Page 1

JORNAL

Expresso

Compacto e completo

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010 Ano I - Edição 7

louis mello

Fortaleza tomada por 1.800 pontos de lixo

André lima

PÁG. 8

Magddyele Bandeira: A beleza desinibida de uma gata apaixonada pela vida louis mello

Saúde

Hospital de Messejana

Capital tem metade dos casos de tuberculose no CE

PÁG. 12

PÁG. 2 6

louis mello

Política

Pimentel com a vista ‘embaçada’ rumo ao Senado pág. 4 Aguanambi e Antônio Sales

Ocupação irregular de calçada é a “cara” da cidade PÁG. 10


Expresso

Política

JORNAL

2

Roosewelt Pinheiro/ABr

Recado de Cid aos petistas

Cadê, o pretenso candidato?

Ciro disposto a coordenar campanha de Dilma?

“Coragem cívica” do PT no Ceará incapaz de largar o “osso” de Cid

Na sua entrevista coletiva, esta semana, o governador Cid Gomes apresentou, a respeito do irmão Ciro (foto), duas propostas, digamos. A primeira: que Ciro acate, em termos de sucessão presidencial, a decisão do partido a que os dois pertencem, o PSB. Quis deixar evidente já saber que destino o partido prepara, a curtíssimo prazo: negar a Ciro legenda para concorrer à Presidência. A outra sugestão de Cid, nas entrelinhas, foi de que Ciro seja o coordenador geral de uma campanha presidencial. Como não há perigo de assessorar José Serra, o que se deduz é que o governador mandou um recado aos petistas: Ciro está à disposição para coordenar a campanha de Dilma Rousseff. Sem qualquer ressentimento. Nem com ela, nem com o PT. Ou não?

Antes das urnas, o PT se mostra um grande jogador de platéia para a opinião pública. Faz ameaças veladas de ainda apresentar candidato próprio à sucessão, quando todo mundo, nos bastidores, sabe que não possui coragem cívica para tanto. Não tem nome para derrotar Cid e, como já afirmamos em português claro, por isso, não vai mergulhar no escuro. Prefere ficar com ele e garantir o quinhão no primeiro, segundo e terceiro escalões no próximo governo. Aliás, nessa conversa, o PT mostra uma voracidade por cargos, a ponto de já haver gente pensando que ele pega páreo duro com o PMDB, para saber quem conquista mais posições governistas. Ainda se movimenta para impor nome do vice de Cid, como se ele fosse aceitar cegamente o companheiro de chapa. Afinal, o que está absolutamente em jogo, como bem sabe o PT, é o nome do futuro governador-tampão por quase um ano.

Opinião

N

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Quer bem dizer que cid vai se omitir sobre o “tampão” de 2014?

ão falar antes, nem depois, mas apenas na hora em que for conveniente. Esta tem sido uma regra do modo de fazer política do governador Cid Gomes, daí não causar estranheza ele não se manifestar sobre quem deve ser o seu vice na chapa com que tentará reeleição em outubro. Mas, isso não quer dizer que ele está indiferente ao assunto, tanto que, nos bastidores, mantém a preferência pelo nome do professor Francisco Pinheiro, o seu atual vice. Entende Cid que o assunto é de natureza doméstica do PT, porém a ele interessa diretamente por uma questão pessoal: sonhando com a eventualidade de se candidatar a senador em 2014, Cid sabe que, mantidas as atuais regras eleitorais, ele terá que deixar o Governo no início de abril daquele ano. Por isso mesmo, gostaria de contar com um vice de sua estrita confiança pessoal, que hoje, claramente, ele deposita no professor Pinheiro. Desse modo, Cid não irá interferir diretamente no processo de escolha, pelo PT, do nome do vice na chapa, mas não permanecerá omisso. Conversará sobre o assunto

Xyco Theophilo

Por Ossian Lima | Editor de Política

com as lideranças do PT cearense, notadamente a prefeita Luizianne Lins e o deputado federal José Guimarães, que conta com a maioria entre os convencionais petistas. Não irá impor nome, mas não disfarçará sua preferência pelo nome de Pinheiro, embora, pelo que se sabe, vá deixar claro que não ficará de todo contrariado se o escolhido acabar sendo o exsecretário Joaquim Cartaxo. Durante quase quatro anos, Cid teve em Cartaxo um dos mais atuantes dos seus secretários, conferindo, administrativa e institucionalmente, na prática, um potencial a uma pasta, que, no início, muitos chegaram a pensar que fosse ser apenas simbólica. Na gestão Cartaxo, a Secretaria das Cidades desenvolveu projetos, incrementou políticas de revitalização urbana,

saneamento e outros no interior. Como já foi noticiado aqui, o vice Francisco Pinheiro vem amarrando fortes apoios entre os seus correligionários na luta para, na convenção de junho, ser oficializado pelo PT como vice de Ciro. Por sua vez, Cartaxo, também não está se descuidando do uso dos seus cartuchos políticos. Antes de mais nada, dá uma ajudazinha ao deputado Guimarães, visando esvaziar, pelo menos politicamente, a bomba que estourou em Juazeiro, com as denúncias de irregularidades na administração do prefeito Manoel Santana, afilhado dele (Cartaxo) e de Guimarães. Cartaxo, contudo, não fica só nisso. Dialoga com correligionários, notadamente Guimarães, que já lhe deu carta branca para colocar, em conversa com Cid, a vontade de ser vice deste. Até lá, a batalha interna continuará, com a prefeita Luizianne Lins fazendo também a sua parte, que é o plano de convencer não somente o PT, mas sobretudo Cid Gomes de aceitar como vice Waldemir Catanho. Se Cid não resiste à ideia de fazer de Catanho governador do Ceará, em 2014, por quase um ano...

Caldeirão

xycotheophilo@jornalexpressoceara.com.br

A

conteceu com Cid Gomes uma metamorfose impressionante. Ninguém quer enfrentá-lo. Pressupunha-se João Alfredo. Um jovem moderno e multipartidário, que fugiu da raia. Lúcio Alcântara, outro que sempre está de bem com as sondagens de opinião, tem vontade, mas falta-lhe coragem. Pulou fora e puxou Roberto Pessoa que se animou, mas queria o impossível, o forte apoio do Tasso que se inclina para Cid, no bordão famoso: uma mão lava a outra, (memorável propaganda do quase centenário Sabão Pavão). Restava ela, a loura da virada, que deveria ter saído dia 1º e não o fez. Teria palanque e cofres recheados, pois Dilma vem com toda a pecúnia. Os empresários acharam arriscados: Amarílio (o Macedo), Alexandre (o Pereira), Eunício (o Oliveira). Estatura na disputa teria o senador Tasso que não gosta da gestão e prefere o legislativo onde tem assento garantido, gasta menos e aparece tanto quanto, ou mais. Onde andam Gondim, Moraes, Moroni, Pedro Gurjão, Renato, Socorro, Maria, Raimundão, Inácio, Mariano, Heitor, Galba, Domingos, Marcelo, Aguiar, Marcos, e, até quem sabe, Luizinho Girão, o Governador do Sertão, pra ninguém perder a rima?

Ouro que leva longe

Redes sociais como o Twitter, Orkut e Facebook valerão ouro nessas eleições de 2010. Serão ferramentas cada vez mais populares na internet e um fenômeno tão recorrente e forte que não podem passar despercebido por político de qualquer partido. As majoritárias ou se estruturam para usar uma mídia que pouco conhecem ou ficarão anos luz atrás dos mais sabidinhos.

Gabeira não diz besteira

Uma vez Gabeira sempre Gabeira. O “verde” carioca anda dizendo

para tristeza de Cesar-RodrigoAgripino Maia que é melhor não ter os três minutos a mais de TV que o DEM agrega à sua campanha, do que passar 30 horas arranjando desculpa ao eleitor. O PV iria compor no Rio com DEM, PPS, PSDB para fazer o palanque de Serra. Pelo visto, não vai mais....

“A margem de erro da pesquisa é a margem de lucro dos institutos.” (Ulysses Guimarães)


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

3

Pretensão petista não preocupa

Para Cid Gomes, presidência da Assembleia é inegociável “A presidência da Assembleia, no primeiro biênio do próximo mandato, é inegociável”, advertiu a este jornal uma fonte muito próxima ao governador Cid Gomes. A informação pode ser lida como uma reação à pretensão petista de querer indicar quem será o sucessor do deputado Domingos Filho na Presidência do Legislativo, quando da eleição de sua próxima Mesa Diretora, em janeiro de 2011. Segundo essa mesma fonte, que integra o grupo da confiança pessoal de Cid, este não abre mão do cargo para outro partido que não seja o PSB, em respeito aos entendimen-

casa civil

eleito governador, não abdicaria de fazer do deputado José Albuquerque presidente da Assembleia a partir de janeiro de 2011. Como se sabe, em 2006, o deputado Eunício Oliveira (PMDB) desistiu do projeto que tinha já naquele ano de concorrer à cadeira senatorial, a fim de facilitar a candidatura de Inácio Arruda - à época estava em disputa somente uma

Governar requer alianças fortes, mas sem pressão

cid quer PSB no comando tos ainda mantidos nas eleições de 2006. Naquela época, Cid concordou que o PMDB fosse contemplado com a presidência

do Legislativo estadual, na pessoa de Domingos Aguiar (o que vem ocorrendo desde janeiro de 2007), mas foi logo pregando aviso que, sendo re-

ão

aç lg

vu

Conciliador, hábil e discreto como sempre se portou exercer, consecutivamente desde 1990, mandatos na Assembléia, Zezinho Albuquerque (foto) reafirmou, então, sua lealdade política aos Ferreira Gomes. Desistiu de colocar, em janeiro de 2007, seu nome para a eleição do presidente da casa. Contentouse, apesar de ser um dos mais experientes parlamentares estaduais em atuação, em ocupar outras

posições na Mesa Diretora, da qual é atualmente primeiro secretário. Por sinal, no exercício da primeira secretaria da Assembleia, Zezinho Albuquerque (como é chamado pelos seus amigos e pelos jornalistas políticos) também está se fortalecendo administrativamente, por se tratar de um posto-chave na mesa do Poder. O primeiro secretário é aquele que administra diretamente a Casa, sendo uma espécie de gerente geral dela, convivendo mais diretamente com todos os seus segmentos.

Uma outra fonte que transita com desenvoltura no Palácio Iracema, inclusive na Casa Civil, reafirmou que “a intenção do governador, na sua legítima busca pela reeleição, é de unir em torno do seu nome o maior número possível de partidos. Essa é a vontade dele, reafir-

mando um estilo de governar com muitos aliados, que já adotou em Sobral. No entanto, para alcançar esse objetivo, ele pode até conversar sobre condições para alianças, desde que elas não sejam postas como exigências, pressões, imposições”. Para bom entendedor....

Lealdade aos Ferreira Gomes e nenhuma zona de atrito Eleitoralmente, José Albuquerque detém também um cacife grande, pois vem crescendo, em termos de votação a cada embate eleitoral, tendo sido reeleito deputado em 2006 com 55.706 votos. Com bases nesse histórico, ele é considerado, nas conversas de políticos e de jornalistas que acompanham o setor, como um dos reeleitos em outubro próximo, talvez até dos mais votados. No âmbito do seu partido, o Partido Socialista Brasileiro (PSB), o mesmo do governador, também tem alcançado destaque, sendo hoje o secretário geral da executiva regional da sigla no Ceará. “Avaliando esses e outros pontos positivos de José Albuquerque”, acrescentou nossa fonte, “não há como o governador se render a nenhum tipo de pressão por outro nome para a sucessão de Domingos Filho (foto). José Albuquerque está preparado para a missão, é leal ao governador, não tem áreas de atrito e tem excelente trânsito na Assembléia, tratando jornalistas e radialistas sem discriminação”.

paulo rocha

Zezinho Albuquerque é o primeiro da fila desde 2007

di

cadeira de senador. Ao mesmo tempo, Eunício descartou também qualquer possibilidade de se candidatar a governador, argumentando não querer atrapalhar Cid naquele ano. Como em política, uma mão sempre lava a outra, quem acabou se beneficiando, nessa história, foi Domingos Filho, para quem Eunício pediu apoio de Cid para chegar à presidência da casa.


JORNAL

4

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Senado “embaçado”

Pimentel precisa renovar consulta dos seus “óculos políticos” Ex-ministro se De sã consciência, ninguém pode negar que o deputado José Pimentel foi um grande ministro da Previdência Social. Demonstrou, entre outras qualidades, uma visão aguda da grave problemática do setor, um dos mais complicados da administração pública, em qualquer nível. Todavia, se administrativamente Pimentel viu e superou as dificuldades com muita competência, politicamente a consulta de seus óculos parece esta vencida ou ele começa a ser acometido de uma certa miopia. Em primeiro lugar, dispõe-se a disputar o Senado não querendo perceber que considerável parcela da base eleitoral ligada ao governador Cid Gomes já não disfarça, nem faz questão de esconder, uma clara simpatia pela

recusa a enxergar o jogo na Assembleia

Roosewelt Pinheiro/ABr

pimentel sem simpatia da base cidista dobradinha Tasso Jereissati-Eunício Oliveira para o Senado. Parece acreditar que o PT e outros aliados terão força para viabilizar a sua e a eleição de Eunício para o Senado, inviabilizando, consequentemente, a reeleição de Tasso Jereissati. Aqui, de Fortaleza, sentindo a

brisa do mar, longe dos grotões, ele tem a convicção de que o governador Cid Gomes conseguirá patrulhar rigorosamente suas bases, obrigando-as a sufragrar, de forma unânime, a dobradinha Pimentel-Eunício. Não percebe Pimentel que Cid parece mesmo comprometido

firmemente com uma candidatura, a de Eunício Oliveira, e disposto a, se não apoiar ostensivamente, também não atrapalhar a caminhada de Tasso para a reeleição, como recentemente colocou, com precisão, em sua coluna no jornal O Povo, o jornalista Fábio Campos.

Agora, reforça-se a suspeita de que, politicamente, os óculos de Pimentel estejam verdadeiramente vencidos, quando ele vem a público apresentar, quase como uma imposição do PT para apoiar Cid, que o próximo presidente da Assembleia seja um petista. Pelo visto, Pimentel não acompanhou os entendimentos que conduziram à eleição de Cid para o Governo do Estado em 2006, quando os principais interlocutores já ficaram sabendo que Cid, reelegendose governador, tudo faria para resgatar uma dívida de lealdade a José Albuquerque, tudo gestando para vê-lo ocupar a Presidência da Asssembleia a partir de 2011. Nestas circunstâncias, não há como falar de outra maneira. Só mesmo exclamando: “Muda os óculos, Pimentel”.

EXPRESSO na internet alheia Sucessão presidencial

Sem Ciro, Marina cresce Por Ricardo Alcântara (www.ricardoalcantara.com.br) Já quase se anuncia a retirada, à revelia dele, da candidatura presidencial de Ciro Gomes e a pergunta que se faz na imprensa para o day after é: caso se confirme, quem será mais beneficiado, Dilma Rousseff ou José Serra? Ao final, nenhum deles. É certo que, a curto prazo, os votos

potenciais do deputado tendam a migrar, segundo as pesquisas, para Serra e Dilma na proporção de 2 para 1, respectivamente. Isso, hoje, isto é, antes da disputa. No curso da campanha, contudo, a saída de Ciro beneficiará Marina Silva. Simples: a candidata do PV seria a única opção para

os eleitores não cooptados pela simplificação grosseira da dicotomia Governo x Oposição. São aqueles 15% de eleitores a quem os liberais não enganam e a esquerda não convence. Um voto “higiênico”, cuja motivação predominante é de natureza ética. É a turma

da faxina, o “Fora tudo”! Eles vão de Marina. Cresceria a candidatura da senadora, ainda, em relevância política, ocupando mais espaço na cobertura da mídia. Mais: caso ocorra segundo turno, seus eleitores, e somente eles, serão o fiel da balança na decisão.


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

@Twitter Político o presidente do Tribunal de Justiça, Ernani Barreira Candidatos em outubro, vice Pinheiro e Domingos Filho ficam impedidos. Não dissemos? @Não dissemos aqui que todo ano de eleição o deputado Artur Bruno (foto) lança um livro? Pois, agora, em abril, vem mais uma obra dele, intitulada “Educar sempre”. Bom proveito! Nós dissemos @Dissemos que João Alfredo não disputaria, este ano, o Governo do Estado. Agora, o PSOL confirma, já anunciando outro nome para a ingrata missão: Soraya Vanini Tupinambá. Interinidade @A partir de abril, quando Cid Gomes se ausentar, responderá pelo governo,

Prestígio grande @Agora que a Secretaria Nacional de Portos voltou a ser ministério, Pedro Brito (foto) decidiu lá permanecer, descartando candidatura a deputado federal. Prestígio lá, escassez eleitoral aqui? Enquete ruim @Vereador Plácido Filho fez enquete no seu site sobre a gestão “Tartaruga Bela”. Opinião de 57 % dos que responderam à consulta: ruim.

Expresso

5

Fale conosco: redacao@jornalexpressoceara.com.br E agora, galego? @Lembram-se que, poucos dias atrás, o senador Tasso Jereissati, em entrevista ao Diário do Nordeste, admitiu uma coligação PSDB-PSB no Ceará? Agora, como é que fica?

Recadão de Oman @Pré-candidato a deputado federal e fiel seguidor dos Ferreira Gomes, o ex-deputado Oman Carneiro (foto) anunciou, dias desses, apoio do seu PRB a Cid, Tasso e Eunício. Recado ainda vale? Lá vem mais @Como se não bastassem 27, há outros partidos em fase de legalização no Ceará,

entre eles um tal de Partido Nacionalista Desenvolvimentista. Arre!!!

Mito das urnas @Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (foto), teria desistido de se candidatar a deputado estadual. Por um forte motivo: escassez de votos. Por que não? @Peguntaram-nos e não soubemos responder: se defende candidatura do PR à sucessão cearense, por que o ex-governador Lúcio Alcântara não entra ele mesmo no fogo?

Reconstrução @Prefeita de Fortaleza anda prometendo colaborar na reconstrução do Haiti. Tudo bem, mas, a propósito, quem irá reconstruir Fortaleza? Carência @Setor de segurança pública estadual tem carência de 150 delegados. E o governo construindo mais delegacias. Para quem pastorar? Rádio na Câmara? Por acaso, alguém dá notícia de que existe mesmo uma emissora de rádio em funcionamento na Câmara Municipal de Fortaleza? Ninguém sabe, ninguém ouviu, ninguém viu? Frase @“Tem ladrão que vai ser político, tem ladrão que vai ser padre” – Cônego Sadoc de Araújo, escritor e ex-reitor da Universidade Vale do Acaraú (UVA)


JORNAL

6

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Editorial

Jornalismo com sabor de povo Opinião As mídias tem sido inflexíveis com as camadas mais pobres da sociedade, embora tudo dependa de uma sutil combinação de fatores objetivos e subjetivos que não se ajustam à regras e preconceitos. Quando ouvimos uma expressão: “cadê o nosso jornal?”, sentimos o grau de pertencimento que as comunidades mais desassistidas pelos meios de comunicação, celebram ao receber o Expresso. Virou instrumento de expectativa todas as semanas. Despertar o interesse permanente do leitor é tudo que um meio impresso imprescinde para dizer a que veio.

Direito à informação e à liberdade de expressão, oferece a visão de um percurso que estabelecemos como um dogma e, junto às comunidades leitoras que estamos formando, acrescentamos uma fiel constatação: o povo necessita de informação como um insumo precioso às suas metas de vida. A imprensa não pode sofrer a tragédia da concentração de informação. Fazer jornalismo, hoje, no Ceará está se tornando mais difícil e mais complicado do que no passado recente. Apesar do tempo transcorrido desde a redemocratização, o arsenal autoritário dos detentores do poder, aumentou, aperfeiçoou-se, disfarçou-se e está muito mais ostensivo. Antes, nos anos que amargamos essa falta de liberdade, a imprensa sofria as pressões de uma facção estruturada. Só existiam no país duas correntes de poder estruturadas: a igreja e as forças armadas. A primeira fugia da luta política e rechaçava esse exercício, pois sua finalidade é a religiosidade do povo; e a outra, exerceu o chumbo grosso na perseguida Imprensa. De todas as formas, quis calar até aqueles que ousa-

vam expressar opiniões menos simplórias. Os leitores pouco sabem que a imprensa continua alvo predileto de exacerbadas pressões. Tudo o que o Expresso faz é, conquistar, a cada dia, os corações e mentes de uma sociedade conterrânea, carente de boas informações, de referências primárias. Viemos para mudar o conceito de fazer imprensa popular. E foi por isso que a população respondeu, animadamente, ao foco prioritário do Expresso que é fazer chegar boa e qualificada informação, pluralista e diversificada. Junto ao cinturão periférico da cidade. Já estamos também na Grande Fortaleza e, em breve, chegaremos aos municípios do nosso Interior. Dizem que ser regional é o melhor caminho para se tornar universal. Disso não abrimos mão. A cultura é o fazer. É o que significa a vida. Só pode ser neutralizada quando a sociedade pressiona vigorosamente pelo direito de saber. Daí, a avidez pela chegada do Expresso, toda a semana, com tudo aquilo que dá sentido à vida cidadã. Marcos Lélis - Diretor Presidente

Expresso

Compacto e completo

Presidente de Honra: Alfredo de Abreu Pereira Marques - Presidente: Marcos Conceição Lelis (lelis@ jornalexpressoceara.com.br) - Editor Chefe: Wilton Bezerra Júnior (wbjunior@jornalexpressoceara. com.br) - Editor Adjunto: Marcel Bezerra (marcel@jornalexpressoceara.com.br) Diretora de Recursos Humanos: Geórgia Diógenes Marques de Abreu - Diretora Financeira: Flávia Diógenes Marques de Abreu - Diretor de Marketing: Marcelo Diógenes Marques de Abreu. - Secretário de Redação: Guillermo Antonioli (guillermo@jornalexpressoceara.com.br) - Designer Gráfico: Flávio Marques (flavio@jornalexpressoceara.com.br - Criação: Heráclito Neto - Colunistas: Ivonildo Lavôr, Xyco Theophilo, João Saraiva, Wilton Bezerra. Fotógrafo: Louis Mello - Reportagem: Viana Júnior Quaisquer opiniões e pontos de vista expressos nesta edição são de responsabilidade de seus autores, e não representam a opinião do Jornal EXPRESSO e sua direção

Atendimento ao leitor - Contatos Endereço: Avenida 13 de Maio, nº 255, Bairro de Fátima, Fortaleza- Ceará - Cep : 60.040-530

redacao@jornalexpressoceara.com.br

(85) 3257-3010 Fax (85) 3257-4196

Tiragem: 50 mil exemplares Gráfica: Jornal do Commercio

Humoris

JORNAL

“Jornalismo é uma questão de ênfase.”/ “Todo otimista é um mal informado” (Paulo Francis)

Sucessão de Cid

Tucanos à espreita no horizonte petista Por Cláudio Teran, jornalista e radialista (ccsteran@yahoo.com.br)

O deputado estadual Ivo Ferreira Gomes (PSB) foi tratado como um autêntico superstar por seus próprios pares e pela imprensa na manhã da última, terça-feira quando assumiu, pela primeira vez na legislatura, a cadeira para a qual foi reeleito com expressiva votação em 2006. Não poderia ter sido diferente. Ivo é o segundo homem no governo do irmão, responsável direto pela articulação política e detentor de um cargo para onde convergem interesses de todos os grupos, correntes e animais políticos que garantem ao governo uma colossal base de sustentação que vai muito além do plenário da Assembléia. Está espraiada pelo Estado inteiro na figura dos prefeitos, vereadores, lideranças as mais diversas e açambarca, na quase totalidade, as bancadas, estadual e federal. Curiosa nessa equação é a postura do PT. Entrevistado, Ivo foi generoso ao jogar confetes e lantejoulas no partido. “Quem dera todos funcionassem como o PT. É um sonho que acalento para a política brasileira porque o PT é aberto, democrático, os militantes participam e ele tem cronograma, enquanto os demais têm uma direção aristocrática”, disse a respeito do aliado principal. Principal? Cauteloso o ex-chefe de gabinete afirmou ainda que o PT não é a prioridade política número um para o governo. “Está inserido no conjunto de prioridades onde se situam os demais partidos da base”. A generosidade de Ivo também se estendeu aos tucanos. “O governo tem no PSDB, um aliado importante que esteve do nosso lado em momentos difíceis e, portanto, essa delicadeza nós também precisamos ter com o PSDB”. Mal comparando, pode-se depreender que tanto o PT quanto o PSDB são aliados dos quais o PSB não pretende abrir mão. Neste caso, como ficam os petistas? Os maledicentes gracejam, pelos corredores do poder e em mesas de bar, que a ala ‘cidista’ do petismo seria, hoje, majoritária e, assim, daria as cartas no fechamento da aliança em torno do projeto de reeleição do governador. A facção controlada pela prefeita Luizianne Lins olha com desconfiança permanente para os afagos de Cid a Tasso Jereissati e aos tucanos. Mas, por qual PT ela realmente fala? A estratégia de querer mudar o vice acaba soando como uma desesperada tentativa de resgate de uma sigla que está a beira de dividir o palanque, de um jeito ou outro, com os adversários. Ou não? Divisões internas são naturais no PT ao longo de sua história. Entretanto há quem preconize que a convivência prolongada com o grupo dos ‘Ferreira Gomes’ cause fraturas irreparáveis na estrutura regional da sigla. Por um lado, detém a Presidência da República. De outro, parece conformada com o papel de coadjuvante no Ceará. Pior para os petistas que esperneiam é a sombra do PSDB à espreita no horizonte, ansioso pela ‘delicadeza’ que o governo admite que lhe deve...


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

7


Ambiente

JORNAL

8

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Invasão no Itaperi

Meio

Comunidade Arco Íris quer ação da Prefeitura e energia Cerca de 500 pessoas montaram 200 barracas na rua Betel, no chamado Alto da Coruja, próximo ao campus da Universidade Estadual do Ceará (Uece), no Itaperi. Queixam-se de maus tratos por parte das autoridades municipais e ameaças da empresa Coelce. Funcionários já arrancaram toda a fiação elétrica clandestina, deixando o local na escuridão. O caso do desempregado Antônio Carlos da Silva, 22 anos, e da sua esposa Alana Cristal, de 15 anos, é o mais dramático.

Grávida de quatro meses, não consegue fazer o pré-natal e sobrevive de esmolas perto do campus. “O pobre só serve na hora de dar votos. Quer ver que neste ano vão aparecer um monte deles. Depois desaparecem”, acusa o também desempregado Murilo de Castro, pai de dois filhos. A Coelce, através de nota, disse que “não fornece nenhum tipo de serviço de abastecimento de energia para unidades localizadas em terreno de invasão”. As famílias formaram a Comunidade Arco Íris (Amcar) e esperam uma solução por parte da Prefeitura.

louis mello

nova invasão em Fortaleza

Sujeira, descaso e falta de educação

Lixo acumulado em Fortaleza chega a quase 1.800 pontos Fiscalização falha, povo Os lixões não são mais coisa da periferia, muito menos culpa de uma população pobre, desinformada e mal educada. Pontos de entulho se multiplicam na cidade, incluindo bairros nobres. Sob olhares complacentes do Poder Público Municipal e das empresas pagas para se responsabilizar pela coleta, transporte, tratamento e destinação final do lixo. Por mês, quase 17 mil toneladas de resíduos são recolhidos das calçadas e ruas da cidade. Mas, do dia para noite, uma nova esquina de pouca ou grande movimentação fica tomada. Segundo a Agência Reguladora de Fortaleza (Arfor), de 2005 para cá, o número de pontos de lixo só tem aumentado. De uma média de 500 pontos, há cinco anos, Fortaleza saltou para 1.200 em 2008 e, hoje, soma 1.800. Só no

Centro, 140 toneladas são coletadas diariamente. Foram identificados 45 pontos de lixo naquela área. Para recolher esse material, trabalham em conjunto a Em-

presa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb) e a Ecofor, empresa concessionária responsável pela gestão de resíduos sólidos urbanos de Fortaleza.

fotos/louis mello

pONTOS DE LIXO SE MULTIPLICAM: descaso e falta de educação

não colabora e a limpeza acaba prejudicada Em alguns trechos, o lixo acumulado vira entulho e se transforma em um problema constante para quem mora e trabalha por perto. “A Prefeitura até tenta limpar as calçadas e ruas. Às vezes, mantém um fiscal aqui (esquina da Rua Padre Roma com Barão do Rio Branco) durante o dia. O problema é que no final da tarde e de madrugada sempre vem alguém e coloca lixo no local”, afirma o engenheiro Airton Cardoso (foto). Para ele, a questão é mesmo de falta de educação. A fiscalização da Emlurb, que fica no cruzamento das ruas Padre Miguelino com Barão de Aratanha, informa que todo dia deixa o local limpo. Quando chega no dia seguinte está uma montanha de lixo. A Emburb e a Ecofor não mantém o serviço permanente dos garis em cada um destes pontos críticos, mas direcionou alguns de seus servidores para os locais considerados caóticos.


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

9

Emlurb precisa redimensionar e monitorar o problema Após pesquisas realizadas no Centro e em outros bairros da capital, a Emlurb quer redimensionar o panorama da limpeza e promover um monitoramento mais assíduo em relação aos pontos de lixo, além de intensificar a fiscalização sobre os infratores. Em toda a cidade, a coleta do lixo é feita em dias alternados. Algumas áreas são atendidas nas segundas, quartas e sextas-feiras, e outras, nas terças, quintas-feira

e sábados. Apenas durante os domingos, não há coleta. A coleta é regular, mas há descontroles porque no momento em que os caminhões passam, boa parte da população deposita sacos de lixo, restos de construção e poda de árvores e jardins (até móveis e sucatas de aparelhos de eletrodomésticos são encontrados) em calçadas, mananciais, em áreas verdes, terrenos baldios e no meio-fio de ruas e avenidas.

Números *Das 48 mil toneladas de resíduos coletados todo mês,

20 mil, ou 41% de todo lixo, vêm de calçadas, terrenos e esquinas.

140 toneladas de lixo

*Por dia, são coletadas somente no Centro.

*166 garis realizam diariamente a limpeza das ruas em Fortaleza *45 pontos são os mais críticos na área entre as ruas Major Facundo *Uma pessoa gera, por dia, uma média de 0,8 quilo de lixo. e Floriano Peixoto. Fonte: Arfor e Emlurb


JORNAL

10

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Aguanambi e Antônio Sales

Ocupação irregular de calçadas põe o cidadão em perigo permanente A desordem urbana, a cada dia, dá impressões de que está prestes a “tomar conta” de toda Fortaleza. Para onde se olha, uma irregularidade no uso e ocupação do solo é encontrada. As calçadas, quando existem, são invadidas pelo comércio (regular e irregular). Prestadores de serviços autônomos e estacionamentos de veículos também colaboram com o caos. A equipe do Expresso percorreu as avenidas Aguanambi e Antônio Sales, duas das mais movimentadas da cidade, e só viu desrespeito com os pedestres e com a lei. O estudante universitário Geovane Silva teve de passar pela pista, porque carros ocupavam a calçada. “Está muito difícil de se locomover. Tudo virou estacionamento. Agora, temos que passar no meio da rua, nos arriscar, dividindo o espaço com os carros.” Ele tentava passar pela Antônio Sales, uma avenida sem lei, em pleno horário de pico. Ali, há predominância de estabelecimentos comerciais e em vários locais, a calçada é utilizada como estacionamento. Além disso, há casos em que os veículos também ocupam toda a faixa direita da via, fazendo com que o motorista seja obrigado a usar somente duas das três faixas dispostas. Após o trecho da avenida Barão de Studart até o fim da Antônio Sales, as calçadas são mais respeitadas. Já na Avenida Aguanambi, reina a privatização dos espaços públicos. Os veículos parados na calçada já não são nenhuma novidade. Tem ainda rampas, muretas, mesas e cadeiras de bares e outros estabelecimentos que impedem o livre acesso aos logradouros. Os vendedores ambulantes e até bancas de revistas atrapalham o andar do fortalezense.

fotos: Louis mello

O que diz a lei e ninguém ouve a calçada é dividida em faixas Serviço - parte mais próxima à pista, destinada às árvores, postes, telefones, lixeiras etc. Dimensões: largura mínima de 0,75 m

Livre - esta é exclusiva para a circulação de pessoas. Deve ser regular, segura e livre de obstáculos. Dimensão: largura mínima de 1,20 m

Acesso ao imóvel - encostada nas paredes, pode ser usada com floreiras, por exemplo, desde que não interfira com a faixa livre. Dimensão: sem largura mínima.

Rebaixamento das calçadas Deve estar localizado na direção do fluxo de pedestres.

Sinalização tátil

Esquinas

Inclinação transversal

Não pode ter nada na esquina. É precisão manter uma distância Nas calçadas, passeios e vias de, pelo menos, cinco metros. exclusivas de pedestres não deve ser superior a 3%.

Piso tátil de alerta – Adotado para sinalizar situações de risco ao pedestre. Deve ser diferenciado por cor ou estar associado a faixa de cor contrastante com a cor do piso adjacente. Piso tátil direcional - Utilizado na ausência ou descontinuidade de linha-guia identificável, como guia de caminhamento em ambientes internos ou externos, ou quando houver caminhos preferenciais de circulação.

Prefeitura x

Donos de imóveis A calçada é o caminho natural do pedestre e deve satisfazer um deslocamento confortável e sem riscos. A responsabilidade pela construção, conservação e manutenção da calçada é do proprietário do imóvel. Cabe a ele a tarefa de assegurar ao pedestre um caminho regular, seguro e livre de obstáculos. A Prefeitura, por sua vez, deve fazer cumprir a lei, fiscalizando e multando quem usa as calçadas de forma imprópria. Em Fortaleza, não se vê nenhuma coisa nem outra. Para denunciar estabelecimentos ou pessoas que estejam obstruindo a calçada, a população pode entrar em contato com o Distrito de Meio Ambiente da Secretaria Executiva Regional (SER) responsável pelo bairro em que mora.


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

11


JORNAL

12

Expresso

27

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Suína

Choveu? Cuidado com a dengue

Gripe que fez 17.483 vítimas fatais está sob controle

Com as primeiras chuvas que caem em Fortaleza, a população deve redobrar a atenção em relação à dengue. A capital já registrou esse ano 114 casos confirmados. A maior incidência ocorre nos bairros Vicente Pinzón, São João do Tauape e Jangurussu. Portanto, vale lembrar alguns cuidados básicos: não deixar acumular água em vasos, jarros de flores ou plantas, tampar caixas d’água, manter o quintal livre de pneus, copos, latas e quaisquer recipientes que possam acumular água e facilitar a reprodução do mosquito. Além disso, as pessoas devem evitar jogar lixo próximo a bueiros que, se entupirem, podem formar poças de água que facilitarão a proliferação do aedes aegypti.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta semana que a pandemia (epidemia global) da gripe A (H1N1), popularmente conhecida como suína, está sob controle. Um ano após terem sido descobertos os primeiros casos na América do Norte, o vírus causou 17.483 vítimas fatais no mundo. Segundo a própria OMS, a gripe sazonal (comum) mata cerca de 500 mil pessoas, a cada ano. A agência sanitária da ONU destaca que o vírus da gripe A se encontra ativo, principalmente em certas zonas tropicais da Ásia, América e África, mas sob controle. Segundo a OMS, a área mais ativa da gripe na América Latina é o norte do Brasil. Fonte: site R7

Saúde

Aedes Aegypti

Longe de ser coisa do passado

Fortaleza tem metade dos casos de tuberculose do CE A doença já foi considerada o maior dos males e, mesmo com os avanços no diagnóstico e tratamento, ainda assusta. Só no Ceará foram 3.453 casos, em 2009, ficando Fortaleza com cerca de 50% dos registros. O Estado fechou o ano passado com média de 40,4 casos a cada 100 mil habitantes, ocupando um triste segundo lugar no Nordeste, atrás apenas de Pernambuco. Se comparadas estatísticas de anos anteriores houve uma leve queda nos índices, mas nada que faça baixar a guarda. Em 2005, foram contabilizados quatro mil novos casos da doença. Apesar da aparente redução, os registros de tuberculose não têm conseguido atingir uma taxa aceitável, com média anual de dois mil novos casos. A tuberculose continua sendo problema grave porque está muito ligada à desnutrição, ao alcoolismo e ao baixo nível socioeconômico. Ou seja, os pobres estão mais expostos à doença. A incidência em moradores de ruas e favelas pode ser mais de 40 vezes maior do que em outros grupos sociais.

Nova droga reduz tempo de tratamento

Novo remédio é quatro em um e chega no segundo semestre O Sistema Único de Saúde (SUS) terá, no segundo semestre deste ano, um novo remédio para o tratamento da tuberculose. É o TFC (dose fixa combinada), conhecido como quatro em um. A droga reduz de seis para dois comprimidos a dose diária utilizada atualmente. O novo esquema terapêu-

tico é mais barato, facilita a adesão do paciente e combate a multi-resistência do bacilo de Koch, bactéria que provoca a maioria dos casos de tuberculose. O tempo de duração do tratamento e os efeitos colaterais continuam similares. Hoje, 8% das pessoas que começam o tratamento no País abandonam antes da cura.

Pacientes abandonam tratamento Para piorar, muitos pacientes abandonam o tratamento antes do primeiro mês, porque percebem que os sintomas da doença começam a desaparecer. E o mal está aí. A Organização Mundial de Saúde (OMS) tem como aceitável até 5% de abandono. No Ceará chega a 7,1%. Atualmente, o porcentual de cura da tuberculose no Estado é de 73%, mas o ideal seria 85%, como recomendado pela OMS.

Registro em 95% dos municípios cearenses. MS lista 18 em alerta A doença atinge 95% dos municípios cearenses e 18 cidades estão na lista do Ministério da Saúde como prioritárias para o combate da doença face o alto número de casos. Entre os municípios, Fortaleza, Sobral, Caucaia, Maracanaú, Itapipoca, Crato, Juazeiro do Norte e Itapajé, estão com 63% dos casos.


Gastos disparam Em 2000, o Brasil gastou US$ 9 milhões para combater a tuberculose Em 2008, foram investidos US$ 70 milhões no programa de combate De 2003 até hoje, houve 10% de redução de novos casos

Quem corre mais risco *A incidência entre homens é o dobro do que entre mulheres.

*73% dos pacientes com a doença têm no máximo oito anos de estudo.

*8,8% são analfabetos. *Uma das maiores preocupações é o índice de

co-infecção de tuberculose com Aids.

JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso Messejana recebe casos mais graves Hoje, não existe uma unidade centralizada para o atendimento de tuberculose, com atenção nos 99 postos de saúde da Prefeitura de Fortaleza. Os casos mais graves são encaminhados para o Hospital de Messejana.

Grupos de incidência mais crítica: População indígena: incidência quatro vezes maior

Presidiários: 40 vezes maior Moradores de rua: 60 vezes maior

*8,8% dos pacientes apresentam as duas doenças. A tuberculose é a principal causa de morte associada à Aids.

27 13

Sintomas evidentes, procure um médico imediatamente Tosse por mais de três semanas, cansaço, emagrecimento, febre, falta de ar, dor de cabeça, falta de apetite e suores noturnos. Existe a tuberculose pulmonar, meníngea, miliar, óssea, renal, cutânea e genital. A mais frequente e mais contagiosa é a pulmonar. Um paciente bacilífero, se não tratado, em um ano, pode infectar de 10 a 15 pessoas. Iniciado o tratamento, o paciente para de transmitir a doença em 15 dias. Como a via aérea é o principal meio, aumentar a ventilação do ambiente e cobrir a boca e o nariz quando tossir ou espirrar. Paciente com tosse há mais de três semanas e expectoração deve ser considerado suspeito e encaminhado ao serviço de saúde para confirmação ou descarte do diagnóstico. Fonte: Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Ceará (SESA)


Seu Bolso

JORNAL

14

Expresso agência brasil

www.meubolsoemdia.com.br

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Empacou

Minha casa, minha Dilma

Site ensina a planejar finanças pessoais Os consumidores ganharam, a partir do dia 30 de marços deste ano, nova alternativa de auxílio em planejamento financeiro pessoal. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) colocou no ar o site www.meubolsoemdia.com.br, onde o internauta tem acesso a planilhas para controle de gastos, dicas para o uso consciente do dinheiro e informações a respeito de produtos e serviços bancários. Fábio Moraes, diretor da entidade, explica que o acesso a serviços bancários cresce, mas o nível de educação financeira para a escolha dos produtos mais adequados à renda ainda deixa a desejar. Há cerca de 110 milhões de brasileiros com contas bancárias em movimentação regular, volume 21% maior que o registrado em janeiro de 2007. O novo site também traz dicas de uso seguro de sites de instituições financeiras, já que o Brasil é o principal endereço de ameaças virtuais para roubo de dados bancários, com 36% das tentativas.

O programa habitacional do Governo Federal Minha Casa, Minha Vida, apelidado de “Minha Casa, Minha Dilma”, numa referência a ex-ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (foto), ficou abaixo das previsões do mercado. Apesar de os investimentos de R$ 71,7 bilhões anunciados, o projeto só contemplará dois milhões de novas moradias até 2014, e não os três milhões esperados. Mesmo assim, o volume de recursos incluídos na nova fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) é considerado como um marco, pelo menos, na história recente do setor e, principalmente, para quem nunca teve casa própria. Além da Dilma, quem também vai faturar alto é toda a cadeia da construção civil, que continua aquecida e com demanda intensa. Isso assegura que construtores continuarão com as finanças em elevação e trabalhadores do setor assegurados em seus empregos, pelo menos, por mais quatro anos.

Prestação de serviços

Factoring, alternativa para pequenas e médias empresas A partir do nome, o seu entendimento levanta muitas dúvidas. Não só quanto à atividade como também em relação à sua legalidade. Factoring é uma atividade comercial milenar, mista, atípica, de regulamentação própria, que soma prestação de serviços à compra de ativos futuros, ou seja, cheques pré-datados e duplicatas oriundas de vendas mercantis a prazo. Mas, atenção: factoring não é banco, portanto não pode captar dinheiro do público, descontar títulos e nem fazer empréstimos e financiamentos a empresas ou pessoas jurídicas. A empresa de factoring existe para proporcionar o fomento mercantil comercial ou industrial principalmente às pequenas e médias empresas. O processo inicia-se com o cadastro da empresa e análise da saúde financeira dos sacados, ou seja, dos

João Saraiva

Bolso da gente joaosaraiva@jornalexpressoceara.com.br

A

atração do homem pelo ouro remonta aos primórdios da humanidade. Ao longo dos tempos, foi usado como moeda de troca e lastro monetário. Em tempos de turbulência econômica ou guerras, sempre uma alternativa baseada no tripé clássico: segurança, rentabilidade e liquidez. Não está sujeito às flutuações inflacionárias do papel moeda, tem liquidez imediata, vale quanto pesa, é compacto e indestrutível, maleável e divisível. Para investir em ouro, basta procurar balcões de atendimento das Bolsas de Valores Regionais ou outras fontes confiáveis de tele atendimento. O custo do grama é R$ 60,00 e pode sofrer variações, dependendo da cotação do mercado mundial. Foi o melhor investimento dos últimos 12 meses, chegando a uma rentabilidade de quase 20% ao ano. Detalhe: qualquer pessoa pode investir, sem quantidades mínimas, constituindo-se numa ótima alternativa de aplicação ou poupança.

até o final do atual governo. A bem da verdade, deve-se creditar a ele Nunca foi tão fácil comprar diante das facilidades de abrir crediário nas a continuidade da estabilização lojas, com opções de pagamento que monetária e a sensatez em diminuir variam de 12 a 60 meses. No centro gradativamente as taxas de juros para não aumentar mais ainda o da cidade, nas universidades e nos consumo e gerar inflação. Além de corredores dos shoppings, garotas sensível, mostrou-se inteligente ao de sorriso fácil oferecem cartões de crédito de todas as bandeiras. Antes prorrogar seus sonhos políticos. de se decidir por um novo crediário ou por mais um cartão de crédito, é bom “O mercado éuma lembrar-se das contas existentes e da invenção humana real necessidade daquela compra.

CREDIÁRIO AMIGO endossantes ou coobrigados dos títulos, seguindo-se da assinatura de um Contrato

Mercantil, onde são estabelecidas as condições da parceria e o fator de compra.

Qual a importância da operação para micro e pequenos negócios? A principal vantagem de uma operação de factoring é não gerar endividamento da empresa. Tratase de uma antecipação de receita: pela venda de recebíveis, duplicatas ou outros títulos de crédito, a empresa recebe a vista sua venda a prazo. Para as empresas com pro-

blema cadastral no SERASA ou SPC, este tipo de operação passa a ter uma maior importância, dado que a empresa de factoring tem maior preocupação na qualidade do título que está comprando (sacado) do que na empresa vendedora do título (sacador).

Aumento de fluxo de caixa amplia vantagem no mercado A empresa de factoring, ao comprar os ativos a prazo dos seus clientes aumenta seu fluxo de caixa permitindo a eles maior competitividade e poder de negociação nas suas compras a vista. Além de oferecer maior agilidade e rapidez nas decisões e definição dos limites de compra dos ativos dos seus clientes e parceiros, elas prestam ainda assessoria técnica, contábil e jurídica.

INSENSÍVEL, PORÉM NÃO MUITO

Considerado por muitos como um homem frio, calculista, determinado e de respostas duras, o presidente do Banco Central, Henrique Meireles, cede ao aos apelos do presidente Lula e permanece à frente da instituição

e não uma criação divina. Ele falha menos que outra invenção humana – o Governo” (Robert Reich, economista americano)


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

15


JORNAL

16

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Europa sem passar por São Paulo

Classe C na mira de pacotes em dez vezes e vôos em 36 prestações Voltado para o poder de consumo da nova classe C , principal responsável pelo bom momento do turismo interno no Brasil na temporada passada, começam a chegar nas prateleiras de mais de 100 agências de viagens de Fortaleza pacotes de viagens para o exterior com pagamentos parcelados. As excursões saem e retornam pela Capital cearense sem a necessidade de se deslocar para São Paulo. A responsável é a operadora de viagens local Be Happy, que acaba de fazer associação com a empresa portuguesa Lusanova. São excursões para a Europa, saindo de Fortaleza pela TAP até Lisboa e percorrendo vários países do Velho Continente através de roteiros rodoviários. Os pacotes incluem excursões de cinco a 15 dias, com passeios e hospedagens. Pagamentos são parcelados em até 10 vezes sem juros, com mais de 50 saídas com guia em português. Roteiros incluem Triângulo da Europa Oriental, Melhor da Rússia, Noites Brancas e Moscou, Praga-Polônia e Berlim, Pérolas Polonesas, Melhor da Boêmia, Copenhague a Helsinque, Maravilhas da Escandinávia, entre outras excursões.

O jeito de voar da nova classe média A criação de um modelo exclusivo para atender a nova classe média que deseja voar é hoje um tema pesquisado por especialistas do setor. Eduardo Bernardes, diretor comercial da Gol Linhas Aéreas, na oitava edição do Fórum Panrotas, realizado recentemente, na Federação do Comércio de Bens e Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio), fez algumas ponderações esclarecedoras.

2,6 milhões

Com produtos específicos, em 2009, de usuários voaram pela primeira vez com a Gol.

Catedral de Praga, República Tcheca

A nova classe média prefere comprar em

lojas físicas do que pela internet. Muitos clientes entram no site da companhia aérea apenas para conhecer melhor a empresa.

A Gol inaugurou em dezembro de

2009 a loja Voe Fácil, no Largo 13 de Maio, zona Sul de São Paulo. Lá, o cliente parcela a passagem em até 36 vezes.

Ponte Charles Bridge, República Tcheca

Não adianta só baixar o preço para

conquistar esse consumidor. É preciso uma mudança de comportamento no setor aéreo. O Voe Fácil, por exemplo, foi um dos responsáveis pelo resultado financeiro do quarto trimestre de 2009.

Paris


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

17

Baixa

Terremoto abalou o turismo do Chile Destinos turísticos tradicionais e preferidos dos brasileiros, como o balneário de Viña del Mar e o centro histórico do porto de Valparaíso, Patrimônio da Humanidade, foram afetados pelos tsunamis e pelo terremoto de 27 de fevereiro, um dos mais fortes da história. O Departamento de Estado Norte-Americano emitiu um alerta de viagem sobre o Chile, pedindo para que se evitasse as viagens turísticas e as não essenciais até 1º de abril. O terremoto também danificou gravemente a infraestrutura do país, transformandose em dor de cabeça para os turistas. O terminal do aeroporto internacional de Santiago foi muito danificado pelo forte tremor, o que dificulta a chegada e saída de passagei-

ros. Além disso, as rodovias foram afetadas e muitas pontes caíram, significando um maior tempo de viagem. O terremoto também arrasou diversas cidades costeiras, como Pichilemu, conhecida

como a capital do surf do país, e San Juan Bautista, no arquipélago de Juan Fernández. Além disso, parte do patrimônio turístico do Chile ficou danificado, a exemplo de muitas igrejas centenárias.

Ivonildo Lavôr

Expresso Tur ivonildolavor@jornalexpressoceara.com.br

O

aumento na demanda de mão-de-obra voltada para a indústria do lazer, em função do aquecimento do turismo doméstico e dos eventos programados, entre eles a Copa de 2014, preocupa os empresários de hotéis, bares e restaurantes. Estima-se a abertura de 120 mil vagas fixas e temporárias no segmento até 2016 no país. Em Fortaleza, mesmo passado o período de alta temporada das férias, onde houve uma avalanche de visitantes, o segmento de bares e restaurantes ainda continua carente de profissionais do setor. Só para medir o grau de dificuldade que enfrentam determinados setores na cidade, principalmente barracas de praia, o déficit de garçons ainda é crítico, em especial na Praia do Futuro.

BANCO CENTRAL 1

Certa feita, um empresário do turismo local questionou a este colunista se o local onde ocorreu o assalto ao Banco Central, em Fortaleza, poderia ser preservado e incluído no rol das atrações turísticas da cidade.

BANCO CENTRAL 2

Fiz ver ao empresário que em nenhum lugar do mundo fatos relacionados à contravenção, ou a qualquer outro tipo de engano ao despropósito, deveria servir de honraria ou glória para um destino turístico.

BANCO CENTRAL 3

Agora, segundo Ancelmo Gois, do O Globo, começa nesta semana a filmagem de “Assalto ao Banco Central”, baseado na história real do assalto ocorrido em Fortaleza,

em agosto de 2005. Fortaleza tem uma sina para coisa ruim. Alguém aí esquece os portugueses cimentados na Praia do Futuro?

Fortaleza ainda não conseguiu se livrar da fama de destino de turismo sexual na Europa, em especial, junto a Portugal, principal porta de entrada de turistas europeus para a Capital cearense. O episódio dos portugueses enterrados vivos na Praia do Futuro ainda pesa.


Comida

JORNAL

18

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Louis Mello

Fraternidade

Curriola organiza eventos do bar O ambiente fraternal é o que mais chama a atenção no Bar do Helano. Formada por universitários, funcionários públicos, empresários, jornalistas e profissionais liberais dos mais variados ramos, a patota é de fato fiel e diversificada. Recentemente, de acordo com o Helano, agregou o cantor e compositor Raimundo Fagner, que “quando está em Fortaleza, vem sempre”. “A turma está todo dia aqui há nove anos. E as pessoas que mal chegam, já fazem amigos, se integram mesmo”, orgulha-se. Logo na entrada, nem o mais desavisado cliente deixa de notar a mesa da diretoria, que tem direito até a inscrição na parede. A última novidade implantada pela “turma” foi a “segunda (feira) sem lei”. “Nós gostamos da curriola, do bate papo. Você vê esse trânsito da Antônio Sales. Para fugir dele, eu me sento aqui e só saio lá pras sete ou oito da noite, tranqüilo”, afirma o presidente do bar Neto Heitor (na foto o primeiro à direita). Entre as funções da “presidência”, estão a de organizar os eventos do bar, como o “Biritour do Bar do Helano”, que nos pré-carnavais roda num trenzinho por toda a cidade passando por outros bares.

Amigos se encontram todos os dias no Bar do Helano

Bom, barato e nem precisa ser bonito

O Bar do Helano é lugar simples Dublê de dono de bar e cantor de fazer amigos

“Os lugares são as pessoas”. A frase está no livro Mongólia, de Bernardo Carvalho, e serve como exemplo para ilustrar um dos bares mais interessantes de Fortaleza. O Bar do Helano, que fica na rua Carlos Vasconcelos, 2310, quase esquina com a avenida Antônio Sales, na Aldeota, desperta interesse de quem passa por ele, muito mais pela assiduidade dos seus freqüentadores do que pelo aspecto visual de sua fachada. E se você aprecia cerveja gelada, bom tiragosto e jogar conversa fora, provavelmente vai gostar de lá.

Há nove anos no endereço, Helano Moreira Guimarães é um sujeito simples vindo de Limoeiro do Norte. Frequentador do local desde que era um pequeno mercadinho, ele viu o comércio se transformar em bar, passar por cinco arrendatários e per-

Louis Mello

der boa parte da clientela. Só então decidiu deixar a pequena barraca de lanches que tinha na praça em frente ao jornal O Povo e propor aluguel ao conterrâneo proprietário do ponto. “Depois de dois meses que assumi, todo mundo voltou”, comemora Helano. Hoje, ele conta, pelo menos, com 65 fre-

quentadores assíduos. Quem contabiliza é o “presidente do bar”, Neto Heitor, empresário de uma revenda de veículos nas proximidades. “Todo dia a gente bate o ponto aqui”, enfatiza. Com voz grave e alta, sempre atento e descontraído, o jeito de atender do Helano também cativa os novatos na área.

Antes de ser dono de bar e lanchonete, Helano já trabalhou em gráfica e construtora. Mas, foi como cantor da noite que chegou a ganhar a vida por uns tempos. “Cantava na Cidade dos Funcionários, na Messejana e até no Vale do Jaguaribe”, conta ele, que diz ter repertório variando de MPB a brega. Tudo de acordo com o gosto do freguês. “Aprendi a gostar de cantar para o público”, gaba-se. Até hoje, Helano é o dono da voz na música ao vivo dos sába-

dos no bar, que tem ainda duas tevês com o futebol sagrado de cada dia e internet wi-fi à disposição dos clientes. Os carros-chefes da gastronomia são a ova de curimatã (R$ 8) e o filé de tucunaré (R$ 12). Também vale a pena experimentar o pimentão recheado (R$ 7), o carneiro com arroz e pirão (R$ 12), o camarão (R$ 10), a carne do sol (R$ 8) e o feijão verde (R$ 6) entre as 26 opções do cardápio. Precisa nem dizer da cervejinha, sempre gelada.

Mão de Vaca

Bar do Helano Rua Carlos Vasconcelos, 2310, Aldeota - Fone: (85) 3246-7636 - Não aceita cartões de crédito - Site: www.bardohelano.com.br Aberto de segunda a sexta de 15h a 1h (sábados a partir das 12h)


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

a t i e c e R expresso

Por Ana Elisa Marques*

Bife a Rolê com Legumes Refogados Em nosso passeio gastronômico de hoje, vamos fugir um pouco dos peixes que estiveram presentes nas mesas durante a Semana Santa. Nossa sugestão é de um prato feito com a junção de carne de gado e lingüiça, transformado em um saboroso Bife à Rolê.

INGREDIENTES:

19

MODO DE PREPARO: 1. Tempere os bifes com sal pimenta e reserve. Em uma superfície plana, bata um pouco a carne para ficar bem reta. 2. Corte a lingüiça em 4 pedaços (comprimento). No centro da carne coloque a lingüiça, enrole os bifes e prenda-os com palitos de dente. 3. Em uma panela grande, aqueça o óleo e frite a carne até ficar dourada. 4. Acrescente a cebola, alho, tomate, coentro/cebolinha (tudo picadinho), o molho inglês, o extrato de tomate, o tablete de carne e a água. Verifique o sal e acrescente água quando necessário. 5. Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo até a carne ficar macia.

Para os legumes refogados: *1kg de bife de patinho ou coxão duro *200 ml de água 1. Corte a batata e a cenoura em cubinhos, cozinhe com um pouco de sal. Cuidado para não *1 lingüiça calabresa *2 colheres de sopa de molho de tomate cozinhar demais. *2 cebolas grandes *1 colher de sopa de molho inglês 2. Refogue os legumes com um pouco de mar*1 pimentão verde *Sal e pimenta do reino em pó a gosto garina, azeite, cebola, alho e no final acrescente *1 tomate picadinho salsinha ou coentro picadinho. *2 batatas inglesas ra ho 1 o: ar ep pr de po Tem *2 cenouras Dica: O recheio pode ser feito com il fác *2 dentes de alho de .. Grau de dificulda salsicha, bacon ou legumes. *½ coentro e cebolinha *50 ml de azeite ou óleo *Chef pela Escola de Gastronomia da Universidade de Caxias (UCS )/ Italian Culinary Institute for Foreigners - (ICIF), *1 tablete de carne Flores da Cunha, Rio Grande do Sul e especialista em Gerenciamento na área de Alimentos e Bebidas


JORNAL

20

Diversão

divulgação

Expresso

Teatro

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Cinema

Adão e Eva vão se casar

Nicolas Cage caça as bruxas

Quando tudo parece estar perdido. Quando o erro dominou o mundo. Deus reconhece que tudo isto é consequência do pecado de Adão e Eva. Diante desse fato, o todo poderoso promove uma reunião com seus auxiliares celestes. A partir de então, todos do Céu se mobilizam para realizar “O casamento de Adão e Eva”. A peça, da Cia. Teatral Acontece, será apresentada sexta (09/04) e sábado (10/04), às 19h, no Teatro Morro do Ouro (Rua 24 de Maio, 600, Centro). Os ingressos custam R$ 5 e R$ 10.

Behmen (Nicolas Cage) é um cavaleiro que, depois de vários anos lutando nas Cruzadas, perdeu algumas batalhas, muitos amigos e até a fé. De volta à sua terra natal, ele encontra uma Europa devastada pela fome e a peste negra. Neste cenário de destruição, ele se une a um grupo de guerreiros encarregados de levar uma garota, suspeita de ser bruxa, para um monastério distante. Não leva muito tempo até o grupo perceber que a jovem possui forças sobrenaturais, e que eles estão prestes a enfrentar um mal além da nossa compreensão. O filme “Caça às Bruxas” traz ação, aventura e uma batalha contra as forças do mal.

AGENDA CULTURAL Aniversário de Fortaleza

Seu Jorge anima os 284 anos da cidade No próximo dia 13 de abril, Fortaleza comemora 284 anos. Para festejar a data, a Prefeitura prepara uma festa para a cidade. As comemorações começam logo cedo com os grupos de afoxé, maracatu, bumba-meu-boi, quadrilha, fanfarra e reisado que se apresentam nos terminais de ônibus. O ápice da festa será à noite, no Aterrinho da Praia de Iracema, a partir das 18 horas com shows locais da Marimbanda e dos cantores Aparecida Silvino, Edmar Gonçalves, David Duarte, Fátima Santos, Pingo de Fortaleza e Marcus Caffé. Juntos, eles fazem uma homenagem à cidade. As apresentações locais

Exposição

Marc Riboud e os marcos do fotojornalismo A exposição de fotos do francês Marc Riboud evidencia os vários locais e espaços clicados em seus 50 anos de carreira. Riboud é autor de algumas das imagens mais inspiradoras do fotojornalismo. Sua foto mais famosa é uma menina com a flor em frente à tropa armada, numa manifestação próxima ao Pentágono contra a Guerra do Vietnã. Os visitantes poderão conferir vários registros marcantes, na China de Mao, na União Soviética, na Índia, na independência da Argélia, no Maio de 68 na França e na Guerra do Vietnã (fotografando os dois lados do conflito). A mostra poderá ser visitada até 25 de abril no Espaço Cultural Unifor Anexo (Campus da Unifor). De terça a sexta, das 10h às 20h e, sábados e domingos, das 10h às 18h. Grátis. Informações: 3477.3239.

abrem alas para os shows de Moraes Moreira e Seu Jorge, que presenteiam a cidade. Mas a comemoração não para por aí. À tarde, no Cuca da Barra do Ceará haverá a exibição do documentário “Selva de Pedra - A Fortaleza Noiada”, produzido pela ONG Central Única das Favelas do Ceará (Cufa). A exibição do vídeo irá puxar um debate sobre a problemática das drogas e da violência social. Em seguida, show com um dos mais influentes rappers do Brasil, o carioca MV Bill, que traz a Fortaleza o show “O bonde não para”, com um repertório variado com os principais sucessos de sua carreira.

Forró Dê asas à imaginação no Forró no Sítio Na Festa Muído Fantasy, os forrozeiros podem se transformar em quem quiser. Neste sábado (10 de abril), uma festa à fantasia vai animar o Forró no Sítio. Para participar, basta entrar no clima e não por limites à criatividade. Vale ser super-herói, personagem de contos de fadas ou de desenhos infantis. Ou então buscar inspiração no mundo do cinema e encarar vestir aquele personagem inesquecível. A diversão rola solta com Forró do Muído, Forró dos Plays, Novo Balancear e Pepê Jr. A festa começa às 22h, no Forró no Sítio (Cont. da Av. Cícero Sá – Eusébio/CE). Os ingressos custam R$ 25,00 (pista) e R$ 50,00 (camarote). Informações: 8792.2010 ou 3295.7868


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

21


JORNAL

22

Expresso

Mídia

divulgação

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

divulgação

Alô, povão!

Sábado Alegre

Ratinho ganha produtora do Faustão, Lucimara Parisi

Will Nogueira vai premiar melhor contador de piadas

A diretora, produtora e apresentadora Lucimara Parisi (foto) volta esta semana à TV aberta, com quadros no programa do Ratinho, no SBT. Ela também continuará a fazer reportagens nas ruas, Lucimara trabalhou durante 20 anos na Globo, como diretora do programa de Fausto Silva. Já o havia dirigido desde os tempos do “Perdidos na Noite”. Antes, trabalhou com Osmar Santos. No final de 2009, em reformulação de produção, o “Domingão” dispensou Lucimara e outros antigos colaboradores, como Caçulinha e Adriana Colin.

O programa Sábado Alegre inicia neste sábado, 17, na TV Diário, o  concurso “Contador de Piadas” para escolher o melhor piadista do Brasil. Ele vai ganhar uma televisão de plasma de 42 polegadas e contrato de um ano com a FM 93 e a Rádio Tamoio (RJ). A seleção começa nas eliminatórias a cada sábado com três candidatos. Cada um terá dois minutos para contar uma piada, com o tema a ser sorteado durante a eliminatória. Os candidatos podem inscrever-se através do site www. tvdiario.tv.br, bem como preenchendo a ficha de inscrição disponível na portaria da TV Diário.

Sebastião Belmino e “A Grande Jogada”

Futebol “sapecado” de irreverência na hora do almoço “Ah, Brasil”, o O jeito moleque do cearense invade as mesas-redondas futebolísticas, com humor a toda prova. Basta ligar na TV Diário e se render ao jeito despachado e bonachão de Sebastião Belmino, o comandante do programa “A Grande Jogada”. Ele também faz escola na crônica esportiva e de variedades do rádio alencarino, todos os domingos pela manhã, na 810 Verdinha, com o programa “Belmino Entre Amigos”. Sem nunca abrir mão, claro, da coerência de ser um tipo popular. Belmino começou sua carreira em 1965, na antiga TV Ceará (Canal 2) como contra-regra. Lá, ele lembra, “pregava cortina”. Aos poucos, foi chegando cada vez mais perto da bancada de

divulgação

carlos fred, belmino e tom barros na bancada do A Grande Jogada”. te as décadas de 1980 e 1990. apresentador de tevê. Passou pela TVE (hoje, Hoje, ninguém o imagina TVC-Canal 5), TV Cidade fora da telinha. (Canal 8) com o programa A independência e segu“Na Boca do Túnel”, além da rança frente às câmeras desextinta TV Manchete, duran- te caboclo de Morada Nova,

interior do Ceará, ainda surpreendem o telespectador, que “bola de rir” em casa. Ao final, muita gente sai às ruas reproduzindo suas “tiradas” e “bordões” hilariantes.

que importa é o público “Eu sinto a audiência na rua. As pessoas me param e brincam: ‘Sapeca, macho véi!’. Isso sim é o verdadeiro retorno do público. Não acredito naqueles números que a gente recebe (referindo-se às pesquisas do Ibope que medem a audiência da TV). Nunca fui perguntado sobre nada. Confio na receptividade do público”, revela Belmino. Para o editor da atração, Amando Lima Júnior, quem assiste ao programa é o público fiel ao Belmino. “A Grande Jogada une a descontração do apresentador com a informação e os comentários de Carlos Fred e Tom Barros, sempre com destaque no futebol cearense e nos esportes amadores.”

“Prestenção, macho véi e macha véia. Seguraí!” Programa “A Grande Jogada” de segunda a sábado, na TV Diário - Horário: das 11h às 12h Apresentação e comentários: Sebastião Belmino, Tom Barros, Carlos Fred e Sérgio Pinheiro


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

23

Graziela Costa e Fábio Monteiro / TV O Povo

Tudo de bom da balada no “Porque Hoje é Sábado” Quando se trata de valorizar a cena musical fortalezense, nada melhor do que assistir aos sábados, enquanto se prepara para sair pela noite, o programa “Porque Hoje é Sábado”, da TV O Povo, a partir das 20 horas. Além de ficar bem informado sobre o que rola no final de semana, faz bem para a alma ver a simpatia dos apresentadores Fábio Monteiro e Graziela Costa Araújo.

VAI & VEM

RENT AA CAR RENT CAR

São centenas e centenas de cachinhos, entre dourados e ruivos, emoldurando o rosto marcante e sorriso aberto de Graziela que, dificilmente, o telespectador vai querer mudar de canal. Ah, mas a gente também faz questão de não esquecer o jeito seguro e o charme do Fábio Monteiro. Foi meio de propósito, meu caro Fábio. Desculpa aí, mas competir em graciosidade e beleza com Grazie, é fogo meu chapa! O programa é uma mistura de ritmos pautados pela cena musical passando pelo eletrônico, pop rock, rock contemporâneo, MPB, jazz & blues até desaguar no forró pé-de-serra. Enfim,

divulgação

Grazi e fábio comandam a atração

bote ecletismo na parada. Gravado inteiramente no Sesc Senac Iracema, no Centro Dragão do Mar, o “Porque Hoje é Sábado” resulta de uma parceria institucional. Inter-

cala matérias sobre atrações e points mais badalados em Fortaleza, com reportagens falando das atividades culturais desenvolvidas em destaque pelo Sesc.

Grazi é desenvoltura desde a TV União Voltando para Graziela, cearense de 24 anos, começou a carreira na TV União apresentando programas de vídeo clipes. Passou também pela TV Assembleia e deu uma incursionada na Rádio FM Universitária. Aliás, essa intimidade que ostenta com câmera é de dar inveja a qualquer profissional. Não se intimida, brinca e despeja todos seus conhecimentos sem pedir licença. “Acho que nasci pra isso”, afirma. Onde encontrá-la? Por incrível que pareça não é na balada, e sim degustando uma boa massa acompanhada de excelente vinho. Ah, está solteiríssima!

Carros c/ Ar Motos

Pagamento Parcelado Av. Engº. Luis Vieira, 920, Loja 02 Shopping Dunas - Fortaleza - CE Fone: (85) 3264.7455 - (85) 99913851

VISITE NOSSO SITE E CONFIRA AS FOTOS!!!


JORNAL

24

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Esporte

Interioranas

Mãe de santo e jogador carregado no Icasa O Icasa foi octacampeão juazeirenze antes de figurar na primeira divisão do Campeonato Cearense. Seu maior rival, o Guarani, alegava um poder extracampo do adversário. Outra corrente atribuía o sucesso alviverde à formação de bons times e, principalmente, à ajuda espiritual de uma mãe de santo, dona Nazaré. Nas segundas-feiras de folga, quando os jogadores bebem “todas e mais meia caixa”, mesmo assim, havia uma exigência para que todos eles comparecessem a uma

avaliação do trabalho realizado durante a semana. Uma espécie de ritual, onde ela, segurando a mão de cada um, emitia diagnósticos e aconselhamentos. Wilson, centroavante que esbanjava saúde, assustou-se quando dona Nazaré, sentindo seu pulso, disse: “Vixe, meu filho. Você está ‘carregado’!”. O jogador, atônito, perguntou: “‘Carregado’ de quê, pelo amor de Deus?!”. Ao que a mãe de santo prontamente respondeu: “De Brahma!” (Por Wilton Bezerra)

Finanças

Patrocinadora dos uniformes de Ceará e Fortaleza desde o ano passado, Nacional Gás anuncia fim da parceria com os clubes, que correm atrás de receita para enfrentar as intempéries das Séries A e C do Campeonato Brasileiro. O presidente do Ceará, Evandro Leitão, viajou no dia 6 de abril para São Paulo. O objetivo principal da viagem foi prospectar novos patrocinadores para as camisas alvinegras na 1ª Divisão do Campeonato Brasileiro. A Nacional Gás, que desde o ano passado estampava as camisas de Ceará e Fortaleza, anunciou que não tem mais interesse em agregar sua marca à dos clubes, pela qual despendia em torno de R$ 160 mil mensais. A Nacional Gás pertence ao Grupo Edson Queiroz, dono das TVs Verdes Mares e Diário, detentoras dos direitos de transmissão do Campeonato Cearense. Direitos que podem passar a outras emissoras a partir do ano que vem. “O contrato de patrocí-

Wilton Bezerra

No Couro

felipe abud

divulgação

Clubes sem o gás do patrocínio

wiltonbezerra@jornalexpressoceara.com.br

N

ão há o mínimo de respeito aos tímpanos alheios na insuportável emissão das platitudes de sempre por parte de jogadores e dirigentes. Dessa vez, foi a procura por justificar mais uma desclassificação na Copa do Brasil. Melhor seria, a partir de agora, fazer um consulta à entidade mediúnica Cacique-Cobra-Coral para saber da possibilidade de ter no futuro como adversários Cerâmica ou Naviraiense, a fim de evitar futuros vexames.

BALCÃO DE NEGÓCIOS

nacional gás: nacional só o nome nio com a Nacional Gás estava atrelado à comercialização dos direitos atuais de TV. Eu até estranhei eles não continuarem conosco, afinal, vamos estar numa vitrine bem maior, que é a Série A mas, tudo bem. Quanto ao Campeonato Cearense do ano que vem, vamos negociar com todas as emissoras que tenham interesse, inclusive a atual detentora dos direitos”, afirmou o presidente alvinegro. Para os dois clubes cearenses, prejuízos distintos. O Ceará disputará a 1ª Divisão e terá como receita maior as cotas de direitos de transmissão de TV, mas em

proporção bem menor da que recebem os integrantes do chamado “Clube dos 13”. Para se ter ideia, ao Vovô – discriminado na condição de “convidado” junto a outros clubes – caberão em torno de R$ 3 milhões, bem longe, por exemplo, da cota do Flamengo (RJ) no ano passado, que foi de R$ 36 milhões. Por isso, a receita do patrocinador das camisas adquire relevância ainda maior na formação de um time com condições de competir, ao lado de outras como bilheteria, marketing e sócio-torcedor. Duro sobreviver em condições desiguais.

Nota: o EXPRESSO tentou contato com o departamento de marketing da Nacional Gás para falar sobre o assunto, mas não obteve retorno.

Quem esteve entre nós foi o treinador Arnaldo Lira, que faz sucesso à frente do Bahia de Feira de Santana. O time pertence a uma faculdade, portanto, tem dono. Quem manda no futebol é ele, Lira, a quem cabe selecionar e escolher os jogadores, e Paulo Carneiro, “aquele mesmo” do Vitória e do Bahia. Além do salário, o técnico ganha percentual na venda de atletas. É o futebol transformado em balcão de negócios com seus gerentes e sub-gerentes e jogadores sendo tratados como linha de produção e estoque.

GESTÃO TEMERÁRIA

O Crato Esporte Clube poderia ter feito um campeonato brilhante não fosse a indecente gestão do seu pre-

sidente Francisco de Assis Feitosa, “Kiki do Alphaville”. Formou, conscientemente ou não, um bom time, mesmo deixando de aproveitar valores da casa, que hoje, se encontram distribuídos em outros clubes. O episódio da perda de Djalma, Adriano e Careca foi lastimável, e todo o elenco, ao longo da competição, comeu o pão que o diabo passou por cima.

“O calendário do futebol brasileiro não é gregoriano nem juliano, é cartoliano” “Os cartolas pecam por ação, omissão ou comissão” (Armando Nogueira)


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

25


Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

Garota

JORNAL

26

Magddyele Monte Bandeira

Desinibida com muita fé e paixão Podemos dizer com orgulho e letras grandes que em Fortaleza mora um clone da atriz Juliana Paes. Foi descoberta pelo jornal EXPRESSO. Aprendiz de modelo nas horas vagas, Magddyele Monte Bandeira, nasceu no município de Canindé. O pai, seu Evanir, é construtor, e a mãe, dona Vera, radialista. Daí, o jeito empreendedor e extrovertido no modo de ser, de encarar a vida com audácia. Desfila desde os 15 anos para diversas lojas de roupas em Canindé, Sobral e, agora, em Fortaleza. A moda veio ao seu encontro e não o contrário. “Não é uma paixão, é uma opção de vida”, argumenta. A nossa sétima Garota Expresso desembarcou há cinco meses na capital, com um único objetivo: fazer faculdade de propaganda e publicidade. Se prepara com afinco, não descuida de seus estudos nunca. Não se considera baladeira, mas confessa que curte todo tipo de som. Vegetariana por opção desde criança, o que lhe proporcionou um corpo saudável e cheio de curvas, Magddyele já trabalhou como estagiária na Biblioteca Municipal e foi coordenadora de vendas em duas óticas. Ama crianças, mas não pode nem ouvir falar em casamento. “Tô muito nova, né?”, diz com seu sorriso, que tanto nos encanta e apaixona.

Ficha técnica Modelo: Magddyele Monte Bandeira Texto: Guillermo Antonioli Fotos: Photo e Vídeo André Lima Produções

Faça o expresso com a gente - Entre em contato redacao@jornalexpressoceara.com.br

(85) 3257-3010 - Fax (85) 3257-4196


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

27


Fortaleza, 12 a 18 março de 2010

JORNAL

28

Expresso

27

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Só ganha do Maranhão e Bahia

Ceará tem menos de um leito de UTI para cada 10 mil habitantes Uma pesquisa feita pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib) aponta resultados preocupantes sobre as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no país. O Brasil tem 1,3 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes. Vinte estados, inclusive o Ceará, apresentam índices abaixo do recomendado pelo Ministério da Saúde. São 662 UTIs no Estado, 2,6% do total de leitos hospitalares. Menos de um leito (mais exatamente 0,8) para cada 10 mil habitantes.

No Nordeste, o Ceará só está melhor, ou menos pior, do que Bahia (0,6) e Maranhão (0,5). Ao se fazer a análise dos dados e dividir o número de leitos pela população, os melhores resultados foram alcançados pelo Distrito Federal 2,4, seguido por Rio de Janeiro (2,1). Já o pior resultado está em Roraima (0,1). A falta de leitos de UTI nos hospitais do Estado é tema recorrente e uma reivindicação antiga, tanto dos profissionais de saúde, quanto da população, que é a mais afetada por esta carência. Entra governo, sai governo e o problema não é resolvido. As obras de ampliação e construção de hos-

Fila de espera *A Central de Leitos aponta que 26 pessoas aguardam por vaga em um leito na Capital. *Fortaleza disponibiliza 236 vagas, sendo 93 de UTI neonatal, 47 de UTI pediátrica e 96 de UTI adulto. *O município criou recentemente 10 vagas no Frotinha do Antônio Bezerra e 10 no Hospital Dr. Fernandes Távora. Ainda assim, o número de leitos nas UTI adulto e pediátrico estão abaixo do recomendado pelo Ministério da Saúde.

pitais sempre demoram uma eternidade. Quando concluídas, já estão com a capacidade comprometida.

O Ministério da Saúde recomenda um índice entre 4% e 10% do total, o que corresponde 1 a 3 leitos de UTI

para cada 10 mil habitantes. No Ceará, o índice está em 2,6% ou 0,8 leitos por cada 10 mil habitantes.

“Abrindo novos caminhos”

No ato da Matrícula Ganhe 2 Aulas Grátis

Av. Dedé Brasil, 2247 C - Serrinha - Fortaleza - Ceará Fone: (85) 3295.8888 - (85) 8786.0800

Mandala – Prestação de Serviços Assessoria Jurídica Solda, Pinturas, Mecânica, Recuperação de Para-Choque. Agora também com serviço de Lava Jato, Polimento Cristalizado e Revisão Contra Ferrugem.

Qualquer Tipo de Prestação de Serviços

Aceitamos:

Agradecemos a Preferência

Osmar

Av. Sargento Ermínio , 4551 - Padre Andrade Fortaleza - Ceará - Fone: (85) 3237.9854

e Assessoria Jurídica.

Av. Bernardo Manoel nº 7843 – Loja 03 – Serrinha (Entre Avenida Dedé Brasil e Rua Montevidéu, quase em frente ao Motel Novo Amor)

Fone: (85) 3295.8286 (85) 8795.9036 (85) 9602.2668


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

Na noite de 26 de março, com plenário lotado, a Assembléia Legislativa do Ceará comemorou os 37 anos das Óticas Boris numa festa que emocionou mais de 500 convidados. A homenagem também antecipou as comemorações do aniversário de 61 anos do fundador-presidente da empresa José Aírton Boris, completados em 7 de abril, e ainda celebrou seus 50 anos de comércio. O Sr. Boris, Sr. Ângelo Boris, Dra. Eveline Boris, Sr. Clayton Boris, Sra. Euriane Sena e especialista em óculos de grau festejou ao lado dos Sra. Vera Lúcia Ponte seus colaboradores, parceiros comerciais, amigos e familiares, além de diversas autoridades. Depois embarcou para São Paulo, onde vai participar da Expo Abiótica 2010, maior evento óptico da América Latina, e também fazer curso avançado sobre “franquia” e “licenciamento de marca”. Com isso, José Aírton Boris comemora o triplo aniversário do jeito que mais gosta: trabalhando para promover o desenvolvimento do setor óptico cearense.

Sr. Fernando Azais, Sr. Bois e Dr. Abelardo Targino

Sr. Boris, Sr. Marcos, Sr. Yuri, PP Joel e Sra. Nira Ventura

Sr. Jairo Moreira, Sr. José Edivandi Mota, Sr. Wellington Fernandes e Sra. Francinaide Torres

Dr. David Lucena (presidente da Sociedade de Oftalmologia do Ceará) e Sr Boris

Sr. Edilson Pinheiro, Sr. Boris, Sr. Júlio Azim, Sra. Emília Azim e Dr. Cézar Azim

Srta. Karla Ponte, Sr. Antônio Carlos, Sr. Boris, Sra. Vera Lúcia Ponte e Sr. Clécio de Brito

Dr. Rubens Venceslau, Dra. Juliana Tavares, Sr. João Boris e Sr. Antônio Rodrigues

Sr. Carlos Alberto, Deputado Hermínio Resende e Sr. Arruda Ponte

Sr. Boris, Sr. Celso Góes e Sra. Enilda

Sr. Gerardo de Magela, Sr. Andréia Arruda, Sr. Boris e Sr. Jalsem Pereira

Dra. Érica Melo, Sr. Boris e Sr. William Moreira

Sr. Boris, Dr. Freitas Cordeiro (presidente da CDL) e Sr. Bosco Macedo (diretor da CDL)

Sr. Boris, Sr. Anastácio Ponte, Sr. Jardel Ponte e Srta. Adeliane Ponte

Dr. Carlos Tavares, Sra. Lucenira, Sra. Jamile Ponte e Sr. Rosemberg Ponte

Sra. Magda Alves, Dra. Eveline Boris, Sr. João Ponte e Sra. Fátima Frota

Sr. Boris e Sr. José Maurício (gerente do Banco do Brasil)

Sr. Boris e Prof. Hugo

Sra. Antônia Ferreira e Sr. Rogério Ponte

29


Emprego

JORNAL

30

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Até 15 de abril

Brasília

Abertas as inscrições para monitor do Popfor

Ministério do Planejamento oferta 200 vagas

As inscrições para estudantes de graduação interessados em estagiar, como monitores, no projeto Pré-Vestibular Popular de Fortaleza (Popfor) continuam até o dia 15 deste mês. São 58 vagas para alunos regularmente matriculados nos seguintes cursos: Licenciatura ou Bacharelado em Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Matemática, Física, Química, Biologia, História ou Geografia. Os monitores vão receber bolsa-estágio no valor de R$ 525 mensais. Os candidatos devem comprovar ter cursado, no mínimo, quatro semestres do curso superior. Os

formulários de inscrição estão disponíveis no site www.sme.fortaleza.ce.gov.br. São necessários os seguintes documentos: cópia do RG e do CPF, uma foto 3x4 recente, comprovante de residência, cópia da carteira de reservista (para candidatos do sexo masculino), histórico escolar atualizado, comprovante de matrícula assinados pelo coordenador do curso e currículo com comprovantes. A documentação deve ser entregue na coordenação do Popfor (Rua Teodorico Barroso, nº 50 - Vila União), no horário de 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30.

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão realiza concurso público para analista de infraestrutura. A função exige formação superior completa nas áreas de engenharia ou arquitetura e urbanismo. As inscrições devem ser realizadas até 20 de abril pelo site www.cespe.unb.br/ concursos/mp2010.

A remuneração inicial da carreira, para uma jornada de 40 horas semanais, é de até R$ 9.980,25. O valor da taxa de inscrição é de R$ 100,00. Todas as vagas são para Brasília (DF), mas as provas serão realizadas nas capitais brasileiras e no Distrito Federal. Informações: Central de Atendimento do Cespe/ UnB: (61) 3448 0100.

Estágio

Oportunidade

Quer chance no mercado de trabalho? O Centro de Estágio tem vagas

Procurando emprego? Confira as vagas disponíveis no Sine/IDT

07 vagas para repositor. A carga do estágio é de 04 horas diárias. A remuneração é de R$ 153,00 e ainda dá direito a vale-transporte.

06 vagas de técnico em saúde bucal para estagiar em consultório odontológico. Carga de 04 e 06 horas diárias. A bolsa-estágio é de R$ 350,00 e ainda dá direito a vale-transporte.

03 vagas para trabalhar com atendimento. É necessário morar nas proximidades do bairro Olavo Oliveira. A remuneração é de R$ 180,00. A carga do estágio é de 04 horas diárias.

Centro de Estágio

Rua Pedro Borges, 33, 6º andar, sala 619 - Tel.: (85) 3091.6783.

 

30 vagas para doméstica 10 para telemarketing 05 para motoboy 08 para auxiliar de cozinha 10 para cozinheiro de restaurante Ficou interessado nas oportunidades? Procure a Unidade de Atendimento do Sine/IDT mais próxima de sua residência

Ou ligue :

Centro: (85) 3101.2774 Aldeota: (85) 3101.2743 Barra do Ceará: (85) 3101.2743 Parangaba: (85) 3101.3034

Jovem trabalhador: (85) 3101.3028

Pessoa com deficiência: (85) 3101.2777


JORNAL

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010

Expresso

INFORME PUBLICITÁRIO

31


INFORME PUBLICITÁRIO

JORNAL

32

Expresso

Fortaleza, 9 a 14 de abril de 2010


Jornal EXPRESSO nº 07  

7ª Edição do mais novo jornal de Fortaleza e Região Metropolitana. Tiragem 50.000 exemplares, distribuição gratuita e equitativa em 114 bair...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you