Issuu on Google+

Maranduba, 28 de Abril de 2013

-

Disponível na Internet no site www.jornalmaranduba.com.br

-

Ano 4 - Edição 48

Ubatuba será a capital mundial do SUP Ubatuba Pro Grand Slam: Etapa brasileira do circuito mundial de Race e Wave


Página 2

26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Cartas a Redação Praia da Lagoinha I Aproveitando o EDITORIAL do jornal do dia 28-03-13 ( Matéria excelente, principalmente para uma Cidade que vive do turismo). Nós que vivemos nessa Cidade, temos a obrigação de defendê-la e tentar fazer com que os Turistas sintam-se bem, possam retornar e difundir nossa Cidade, nossas praias, Ilhas e demais pontos Turísticos. Diante dessa preocupação, venho sugerir uma matéria sobre a PRIA DA LAGOINHA mas, não sobre a sua beleza, matéria essa já publicada pelos Senhores, mas pela TOTAL falta de estrutura para receber o Turista. Como o Senhor deve conhecê-la, a Praia da Lagoinha tem um único quiosque, que atende o local. É grande, serve lanches, petiscos, refeições e todo tipo de bebidas. PORÉM, acredite não possui SANITÁRIOS, e nem há nenhum CARTAZ avisando a ausência desse item IMPORTANTE em um estabelecimento comercial dessa natureza. Note o absurdo enfrentado pelos Turistas desavisados, acomodam-se as mesas, fazem seus pedidos, comem e bebem e quando precisam utilizar o sanitário, VEM A SURPRESA, NÃO TEM. Ai, vem o absurdo maior, são

orientados a utilizarem o MAR ou os muros, árvores ou postes ali existentes. A informação dada aos Clientes é que a PREFEITURA não permite a instalação de banheiros no quiosque. Já encaminhei um e-mail para Ouvidoria de Ubatuba e estou aguardando resposta (não sei se terei). Como trazer turistas de nível, quando os mesmos serão tratados como ÍNDIOS na idade média. Temos que aproveitar a mudança de Partido no comando da Cidade e exigir mudanças e para isso, só com o apoio da imprensa, poderemos conseguir melhorar nossa Cidade. Nós da Comunidade, contamos com o apoio do JORNAL MARANDUBA. Atenciosamente. Marcos de Souza via e-mail Praia da Lagoinha II Aplaudo a iniciativa do Sr Marcos de Souza, a quem tenho grande estima, e reforço sua opinião na qualidade de representante da Salan – Associação Amigos da Lagoinha Norte, mormente quando esse pedido já fora objeto repetidas vezes de nossa parte ao ex prefeito Eduardo Cezar em tempos recentes. Como haviam obstáculos insuperáveis por parte da secreta-

Editado por:

Litoral Virtual Produção e Publicidade Ltda.

Caixa Postal 1524 - CEP 11675-970 Fones: (12) 3832.6688 (12) 9714.5678 / (12) 7813.7563 Nextel ID: 55*96*28016 e-mail: jornal@maranduba.com.br Tiragem: 3.000 exemplares - Periodicidade: mensal Responsabilidade Editorial:

Emilio Campi Colaboradores:

Adelina Campi e Ezequiel dos Santos Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da direção deste informativo

ria do meio ambiente e outros órgãos, sugerimos a prefeitura e ao Sr Oliveira a colocação de unidades de banheiros químicos, os quais podem servir homens e mulheres, e por conta de custo elevado poderia ser cobrado uma taxa de uso pelo turista, e outra parte pelo Quiosque. Acho que a saída seria essa, pois da outra vez quando conseguimos dialogar com a prefeitura apareceu o Ministério Publico e travou tudo novamente. Vale a iniciativa a Ouvidoria, e agora, ao Jornal. Um abraço a todos. Marcelo Alvaro Pereira via e-mail Prefeito visita Região Sul O Prefeito Mauricio Moromizato visita a região Sul da Enseada do Mar Virado em reunião na Administração Regional Sul no dia 30 de Abril - Terça Feira – 18 Horas. Vamos apresentar nossas reinvidicações para melhores condições de vida na nossa região: 1 – Regularização dos Imóveis e conseqüente pagamento de IPTU; 2 – PSF – atendimento médico da saúde da família no posto da Maranduba; 3 – Terceira Idade – estrutura de atendimento médico, nutricionista, atividades físicas, etc.;

5 – Turismo – estrutura de profissionalização e melhoramento da recepção de visitantes; 4 – Cultura – estrutura de desenvolvimento de atividades: Centro Cultural; 5 – Pavimentação da Estrada do Araribá e outras de grande movimento; 6 – Ciclovia do Mar Virado que liga vários bairros e necessita de manutenção; Venham todos, conversem com seus vizinhos, vamos prestigiar o governo participativo! Vamos melhorar nosso lugar!!! Luiz Carlos Lima via e-mail Cursos Estamos repassando a informação para que ajudem a divulgar, além disso, se tivermos um número expressivo de inscrições, poderemos começar a reivindicar que estes cursos sejam realizados aqui no na nossa região. E uma iniciativa da Prefeitura de Ubatuba através da Secretaria da Cidadania e Desenvolvimento Social pelo Secretário Sergio Maida. “Além das aulas específicas de Construção Civil, Garçom, Costureira e Pizzaiolo, o programa também vai oferecer oficinas temáticas, com palestras de empreendedorismo, cooperativismo, desenvolvimento sustentável e matemática finan-

ceira”, explica Sérgio Maida. Os interessados nos cursos devem fazer a inscrição em seis postos da prefeitura espalhados pela cidade. Na região Sul, as inscrições podem ser feitas na Escola Sebastiana Luiza de Oliveira Prado (Araribá) e no CRAS da Maranduba. Na região Central, os postos de atendimento estão localizados na Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social e na Fundac. Na região Oeste, as inscrições podem ser feitas na Escola Mário Covas e, no Norte, na Escola do Puruba. Fernando Pedreira via-email


26 Abril 2013

Página 3

Jornal MARANDUBA News

Ubatuba será a capital mundial do SUP COMUNICAÇÃO PMU A cidade de Ubatuba, litoral norte de São Paulo, se transformará, entre os dias 27 de abril e 05 de maio, na capital mundial do stand up paddle com a realização do Ubatuba Pro Grand Slam, etapa brasileira do circuito mundial nas categorias Race e Wave. As disputas começam no dia 27, na manhã de sábado, em frente à Praça de Eventos da Av.Iperoig, na praia do Centro de Ubatuba, com a realização das provas de SUP Race que se estendem até o domingo, 28. Estão confirmados nomes de peso da modalidade, como os havaianos Connor Baxter e Kai Lenny, bem como as feras do circuito brasileiro, como os campeões

Luiz Guida “Animal” e Bárbara Brazil, entre outros. Mas os atletas amadores também estão convidados a participar da festa, pois além da categoria profissional, estão abertas disputas em três categorias amadoras para as pranchas tamanho 14’, 12’6” e Fun Race (até 12’2”) e uma categoria para a garotada até 16 anos. Todas as categorias, divididas em masculino e feminino, e todos os participantes receberão uma medalha de participação alusiva ao evento histórico, que pela primeira vez é realizado em águas brasileiras. Com a conclusão das disputas de Race, no domingo, o evento se transfere para a praia de Itamambuca para o

reinício das disputas, desta vez na modalidade Wave, que é o surf de stand up paddle, de 01 de maio, quarta-feira, até domingo, 05. SUP surfistas de várias partes do mundo, como EUA, França, Austrália, Chile, Tahiti, México, estarão nas areias de Itamambuca disputando as melhores ondas contra os grandes nomes brasileiros do esporte. Um espetáculo imperdível. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do e-mail atendimento@aus.org. br, com Kátia. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 12-3832-1007 (a partir das 15h00) ou 12-97228739 (o dia todo). O Ubatuba Pro é uma realização da Prefeitura Munici-

pal de Ubatuba, AUS, Revista FLUIR Stand UP, Site SupClub, Waterman League, Cia Radical e CBSUP. O evento conta com o patrocínio da GZero Tech, Wave Giant e Board House. Com o co-patrocínio da Art’n Surf, Latitude 23 e New Advance. E com o apoio da Surfers Paradise, Team Brazil, Keahana, Supflex, Silver Surf e Raglan. SERVIÇO Ubatuba Pro Grand Slam - Etapa brasileira do circuito mundial de stand up. SUP Race 27 e 28 de abril, Av.Iperoig, na praia do Centro de Ubatuba (Itaguá). SUP Wave 01 a 05 de maio, canto direito da praia de Itamambuca.

COMTUR retoma cobrança da Zona Azul, com 50% destinados à Saúde COMUNICAÇÃO PMU Conforme o Projeto do Executivo nº 25/13, aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal, a partir do dia 2 de maio a cobrança da taxa de Zona Azul voltará a ser administrada pela Companhia Municipal de Turismo de Ubatuba, (COMTUR). Além da mudança na coordenação (na gestão passada o serviço era realizado por uma empresa terceirizada de outro município), o novo projeto tornou obrigatória a divulgação de todo balanço financeiro no Portal da Transparência, disponível no site da prefeitura. De acordo com o prefeito Maurício (PT), pelo menos metade do total arrecadado com a Zona Azul será destinada ao setor da Saúde Pública local. “Infelizmente, a gestão passada deixou um rombo milionário na Secretaria de Saúde e precisaremos ir atrás de recursos. Por isso, já definimos que 50% da arrecadação serão diretamen-

te repassados à Secretaria de Saúde, com o objetivo de cobrir esse rombo herdado da administração anterior”, afirmou o prefeito. O atual presidente da Companhia, José Lindolfo Candinho, explica que o restante do valor arrecadado será corretamente aplicado em projetos que beneficiem o turismo na cidade, como obras que visem melhorias de acesso às praias, cachoeiras e pontos turísticos em geral.

“Nosso objetivo é transformar a COMTUR em uma companhia que venha realmente contribuir para o desenvolvimento do turismo na cidade, afinal, é para isso que ela foi criada” disse o atual presidente Candinho. A COMTUR A empresa foi criada em 1991, mas apenas a partir de 95, com a integralização do capital dos sócios, passou a existir formalmente. A prefeitura é

acionista majoritária, com 51% das ações e empresários detêm os 49% das ações restantes. A COMTUR, que até o momento vinha sobrevivendo da arrecadação das taxas de entrada de ônibus e vans na cidade, e do uso dos sanitários nas praias, estava repleta de dívidas, processos e no ano passado passou por uma CPI, estando inclusive com suas contas bloqueadas judicialmente, devido a ações trabalhistas do ano de 2005. Entre as diversas irregularidades, foi constatado que: não era feita a contabilidade da empresa desde março de 2012; não havia informações sobre o tamanho da dívida da empresa; não havia assessoria jurídica; o último relatório de contabilidade se encontrava em um escritório sem nenhum vinculo com a empresa; e o livro de registro de funcionários e outros documentos da empresa haviam desaparecidos. Desde o dia 7 de janeiro, o

atual presidente vem trabalhando firme para colocar a casa em ordem. Um escritório de contabilidade foi contratado para solucionar as inadimplências contábeis, e, no momento, as contas bancárias já estão desbloqueadas, parte das dividas trabalhistas já foram sanadas, a folha de pagamento dos funcionários está em dia e ainda foram adquiridas duas motos novas para a equipe de fiscalização. “O prefeito já ressaltou que quer o dinheiro arrecadado na Zona Azul voltando em benefício para a cidade e para os cidadãos locais. Além disso, ele cobrou transparência total na utilização e repasse dos recursos e é isso que estamos fazendo”, disse Candinho, que já aplicou parte dos recursos na compra de roçadeiras, doadas à Secretaria de Obras, para que o serviço de capina nas vias da cidade seja mais rápido e eficiente.


Página 4

26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Estudante de Ubatuba conquista prêmio internacional em feira de tecnologia

Prefeito Mauricio Moromizato recebe Isaias Campos Junior em seu gabinete

Dispositivo alerta moradores em caso de eminente deslizamento

COMUNICAÇÃO PMU O estudante Isaias Campos Junior, de 19 anos, esteve com o Prefeito Mauricio, apresentando mais um prêmio que conquistou para Ubatuba, durante sua participação na 11ª edição da FEBRACE (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), que foi realizada em São Paulo, nas dependências da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/ USP), entre os dias 12 e 14 de março. Apresentando o projeto SISMAR (Sistema Integrado a Sensores de Monitoramento de Áreas de Risco), o jovem ubatubense levou o premio internacional da American Meteorological Society (Sociedade Americana de Meteorologia), juntando-se a lista dos 31 projetos premiados do estado de São Paulo, que foram selecionados dentre 1.898 inscritos de todo Brasil. A FEBRACE é considerada a maior feira brasileira de ciências e engenharia de estudantes pré-universitários. Seu objetivo é despertar nos jovens o interesse pela ciência, estimulando a criatividade, a inovação e o empreendedorismo. O projeto SISMAR foi desenvolvido pelo estudante, quando assistia pela televisão as cenas do deslizamento ocorrido em Angra dos Reis, em janeiro de 2010. “O objetivo principal do projeto foi criar um dispositivo de alerta à população moradora de encostas, onde os deslizamentos de terra são frequentes e podem ocasionar óbitos. Assim, a partir de um sinal luminoso e sonoro, os habitantes teriam tempo de sair de suas moradias e sobreviver a tal fato”, explica Isaías. No momento, enquanto aguarda o chamado para iniciar um

curso de Física, na Universidade Federal de Volta Redonda. o jovem se prepara para próxima feira que pretende participar, a Expo MILSET Brasil, uma feira internacional de ciências e tecnologia que acontecerá em Fortaleza. Segundo Isaias, esta feira credenciará estudantes para uma feira internacional que acontecerá em Dubai, mas ressalta que ainda precisa conseguir patrocínio para viajem até Fortaleza. Quem tiver interesse em patrocinar o jovem cientista, pode entrar em contato pelo telefone (12) 9242-5206 ou pelo e-mail sismar@hotmail. com.br. Projeto SISMAR Para construção do aparelho, Isaias utilizou uma barra de cano PVC e dentro dele revestiu-se uma placa metálica acompanhando seu contorno, colocando dentro da barra de cano uma barra de ferro. Foi feita uma rede elétrica simples, onde o cabo com polo foi ligado ao pêndulo. Na placa envolta ao cano há um cabo que leva direto ao dispositivo de alerta, ou seja, o sistema é como um interruptor convencional. A rede é ligada em um cabo que no caso vai ligado no pêndulo e ao acionar o sistema, quando encosta o pêndulo na placa, é levada energia ao sistema de alerta. “Percebi que era necessário um sistema que captasse ondas mecânicas geradas por possíveis acomodações de terreno ou erosões que podem ter como fato adjacente o deslizamento de terra, ou seja, algo como um medidor sísmico de fácil criação e funcionamento e de baixo custo já que o projeto foi originalmente criado para atender comunidades e vilas carentes”, explicou.


26 Abril 2013

Página 5

Jornal MARANDUBA News

Programação projeto NINJA 2013

Parceria mostra previsão do tempo e das ondas na net Foto: Evandro Maia

NÚCLEO INFANTOJUVENIL DE AVIAÇÃO Voar é um desejo que começa em criança! CELSO DE ALMEIDA JR. Na última sexta-feira, 19 de abril, começou a programação de 2013 do Núcleo Infantojuvenil de Aviação NINJA. Nos meses iniciais, o foco será simulação de voo em computador, com aulas em duplas, sob a orientação de um instrutor. O NINJA atende estudantes das redes pública e particular e os detalhes do projeto estão disponíveis em www. ninja-brasil.blogspot.com Os alunos têm contato com teoria de voo, regulamentos de tráfego aéreo, meteorologia, conhecimentos técnicos e navegação aérea, numa linguagem ajustada para as suas idades. Tenho a grande satisfação de integrar o grupo que

apoia esta ideia, contribuindo para despertar vocações e revelar talentos. Certamente, no futuro, boa parte destes jovens formará a base de uma escola de aviação civil sediada em Ubatuba, colhendo uma nova perspectiva profissional. Estamos nos empenhando para isso, atentos à necessidade da sociedade civil organizada construir ambientes que valorizem a ciência e a tecnologia. As atividades do Núcleo Infantojuvenil de Aviação NINJA - acontecem na Sala Gastão Madeira, instalada no Colégio Dominique, no Jardim Carolina. Novos interessados devem verificar os horários disponíveis contatando: ninja.aero@ gmail.com O Portal Surfcam e a Superkort realizaram uma parceria que dá dando o que falar. A equipe da Superkort todos os dias busca informações sobre o surf como tamanho das ondas, vento, maré, condições do clima e varias outras informações que facilitam a pratica do surf. A ideia nasceu da necessidade dos clientes da Superkort em buscar estas informações para a prática deste esporte na região. Segundo seus idealizadores eram pessoas do Vale do Paraíba, da capital e do interior que se dirigiam a

loja para saber sobre as ondas. A parceria fez seis meses de atividade e realizam a leitura do tempo nas praias da Lagoinha e Maranduba, as duas primeiras praias com acessos a veículos na capital do surf. A primeira contagem na internet rendeu sete mil acessos e hoje beiram os dez mil. Priscila de Oliveira é a responsável pelas imagens, leitura do tempo e ondas pela manhã, segundo ela foi aliada duas coisas, a caminhada pela manhã que costuma realizar diariamente e a captura de

informações sobre as ondas e tempo. As fotos e as informações são atualizadas diariamente e em seguida são postadas na surfcam, o que rendeu um resultado positivo a toda região. Por possuir duas das melhores ondas para iniciantes na região, a parceria é considerada uma das cinco melhores sobre informações do tempo e ondas do surf brasileiro. Para esta parceria não tem tempo ruim, acesse portalsurfcam.com.br e aprecie as melhores previsões para a pratica do surf do país.


Página 6

26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Aciu e Sebrae realizam mais um Empretec em Ubatuba Em sua sexta edição na cidade, seminário estimula empresários para a “prática empreendedora” ACIU 24 pessoas. Esse é o número de empresários da cidade que neste ano aceitaram o desafio de desenvolver características de comportamentos empreendedores para busca do sucesso empresarial. O Seminário Empretec é um programa criado pela ONU e viabilizado no Brasil através do Sebrae incentivando a criação e o desenvolvimento de empresas. A sua metodologia é comportamental e visa capacitar futuros empreendedores e empresários a obterem melhores resultados à frente dos negócios e ajudar na criação de novas empresas. Voltado à micro, pequenos, médios e futuros empresários, o seminário tem como objetivo estimular o empreendedor ou aquele que pretende abrir seu próprio negócio a despertar ou valorizar suas potencialidades, detectar seus pontos fracos e desenvolver práticas de gestão que proporcionem à sua empresa poder de competitividade no mercado. O Empretec possibilita ao participante fazer uma autoavaliação das principais características que todo empreendedor deve ter, tais como, iniciativa na busca de oportunidades, capacidade de correr riscos calculados, persistência, comprometimento, objetividade no estabelecimento de metas, capacidade para planejar e monitorar, capacidade para buscar e valorizar a informação, persuasão e rede de contatos, independência e autoconfiança, exigência de qualidade e eficiência. O início foi na última segunda-feira, dia 15 e o encerramento aconteceu no sábado,

20. Nestes 6 dias de duração, os facilitadores do Sebrae, que estiveram ministrando o curso na sede da Associação Comercial de Ubatuba (Aciu), simularam situações identificadas com a realidade de uma empresa. A tarefa dos alunos foi solucionar problemas, bem como buscar alternativas originais e producentes com vistas na expansão, o que significa que lidaramm, na prática, com os desafios do dia-a-dia do mundo empresarial. “De certa forma, as pessoas já têm uma maneira natural de agir e por isso dificilmente buscam uma ferramenta para observar as partes falhas que cometem, e o seminário é muito enriquecedor por causa disso, pois traz a oportunidade de a pessoa querer mudar com um conjunto de metodologias, técnicas e dinâmicas que os auxiliarão muito”, explica Paulo Pato Vila, um dos facilitadores do Sebrae. “A estratégia é o desenvolvimento da micro, pequena e média empresa, pois são elas que impulsionam a economia regional. Esse é o motivo que faz do empreendedor o foco do Empretec, porque o sucesso desse tipo de empresa depende mais diretamente do proprietário. O diferencial da capacitação é a prática empresarial, que oferecemos através de vivências, jogos, estudos de caso, pesquisa, entre outras atividades”, enfatiza Antenor Bernardes, que juntamente com Paulo e Nelson Dominguez, faz parte da equipe de facilitadores do Sebrae que está à frente desta sexta edição do curso em Ubatuba.

Sucesso De acordo com o Sebrae, mais de 100.000 empreendedores já participaram do Empretec no Brasil. A se considerar a avaliação dos que fizeram o curso em Ubatuba, seus objetivos foram plenamente atingidos. “O curso é extremamente importante, pois nos ajuda a sermos disciplinados, estabelecer metas e objetivos de forma organi-

zada para serem colocados em prática na empresa. Além disso, passamos a nos enxergar como empreendedores de uma forma inédita e a detectar nossos pontos fracos”, avalia a participante Andréa Picchi Zambom, proprietária da Revista Marinas. O empresário e jornalista Ednelson Prado compartilha da opinião de sua colega de turma. “O autoconhecimen-

to, a melhor compreensão do mundo dos negócios e a fixação de metas de superação e crescimento são alguns dos muitos ensinamentos que tivemos. Valeu muito a pena mesmo”, ressalta. O Empretec foi realizado em Ubatuba através de uma parceria firmada entre o escritório Regional do Sebrae de São José dos Campos e a Associação Comercial de Ubatuba.


26 Abril 2013

Página 7

Jornal MARANDUBA News

Comércio da região espera aumento de 8% no Dia das Mães Sincovat realiza pesquisa com 116 lojistas de Taubaté, Caçapava, Ubatuba e Campos do Jordão SINCOVAT A melhor data para o comércio neste primeiro semestre já movimenta os lojistas de toda a região. Segundo uma pesquisa realizada pelo Sincovat (Sindicato do Comércio Varejista) em 116 estabelecimentos de Taubaté, Caçapava, Ubatuba e Campos do Jordão, a expectativa é que as vendas do Dia das Mães deste ano cresçam, em média, 8% com relação a 2012. Em Taubaté, segundo o levantamento, o tíquete médio deverá ser de R$ 93. Em Ubatuba, os lojistas esperam presentes com o valor médio de R$ 62. Já na cidade de Campos do Jordão, os filhos devem gastar cerca de R$ 53, e em Caçapava o valor médio dos presentes deverá ser em torno dos R$ 45.

Entre os produtos que mais deverão ser procurados estão roupas, calçados, utensílios domésticos, perfumes, flores e jóias. No entanto, o Dia das Mães também movimenta outros setores como supermercados e restaurantes. “É uma data muito importante para o comércio, perdendo apenas para o Natal. O lojista precisa ficar atento para aproveitá-la da melhor maneira possível, com boas promoções e realizando um bom atendimento”, comenta Dan Guinsburg, presidente do Sincovat. Para atender melhor os clientes, os empresários poderão estender o horário de funcionamento nos dias que antecedem o segundo domingo de maio. De acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho,

os estabelecimentos podem ficar abertos na sexta-feira até às 22h e no sábado até às 18h. No entanto, é necessário que os lojistas preencham, com antecedência, um reque-

rimento que se encontra no site do Sincovat, solicitando o trabalho em datas especiais. Este documento também será encaminhado ao Sindicato dos Empregados. O de acordo

das duas entidades é a garantia para que o empresário trabalhe com tranqüilidade. Caso contrário, poderá sofrer autuação de R$ 300 por funcionário.

Ubatuba anuncia 250 vagas em cursos de capacitação profissional COMUNICAÇÃO PMU A Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social de Ubatuba, anuncia a abertura de 250 vagas em cursos gratuitos de capacitação e desenvolvimento profissional. O principal objetivo da iniciativa “Ubatuba Qualifica” é oferecer aos trabalhadores ubatubenses a possibilidade de aperfeiçoamento profissional em áreas importantes da economia local. Os cursos abrangem atividades como construção civil, gastronomia e corte e costura. De acordo com o secretário municipal de Cidadania e Desenvolvimento Social, Sérgio Maida, o programa “Ubatuba Qualifica” visa atender uma demanda da cidade e dos cidadãos. “Acho de fundamental importância investir em capacitação profissional, pois, além de proporcionar mais qualidade no atendimento turístico, estamos também dando a oportunidade do trabalhador local melhorar sua renda. Afinal, com um currículo mais completo, o trabalha-

dor pode batalhar por um salário melhor”, ressalta o secretário, acrescentando que o programa Ubatuba Qualifica não ficará limitado apenas aos cursos setoriais. “Além das aulas específicas de Construção Civil, Garçom, Costureira e Pizzaiolo, o programa também vai oferecer oficinas temáticas, com palestras de empreendedorismo, cooperativismo, desenvolvimento sustentável e matemática financeira”, explica Sérgio Maida. Os interessados nos cursos devem fazer a inscrição em seis postos da prefeitura espalhados pela cidade. Na região Sul, as inscrições podem ser feitas na Escola Sebastiana Luiza de Oliveira Prado (Araribá) e no CRAS da Maranduba. Na região Central, os postos de atendimento estão localizados na Secretaria de Cidadania e Desenvolvimento Social e na Fundac. Na região Oeste, as inscrições podem ser feitas na Escola Mário Covas e, no Norte, na Escola do Puruba.


Página 8

26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Hospital Stella Maris conta com profissionais qualificados e que amam o que fazem! Bruna Vieira Guimarães O trabalho é fator determinante para a satisfação das pessoas. Nele, o profissional desempenha funções relacionadas às atividades da empresa e adquire valores primordiais para a vida. Portanto, a instituição deve priorizar a satisfação de seus colaboradores e, isto acontece no Hospital Stella Maris em Caraguatatuba, SP. São cerca de 400 profissionais que atuam na Casa de Saúde. Além de cumprirem com a rotina de trabalho, os colaboradores são estimulados a conviver bem com os colegas do setor, e a cuidar de forma humanizada dos pacientes, garantindo qualidade na assistência hospitalar. Muitos conseguem crescer profissionalmente no Hospital e, a motivação principal, são os desafios e projetos desenvolvidos no maior hospital do Litoral Norte Paulista. A seguir, breve perfil de quatro profissionais que atuam em diferentes setores do Hospital e, que tem em comum, a paixão pelo que fazem. Natália Fernandes Pereira, formada em Farmácia, tem 26 anos e é responsável pelas Compras do Hospital. O Setor foi reestruturado há um ano e, desde então, conseguiu-se uma economia de 40% após a centralização das compras. Até o início do ano passado, muitos setores do Hospital faziam suas próprias compras. Com a reestruturação do Setor de Compras, criou-se a padronização de marcas, desde materiais de escritório, medicamentos, hotelaria, móveis, produtos de limpeza e demais produtos utilizados no Hospital. Os estoques passaram a ser gerenciados

e hoje não ocorre desperdício de medicamentos e materiais vencidos, faz-se a cotação de preços e aumentou a visita de fornecedores ao Hospital. “Hoje compramos mais e gastamos menos”, relata Natália que trabalha em parceria com os Setores do Almoxarifado, Contabilidade e Financeiro. A ‘compradora’ Natália ama desafios, e esse é um dos motivos dela integrar o quadro de funcionários da Casa de Saúde. Ela confessa que este primeiro ano de trabalho foi intenso, gratificante, com trocas de experiências entre

os setores e os colegas de trabalho, além da instituição ter lhe dado à oportunidade de cursar sua segunda graduação, em Engenharia Civil. Claudia Silva de Araujo, coordenadora da Recepção, começou a trabalhar no Stella Maris em setembro do ano passado. Iniciou o curso de Administração Hospitalar, trabalhou há cinco anos num hospital da grande São Paulo, período em que adquiriu experiência ao atuar nas ações de coordenação das recepções, agenda dos médicos e telefonia. Depois disso voltou à Caraguá e ingressou

no Stella Maris onde se diz realizada profissionalmente, já que escolheu morar nesta cidade e trabalhar no maior hospital do Litoral Norte. “Gosto do meu trabalho e sinto que aqui cresço na área da saúde que escolhi permanecer”, completa. Bruno Rangel, técnico de informática, faz faculdade de Análise de Desenvolvimento de Sistemas no Instituto Federal, em Caraguá. No começo do ano passado ele criou e colocou no ar o site www. hospitalstellamaris.org.br, além de ajudar os colegas na manutenção dos mais de 100

computadores locais. Ele se orgulha de trabalhar na maior instituição de saúde na cidade e acredita que o Hospital tem muito para crescer na área de informática, entre outras. “Sou grato às irmãs por me ajudaram nos estudos”, confessa Bruno que está finalizando o sistema de intranet do Hospital, transformando o site numa ferramenta didática e interativa, entre outros projetos que quer fazer para a Casa de Saúde. Ely Martins, pós-graduado em logística farmacêutica, no hospital atua como responsável técnico pelos setores de Farmácia e Suprimentos. Ele acredita no trabalho de sua equipe e atua com muita dedicação. Ely explica que a Farmácia é como o coração que pulsa o sangue para o corpo funciona. “O paciente precisa de medicamento para se curar. Nós fazemos com que este medicamento chegue na hora certa, na dose certa e para o paciente certo. Atuamos na prevenção de erros”, afirma. Ely explica que o Suprimento, outro Setor pelo qual é responsável, se dividi em três salas, uma para armazenar produtos de higiene e limpeza, a segunda para material hospitalar e, a terceira é refrigerada e adaptada para receber medicamentos e produtos específicos. Estes quatro perfis demonstram o quanto cada funcionário do Hospital Stella Maris se envolve e dá o melhor de si, quando ama o que faz. Eles representam cerca de 400 profissionais que “vestem a camisa” e se sentem valorizados pela atuação na Casa de Saúde.


26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Escolas públicas podem se inscrever em projeto de leitura até 30 de abril de 2013 O projeto de incentivo à leitura “Minha Escola Lê”, está com inscrições abertas para escolas da rede pública de ensino de todo o Brasil até o final de abril de 2013. O programa Dirigido ao público juvenil e adulto, que beneficiará cerca de 25 mil alunos de 200 escolas, o trabalho consiste na doação de livros e desenvolvimento de atividades, a partir da leitura, por estudantes do 6º ano do ensino fundamental até o ensino médio. A escola se responsabilizará pelo pagamento do transporte dos materiais, cujo valor será calculado no momento da inscrição, que deverá ser efetuada pelo professor, no site www. projetosdeleitura.com.br. As escolas inscritas receberão de 38 a 114 livros de autoria de Laé de Souza, além de material de apoio como folhas pautadas para redação, questionários e, ainda, uma cartilha pedagógica para auxiliar o professor a executar as atividades dentro da sala de aula. As atividades nas escolas são monitoradas pelos professores com auxílio de um manual e apoio da equipe do Grupo Projetos de Leitura. Após a execução das atividades sugeridas pelo projeto como adaptação dos textos para teatro, encenação e discussão dos temas, os alunos respondem a um questionário sobre os livros e desenvolvem textos baseados nas crônicas ou nas personagens. Os autores dos três melhores trabalhos recebem como prêmio outro livro de Laé de Souza. Outra grande oportunidade do projeto, é que os alunos participantes concorrem a ter o seu texto incluído no livro “As melhores crônicas dos projetos

de leitura – Volume 5”, que será lançado até novembro de 2013. Histórico O projeto, aplicado anualmente em escolas públicas de todo o país, criado pelo escritor Laé de Souza, é aprovado pelo Ministério da Cultura e tem o patrocínio da Sweetmix Industria, Comércio, Importação e Exportação. Livros do Projeto e atividades Em 2013, o Projeto será desenvolvido com a utilização do livro “Espiando o mundo pela fechadura”. A escola poderá participar com até três classes, recebendo, como doação, exemplares desse título para todos os alunos. Sobre o Grupo Projetos de Leitura O Grupo Projetos de Leitura iniciou seu trabalho em 1998 e tem seus projetos aprovados pelo Ministério da Cultura, além de contar com o apoio de patrocinadores, parceiros e com o envolvimento dos professores. Com sede em São Paulo, o

grupo atua em todo o território nacional desenvolvendo projetos sem fins lucrativos, com o objetivo de vencer um dos maiores desafios encontrados pelos professores e amantes da literatura: desenvolver o hábito da leitura. Sobre o autor Laé de Souza é cronista, dramaturgo, produtor cultural, bacharel em Direito e Administração de Empresas, autor de vários projetos de incentivo à leitura e de livros infantis, juvenis e adultos, entre eles: “Acontece”, “Acredite se Quiser!”, a série “Quinho e o seu Cãozinho”, “Nos Bastidores do Cotidiano” , “Espiando o Mundo pela Fechadura”, “Coisas de Homem & Coisas de Mulher”. Inscrições: Educadores poderão se inscrever pelo site www.projetosdeleitura.com.br até 30 de abril de 2013. Mais informações: (11) 27439491 e 2743-8400 contato@projetosdeleitura. com.br

Página 9


Página 10

26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Turismo: Nossas Férias Fernando Pedreira Enfim tiramos alguns dias de férias, optamos por um Hotel Fazenda e como dependemos do Turismo, como nos capacitamos para o turismo, como tentamos por diversas vezes implementar tanto aqui na nossa Região Sul, bem como em toda a Cidade através da Associação da Enseada do Mar Virado, do CMT e da Associação Comercial e infelizmente em nenhuma das tentativas obtivemos a oportunidade de fazê-lo tanto pela falta de interesse do antigo governo, quanto dos componentes do CMT, e da ACIU (antigas gestões) e o mais incrível dos empresários do setor. Conseguimos apoio na época, das comunidades, esperançosas no desenvolvimento social e econômico da nossa Cidade e frustrados ficamos. Esta pequena introdução para dizer que apesar de estar em férias nossa ótica maior foi para a forma com que o turismo daquela região fora desenvolvida e organizada. Aconselho a todos tirar dois ou três dias e ir ao Hotel Fazenda Campo dos Sonhos em Socorro, entrem no site. É um verdadeiro exemplo de como se fazer turismo, o atendimento, o sorriso, a descontração, as brincadeiras, as permanentes ofertas de atividades foram cinco dias que não paramos sequer um minuto. Apesar de ser um produto turístico completo, o hotel tem os guias que levam os turistas em comboios ou até numa espécie de trenzinho puxado por um trator nas pequenas indústrias da Cidade como, Laticínios, Ornamentos para Cabelo, Malharias, SORVETERIAS, etc. e como não bastasse, também em comboio ida as cidades vizinhas, para conhecer os pontos turísticos e ir às compras na maioria de malhas, produto forte da região. Muito bom e barato.

Portanto um exemplo de Turismo Regional, ou seja, o hóspede se mantém sempre em atividade, aumentando a sua estada ou até programando a volta para ver o que ficou sem ser visto. Feliz ou infelizmente, não choveu para que conhecêssemos as atividades nestes dias, mas com certeza não faltariam. Estavam disponíveis: Dois Salões de Jogos, Brinquedoteca, Biblioteca, Piscinas Aquecidas, Hidromassagens, Uma verdadeira academia de Ginástica, Espaço Zen, com professora de Yoga, Sauna Seca e Vapor e os “CAMBAU”. (gíria antiga que quer dizer “mais um monte de coisas”) O DEPRIMENTE O relato deste acontecimento não é para denegrir ninguém são fatos que relatarei de uma conversa (entrevista) que tive com turistas que encontrei na piscina e que ao comentar de onde éramos e o que fazíamos mais uma vez detectamos os absurdos que acontecem aqui, pois coincidentemente eles haviam estado aqui na semana anterior. Nesta narrativa, apesar de não citar nomes, é muito provável que se identifique de quem estamos nos referindo, mas, mais uma vez, não é um comentário negativo, ao contrário é para perceberem quão importante seria nos capacitarmos melhor, quão importante é a primeira ação do PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURISITICO RECEPTIVO, a SENSIBILIZAÇÃO PARA A IMPORTÂNCIA DO TURISMO e obviamente a segunda ação que é a CAPACITAÇÃO DOS OPERACINAIS DA CADEIA PRODUTIVA DO TURISMO. Como dissemos enquanto não conseguíamos parar em virtude da imensa oferta de atividades, os três hóspedes que entrevistamos ficaram aqui três dias, eram todos jovens, um casal da raça negra e uma moça branca, se hospedaram

quase em frente a nossa Sorveteria e foram embora para Angra no terceiro dia, sendo que neste último dia ficaram fazendo hora, sem ter o que fazer. Saíram daqui sem conhecer absolutamente nada, RUINAS DA LAGONHA, TRILHAS DO BONETE, PRAIA DA CAÇANDOCA, CACHOEIRAS, etc. não foram informados que isso existia, sem falar que no Hotel apenas entregaram-lhe as chaves e mais nada. Sequer tomaram um sorvetinho e olha que a moça disse que adorava sorvete. Citamos apenas esses passeios, que poderiam fazer sem a presença de um guia, até que um dia os tenhamos a disposição, em um receptivo ou operadora de turismo. Disseram que foram em uma agência de turismo, segundo Eles, a informação foi que nesta época do ano, seria melhor que fossem para Caraguá, onde encontrariam melhores restaurantes para se alimentar e que aqui infelizmente não tinha absolutamente nada para ser feito. Antes de irem para Caraguá comeram no Nona e gostaram da refeição. Frequentaram também um quiosque que não consegui identificar, mas não deram a nota. Quando o Fábio Monitor do SEBRAE, citava fatos como este, achei que era uma forma de didática, que eram exageros para poder sensibilizar as pessoas, mas não, é a pura realidade. Recebemos o turista e os mandamos embora, sem nenhuma perspectiva de retorno, sem nenhuma chance de voltar, sem nenhuma possibilidade de propagar nossa região no famoso boca a boca, pelo contrário, o que vão dizer, com certeza não nos favorecerá em absolutamente em nada, O PIOR É QUE EU OUVI, tentei persuadi-los a voltar, deixei meu cartão e prometi que iria colocá-los em um bom hotel

e que iria apresentar-lhes um guia, para que conhecessem nossa ENSEADA, que tem dez vezes mais recursos comparados ande estive, que é milhões de vezes mais bonita e que amo tanto. Além do bom atendimento outra coisa que chama a atenção é que todas as pessoas tanto de dentro do hotel, (mais de cem funcionários) desde o tratador dos porcos até o Gerente, bem como de todos os lugares que fomos lhe cumprimentam todas as vezes efusivamente. Em todos os locais como no Hotel, no Shoping, Na Feira permantente de Malhas, na Cidade etc. estão expostos tamanho enorme um mapa da Cidade contendo todos os produtos turísticos bem como os principais comércios. Tem também um folder com todos estes detalhes em todos os lugares e a acessibilidade é impressionante, vi numa reportagem na parede do hotel que fora financiada pelo Mnistério do Turismo na época da Marta como Ministra. Entramos no Hotel na segunda e saímos na sexta, estava todo este tempo com mais de 50% de ocupação, ou seja, existe muita gente que viaja fora de temporada, e durante a semana, estes são na realidade nossos verdadeiros concorrentes, e para que possamos ganhar esta concorrência precisamos de além das ações citadas na primeira mensagem das outras que são: FORMATAÇÃO DE PRODUTOS TURISTICOS - Transformar nossos recursos em produtos turísticos para serem vendidos, assim como Eu comprei este que fui. GESTÃO E QUALIDADE- Esta ação aqui é ainda mais complicada, lá todo produto turístico tem um dono, são fazendas transformadas em hotéis, portanto a gestão é dividida para cada um, e a Secretaria de Turismo apenas coordena e organiza a parte municipal, não deixando que a cidade seja

Leia o Jornal Maranduba News na Internet:

www.jornalmaranduba.com.br

ocupada de forma irracional e irregular, por exemplo. Lá não vi sequer um ambulante, um comércio ilegal. Não encontrei nenhuma atividade que não fosse devidamente regularizada e registrada no Ministério do Turismo, e para isso todos necessitam de ter a capacitação. E AÍ, somente aí a COMERCIALIZAÇÃO - MARKETING PUBLICIDADE E PACOTES. Muitos tem em mente que o que falta é divulgar Ubatuba, agora imaginem divulgarmos e os turistas aqui chegarem com este nível de preparo. Vejo e aí compro uma briga enorme, com muitos que pensam diferente, e não acredito que haja certo ou errado nesta questão, apenas pontos de vista, que até estes navios que aqui atracam são nossos concorrentes, pois todos estão sempre com 100% de ocupação e quando fora da nossa diminuta temporada, estamos vazios. Neste pacotes de cruzeiros, assim como no hotel fazenda a pessoa compra tudo, hospedagem, refeições, e divertimento o tempo todo, no hotel excursões para os centros de compras e pontos turísticos, mas o dinheiro fica na Cidade, o dono é da Cidade, as compras dos hotéis são na Cidade os funcionários são da Cidade, até a cerveja e o refrigerante são da Cidade, claro que tem também da ambev, mas gostei mais da Ecocerveja. Já no Navio, ficamos a ver navios, pra nós sobram apenas a venda de alguns artesanatos e alguns passeios, e como não temos produtos formatados, o cara sai do navio pra andar de escuna, fala baixo. Acho que isso completa as informações que gostaria de passar, mas tenho certeza que ainda lembrarei de mais, mas prometo não encher mais com essa história. Nem tampouco viajar por enquanto, pois senão me dá coceira para comparar.


26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Página 11

Humor

A morte do padre O velho padre, durante anos, tinhatrabalhado fielmente com o povo africano, mas voltou ao Brasil, doente emoribundo. No Hospital Geral de Brasília, é a notícia dahora. Já nos últimos suspiros, ele faz umsinal à enfermeira, que se aproxima. - Sim, Padre? diz a enfermeira. - Eu queria ver dois proeminentespolíticos antes de morrer, Renan Calheiros e o Sarney, sussurrou o padre. - Sim, Padre, verei o que posso fazer,respondeu a enfermeira. De imediato, ela entra em contato com o Congresso Nacionale logo recebe a notícia: ambos também gostariam muito de visitar opadre moribundo. Acaminho do hospital, Sarney diz a Renan Calheiros: - Eu não sei porque o velho padre nos querver, mas certamente que isso vai ajudar a melhorar a nossa imagem perantea Igreja e o povo, o que é sempre bom. Renan Calheiros concordou. Era umagrande oportunidade para eles e até foi enviado um comunicado oficial àimprensa sobre a visita. Quandochegaram ao quarto, com toda a imprensa presente, o velho padre pegouna mão de Sarney, com sua mão direita e na mão de Renan Calheiros, comsua esquerda. Houve um grande silêncio e notou-seum ar de pureza e serenidade no semblante do padre. Renan Calheiros então disse: Padre,porque é que fomos nós os escolhidos, entre tantas pessoas, para estar aoseu lado no seu fim? O Padre, lentamente, disse: -Sempre, em toda a minha vida, procureiter como modelo o Nosso Senhor Jesus Cristo. -Amém, disse Sarney. -Amém, disse Renan Calheiros. Eo Padre concluiu: -Então... como Ele morreu entre dois ladrões, eu quero fazer o mesmo!!!

Jornal MARANDUBA News

TODO MUNDO LÊ. ANUNCIE: (12) 9714.5678


Página 12

26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

Dicionário de vocábulos e expressões caiçaras - Parte 18

MASSA SECA - (s.f. ) - denominação da massa, formada pela mandioca ralada e caída no cocho de massa verde, ainda misturada a seu caldo peculiar. MATá PEIXE - ( v.t. ) - pescar; fisgar o peixe no anzól; apanhar o peixe de qualquer modo. “ Ali hoje a turma tá matando bem pexe “ MATA-BICHO - ( s.m. ) - uma dose de aguardente ou outra bebida alcoólica. MATE-CUNHADO - ( s.m. ) espécie de ave noturna. MATéRIA PRASTICA - ( s.f. ) expressão que designa todo e qualquer material plástico, sintético, ou que não seja produto natural. “ O tár do náilo é feito de matéria prástica. “ MATOU-SE - ( loc.v. ) - caiu ; machucou-se ; quebrou-se. MEIA -ÁGUA - ( s.f.) - telhado de um só plano. MEIA -COLHER- (adj.).- termo usado para designar o servente de pedreiro. MEIA -LIBRA - ( s.f.) - medida de peso, equivalente a 250 gramas. MEIA -QUARTA - ( s.f.) - medida de peso, equivalente a 125 gramas. MECE - (pron. ) - vosmecê ; você. MECE CHEGUE - ( loc.v. ) - forma do caiçara convidar a entrar em casa .

MEIO PóCA - (adj.) - expressão que significa convencido; bobo ; exibido. MEIO-ARROZ - ( s.m. ) - mesmo que sanga. MEIO-PAU - (adj.) - calça com a barra muito curta ; barra da calça pela canela. MEIZINA, MEIZINHA - ( s.f.) - remédio caseiro, feito de ervas. MEMBéCA - ( s.f.) - espécie de pescada; pescada-membeca. MERGULHãO - ( s.m. ) - ave aquática , que mergulha nos cardumes para apanhar peixes. Ave anatídea (Mergus octosetaceous Vieil.), do Brasil meridional, Argentina e Paraguai, de cabeça cinzenta, capuz negro, bico avermelhado e patas vermelhas; patão, mergulhador. Ver atobá. MESA - (s.f.) - tábua retangular contornada por um rego que desemboca na lateral. Ë colocada debaixo do tipiti para receber o cardo da massa espremida, que então escorre para a gamela. A mesa é um pedaço de madêra assim, apoiada por uma pedrinha assim”. METER A RIPA - ( loc.v.) - falar mal ; criticar; apressar o serviço. METER NO TRANCO - ( loc.v. ) - colocar em uso contínuo alguma coisa nova. Pegô a brusa novinha e já meteu no tranco .” METER O SARRAFO - ( loc.v.) - meter a ripa ; falar mal ; criticar; apressar o serviço. MéU DE CACHORRO - ( s.m.) - mel da abelha irapuá; abelha de cachorro. MéU DE PAU - ( s.m. ) - mel de abelhas silvestres, retirado do oco das árvores. MEU CORPO NÃO DESCE – ( loc.v.) - minha menstruação não desce.

MIASMA - (s.m)- emanação nociva, podre, fétida, que causa doença; mau-cheiro. MICAGê(M) - ( s.f. ) - careta; trejeito. MICUIM - ( s.m. ) - espécie de carrapato. MIDA - ( v.t. ) - meça; do verbo medir. MIJACãO - ( s.m. ) - tumor ou abcesso entre a sola e os dedos dos pés, atribuído ao contato com urina de animais. MINGASGá - ( loc.v. ) - me engasgar. MINGUITO - ( s.m. ) - semente do abricó, que serve para jogos infantis. MININA MULHER - ( s.f.) criança do sexo feminino. MININO HOMEM) - (s.m.) criança do sexo masculino. MININOZINHO - ( adj. ) - menininho . MINSERAVE - ( adj.) - miserável, maldito, infeliz. MISGALHá - ( v.t. ) - esfarelar na penêra a massa seca já ispirucada; esfarelar; esmigalhar. ”Adespois de ispirucá a massa seca, misgalha ela e passa na penêra”. MOCHO - ( s.m. ) - banco quadrado ou redondo e sem encosto. MOCHA - ( s.f. ) - arma de fogo sem cão, sem a parte do detonador que percute as cápsulas. MOÇORONGO - ( s.m. ) - muçurungo; espécie de peixe usado para isca, encontrado em tocas à beira dos mangues. MOENDA - ( s.f.) - instrumento geralmente de madeira, usada para moer cana-deaçúcar e fazer garapa. MOLEIRINHO - ( s.m.) - moleira; parte do crânio das crianças. MOQUEADA - (adj.) - carne sapecada ou seca no moquém, afim de conservá-la, quando a caça é farta e não se pode

deixar de limpá-la , ainda no mato. “ Cumemo dois tatu e truxémo três moqueado “ MOQUéM - ( s.m. ) - grelha de varas, p/ assar ou secar carne ou peixe; processo de conservação da carne, onde ela é assada lentamente,um tanto longe do fogo, e depois colocada num jirau sobre o fogão, onde acaba de secar, recebendo a fumaça. MORRER ATIRADO - ( loc.v. ) - morrer baleado ; suicidar-se . MORRINHA - ( s.f.) - fedor exalado por pessoa ou animal ; tristeza ; melancolia MOSQUITO PóRVA - ( s.m. ) mosquito pólvora. MOTOR DE CENTRO - ( s.m. ) motor que equipa as baleeiras e colocado entre o centro e a popa. MOURãO - ( s.m. ) - estaca ou esteio de madeira, que sustenta a cerca. MUCUNGO - ( s.m.) - caldo de cana azedo, para fazer a pinga. MUNDéU - ( s.m. ) - armadilha de caça que consiste numa ou mais vigas de madeira, dispostas de tal maneira que caia sobre a caça que por baixo dela passe. Antes da feitura de tal engenho, estuda-se o carreiro dos animais e, em seguida faz-se uma pequena abertura por onde o passante obrigatóriamente terá de transita. Fica assim, desarmado por uns dias, até que a caça ou ave familiarize-se passar por ali. Em seguida, arma-se a alavanca , que uma vez acionada, desabará sobre a caça ou ave. Há variadas espécies de mundéus, desde os de apanhar paca e cotia, até os de descadeirar onças. MUNTO - ( adv.) - muito; bastante. MUNTURO - (s.m.) monturo ; lugar pantanoso ou sujo; local onde se deposita o lixo.

MURINGA - ( s.f.) - moringa ; garrafão ou bilha de barro, para água. MURUNDú - ( s.m. ) - coisa bagunçada. MUTIRãO - ( s.m.) - auxílio gratuito que se prestam os lavradores de um mesmo local, reunindo-se para trabalhar em proveito de um só deles, que nesse dia faz os gastos com uma festa ou fandango, fornecendo ainda o rancho ( alimentação ), com a indispensável cachaça. Esse trabalho pode ser de colheita, queima, roçada, plantio, taipamento ( barreamento ) de uma casa, tiramento de canoa. O evento transforma-se numa festa, onde o trabalho é feito com alegria e em conjunto; e, a comida farta , secundada, como já dissemos, pela cachaça, parece ser uma das maiores motivações paraa presença das pessoas. MUTUCA, BUTUCA - ( s.f.) mosca de grande porte, sendo a de corpo rajado a mais comum. Ataca insistentemente homens e criações e tem uma picada aguda e dolorosa, aparecendo com mais intensidade nas épocas quentes do ano, a partir do mês de novembro. Em sua obstinação de picar, deixa-se apanhar facilmente. “ Essas infiliz dessas mutuca não dexô a gente pescá sussegado; nem fazendo aquela simpatia de ponhá um galhinho verde de pranta amarrado em cima da cabeça espantô as minseravê. Fonte: PEQUENO DICIONÁRIO DE VOCÁBULOS E EXPRESSÕES CAIÇARAS DE CANANÉIA. Obra registrada sob nº 377.947-Liv.701. Fls. 107 na Fundação Biblioteca Nacional do Ministério da Cultura para Edgar Jaci Teixeira – CANANÉIA –SP .


26 Abril 2013

Página 13

Jornal MARANDUBA News

Caquinhos de vidro na praia

SOLANGE BAUMANN Uma família de cinco pessoas estava passeando um dia na praia. As crianças estavam tomando banho de mar e fazendo castelos na areia, quando, ao longe, apareceu uma velhinha. Seu cabelo grisalho esvoaçava ao vento e suas roupas eram sujas e esfarrapadas.

Resmungava qualquer coisa, enquanto apanhava coisas da praia e as colocava em um saco. Os pais chamaram as crianças e lhes disseram para ficar longe da velha. Quando esta passou, curvando-se de vez em quando para apanhar coisas, sorriu para a família, mas seu cumprimento não foi correspondido.

Alguns dias mais tarde, sentiram falta da tal velhinha e acabaram sabendo que a velhinha tinha falecido. E perguntaram o que aquela velhinha vivia fazendo na praia. E lhe responderam!!! Ela dedicara a vida ...à cruzada de apanhar caquinhos de vidro da praia para que as crianças não cortassem os pés.

Em nossas vidas é assim... algumas pessoas passam a vida inteira nos protegendo sem que saibamos... por que não desejarmos ao menos um BOM DIA ou um OBRIGADO! * * * Lembre-se: São as pequenas coisas que fazem toda a diferença. * * *


Página 14

“Humor Além da Vida” em São Sebastião Dizem que nunca ninguém voltou do além para contar como é por lá, mas agora isso mudou, Chico Terrah foi para ka, desencarnou desse mundo depois de muito procurar trabalho como artista e não conseguir nada, morreu de tristeza e fome. Porém, chegando lá, o impacto foi ainda maior. Como no Mundo Espiritual dizem ser muito semelhante à vida no nosso planeta, lá vai Chico procurar uma vaga em alguma peça de teatro, filme, televisão, telegrama animado, animação de festa, o que quer que fosse. Mas assim como na Terra, lá também a concorrência estava enorme , e mais uma vez Chico desanima. Mas como o mundo Espiritual é mais desenvolvido, caridoso e compreensível do que o nosso, conseguiram ajudar Chico, ele ganhou uma permissão muito exclusiva , ele pode vir do mundo dos mortos , se materializar e fazer seu show para os encarnados, e com certeza será um grande sucesso, afinal, quem já viu morto falar? Ainda mais piadas , relatos de como é engraçada a vida no Além e de como falta muito para a gente deixar para trás velhos fantasmas que rodeiam nossa cabeça sobre morte, castigo, juízo final, reencarnação e cheques fantasmas. Um espetáculo inédito, inusitado, divertido e ao mesmo tempo esclarecedor é o que se apresenta em HUMOR ALÉM DA VIDA. Agora é ficar vivo e conferir de perto esse fenômeno para normal cômico e convidar até o pessoal do Fantástico e o Padre Quevedo para vir também. CHICO TERRAH Autor, ator e diretor de teatro, cinema e televisão, Chico Terrah nasceu em Curitiba e há vinte e seis anos é militante nas respectivas áreas de trabalho. Iniciou aos quinze anos

26 Abril 2013

Jornal MARANDUBA News

de idade já com uma característica de busca de linguagem de proposta de discussão dos valores humanos através de suas obras. Sempre se especializando ao máximo em cada departamento que envolve uma produção artística, Chico Terrah viajou e fez uma verdadeira imersão profissional em cada lugar que esteve, buscando sempre aprimorar sua versatilidade e ir ao encontro do novo, do tema ainda não discutido ou pelo menos ainda não esgotado totalmente. Mais de quarenta textos para teatro escrito, sendo dez já produzidos,mais de quinze direções de teatro ganhando alguns prêmios nacionais como o Troféu Raul Cruz. Com uma vasta produção de roteiros para cinema, dirigiu nove curtas metragens para cinema e vídeo e um longa, também dirigiu mais de duzentos filmes publicitários e sete vídeo clips, por duas vezes conquistando o troféu Cine Ceará. Como ator esteve em dezesseis espetáculos profissionais entre

Jornal MARANDUBA News

Curitiba e Rio de Janeiro. Em televisão, participou de grandes momentos na Rede Globo como as novelas: América, Sete Pecados, Beleza Pura, Alma Gêmea e Passione,além de outras. Programas como As aventuras do Didi, A Diarista, Zorra Total, Toma lá dá Cá, Junto e Misturado, O Sistema, A Grande Família, Linha Direta, Cilada, Sitio do Pica Pau Amarelo, Malhação entre outros. SERVIÇO Apresentação no dia 3 de Maio 2013 às 21:00 horas no Teatro Municipal. Ingressos à Venda: Ótica e Relojoaria São Sebastião. Tel:(12) 3892-1696 Loja Camaleão. Tel: (12) 3892-1325 Teatro Municipal de São Sebastião. Tel:(12) 3892-4462 Os ingressos vão custar 30 inteira e 15 meia entrada na compra antecipada. Quem levar 1 Kg de alimento não perecível paga meia entrada no teatro.

TODO MUNDO LÊ. ANUNCIE: (12) 9714.5678

“Folia do Homem-Diabo” é atração no Teatro Mario Covas neste sábado

O Teatro Mario Covas, em Caraguatatuba, recebe neste sábado (27/4), às 19h e 21h, o espetáculo teatral “Folia do Homem-Diabo”, da Cia Controvérsias, de Pindamonhangaba, sob a direção de Adbailson Cuba, com entrada franca. Inspirada no “Auto de Nossa Senhora da Luz”, e ganhadora do Mapa Cultural Paulista 2010, a peça narra a trajetória do homem em busca de um paraíso perdido, que no caminho se depara com as figuras dos pecados capitais, e transformando-se em “diabo”, retorna para enfrentar seu próprio criador. Escolhido entre os cinco espetáculos do interior de São Paulo contemplados pelo ProAC (Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura) para circulação em 2013, o trabalho inicia sua jornada em Caraguá, cidade onde estreou em 2008 e daqui segue viagem rumo a municípios como Registro, Franca, São José do Rio Preto, entre outros. Em cena: Mauro Morais, Mateus Corrêa, Duda Mace-

do, Marcelo Prudente, Denilson Campos, Keli D’Arc, Danilo Riva, Marcos Abuc, Rosana de Castro, Karina Costa, Guilherme Ivanes, Adalgiza Américo e Houston Charles, percussão de Almir Luz (Grupo Bola de Meia). As apresentações, em Caraguatatuba, são co-realizadas pela Fundacc - Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba e pelo Governo Municipal, com capacidade limitada (210 lugares cada apresentação). A entrada é franca e classificação 18 anos. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria do teatro. O Teatro Mario Covas está localizado na Av. Goiás, nº 187, no Indaiá. Mais informações: (12) 3881.2623. SERVIÇO Espetáculo teatral ”Folia do Homem Diabo” – Cia. Controvérsias Dia 27/4 – sábado – às 19h e 21h Local: Teatro Mario Covas (Av. Goiás, nº 187, no Indaiá, em Caraguatatuba) Classificação: 18 anos ENTRADA FRANCA


26 Abril 2013

Página 15

Jornal MARANDUBA News

Coluna da

Cantinho da Poesia

Se eu pudesse voltar no tempo Adelina Campi

Dormir enquanto os ventos sopram

Alguns anos atrás, um fazendeiro possuía terras ao longo do litoral do Atlântico. Ele constantemente anunciava estar precisando de empregados. A maioria de pessoas estavam pouco dispostas a trabalhar em fazendas ao longo do Atlântico. Temiam as horrorosas tempestades que variam aquela região, fazendo estragos nas construções e nas plantações. Procurando por novos empregados, ele recebeu muitas recusas. Finalmente, um homem baixo e magro, de meia-idade, se aproximou do fazendeiro. - Você é um bom lavrador? Perguntou o fazendeiro. - Bem, eu posso dormir enquanto os ventos sopram. Respondeu o pequeno homem. Embora confuso com a resposta, o fazendeiro, desesperado por ajuda, o empregou.

O pequeno homem trabalhou bem ao redor da fazenda, mantendo-se ocupado do alvorecer até o anoitecer e o fazendeiro estava satisfeito com o trabalho do homem. Então, uma noite, o vento uivou ruidosamente. O fazendeiro pulou da cama, agarrou um lampião e correu até o alojamento dos empregados. Sacudiu o pequeno homem e gritou, - Levanta! Uma tempestade está chegando! Amarre as coisas antes que sejam arrastadas! O pequeno homem virou-se na cama e disse firmemente, - Não senhor. Eu lhe falei, eu posso dormir enquanto os ventos sopram. Enfurecido pela resposta, o fazendeiro estava tentado a despedí-lo imediatamente. Em vez disso, ele se apressou a sair e preparar o terreno para a tempestade. Do empregado,

trataria depois. Mas, para seu assombro, ele descobriu que todos os montes de feno tinham sido cobertos com lonas firmemente presas ao solo. As vacas estavam bem protegidas no celeiro, os frangos nos viveiros, e todas as portas muito bem travadas. As janelas bem fechadas e seguras. Tudo foi amarrado. Nada poderia ser arrastado. O fazendeiro então entendeu o que seu empregado quis dizer, então retornou para sua cama para também dormir enquanto o vento soprava. O que eu quero dizer com esta história, é que quando se está preparado espiritualmente, mentalmente e fisicamente - você não tem nada a temer. Eu lhe pergunto: você pode dormir enquanto os vento sopram em sua vida? Espero que você durma bem! * * *

Esse é um sonho que, tenho a certeza, não é somente meu Se eu pudesse voltar no tempo, algumas coisas seriam mudadas O passado a gente escreveu, simplesmente aconteceu Com alguns fatos indesejados, tristezas, palavras mal faladas Palavras ferem mais que qualquer arma mortal Se pudesse, teria mudado todo o meu linguajar Magoei pessoas que amo com essa linguagem infernal Na inconsciência profunda, onde se magoa quem não se quer magoar Se pudesse voltar no tempo, teria dito “eu te amo!” muito mais Se palavras ferem, elas também transferem para a alma um perfume Palavras são como um espelho, que mostra todos os seus sinais Melhor ouvir a palavra “amor”, do que um rancor, um queixume Gostaria de ter vivido mais, sorrido mais, amado muito mais Ter prestado mais atenção, das coisas que me cercam, a beleza Das pessoas com quem convivi não ter magoado jamais Ter aprendido muito mais com o mundo, com livros, com a natureza É muito difícil resumir em poucas palavras esse tema Mas, assim como grandes perfumes vêm em pequenos frascos, Quero deixar registrado nestas poucas linhas o meu lema: Orgulho-me de minhas realizações, e me perdoo pelos meus fracassos Ame mais! Jamais tenha vergonha de dizer “eu te amo!” Só pelo amor vale a vida!

Manoel Del Valle Neto



Jornal Maranduba News #48