Page 32

especial

Harmonização Pratos italianos, japoneses, indianos, alemães, todas as cozinhas podem ser harmonizadas com cervejas, graças à versatilidade de estilos que a bebida proporciona, cada uma com sua própria identidade de sabor, ingredientes e referências. Para o beer sommelier Daniel Wolff, o importante da harmo-

nização é saber combinar cada tipo de cardápio com a cerveja, o que deixa a refeição muito mais saborosa. É justamente tirar o melhor proveito da bebida como da comida, fazer com que os sabores de uma se complementem com os da outra e viceversa. “Por isso todo cuidado é pouco, muitas pessoas acabam não gostando de cerveja porque acham seu gosto

forte e não sabem harmonizar com a refeição”, revela Daniel. O sommelier ressalta ainda que o fato de muitas pessoas não gostarem, também está relacionado ao fato de não conhecerem as cervejas especiais. Como elas são trabalhadas de um jeito totalmente diferente, dando sabor, textura e corpo, muitas pessoas acabam se surpreendendo positivamente.

Para exemplificar quais cervejas harmonizam com quais tipo de pratos, sugerimos o seguinte menu:

Entrada: Salada de folhas verdes com tomate seco e mozzarella di búfala. Cerveja: Pilsner Urquell (Estilo: Bohemain Pils).

1º Prato: Cioba

Prato Principal:

(peixe branco) ao pesto e legumes em papillote. Cerveja: Paulaner Weissbier (Estilo: Weissbier/Cerveja de Trigo).

Lombo suíno grelhado com rissoto ao funghi. Cerveja: La Trappe Dubbel (Estilo: Belgian Dubbel).

Sobremesa: Brownie com calda de chocolate e sorvete de creme. Cerveja: Colorado Demoiselle (Estilo: Porter com café). Colorado Demoiselle é perfeita para acompanhar o Brownie da Browneria Fantástica.

tipos de cerveja Os estilos de cervejas são muitos, variam de acordo com sua fermentação, seus ingredientes e graduação alcoólica, conforme os seguintes exemplos: LAGERS – cervejas de baixa fermentação e graduação alcoólica geralmente entre 4 e 5%. Entre elas estão as Pale Lagers, como a Pilsner e a American Lager; as Dark Lagers, mais escuras ou avermelhadas, a Bock e a Vienna. ALES - a diferença entre as Lagers e as Ales, resumidamente, é o tipo de fermentação. As Ales passam por um processo mais antigo, são fermentadas em temperaturas altas, entre 15 e 25ºC. Essas cervejas são encorpadas e seus sabores tornam-se mais perceptíveis. Este estilo inclui as Pale Ales, mais claras e com graduação alcoólica de até 6%. Entre as Ales mais escuras estão as Porters e as Stouts, como a Guinness.

32

BG Comunicação

placecuritiba • set/2012

LAMBICS – as cervejas do tipo Lambic são aquelas de fermentação espontânea, o estilo mais antigo já produzido. São feitas de trigo e não têm adição de leveduras em seu processo de fermentação. Outros estilos menos populares são as Rauchbiers, preparadas com maltes defumados; as Fruit Beers, que levam frutas ou suco de frutas; as Temperadas, feitas com especiarias, ervas e vegetais; e as Abbey, ou cervejas de abadia, que não são de exatamente um estilo, mas levam a nomenclatura por suas receitas originais serem desenvolvidas em abadias. No mesmo esquema das Abbey estão as Trapistas, cervejas fabricadas em pequenas quantidades em mosteiros católicos da Ordem Trapista.

Revista Place Edição de Setembro com Jéssika Alves  

Confira a Edição de Setembro da Revista Place, com Jéssika Alves. Revista Place seu lugar é aqui! @revistaplaceCWB | https://www.facebook.co...

Revista Place Edição de Setembro com Jéssika Alves  

Confira a Edição de Setembro da Revista Place, com Jéssika Alves. Revista Place seu lugar é aqui! @revistaplaceCWB | https://www.facebook.co...

Advertisement