Issuu on Google+


2

ABNB - A BĂ­blia no Brasil


S

umário

AÇÃO SOCIAL

Encontro de Deficientes Visuais destaca benefícios do braile, sistema de leitura e escrita para cegos.

19

PROJETO

Cristãos brasileiros concluem a transcrição da Bíblia em português que ficará exposta em Jerusalém.

SECRETARIAS REGIONAIS

Saiba como a SBB cumpre a missão de semear a Palavra que transforma vidas em todo território nacional.

CAPA

Um sonho que se tornou realidade: Cid Moreira finaliza a gravação da Bíblia em Áudio, de Gênesis a Apocalipse.

30

10 EDITORIAL

CALENDÁRIO DE ORAÇÃO MUNDO

E

5 6 8

TESTEMUNHO MISSÃO BRASIL

xpediente

Publicação oficial da Sociedade Bíblica do Brasil Registro no INPI sob o nº 811491960 ISSN 1518-7136 JANEIRO A MARÇO DE 2010 – Edição nº 226 Editor Chefe: Erní Walter Seibert Editora Responsável: Márcia Carneiro (MTb 22.583) Redação: Márcia Carneiro e Raphael Cavaco Diagramação: Juliana Oliveira, Silvana Machado e Stella Souza Revisão: Denis Timm Colaboraram nesta edição: Alessandro Dantas, Ari Gomes, Chico Bezerra, Cidnei Amancio da Silva, Eduardo César, Evaristo Jorge Manzi, Jaime Souzza, Samuel Santos, Valente Neto, Vanessa Angelo. Redação: Av. Ceci, 706 – Tamboré – Barueri, SP – CEP 06460-120 – Fone: (11) 4195-9590 – Fax: (11) 4195-9591 – e-mail: redacao@sbb.org.br Presidente: Rev. Adail Carvalho Sandoval 1º Vice Presidente: Rev. Leopoldo Heimann. 2º Vice-Presidente: Dr. Ney de Mello Almada. Secretária de Atas: Dra. Lourdes Lemos Almeida. Tesoureiro: Dr. José Júlio dos Reis. Vogais: Dr. Antonio Cabrera Mano Filho, Rev. Assir Pereira, Sr. Euclides Schlottfeldt Fagundes, Pr. Lécio Dornas, Dr. Ruy Carlos de Camargo Vieira, Pr. Vítor Hugo Mendes de Sá, Profª Eleny Vassão de Paula Aitken, Pr. Waldir Agnello, Pr. Ageo Silva, Pr. Antonio Gilberto da Silva, Dr. Waldicir Rosa da Silva, Pr. Joel Holder, Pr. Sócrates Oliveira, Rev. Roberto Brasileiro, Pr. Christian Santiago Lo Iacono. Suplentes: Sr. Clarindo Aparecido da Silva Filho, Prª Marta Alves Lança, Dr. Hesio César de Souza Maciel, Pr. Paulo Lutero de Mello, Rev. Jonas Moreira Valente Filho.

23 24 26

14

20

LANÇAMENTOS

Bíblia da Mulher e Bíblia de Estudo de Genebra ganham novas edições com ainda mais recursos e na nova ortografia. ESPAÇO DO LEITOR OPINIÃO

33 34

Conselho Fiscal: Presidente: Carlos Wesley. Vogais: Bonfim Raimundo de Aguiar, Arno Hübner. Suplentes: Newton de Barros Madureira, Cristiano Farias Santos, Sillas dos Santos Vieira. Diretor Executivo: Rudi Zimmer Secretarias Especializadas: Comunicação e Ação Social: Erní Walter Seibert. Gráfica da Bíblia: Celio Erasmo Emerique. Produção: Edgar Dias Carvalho. Tradução e Publicações: Paulo Teixeira. Sede Nacional e Gráfica da Bíblia: Av. Ceci, 706 – Tamboré – Barueri, SP – CEP 06460-120 Fone: (11) 4195-9590 – Fax: (11) 4195-9591 Encadernadora da Bíblia: Alameda Europa, 459 – Polo Empresarial Consbrás Tamboré – Santana de Parnaíba, SP – CEP 06453-325 - Fone: (11) 4152-4880 – Fax: (11) 4152-4880 – Ramal 103 Secretarias Regionais: Belém: Acyr de Gerone Júnior, Av. Assis de Vasconcelos, 356, Campina, CEP 66010-010, CP 641, CEP 66020-970, Belém, PA, Fone:(91) 3202-1350, Fax: (91) 3202-1363. Belo Horizonte: Marcos Lovera, Rua Caldas da Rainha, 2.070, São Francisco, CEP 31255-180, Belo Horizonte, MG, Fone/Fax: (31) 3343-9100. Brasília: Jessé Pereira da Silva, SGAN 603E, Ed. da Bíblia, CEP 70830-030, CP10-2371, CEP 70099-999, Brasília, DF, Fone: (61) 3218-1948, Fax: (61) 3218-1907. Curitiba: Walter Eidam, Av. Marechal Floriano Peixoto, 2.952, Parolin, CEP 80220-000, Curitiba, PR, Fone: (41) 3021-8400, Fax: (41) 30218399. Recife: Marcos Gladstone, Av. Cruz Cabugá, 481, Santo Amaro, CEP 50040-000, Recife, PE, Fone: (81) 3092-1900, Fax: (81) 3092-1901, Rio de Janeiro: Sérgio José Alves Furtado, Av. Brasil, 12.133, Braz de Pina, CEP 21012-351, Rio de Janeiro, RJ, Fone: (21) 2101-1300, Fax: (21) 2101-1301. São Paulo: Humberto Marchi, Av. Tiradentes, 1.441, Ponte Pequena, CEP 01102-010, São Paulo, SP, Fone: (11) 3245-8999, Fax: (11) 3245-8998. Centro de Distribuição de Porto Alegre: Clovis Moraes, R. Ernesto Alves, 91, Floresta, CEP 90220-190, Porto Alegre, RS, Fone: (51) 3272-9000, Fax: (51) 3272-9010. Espaços Culturais: Museu da Bíblia: Av. Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672, Vila Porto, CEP 06414-007, Fone: (11) 4168-6225. Centro Cultural da Bíblia: R. Buenos Aires, 135, Centro, CEP 20070-021, Rio de Janeiro, RJ, Fone: (21) 2221-9883, Fax: (21) 2224-3096 Ligue grátis: 0800-727-8888 – Visite nosso site: www.sbb.org.br – É permitida a reprodução total ou parcial das matérias publicadas nesta revista, desde que mencionada a fonte. Preço do Exemplar Avulso: R$ 5,00 – Tiragem: 90.000 exemplares Distribuição: Secretarias Regionais da SBB

Visite nosso site: www.sbb.org.br


E

ditorial

Analfabetismo bíblico Ensinar as pessoas a ler e escrever era um hábito desenvolvido pelo povo de Deus desde os tempos do Antigo Testamento. Era importante que qualquer pessoa aprendesse a ler e escrever para conhecer os ensinamentos de Deus. No Antigo Testamento, o povo de Israel desenvolveu um sistema de ensino onde as sinagogas desempenhavam papel preponderante nessa tarefa. Durante a semana, funcionavam como escolas e, no sábado, tornavam-se local de culto. No Novo Testamento, esse costume teve continuidade. Os cristãos alfabetizavam as pessoas porque julgavam importante todos terem conhecimento bíblico. Isso se tornou tão importante que, dessas escolas, séculos mais tardes, surgiram as primeiras universidades.

Se olharmos a divulgação da Bíblia em nosso País, podemos dizer que, como livro, a Bíblia é um livro muito conhecido. O número de Bíblias distribuídas a cada ano alcança a casa dos milhões. No entanto, daí a dizer que nosso País tem abundância de conhecimento bíblico há uma grande distância. De certa forma podemos dizer que, mesmo com a grande distribuição da Bíblia, vivemos tempos de analfabetismo bíblico. O que pode e deve ser feito para modificar essa situação? A função de uma Sociedade Bíblica não é apenas traduzir e publicar o texto bíblico. Quando igrejas e cristãos se reuniram para fundar a Sociedade Bíblica do Brasil, entre as tarefas que viam pertinentes ao seu trabalho estava a de tornar a Bíblia o livro do Brasil. Isso significa que

o analfabetismo bíblico não deveria estar presente em solo nacional. Para alcançar esse objetivo, não basta para a Sociedade Bíblica traduzir e publicar o Livro Sagrado. É preciso também incentivar a leitura bíblica nas pessoas, o uso da Bíblia nas igrejas e organizações cristãs, bem como fazer a divulgação e defesa da Bíblia perante a opinião pública. Para uma tarefa tão grande, evidentemente a Sociedade Bíblica precisa do apoio constante e da participação de todos. Neste número da revista A Bíblia no Brasil, você vai encontrar várias reportagens e artigos mostrando o que está sendo feito para diminuir o analfabetismo bíblico em nossa pátria. Se muito já foi feito nesse sentido, muito ainda há para ser realizado. Boa leitura. Erní Walter Seibert – Editor chefe


Foto: SBH

C

alendário de Oração

A Palavra na crise hondurenha Conheça a obra bíblica desenvolvida pela Sociedade Bíblica de Honduras em plena atribulação política e confira os países para os quais serão destinadas as orações deste trimestre.

de testes rápidos do vírus HIV/AIDS.

destaca nesta edição a atuação da

“Criamos um folheto especial para que

Sociedade Bíblica de Honduras (SBH). A

o leitor encontre ânimo com a Palavra

organização tem sede em Tegucigalpa,

durante os 15 minutos que espera para

bem como duas filiais nas maiores cida-

saber se tem ou não a doença”, conta

des ao norte do país: São Pedro Sula

Jorge Gomez, diretor executivo da SBH.

e La Ceiba. As igrejas são as principais

Até 2011, está prevista a produção de

parceiras na distribuição de literatura

vídeos com histórias selecionadas do

bíblica. Ao mesmo tempo, muitos

Antigo Testamento e dos Evangelhos.

promotores voluntários ajudam a dis-

O material será feito na língua de sinais

seminar a Palavra de Deus. Os progra-

para auxiliar na alfabetização de surdos-

mas sociais da SBH focam, sobretudo,

mudos hondurenhos em idade escolar.

crianças e adolescentes – público con-

siderado a maioria da população atual.

gariar recursos para seus projetos, a So-

Esse trabalho se dá por meio da evan-

ciedade Bíblica de Honduras loca regu-

gelização e fornecimento de material

larmente suas instalações para encontros

educativo para escolas da rede pública

e reuniões de empresas e órgãos gover-

e dominicais.

namentais. Lá, já ocorreram eventos im-

A entidade mantém, ainda,

portantes, como assinatura de tratados

projetos editoriais variados em torno

internacionais e até fórum com pré-can-

do Novo Testamento. As edições visam

didatos à presidência da última eleição.

dar apoio espiritual a detentos e a

“Nos últimos anos, a Sociedade Bíblica

pacientes que esperam os resultados

de Honduras abriu campo entre as prin-

O presidente deposto Manuel Zelaya na sede da SBH, durante fórum de pré-candidatos da última eleição democrática do país, em novembro de 2005.

cipais organizações importantes do país

Foto: SBH

A seção Calendário de Oração

6

ABNB - A Bíblia no Brasil

Como uma das formas de an-

para, em um futuro próximo, fazer com que o nosso trabalho seja conhecido mais de perto”, vislumbra Gomez. Em meio à crise Conforme tem sido destacado na imprensa internacional, desde junho de 2009, Honduras vive uma grave crise política. Em meio à instabilidade do governo local, a SBH mantém o empenho para difundir a Bíblia entre o povo hondurenho. Mas, enquanto não houver

Grupo de alunos em visita à SBH. As crianças são o principal público-alvo dos projetos da organização.

uma definição entre as autoridades governantes, o alcance da Palavra de Deus pode ficar limitado no país. “Nosso papel neste momento é muito difícil. Não podemos nos posicionar”, revela Gomez. O diretor executivo da SBH relata que o país está dividido entre o governo “de fato” (atual) e o antecessor, do presidente deposto Manuel Zelaya. A divisão de opiniões se estende inclusive às igrejas e lideranças religiosas. “Hoje, mais do que nunca, buscamos servir a todas as igrejas com a Palavra. Somos historicamente um país altamente religioso e corrupto. Acreditamos que, por meio da Palavra, possamos trocar essa cultura de corrupção por uma cultura bíblica”. Segundo Jorge Gomez, apesar das incertezas políticas, as Escrituras Sagradas permanecem com papel fundamental na vida dos hondurenhos. “A Bíblia continua sendo necessária e recebida pela grande maioria da população e tem sua distribuição nas escolas apoiada pelo Congresso Nacional. Acreditamos que a Bíblia, como parte do sistema educacional, é o único livro que pode servir como base para mudar a atual situação (econômica e política) de Honduras”, conclui o diretor executivo.


Calendário de Oração

JANEIRO

Foto: SBU

Quênia: Agradeça a Deus pela conclusão das traduções da Bíblia para diversas línguas locais, inclusive a somali. Tanzânia: Agradeça pela distribuição de cinco mil Bíblias em maasai. Uganda: Agradeça pela tradução e impressão da Bíblia interconfessional em runyoro/rutooro. Ruanda: Ore para que a Bíblia em kinyarwanda seja considerada pelos pastores útil em seu trabalho diário. Burundi: Ore para que se torne possível começar o projeto da Bíblia de Estudo em kirundi. Sudão: Em 2011, o sul do Sudão votará para decidir se permanecerá no Sudão unido ou se irá se tornar um Estado independente. Ore para que este evento aconteça pacificamente. Etiópia: Louve ao Senhor pela aquisição de nossa própria Casa da Bíblia. Eritreia: Ore pela obra bíblica nesse país. Libéria: Ore pelo empenho na distribuição bíblica em áreas rurais e peça pela paz duradoura em nosso país. Serra Leoa: Louve a Deus pelo lançamento de nossos materiais de alfabetização e pela gravação do Novo Testamento. Nigéria: Louve a Deus pela Bíblia em rubassa, a 19ª língua na qual a Bíblia completa está disponível. Guiné: Louve a Deus pelo bom progresso dos nossos projetos de tradução. Gâmbia: Peça que a celebração de nossa Semana da Bíblia leve pessoas a um maior comprometimento com a Palavra de Deus. Gana: Louve a Deus pelas vidas transformadas de crianças que recebem Bíblias por meio de nosso projeto Um Milhão de Bíblias Para Crianças das Escolas.

Senegal: Continue orando pelos projetos de tradução e por nossos programas de HIV/AIDS.

Foto: SBU

Orações do Trimestre FEVEREIRO Estônia: Ore para que possamos encorajar pessoas a lerem a Bíblia e torná-la relevante na vida diária. Lituânia: Graças a Deus! As Boas-Novas chegaram à Lituânia pela primeira vez há mil anos. Letônia: Ore por melhorias da situação econômica em geral na Letônia. Federação Russa: Dê graças a Deus pela bem-sucedida distribuição ao público em geral, para professores de escola dominical e militares. Ucrânia: Damos graças pela conclusão de toda a documentação exigida para a construção de nossa Casa da Bíblia na capital, Kiev. Bielorrússia: Agradeça a Deus porque proclamamos no ano passado a sua Palavra a muitas pessoas de diferentes origens. Islândia: Ore para que mais publicações de nossa nova Bíblia em islandês sejam bem-sucedidas e frutíferas. Dinamarca: Ore para que a Bíblia alcance mais pessoas e novos grupos por meio de nossa abrangente campanha de telemarketing. Noruega: Dê graças pelo significativo progresso na tradução da Bíblia completa para duas das principais línguas norueguesas. Finlândia: Dê graças pela nossa nova edição da Bíblia com Deuterocanônicos. Suécia: Agradeça a Deus por providenciar mais oportunidades de tornar audível a Palavra em um dos países mais secularizados do mundo. Honduras: Ore para que as igrejas, apesar de nossa crise política, tragam perspectiva de mudança por meio da Palavra de Deus. Guatemala: Louve a Deus para que sua Palavra não seja apenas distribuída, mas lida para que seu poder transformador toque a vida dos guatemaltecos. Muitas escolas primárias e secundárias no Haiti estão usando o Livro da Esperança, uma revista que relaciona as Escrituras com situações da vida real, como base para suas aulas de educação religiosa. Haiti.

Aluno em oração no Colégio Nac Autonomo, uma escola pública em Manágua, Nicarágua.

MARÇO Costa Rica: Agradeça a Deus porque os nossos programas melhoraram o comportamento de jovens. El Salvador: Peça a Deus para que possamos desenvolver o projeto Panorama Bíblico, por meio do qual tentamos ajudar a instaurar paz no país. Nicarágua: Damos graças pelo sucesso do projeto com crianças de rua. Porto Rico: Comemore nosso trabalho entre prisioneiros, especialmente entre jovens infratores. República Dominicana: Dê graças a Deus pela melhoria de nosso relacionamento com igrejas e ministérios. Antilhas Francesas: Ore pela obra bíblica nessas ilhas. Caribe Oriental: Agradeça a Deus por nosso grandioso projeto regional para escolas secundárias. Haiti: Ore pela Bíblia de Estudo na tradução para o crioulo do Haiti. Suriname: Ore para que muitas pessoas sejam alcançadas pela visão, audição e leitura da Palavra de Deus. Bangladesh: Ore por nossa campanha de ter 20 mil missionários bengaleses. Sri Lanka: Damos graças a Deus pelo fim da guerra. Mianmar: Ore por transformação em nosso país. Maldivas: Ore pela obra bíblica nesse país. Seja um Sócio Intercessor Para participar dessa grande corrente de oração, basta se cadastrar no site da SBB: http://www.sbb.org.br/interna.asp?areaID=157 ou pelo telefone: 0800-727-8888.

ABNB - A Bíblia no Brasil

7


Foto: SBU

M

undo

A Palavra que conforta A Palavra de Deus é hoje fundamental na vida de Pauline Musengwayire, de 38 anos. A Bíblia tem servido como amparo e força na superação de um grande trauma do passado. Há 15 anos, ela é uma sobrevivente de genocídio em Ruanda – país do continente africano –, no qual teve o marido e os dois filhos assassinados em ataques separatistas. Na ocasião, apesar de ter a vida poupada, foi estuprada e, por consequência, contraiu o vírus HIV, doença que descobriu ter apenas em 2005. “Éramos uma família feliz até a matança coletiva”, recorda com saudades. Para Pauline, as lembranças são dolorosas e viraram grandes cicatrizes emocionais. Como sobrevivente do genocídio, ela ganhou uma

casa do governo, onde a duras penas tenta cultivar alimento para própria subsistência. Além disso, recebe gratuitamente os medicamentos para combater a AIDS. Como forma de preencher o vazio de vida e minimizar as dificuldades econômicas, Pauline buscou apoio, esperança e fé por meio de um grupo de apoio baseado em uma igreja local. Nessa comunidade, aprendeu a fazer artesanatos para vender e obter recursos na compra de alimentos. “Na igreja aprendi bastante sobre como conviver com a doença. Eles não focam a causa da infecção, mas se preocupam em ensinar como lidar com o vírus no dia a dia”, diz.

Pela primeira vez desde a fundação da República Popular da China, em 1949, um Novo Testamento tra-

duzido para o dialeto Lisu é publicado e distribuído com êxito no país. É a mensagem bíblica disponível para um dos povos chineses considerados minoria e que são originários do leste do Tibete. O primeiro Evangelho a alcançar aquela remota população foi em 1903. À época, um missionário britânico que era pastor da principal igreja local chegou a traduzir sozinho o Novo Testamento para o dialeto Lisu. Ele só conseguiu publicá-lo em 1951, pela Sociedade Bíblica de Hong Kong. Mas, por razões desconhecidas, os exemplares bíblicos nunca chegaram até a igreja Lisu.

Quando conversa sobre a Bíblia, Pauline sorri largamente. “Meu esforço e todo meu poder estão focados na Bíblia Sagrada porque é de onde eu consigo tirar minhas forças.” Segurando a Bíblia fechada perto do peito, acrescenta: “É isso que me sustenta a cada dia. Eu tenho esperança de um futuro melhor, mas isso está em Deus e eu acredito que ele cuidará de mim por todos os dias da minha vida”.

Novo Testamento em dialeto chinês faz sucesso Foto: SBU

8

ABNB - A Bíblia no Brasil

Logo depois o projeto se perdeu, pois o missionário morreu e iniciou-se um período obscuro na história da igreja chinesa. Muitas igrejas foram fechadas e várias Bíblias queimadas, durante a chamada Revolução Cultural do país. Somente nos anos 80, quando os cultos nas igrejas foram novamente permitidos, é que os líderes da igreja Lisu constataram a necessidade urgente de ter uma Bíblia traduzida no próprio dialeto. Agora, desde 2009, os cerca de 50 mil cristãos lisus existentes finalmente já podem ler o Novo Testamento completo em sua língua materna. O trabalho de tradução durou quase 25 anos para ser concluído.


C

apa

Bíblia em Áudio: Um sonho realizado Depois de cinco anos de trabalho intenso, é lançado o conteúdo integral das Escrituras Sagradas na voz de Cid Moreira, em evento realizado no Rio de Janeiro.

Foto: Samuel Santos

Mais de cinco anos de trabalho, 135 horas de gravação, perto de 80 narradores, 31.103 versículos lidos e a maior trilha sonora exclusiva de que se tem notícia. Esses são alguns números da Bíblia em Áudio, um projeto de fôlego, liderado pelo locutor Cid Moreira, em parceria com a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Finalizada em setembro de 2009, a íntegra das Sagradas Escrituras em áudio foi apresentada em 9 de novembro, em concorrido evento realizado no auditório do Barra Shopping, no Rio de Janeiro. “Poucas Sociedades Bíblicas no mundo contam com uma gravação da Bíblia completa. O projeto levou muitos anos para ser concluído, durante os quais foram destinados muitos recursos e dedicação. Agora, com o produto completo em mãos, o povo brasileiro tem finalmente a oportunidade de ouvir toda a Palavra de Deus”, celebra o secretário de Tradução e Publicações da SBB, Paulo Teixeira.

10

ABNB - A Bíblia no Brasil

E ele tem razão em comemorar. Trata-se de um feito inédito. Em formato MP3, a Bíblia em Áudio traz o texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), uma tradução ideal para ser lida em voz alta e de fácil compreensão. O diretor executivo da SBB, Rudi Zimmer, recordou o histórico da Bíblia em Áudio, salientando a alegria de contar com a parceria de Cid Moreira neste projeto. “Um dos pontos singulares da obra está na própria gravação especial narrada por Cid, que a fez como seu propósito de vida e com grande paixão”, destacou em sua apresentação. Durante a cerimônia, que contou com mais de 200 pessoas, Cid Moreira se emocionou. Aos 82 anos de idade, o jornalista considera este o grande projeto de sua vida. “Tive várias fases maravilhosas no rádio e na televisão. Mas considero que esta minha fase bíblica supera tudo isso. Evidentemente estou trabalhando para o Chefe Supremo, trabalhando para Deus, levando a Palavra dele a todos os cristãos. Para mim, isso é maravilhoso e vai ficar registrado para sempre”, declarou entusiasmado. Segundo ele, realizar esse trabalho resultou em aprendizado profundo tanto no âmbito espiritual quanto no cultural. “A Bíblia significa muito para minha vida e para a de milhões de pessoas. Nela, há mensagens extraordinárias de sabedoria, sentimento, ética, normas de conduta e generosidade. Um livro que mistura


cultura, história, geografia e que, ao longo de mais de 550 anos, desde a sua primeira versão impressa, é best-seller absoluto em todo o planeta. Por isso resolvi abraçar este projeto”, revelou. Da idealização até a execução final do projeto foram vários os desafios enfrentados: desde a seleção da ampla equipe de profissionais e da incessante busca pela perfeição, até a mobilização de recursos financeiros. Motivação, fé e amor foram as tônicas desse trabalho. E o resultado não poderia ser melhor: qualidade digital em tecnologia MP3, que permitiu armazenar todo o conteúdo da Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, em um único DVD ou em nove CD-ROMs. Sem esses recursos tecnológicos, para gravar 100% da Bíblia seriam necessários mais de 90 CDs. “Conseguimos fazer tudo em altíssima qualidade. Para que um determinado trecho bíblico chegasse a um bom nível, foi preciso gravá-lo várias vezes, até obter o perfeito encaixe da voz com a trilha sonora e os efeitos especiais. Foi um trabalho que exigiu muita paciência e esmero artesanal de todos os envolvidos”, relembrou Moreira.

eles, aqueles que emprestaram a voz a personagens. “A nossa preocupação sempre foi levar muita emoção. Fazer o ouvinte ficar envolvido com cada cena, como se estivesse pessoalmente no local”, relatou. A seleção dos narradores coparticipantes teve até um lado cômico e improvisado. “Certo dia, um pintor que estava a serviço na minha casa tinha um vozeirão e resolvi aproveitá-lo na Bíblia. Ele estava nervoso e levou meia hora para gravar no estúdio uma única frase. Mas no fim deu tudo certo”, recordou Moreira, em tom bem-humorado. Diversos outros locutores, profissionais e amadores, deram vida aos inúmeros personagens bíblicos e jamais vão se esquecer da experiência. Este é o caso do empresário Mário Provedel, que emprestou sua voz a Eli, o sumo sacerdote. “Tive momen-

tos que me empolguei muito, pois o texto era emocionante e foi necessário colocar a alma para poder interpretar”, descreveu. A cerimônia de lançamento da Bíblia em Áudio na capital fluminense contou com apresentações musicais da cantora Rafaela Pinho e do coral Jovem do Rio, que participaram da execução de parte da trilha musical do projeto. O público presente também pôde ouvir de aperitivo alguns trechos selecionados da gravação, como “Davi e Golias”, “A morte de Sansão” e a “Ressurreição de Lázaro”. Enquanto o público ouvia as narrações, Cid Moreira destacava os recursos utilizados para transportar o ouvinte aos tempos bíblicos, como efeitos especiais e sons de animais e da natureza. “Procurei enriquecer a gravação de todas as maneiras, com o objetivo de envolver o ouvinte na narrativa e provocar nele uma reflexão profunda”, revelou. Responsável por parte da criação da trilha sonora, a cantora e compositora Suzanne Hirle foi peça-chave na megaprodução de primeira linha. “Idealizamos um estilo musical que retratasse o clima da história e do momento. Em cima da narração, fazia a composição, que foi pensada para oferecer uma trilha de cinema e inserir o ouvinte no contexto bíblico.” Foto: Ari Gomes

Foto: Samuel Santos

Em busca da perfeição, Cid chegou a gastar horas para gravar apenas um trecho bíblico.

Capa

Participações especiais Em sua apresentação, Cid Moreira também contou curiosidades a respeito da produção da Bíblia em Áudio e fez questão de chamar à frente todos os presentes que colaboraram de alguma forma com o projeto, entre ABNB - A Bíblia no Brasil

11


Foto: Ari Gomes

Capa

Mais de 200 pessoas prestigiaram o lançamento da Bíblia em Áudio completa no Rio de Janeiro.

Agora, com ela em versão completa, muitos vão ter mais fé do que já têm”, entusiasmou-se Valdir de Jesus, portador de deficiência visual de Fazenda Rio Grande (PR), atendido há dois anos pelo programa social da SBB. Ari Gomes

Em muitos trechos do trabalho, musicado do início ao fim, adotou-se o som gravado e digitalizado de uma orquestra real. “Foi uma edição criteriosa, feita nos mínimos detalhes. Regravava e ouvia várias vezes para inserir efeitos e trilha. Alguns trechos exigiram um dia inteiro no estúdio, porque tudo tinha de ser perfeito”, lembrou Alexandre Franca, técnico de áudio que mixou e masterizou a Bíblia em Áudio. Um projeto inclusivo Para o diretor executivo da SBB, um dos principais méritos da gravação é permitir o acesso da Palavra de Deus à pessoa com deficiência visual. “Só uma parcela pequena desse público tem acesso à Bíblia em Braile que, pelas dificuldades de sua produção, nunca chegaria a alcançar todo esse segmento da população. Além disso, grande parte das pessoas com deficiência visual tem nível de alfabetização ainda muito limitado. Agora, elas terão a Bíblia de uma forma acessível, por completo”, afirmou Rudi Zimmer. Partidária da mesma opinião, a assessora da direção-geral do Instituto Benjamin Constant, Elcy Mendes, destacou a importância da obra para os deficientes visuais. “A Bíblia em Áudio tem um valor inestimável. Nem todas as pessoas com deficiência visual dominam a leitura em braile, o volume de livros bíblicos é muito grande para se carregar e nem sempre conseguem

12

ABNB - A Bíblia no Brasil

A fé vem pelo ouvir O conteúdo integral das Escrituras Sagradas em áudio passará a ser utilizado nos programas sociais da SBB, como o Inclusão do Deficiente Visual e o Luz na Amazônia. Nos diferentes projetos, serão promovidos grupos de audição bíblica entre os beneficiados. “O áudio é muito útil não só para os deficientes visuais, mas também para todas as pessoas, inclusive aquelas que não gostam ou não tiveram a oportunidade de aprender a ler ou ainda para aquelas que têm dificuldade de ler. O áudio também é útil para ser usado em situações em que é impossível ler, por exemplo, quando se está dirigindo um carro”, ponderou o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert. Para Seibert, o áudio é o meio mais adequado para alcançar muitas audiências e tornar a Palavra de Deus relevante no dia a dia de quem é atendido pelos programas sociais. “Para pessoas sob estresse, ler é um exercício difícil. O áudio, no entanto, ajuda a diminuir a pressão emocional. E o impacto da mensagem bíblica em áudio é o mesmo da mensagem

levar seus livros para ler diariamente. Esta gravação vem a ser um grande presente para todos os deficientes visuais.” Os benefícios da Bíblia em Áudio são comemorados por diversos deficientes visuais. “Sem dúvida, uma obra especial para todos os brasileiros, cegos e não cegos”, comentou Dilson Pereira, portador de baixa visão, pastor e professor do Instituto Benjamin Constant. Na cerimônia, muitos convidados exaltaram o poder de inclusão proporcionado pelo Livro Sagrado em áudio. “Existem vários deficientes visuais que não têm tato tão apurado ou que perderam a visão com idade avançada, por isso ainda não se adaptaram nem aprenderam o braile. O texto bíblico em áudio passa então a ser a melhor maneira dessas pessoas terem acesso à Palavra de Deus”, afirmou Gláucia Cristina Leite. Ela ganhou um volume da Bíblia em braile aos 18 anos, quando perdeu a visão, e nunca mais parou de lê-la. “Foi muito importante receber a Bíblia, pois hoje é tudo na minha vida e foi por onde aprendi Crislaine Lerin Rigo, deficiente visual de Barueri (SP), é ouvinte todos os bons valores.” habitual da Bíblia em Áudio. Foto: Eduardo César Aqueles que já escutavam apenas o Novo Testamento, até então disponível em áudio, não veem a hora de fazer a audição integral do texto bíblico. “A audição complementa a leitura da Bíblia.


Capa

Foto: Arquivo SBB

Alunos de Teologia de Juiz de Fora (MG) praticam a audição bíblica na sala de aula.

impressa. Quem ouve a Bíblia recebe consolo, orientação, admoestação e bênção. Basta lembrar que grande parte da Bíblia, quando foi originalmente escrita, foi prevista para ser lida para as comunidades. Isso significa que o áudio fazia parte da intencionalidade original das Escrituras”, explicou o secretário. Com tantos recursos disponíveis, a Bíblia em Áudio na íntegra tende a ser um grande legado às gerações futuras. “Estamos quebrando um paradigma, adotando e fortalecendo a fé através do ouvir. Que Deus use poderosamente este instrumento para que todos conheçam e apliquem a verdade”, rogou Sérgio Azevedo, um dos coordenadores do projeto e presidente da Associação Brasileira de Anunciantes (ABA), do Rio de Janeiro. De acordo com ele, a meta, a longo prazo, é propagar a Palavra

de Deus gravada para todo o Brasil. “É um trabalho que não visa lucro. E se gerar alguma renda, será revertida para multiplicar ainda mais a Bíblia em outras mídias e tecnologias”, vislumbrou. A experiência de ouvir a Bíblia tem tocado e impactado diversos segmentos da população. “Estou ouvindo a Bíblia no aparelho de som do carro e fiquei tão feliz porque me motivei a ler o texto bíblico novamente. Leio cinco capítulos por dia estimulado por ouvir a Palavra de Deus. Ter a Bíblia completa em áudio é algo incrível. Parabéns à SBB por divulgar e semear a obra do Senhor”, elogiou o pastor Manoel Luís Prates, da Igreja Assembleia de Deus do Ministério de Madureira (RJ). A audição bíblica já é o principal foco da campanha “É tempo de ouvir a Palavra de Deus”, lançada pela SBB em maio do ano passado e que estimula as pessoas a escutarem a gravação do Novo Testamento. A professora da Escola Teológica Pastor Sebastião Vieira de Souza, de Juiz de

Fora (MG), aderiu à campanha e introduziu a audição bíblica como forma de avaliação de sua turma na disciplina de Bibliologia. “Montamos grupos de audição com 25 alunos em substituição à tradicional prova”, compartilhou a docente, Elienai Castellano. “Desafiamos os alunos a ouvirem todo o Novo Testamento pelo período de três meses. A avaliação dessa atividade será no começo de 2010”, contou. A aceitação da turma em ouvir a literatura bíblica superou as expectativas da professora: “Todos aqueles que assumiram esse compromisso de fé têm demonstrado grande satisfação. Os alunos contam que, ao ouvir os capítulos bíblicos, sentem como se estivessem ouvindo a voz do próprio Cristo e não conseguem parar de ouvir.” Para Cid Moreira, a Bíblia em Áudio na NTLH é acessível a todos os brasileiros, porque usa palavras comuns do dia a dia, tornando mais fácil a compreensão do texto bíblico. “Nosso interesse é divulgar a Palavra de Deus para o maior número de pessoas possível”, concluiu.

Uma verdadeira viagem no tempo Com tecnologia digital MP3, a Bíblia em Áudio é apresentada em três formatos (nove CDs-ROMs, 1 DVD ou 1 Pen Drive) e reúne mais de 135 horas de gravação, que remetem o ouvinte aos tempos bíblicos, com o auxílio de uma trilha sonora exclusiva. Com texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), a obra é a única versão gravada em áudio desta tradução, preparada especialmente para ser lida em voz alta, propiciando fácil entendimento. Versátil, pode ser ouvida no carro, durante a prática de esportes ou em momentos devocionais.

Concebida originalmente como uma coleção de CDs, a Bíblia em Áudio ganhou o formato MP3 para acompanhar a evolução tecnológica. Além de conter o texto integral do Livro Sagrado e oferecer a alta qualidade de som da gravação digital, a nova tecnologia tem o mérito de ter reduzido os custos da produção, tornando a obra mais acessível para a população. Diferenciais - Gravação inédita de Gênesis a Apocalipse - Texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH) - Mais de 135 horas de gravação - Tecnologia digital em MP3 - Narração de Cid Moreira e convidados - Trilha sonora exclusiva Formatos: 9 CD-ROMs (NTLH70BAMP3CD), 1DVD*(NTLH70BAMP3DVD) ou 1 Pen Drive (NTLH060BAPEN)

* O DVD contém apenas áudio e só poderá ser ouvido em aparelhos que possuam a tecnologia de leitura de DVD em MP3.

ABNB - A Bíblia no Brasil

13


ção Social

Foto: Eduardo Cesar

A

III Encontro de Deficientes Visuais

Já virou tradição. Pelo terceiro ano consecutivo, o Museu da Bíblia (MuBi), em Barueri (SP), sediou mais uma edição do Encontro de Deficientes Visuais, no dia 19 de setembro. Voltado também a instituições que trabalham com esse público, o evento teve neste ano uma programação especial como parte das comemorações do bicentenário de nascimento (1809-2009) de Louis Braille, o francês que aos 16 anos inventou o método de leitura e escrita para cegos. Na ocasião, os cerca de 300 participantes assistiram à palestra “O Braile nos dias de hoje: sua história e seu futuro” e também puderam conferir a exposição temporária “A Bíblia na ponta dos dedos: 200 anos de Louis Braille”. Além disso, acompanharam uma narração lúdica sobre a obra e vida do autor. Hoje, o sistema braile é considerado o principal instrumento de inclusão do deficiente visual na sociedade. “Muita gente acha que, com as novas tecnologias, o braile está acabando, mas não está. Tudo vem a acrescentar, mas não substituí-lo”, analisa o palestrante Markiano Charan Filho, também presidente da Associação de Deficientes Visuais e Amigos (Adeva) e especialista em educação inclusiva. Segundo ele, a linguagem braile já é bastante popular e tende a se expandir ainda mais. “Já existem muitos produtos, cardápios e serviços com embalagens e informações em braile. Mas ainda precisamos de muitos

14

ABNB - A Bíblia no Brasil

mais livros e produtos do gênero.” Para Markiano, o aprendizado e leitura desse método são oportunidade única para os deficientes visuais levarem uma vida normal. “Louis Braille tirou as pessoas cegas da escuridão da ignorância e nos deu luz de conhecimento. Só o sistema braile dá ao deficiente visual a independência que precisa. Não há barreira que a mente humana não possa transpor”, incentiva. Contribuindo com a integração sociocultural desse público, desde 2001, a SBB mantém o programa social Inclusão do Deficiente Visual. Através dele, cerca de 2,5 mil pessoas cadastradas recebem gratuitamente exemplares bíblicos em braile e em áudio. “Deus preparou todos os seres humanos para serem dependentes e independentes. Essa é uma lição bíblica segundo a qual todos nós precisamos uns dos outros para nos ajudarmos mutuamente. O deficiente visual também ensina e é ensinado. Ninguém nasceu desprivilegiado ou privilegiado”, enfatiza Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB. A Bíblia Sagrada tem exercido papel importante para muitas pessoas sem visão. “Se soubermos crer na Palavra, é Deus nos ensinando uma nova maneira de viver. Ouvir é bom, mas ler a Bíblia é melhor ainda, pois aprendemos a ler e a escrever a grafia braile”, relata Afonso Pinheiro, 67, um dos mais antigos beneficiados do programa da SBB. Órgãos públicos e diversas

entidades que atendem a deficientes visuais, como Instituto de Cegos Padre Chico, Laramara e Dorina Nowill, marcaram presença no encontro. “Seja com a Bíblia, ou com qualquer outro meio, o mais importante é fazer a inclusão com atitude e não somente com ambientes físicos acessíveis”, sugere Daniel Monteiro, consultor de projetos da Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Com baixa visão, ele esteve acompanhado de seu inseparável cão-guia Mac.

Concurso Outro ponto alto do evento foi a premiação dos ganhadores do Concurso Literário “200 Anos de Louis Braille”, nas categorias Contos e Poesias. Candidatos de 11 estados concorreram. Os autores das obras literárias vencedoras receberam de presente kits bíblicos. “Participar do concurso foi um grande incentivo e mais um passo para a inclusão. Escrever o texto em braile me ajuda a lembrar quando lia normalmente e me dá uma sensação visual muito boa”, relata Mariana Yonashiro, 15. Ela possui baixa visão (apenas 5%) e ficou em 1º lugar na categoria Contos, até 16 anos. O concurso foi promovido entre março e julho de 2009, pela Comissão Paulistana do Bicentenário de Nascimento de Louis Braille, da qual a SBB faz parte. Confira no site da SBB (www.sbb.org.br) os ganhadores e alguns trechos dos trabalhos premiados.


Foto: Chico Bezerra

Ação Social

Luz no Nordeste inicia jornada Por meio de um caminhão-ambulatório, novo programa social da SBB prestou atendimento médico e espiritual em cinco cidades nordestinas no último trimestre. Lançado em agosto de 2009, o novo programa da SBB já começou a levar esperança à população nordestina em situação de risco social. Por onde passa, o caminhão-ambulatório Luz no Nordeste faz sucesso e mobiliza milhares de pessoas. Crianças, jovens, adultos e idosos ficam entusiasmados e sensibilizados com sua passagem. No último trimestre de 2009, o veículo especial – equipado de consultórios médicos e espaço cultural da Bíblia –, viajou por cinco cidades: quatro pernambucanas (Pombos, Abreu e Lima, Itapissuma e Recife) e uma paraibana (Alcantil). Com essas primeiras ações, cerca de três mil pessoas foram beneficiadas. “Precisamos realizar ações como essa toda semana. É uma maravilha levar a Palavra de Deus junto com saúde para a comunidade”, elogiou Marcos Siqueira, secretário de Saúde de Abreu e Lima, cidade visitada em 21 de novembro último. A exemplo de programas similares já existentes na Amazônia e no Sul do País, o Luz no Nordeste tem como grande foco o desenvolvimento espiritual do indivíduo e a promoção de saúde, cultura e cidadania. A bordo do veículo, uma equipe multidisciplinar de profissionais voluntários prestam assistência médica, social e espiritual.

O contato com o Livro Sagrado marcou e emocionou a maioria dos moradores do bairro de Fosfato, área carente de Abreu e Lima escolhida para receber o projeto. É o caso da assistente financeira Adriana Gomes de Lima, 33 anos, acompanhada dos dois filhos pequenos. “A vinda do caminhão trouxe conhecimento e aproximou mais as pessoas da Palavra de Deus em nossa comunidade. A Bíblia é o início de tudo. Sem ela não haveria sentido para viver e não teríamos força para lutar”, testemunhou. Mãe de três filhos, Izabella Vital de Souza, 26 anos, também foi uma das beneficiadas pelo serviço médico do caminhão em Abreu e Lima. “O atendimento é muito bom. As crianças adoraram a parte de recreação bíblica”, avaliou. O supervisor de obras, Márcio Roberto, 33 anos, engajou-se como voluntário no trabalho evangelístico. Ele comparou a experiência aos tempos de Cristo. “Foi uma oportunidade sem igual, tendo em vista que Jesus já fazia esse tipo de trabalho. Quando pregava para a multidão, ele também se preocupava com o atendimento social, por isso conseguia juntar as pessoas para ouvir e passar o Evangelho. Sinto-me gratificado de participar deste projeto e fazer algo semelhante ao que Jesus fez”, relatou, complementando que era

visível a alegria das pessoas ao receberem literatura bíblica. Para o Pastor Josemir Barreto, da Igreja Batista Missionária de Abreu e Lima, os benefícios para as comunidades atendidas pelo programa tornam-se duradouros. “Este trabalho de divulgação bíblica e assistência social é muito importante. A população ganha uma melhor visão da Bíblia, de sua história, de seu conhecimento e evolução cultural, gerando um resultado positivo e permanente sobre os valores do cidadão”, destacou. Ao longo de 2010, estão previstas novas viagens do caminhão Luz no Nordeste para mais sete cidades nordestinas, inclusive nas áreas do Alto Sertão. “As viagens já realizadas têm sido empolgantes e uma experiência marcante nas cidades nordestinas visitadas. Com intuito de levar a saúde física e espiritual às pessoas, há muita gente envolvida em torno do projeto (igrejas, órgãos públicos e comunidades) e todos demonstram alegria e satisfação em recebê-lo. Impressionante ver a grande felicidade de famílias e crianças em ganhar o material bíblico”, comentou o secretário regional da SBB em Recife e coordenador do projeto na região, Marcos Gladstone. ABNB - A Bíblia no Brasil

15


Foto: Eduardo Cesar

Ação Social

Hospitais Encontro de Capelanias Hospitalares

Foto: Arquivo SBB

Em 17 de novembro, a SBB promoveu em sua sede, em Barueri (SP), o Encontro de Capelanias Hospitalares de São Paulo. Na ocasião, mais de 16 entidades parceiras estiveram presentes no evento, que teve como objetivo a troca de experiências entre os diversos capelães paulistas. Os participantes também assistiram à palestra “A capelania hospitalar em uma perspectiva bíblica”, ministrada pelo secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert, e ganharam exemplares da Bíblia. “A realização desses encontros é muito importante para valorizarmos ainda mais a litera-

tura bíblica. O trabalho espiritual junto ao doente é tão importante quanto o tratamento médico”, aponta Emma Sara, 72 anos, coordenadora da Capelania Hospitalar de Limeira. A Secretaria Regional da SBB no Rio de Janeiro também organizou encontro semelhante no mês de outubro.

Pela Paz

Bíblias para curso teológico com presos

No dia 1° de outubro, a SBB assinou convênio de doação de um kit de Bíblias de Estudo para a biblioteca do Centro Educacional e Teológico IETEB, de Osasco (SP). O material será destinado ao curso de Teologia à distância voltado a presidiários e ministrado pela entidade parceira em 15 estados do País. O trabalho já é realizado com sucesso há alguns anos. Por meio dele, o preso recebe o material bíblico pelo correio, estuda por conta própria e faz uma avaliação especial de seu conhecimento adquirido sobre a Palavra de Deus.

Situações Emergenciais Como parte da parceria firmada em Porto Alegre (RS) entre a Associação Evangélica Luterana de Caridade (Aelca) e a SBB, foi promovido em novembro um projeto de assistência social com moradores da região da Vila Bom Jardim, um dos bairros mais violentos da capital gaúcha. Distribuição de material bíblico, palestras preventivas, consultas médicas e atividades recreativas fizeram parte da programação. Em 2010, ambas as entidades prometem organizar um evento ainda maior, reunindo igrejas, lideranças sociais e políticas, a fim de incen-

16

ABNB - A Bíblia no Brasil

Foto: Arquivo SBB

Prevenção da violência

tivar programas de prevenção da violência em outros locais da cidade porto-alegrense


Ação Social

SBB em ação pelo Brasil • Dia 4: Aconteceu uma edição do

Foto: Arquivo SBB

Encontro de Capelanias Prisionais em Recife (PE). Na mesma data, as cidades de Carapicuíba (SP) e Curitiba (PR) tiveram mobilização sociocultural com doação de literatura bíblica. • Dia 9: Capacitação de educadores da rede municipal de Abreu e Lima (PE) participantes do projeto Estudando com a Bíblia (ECAB). Simultaneamente, houve palestra sobre tradução bíblica no Colégio Adventista de Jacarepaguá (RJ).

• Dias 18 e 19: Realização de Simpósio de Evangelização Hospitalar em Belo Horizonte (BH). • Dia 21: Entrega da Bíblia em Braile para a prefeitura de Marechal Cândido Rondon (PR). • Dia 22: Doação de exemplares da Bíblia durante o III Encontro da Mulher, em Barueri (SP). • Dia 24: Capacitação de bibliotecas escolares e comunitárias de Curitiba (PR). Ao mesmo tempo, aconteceu gincana literária bíblica com crianças carentes de Barueri (SP). • Dia 27: Participação em mutirão social e espiritual com famílias sem-teto de Belém (PA). • Dia 29: I Encontro de Deficientes Visuais em Fazenda Rio Grande (PR). • Dia 30: Capacitação de educadores do Ensino Religioso em Manaus (AM).

Outubro

• Dia 9: Doação bíblica para enti-

• Dias 12 e 16: Distribuição de material bíblico para famílias desabrigadas de Guaraciaba (SC) e Osasco (SP), respectivamente. • Dias 12 e 26: Doação bíblica em duas delegacias da capital paraense.

dade de dependentes alcoólicos em Barueri (SP). • Dia 10: Organização de Encontro de Capelanias Prisionais em Belém (PA). • Dias 11, 12, 14, 15 e 18: Eventos comemorativos pelo Dia das Crianças, com literatura bíblica infantil em creches e hospitais públicos de Belo Horizonte (MG). Atividades semelhantes ocorreram em diversas instituições da capital paulista, de Barueri (SP) e durante a Convenção Batista no Rio de Janeiro. • Dias 11, 17 e 24: O ônibus-ambulatório Rodas do Socorro esteve nas cidades paranaenses de Rio Branco do Sul, Colombo e Curitiba. • Dias 16 e 22: Ocorreu o I Encontro de Comunidades Terapêuticas

em Belém (PA), bem como palestra bíblica com entidades do gênero em São Paulo (SP). • Dia 25: Mais de mil pessoas foram beneficiadas com ação social e bíblica no Grajaú (SP). • Dia 26: Houve divulgação e doação de exemplares da Bíblia para alunos de escola municipal em Betim (MG). • Dia 27: Entrega da Biblioteca Estudando com a Bíblia (ECAB) para a rede municipal da prefeitura de Colombo (PR). • Dia 29: Participação em Belém (PA) na campanha nacional “Natal sem Fome dos Sonhos”. • Dia 31: Distribuição de Bíblias em casamento comunitário de Belém (PA).

Novembro

• Dias 13 e 14: Distribuição de literatura bíblica a centenas de moradores desabrigados pelas fortes chuvas nas cidades fluminenses de Tanguá e Nova Iguaçu. • Dia 14: Foi promovido em Brasília (DF) o I Seminário de Capelania Prisional. • Dias 21 e 28: Presença em mutirão social e espiritual em Osasco (SP) e Ribeirão das Neves (MG). Foto: Arlessandro Dantas

Setembro

ABNB - A Bíblia no Brasil

17


18

ABNB - A BĂ­blia no Brasil


P

rojeto

Uma Bíblia brasileira em Israel Sob a coordenação da Sociedade Bíblica do Brasil, cristãos brasileiros concluem a cópia manuscrita do Livro Sagrado que ficará exposta na Casa da Bíblia em Jerusalém.

à mão de todos os versículos bíblicos. Na Igreja Presbiteriana de Alphaville, em Barueri (SP), cerca de 400 membros escreveram os versículos de próprio punho. “Foi uma experiência muito interessante e emocionante. Primeiro, mobilizamos as crianças e adolescentes das escolas dominicais. Depois, os pais e adultos também ficaram estimulados em participar”, contou o reverendo Hilder Stutz. Mesma empolgação se constatou na Igreja Assembleia de Deus de Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Lá, foi preciso até limitar o número de participantes a 300, tamanho o interesse das pessoas em redigir os versículos sagrados. “É a concretização de um sonho. Este projeto histórico teve o efeito de comunhão, unindo os povos pelo Livro Sagrado”, observou o pastor da Igreja, David Cabral. “Qualquer pessoa pôde participar escrevendo um verso com a própria letra. Mesmo num País com tanta diversidade cultural, percebemos que a emoção dos copistas é universal. Com este simples gesto de transcrever apenas um versículo, perpetua-se entre nós o sentimento de herdeiros da Palavra de Deus”, afirmou Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB. Para o coordenador mundial do projeto e fundador do Vale da Bíblia, Amós Rolnik, a contribuição da população brasileira superou as expectativas. “O resultado foi de amor Foto: Eduardo Cesar

Uma realização histórica. Assim foi classificada a entusiasmada participação brasileira no projeto Povos do Mundo Escrevem a Bíblia, concluído oficialmente em 24 de novembro, durante cerimônia realizada no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), na capital paulista. Organizada pela instituição Vale da Bíblia, em Israel, a iniciativa visa mobilizar mais de 60 países na produção de exemplares manuscritos das Sagradas Escrituras no idioma de cada nação envolvida. A campanha mundial teve início em 2008, declarado o Ano da Bíblia Manuscrita, em todas as nações. No Brasil, o trabalho durou exatamente um ano e foi coordenado pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) em 20 estados. “Celebramos um grande esforço ao levar milhares de pessoas a escreverem a Bíblia e serem tocadas por ela neste projeto que resgatou o antigo ato de copiar o único livro capaz de mudar uma nação e o mundo inteiro”, destacou Rudi Zimmer, diretor executivo da SBB. Graças ao apoio das diversas denominações cristãs, houve o engajamento de 30 mil brasileiros na cópia

e reverência que o povo desta grande nação nutre pela Bíblia. Desejamos que o exemplo da SBB sirva para encorajar outras Sociedades Bíblicas no mundo.” Segundo Amós, que nos último três anos visitou cerca de 40 países para promover o projeto, os brasileiros foram os primeiros a terminar a Bíblia manuscrita na língua portuguesa. A embaixada de Israel no Brasil foi outra parceira da SBB no desenvolvimento do projeto em território nacional. “Foi uma vitória para todos e grande oportunidade de unir as pessoas. Se os judeus escreveram pela primeira vez a Bíblia, agora são os brasileiros que mais produzem e distribuem o Livro Sagrado”, elogiou Raphael Singer, conselheiro da embaixada israelense. “A Bíblia Manuscrita produzida aqui terá impacto até mais profundo que as relações econômicas e políticas entre Brasil e Israel. Será um pedacinho de cada brasileiro eternizado em Israel”, acrescentou. A cópia brasileira completa das Escrituras ficará exposta na biblioteca de Bíblias Manuscritas da Casa da Bíblia, um museu ainda em construção no Vale da Bíblia, nos arredores de Jerusalém. “É um fruto especial escrito à mão pelos brasileiros que ficará disponível às gerações futuras na Terra Santa”, reiterou Amós Rolnik. Cada pessoa que copiou um versículo bíblico recebeu um certificado de participação e terá seu nome inscrito entre os copistas de seu país no site da entidade: www.bible-valley.org/inscribing. ABNB - A Bíblia no Brasil

19


S

ecretarias Regionais

Semeando a PALAVRA em todo o Brasil

Secretarias Regionais da SBB têm papel fundamental na difusão da mensagem bíblica em um País com dimensões continentais. Semear a Palavra que transforma vidas e torná-la acessível a todos têm sido a grande missão da Sociedade Bíblia do Brasil (SBB), desde sua fundação, em 1948. Para difundir o Livro Sagrado em todo o País, um trabalho que, por sua complexidade, exige dedicação e planejamento, a SBB se organizou de forma a abarcar todos os estados brasileiros com a Causa da Bíblia. Para isso, conta com sete Secretarias Regionais e um Centro de Distribuição, distribuídos estrategicamente em cada região desta nação de proporções continentais. “A palavra-chave para a SBB é ‘servir’. Quando uma pessoa serve alguém, essa pessoa normalmente estende o braço, seja para alcançar um copo d’água, seja para entregar um alimento, ou para ajudar alguém a caminhar; pois é isso que a SBB faz, e as Secretarias Regionais são os braços estendidos da SBB para levar a Palavra às igrejas e às demais entidades que apoiam as igrejas.”, define o diretor executivo da SBB, Rudi Zimmer. Anualmente, as Secretarias

20

ABNB - A Bíblia no Brasil

Regionais buscam atender às necessidades da população abastecendo suas regiões com literatura bíblica e desenvolvendo os programas sociais da SBB em suas respectivas áreas de abrangência. A fim de expandir e obter maior penetração de suas ações nos inúmeros municípios brasileiros contam também com o apoio dos Diretórios Estaduais. “A semeadura da Palavra de Deus pelo Brasil a fora é feita, por excelência, através do povo de Deus que congrega nas igrejas, se alimenta da Palavra e é motivado pelo amor de Deus. As Secretarias Regionais estão aí para apoiar este trabalho”, avalia Zimmer, destacando que a SBB quer estar ainda mais próxima de onde essa semeadura acontece. “Para nos aproximarmos ainda mais das igrejas, perguntamo-nos se não deveríamos ter um número ainda maior de Secretarias Regionais, e isto merece um estudo cuidadoso”. Para a realização desse amplo trabalho, cada Secretaria Regional tem a tarefa de desenvolver e estreitar os relacionamentos com uma ampla rede

de parceiros e colaboradores, entre os quais igrejas, lideranças religiosas, livreiros, órgãos públicos, ONGs, colportores, seminaristas e voluntários. Seguindo metodologia e diretrizes nacionais, os programas sociais são desenvolvidos nas diferentes regiões brasileiras respeitando-se a realidade de cada local. Exemplo disso é o programa Luz no Brasil, que se divide em três formatos. Na região amazônica, é desenvolvido a partir de um barco-hospital, o Luz na Amazônia, para atender a comunidades ribeirinhas. No Nordeste, funciona a partir de um caminhão-ambulatório, o Luz no Nordeste. Já no Sul do País, é executado a partir de um ônibus, o Rodas do Socorro, também adaptado com equipamentos médicos. “Isso mostra que um mesmo programa é promovido de acordo com as características e condições de cada região”, pondera o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert. Segundo ele, a diversidade do Brasil não é apenas cultural, mas


engloba também o aspecto geográfico. Seibert lembra que no Sul são frequentes os episódios de vendavais e enchentes. No Nordeste, existem as secas periódicas. A região Sudeste possui grandes regiões metropolitanas como Rio de Janeiro e São Paulo. Enquanto o Centro-Oeste tem grandes cidades localizadas em zona rural. “Toda essa diversidade é notada na maneira como se desenvolvem nossos programas sociais. Poderíamos dizer que respeitamos os sotaques locais”, compara. Os programas já têm alcançado muitos brasileiros em centenas de cidades. Só em 2008, por exemplo, mais de 13 milhões de pessoas receberam gratuitamente algum tipo de literatura bíblica – folhetos, livretos, Novos Testamentos ou Bíblias. Apesar de expressivo, esse número é ainda considerado baixo em vista da quantidade total de habitantes no País. Há a necessidade de aumentar a produção e distribuição de literatura bíblica entre os segmentos da população, o que exige grande investimento financeiro. Os programas são mantidos por meio da venda de Bíblias e de ofertas recebidas especialmente de indivíduos. “É preciso que cristãos e igrejas sejam despertados a ofertar para este trabalho, como faziam no passado, para que possamos atender às necessidades de nosso País. Muito já é feito, mas está longe de ser o suficiente”, diz Seibert. Superando obstáculos A Secretaria Regional da SBB em Belém está incumbida da divulgação da Palavra de Deus nos estados do Maranhão, Amapá, Amazonas, Pará, Piauí e Roraima – uma área considerada complexa em função das fortes barreiras geográficas e sociais. Uma ferramenta primordial para a distribuição local das Sagradas Escrituras é o Barco da Bíblia, carinhosamente chamado de “Barco da Esperança”. A embarcação realiza

çar com Escrituras um maior número de duas viagens anuais pelos rios amazôcidades interioranas e bairros populares nicos, atendendo tanto grandes cidades das regiões metropolitanas. quanto comunidades ribeirinhas isoladas. “Quando iniciamos o trabalho, percebeParcerias para as longas distâncias mos que 80% dos programas estavam A Secretaria Regional da SBB concentrados apenas em Belém. Foi um em Brasília atende a seis estados: Acre, grande desafio, mas conseguimos avanDistrito Federal, Goiás, Rondônia e çar um pouco mais e contemplar todos Tocantins. Em razão das longas distânos estados. Mas ainda é preciso fazer cias, são firmadas muitas parcerias nas muito mais”, avalia o secretário regional diferentes localidades. Livrarias, creches, da SBB em Belém, Acyr de Gerone Júnior. escolas públicas, comunidades terapêuAlém do barco Luz na Amazôticas, capelanias prisionais e hospitalares nia, que desde 1962 presta assistência são algumas das entidades beneficiadas social e espiritual às comunidades ribeiricom a Palavra de Deus. O programa nhas, outros programas sociais vêm cressocial que mais se destaca na região é o cendo e se tornando importantes para a Ação Social pela Paz, por meio do proregião. Graças ao trabalho evangelístico jeto Ação no Cárcere. “A experiência é em diversas frentes, constatou-se um sempre gratificante, uma vez que vidas significativo crescimento de sócios evanque estavam perdidas são transformadas gelizadores na região. A Secretaria busca e resgatadas constantemente”, relata participar regularmente de convenções Jessé Pereira da Silva, secretário regional de pastores e outras atividades promoda SBB em Brasília. vidas por igrejas e congregações. “A parNa Secretaria Regional da SBB ticipação nesses eventos nos aproxima no Rio de Janeiro, que abrange ainda o ainda mais de pessoas que dificilmente estado do Espírito Santo, os exemplaconseguem viajar para Belém ou outras res bíblicos são disponibilizados a criscapitais”, informa Gerone Júnior. tãos das mais diferentes denominações, Nos estados nordestinos de inclusive estudantes que querem se Pernambuco, Alagoas, Ceará, Paraíba, aprofundar no texto sagrado. “BuscaRio Grande do Norte e Sergipe, o Livro mos uma aproximação estreita com as Sagrado é disseminado através do traigrejas, para ser seu braço nos projetos balho da Secretaria Regional da SBB em de evangelismo, levando material bíblico Recife. Nas seis localidades, o material com preços diferenciados para suas misbíblico tem alcançado igrejas, hospitais, sões”, comenta Sérgio Furtado, secretáunidades carcerárias e comunidades em rio regional da SBB no Rio de Janeiro. situação de risco social, agora atendiO Ação Social para Situações das pelo recém-lançado programa Luz Emergenciais, voltado a vítimas de trano Nordeste (leia matéria à página 15). gédias e calamidades, e o Inclusão do “Como uma entidade que zela pelo texto sagrado e por seu População ribeirinha faz fila para ser atendida no barco Luz na Amazônia. trabalho desenvolvido na área social, a SBB goza de um bom conceito entre as igrejas e instituições públicas e privadas”, conta Marcos Gladstone, secretário regional da SBB em Recife. Sua meta é alcanABNB - A Bíblia no Brasil

Foto: Jaime Souzza

Secretarias Regionais

21


Secretarias Regionais Secretarias Regionais Deficiente Visual são os dois programas de maior alcance nos estados fluminense e capixaba. “Futuramente, pretendemos transformar um sonho antigo em realidade, lançando o ônibus-ambulatório Luz no Sudeste”, revela Furtado. Já nos estados paulista e sulmato-grossense, a Secretaria Regional da SBB em São Paulo mantém o mesmo foco de atuação das outras unidades. A cargo dela, está também a Loja Virtual da SBB (www.sbb.org.br), que distribui material bíblico para todo território nacional. Capelanias hospitalares e prisionais, comunidades terapêuticas, creches e bibliotecas comunitárias são os principais beneficiários dos programas sociais. “Na maioria das vezes, atendemos pessoas que nunca tiveram um contato com material bíblico. Dessa forma, há diversos testemunhos de transformação social. Queremos agora descentralizar nossas ações da região metropolitana de São Paulo, expandindo para o interior paulista e Mato Grosso do Sul”, objetiva o secretário regional da SBB em São Paulo, Humberto Marchi. Pautada pela mesma meta de expansão, a Secretaria Regional da SBB em Belo Horizonte foi reforçada para suprir Minas Gerais e Bahia. Criada inicialmente como Centro de Distribuição, a unidade está situada em um grande galpão, com capacidade para armazenar até 450 mil Bíblias. “Desde a nossa constituição, mantemos características exclusivas de atendimento ao atacado para livreiros, igrejas e demais instituições”, observa o secretário regional da SBB em Belo Horizonte, Marcos Lovera. A literatura bíblica beneficia comunidades ribeirinhas do Rio São Francisco, do Vale do Jequitinhonha – uma das regiões mineiras mais carentes – e de aldeias indígenas da Bahia. “Várias crianças, adolescentes, idosos e famílias em situação de risco e vulnerabilidade social têm recebido um novo direcionamento

22

ABNB - A Bíblia no Brasil

para suas vidas”, comemora Lovera. Distribuição intensa Descendo pela região Sul do Brasil, cabe à equipe da Secretaria Regional da SBB em Curitiba abastecer com Bíblias o Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Em 2009, foram mais de 600 mil exemplares bíblicos distribuídos nesses estados. Para reforçar o trabalho nos municípios sulistas, foi implantado estrategicamente um Centro de Distribuição em Porto Alegre, liderado por Clóvis Moraes. As parcerias com as igrejas, livrarias e distribuidoras são igualmente relevantes na divulgação do material bíblico. Potenciais semeadores da Palavra, os acadêmicos e estudantes de Teologia – segmento bastante atuante no Sul –, contam com atenção especial. Para esse público, são organizados eventos específicos, como edições do Seminário de Ciências Bíblicas. No aspecto social, dois programas merecem atenção pelo impacto positivo gerado em áreas carentes: o Luz no Sul do Brasil, cujo ônibus-ambulatório tem forte atuação nas cidades paranaenses, e o Estudando com a Bíblia, que em 2009 beneficiou mais de 20 mil alunos da rede municipal de ensino. “Há muito espaço para divulgar a Bíblia. E continuaremos utilizando a ação social como instrumento de divulgação da Palavra”, projeta o secretário regional da SBB em Curitiba, Walter Eidam. Cada vez mais as Secretarias Regionais da SBB têm intensificado o trabalho na área social, de forma a atender às diversas carências da população brasileira. “No futuro, a ênfase em programas e projetos sociais deverá crescer ainda mais. Além disso, as Secretarias Regionais deverão buscar uma sintonia cada vez maior com as igrejas, a fim de descobrir de que maneira poderá a SBB servilas ainda melhor em seus mais variados programas de disseminação da Palavra de Deus”, antecipa Rudi Zimmer.

Belém Responsável: Acyr de Gerone Júnior Abrangência: MA, PI, AP, RR, PA e AM

Belo Horizonte Responsável: Marcos Lovera Abrangência: MG e BA

Brasília Responsável: Jessé Pereira Abrangência: TO, AC, RO, GO, MT e DF

Curitiba Responsável: Walter Eidam Abrangência: RS, SC e PR

Recife Responsável: Marcos Gladstone Abrangência: SE, AL, PE, PB, RN e CE

Rio de Janeiro Responsável: Sérgio Furtado Abrangência: RJ e ES

São Paulo Responsável: Humberto Marchi Abrangência: SP e MS

Centro de Distribuição de Porto Alegre Responsável: Clóvis Moraes


T

estemunho

O Livro Sagrado salvou minha família “Livra os que estão sendo levados para a morte e salva os que cambaleiam indo para serem mortos.” (Provérbios 24.11). Foi assim que, em junho de 1969, à beira da morte e desiludido com as religiões, pois já havia passado por cinco delas, por pouco não cometi assassinato em massa, tirando a minha própria vida, da minha esposa e de cinco filhas. Não havia resposta para o grande vazio existente na minha alma. Apesar de bem realizado na carreira militar e profissional, além de bem-sucedido no casamento e com uma família maravilhosa, na área espiritual não passava de um miserável, desgraçado, pobre, cego e nu. Sempre ouvia falar de Jesus, mas o considerava como uma pessoa comum, e não como realmente é: divino e eterno. Estava convencido de que o meu problema não dependia do mundo físico ou material, mas da falta do conhecimento de Deus. Mas onde buscar este conhecimento? Foi aí que apareceu o ministério da mulher “virtuosa”, que o próprio Deus, mesmo eu não o conhecendo, me contemplara no casamento. Minha esposa conhecia a Bíblia, a sua mensagem e o propósito de Deus para a humanidade. Então, ela me deu uma Bíblia de presente num dos meus aniversários. Jamais esperávamos que aquele Livro Sagrado viesse salvar as nossas vidas de uma grande tragédia. Certa noite do mês de junho daquele ano de 1969, decepciona-

do ao extremo com outras doutrinas religiosas, eu estava decidido a dizimar minha família quando estivesse dormindo e depois a me suicidar. Enquanto minha esposa preparava na cozinha a mamadeira de nossos filhos, eu fingia estar dormindo e a esperava no quarto com um revólver debaixo do travesseiro. Mas, quando ela se deitou ao meu lado, virando as costas para o lado oposto, deparei com uma Bíblia, que milagrosamente estava sobre a mesinha de cabeceira. Ao ver aquela Bíblia, a primeira lembrança que me veio à mente foi o fato de ela ter sido um presente da minha mulher. Depois, vieram outras lembranças das mensagens e cultos de ações de graças promovidos por ela, uma mulher “virtuosa”, em nosso lar. Fiquei algum tempo olhando para aquela Bíblia. Logo percebi a grande diferença entre a Palavra de Deus, que me oferecia vida abundante, e um revólver escondido debaixo do travesseiro com apenas seis balas (insuficientes) para promover a morte de sete pessoas. Mesmo ainda duvidando da divindade de Jesus, num momento inesperado tomei aquela Bíblia nas mãos, fechei os olhos e em silêncio disse as seguintes palavras: “Se ao abrir este livro encontrar o nome de Jesus e o do diabo, acreditarei ser a Bíblia a Palavra de Deus; Jesus Cristo como o Salvador do mundo, e o diabo como

o ladrão que veio para roubar, matar e destruir”. Sabe qual o versículo apareceu diante de meus olhos? Eis que a Bíblia abriu em Mateus (4.1) e meus olhos foram guiados para a seguinte passagem: “A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo!” Imediatamente caí de joelhos e pedi perdão pelos meus pecados, renunciando toda aquela opressão do inferno e da morte, e confessando Jesus Cristo como Salvador e Senhor da minha vida. Hoje, sei que aquele momento de arrependimento e nova chance foi obra do Espírito Santo para me trazer esperança de vida, e não o infortúnio da morte. Algum tempo depois daquele dia, me tornei ministro do Evangelho, pastor congregacional e, atualmente, desenvolvo trabalho voluntário de reconciliação e evangelismo, em parceria com o programa Sócio Evangelizador, da SBB. Multiplico a Palavra de Deus para milhares de pessoas. Uma grande bênção! *Testemunho escrito pelo pastor Sérgio Henrique, por e-mail, Florianópolis (SC)

Testemunhos sobre a Bíblia Se você tem uma experiência edificante com a Palavra de Deus, escreva para a revista A Bíblia no Brasil contando-a. Aqueles que tiverem seus testemunhos selecionados e publicados ganharão um exemplar da Bíblia de Estudo NTLH, autografado pelos editores da revista. Envie seu testemunho acompanhado por uma foto.

ABNB - A Bíblia no Brasil

23


M

issão

Evangelização nas estradas Devidamente paramentado e a bordo de uma bicicleta, missionário cearense dedica-se, há 25 anos, a semear a Palavra de Deus nos corações dos caminhoneiros. Com a simples frase “Leia a Bíblia” estampada na chamativa túnica amarela, o cearense José Reginaldo Cabral de Souza, 50 anos, tem impactado milhares de caminhoneiros com a Palavra de Deus. “É uma frase curta, mas muito poderosa e impregna na mente da pessoa que a lê”, atesta. Desde 1984, ele realiza trabalho missionário nas estradas federais do País. Utilizando uma bicicleta motorizada como meio de transporte, já percorreu 11 estados do Sul ao Norte do Brasil com o objetivo de evangelizar os motoristas de carga pesada. “Graças a Deus, com esse trabalho corpo a corpo, milhares de caminhoneiros já foram alcançados com a Palavra”, contabiliza Souza. O projeto foi idealizado por um grupo de cinco pessoas voluntárias que denominado “Os ciclistas de Cristo”. Começou pela BR-116, na região do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Mas, por falta de recursos, a boa ação quase findou, não fossem a perseverança e força de vontade de Souza. Há anos, ele oferece sozinho apoio espiritual a caminhoneiros. Sem a mesma disposição física de anos atrás, hoje ele não viaja tanto de bicicleta pelo Brasil. Concentra a evangelização nas estradas perto da cidade de Medina (MG), onde mora atualmente com a família – esposa e três filhos. Como não tem uma profissão e se dedica integralmente à difusão da Bíblia, seu sustento vem de doações. Por

24

ser bastante conhecido em sua região, não encontra dificuldades para obter ajuda solidária de igrejas e cristãos locais. As ofertas arrecadadas também ajudam a custear os folhetos bíblicos com o plano de salvação, que são distribuídos aos caminhoneiros nos postos de gasolina das rodovias. Para conseguir tocar o coração dos caminhoneiros, um público considerado fechado, o missionário adotou algumas estratégias que têm se mostrado bem-sucedidas. Além de seu uniforme que chama atenção à distância, Souza faz uso de um altofalante para espalhar a mensagem bíblica. “Uso frases de efeito chamando para a leitura da Bíblia.” Outro artifício usado para atrair o interesse do motorista de caminhão requer inclusive espírito aventureiro. Reginaldo tem o hábito de escrever à tinta mensagens bíblicas nas rochas e pedras localizadas na beira da estrada. Uma delas diz: “Transcéu: o motorista mais pontual é Cristo, que leva o caminhoneiro para o céu”. A bordo de seus veículos, muitos viajantes con-

seguem ler as frases escritas pelo missionário. “Aprendi a linguagem dos caminhoneiros e como chamar a atenção deles. Tenho conseguido bons resultados e impactado muitas vidas nas BRs. A mensagem que a Bíblia transmite é mais poderosa do que todo arsenal atômico do mundo”, testemunha.

Fotos: Arquivo SBB

ABNB - A Bíblia no Brasil


Missão 1 - As mensagens bíblicas escritas na beira da estrada que são visualizadas pelos motoristas 2 - A bicicleta do missionário munida de folhetos bíblicos

1

2

Segundo Souza, depois de ser evangelizado nas estradas, o caminhoneiro procura a igreja na cidade onde mora para saber mais sobre a Bíblia. Muitas vezes esse processo de encaminhamento é árduo, pois os caminhoneiros são desconfiados e incrédulos. “Uso uma bicicleta por ser o único veículo que não causa suspeita de roubo ou assalto. Assim, tenho um pouco de abertura para falar da Bíblia. Só que é preciso ser persistente [na abordagem] e ter firmeza na Palavra

do Senhor. Com isso, muitos já se transformaram pelo poder da Bíblia”, garante. Motivação Toda obra missionária realizada junto a caminhoneiros teve como motivação sua própria história. Quando era adolescente, Souza fugiu de casa e partiu para a estrada, pegando carona em caminhões de carga. Passou anos viajando e trabalhando com os caminhoneiros. “Ao vivenciar todas as dificuldades dessa categoria profissional, passei a frequentar a igreja e Deus me chamou para o ministério de evangelização dos caminhoneiros.” Logo, então, veio a inspiração para a criação de sua impactante frase evangelística. “O resultado foi excelente de imediato. Basta a pessoa ler a mensagem ‘Leia a Bíblia’ para já se evangelizar.”

ABNB - A Bíblia no Brasil

25


rasil Foto: Arquivo SBB

B

É Tempo de Ouvir Um dos objetivos da megacampanha “É tempo de ouvir a Palavra de Deus” é estimular a audição do Novo Testamento no âmbito familiar. E a experiência relatada por alguns dos participantes tem sido inspiradora. A família Marinho Silva, que mora em Nova Iguaçu (RJ), foi a primeira a aderir à campanha e também a concluir o plano de audição do Novo Testamento, na NTLH (Nova Tradução na Linguagem de Hoje). A iniciativa de se inscrever no programa partiu de Eliane Marinho. Frequentadora da Igreja Nacional Batista Missionária de Jardim Palmeira, ela buscou levar a Palavra de Deus para a vida do marido e das duas filhas, de 12 e 6 anos. Foto: Chico Bezerra

De três a quatro vezes por semana, os quatro reuniam-se em casa para ouvir o Novo Testamento. “Foi um momento de reflexão, além de uma oportunidade para ficar em família, já que a correria do dia a dia muitas vezes não permite essa reunião”, testemunha Eliane. O pai e as meninas logo ficaram tocados com as sessões de audição. “Eles não tinham o costume de ler a Bíblia, pois achavam difícil e cansativo. Mas gostaram muito de ouvir por ser um modo mais esclarecedor e fácil de entender a mensagem.” Em setembro, a família de Eliane recebeu o certificado especial de conclusão da audição bíblica. ”Todos em casa

Encontro de Clientes Em outubro, a SBB organizou em Porto Alegre (RS) e em Recife (PE) edições do Encontro de Representantes de Livrarias e Igrejas. Em ambos os eventos, que tiveram no total cerca de 150 participantes, foram apresentados os mais recentes lançamentos da SBB, bem

Igreja Presbiteriana lança Bíblia comemorativa Por meio do projeto Bíblia de Afinidade da SBB, a Igreja Presbiteriana do Brasil lançou em julho uma edição das Sagradas Escrituras personalizada. Com texto bíblico na tradução Almeida Revista e Atualizada (RA), a edição especial é comemorativa aos 150 anos da chegada de Ashbel Green Simonton no Brasil. Ele é considerado o missionário pioneiro da denominação reformada e calvinista durante o

26

ABNB - A Bíblia no Brasil

ficaram entusiasmados com esse reconhecimento e plastificamos o diploma, que é motivo de orgulho”, conta. Lançada oficialmente em junho de 2009, a campanha continua com adesão crescente em todo o País. Até outubro, tinham sido formados perto de 1,6 mil grupos de audição do Novo Testamento, num total de 25 mil participantes. O material contendo o Novo Testamento está disponível em duas traduções: Almeida Revista e Atualizada (RA) e Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH). Acesse o site da campanha www.tempodeouvir.org.br e participe!

Brasil Império e que deu origem às raízes do presbiterianismo no Rio de Janeiro. Fruto de apoio cultural do governo federal em reconhecimento aos préstimos sociais da instituição, a obra possui encarte com 64 páginas, onde é possível conhecer a história da chegada da Igreja Presbiteriana no País até os dias de hoje. “Esta Bíblia comemorativa é um marco em termos de qualidade, beleza, arte gráfica e teve uma tremenda aceitação”, elogia o Reverendo Guilhermino Cunha, dirigente da Igreja Presbiteriana e também presidente de honra da SBB.

como o trabalho desenvolvido pela organização no âmbito de tradução da Bíblia. Além disso, o encontro permitiu a troca de experiências entre livrarias e denominações cristãs sobre a qualidade e necessidades das atuais publicações bíblicas.

Chá no CCB A intensa programação de eventos do Centro Cultural da Bíblia (CCB), no Rio de Janeiro, ganhou mais uma atração mensal. Trata-se do “RecantoChá Literário”, uma apresentação musical cristã ao vivo que também alia reflexão em torno de passagens do Livro Sagrado. A primeira edição do evento ocorreu em 23 de outubro e contou com a participação do cantor e compositor mineiro Ivan Melo. Informe-se sobre a programação pelo tel. (21) 2221-9883 – R. 463.


Foto: Cidnei Amancio da Silva

Evangelização De outubro a dezembro, as cidades de Taubaté (SP), Aracaju (SE), Sorocaba (SP) e Osasco (SP) receberam edições do Treinamento para Evangelização com Literatura. Os eventos reuniram centenas de pessoas e tiveram como objetivo sensibilizar e estimular novos voluntários, além de promover a troca de experiências entre aqueles que já atuam no programa Sócio Evangelizador. “Com a realização dos treinamentos, a SBB está fortalecendo e animando os evangelizadores das diversas denominações cristãs do Brasil. Destaque para a grande adesão de evangelistas ao programa Sócio Evangelizador. O apoio da SBB mostra-se relevante para a evangelização do mundo com a Bíblia”, avalia Mário Rost, gerente de Desenvolvimento Institucional da SBB e responsável pela coordenação nacional do programa. Quem participa dos treinamentos realmente sai engajado para semear a Palavra de Deus entre a população. “Vale a pena falar de Jesus e evangelizar a todos, porque a Bíblia liberta e transforma quem recebe sua mensagem”, conta Edinaldo Cabral da Silva, sócio

evangelizador presente no encontro de Sorocaba, no dia 28 de novembro. Numa das abordagens ao público, ele diz ter evitado que um ex-detento cometesse novo crime e matasse a própria namorada. “Com apenas um folheto bíblico, a Palavra tocou o coração dele e o fez desistir de tamanha barbaridade.” Imbuído do mesmo espírito semeador, o pastor Florisvaldo Viana de Souza também evangeliza pela cidade sorocabana, há mais de 20 anos. “Quando entrego um convite da Palavra do Senhor, as pessoas até choram e são impactadas pelo pequeno texto bíblico”, registra. Por vezes funcionando como sede dos treinamentos, as igrejas cristãs ratificam o sucesso do programa Sócio Evangelizador. “Sem o esforço e trabalho da SBB não teríamos como evangelizar nem estudar a Palavra. É a semeadura que faz a igreja crescer, opina o pastor principal da Igreja Assembleia de Deus de Sorocaba, Osmar José da Silva. Contando com mais de três mil voluntários, o programa Sócio Evangelizador promove a distribuição de folhetos bíblicos entre a população brasileira.

Dia das Crianças Em 12 de outubro, o Museu da Bíblia (MuBi), em Barueri (SP), recebeu cerca de 450 beneficiados de instituições carentes locais para celebrar o Dia das Crianças. O evento contou com atividades lúdicas, gincanas bíblicas e peça teatral. Na ocasião, também foi lançada a 4ª edição do Concurso de Desenhos Pintando o Natal.

Foto: Eduardo César

Brasil

Conferência de tradução No dia 21 de novembro, aconteceu a 2ª Conferência de Tradução da Bíblia, promovida pela Aliança Universitária para Missões (ALUMI). Sob o tema “Traduzindo a Palavra – Transformando o Planeta”, o evento foi sediado no auditório da Secretaria Regional da SBB em São Paulo. Dirigida a estudantes de teologia, a conferência contou com uma rica programação de palestras e teve como objetivo incentivar a formação de novos tradutores da Bíblia Sagrada. “É importante despertar nos jovens o interesse pelo estudo das línguas originais, base primordial para que a Bíblia seja vertida para outros idiomas e acompanhe a evolução da linguagem”, apontou Paulo Teixeira, secretário de Tradução e Publicações da SBB e um dos palestrantes.

Projeto Siga a Bíblia Por iniciativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, diversos exemplares do Livro Sagrado em formato gigante estão viajando o mundo desde o ano passado. Trata-se do projeto “Siga a Bíblia”, que percorrerá 204 países no total. Cada um dos 66 livros bíblicos foi traduzido para um idioma diferente, para que todos os povos tenham acesso à Palavra de Deus. No Brasil, o projeto transcorreu entre setembro e outubro, visitando 14 cidades. As Secretarias Regionais da SBB em Brasília (DF) e em Belém (PA) foram algumas das instituições que fizeram parte da rota desta Bíblia comemorativa. O ciclo de visitação do Livro Sagrado deverá terminar em julho de 2010, em Atlanta (EUA).

ABNB - A Bíblia no Brasil

27


Ciências Bíblicas Em 13 e 14 de novembro, o município de Cachoeiro do Itapemirim (ES) foi palco de uma edição do tradicional Seminário de Ciências Bíblicas promovido pela SBB. Cerca de 100 pessoas participaram do evento, que também integrou as comemorações do centenário da 1ª

Foto: Evaristo Jorge Manzi

Brasil

Igreja Batista da cidade. “No geral, tivemos uma participação do público entusiasmada e interativa”, observa Sérgio Furtado, secretário regional da SBB no Rio de Janeiro.

A Bíblia na Universidade De agosto a setembro, três exposições bíblicas fizeram sucesso na biblioteca do campus da universidade Unigranrio, em Duque de Caxias (RJ). No período, as mostras “A Bíblia e a Origem do Universo”, “O Mundo da Bíblia” e “Os perfumes da Bíblia” receberam mais de 1.100 visitantes. A iniciativa foi resultado da ação conjunta entre a SBB e o Seminário Teológico Batista de Duque de Caxias, que funciona na universidade fluminense. A parceria previu ainda a doação de um exemplar da Bíblia em Braile à biblioteca da Unigranrio, que se tornou a primeira universidade do País a ter em seu acervo o Livro Sagrado nesse sistema de escrita. Ao mesmo tempo, a Unigranrio adquiriu os 38 volumes que compõem a Bíblia em Braile para doar à prefeitura de Duque de Caxias.

Pedalando por Bíblias percorreram 10 km de bicicleta, a fim de angariar ofertas para a obtenção de exemplares do Novo Testamento a serem distribuídos à população sem acesso ao Livro Sagrado.

Você é o Nosso Convidado De setembro a novembro, a SBB recebeu, em suas instalações, cerca de 450 pessoas de 12 instituições. As visitas foram realizadas na Sede Nacional da SBB, em Barueri (SP), e fazem parte do programa Você é o Nosso Convidado, por meio do qual as pessoas têm a oportunidade de conhecer o processo de produção da Bíblia e o Museu da Bíblia, entre outras atividades. Confira, abaixo, as organizações presentes no referido período. Para mais informações sobre agendamento de visitas, entre em contato pelo telefone (11) 3474-5828. No site da SBB, na seção Fotos, é possível ver o banco de imagens dos grupos visitantes.

28

ABNB - A Bíblia no Brasil

• 8 de setembro: Grupo da Igreja O Brasil para Cristo de São Vicente (SP) • 10 de setembro: Grupo da Igreja Batista de Mauá (SP) • 15 de setembro: Grupo da Igreja Batista do Caminho – Limeira (SP) • 17 de setembro: Grupo da Igreja Batista Betel de Santana (SP) • 22 de setembro: Grupo da Escola de Missões da Assembleia de Deus de Campo Limpo (SP) • 29 de setembro: Grupo do Colégio Adventista de Cidade Ademar (SP) • 2 de outubro: Grupo do Seminário de Missões de São Vicente (SP) • 14 de outubro: Caravana especial de igrejas de Brasília (DF) •

Foto: Arquivo SBB

Foto: Vanessa Angelo

Em 12 de outubro, a cidade de Nova Iguaçu (RJ) foi palco do tradicional passeio ciclístico promovido pela SBB e igrejas colaboradoras: o “Pedalando por Bíblias”. Na ocasião, mais de mil participantes

28 de outubro: Conselho de Pastores de Sorocaba (SP) • 4 de novembro: Grupo da Igreja Assembleia de Deus de Sorocaba (SP) • 17 de novembro: Grupo de Capelanias Hospitalares de São Paulo (SP) • 24 de novembro: Grupo da Faculdade Evangélica de São Paulo (SP).


ABNB - A BĂ­blia no Brasil

29


L

ançamentos

A Bíblia da Mulher: nova edição A Bíblia de estudo de maior sucesso entre o público feminino ganhou um novo projeto gráfico e editorial. Com novos recursos, A Bíblia da Mulher agora está disponível em quatro opções de capas e foi elaborada com letra maior, o que torna sua leitura ainda mais agradável. “A nova diagramação foi desenvolvida especialmente para oferecer uma alta legibilidade e maior conforto na leitura”, informa Denis Timm, gerente editorial da SBB. Sem perder a essência da versão já consagrada, a nova edição recebeu um design mais feminino e atual, além de estar adaptada à nova reforma ortográfica da língua portuguesa. Outra importante diferença em relação à edição anterior está no material de estudo, que foi totalmente revisado. A obra reúne um grande número de notas compostas por 90 mulheres de diferentes nações, faixas etárias e profissões, sempre concentrados em áreas de interesse especial da mulher. “Mais mulheres se uniram à equipe e foi acrescentado um novo recurso, chamado Ponto de Vista, que enfoca a importância de ler e estudar a Palavra de Deus”, explica Timm. Com texto bíblico na Tradução Almeida Revista e Atualizada (RA), é uma valiosa ferramenta para o estudo e a leitura devocionais, oferecendo entendimento espiritual para a mulher que quer aplicar

a Palavra de Deus em seu dia a dia. A nova edição teve alguns recursos reescritos, além de notas e artigos condensados e materiais acrescentados. “O objetivo das mudanças foi proporcionar um conjunto mais eficiente e de fácil utilização”, comenta o gerente editorial. Some-se a isso o toque especial dado por mulheres de renome, como Anne Graham Lotz e Stormie Omartian, que se juntaram ao estafe de colaboradoras na preparação desta segunda edição. A Bíblia da Mulher reúne os seguintes recursos: • Referências e notas textuais • Artigos teológicos sobre a mulher na arqueologia bíblica, fé e vida prática, mulheres e crianças na

• • • • •

• • •

narrativa bíblica, e o cuidado de Deus com as mulheres Citações inspiradoras de mulheres cristãs consagradas Concordância temática Introdução e esboço a cada livro bíblico Mais de 100 retratos com o perfil de mulheres da Bíblia Mais de 320 tópicos sobre temas como ministério feminino, o papel da mulher na sociedade moderna, carreira profissional, educação de filhos, família, entre outros Mapas e quadros em meio ao texto bíblico Notas explicativas sobre termos e passagens bíblicas difíceis Quadros sobre a importância de ler e estudar a Palavra de Deus

Características Código RA087BMRA Formato: 17 x 23,5 cm Preço: R$ 98,00 Encadernação: Capa em couro bonded impressa com ilustração, lilás ou preta.

Outras opções de capas

Pela Causa da Bíblia Publicada anualmente pelas Sociedades Bíblicas Unidas, a Agenda de Oração contém um resumo sobre a obra bíblica nos vários países onde há uma Sociedade Bíblica presente. Dividida em seções semanais, apresenta um panorama

30

ABNB - A Bíblia no Brasil

das dificuldades enfrentadas e os principais avanços do trabalho pela difusão do Livro Sagrado, motivando os cristãos a se unirem em oração. Características Formato: 10 x 21 cm Preço: R$ 3,00 Encadernação: Brochura com capa ilustrada


Lançamentos Bíblia de Estudo de Genebra em edição revisada e ampliada Uma das mais importantes obras teológicas mundiais, a Bíblia de Estudo de Genebra chega à 2ª edição com novos recursos e ainda mais completa. Sucessora da Bíblia de Genebra 1560, a nova obra foi revisada e ampliada, além de receber um novo projeto gráfico. Coedição com a Editora Cultura Cristã, está integralmente adaptada à reforma ortográfica e possui texto bíblico na tradução Almeida Revista e Atualizada (RA). As mudanças em relação à primeira edição foram profundas. Todas as

notas, introduções, artigos teológicos, quadros e mapas existentes foram revisados, atualizados e acrescidos de novos dados e informações. A recente edição também traz os Símbolos de Fé das Igrejas Reformadas e os Símbolos de Westminster, os quais são amplamente citados e indexados nas notas. O resultado é uma Bíblia com mais de 20 mil notas de estudo, além de novos e abundantes recursos. Além desses recursos, possui introdução aos livros da Bíblia; referências cruzadas e variantes textuais; 58 quadros teológicos; 38 quadros temáticos; 35 mapas ao longo do texto; concordância; cronologia; tabela de pesos, moedas e medidas; e mapas coloridos. Para concretizar o novo projeto editorial da Bíblia de Genebra,

Foto: ASEC

SBB ganha Prêmio Areté em cinco categorias

O secretário regional da SBB em São Paulo, Humberto Marchi, (à esquerda) recebeu um dos cinco prêmios.

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) destacou-se na entrega do Prêmio Areté 2009, a mais importante premiação do segmento religioso do mercado editorial brasileiro. Concorrendo em seis categorias, a SBB foi vencedora em cinco. “É uma honra receber a premiação dessas publicações, através das quais milhares de pessoas têm compreendido mais e

melhor a Palavra de Deus”, agradece o secretário de Tradução e Publicações da SBB, Paulo Teixeira. Sucesso de mercado, A Bíblia das Descobertas foi ganhadora em três categorias, Bíblia, Projeto Gráfico e Ilustração, sendo que nesta última ficou empatada com outra publicação da SBB, Vimos a sua Estrela. A coleção Estudando com a Bíblia venceu na categoria Educação Cristã Infantojuvenil. Já, a publicação História da Bíblia 3D foi vencedora na categoria História Bíblica Infantil. Promovido pela ASEC desde 1991, o Prêmio Areté de Literatura tem como objetivo incentivar a busca da excelência na publicação de títulos voltados ao leitor de livros cristãos evangélicos no Brasil. A cerimônia de entrega da edição 2009 foi realizada no dia 27 de novembro, no Hotel Braston, em São Paulo.

foi montada uma equipe especializada de colaboradores na sua preparação. Embora parte do conteúdo da edição anterior tenha sido preservada, pode-se dizer que o material foi praticamente todo reescrito. A obra agora oferece ao leitor um estudo mais amplo e profundo do texto bíblico, ao mesmo tempo em que se procurou manter uma linguagem simples, tornando acessível a todos os leitores os conceitos teológicos e acadêmicos da Teologia Reformada. Características Código: RA087BGRA Formato: 17 x 23,5 cm Preço: R$ 118,90 Encadernação: Capa em couro bonded preta, vinho ou azul

Com moldes para desenhar Ricamente ilustrada, a obra permite que a criança interaja com a história por meio de moldes vazados (estênceis). O recurso possibilita ao pequeno leitor criar seus próprios desenhos dos animas que aparecem nas histórias bíblicas. Entre elas, estão “Noé e a barca”, “Daniel e os leões”, “Jonas e o peixe”, “O bom samaritano”; e “O filho perdido”.

Características Código: TNL593PAB Formato: 23,5 x 23,5 cm Preço: R$ 24,90 Encadernação: Capa dura ilustrada

ABNB - A Bíblia no Brasil

31


Convocação para Eleições de Diretórios Estaduais da SBB Confira as datas, horários e locais em todo o País. Secretaria Regional de São Paulo

Secretaria Regional de Belém

• Diretório Estadual de São Paulo Data: 24/03/2010 Horário: 9h Local: Sede da Secretaria Regional da SBB em São Paulo Endereço: Av. Tiradentes, 1441, Ponte Pequena, São Paulo (SP)

• Diretório Estadual do Amapá Data: 06/03/2010 Horário: 8h30 Local: Hotel Macapá Endereço: Av.Azarias Neto, 17, Centro, Macapá (AP)

Secretaria Regional de Brasília

• Diretório Estadual do Amazonas Data: 17/03/2010 Horário: 8h30 Local: Complexo Canaã Endereço: Av. General Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 1655, Japiim, Manaus (AM)

• Diretório Estadual de Mato Grosso do Sul Data: 16/03/2010 Horário: 8h Local: Igreja Metodista Endereço: Rua Dom Aquino, 739, Centro, (ao lado da antiga Rodoviária), Campo Grande (MS).

• Diretório Estadual do Distrito Federal Data: 8/03/2010 Horário: 19h30 Local: Edifício da Bíblia Endereço: SGAN Qd. 603, conjunto “E”, L2 Norte, Brasília (DF). • Diretório Estadual de Mato Grosso Data: 11/03/2010 Horário: 19h30 Local: Igreja Assembleia de Deus-ADNA Endereço: Rua Gregório de Matos Guerra, nº 10 bairro Santa Cruz, Cuiabá (MT). • Diretório Estadual de Goiás Data: 13/03/2010 Horário: 9h Local: Hotel Kananxuê Endereço: Rua 28, nº 27, Centro, Goiânia (GO). • Diretório Estadual do Acre Data: 15/03/2010 Horário: 19h30 Local: Pinheiro Palace Hotel Endereço: Rua Rui Barbosa, 450, Centro, Rio Branco (AC) • Diretório Estadual de Rondônia Data: 16/03/2010 Horário: 19h30 Local: Assembleia Legislativa de Rondônia Endereço: Rua Major Amarantes, 390, Arigolândia,Porto Velho (RO)

• Diretório Estadual do Pará Data: 06/02/2010 Horário: 8h30 Local: Secretaria Regional da SBB em Belém Endereço: Av. Assis de Vasconcelos, 356, Campina, Belém (PA).

• Diretório Estadual de Maranhão Data: 29/03/2010 Horário: 8h30 Local: Hotel Brisamar Endereço: Av. São Marcos, 12, Ponta D´Areia, São Luis (MA) • Diretório Estadual do Piauí Data: 10/04/2010 Horário: 8h30 Local: Hotel Metropolitan Endereço: Av. Frei Serafim, 1696, Centro, Teresina (PI) • Diretório Estadual de Roraima Data: 24/04/2010 Horário: 8h30 Local: Hotel Barrudada Endereço: Rua Araujo Filho, 222, Centro, Boa Vista (RR)

Secretaria Regional de Recife

• Diretório Estadual do Ceará Data: 03/02/2010 Horário: 9h Local: Igreja Presbiteriana de Fortaleza Endereço: Rua Visconde do Rio Branco, 1636, Centro, Fortaleza (CE).

• Diretório Estadual de Tocantins Data: 18/03/2010 Horário: 19h30 Local: Hotel Pousada dos Girassóis Endereço: Rua 103 Sul, Av Ns 1, Palmas (TO)

• Diretório Estadual do Rio Grande do Norte Data: 22/02/2010 Horário: 19h Local: Templo do Ministério da Plenitude Endereço: Av. Tropical, 1585, San Valle, Natal (RN)

Secretaria Regional de Belo Horizonte

• Diretório Estadual de Sergipe Data: 1/03/2010 Horário: 19h30 Local: Igreja Evangélica Congregacional Endereço: Rua do Lagarto, 1.228, Centro, Aracaju (SE)

• Diretório Estadual de Minas Gerais Data: 7/04/2010 Horário: 9h Local: Secretaria Regional da SBB em Belo Horizonte Endereço: Rua Caldas da Rainha, 2070, São Francisco, Belo Horizonte (MG) • Diretório Estadual da Bahia Data: 13/04/2010 Horário: 9h Local: Iguatemi Business & Flat Endereço: Rua das Alfazemas, 761, Iguatemi, Salvador (BA)

Secretaria Regional de Curitiba

• Diretório Estadual do Paraná Data: 19/03/2010 Horário: 9h Local: Secretaria Regional da SBB em Curitiba Endereço: Avenida Marechal Floriano Peixoto, 2952, Parolin, Curitiba (PR) • Diretório Estadual de Santa Catarina Data: 26/03/2010 Horário: 9h Local: Hotel Glória Endereço: Rua Sete de Setembro, 954, Centro, Blumenau (SC).

Secretaria Regional do Rio de Janeiro • Diretório Estadual do Rio de Janeiro Data: 16/03/2010 Horário: 15h Local: Centro Cultural da Bíblia Endereço: Rua Buenos Aires, 135, Centro, Rio de Janeiro (RJ)

• Diretório Estadual do Espírito Santo Data: 22/03/2010 Horário: 9h Local: Cerimonial Solar das Palmeiras Endereço: Av. Leitão da Silva, 2.043, Vitória (ES), ao lado do Hospital CIAS/UNIMED

• Diretório Estadual da Paraíba Data: 17/03/2010 Horário: 20h Local: Catedral Evangélica Congregacional Endereço: Rua 13 de Maio, 250, Centro, Campina Grande (PB) • Diretório Estadual de Pernambuco Data: 07/04/2010 Horário: 8h Local: Secretaria Regional da SBB em Recife Endereço: Av. Cruz Cabugá, 481, Santo Amaro, Recife (PE). • Diretório Estadual de Alagoas Data: 12/04/2010 Horário: 19h30 Local: Maceió Mar Hotel Endereço: Av. Álvaro Otacílio, 2991, Praia de Ponta Verde, Maceió (AL)


E

spaço do Leitor da SBB, que devem ser o de todos os cristãos comprometidos com a obra de Deus. Fátima Maria Santos Souza, Teresina (PI), por e-mail.

Exposição bíblica

Pela Palavra de Deus Agradeço a Deus pelo trabalho que vocês desenvolvem com a Palavra. Que Deus continue iluminando a SBB nessa tarefa tão importante para o seu Reino. Cléber Milton da Silva, do Triângulo Mineiro, por e-mail.

Plano de leitura Mais uma vez venho agradecer pela atenção carinhosa e prestativa que vocês da SBB me proporcionaram ao atender tão rapidamente o meu pedido de planos de leituras bíblicas. Todos estão de parabéns pelo empenho e que Deus continue os usando para proclamar a Palavra dele. Claudinei Gomes da Silva, São Paulo (SP), por e-mail.

Bíblia NTLH Quero parabenizá-los pela Bíblia NTLH letra gigante, com palavras de Jesus em vermelho. Estou divulgando esta obra na igreja. Pois, além de ter textos muito claros, suas letras em páginas brancas são muito confortáveis para ler. É a melhor Bíblia disponível no Brasil. Pr. Fabio Alcântara, da Igreja Metodista de Guarapuava (PR), por e-mail.

Bíblia on-line Gostaria de agradecer pelo acesso que posso ter da Bíblia on-line, porque assim fica mais fácil elaborar meus estudos bíblicos. Saibam que oro por todos os projetos

Quero agradecer a SBB pela grande alegria que proporcionou a todo o Seminário Teológico Batista, com a instalação da exposição “Mundo da Bíblia”, na biblioteca da Unigranrio. Como diretor do seminário, é a realização de um sonho fazer a Palavra de Deus ser conhecida por aqueles que não têm envolvimento com a igreja e o Evangelho, fazendo-os ver que a Bíblia não é apenas mais um livro, mas sim a Palavra de Deus. É muito gratificante mostrar em um meio acadêmico a verdade sobre a Criação. Pr. Ozeimar Batista, diretor do Seminário Teológico Batista de Duque de Caxias (RJ), por e-mail.

Leitura bíblica por e-mail As curtas mensagens bíblicas enviadas pela SBB todos os dias podem parecer algo trivial ou banal, mas são preciosíssimas para mim. Cada dia uma promessa, uma exortação, um desafio e uma esperança. Paulo Monteiro, por e-mail.

Leitura bíblica por e-mail 2 Que a semente que a SBB tem plantado ao longo de sua existência continue a crescer e dar muitas flores. As leituras bíblicas diárias são transformadoras. Márcia Gomes, por e-mail.

Leitura bíblica por e-mail 3 Todos os dias eu agradeço a Deus e peço que derrame sua bênção sobre todo este projeto de evangelização da SBB. Pois sou agraciada através do e-mail com leituras bíblicas selecionadas. Que Deus ilumine todos os colaboradores que fazem parte da missão da SBB. Andreia Barros, Fortaleza (CE), por email.

Nova Diretoria Gostaria de transmitir nossa saudação e cumprimentos sinceros à nova Diretoria da SBB. Oramos ao Senhor para que a SBB continue promovendo tanto bem, através da divulgação da Palavra de Deus e de suas ações sociais. Que o Senhor abençoe a cada um dos membros da diretoria, bem como toda a equipe de colaboradores desta instituição. Irmã Maria Alba Veja, diretora-geral da Paulinas Revistas, por e-mail.

Nova Diretoria 2 Por favor, transmita à nova Diretoria da SBB os meus sinceros parabéns e os votos de um trabalho de excelência para o novo triênio que se inaugura, na condução do Espírito Santo. Pr. Carlos Carnavalli, por e-mail.

Site Gostaria de parabenizá-los pelo site, que é uma grande ferramenta pela qual podemos ler a Palavra em qualquer lugar e a qualquer tempo, mesmo quando estamos sem uma Bíblia impressa. Danieli Ueti, São Paulo (SP), por e-mail.

Site 2 Quero parabenizar pela nova página virtual da SBB, pois a consulta on-line ficou bem melhor para a pesquisa das passagens bíblicas. Demétrius Garcia da Cruz, por e-mail.

ERRATA Diferente do que foi publicado na edição 225, o projeto de leitura da Bíblia por um ano da Igreja Evangélica Luterana do Brasil é desenvolvido no Distrito Pioneiro de Santa Maria (RS) e está em sua 1ª edição.

Cartas para a redação: Avenida Ceci, 706 - Tamboré CEP 06460-120 - Barueri - SP e-mail: redacao@sbb.org.br

ABNB - A Bíblia no Brasil

33


pinião

O audiolivro na veiculação da Bíblia Sagrada *Maria da Glória Souza Almeida

Em meio às angústias e aos descaminhos que marcam a hora presente, vemos o homem contemporâneo imergir num tempo cinzento; tempo de densas nuvens que obscurecem espíritos, sufocam clamores, sepultam ideais. Na conturbação de um mundo em permanente conflito, de cujo bojo avultam interesses particulares de homens e nações, perdem-se valores, cresce o ceticismo. O compromisso único com o sucesso viabiliza a concepção e manutenção do poder. Materialismo e egocentrismo regem atitudes, fomentam a desagregação dos costumes e das relações. E a formação humanística e religiosa, onde encontrá-la na perplexidade desse contexto individualista? A leitura da Bíblia Sagrada trouxe-nos a rara oportunidade de empreender incursões numa reflexão madura sobre o homem a partir das perspectivas de sua vida, e sobre o sagrado. Amores, traições, inveja, sacrifícios, castigos, milagres e conversão alicerçaram o discurso regenerador do ser humano. A Palavra do Senhor vem-nos com um sinal que aponta transgressões e Salvação. Devemos glorificá-la, vê-la como instrumento de meditação, jamais como punição sumária, condenação impiedosa. A Palavra de Deus corporificada na visão dos profetas, na beleza dos Cânticos de Salomão, no encanto dos Salmos de Davi, nos exemplos das parábolas, culminam na extraordinária presença do Cristo. Seus ensinamentos pairam sobre nós, cobrindo-nos com

34

ABNB - A Bíblia no Brasil

sua inefável misericórdia. Sua luz indicanos um só caminho para a redenção do homem: o amor ao próximo. “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.”, preceito máximo que o Filho de Deus nos legou. Preceito simples que a humanidade ainda não assumiu como prática existencial.

A Bíblia em áudio abre-nos uma possibilidade ímpar. A importância dessa iniciativa faz-se inconteste. Trazer uma obra de tal envergadura e complexidade a um público tão específico é uma demonstração de sensibilidade e preocupação com o próximo.

O avanço ou retrocesso humano dependerá de que maneira trabalhemos nosso interior. A alma e o espírito precisam ser cuidados, alimentados e realimentados pela palavra benfazeja do amor a Deus e ao homem. Nosso progresso somente far-se-á pleno advindo desse amor. Há cerca de quatro décadas, o audiolivro (livro falado) vem-se constituindo cada vez mais num magnífico instrumento de inclusão das pessoas cegas em muitos aspectos. O conhecimento, a cultura, o lazer, foram enormemente alargados para essa fatia da sociedade. É uma ferramenta fundamental para todos aqueles que

Foto: Valente Neto

O

pretendem seguir a vida acadêmica, que desejam penetrar nos labirintos da informação, que almejam ter a contemporaneidade nas mãos. A Bíblia em áudio abre-nos uma possibilidade ímpar. A importância dessa iniciativa faz-se inconteste. Trazer uma obra de tal envergadura e complexidade a um público tão específico é uma demonstração de sensibilidade e preocupação com o próximo. Com critério e elevado grau de profissionalismo, este trabalho chega-nos como um precioso acervo de mensagens e pregações. A qualidade da gravação, o cuidado na elaboração do livro, a ambiência emotiva que transborda dessa leitura, são elementos que se unem numa tarefa de fôlego que nos remete à emoção e à necessidade de estarmos atentos à Palavra do Altíssimo. Seriedade, reflexão, exemplo, amor, doação não são meros conceitos que se esvaem na banalização do uso. Esses conceitos integram-se à obra, espargem-se numa bênção constante, provocando mudanças, operando prodígios, eternizando a fala do Cristo Reformador. Santo Agostinho nos ensina: “Somos o que recebemos.” Saibamos receber a Palavra do Senhor. Usemo-la com sinceridade e firmeza. Tenhamos nela uma fonte de sabedoria e segurança. Façamos dela bússola do nosso destino e guia dos nossos caminhos. *Maria da Glória Souza Almeida tem deficiência visual e é professora e chefe de gabinete do Instituto Benjamin Constant do Rio de Janeiro.


36

ABNB - A BĂ­blia no Brasil


Revista SBB