Page 1

Manuel Filho

A CAIXA do Saci

ilustraçþes

Marcello Araujo


Manuel Filho

A CAIXA do Saci ilustrações

Marcello Araujo

1a edição - 2013 São Paulo

www.edicoesarvoredo.com.br


texto © Manuel Filho, 2013 ilustração © Marcello Araujo, 2013 Projeto gráfico e diagramação A+ Comunicação Produção editorial Limoeiro Projetos Editoriais Impressão Gráfica Bandeirantes

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Bibliotecária Juliana Farias Motta CRB7- 5880 S586c Silva Filho, Manuel Messias da, 1968- . A caixa do saci. / Manuel Messias Silva Filho; Ilustrações de Marcello Araújo. – São Paulo : Edições Arvoredo, 2013. 40 p.: il. col. ; 21x25 cm. ISBN: 978-85-60663-14-9 1. Literatura infantojuvenil brasileira l. 2. Folclore – Brasil – Literatura Infantojuvenil.3. Lendas – Literatura infantojuvenil – Brasil – Literatura infantojuvenil brasileira. I. Araújo, Marcello. Ilus. II. Título.

CDD – 808.899282 Índices para catálogo sistemático: 1. Literatura infantojuvenil 808.899282. 2. Folclore – Brasil – Literatura infantojuvenil 398.0981.

2013 Todos os direitos desta edição reservados à Edições Arvoredo um selo da A+ Desenho Gráfico e Comunicação Ltda. Rua Fidalga, 154, cj. 3 – 05432 000 – São Paulo – SP Tel (11) 3031 2734 – Fax (11) 3816 5113 E-mail: contato@edicoesarvoredo.com.br


apresentação

O Saci está sempre fazendo traquinagens. Vive dando nó em rabo de cavalo e escondendo objetos das pessoas. Mas desta vez, ele resolveu aprontar uma para o Curupira! Ao andar pela floresta em sua inspeção diária, o Curupira se depara com uma caixa de presente fechada com um belo laço. Muito curioso, quer abrir o pacote para descobrir o que há ali dentro. Porém, desconfiado de se tratar de uma pegadinha do Saci, usa de vários artifícios para fazer com que seus colegas abram a tal caixa. Será que o Curupira vai conseguir convencer algum deles? Nesta divertida peça teatral, entram em cena outros personagens do nosso folclore, como o Boitatá, a Iara e o Lobisomem. E ainda tem a participação especial da Lebre, da Tartaruga e do esperto Macaco. O que será que tem dentro da caixa do Saci? Encontre um lugar bem legal para sentar-se, pois as cortinas vão se abrir e o espetáculo já vai começar! Ah, no final do livro você encontra mais informações sobre o teatro e os personagens da peça!


personagens

CURUPIRA

MACACO

LEBRE

TARTARUGA

IARA

LOBISOMEM

BOITATÁ 6

SACI


cenário O cenário é uma floresta bastante variada e bonita. Nela existem flores, árvores envolvidas por cipós, pedras com musgos, algumas frutas e folhas caídas no chão. Bem ao centro, há uma caixa colorida e enfeitada com um grande laço, como se guardasse um presente.


CENA CENA 11

Entra o Curupira, meio distraído, olhando para a copa das árvores, fiscalizando se está tudo bem na floresta.

CURUPIRA: Que dia bonito! Não entrou nenhum caçador na minha floresta. Ai de quem tentar maltratar os meus amigos animais e... Ele descobre a caixa colorida. CURUPIRA: Mas o que é isto aqui? Aproxima-se, curioso, e a examina. CURUPIRA: Uma caixa! Deixaram uma caixa aqui na mata... Que bonita! O que será que tem dentro? Sacode, cheira e tenta escutar se vem algum som do interior dela.

8


CURUPIRA: Sabe o que pode ser? Um presente para mim. Afinal, sou o protetor da mata. Vou abrir logo. De repente, ele ouve um assobio e deixa de abrir a caixa, colocando-a no chão cuidadosamente. CURUPIRA: Esse assobio... Conheço esse som. Quando o Saci quer andar pela floresta, entra no meio do redemoinho e sai girando... Curupira sorri, como se tivesse descoberto algo. CURUPIRA: Ahá! Agora entendi tudo. Só pode ser coisa dele. Deve estar escondido esperando que eu abra a caixa e tome o maior susto. Pode sair, Saci, já descobri tudo. Curupira aguarda um momento, mas o Saci não aparece. Então, decide procurá-lo na mata. Porém, as plantas o informam de que não o viram por ali. CURUPIRA: Estranho, não achei o danado. Mas aposto que ele quer rir de mim.

9


CENA 2

Enquanto o Curupira volta a procurar pelo Saci, o Macaco aparece por detrás de uma árvore.

MACACO: Olá, Curupira. Estou com muita fome. Tem uma banana para mim? CURUPIRA: Tenho, sim. Está dentro desta caixa. Você não quer abrir para pegar? MACACO: Oba! Tomara que seja bem grande, porque... Mas, espera um pouco. (desconfiado) Tem alguma coisa errada por aqui.

CURUPIRA: O quê?

MACACO: Que eu saiba, banana dá em cacho, não em caixa.

CURUPIRA: (tentando enganar o macaco) É que esta é bastante especial, diferente... Abra a caixa, você vai gostar. MACACO: (bastante desconfiado) Abre você para mim. CURUPIRA: É que eu estou com a mão suja e... MACACO: Minha mãe sempre me disse: “Macaco não põe a mão em cumbuca”. Eu que não coloco a minha mão nesta caixa.

10


CURUPIRA: Então você não vai saber o que tem aqui dentro. MACACO: Nem você. Eu não sou bobo, não. Macaco mostra a língua e sai de cena. CURUPIRA: Mas que macaco mais malcriado! Ele ainda me paga!

11


POR DENTRO DO TEATRO Você já se perguntou o que acontece antes de a cortina do teatro se abrir? Tem um montão de gente trabalhando para que a peça aconteça. Tudo pode partir de um texto, igualzinho a este que você acabou de ler. Aí, o diretor resolve montar a peça. Ele chama os atores, que vão conhecer, estudar e decorar tudo o que está escrito no texto.  epois, vem o figurinista, que inventa uma roupa bem D legal para cada um dos personagens. Mas ainda falta o quê? O cenário. Podem ser usados papel, madeira, plástico e tecido para fazer uma casa, um banco e até uma floresta. É possível iluminar o palco com diversas luzes coloridas. O som também é fundamental para criar o clima da história, como o barulho de chuva ou de cavalos correndo, por exemplo.  aí, todos os que colaboraram na montagem da peça D ficarão esperando que você venha assisti-los, se divirta bastante e, claro, retribua com muitos aplausos. Afinal, eles merecem!

34


Como eu monto A Caixa do Saci? Esta é a parte mais divertida após a leitura da peça, pois todo mundo poderá participar. A primeira coisa a ser feita é ler o texto com bastante cuidado e esclarecer possíveis dúvidas. Em seguida, é preciso definir quem vai fazer o quê: os personagens, o cenário, o figurino e até selecionar as músicas que vão tocar na peça. Quanto mais pessoas colaborarem, melhor. Também é importante decidir um local para as entradas e saídas dos atores, pois assim não ocorrerá confusão em cena. Por exemplo: as entradas podem ser feitas pela direita do palco, e as saídas, à esquerda. No cenário, o ideal é utilizar materiais leves e que não sejam pontiagudos, porque assim ninguém se machuca. É possível usar diferentes tipos de papel para fazer árvores, flores, conchas e até o rabo da sereia. Os figurinos podem ser feitos com roupas que a gente tem em casa: uma calça velha que dê para rasgar ou pintar é uma ótima opção. Caso não seja possível, uma sugestão é fazer máscaras para caracterizar os personagens.

35


UM POUQUINHO MAIS SOBRE OS PERSONAGENS DO NOSSO FOLCLORE

e é de folclor a olk, r v a l m de f e A pa V . a s ingle re, o”, e lo origem v o p “ a nific o”. que sig “estud r e z i d er das que qu studo e o é e Folclor o. do pov coisas

BOITATÁ Também chamado de cobra de fogo. Essa lenda tem sua origem nos gases brilhantes emitidos pelos corpos em decomposição, que apresentavam um formato de cobra ondulante pelos campos. Atingidos por faíscas, poderiam se incendiar. Considera-se que o Boitatá protege as matas e campinas.

CURUPIRA É o protetor das matas. Possui uma longa cabeleira vermelha e os pés virados para trás, de forma a criar pegadas que despistem os invasores. Não gosta que entrem em seu território sem pedir licença e costuma castigar quem o desobedece, fazendo com que se percam para sempre ou fiquem desorientados.

Iara É uma linda sereia, de cabelos longos, que vive nos rios. Adora penteá-los, se admirar no espelho e cantar. Porém, seu canto é perigoso para os homens, que podem ficar enfeitiçados e morrer afogados, pois a Iara os levará para seu castelo no fundo do rio.

36


LOBISOMEM É um homem que possui a maldição de se transformar em lobo à meia-noite durante a lua cheia. Diz a lenda que o filho que nascer após uma sequência de sete mulheres será um lobisomem. Se alguém for mordido por ele, terá o mesmo destino.

Saci Conhecido por ser bastante arteiro, é um menino de uma perna só, que usa um gorro vermelho. Adora dar nó no rabo dos cavalos. O Saci usa um redemoinho de vento em suas andanças pela mata. Para capturá-lo, é preciso jogar uma peneira sobre ele, prendendo-o, na sequência, dentro de uma garrafa. Ele não faz suas travessuras para prejudicar as pessoas, apenas para se divertir.

37


Fernando Narasaki

Manuel filho Eu sou muito curioso e, por ser assim, gosto de novidades e de aprender a fazer coisas diferentes. Já estudei música, teatro e cinema. Gravei três CDs, atuei em vários espetáculos teatrais e vivo fazendo pequenos filmes por aí. Ainda não sei andar de skate como nossa amiga na peça – por falar nela, o meu primeiro papel no teatro foi o de filhote de uma tartaruga! Eu andava todo orgulhoso com uma casca feita de papelão e quase não conseguia controlar a vontade de rir em cena. Também adoro escrever livros e contar histórias. Até já ganhei um prêmio bem bacana, o Jabuti de literatura. Se quiser saber mais sobre mim, dê uma olhadinha no meu site <www.manuelfilho.com.br>.

Arquivo pessoal

Marcello Araujo Nasci no Rio de Janeiro e atualmente moro em São Paulo. Criei o projeto gráfico e as ilustrações de A caixa do Saci. Para fazer o projeto gráfico, organizei o texto nas páginas, escolhi o tipo de letra e as cores. Num livro, assim como em uma montagem teatral, trabalhamos em equipe: escritor, editor, designer gráfico, ilustrador, revisor, impressor... e leitor! Gosto muito de fazer livros. Já ilustrei e escrevi alguns que estão distribuídos nas bibliotecas escolares de todo o Brasil. Tenho muito orgulho dessas obras, principalmente pelo fato de serem lidas por tantas pessoas. Espero que você se divirta abrindo A caixa do Saci!


O Curupira está muito curioso para saber o que há dentro da caixa que o Saci deixou na floresta. Com medo de ser uma traquinagem do amigo, Curupira tenta fazer com que seus colegas abram a tal caixa. Será que ele vai conseguir? E o que deve ter dentro dela? Nesta divertida peça teatral, personagens do folclore brasileiro e das clássicas fábulas se encontram para revelar o segredo guardado na caixa do Saci.

ISBN: 978-85-60663-14-9

9 788560 663149

A caixa do saci - Amostra  

Texto teatral para leitores dos primeiros anos do ensino fundamental.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you