Page 1

2 Milton Nascimento repassa no palco do TCA canções que marcaram seus 50 anos de trajetória artística 6

SALVADOR SEGUNDA-FEIRA 3/9/2012

COBERTURA Cantor mineiro, que completa 70 anos em 2012, contou com as participações especiais de Lô Borges e Carlinhos Brown

Fotos Mila Cordeiro / Ag. A TARDE

MARCELO ARGÔLO

No ano em que completa 70 de vida (no dia 26 de outubro), o mineiro Milton Nascimento roda o País com a turnê do show Milton Nascimento – 50 Anos de Voz nas Estradas, apresentado na noite do último sábado, no Teatro Castro Alves. No repertório, canções que perpassam por todos os momentos da carreira do cantor. A participação do parceiro Lô Borges também faz parte do show, que, em Salvador, contou também com Carlinhos Brown. Com ingressos esgotados, a apresentação começou com a canção Cais, do álbum Clube da Esquina, de 1972. Com passadas curtas, a entrada de Milton no palco demonstrou a sua dificuldade para caminhar. Contudo, já nas primeiras notas, percebe-se que a voz, com timbre grave inconfundível, continua em forma. Ainda no início do show, Lô Borges entra no palco e canta Clube da Esquina nº 2, em dueto com Milton, e Nuvem Cigana. Em seguida, Milton volta e toca a música instrumental que compôs para a mãe, Lilia.

Artistas da noite

Em uma das poucas vezes que conversou com a plateia, Milton contou como começou a vida de artista. “Muitos me perguntam onde eu aprendi a cantar. A melhor resposta que eu tenho é: na noite. Desde os 14 anos eu já tocava na noite com Wagner Tiso e, de vez em quando, a gente tinha que correr do juizado de menores”, relembrou. Logo depois cantou Nos Bailes da Vida, música que compôs em homenagem aos artistas da

noite, que considera que são pouco valorizados. Depois foi a vez do segundo convidado, Carlinhos Brown. Quando o nome do baiano foi anunciado, antes do início do show, como uma das participações, já houve uma salva de palmas. Na hora que o roadie colocou o seu timbau no palco, mais palmas. Quando Brown entrou no palco cantando Fé Cega, Faca Amolada, mais palmas ainda. Depois, cantaram Raça e Maria, Maria. Milton seguiu a apresentação junto com Lô Borges, cantando Para Lennon e McCartney. Em seguida, o parceiro na turnê conversoucomopúblico.“Tenhome divertido muito nessa turnê comemorativa. Fico muito feliz de dividir o palco com meu querido Bituca [apelido de Milton]. Eu me sinto totalmente em casa dividindo o palco com ele” disse.

Emoção no bis

Milton com o convidado e colega de Clube da Esquina Lô Borges, na noite de sábado, durante apresentação no Teatro Castro Alves

“Fico muito feliz de dividir o palco com meu querido Bituca. Eu me sinto em casa”

“Me perguntam onde eu aprendi a cantar. A melhor resposta que eu tenho é: na noite”

LÔ BORGES cantor e compositor

MILTON NASCIMENTO cantor e compositor

Carlinhos Brown entrou cantando Fé Cega, Faca Amolada e dividiu mais duas com o cantor anfitrião

O momento mais emocionante do show ficou para o bis. Depois da primeira saída do cantor do palco, a plateia levantou para terminar de assistir ao show em pé, na frente do palco, e pediu a volta do mineiro. Ele fez um pequeno agradecimento e pediu para que todos cantassem para ele Canção da América. Ele se sentou, a banda fez a contagem e Milton virou espectador do seu público. Por último, Travessia, canção que marca o início da carreira do cantor, em 1962. No cumprimento ao público no fim do show, uma fã invade o palco educadamente e sem histeria, diz alguma palavras a Milton e, da mesma forma comportada, se retira, sem que seja necessária a entrada de segurança.

Cobertura milton nascimento  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you