o excesso de água com um pano e coloque as sementes para secar em local sombreado por um dia. O beneficiamento é considerado de difícil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a três meses. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 4 mil unidades. A germinação costuma ser demorada e com uma taxa de cerca de 60%. Para agilizar a mesma faça um corte na casca com estilete ou deixe as sementes imersas em água por um dia. O desenvolvimento das mudas em viveiro e em campo é lento. -----------25


Nome popular -- Canjerana Canjarana Cedro-canjarana Nome CIENTĂ?FICO -- Cabralea canjerana

(Meliaceae)

Semente e fruto


Informações gerais - Árvore de 10 a 25 metros de altura, comu-

mente encontrada em matas primárias e secundárias, principalmente em áreas de solo úmido. Possui irregularidade na floração durante o ano. Os frutos são muito apreciados pela fauna, que dispersa suas sementes. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Setembro a outubro. -----------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Agosto a novembro. ---------------------------------------------------------------------------Coleta - É realizada quando os frutos apresentarem coloração roxa ou marrom e iniciarem a abertura espontânea, deixando as sementes à mostra (envoltas em polpa alaranjada). Estenda uma lona sob a copa e colete os frutos com o auxílio de podão, Geralmente é necessário utilizar equipamento de escalada. A coleta é considerada de fácil realização. -------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Coloque os frutos em local semi-sombreado até que completem a abertura espontânea. Retire as sementes e, em água corrente, macere levemente até que fiquem livres de toda polpa. Lave as sementes e deixe-as secando em local sombreado até que o excesso de água seja retirado. O beneficiamento é considerado de fácil realização, porém deve-se ter cautela na força exercida nas sementes para não danifica-las. -----------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a dois meses. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 1,2 mil unidades. A taxa de germinação é baixa porém rápida e o desenvolvimento das mudas é rápido. -----------------------------------------------------------------------------------------27


Nome popular -- Capororoca Capororoca-ferrugem Capororoca-pequena Nome CIENTĂ?FICO -- Rapanea ferruginea

(MYRSINACEAE)

Fruto


Informações gerais - Árvore de 5 a 10 metros de altura, muito

encontrada nas bordas das florestas secas ou úmidas, em matas secundárias e capoeiras. Possui casca externa de cor cinza e interna de coloração rubra. Produz anualmente grande quantidade de frutos, apreciados e dispersos por pássaros. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Maio a junho. -----------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Outubro a dezembro. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Os frutos devem ser coletados quando começarem a escurecer. Estenda uma lona sob a copa, colete passando as mãos sobre os mesmos, com uso de luvas (similar à colheita de café). O procedimento é fácil. -----------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos em balde com um pouco de água por um dia; em seguida, macere-os em peneira metálica, lavando e retirando o excesso de água com um pano. Deixe secando ao sol por um dia. O beneficiamento é considerado difícil devido às sementes serem muito gordurosas. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a um ano. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 50 mil unidades. As sementes apresentam dormência. Para viabilizar a germinação (cuja taxa de aproveitamento é baixa), deixe as sementes enterradas em areia úmida por um mês. O desenvolvimento das mudas é rápido. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------29


Nome popular -- Capororoca-grande Capororocão Nome CIENTÍFICO -- Rapanea umbellata

(MYRSINACEAE)


Informações gerais - Árvore de 5 a 15 metros de altura, en-

contrada em matas úmidas e secundárias, mais freqüente em áreas sombreadas. Possui casca externa de cor cinza e interna de coloração rosa. Produz anualmente grande quantidade de frutos que são apreciados e dispersos por pássaros. Costuma florescer e frutificar mais de uma vez ao ano. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Junho a julho. ----------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Novembro a janeiro. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Os frutos devem ser coletados quando adquirirem tonalidade escura. Estenda uma lona sob a copa e colete os frutos dos galhos, passando as mãos sobre os mesmos com o uso de luvas (similar à colheita de café). A coleta é considerada fácil. -----------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos em balde com um pouco de água por um dia. A seguir, macere-os em peneira metálica, lavando e retirando o excesso de água com auxílio de um pano. Por fim, exponha as sementes ao sol por 24 horas. O beneficiamento é considerado de difícil realização devido ao fato das sementes serem gordurosas. --------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. -----------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 35 mil unidades. A taxa de germinação é potencializada quando se faz um processo de escarificação ácida (imersão das sementes em ácido sulfúrico por alguns minutos). A germinação é de pouco aproveitamento e demorada. O desenvolvimento das mudas em viveiro e em campo é considerado moderado. -------------------------------------------------------------------------------31


Nome popular -- Curtumeiro-preto Chuva-de-ouro Curticeiro Nome CIENTĂ?FICO -- Cassia ferruginea

(FABACEAE- CAESALPINIOIDEAE)


Informações gerais - Árvore de 10 a 15 metros de altura. Ocorre tanto em florestas primárias como em secundárias, geralmente em solos secos. Tem floração abundante, produz anualmente grande quantidade de frutos, muito consumidos por quatis. As sementes são freqüentemente atacadas por insetos ainda na árvore. ------------------------------------------------------------------------Floração - Novembro a janeiro. -----------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Setembro a outubro. ---------------------------------------------------------------------------Coleta - Geralmente é utilizado equipamento de escalada e podão para a coleta dos frutos. Estenda uma lona sob a copa e balance fortemente os galhos ou retire os frutos com o podão. A coleta deve ser realizada sempre após dias seguidos de sol e quando os frutos adquirirem coloração marrom escura, apresentarem rachaduras e iniciarem a dispersão espontânea. A coleta é considerada fácil. ------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - O beneficiamento é considerado de difícil realização. Deixe os frutos ao sol até que emitam barulho de chocalho ao balançar. Para a liberação das sementes, quebre os frutos usando martelo. Com peneiras de malhas grossa e média (primeiro uma e depois outra) separe as sementes dos resíduos de frutos. Escolha aquelas que não apresentam danos ou furos e coloque-as em balde com água, deixando imersas por alguns minutos, descartando as que flutuaram. Seque a pleno sol durante dois dias. ----------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a cinco anos. -----------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 9 mil unidades. As sementes possuem dormência e antes da semeadura, é necessário realizar um pequeno corte com estilete nas sementes do lado oposto do hilo (espécie de umbigo da semente). A taxa de germinação é apenas razoável. O desenvolvimento em viveiro e no campo é lento. -33


Fruto

Flor

Nome popular -- Curtumeiro-branco Falso-barbatimão Nome CIENTÍFICO -- Cassia leptophylla

(FABACEAE- CAESALPINIOIDEAE)


Informações gerais - Árvore de 8 a 12 metros de altura. Ocorre em matas secundárias, geralmente em solos secos; raramente é vista em matas primárias. A floração é abundante. Produz anualmente grande quantidade de frutos, apreciados por quatis. As sementes são muito atacadas por insetos. -----------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Novembro a janeiro. -----------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Julho a setembro. ------------------------------------------------------------------------------Coleta - A coleta é considerada de fácil realização. Geralmente, utiliza-se equipamento de escalada e podão. Estenda uma lona sob a copa e balance fortemente os galhos ou corte os frutos com o podão. A coleta deve ser realizada quando os frutos iniciarem a dispersão espontânea e apresentarem coloração marrom escura e rachaduras. Colete sempre após dias seguidos de sol. -----------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos ao sol até que emitam barulho de chocalho ao balançar. Utilizando martelo, quebre os frutos, liberando as sementes. Separe as sementes dos resíduos de frutos com peneiras de malhas grossa e média (ambas na seqüência). Escolha as sementes que não apresentam danos ou furos e deixe-as imersas em água dentro de um balde por alguns minutos. Descarte as que flutuarem. Seque a pleno sol por dois dias. O beneficiamento é difícil. --------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a três anos. ------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 5,7 mil unidades. As sementes possuem dormência e antes da semeadura deve-se realizar um tratamentos pré-germinativo. Pode ser feito corte na região radicular ou escarificação mecânica no lado oposto ao hilo ou imersão em água fervente e repouso na mesma por 18 horas. A taxa de germinação é de 40% e o desenvolvimento das mudas é moderado. --35


Nome popular -- Embira-amarela Pidaúva-preta Nome CIENTÍFICO -- Guatteria australis (ANNONACEAE)

Fruto


Informações ecológicas - Árvore de 10 a 15 metros de altura, encontrada em áreas úmidas e secas, geralmente espalhada no interior da mata; raras vezes nas bordas de fragmentos e em populações agrupadas. Os frutos são apreciados e dispersados por pássaros, principalmente pelo jacu. -----------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Janeiro a fevereiro. ------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Outubro a dezembro. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Devem ser feita quando os frutos apresentarem a coloração de roxa a preta. Estenda uma lona sob a copa da árvore e colete os frutos com auxílio de um podão. O procedimento é de fácil realização. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Retire os frutos dos cachos e deixe-os dentro de um balde por um dia de modo que a polpa amoleça. Despolpe, esfregando em peneira média de aço em água corrente (de torneira). Lave e retire o excesso de água com um pano e coloque as sementes para secar em local semi-sombreado por 24 horas. O beneficiamento é considerado de fácil realização. ------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. -----------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 1,6 mil unidades. Antes da semeadura, é necessário realizar um pequeno corte com estilete nas sementes do lado oposto do hilo (espécie de umbigo da semente) ou fazê-las passar por choque térmico, deixando em água quase fervente por cerca de dez minutos. O crescimento é de médio a rápido. A espécie está inserida na listagem de espécies ameaçadas de extinção. ---------------------------------------------------------------------------------------------------37


Nome popular -- Embiruรงu Embira-de-sapo Nome CIENTรFICO -- Pseudobombax grandiflorum (BOMBACACEAE)


Informações ecológicas - Árvore de 10 a 20 metros de altura, freqüente em áreas úmidas e brejosas. Embora produza frutos anualmente, as melhores safras ocorrem em anos alternados. Os frutos não são apreciados pala fauna. As sementes são dispersas pelo vento. --------------------------------------------------------------Floração - Agosto a setembro. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Outubro a novembro. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Para a coleta de sementes, recomenda-se a utilização de equipamentos de escalada devido à altura das árvores e podão para retirar os frutos. Como a madeira é muito frágil, é preciso ter atenção especial à segurança. Os frutos devem ser coletados quando começarem a aparecer rachaduras nos mesmos. A coleta é considerada de fácil realização. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - O beneficiamento é bastante simples. Exponha os frutos ao sol e cubra-os com sombrite, para evitar perda de sementes, já que estas podem voar com o vento. Com a mão, retire as sementes da paina que os envolve e deixe as sementes secando em local sombreado por dois dias. Não é indicada a lavagem das sementes. ------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a seis meses. -------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 8 mil unidades. A germinação é mais rápida quando utilizado substrato arenoso. A muda é intolerante à sombra e atinge ponto de campo em aproximadamente seis meses. A paina do fruto é utilizada para encher travesseiros. ------------------------------------------------------------------------------------------------------39


Nome popular -- Falso-novateiro Guarantã Folha-de-bolo Nome CIENTÍFICO -- Coccoloba mollis (Polygonaceae)


Informações gerais - Árvore de 8 a 16 metros de altura, encon-

trada espaçadamente nas matas, não seletiva ao tipo de solo, podendo ser encontrada até mesmo em solos rochosos. A espécie apresenta irregularidade no tempo de floração. Os frutos são muito apreciados pela fauna, responsável pela dispersão de sementes. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Setembro a novembro. --------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Novembro a fevereiro. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Colete os frutos com o auxílio de podão, quando iniciarem a dispersão ou apresentarem coloração roxa. Geralmente é necessário utilizar equipamento de escalada. A coleta é considerada de fácil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Macere os frutos em peneira fina e água. Lave as sementes e deixe-as secando em local semi-sombreado por dois dias. O beneficiamento é considerado de fácil realização. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 6,5 mil unidades. A germinação é rápida, com uma taxa de aproveitamento de 60%, e o desenvolvimento das mudas é igualmente rápido. As flores são visitadas pelas abelhas e as folhas, apreciadas pelo gado. ----------------------------------------------------------------------------------------------------41


Nome popular -- Fruto-de-faraó Faraó Conguinho-vermelho Nome CIENTÍFICO -- Allophyllus edulis (SAPINDACEAE)

Fruto


Informações gerais - Árvore de 5 a 10 metros de altura, mais freqüente em matas úmidas e abertas, em populações agrupadas. Produz anualmente grande quantidade de frutos que são apreciados e dispersos por pássaros. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Junho a agosto. ---------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Novembro a dezembro. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Estenda uma lona sob a copa e com auxílio de podão corte os galhos com os frutos que apresentarem coloração vermelha intensa. A coleta é considerada de fácil realização. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos em balde por um dia, macerando em seguida manualmente ou com peneira de taquara. Lave e retire o excesso de água com um pano. Seque as sementes em local semisombreado por 24 horas. Atenção - não deixe sobre peneira metálica pois escurece e danifica as sementes. O beneficiamento é considerado de fácil realização. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 30 mil unidades. A germinação é alta e ocorre entre 8 e 15 dias. O desenvolvimento da muda é igualmente rápido. Há informações sobre o uso da espécie para tratamento de problemas digestivos, dores de garganta e pressão alta. ---------------------------------------------------------------------------------------------------43


Nome popular -- Govoatã-branco Guavatã-branco Nome CIENTÍFICO -- Matayba elaeagnoides (SAPINDACEAE)

Fruto


Informações gerais - Árvore de 10 a 15 metros de altura, ocorrente em áreas úmidas. É mais comum no interior das florestas do que nas bordas e costuma ser encontrada em populações esparsas. Produz anualmente moderada quantidade de frutos, apreciados e dispersos pelas aves. -----------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Agosto a setembro. ------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Janeiro a fevereiro. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Deve ser realizada quando os frutos iniciarem a abertura e tiverem as sementes parcialmente recobertas por polpa branca. Colete-os diretamente das árvores com o auxílio de podão. A maturação é irregular, dificultando o procedimento. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos ao sol para terminar a abertura e facilitar a retirada das sementes que devem ser, em seguida, colocadas em um balde por 24 horas. Macere-as em água para a total remoção da polpa. Por fim, espalhe as sementes numa peneira e exponha em local semi-sombreado por dois dias para a secagem total. O beneficiamento é considerado de fácil realização. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a cinco meses. ----------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 3.250 unidades. A taxa de germinação é baixa e o desenvolvimento das mudas é moderado. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------45


Nome popular -- Govoatã-preto Guavatã Arco-de-peneira Nome CIENTÍFICO -- Cupanea vernalis (SAPINDACEAE)


Informações gerais - Árvore de 8 a 15 metros de altura. Ocorre em áreas secas ou úmidas, no interior ou na borda das florestas, geralmente em populações adensadas. Produz anualmente moderada quantidade de frutos que são apreciados e dispersos pelas aves. ----------------------------------------------------------------Floração - Maio a julho. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Dezembro a janeiro. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Colete os frutos com o uso de podão, quando iniciarem a abertura espontânea e as sementes estiverem parcialmente recobertas por uma polpa amarelo-alaranjada. A maturação dos frutos é irregular, dificultando a realização da coleta. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Exponha os frutos ao sol até que termine a abertura e retire as sementes. Deixe-as amontoadas num balde por 24 horas, macerando em seguida na água para a total remoção da polpa amarela. Coloque as sementes em peneira para secagem em local semi-sombreado por dois dias. As mesmas não toleram secagem total. O beneficiamento é considerado de fácil realização. --------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a cinco meses. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 2.580 unidades. A germinação ocorre entre 20 e 30 dias após a semeadura e a taxa de aproveitamento é baixa. O desenvolvimento das mudas é lento. As plantas jovens da espécie são utilizadas para confecção de arcos de peneira. --------------------------------------------------------------------------------------------47


Nome popular -- Guapeva-grande

Nome CIENTĂ?FICO -- Pouteria bullata

(SAPOTACEAE)


Informações gerais - Árvore de 10 a 20 metros de altura, encontrada em terrenos úmidos ou secos e mais freqüente no interior de florestas primárias. A ocorrência geralmente se dá de forma espaçada nos fragmentos. Produz grande quantidade de frutos, de forma irregular entre cada ano. Esses são apreciados pela fauna, principalmente por macacos e quatis. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Janeiro a março. ---------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Outubro a novembro. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Colete os frutos com uso de podão ou vara quando apresentarem coloração amarela. Geralmente é necessário equipamento de escalada. A coleta é considerada de fácil realização. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Corte os frutos com uma faca ou pise levemente sobre os mesmos para retirar as sementes, deixando-as dentro de um balde por dois dias para o amolecimento da polpa. Em seguida, coloque em saco de estopa e macere para a limpeza total das sementes. Finalmente, lave e seque em local sombreado por 48 horas. O beneficiamento é de difícil realização. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a três meses. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Observações - Um quilo de sementes tem aproximadamente 300 unidades. A taxa de germinação é moderada. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------49


Nome popular -- Ingรก-de-macaco Ingรก-ferradura Nome CIENTรFICO -- Inga sessilis (FABACEAE - MIMOSOIDEAE)


Informações gerais - Árvore de 10 a 15 metros de altura, fre-

qüente em matas ciliares ou úmidas, mas também ocorrente em matas mais secas. Geralmente ocorre de forma agrupada, no interior ou bordas de fragmentos florestais. Os frutos são apreciados pela fauna, principalmente por quatis e maritacas. A frutificação é mais intensa em anos alternados. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Abril a agosto. ----------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Novembro a abril. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Deve ser feita quando os frutos apresentarem aspecto inflado e iniciarem a perda de pêlos que os recobre ou após iniciarem a dispersão espontânea. Colete os frutos diretamente das árvores com o auxílio de um podão. A coleta é fácil. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Abra os frutos com o uso de uma faca e retire as sementes manualmente. Em seguida, macere em água para a remoção da polpa que as recobre. Deixe secando por 24 horas em local sombreado. O beneficiamento é difícil. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Aproximadamente oito meses. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 3 mil unidades. A germinação é rápida (com uma taxa de aproveitamento de 50%) e a muda atinge ponto de campo em aproximadamente quatro meses. -----------------------------------------------51


Nome popular -- Ingá-feijão Ingazinho Nome CIENTÍFICO -- Inga marginata (FABACEAE - MIMOSOIDEAE)


Informações gerais - Árvore de 8 a 12 metros de altura, encontrada em matas úmidas ou matas ciliares, geralmente em populações adensadas. Produz anualmente grande quantidade de frutos que são apreciados e dispersos por aves e macacos. Pode frutificar mais de uma vez ao ano. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Novembro a dezembro. --------------------------------------------------------------------------------------Período de produção de sementes - Junho a julho. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Estenda uma lona sob a copa e com o uso do podão colete os frutos que estiverem com coloração verde-amarelada. Outra opção é catar os frutos que estiverem caídos no chão, com o cuidado de observar se não estão com danos. O procedimento é de fácil realização. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Com a mão, abra os frutos e retire as sementes. Em seguida, macere-as em água para a remoção completa da polpa que as recobre. Após, remova o excesso de água das sementes com um pano e deixe-as secando em local fresco e sombreado por pouco tempo (até que percam a água superficial; a espécie é muito sensível à desidratação). O beneficiamento é considerado de difícil realização. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a três meses. ------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 700 unidades. A taxa de germinação e alta e o desenvolvimento da muda em viveiro e campo é rápido. ----------------------------53


Nome popular -- Laranja-de-macaco Bacuparí-miúdo Nome CIENTÍFICO -- Posoqueria acutifolia

(Rubiaceae)

Fruto


Informações gerais - Árvore de 5 a 10 metros de altura encon-

trada em matas secundárias ou primárias de solos úmidos. Produz anualmente grande quantidade de frutos vastamente consumidos por macacos, quatis e pássaros, os quais são os principais dispersores de suas sementes. A floração é irregular no decorrer do ano. ---------------------------------------------------------------------Floração - Setembro a novembro. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Abril a setembro. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Estenda uma lona sob a copa e colete os frutos com o auxílio de podão, quando os mesmos iniciarem a mudança de coloração de verde para o amarelo. A coleta é considerada de fácil realização. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos um saco de ráfia até que completem a maturação e adquira a coloração totalmente amarela. Com os frutos ainda no saco, pise levemente sobre eles para que os mesmos quebrem e liberem as sementes. Retire o excesso de frutos e macere levemente as sementes em peneira metálica sob água para retirar o restante da polpa. Deixe as sementes secando em local sombreado por um dia. O beneficiamento é considerado de fácil realização. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a cinco meses. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 1,6 mil unidades. A germinação frequentemente é alta e lenta. O desenvolvimento das mudas é considerado moderado. -------------55


Nome popular -- Leiteiro Barreleira Nome CIENTĂ?FICO -- Tabernaemontana hystrix

(APOCYNACEAE)

Fruto


Informações ecológicas - Árvore de 5 a 10 metros de altura, comum em pastos e bordas de matas. Ocorre geralmente em solos secos. Os frutos são apreciados e dispersos por pássaros, especialmente por maritacas. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Outubro a dezembro. ----------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Fevereiro a maio. ------------------------------------------------------------------------------Coleta - Os frutos devem ser coletados quando iniciarem a abertura, apresentando coloração vermelho-alaranjada na parte interior, e deixarem a semente – de coloração preta - à mostra. Estenda uma lona sob a copa da árvore e colete os frutos com um podão. A coleta é de fácil realização. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Coloque os frutos para secar ao sol para que completem a abertura, utilizando luvas para evitar irritação nas mãos. Retirar as sementes do interior dos frutos e deixe-as amontoadas em um balde por 24 horas para facilitar a limpeza. Para retirar a polpa, esfregue as sementes com as mãos em água corrente. Retire o excesso de água com um pano e coloque as sementes para secar em local semisombreado por dois dias. O beneficiamento é considerado fácil. ---------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. -----------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 13,5 mil unidades. Não é necessário tratamento pré-germinativo. O desenvolvimento das mudas é considerado rápido. A espécie é considerada tóxica e existem relatos de que o leite extraído do caule é utilizado para matar berne em gado e como tratamento em local de picada de cobras. Há pesquisas sobre a utilidade medicinal da espécie. --------57


Nome popular -- Guaรงatonga Macuqueiro Nome CIENTรFICO -- Casearia sylvestris

(SALICACEAE)

Flor e folha


Informações gerais - Árvore de 5 a 8 metros de altura. Ocorre

em matas secas ou úmidas, mais freqüentemente nas bordas dos florestas. Produz anualmente grande quantidade de frutos, muito apreciados por pássaros. ------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Agosto a setembro. ------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Dezembro a janeiro. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Os frutos devem ser coletados quando apresentarem a coloração alaranjada. Estenda uma lona sob a copa e retire os frutos dos galhos passando as mãos sobre os mesmos (da mesma forma que se colhe café). A coleta é fácil. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Macere os frutos manualmente em peneira fina e água. Coloque as sementes em balde com água a aguarde por cinco minutos. Descarte as sementes que flutuaram. Seque as sementes boas em local sombreado por dois dias. O beneficiamento é considerado de difícil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 100 mil unidades. A taxa de germinação das sementes é considerada baixa, aumentando em temperaturas ambientes próximas a 25 °C. O desenvolvimento das mudas em viveiro e em campo é rápido. Utiliza-se folhas e galhos da espécie em chás para curas de fraturas, queda de cabelos e picadas de cobras. É considerada também febrífuga, depurativa, anti-diarréica, cardiotônica, diurética, analgésica e cicatrizante. ------------------------------------------------59


Nome popular -- Marolo Araticum Cortiรงa-amarela Nome CIENTรFICO -- Annona sylvatica

(ANNONACEAE)


Informações gerais - Árvore de 5 a 6 metros de altura, encontra-

da em populações dispersas, em áreas secas do interior da floresta. Raramente ocorre nas bordas. Produz anualmente pequena quantidade de frutos, muito apreciados pelo homem e pela fauna em geral. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Agosto a outubro. -------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Janeiro a fevereiro. -----------------------------------------------------------------------------Coleta - É considerada de fácil realização, devendo ser realizada quando os frutos adquirirem coloração amarela com a presença de pequenas manchas escuras. Estenda uma lona sob a copa da árvore e colete os frutos com o uso de um podão. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Esmague os frutos manualmente e deixe-os dentro de um balde por um dia, de modo que a polpa a amoleça. Para a retirada da mesma e liberação das sementes, coloque os frutos numa peneira de aço média e, debaixo de uma torneira, macere-os. Lave e retire o excesso de água usando um pano. Finalmente, deixe as sementes secando em local sombreado por dois dias. O beneficiamento é considerado difícil. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a seis meses. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 3 mil unidades. Antes da semeadura, é necessário realizar um pequeno corte com estilete nas sementes do lado oposto do hilo (espécie de umbigo da semente). O desenvolvimento das mudas é rápido, chegando a ponto de campo em seis meses. ------------------------61


Nome popular -- Pêssego-bravo Marmelo-bravo Sabiaeiro Nome CIENTÍFICO -- Prunus myrtifolia

(ROSACEAE)


Informações gerais - Árvore de 10 a 15 metros de altura, freqüente em florestas secundárias. Ocorre tanto em matas de solos secos como nas de solos úmidos. Produz anualmente grande quantidade de frutos, apreciadas e dispersos por pássaros. Pode frutificar mais de uma vez ao ano. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Janeiro a março. ---------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Junho a julho.---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - É realizada quando os frutos iniciarem a queda espontânea ou apresentarem coloração roxa. Estenda uma lona sob a copa da árvore e balance fortemente os galhos ou, caso isso não seja eficiente, colete com um podão. Geralmente é necessário utilizar equipamentos de escalada. Devido à irregularidade na maturação dos frutos, também se recomenda coletá-los diretamente do chão, selecionando os que não apresentam danos. A coleta é considerada de fácil realização. ------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos em balde com um pouco de água por um dia, macerando em seguida numa peneira metálica. Lave e retire o excesso de água com auxílio de um pano. Deixe secando em local semi-sombreado por dois dias. O beneficiamento é fácil. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a um ano. -------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 6,5 mil unidades. As mesmas possuem dormência, sendo recomendado um período de hidratação de um a dois dias em água fria, antes da semeadura. A germinação geralmente é baixa e o desenvolvimento das mudas em campo é considerado moderado. -----------------63


Nome popular -- Pinha-do-brejo Nome CIENTĂ?FICO -- Magnolia ovata

(MAGNOLIACEAE)

Fruto


Informações gerais - Árvore de 20 a 25 metros de altura, encontrada no interior de florestas primárias úmidas e raramente nas bordas dos fragmentos ou nas matas em início de regeneração. As sementes são apreciadas pelas aves. ----------------------------------------------------------------------------------------Floração - Novembro a dezembro. --------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Agosto a outubro. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Corte os frutos com o auxílio de podão logo que iniciarem a abertura ou quando apresentarem pequenos espinhos na terminação das “escamas”. Geralmente é necessário equipamento de escalada na coleta. A coleta é considerada de difícil realização, pelo porte da árvore e pelo peso dos frutos. ---------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Exponha os frutos ao sol; à medida que se abrem, vá retirando as sementes. Deixe as sementes amontoadas em balde por um dia, para amolecer a polpa, e macere-as em seguida com o auxílio de água para a limpeza das sementes. Coloque as sementes em peneira para secagem em local semi-sombreado por 24 horas. O beneficiamento é considerado de difícil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Inferior a dois meses. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Observações - Um quilo de sementes contém aproximadamente 4 mil unidades. A germinação é lenta e de baixo aproveitamento e o crescimento das mudas é igualmente lento. Há estudos que constataram que a retirada da polpa das sementes não promoveu nem prejudicou a germinação das mesmas. As folhas da espécie são utilizadas popularmente como febrífuga e para controle de diabetes. -----65


Fruto

Nome popular -- Roseteiro Agulheiro Espinho-de-judeu Nome CIENTĂ?FICO -- Xylosma glaberrima

(SALICACEAE)


Informações gerais - Árvore de 10 a 15 metros de altura.

Quando jovem, possui grandes espinhos afiados em todo caule. Normalmente é encontrada nas bordas de florestas ou em matas em regeneração. Perde totalmente as folhas no inverno. Seus frutos são apreciados pelas aves. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Julho a agosto. ----------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Outubro a novembro. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Estenda a lona sob a copa, colete os frutos manualmente ou com auxílio do podão logo que adquirirem coloração vermelha ou alaranjada. Para a coleta manual é recomendado o uso de luvas de couro para proteção contra os espinhos. A coleta é considerada de difícil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos por 24 horas dentro de um balde para amolecer a polpa, facilitando a limpeza. Macere em peneira fina e lave as sementes para a retirada dos resíduos. Coloque as sementes para secar em local semi-sombreado por um dia. O beneficiamento é de fácil realização. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a três meses. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 100 mil unidades. O desenvolvimento das mudas é rápido. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

67


Nome popular -- Saraguaji Saraguaji-vermelho Sobrasil Nome CIENTĂ?FICO -- Colubrina glandulosa

(RHAMNACEAE)

Fruto


Informações gerais - Árvore de 10 a 20 metros de altura, mais

encontrada em matas secundárias ou capoeirões de solos úmidos do quem em matas primárias. A floração é irregular no decorrer do ano. Produz anualmente grande quantidade de frutos, não apreciados pela fauna.--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Novembro a maio. ------------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Junho a novembro. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Estenda uma lona sob a copa e colete os frutos com o auxílio de podão, quando os mesmos iniciarem a mudança de coloração de verde para o marrom. A coleta é considerada de fácil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos expostos ao sol recobertos por uma tela fina até que completem a abertura e a dispersão das sementes. Lave as sementes em balde com água e deixe-as imersas por cinco minutos, descartando aquelas que flutuarem. Deixe as restantes secando ao sol por um dia. O beneficiamento é considerado de fácil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a dois anos. ------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 51 mil unidades. As sementes possuem dormência e necessitam serem escarificadas com lixa ou imersão em ácido sulfúrico por duas horas. A germinação freqüentemente é baixa e lenta. O desenvolvimento das mudas é considerado rápido. ----------------------------------------------------------------------------------------------69


Nome popular -- Tarumã Tarumã-miúdo Nome CIENTÍFICO -- Vitex montevidensis

(VERBENACEAE)

Fruto


Informações gerais - Árvore de 8 a 15 metros de altura. Ocorre em matas secas ou úmidas, tanto nas bordas como no interior de fragmentos. Os frutos são apreciados e dispersos pela fauna. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Setembro a novembro. ---------------------------------------------------------------------------------------Produção de sementes - Fevereiro a abril. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Estenda uma lona sob a copa e colete os frutos que apresentarem coloração roxa brilhante, usando podão. Geralmente é necessário o uso de equipamento de escalada na coleta. A coleta é considerada de fácil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Deixe os frutos em balde por quatro dias até que amoleçam para facilitar a retirada da polpa. Coloque-os em saco de estopa com areia e palha e pisoteie sobre o mesmo. Lave em peneira metálica grossa para total limpeza das sementes. Finalmente, espalhe-as em local semi-sombreado por dois dias até a secagem total. O beneficiamento é de difícil realização. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a seis meses. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 3 mil unidades. A taxa de germinação é baixa e lenta e o desenvolvimento das mudas é rápido em viveiro e moderado em campo. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------71


Nome popular -- Umbu Cebolão Nome CIENTÍFICO -- Phytolacca dioica

(PHYTOLACCACEAE)


Informações gerais - Árvore de 10 a 20 metros de altura, encontrada em populações esparsas, tanto em solos secos como úmidos e mais freqüente nas bordas de matas. Produz anualmente grande quantidade de frutos que são apreciados e dispersos pela fauna. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Floração - Novembro a dezembro. --------------------------------------------------------------------------------------Período de produção de sementes - Abril a maio. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Coleta - Colete os frutos com podão quando apresentarem coloração amarelo-acastanhada e iniciarem a dispersão. Geralmente é necessário o uso de equipamento de escalada na coleta. A coleta é considerada de fácil realização. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Beneficiamento - Macere os frutos em peneira fina e água. Lave as sementes e deixe-as secando em local semi-sombreado por dois dias. O beneficiamento é considerado de fácil realização. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Viabilidade em armazenamento - Superior a cinco meses. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Outros dados - Um quilo de sementes contém aproximadamente 285.700 sementes. A taxa de germinação é elevada e o desenvolvimento das mudas em viveiro e no campo é considerado rápido. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------73


bibliografia

Crestana, M. de S. M. 2006. Florestas – sistemas de recuperação com essências nativas, produção de mudas e legislação (atualizada). Campinas, SP: CATI, 2: 248p. Figliolia, M. B.; Pinã-Rodrigues, F. C. M. 1995. Manejo de sementes de espécies arbóreas (Série Registros). São Paulo, SP: Instituto Florestal, 15: 56. Fowler, J. A. P.; Bianchetti, A. 2000. Dormência em sementes florestais (Documentos 40). Colombo, PR: Embrapa Florestas, 27. Lorenzi, H. 1992. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa, SP: Editora Plantarum. Ramalho, P. E. Espécies arbóreas brasileiras. 2003. Colombo, PR: Embrapa florestas (Coleção Espécies arbóreas brasileiras, v.1), 1039p. Rosa, S.G.T. & Alfredo, G.I. 2001. Germinação de sementes de plantas medicinais lenhosas (Acta Botanica Brasilica, v. 15, n° 2), p. 147-154. Sousa-Silva, J.C., Ribeiro, J.F., Fonseca, C.E.L. da. 2001. Germinação de sementes e emergência de plântulas de espécies arbóreas e arbustivas que ocorrem em matas de galeria. In: Ribeiro, J.F.; Fonseca, C.E.L. da; Sousa-Silva, J.C. Cerrado: caracterização e recuperação de matas de galeria. Planaltina, DF: Embrapa-Cerrados, p. 379-422. http://www.ipef.br/identificacao/nativas/ . Acesso em 26/ 03/ 2008 http://www.rededesementesdocerrado.com.br . Acesso em 26/ 03/ 2008

77


Rede Comunitária de Produção de Sementes Nativas Coordenação -- Christianne Godoy e Roberto Bretzel Grupo Semente Nativa (FUNDADORES) Claudete Neves Ferreira João Marcos da Cruz

Jose Ferreira de Lima

Marcilio Souto de Queiroz Maria de Lourdes Ferreira

Maximina Aparecida de Queiroz Publicação Projeto editorial e edição -- Marcelo Delduque Projeto gráfico e design -- Mariana Bernd

Fotos -- Gabriela Bernd, Marcelo Delduque e Paulo José Alves de Santan Pesquisa técnica - - Paulo José Alves de Santana Revisão -- João Carlos Seiki Nagamura Impressão -- Corprint Agradecimentos

A todos que fizeram parte da equipe do projeto: Carolina Maria Miller Azevedo Eduardo Gelb

Hélio Porangaba Lila dos Santos

Renata Maria Than

A todos que contribuíram com o projeto: Andrea Chizzotti Cusatis Aurélio Padovezi

Flaviana Maluf de Souza

Jemima Rodrigues de Siqueira Júlio César Braz da Silva

Paulo Henrique Marostegan Carneiro Renato Lorza

Ronaldo Henrique Uliano Silvério Para compras de sementes nativas: nativas.sementes@gmail.com www.refloresta.org.br

Janeiro de 2012


Manual de sementes  

Coleta e benef iciamento de espécies florestais da Mata Atlântica

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you